SlideShare uma empresa Scribd logo
Apresentação voz da rua
•   Não somos lixo.
•   Não somos lixo e nem bicho.
•   Somos humanos.
•   Se na rua estamos é porque nos desencontramos.
•   Não somos bicho e nem lixo.
•   Nós somos anjos, não somos o mal.
•   Nós somos arcanjos no juízo final.
•   Nós pensamos e agimos, calamos e gritamos.
•   Ouvimos o silêncio cortante dos que afirmam serem santos.
•   Não somos lixo.
•   Será que temos alegria? Às vezes sim...
•   Temos com certeza o pranto, a embriaguez,
•   A lucidez dos sonhos da filosofia.
•   Não somos profanos, somos humanos.
•   Somos filósofos que escrevem
•   Suas memórias nos universos diversos urbanos.
•   A selva capitalista joga seus chacais sobre nós.
•   Não somos bicho nem lixo, temos voz.
•   Por dentro da caótica selva, somos vistos como fantasmas.
•   Existem aqueles que se assustam.
•   Não somos mortos, estamos vivos.
•   Andamos em labirintos.
•   Depende de nossos instintos.
•   Somos humanos nas ruas, não somos lixo.                       Carlos Eduardo (Cadu),
                                                                Morador de rua em Salvador.
O que é ?


• Desenredar as linhas de um dispositivo, em cada
  caso, é construir um mapa, cartografar, percorrer
  terras desconhecidas, é o que Foucault chama
  ‘trabalho no terreno’ (DELEUZE, 1996)

• Consultório de Rua
• 35 consultórios de rua no Brasil - (3 no Rio de Janeiro).


• Primeiro a ser capitaneado por uma instituição acadêmica privada.


• Mapeamento Nacional de Crianças Abrigadas (FIOCRUZ, 2012)
    aponta o Município de Campos dos Goytacazes como um
    destaque em casos de crianças e adolescentes institucionalizadas
    pelo uso de crack.


•   A Clínica Nômade é uma iniciativa do curso de Psicologia do
    ISECENSA.
Nossas Bases

•   Olhar diferenciado que pretende ir além dos estigmas, e reconhecer cada pessoa a
    ser atendida, em sua particularidade.



•   Um olhar que se afasta da visão assistencialista apoiada na piedade ou
    salvacionista que vê, na saída das ruas, a única possibilidade de preservação da
    vida.



•   O olhar sobre a saúde de cada pessoa, por cumprir um direito garantido pela
    Constituição Federal – o acesso a serviços de saúde.
•   Oferta programada : uma resposta ao modelo de atendimento em saúde
    no qual é o paciente quem vai em busca do serviço.


•   antecipação dos cuidados em saúde, com base em pesquisas
    epidemiológicas e sociais. Trata-se de localizar a demanda de tratamento
    antes que essa chegue aos serviços de saúde.


•   Trata-se de uma proposta que amplia o acesso à saúde universal e
    igualitário, especialmente para aqueles expostos a maiores riscos à vida.
Clínica Ampliada

•   É uma prática sem-lugar ou um outro lugar para a prática. Propõe
    ao profissional de saúde desenvolver a capacidade de ajudar as
    pessoas, não só a combater as doenças, mas a transformar-se, de
    forma que a doença, mesmo sendo um limite, não a impeça de
    viver outras coisas na sua vida.



• Visa a autonomia do sujeito. Um novo fazer questionando sobre
    se de fato estamos conseguindo responder às necessidades
    sociais, culturais e comunitárias, dentro de uma proposta
    respeitosa, ética e cidadã.
Clínica Peripatética




•   A escuta das pessoas em seus lugares próprios, sem descaracterizá-los
    ou diminuí-los (LANCETTI, 2006). Clínica, que não é só ampla, mas vai
    até o sujeito, caminha com ele, real e simbolicamente.



