SlideShare uma empresa Scribd logo
SIMPLES NACIONAL
Corretor de Imóveis
MARIA RICARTE
CRC-CE: 016078/O-9
Contadora, graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará –
UECE. Profissional com vastos conhecimentos nas áreas: contábil, tributária,
trabalhista e financeira de grandes empresas nacionais e multinacionais. Experiência
na implantação de políticas e rotinas internas, além de sistema operacional integrado.
Profissional dinâmica, com habilidades para gestão e impulsionada por desafios
voltados para busca de resultados. Visão estratégica e global com ênfase na avaliação
de novas oportunidades de negócios e hábil no relacionamento com equipes, clientes,
fornecedores e instituições
TÓPICOS A SEREM ABORDADOS:
1. Aspectos Gerais do Simples Nacional
2. Inclusão de Profissionais Liberais no Simples
3. Micro Empreendedor Individual para Profissionais Liberais
4. Micro Empresa
5. Empresa de Pequeno Porte
6. Tabela Comparativa entre MEI, Simples e Lucro Presumido
7. Custos e Benefícios da Formalização como Pessoa Jurídica
8. Orientações Gerais
9. Dúvidas
ASPECTOS GERAIS DO SIMPLES NACIONAL
 O simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de
tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, previsto na lei complementar
nº 123/2006 e 147/2014.
 A Resolução CGSN nº 94/2011 e alterações posteriores dispõem, entre outras providências, sobre
o cálculo e o pagamento dos impostos e das contribuições devidos na sistemática do Simples
Nacional.
 Para fins de opção e permanência no Simples Nacional, poderão ser auferidas em cada ano-
calendário receitas no mercado interno até o limite de R$ 3.600.000,00.
ICMS
ISS
CSLL
IRPJ
CPP
PIS
COFINS
SIMPLES
NACIONAL
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO SIMPLES NACIONAL:
1. Ser facultativo;
2. Ser irretratável para todo o ano calendário;
3. Abrange os tributos: IRPJ – CSLL – PIS – COFINS – IPI – ICMS e a CPP;
4. Os tributos abrangidos são recolhidos mediante um documento único de arrecadação – DAS;
5. A DAS deve ser paga até o dia 20 do mês subsequente àquele em que houver receita;
6. Declaração única e simplificada de informações socioeconômicas e fiscais;
7. Disponibilização às ME/EPP de sistema eletrônico para a realização do cálculo do valor mensal
devido, geração do DAS.
PORTE DAS EMPRESAS X RECEITA BRUTA ANUAL
PORTES DE EMPRESA RECEITA BRUTA ANUAL
MEI-Micro-empreendedor individual Até R$ 60.000,00
ME - Microempresa Igual ou inferior R$ 360.000,00
EPP - Empresa de Pequeno Porte
Superior R$ 360.000,00
E Igual ou inferior R$ 3.600.000,00
TRIBUTAÇÃO
ANEXOS DE TRIBUTAÇÃO DO SIMPLES
Existem 06 tabelas para apuração do tributo - Simples Nacional
Anexo I Comércio alíquotas de 4,00% a 11,61%
Anexo II Indústria alíquotas de 4,50% a 12,11%
Anexo III Serviços alíquotas de 6,00% a 17,42%
Anexo IV Serviços alíquotas de 4,50% a 16,85%
Anexo V Serviços alíquotas de 17,50% a 22,90%
Anexo VI Serviços alíquotas de 16,93% a 22,45%
CORRETORES DE IMÓVEIS NO SIMPLES NACIONAL
LEI COMPLEMENTAR 147
A PARTIR DE JAN 2015:
Atividades PERMITIDAS pertinentes ao setor imobiliário:
Prestação de Serviços - Anexo III
 Corretagem de imóveis de terceiros, assim entendida a intermediação na compra, venda,
permuta e locação de imóveis; (Lei Complementar nº 123, de 2006, art. 17, inciso XV; art. 18,
§4º, inciso III; Lei nº 6.530, de 12 de maio de 1978, art. 3º);
Prestação de Serviços - Anexo V
 Locação, cessão de uso e congêneres, de bens imóveis próprios com a finalidade de exploração
de salões de festas, centro de convenções, escritórios virtuais, stands, quadras esportivas,
estádios, ginásios, auditórios, casas de espetáculos, parques de diversões, canchas e
