SlideShare uma empresa Scribd logo
A

ARRÁBIDA

NO

BRONZE FINAL

leituras e narrativas

Ricardo Soares

I Congresso da Associação dos Arqueólogos
Portugueses
23 de Novembro, 2013
Biblioteca Nacional
2	
  

o

Tempo e o
Espaço

Análise de questões relacionadas com as estratégias de

povoamento (e de culto) das comunidades que habitaram o
território da Serra da Arrábida no decorrer do Bronze Final,
no dealbar transitivo para a Idade do Ferro.

Investigação focada nas áreas da Serra da Arrábida e da Serra
do Risco, estendendo-se até às serras dos Pinheirinhos e da
Azóia, no Cabo Espichel, e “Pré-Arrábida” de São Luís,
dominante sobre a foz do Sado.
3	
  

• 
• 
• 
• 

Território “entre águas” definido e circunscrito pelo
Tejo, pelo Sado e pelo Oceano.
Território de charneira geográfica e cultural entre o
litoral e o interior, entre o Atlântico e o Mediterrâneo.
Território de confluência de propícias linhas naturais
de transitabilidade: terrestres, fluviais e marítimas.
Limite sul da grande “placa giratória” estremenha.
4	
  
5	
  

Cartografia militar
folhas 453, 454, 464, 465 (1:25000)
6	
  

1ª	
  Carta	
  
Arqueológica	
  
de	
  Sesimbra	
  
Eduardo	
  da	
  	
  
Cunha	
  Serrão	
  
(1973)	
  
7	
  

Panorama actual
Bronze Final/Idade do Ferro (2012)
8	
  

Indícios conhecidos
(1897-2007)
•  Dois machados de alvado supostamente (?)
referenciados em Alfarim (Sesimbra).
•  Bronzes de Pedreiras (Sesimbra): um machado de
alvado e uma foice de talão.
•  Povoado de altura do Castelo dos Mouros (Serra da
Arrábida/Setúbal).
•  Monumento e espólio funerário da Roça do Casal do
Meio (Calhariz/Sesimbra).
•  Espólio da Lapa do Fumo (Serra dos Pinheirinhos/
Sesimbra).
•  Espólio da Lapa da Furada (Serra da Azóia/Sesimbra).
9	
  

	
  Novos dados
(2007-2012)

• 
• 
• 
• 
• 

Carta Arqueológica de Sesimbra
(2007-2009)
Carta Arqueológica de Setúbal – Arrábida
(2010-2013)
Escavação da Lapa da Cova
(2010-2011)
Prospecções espeleológicas – CEAE-LPN
(2008-2012)
Investigação pessoal do autor
(2007-2012)
10	
  

	
  Sítios de habitat	
  
•  Povoado de altura do Castelo dos Mouros - o povoado
central?

•  Povoamento aberto das Terras do Risco - um complexo de
casais agrícolas? a base agro-pastoril?

•  Povoado de altura da Serra da Cela (Portinho) - a base
portuária?

•  Povoado de cumeada de Valongo - o principal “vértice de
atalaia”?

•  Sítio da Quinta do Picheleiro - um “casal agrícola”?
11	
  

	
  as Necrópoles e os
“Santuários Naturais”	
  
• 

Monumento funerário da Roça do Casal do Meio
um tholos calcolítico reaproveitado no Bronze Final?

• 

Lapa do Fumo
uma “gruta-santuário”?

• 

Lapa da Furada
outra “gruta-santuário”?

• 

Gruta do Médico
“gruta-santuário/necrópole”?

• 

Fenda
“santuário

natural”?
12	
  

Gruta

do Médico
(“gruta-santuário/necrópole”?)
13	
  

a

Rede

de Povoamento
leituras e narrativas

Um complexo populacional, durante os finais
da Idade do Bronze e num território
específico e individualizado, com algum grau
de diferenciação e de ordenamento políticoadministrativo, sugerindo uma forte
articulação com as vias de comunicação,
muito em especial as fluviais e marítimas.
14	
  

(re)Monumento funerário da
Roça do Casal do Meio
15	
  

Povoado

dos Ouriços
(Neolítico Final/Calcolítico)

	
  