•   Importância do poder da força afetiva produzida pelo encontro, pelo
    afetar e ser afetado. As práticas itinerantes passaram a ter uma
    importância estratégica na desinstitucionalização das práticas e na
    construção da integralidade do cuidado.
As ações


 Atividade 1: Replicação da Pesquisa o desafio da rede de
  assistência a crianças e adolescentes usuárias de crack- um
  estudo em cinco capitais brasileiras (FIOCRUZ);

 Atividade 2: montagem da rede de encaminhamento.

 Atividade 3: mapeamento das cenas de Campos dos
  Goytacazes.

 Atividade 4: ações na rua.
• Distribuição de folders explicativos sobre DSTs/AIds e prevenção ao Uso
  de Drogas;

• Distribuição de preservativo masculino;

• Serão realizados jogos educativos com adolescentes e crianças sobre
  educação sexual e prevenção de violências, drogas e gravidez precoce;

• Trabalho com crianças e adolescentes sobre auto-estima e resiliência;
•   ATIVIDADES a serem desenvolvidas:
•   Escuta qualificada para a problemática do sujeito;
•   Distribuição de folders explicativos sobre DSTs/AIds e prevenção ao Uso de Drogas e
    Redução de danos;
•   Distribuição de preservativo masculino;
•   Serão realizados jogos educativos com adolescentes e crianças sobre educação
    sexual e prevenção de violências, drogas e gravidez precoce;
•   Trabalho com crianças e adolescentes sobre auto-estima e resiliência;
•   Atividade informativa sobre possibilidades de atendimento às questões de saúde física
    e mental e tratamento de dependência química;
•   Exibição de filmes/documentários – CINEMA no MURO – essa ação acontecerá uma
    vez por mês.
Expectativas futuras:
1)   Agregar professores e alunos de outros cursos visando à ação
     interdisciplinar;

2)   Criação de uma página/blog sobre uso de crack e redução de danos;

3)   Criação de um polo de discussão/formação sobre a temática;

4)   Criação de um centro de documentação referente ao tema.

5)   Submeter a proposta ao Ministério da Saúde visando a
     institucionalização como um Consultório de rua.
Apoio:



• BENFAM – Bem estar familiar no Brasil.

• Clínica da Família Victor Valla
• Consultório de Rua do CETAD/UFBS/SALVADOR
• CRP- SUBSEDE CAMPOS.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação voz da rua

Trabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do MilênioTrabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do Milênio
Denis Moraes
 
Radis: "Os sentidos de ser PAI" Cuidado paterno como Políticas Públicas
Radis: "Os sentidos de ser PAI" Cuidado paterno como Políticas PúblicasRadis: "Os sentidos de ser PAI" Cuidado paterno como Políticas Públicas
Radis: "Os sentidos de ser PAI" Cuidado paterno como Políticas Públicas
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Trabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do MilênioTrabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do Milênio
Denis Moraes
 
Jornal Proibido Pinguim no CAPS i - n.º 01 - Apucarana
Jornal Proibido Pinguim no CAPS i - n.º 01 - ApucaranaJornal Proibido Pinguim no CAPS i - n.º 01 - Apucarana
Jornal Proibido Pinguim no CAPS i - n.º 01 - Apucarana
Nasf Apucarana
 
Adolescencia prevencao e risco campinas
Adolescencia prevencao e risco campinasAdolescencia prevencao e risco campinas
Adolescencia prevencao e risco campinas
Eudmar nunes bastos
 
MOVIMENTO NACIONAL DA POPULAÇÃO DE RUA
MOVIMENTO NACIONAL DA POPULAÇÃO DE RUAMOVIMENTO NACIONAL DA POPULAÇÃO DE RUA
MOVIMENTO NACIONAL DA POPULAÇÃO DE RUA
Bruna Saraiva
 
Artigo cidade solidária intersituações
Artigo cidade solidária   intersituaçõesArtigo cidade solidária   intersituações
Artigo cidade solidária intersituações
Johnny BGood
 
Portfólio de aulas pet
Portfólio de aulas   petPortfólio de aulas   pet
Portfólio de aulas pet
Talita Silva
 