congêneres, para realização de eventos ou negócios de qualquer natureza; (Lei Complementar
nº 123, de 2006, art. 17, inciso XV; art. 18, § 4º, inciso III).
Prestação de Serviços – Anexo VI
 Consultorias e demais serviços de natureza intelectual vinculados ao ramo imobiliário.
TRIBUTAÇÃO DIFERENCIADA
SILAS SANTIAGO, SECRETÁRIO-EXECUTIVO DO COMITÊ GESTOR DO SIMPLES NACIONAL
CORRETORES DE IMÓVEIS NO SIMPLES NACIONAL
Atividades NÃO PERMITIDAS pertinentes ao setor imobiliário:
 Loteamento e incorporação de imóveis;
 Locação de imóveis próprios
COMO SE INSCREVER NO MEI
WWW.PORTALDOEMPREENDEDOR.GOV.BR
COMO SE INSCREVER NO MEI
WWW.PORTALDOEMPREENDEDOR.GOV.BR
VOCÊ CONHECE AS DIFERENÇAS ENTRE ESSES PROFISSIONAIS?
TABELA COMPARATIVA ENTRE MEI, SIMPLES E LUCRO PRESUMIDO
Situação 1: Autônomo (Pessoa Física)
Considerando uma pessoa com dois dependentes legais
Renda Bruta
Mensal
INSS IRRF
Renda
Líquida
Mensal
Renda Bruta
Anual
Carga
Tributária
Anual
Renda
Líquida Anual
3.000,00 330,00 39,21 2.630,79 36.000,00
4.430,56
31.569,44
5.000,00 513,01 325,74 4.161,24 60.000,00
10.065,06
49.934,94
6.000,00 513,01 583,93 4.903,06 72.000,00
13.163,32
58.836,68
9.000,00 513,01 1.408,93 7.078,06 108.000,00
23.063,32
84.936,68
12.000,00 513,01 2.233,93 9.253,06 144.000,00
32.963,32
111.036,68
15.000,00 513,01 3.058,93 11.428,06 180.000,00
42.863,32
137.136,68
18.000,00 513,01 3.883,93 13.603,06 216.000,00
52.763,32
163.236,68
TABELA COMPARATIVA ENTRE MEI, SIMPLES E LUCRO PRESUMIDO
Situação 2: Micro Empresa Individual
Limite de R$ 60.000,00 de faturamento anual
Renda
Bruta
Mensal
DAS
Renda
Líquida
Mensal
Renda Bruta
Anual
DAS
Renda
Líquida
Anual
Lucros
Isentos
1.000,00 44,40 955,60 12.000,00 532,80 11.467,20 3.840,00
2.000,00 44,40 1.955,60 24.000,00 532,80 23.467,20 7.680,00
3.000,00 44,40 2.955,60 36.000,00 532,80 35.467,20 11.520,00
4.000,00 44,40 3.955,60 48.000,00 532,80 47.467,20 15.360,00
5.000,00 44,40 4.955,60 60.000,00 532,80 59.467,20 19.200,00
TABELA COMPARATIVA ENTRE MEI, SIMPLES E LUCRO PRESUMIDO
Comparativo Autônomo X MEI
Limite de R$ 60.000,00 de faturamento anual
Autônomo Micro Empresa Individual
Renda
Bruta
Carga
Tributária
Renda
Líquida
Anual
Renda Bruta
Carga
Tributária
Renda
Líquida
12.000,00
2.746,94 9.253,06
12.000,00
532,80 11.467,20
24.000,00
6.046,94 17.953,06
24.000,00
532,80 23.467,20
36.000,00
9.346,94 26.653,06
36.000,00
532,80 35.467,20
48.000,00
12.646,94 35.353,06
48.000,00
532,80 47.467,20
60.000,00
15.946,94 44.053,06
60.000,00
532,80 59.467,20
BENEFÍCIOS DA FORMALIZAÇÃO COMO PESSOA JURÍDICA
 Redução da Carga Tributária;
 Origem de Recursos;
 Acesso a Serviços Bancários, inclusive Crédito;
 Acessar Pessoas Jurídicas;
 Participar de Licitações;
 Ausência de Burocracia;
 Cobertura Previdenciária;
 Possibilidade de Crescimento como Empreendedor; e
 Outros.
OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS DO SIMPLES NACIONAL
 DEFIS;
 PGDAS-D;
 RAIS;
 CAGED;
 GFIP;
 Livros Fiscais e Contábeis;
 Dispensa de Livros;
 Livros Específicos;
 Nota Fiscal Eletrônica;
 Normas de Escrituração;
 Controles Especiais;
 Guarda de Documentos;
REGIME TRIBUTÁRIO X CONSTITUIÇÃO DE EMPRESA
ENQUADRAMENTO E REGIME TRIBUTÁRIO
SIMPLES NACIONAL
MEI
MICRO EMPRESA
EPP
LUCRO PRESUMIDO
LUCRO REAL
FORMAS JURÍDICAS DE CONSTITUIÇÃO DE
EMPRESAS
FIRMA INDIVIDUAL
EIRELI
LTDA
S.A.
ASSOCIAÇÃO
COOPERATIVA
DÚVIDAS?
+55 85 3458.2073 / 8830.0583
Av. Dom Luiz, 500, Sala 925 - Meireles
CONTATOS DA PALESTRANTE
Palestrante: Maria Ricarte Urbano
E-mail: contato@ricarteurbano.com.br
Celular: (85) 8830-0583
+55 85 3458.2073 / 8830.0583
Av. Dom Luiz, 500, Sala 925 - Meireles