16	
  

Povoamento

do Risco
(Bronze Final)
17	
  

Mundo quotidiano
os

povoados
18	
  

Universo do sagrado
as

necrópoles e os “santuários naturais”
19	
  

Povoamento aberto das
Terras do Risco (base agro-pastoril?)
20	
  

Castelo

dos

Povoado de altura do
Mouros (povoado central?)
21	
  

Povoado de altura da
Serra da Cela (base portuária?)
22	
  

Povoado de cumeada de Valongo
(o “vértice de atalaia”?)
23	
  

Quinta

do Picheleiro
(“casal agrícola”?)
24	
  

“Castelo Geológico” da Arrábida
defensabilidade e intervisibilidade 	
  
25	
  

Panorâmica sobre o
principal núcleo de povoamento
26	
  

Recursos, vias e circulação
• 
• 

• 
• 

• 

Boa disponibilidade de recursos hídricos, marinhos e
cinegéticos.
Elevada capacidade dos solos de fundo de vale, mas
com áreas insuficientes para gerar excedentes
cerealíferos.
Total ausência de recursos mineiros.
O sal como o único bem susceptível de produção
excedentária na área de influência do “castelo
geológico” da Arrábida – um “ex-líbris” regional, uma
potencial “moeda de troca”.
Proximidade e ascendência sobre a área de produção
agro-pecuária e salineira do estuário do Sado.
27	
  

a “Rota do
“Síndrome do

Sal” e a
Marinheiro”	
  
28	
  

«a

Arrábida é a maior quebra de direcção
do litoral ocidental português»
Orlando Ribeiro
29	
  

“Porto(inho)” da
•  O “caminho do peixe”
•  A “porta” do Sado
•  Uma “janela” sobre o Atlântico

Arrábida
30	
  

a

terminar

	
  A Arrábida como um território culturalmente

diferenciado, livre e emancipado,
um ponto de aportagem de novos estímulos
materiais, tecnológicos, sociais e culturais,
integrados e retransmitidos ao hinterland pelas vias
de penetração...
Arrábida no Bronze Final - leituras e narrativas Presentation
O	
  vermelho	
  refere-­‐se	
  aos	
  sí+os	
  do	
  Bronze	
  Final,	
  o	
  verde	
  refere-­‐se	
  aos	
  sí+os	
  da	
  1.ª	
  Idade	
  do	
  Ferro:	
  1	
  -­‐	
  povoamento	
  do	
  Risco	
  (base	
  agro-­‐pastoril);	
  
2	
  -­‐	
  povoado	
  do	
  Castelo	
  dos	
  Mouros	
  (povoado	
  central);	
  3	
  -­‐	
  povoado	
  da	
  Serra	
  da	
  Cela/Por+nho	
  da	
  Arrábida	
  (povoado	
  portuário);	
  4	
  -­‐	
  povoado	
  de	
  
Valongo	
  (I);	
  5	
  -­‐	
  atalaia	
  de	
  Valongo	
  (II);	
  6	
  -­‐	
  casal	
  agrícola	
  da	
  Quinta	
  do	
  Picheleiro;	
  7	
  -­‐	
  Bico	
  dos	
  Agulhões	
  (atalaia	
  de	
  costa?);	
  8	
  -­‐	
  núcleo	
  artefactual	
  
de	
  Pedreiras	
  (integrável	
  nas	
  Terras	
  do	
  Risco);	
  9	
  -­‐	
  monumento	
  funerário	
  da	
  Roça	
  do	
  Casal	
  do	
  Meio;	
  10	
  -­‐	
  Lapa	
  do	
  Fumo	
  (gruta-­‐santuário?);	
  11	
  -­‐	
  
Lapa	
   da	
   Furada	
   (gruta-­‐santuário?);	
   12	
   -­‐	
   Gruta	
   do	
   Médico	
   (gruta-­‐santuário?/gruta-­‐necrópole);	
   13	
   -­‐	
   Lapa	
   da	
   Cova	
   (gruta-­‐santuário	
   -­‐	
   Idade	
   do	
  
Ferro);	
  14	
  -­‐	
  Fenda	
  (santuário	
  natural?);	
  15	
  -­‐	
  povoado	
  da	
  Casa	
  Nova	
  (1.ª	
  Idade	
  do	
  Ferro);	
  16	
  -­‐	
  povoado	
  da	
  Meia	
  Velha	
  (1.ª	
  Idade	
  do	
  Ferro);	
  17	
  -­‐	
  
Necrópole	
  do	
  Casalão	
  (Bronze	
  Final?/1.ª	
  Idade	
  do	
  Ferro);	
  18	
  -­‐	
  Bronzes	
  de	
  Alfarim?	
  	