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptxAPRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
Portal da Inovação em Saúde
 
ESTUDO_DIVERSIDADES_rev.pdf
ESTUDO_DIVERSIDADES_rev.pdfESTUDO_DIVERSIDADES_rev.pdf
ESTUDO_DIVERSIDADES_rev.pdf
JORGELUIZTORRESPEREI
 
Meus sonhos 2017 propostas para enem.pptx
Meus sonhos 2017 propostas para enem.pptxMeus sonhos 2017 propostas para enem.pptx
Meus sonhos 2017 propostas para enem.pptx
Márcio Andrade
 
Retrato da Velhice: TVS e a pessoa idosa institucionalizada
Retrato da Velhice: TVS e a pessoa idosa institucionalizadaRetrato da Velhice: TVS e a pessoa idosa institucionalizada
Retrato da Velhice: TVS e a pessoa idosa institucionalizada
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
5º ano
5º ano5º ano
Ppt futuridade revisado
Ppt futuridade revisadoPpt futuridade revisado
Ppt futuridade revisado
telasnorte1
 
PSICOLOGIA DIVERSIDADE E INCLUSAO SOCIAL-Uma questão da ética
PSICOLOGIA DIVERSIDADE E INCLUSAO SOCIAL-Uma questão da éticaPSICOLOGIA DIVERSIDADE E INCLUSAO SOCIAL-Uma questão da ética
PSICOLOGIA DIVERSIDADE E INCLUSAO SOCIAL-Uma questão da ética
BiancaPrazeres1
 
Projeto p itec
Projeto   p itecProjeto   p itec
Projeto p itec
maikezaniolo
 
Projeto p itec
Projeto   p itecProjeto   p itec
Projeto p itec
maikezaniolo
 
Capacitação conselho tutelar
Capacitação conselho tutelarCapacitação conselho tutelar
Capacitação conselho tutelar
Plínio Madureira
 
Evangelização de pessoas com deficiências
Evangelização de pessoas com deficiênciasEvangelização de pessoas com deficiências
Evangelização de pessoas com deficiências
Samuel Borges
 
Minha Santa Cruz sem Drogas
Minha Santa Cruz sem DrogasMinha Santa Cruz sem Drogas
Minha Santa Cruz sem Drogas
Smds Santa Cruz
 

Semelhante a Apresentação voz da rua (20)

Trabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do MilênioTrabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do Milênio
 
Radis: "Os sentidos de ser PAI" Cuidado paterno como Políticas Públicas
Radis: "Os sentidos de ser PAI" Cuidado paterno como Políticas PúblicasRadis: "Os sentidos de ser PAI" Cuidado paterno como Políticas Públicas
Radis: "Os sentidos de ser PAI" Cuidado paterno como Políticas Públicas
 
Trabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do MilênioTrabalho 8 Metas do Milênio
Trabalho 8 Metas do Milênio
 
Jornal Proibido Pinguim no CAPS i - n.º 01 - Apucarana
Jornal Proibido Pinguim no CAPS i - n.º 01 - ApucaranaJornal Proibido Pinguim no CAPS i - n.º 01 - Apucarana
Jornal Proibido Pinguim no CAPS i - n.º 01 - Apucarana
 
Adolescencia prevencao e risco campinas
Adolescencia prevencao e risco campinasAdolescencia prevencao e risco campinas
Adolescencia prevencao e risco campinas
 
MOVIMENTO NACIONAL DA POPULAÇÃO DE RUA
MOVIMENTO NACIONAL DA POPULAÇÃO DE RUAMOVIMENTO NACIONAL DA POPULAÇÃO DE RUA
MOVIMENTO NACIONAL DA POPULAÇÃO DE RUA
 
Artigo cidade solidária intersituações
Artigo cidade solidária   intersituaçõesArtigo cidade solidária   intersituações
Artigo cidade solidária intersituações
 
Portfólio de aulas pet
Portfólio de aulas   petPortfólio de aulas   pet
Portfólio de aulas pet
 