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revista fato-gerador-11edicao
Revista fato-gerador-11edicaoRevista fato-gerador-11edicao
Revista fato-gerador-11edicao
Tania Gurgel
 
Telas do projeto simplificado webservice esocial
Telas do projeto simplificado webservice esocialTelas do projeto simplificado webservice esocial
Telas do projeto simplificado webservice esocial
Tania Gurgel
 
Rotinas administrativas - Escrita Fiscal (Simples Nacional)
Rotinas administrativas - Escrita Fiscal (Simples Nacional)Rotinas administrativas - Escrita Fiscal (Simples Nacional)
Rotinas administrativas - Escrita Fiscal (Simples Nacional)
Lucas Gheller
 
Revista fato-gerador-10ed
Revista fato-gerador-10edRevista fato-gerador-10ed
Revista fato-gerador-10ed
Tania Gurgel
 
Irpf 2012-2011-imagem-recibo
Irpf 2012-2011-imagem-reciboIrpf 2012-2011-imagem-recibo
Irpf 2012-2011-imagem-recibo
Filipe Lopes
 
2 forum sped tania gurgel
2 forum sped  tania gurgel2 forum sped  tania gurgel
2 forum sped tania gurgel
Professor Edgar Madruga
 
Bloco K entrevista Tânia Gurgel
Bloco K entrevista Tânia GurgelBloco K entrevista Tânia Gurgel
Bloco K entrevista Tânia Gurgel
Tania Gurgel
 
Josireni
JosireniJosireni
52575209900 irpf-2013-2012-origi-imagem-declaracao
52575209900 irpf-2013-2012-origi-imagem-declaracao52575209900 irpf-2013-2012-origi-imagem-declaracao
52575209900 irpf-2013-2012-origi-imagem-declaracao
luciamueller
 
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
Tarcisio De Oliveira Lemos
 
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xriskAnefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Numeric Contadores
 
Certificação digital para técnicos do ica
Certificação digital para técnicos do icaCertificação digital para técnicos do ica
Certificação digital para técnicos do ica
Carolina Darcie
 
SM - Orçamento Municipal 2015
SM - Orçamento Municipal 2015SM - Orçamento Municipal 2015
SM - Orçamento Municipal 2015
Nuno Antão
 
Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Informativo Tributário Mensal - Março 2017Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Renato Lopes da Rocha
 