  
A

ARRÁBIDA

NO

BRONZE FINAL

leituras e narrativas

Ricardo Soares

I Congresso da Associação dos Arqueólogos
Portugueses
23 de Novembro, 2013
Biblioteca Nacional

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Arrábida no Bronze Final - leituras e narrativas Presentation

A Arrábida no Bronze Final - a Paisagem e o Homem | Presentation
A Arrábida no Bronze Final - a Paisagem e o Homem | PresentationA Arrábida no Bronze Final - a Paisagem e o Homem | Presentation
A Arrábida no Bronze Final - a Paisagem e o Homem | Presentation
arqueomike
 
Fam trip omíada vila do bispo
Fam trip omíada vila do bispoFam trip omíada vila do bispo
Fam trip omíada vila do bispo
arqueomike
 
Artur Filipe dos Santos Filipe dos Santos - as Ilhas dos Açores
Artur Filipe dos Santos Filipe dos Santos - as Ilhas dos AçoresArtur Filipe dos Santos Filipe dos Santos - as Ilhas dos Açores
Artur Filipe dos Santos Filipe dos Santos - as Ilhas dos Açores
Artur Filipe dos Santos
 
Cidade velha
Cidade velhaCidade velha
Cidade velha
Edhelena Tavares
 
UFCD - Cp4 - Cidadania e Profissionalidade
UFCD - Cp4 - Cidadania e ProfissionalidadeUFCD - Cp4 - Cidadania e Profissionalidade
UFCD - Cp4 - Cidadania e Profissionalidade
Nome Sobrenome
 
Aluizio azevedo
Aluizio azevedoAluizio azevedo
Aluizio azevedo
Herbert Max
 
Programa
ProgramaPrograma
Programa
arqueomike
 
3315
33153315
Abelezapontiguarpartei betemaciel-amigos-120530163109-phpapp02
Abelezapontiguarpartei betemaciel-amigos-120530163109-phpapp02Abelezapontiguarpartei betemaciel-amigos-120530163109-phpapp02
Abelezapontiguarpartei betemaciel-amigos-120530163109-phpapp02
Mô...Moema Anita Conceição
 
Caderno do Património 2 (2022) Escarigo-Puerto Seguro
Caderno do Património 2 (2022) Escarigo-Puerto SeguroCaderno do Património 2 (2022) Escarigo-Puerto Seguro
Caderno do Património 2 (2022) Escarigo-Puerto Seguro
Gabinete de Iniciativas Transfronterizas de Castilla y León
 
Cidade De Porto Seguro
Cidade De Porto SeguroCidade De Porto Seguro
Cidade De Porto Seguro
Marilia Brasil
 
UFCD - STC6 - Modelo Urbanismo e Mobilidade
UFCD - STC6 - Modelo Urbanismo e MobilidadeUFCD - STC6 - Modelo Urbanismo e Mobilidade
UFCD - STC6 - Modelo Urbanismo e Mobilidade
Nome Sobrenome
 
Eira velha uma_estacao_viaria_romana_na
Eira velha uma_estacao_viaria_romana_naEira velha uma_estacao_viaria_romana_na
Eira velha uma_estacao_viaria_romana_na
anabela explicaexplica
 
regiao Bairrada
regiao Bairradaregiao Bairrada
regiao Bairrada
Lorredana Pereira
 
Ciclo De ConferêNcias Ponte da Barca
Ciclo De ConferêNcias Ponte da BarcaCiclo De ConferêNcias Ponte da Barca
Ciclo De ConferêNcias Ponte da Barca
Teresa A. Amorim Gonçalves
 
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património CulturalFestas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Artur Filipe dos Santos
 
Artur Filipe dos Santos - Castro Laboreiro - Património Cultural
Artur Filipe dos Santos - Castro Laboreiro - Património CulturalArtur Filipe dos Santos - Castro Laboreiro - Património Cultural
Artur Filipe dos Santos - Castro Laboreiro - Património Cultural
Artur Filipe dos Santos
 
Fluviário de mora
Fluviário de moraFluviário de mora
Fluviário de mora
berenvaz
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos
 
F bronze final e ferro
F bronze final e ferroF bronze final e ferro
F bronze final e ferro
António Silva
 

Semelhante a Arrábida no Bronze Final - leituras e narrativas Presentation (20)

A Arrábida no Bronze Final - a Paisagem e o Homem | Presentation
A Arrábida no Bronze Final - a Paisagem e o Homem | PresentationA Arrábida no Bronze Final - a Paisagem e o Homem | Presentation
A Arrábida no Bronze Final - a Paisagem e o Homem | Presentation
 