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptxAPRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
 
ESTUDO_DIVERSIDADES_rev.pdf
ESTUDO_DIVERSIDADES_rev.pdfESTUDO_DIVERSIDADES_rev.pdf
ESTUDO_DIVERSIDADES_rev.pdf
 
Meus sonhos 2017 propostas para enem.pptx
Meus sonhos 2017 propostas para enem.pptxMeus sonhos 2017 propostas para enem.pptx
Meus sonhos 2017 propostas para enem.pptx
 
Retrato da Velhice: TVS e a pessoa idosa institucionalizada
Retrato da Velhice: TVS e a pessoa idosa institucionalizadaRetrato da Velhice: TVS e a pessoa idosa institucionalizada
Retrato da Velhice: TVS e a pessoa idosa institucionalizada
 
5º ano
5º ano5º ano
5º ano
 
Ppt futuridade revisado
Ppt futuridade revisadoPpt futuridade revisado
Ppt futuridade revisado
 
PSICOLOGIA DIVERSIDADE E INCLUSAO SOCIAL-Uma questão da ética
PSICOLOGIA DIVERSIDADE E INCLUSAO SOCIAL-Uma questão da éticaPSICOLOGIA DIVERSIDADE E INCLUSAO SOCIAL-Uma questão da ética
PSICOLOGIA DIVERSIDADE E INCLUSAO SOCIAL-Uma questão da ética
 
Projeto p itec
Projeto   p itecProjeto   p itec
Projeto p itec
 
Projeto p itec
Projeto   p itecProjeto   p itec
Projeto p itec
 
Capacitação conselho tutelar
Capacitação conselho tutelarCapacitação conselho tutelar
Capacitação conselho tutelar
 
Evangelização de pessoas com deficiências
Evangelização de pessoas com deficiênciasEvangelização de pessoas com deficiências
Evangelização de pessoas com deficiências
 
Minha Santa Cruz sem Drogas
Minha Santa Cruz sem DrogasMinha Santa Cruz sem Drogas
Minha Santa Cruz sem Drogas
 