2 forum sped goiania clovis
2 forum sped goiania clovis 2 forum sped goiania clovis
2 forum sped goiania clovis
Professor Edgar Madruga
 
Oba slides - tc58 n - aula 02 .:. www.tc58n.wordpress.com
Oba   slides - tc58 n - aula 02 .:. www.tc58n.wordpress.comOba   slides - tc58 n - aula 02 .:. www.tc58n.wordpress.com
Oba slides - tc58 n - aula 02 .:. www.tc58n.wordpress.com
Claudio Parra
 
OCIP 2016
OCIP 2016OCIP 2016
OCIP 2016
Digitaprint
 
Facig news-2017-07
Facig news-2017-07Facig news-2017-07
Facig news-2017-07
Eudeniseduque
 
Declaração de Renda - 2003
Declaração de Renda - 2003Declaração de Renda - 2003
Declaração de Renda - 2003
Albérico Cordeiro
 
63094155 lucro-real-teoria-pratica
63094155 lucro-real-teoria-pratica63094155 lucro-real-teoria-pratica
63094155 lucro-real-teoria-pratica
Janielle Alves
 

Mais procurados (20)

Revista fato-gerador-11edicao
Revista fato-gerador-11edicaoRevista fato-gerador-11edicao
Revista fato-gerador-11edicao
 
Telas do projeto simplificado webservice esocial
Telas do projeto simplificado webservice esocialTelas do projeto simplificado webservice esocial
Telas do projeto simplificado webservice esocial
 
Rotinas administrativas - Escrita Fiscal (Simples Nacional)
Rotinas administrativas - Escrita Fiscal (Simples Nacional)Rotinas administrativas - Escrita Fiscal (Simples Nacional)
Rotinas administrativas - Escrita Fiscal (Simples Nacional)
 
Revista fato-gerador-10ed
Revista fato-gerador-10edRevista fato-gerador-10ed
Revista fato-gerador-10ed
 
Irpf 2012-2011-imagem-recibo
Irpf 2012-2011-imagem-reciboIrpf 2012-2011-imagem-recibo
Irpf 2012-2011-imagem-recibo
 
2 forum sped tania gurgel
2 forum sped  tania gurgel2 forum sped  tania gurgel
2 forum sped tania gurgel
 
Bloco K entrevista Tânia Gurgel
Bloco K entrevista Tânia GurgelBloco K entrevista Tânia Gurgel
Bloco K entrevista Tânia Gurgel
 
Josireni
JosireniJosireni
Josireni
 
52575209900 irpf-2013-2012-origi-imagem-declaracao
52575209900 irpf-2013-2012-origi-imagem-declaracao52575209900 irpf-2013-2012-origi-imagem-declaracao
52575209900 irpf-2013-2012-origi-imagem-declaracao
 
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
 
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xriskAnefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
 
Certificação digital para técnicos do ica
Certificação digital para técnicos do icaCertificação digital para técnicos do ica
Certificação digital para técnicos do ica
 
SM - Orçamento Municipal 2015
SM - Orçamento Municipal 2015SM - Orçamento Municipal 2015
SM - Orçamento Municipal 2015
 
Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Informativo Tributário Mensal - Março 2017Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Informativo Tributário Mensal - Março 2017
 
2 forum sped goiania clovis
2 forum sped goiania clovis 2 forum sped goiania clovis
2 forum sped goiania clovis
 
Oba slides - tc58 n - aula 02 .:. www.tc58n.wordpress.com
Oba   slides - tc58 n - aula 02 .:. www.tc58n.wordpress.comOba   slides - tc58 n - aula 02 .:. www.tc58n.wordpress.com
Oba slides - tc58 n - aula 02 .:. www.tc58n.wordpress.com
 
OCIP 2016
OCIP 2016OCIP 2016
OCIP 2016
 
Facig news-2017-07
Facig news-2017-07Facig news-2017-07
Facig news-2017-07
 
Declaração de Renda - 2003
Declaração de Renda - 2003Declaração de Renda - 2003
Declaração de Renda - 2003
 
63094155 lucro-real-teoria-pratica
63094155 lucro-real-teoria-pratica63094155 lucro-real-teoria-pratica
63094155 lucro-real-teoria-pratica
 