Fam trip omíada vila do bispo
Fam trip omíada vila do bispoFam trip omíada vila do bispo
Fam trip omíada vila do bispo
 
Artur Filipe dos Santos Filipe dos Santos - as Ilhas dos Açores
Artur Filipe dos Santos Filipe dos Santos - as Ilhas dos AçoresArtur Filipe dos Santos Filipe dos Santos - as Ilhas dos Açores
Artur Filipe dos Santos Filipe dos Santos - as Ilhas dos Açores
 
Cidade velha
Cidade velhaCidade velha
Cidade velha
 
UFCD - Cp4 - Cidadania e Profissionalidade
UFCD - Cp4 - Cidadania e ProfissionalidadeUFCD - Cp4 - Cidadania e Profissionalidade
UFCD - Cp4 - Cidadania e Profissionalidade
 
Aluizio azevedo
Aluizio azevedoAluizio azevedo
Aluizio azevedo
 
Programa
ProgramaPrograma
Programa
 
3315
33153315
3315
 
Abelezapontiguarpartei betemaciel-amigos-120530163109-phpapp02
Abelezapontiguarpartei betemaciel-amigos-120530163109-phpapp02Abelezapontiguarpartei betemaciel-amigos-120530163109-phpapp02
Abelezapontiguarpartei betemaciel-amigos-120530163109-phpapp02
 
Caderno do Património 2 (2022) Escarigo-Puerto Seguro
Caderno do Património 2 (2022) Escarigo-Puerto SeguroCaderno do Património 2 (2022) Escarigo-Puerto Seguro
Caderno do Património 2 (2022) Escarigo-Puerto Seguro
 
Cidade De Porto Seguro
Cidade De Porto SeguroCidade De Porto Seguro
Cidade De Porto Seguro
 
UFCD - STC6 - Modelo Urbanismo e Mobilidade
UFCD - STC6 - Modelo Urbanismo e MobilidadeUFCD - STC6 - Modelo Urbanismo e Mobilidade
UFCD - STC6 - Modelo Urbanismo e Mobilidade
 
Eira velha uma_estacao_viaria_romana_na
Eira velha uma_estacao_viaria_romana_naEira velha uma_estacao_viaria_romana_na
Eira velha uma_estacao_viaria_romana_na
 
regiao Bairrada
regiao Bairradaregiao Bairrada
regiao Bairrada
 
Ciclo De ConferêNcias Ponte da Barca
Ciclo De ConferêNcias Ponte da BarcaCiclo De ConferêNcias Ponte da Barca
Ciclo De ConferêNcias Ponte da Barca
 
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património CulturalFestas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
Festas do Povo de Campo Maior - Artur Filipe dos Santos - Património Cultural
 
Artur Filipe dos Santos - Castro Laboreiro - Património Cultural
Artur Filipe dos Santos - Castro Laboreiro - Património CulturalArtur Filipe dos Santos - Castro Laboreiro - Património Cultural
Artur Filipe dos Santos - Castro Laboreiro - Património Cultural
 
Fluviário de mora
Fluviário de moraFluviário de mora
Fluviário de mora
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
 
F bronze final e ferro
F bronze final e ferroF bronze final e ferro
F bronze final e ferro
 

Mais de arqueomike

Algarve informativo #213
Algarve informativo #213Algarve informativo #213
Algarve informativo #213
arqueomike
 
Algarve informativo #211
Algarve informativo #211Algarve informativo #211
Algarve informativo #211
arqueomike
 
Trilho Ambiental do Castelejo
Trilho Ambiental do CastelejoTrilho Ambiental do Castelejo
Trilho Ambiental do Castelejo
arqueomike
 
Estação da Biodiversidade da Boca do Rio
Estação da Biodiversidade da Boca do RioEstação da Biodiversidade da Boca do Rio
Estação da Biodiversidade da Boca do Rio
arqueomike
 
Programa II Seminário Potencialidades de um Concelho - o Mar de Vila do Bispo
Programa II Seminário Potencialidades de um Concelho - o Mar de Vila do BispoPrograma II Seminário Potencialidades de um Concelho - o Mar de Vila do Bispo
Programa II Seminário Potencialidades de um Concelho - o Mar de Vila do Bispo
arqueomike
 
Folheto Rota Omíada
Folheto Rota OmíadaFolheto Rota Omíada
Folheto Rota Omíada
arqueomike
 