Último

VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 

Apresentação voz da rua

  • 2. Não somos lixo. • Não somos lixo e nem bicho. • Somos humanos. • Se na rua estamos é porque nos desencontramos. • Não somos bicho e nem lixo. • Nós somos anjos, não somos o mal. • Nós somos arcanjos no juízo final. • Nós pensamos e agimos, calamos e gritamos. • Ouvimos o silêncio cortante dos que afirmam serem santos. • Não somos lixo. • Será que temos alegria? Às vezes sim... • Temos com certeza o pranto, a embriaguez, • A lucidez dos sonhos da filosofia. • Não somos profanos, somos humanos. • Somos filósofos que escrevem • Suas memórias nos universos diversos urbanos. • A selva capitalista joga seus chacais sobre nós. • Não somos bicho nem lixo, temos voz. • Por dentro da caótica selva, somos vistos como fantasmas. • Existem aqueles que se assustam. • Não somos mortos, estamos vivos. • Andamos em labirintos. • Depende de nossos instintos. • Somos humanos nas ruas, não somos lixo. Carlos Eduardo (Cadu), Morador de rua em Salvador.
  • 3. O que é ? • Desenredar as linhas de um dispositivo, em cada caso, é construir um mapa, cartografar, percorrer terras desconhecidas, é o que Foucault chama ‘trabalho no terreno’ (DELEUZE, 1996) • Consultório de Rua
  • 4. • 35 consultórios de rua no Brasil - (3 no Rio de Janeiro). • Primeiro a ser capitaneado por uma instituição acadêmica privada. • Mapeamento Nacional de Crianças Abrigadas (FIOCRUZ, 2012) aponta o Município de Campos dos Goytacazes como um destaque em casos de crianças e adolescentes institucionalizadas pelo uso de crack. • A Clínica Nômade é uma iniciativa do curso de Psicologia do ISECENSA.
  • 5. Nossas Bases • Olhar diferenciado que pretende ir além dos estigmas, e reconhecer cada pessoa a ser atendida, em sua particularidade. • Um olhar que se afasta da visão assistencialista apoiada na piedade ou salvacionista que vê, na saída das ruas, a única possibilidade de preservação da vida. • O olhar sobre a saúde de cada pessoa, por cumprir um direito garantido pela Constituição Federal – o acesso a serviços de saúde.
  • 6. Oferta programada : uma resposta ao modelo de atendimento em saúde no qual é o paciente quem vai em busca do serviço. • antecipação dos cuidados em saúde, com base em pesquisas epidemiológicas e sociais. Trata-se de localizar a demanda de tratamento antes que essa chegue aos serviços de saúde. • Trata-se de uma proposta que amplia o acesso à saúde universal e igualitário, especialmente para aqueles expostos a maiores riscos à vida.
  • 7. Clínica Ampliada • É uma prática sem-lugar ou um outro lugar para a prática. Propõe ao profissional de saúde desenvolver a capacidade de ajudar as pessoas, não só a combater as doenças, mas a transformar-se, de forma que a doença, mesmo sendo um limite, não a impeça de viver outras coisas na sua vida. • Visa a autonomia do sujeito. Um novo fazer questionando sobre se de fato estamos conseguindo responder às necessidades sociais, culturais e comunitárias, dentro de uma proposta respeitosa, ética e cidadã.
  • 8. Clínica Peripatética • A escuta das pessoas em seus lugares próprios, sem descaracterizá-los ou diminuí-los (LANCETTI, 2006). Clínica, que não é só ampla, mas vai até o sujeito, caminha com ele, real e simbolicamente. • Importância do poder da força afetiva produzida pelo encontro, pelo afetar e ser afetado. As práticas itinerantes passaram a ter uma importância estratégica na desinstitucionalização das práticas e na construção da integralidade do cuidado.
  • 9. As ações  Atividade 1: Replicação da Pesquisa o desafio da rede de assistência a crianças e adolescentes usuárias de crack- um estudo em cinco capitais brasileiras (FIOCRUZ);  Atividade 2: montagem da rede de encaminhamento.  Atividade 3: mapeamento das cenas de Campos dos Goytacazes.  Atividade 4: ações na rua.
  • 10. • Distribuição de folders explicativos sobre DSTs/AIds e prevenção ao Uso de Drogas; • Distribuição de preservativo masculino; • Serão realizados jogos educativos com adolescentes e crianças sobre educação sexual e prevenção de violências, drogas e gravidez precoce; • Trabalho com crianças e adolescentes sobre auto-estima e resiliência;
  • 11. ATIVIDADES a serem desenvolvidas: • Escuta qualificada para a problemática do sujeito; • Distribuição de folders explicativos sobre DSTs/AIds e prevenção ao Uso de Drogas e Redução de danos; • Distribuição de preservativo masculino; • Serão realizados jogos educativos com adolescentes e crianças sobre educação sexual e prevenção de violências, drogas e gravidez precoce; • Trabalho com crianças e adolescentes sobre auto-estima e resiliência; • Atividade informativa sobre possibilidades de atendimento às questões de saúde física e mental e tratamento de dependência química; • Exibição de filmes/documentários – CINEMA no MURO – essa ação acontecerá uma vez por mês.
  • 12. Expectativas futuras: 1) Agregar professores e alunos de outros cursos visando à ação interdisciplinar; 2) Criação de uma página/blog sobre uso de crack e redução de danos; 3) Criação de um polo de discussão/formação sobre a temática; 4) Criação de um centro de documentação referente ao tema. 5) Submeter a proposta ao Ministério da Saúde visando a institucionalização como um Consultório de rua.
  • 13. Apoio: • BENFAM – Bem estar familiar no Brasil. • Clínica da Família Victor Valla • Consultório de Rua do CETAD/UFBS/SALVADOR • CRP- SUBSEDE CAMPOS.