Destaque

APRESENTAÇÃO VÉRTICE IMOIBILIÁRIA
APRESENTAÇÃO VÉRTICE IMOIBILIÁRIAAPRESENTAÇÃO VÉRTICE IMOIBILIÁRIA
APRESENTAÇÃO VÉRTICE IMOIBILIÁRIA
Vértice Imobiliária
 
Aprenda a fazer slides para o mercado imobiliário usando o power point.
Aprenda a fazer slides para o mercado imobiliário usando o power point.Aprenda a fazer slides para o mercado imobiliário usando o power point.
Aprenda a fazer slides para o mercado imobiliário usando o power point.
s_dias_
 
Proposta ImobiliáRia ConcessãO
Proposta ImobiliáRia   ConcessãOProposta ImobiliáRia   ConcessãO
Proposta ImobiliáRia ConcessãO
Signativa Desing & Tecnologia
 
Apresentação Gafisa Day
Apresentação Gafisa DayApresentação Gafisa Day
Apresentação Gafisa Day
Gafisa RI !
 
Mário Oliveira - Sistema Integrado de Consultoria Imobiliária
Mário Oliveira - Sistema Integrado de Consultoria ImobiliáriaMário Oliveira - Sistema Integrado de Consultoria Imobiliária
Mário Oliveira - Sistema Integrado de Consultoria Imobiliária
mroliveira.remax
 
Slides da construtora de imóveis Tecnisa - Apartamentos, flats, casas e muito...
Slides da construtora de imóveis Tecnisa - Apartamentos, flats, casas e muito...Slides da construtora de imóveis Tecnisa - Apartamentos, flats, casas e muito...
Slides da construtora de imóveis Tecnisa - Apartamentos, flats, casas e muito...
gabrielenriquesoto
 

Destaque (6)

APRESENTAÇÃO VÉRTICE IMOIBILIÁRIA
APRESENTAÇÃO VÉRTICE IMOIBILIÁRIAAPRESENTAÇÃO VÉRTICE IMOIBILIÁRIA
APRESENTAÇÃO VÉRTICE IMOIBILIÁRIA
 
Aprenda a fazer slides para o mercado imobiliário usando o power point.
Aprenda a fazer slides para o mercado imobiliário usando o power point.Aprenda a fazer slides para o mercado imobiliário usando o power point.
Aprenda a fazer slides para o mercado imobiliário usando o power point.
 
Proposta ImobiliáRia ConcessãO
Proposta ImobiliáRia   ConcessãOProposta ImobiliáRia   ConcessãO
Proposta ImobiliáRia ConcessãO
 
Apresentação Gafisa Day
Apresentação Gafisa DayApresentação Gafisa Day
Apresentação Gafisa Day
 
Mário Oliveira - Sistema Integrado de Consultoria Imobiliária
Mário Oliveira - Sistema Integrado de Consultoria ImobiliáriaMário Oliveira - Sistema Integrado de Consultoria Imobiliária
Mário Oliveira - Sistema Integrado de Consultoria Imobiliária
 
Slides da construtora de imóveis Tecnisa - Apartamentos, flats, casas e muito...
Slides da construtora de imóveis Tecnisa - Apartamentos, flats, casas e muito...Slides da construtora de imóveis Tecnisa - Apartamentos, flats, casas e muito...
Slides da construtora de imóveis Tecnisa - Apartamentos, flats, casas e muito...
 

Semelhante a Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano creci ce jan de 2015

2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
zairazaira
 
Planejamento tributário no início do negócio
Planejamento tributário no início do negócioPlanejamento tributário no início do negócio
Planejamento tributário no início do negócio
Fly01
 
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Chico Macena
 
Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013
Eduardo Ribeiro
 
Workshop - Planejamento Tributário
Workshop - Planejamento TributárioWorkshop - Planejamento Tributário
Workshop - Planejamento Tributário
Mazars Brasil
 
Tributos para pequenas empresas
Tributos para pequenas empresasTributos para pequenas empresas
Tributos para pequenas empresas
custos contabil
 