Rocha das Gaivotas, Sagres, Vila do Bispo
Rocha das Gaivotas, Sagres, Vila do BispoRocha das Gaivotas, Sagres, Vila do Bispo
Rocha das Gaivotas, Sagres, Vila do Bispo
arqueomike
 
Percurso Pedestre 'Pelas Encostas da Raposeira' (Vila do Bispo) - folheto (Vi...
Percurso Pedestre 'Pelas Encostas da Raposeira' (Vila do Bispo) - folheto (Vi...Percurso Pedestre 'Pelas Encostas da Raposeira' (Vila do Bispo) - folheto (Vi...
Percurso Pedestre 'Pelas Encostas da Raposeira' (Vila do Bispo) - folheto (Vi...
arqueomike
 
Recursos Patrimoniais versus Sustentabilidade: o caso de Vila do Bispo (Ricar...
Recursos Patrimoniais versus Sustentabilidade: o caso de Vila do Bispo (Ricar...Recursos Patrimoniais versus Sustentabilidade: o caso de Vila do Bispo (Ricar...
Recursos Patrimoniais versus Sustentabilidade: o caso de Vila do Bispo (Ricar...
arqueomike
 
Lapa do Monte Francês, Sagres (NEUA, Espeleo Divulgação 5, 1986)
Lapa do Monte Francês, Sagres (NEUA, Espeleo Divulgação 5, 1986)Lapa do Monte Francês, Sagres (NEUA, Espeleo Divulgação 5, 1986)
Lapa do Monte Francês, Sagres (NEUA, Espeleo Divulgação 5, 1986)
arqueomike
 
Programa DiVam 2015 - Património Imaterial e Raízes Mediterrânicas
Programa DiVam 2015 - Património Imaterial e Raízes MediterrânicasPrograma DiVam 2015 - Património Imaterial e Raízes Mediterrânicas
Programa DiVam 2015 - Património Imaterial e Raízes Mediterrânicas
arqueomike
 
Ingrina - Sophia de Mello Breyner
Ingrina - Sophia de Mello BreynerIngrina - Sophia de Mello Breyner
Ingrina - Sophia de Mello Breyner
arqueomike
 
Rota al-Mutamid - Sagres
Rota al-Mutamid - SagresRota al-Mutamid - Sagres
Rota al-Mutamid - Sagres
arqueomike
 
Contribuição para o conhecimento das Indústrias Mirenses de Vila Nova de M...
Contribuição para o conhecimento das Indústrias Mirenses de Vila Nova de M...Contribuição para o conhecimento das Indústrias Mirenses de Vila Nova de M...
Contribuição para o conhecimento das Indústrias Mirenses de Vila Nova de M...
arqueomike
 
BERNARDES, J. P.; MORAIS, R.; VAZ PINTO, I; GUERSCHMAN, J. (2014) - Colmeias ...
BERNARDES, J. P.; MORAIS, R.; VAZ PINTO, I; GUERSCHMAN, J. (2014) - Colmeias ...BERNARDES, J. P.; MORAIS, R.; VAZ PINTO, I; GUERSCHMAN, J. (2014) - Colmeias ...
BERNARDES, J. P.; MORAIS, R.; VAZ PINTO, I; GUERSCHMAN, J. (2014) - Colmeias ...
arqueomike
 
Sagres - o Promontorium Sacrum: uma petrificada paisagem sagrada (SOARES, R.,...
Sagres - o Promontorium Sacrum: uma petrificada paisagem sagrada (SOARES, R.,...Sagres - o Promontorium Sacrum: uma petrificada paisagem sagrada (SOARES, R.,...
Sagres - o Promontorium Sacrum: uma petrificada paisagem sagrada (SOARES, R.,...
arqueomike
 
BWF'2014 - Arqueologia
BWF'2014 - ArqueologiaBWF'2014 - Arqueologia
BWF'2014 - Arqueologia
arqueomike
 
Vila do Bispo Arqueológica
Vila do Bispo ArqueológicaVila do Bispo Arqueológica
Vila do Bispo Arqueológica
arqueomike
 
Notícia explicativa da Carta Geológica de Vila do Bispo (1979)
Notícia explicativa da Carta Geológica de Vila do Bispo (1979)Notícia explicativa da Carta Geológica de Vila do Bispo (1979)
Notícia explicativa da Carta Geológica de Vila do Bispo (1979)
arqueomike
 
Colmeias e outras produções de cerâmica comum do martinhal (bernardes, mor...
Colmeias e outras produções de cerâmica comum do martinhal (bernardes, mor...Colmeias e outras produções de cerâmica comum do martinhal (bernardes, mor...
Colmeias e outras produções de cerâmica comum do martinhal (bernardes, mor...
arqueomike
 

Mais de arqueomike (20)

Algarve informativo #213
Algarve informativo #213Algarve informativo #213
Algarve informativo #213
 
Algarve informativo #211
Algarve informativo #211Algarve informativo #211
Algarve informativo #211
 
Trilho Ambiental do Castelejo
Trilho Ambiental do CastelejoTrilho Ambiental do Castelejo
Trilho Ambiental do Castelejo
 
Estação da Biodiversidade da Boca do Rio
Estação da Biodiversidade da Boca do RioEstação da Biodiversidade da Boca do Rio
Estação da Biodiversidade da Boca do Rio
 
Programa II Seminário Potencialidades de um Concelho - o Mar de Vila do Bispo
Programa II Seminário Potencialidades de um Concelho - o Mar de Vila do BispoPrograma II Seminário Potencialidades de um Concelho - o Mar de Vila do Bispo
Programa II Seminário Potencialidades de um Concelho - o Mar de Vila do Bispo
 
Folheto Rota Omíada
Folheto Rota OmíadaFolheto Rota Omíada
Folheto Rota Omíada
 
Rocha das Gaivotas, Sagres, Vila do Bispo
Rocha das Gaivotas, Sagres, Vila do BispoRocha das Gaivotas, Sagres, Vila do Bispo
Rocha das Gaivotas, Sagres, Vila do Bispo
 
Percurso Pedestre 'Pelas Encostas da Raposeira' (Vila do Bispo) - folheto (Vi...
Percurso Pedestre 'Pelas Encostas da Raposeira' (Vila do Bispo) - folheto (Vi...Percurso Pedestre 'Pelas Encostas da Raposeira' (Vila do Bispo) - folheto (Vi...
Percurso Pedestre 'Pelas Encostas da Raposeira' (Vila do Bispo) - folheto (Vi...
 
Recursos Patrimoniais versus Sustentabilidade: o caso de Vila do Bispo (Ricar...
Recursos Patrimoniais versus Sustentabilidade: o caso de Vila do Bispo (Ricar...Recursos Patrimoniais versus Sustentabilidade: o caso de Vila do Bispo (Ricar...
Recursos Patrimoniais versus Sustentabilidade: o caso de Vila do Bispo (Ricar...
 
Lapa do Monte Francês, Sagres (NEUA, Espeleo Divulgação 5, 1986)
Lapa do Monte Francês, Sagres (NEUA, Espeleo Divulgação 5, 1986)Lapa do Monte Francês, Sagres (NEUA, Espeleo Divulgação 5, 1986)
Lapa do Monte Francês, Sagres (NEUA, Espeleo Divulgação 5, 1986)
 
Programa DiVam 2015 - Património Imaterial e Raízes Mediterrânicas
Programa DiVam 2015 - Património Imaterial e Raízes MediterrânicasPrograma DiVam 2015 - Património Imaterial e Raízes Mediterrânicas
Programa DiVam 2015 - Património Imaterial e Raízes Mediterrânicas
 
Ingrina - Sophia de Mello Breyner
Ingrina - Sophia de Mello BreynerIngrina - Sophia de Mello Breyner
Ingrina - Sophia de Mello Breyner
 
Rota al-Mutamid - Sagres
Rota al-Mutamid - SagresRota al-Mutamid - Sagres
Rota al-Mutamid - Sagres
 
Contribuição para o conhecimento das Indústrias Mirenses de Vila Nova de M...
Contribuição para o conhecimento das Indústrias Mirenses de Vila Nova de M...Contribuição para o conhecimento das Indústrias Mirenses de Vila Nova de M...
Contribuição para o conhecimento das Indústrias Mirenses de Vila Nova de M...
 
BERNARDES, J. P.; MORAIS, R.; VAZ PINTO, I; GUERSCHMAN, J. (2014) - Colmeias ...
BERNARDES, J. P.; MORAIS, R.; VAZ PINTO, I; GUERSCHMAN, J. (2014) - Colmeias ...BERNARDES, J. P.; MORAIS, R.; VAZ PINTO, I; GUERSCHMAN, J. (2014) - Colmeias ...
BERNARDES, J. P.; MORAIS, R.; VAZ PINTO, I; GUERSCHMAN, J. (2014) - Colmeias ...
 