Aula 4 - Financeira - Formas de Tributação
Aula 4 - Financeira - Formas de  TributaçãoAula 4 - Financeira - Formas de  Tributação
Aula 4 - Financeira - Formas de Tributação
MestredaContabilidade
 
E-Book Grátis Palestra Simples Nacional
E-Book Grátis Palestra Simples NacionalE-Book Grátis Palestra Simples Nacional
E-Book Grátis Palestra Simples Nacional
Carlos Rocha
 
Giss Online aumenta a arrecadação de municípios brasileiros
Giss Online aumenta a arrecadação de municípios brasileirosGiss Online aumenta a arrecadação de municípios brasileiros
Giss Online aumenta a arrecadação de municípios brasileiros
Eicon
 
Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
 Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci... Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
Andréia Lima
 
O reinf chegou, e agora?
O reinf chegou, e agora?O reinf chegou, e agora?
O reinf chegou, e agora?
Gabriela Bornhausen Branco
 
MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESASMANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
Eslei Reis
 
Manual Procedimentos Contábeis Para Micro e Pequenas Empresas
Manual Procedimentos Contábeis Para Micro e Pequenas EmpresasManual Procedimentos Contábeis Para Micro e Pequenas Empresas
Manual Procedimentos Contábeis Para Micro e Pequenas Empresas
Everton Luiz Arcie
 
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
SEBRAE MS
 
SIMPLES NACIONAL2.pptx
SIMPLES NACIONAL2.pptxSIMPLES NACIONAL2.pptx
SIMPLES NACIONAL2.pptx
josepaulocamolezsilv1
 
9º Encontro Paulista de Fundações – 2º painel: Simples Social – Regime Tribut...
9º Encontro Paulista de Fundações – 2º painel: Simples Social – Regime Tribut...9º Encontro Paulista de Fundações – 2º painel: Simples Social – Regime Tribut...
9º Encontro Paulista de Fundações – 2º painel: Simples Social – Regime Tribut...
APF6
 
Apresentação Antonio Borges
Apresentação Antonio BorgesApresentação Antonio Borges
Apresentação Antonio Borges
FecomercioSP
 
SPED: EFD ICMS/IPI: SEFAZ/AM: Cartilha sobre SPED FISCAL
SPED: EFD ICMS/IPI: SEFAZ/AM: Cartilha sobre SPED FISCALSPED: EFD ICMS/IPI: SEFAZ/AM: Cartilha sobre SPED FISCAL
SPED: EFD ICMS/IPI: SEFAZ/AM: Cartilha sobre SPED FISCAL
Roberto Dias Duarte
 
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
Gabriela Bornhausen Branco
 
Mei
MeiMei

Semelhante a Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano creci ce jan de 2015 (20)

2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
2050 sebraemg-palestras sebrae-mg - lei geral os novos benefícios da lei geral
 
Planejamento tributário no início do negócio
Planejamento tributário no início do negócioPlanejamento tributário no início do negócio
Planejamento tributário no início do negócio
 
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
Cartilha Mei - Micro Empreendedor Individual
 
Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013
 
Workshop - Planejamento Tributário
Workshop - Planejamento TributárioWorkshop - Planejamento Tributário
Workshop - Planejamento Tributário
 
Tributos para pequenas empresas
Tributos para pequenas empresasTributos para pequenas empresas
Tributos para pequenas empresas
 
Aula 4 - Financeira - Formas de Tributação
Aula 4 - Financeira - Formas de  TributaçãoAula 4 - Financeira - Formas de  Tributação
Aula 4 - Financeira - Formas de Tributação
 
E-Book Grátis Palestra Simples Nacional
E-Book Grátis Palestra Simples NacionalE-Book Grátis Palestra Simples Nacional
E-Book Grátis Palestra Simples Nacional
 
Giss Online aumenta a arrecadação de municípios brasileiros
Giss Online aumenta a arrecadação de municípios brasileirosGiss Online aumenta a arrecadação de municípios brasileiros
Giss Online aumenta a arrecadação de municípios brasileiros
 
Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
 Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci... Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
Legislação Empresarial - Micro Empresas, Empreendedor, Tributos,Simples Naci...
 