Sagres - o Promontorium Sacrum: uma petrificada paisagem sagrada (SOARES, R.,...
Sagres - o Promontorium Sacrum: uma petrificada paisagem sagrada (SOARES, R.,...Sagres - o Promontorium Sacrum: uma petrificada paisagem sagrada (SOARES, R.,...
Sagres - o Promontorium Sacrum: uma petrificada paisagem sagrada (SOARES, R.,...
 
BWF'2014 - Arqueologia
BWF'2014 - ArqueologiaBWF'2014 - Arqueologia
BWF'2014 - Arqueologia
 
Vila do Bispo Arqueológica
Vila do Bispo ArqueológicaVila do Bispo Arqueológica
Vila do Bispo Arqueológica
 
Notícia explicativa da Carta Geológica de Vila do Bispo (1979)
Notícia explicativa da Carta Geológica de Vila do Bispo (1979)Notícia explicativa da Carta Geológica de Vila do Bispo (1979)
Notícia explicativa da Carta Geológica de Vila do Bispo (1979)
 
Colmeias e outras produções de cerâmica comum do martinhal (bernardes, mor...
Colmeias e outras produções de cerâmica comum do martinhal (bernardes, mor...Colmeias e outras produções de cerâmica comum do martinhal (bernardes, mor...
Colmeias e outras produções de cerâmica comum do martinhal (bernardes, mor...
 

Arrábida no Bronze Final - leituras e narrativas Presentation

  • 1. A ARRÁBIDA NO BRONZE FINAL leituras e narrativas Ricardo Soares I Congresso da Associação dos Arqueólogos Portugueses 23 de Novembro, 2013 Biblioteca Nacional
  • 2. 2   o Tempo e o Espaço Análise de questões relacionadas com as estratégias de povoamento (e de culto) das comunidades que habitaram o território da Serra da Arrábida no decorrer do Bronze Final, no dealbar transitivo para a Idade do Ferro. Investigação focada nas áreas da Serra da Arrábida e da Serra do Risco, estendendo-se até às serras dos Pinheirinhos e da Azóia, no Cabo Espichel, e “Pré-Arrábida” de São Luís, dominante sobre a foz do Sado.
  • 3. 3   •  •  •  •  Território “entre águas” definido e circunscrito pelo Tejo, pelo Sado e pelo Oceano. Território de charneira geográfica e cultural entre o litoral e o interior, entre o Atlântico e o Mediterrâneo. Território de confluência de propícias linhas naturais de transitabilidade: terrestres, fluviais e marítimas. Limite sul da grande “placa giratória” estremenha.
  • 5. 5   Cartografia militar folhas 453, 454, 464, 465 (1:25000)
  • 6. 6   1ª  Carta   Arqueológica   de  Sesimbra   Eduardo  da     Cunha  Serrão   (1973)  
  • 7. 7   Panorama actual Bronze Final/Idade do Ferro (2012)
  • 8. 8   Indícios conhecidos (1897-2007) •  Dois machados de alvado supostamente (?) referenciados em Alfarim (Sesimbra). •  Bronzes de Pedreiras (Sesimbra): um machado de alvado e uma foice de talão. •  Povoado de altura do Castelo dos Mouros (Serra da Arrábida/Setúbal). •  Monumento e espólio funerário da Roça do Casal do Meio (Calhariz/Sesimbra). •  Espólio da Lapa do Fumo (Serra dos Pinheirinhos/ Sesimbra). •  Espólio da Lapa da Furada (Serra da Azóia/Sesimbra).
  • 9. 9    Novos dados (2007-2012) •  •  •  •  •  Carta Arqueológica de Sesimbra (2007-2009) Carta Arqueológica de Setúbal – Arrábida (2010-2013) Escavação da Lapa da Cova (2010-2011) Prospecções espeleológicas – CEAE-LPN (2008-2012) Investigação pessoal do autor (2007-2012)
  • 10. 10    Sítios de habitat   •  Povoado de altura do Castelo dos Mouros - o povoado central? •  Povoamento aberto das Terras do Risco - um complexo de casais agrícolas? a base agro-pastoril? •  Povoado de altura da Serra da Cela (Portinho) - a base portuária? •  Povoado de cumeada de Valongo - o principal “vértice de atalaia”? •  Sítio da Quinta do Picheleiro - um “casal agrícola”?
  • 11. 11    as Necrópoles e os “Santuários Naturais”   •  Monumento funerário da Roça do Casal do Meio um tholos calcolítico reaproveitado no Bronze Final? •  Lapa do Fumo uma “gruta-santuário”? •  Lapa da Furada outra “gruta-santuário”? •  Gruta do Médico “gruta-santuário/necrópole”? •  Fenda “santuário natural”?
  • 13. 13   a Rede de Povoamento leituras e narrativas Um complexo populacional, durante os finais da Idade do Bronze e num território específico e individualizado, com algum grau de diferenciação e de ordenamento políticoadministrativo, sugerindo uma forte articulação com as vias de comunicação, muito em especial as fluviais e marítimas.
  • 14. 14   (re)Monumento funerário da Roça do Casal do Meio
  • 15. 15   Povoado dos Ouriços (Neolítico Final/Calcolítico)  
  • 18. 18   Universo do sagrado as necrópoles e os “santuários naturais”
  • 19. 19   Povoamento aberto das Terras do Risco (base agro-pastoril?)
  • 20. 20   Castelo dos Povoado de altura do Mouros (povoado central?)
  • 21. 21   Povoado de altura da Serra da Cela (base portuária?)
  • 22. 22   Povoado de cumeada de Valongo (o “vértice de atalaia”?)
  • 24. 24   “Castelo Geológico” da Arrábida defensabilidade e intervisibilidade  
  • 25. 25   Panorâmica sobre o principal núcleo de povoamento
  • 26. 26   Recursos, vias e circulação •  •  •  •  •  Boa disponibilidade de recursos hídricos, marinhos e cinegéticos. Elevada capacidade dos solos de fundo de vale, mas com áreas insuficientes para gerar excedentes cerealíferos. Total ausência de recursos mineiros. O sal como o único bem susceptível de produção excedentária na área de influência do “castelo geológico” da Arrábida – um “ex-líbris” regional, uma potencial “moeda de troca”. Proximidade e ascendência sobre a área de produção agro-pecuária e salineira do estuário do Sado.
  • 27. 27   a “Rota do “Síndrome do Sal” e a Marinheiro”  
  • 28. 28   «a Arrábida é a maior quebra de direcção do litoral ocidental português» Orlando Ribeiro
  • 29. 29   “Porto(inho)” da •  O “caminho do peixe” •  A “porta” do Sado •  Uma “janela” sobre o Atlântico Arrábida
  • 30. 30   a terminar  A Arrábida como um território culturalmente diferenciado, livre e emancipado, um ponto de aportagem de novos estímulos materiais, tecnológicos, sociais e culturais, integrados e retransmitidos ao hinterland pelas vias de penetração...
  • 32. O  vermelho  refere-­‐se  aos  sí+os  do  Bronze  Final,  o  verde  refere-­‐se  aos  sí+os  da  1.ª  Idade  do  Ferro:  1  -­‐  povoamento  do  Risco  (base  agro-­‐pastoril);   2  -­‐  povoado  do  Castelo  dos  Mouros  (povoado  central);  3  -­‐  povoado  da  Serra  da  Cela/Por+nho  da  Arrábida  (povoado  portuário);  4  -­‐  povoado  de   Valongo  (I);  5  -­‐  atalaia  de  Valongo  (II);  6  -­‐  casal  agrícola  da  Quinta  do  Picheleiro;  7  -­‐  Bico  dos  Agulhões  (atalaia  de  costa?);  8  -­‐  núcleo  artefactual   de  Pedreiras  (integrável  nas  Terras  do  Risco);  9  -­‐  monumento  funerário  da  Roça  do  Casal  do  Meio;  10  -­‐  Lapa  do  Fumo  (gruta-­‐santuário?);  11  -­‐   Lapa   da   Furada   (gruta-­‐santuário?);   12   -­‐   Gruta   do   Médico   (gruta-­‐santuário?/gruta-­‐necrópole);   13   -­‐   Lapa   da   Cova   (gruta-­‐santuário   -­‐   Idade   do   Ferro);  14  -­‐  Fenda  (santuário  natural?);  15  -­‐  povoado  da  Casa  Nova  (1.ª  Idade  do  Ferro);  16  -­‐  povoado  da  Meia  Velha  (1.ª  Idade  do  Ferro);  17  -­‐   Necrópole  do  Casalão  (Bronze  Final?/1.ª  Idade  do  Ferro);  18  -­‐  Bronzes  de  Alfarim?    
  • 33. A ARRÁBIDA NO BRONZE FINAL leituras e narrativas Ricardo Soares I Congresso da Associação dos Arqueólogos Portugueses 23 de Novembro, 2013 Biblioteca Nacional