O reinf chegou, e agora?
O reinf chegou, e agora?O reinf chegou, e agora?
O reinf chegou, e agora?
 
MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESASMANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
MANUAL DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS
 
Manual Procedimentos Contábeis Para Micro e Pequenas Empresas
Manual Procedimentos Contábeis Para Micro e Pequenas EmpresasManual Procedimentos Contábeis Para Micro e Pequenas Empresas
Manual Procedimentos Contábeis Para Micro e Pequenas Empresas
 
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
Palestra Planejando A Abertura de sua Empresa 2009
 
SIMPLES NACIONAL2.pptx
SIMPLES NACIONAL2.pptxSIMPLES NACIONAL2.pptx
SIMPLES NACIONAL2.pptx
 
9º Encontro Paulista de Fundações – 2º painel: Simples Social – Regime Tribut...
9º Encontro Paulista de Fundações – 2º painel: Simples Social – Regime Tribut...9º Encontro Paulista de Fundações – 2º painel: Simples Social – Regime Tribut...
9º Encontro Paulista de Fundações – 2º painel: Simples Social – Regime Tribut...
 
Apresentação Antonio Borges
Apresentação Antonio BorgesApresentação Antonio Borges
Apresentação Antonio Borges
 
SPED: EFD ICMS/IPI: SEFAZ/AM: Cartilha sobre SPED FISCAL
SPED: EFD ICMS/IPI: SEFAZ/AM: Cartilha sobre SPED FISCALSPED: EFD ICMS/IPI: SEFAZ/AM: Cartilha sobre SPED FISCAL
SPED: EFD ICMS/IPI: SEFAZ/AM: Cartilha sobre SPED FISCAL
 
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
 
Mei
MeiMei
Mei
 

Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano creci ce jan de 2015

  • 2. MARIA RICARTE CRC-CE: 016078/O-9 Contadora, graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Profissional com vastos conhecimentos nas áreas: contábil, tributária, trabalhista e financeira de grandes empresas nacionais e multinacionais. Experiência na implantação de políticas e rotinas internas, além de sistema operacional integrado. Profissional dinâmica, com habilidades para gestão e impulsionada por desafios voltados para busca de resultados. Visão estratégica e global com ênfase na avaliação de novas oportunidades de negócios e hábil no relacionamento com equipes, clientes, fornecedores e instituições
  • 3. TÓPICOS A SEREM ABORDADOS: 1. Aspectos Gerais do Simples Nacional 2. Inclusão de Profissionais Liberais no Simples 3. Micro Empreendedor Individual para Profissionais Liberais 4. Micro Empresa 5. Empresa de Pequeno Porte 6. Tabela Comparativa entre MEI, Simples e Lucro Presumido 7. Custos e Benefícios da Formalização como Pessoa Jurídica 8. Orientações Gerais 9. Dúvidas
  • 4. ASPECTOS GERAIS DO SIMPLES NACIONAL  O simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, previsto na lei complementar nº 123/2006 e 147/2014.  A Resolução CGSN nº 94/2011 e alterações posteriores dispõem, entre outras providências, sobre o cálculo e o pagamento dos impostos e das contribuições devidos na sistemática do Simples Nacional.  Para fins de opção e permanência no Simples Nacional, poderão ser auferidas em cada ano- calendário receitas no mercado interno até o limite de R$ 3.600.000,00. ICMS ISS CSLL IRPJ CPP PIS COFINS SIMPLES NACIONAL
  • 5. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO SIMPLES NACIONAL: 1. Ser facultativo; 2. Ser irretratável para todo o ano calendário; 3. Abrange os tributos: IRPJ – CSLL – PIS – COFINS – IPI – ICMS e a CPP; 4. Os tributos abrangidos são recolhidos mediante um documento único de arrecadação – DAS; 5. A DAS deve ser paga até o dia 20 do mês subsequente àquele em que houver receita; 6. Declaração única e simplificada de informações socioeconômicas e fiscais; 7. Disponibilização às ME/EPP de sistema eletrônico para a realização do cálculo do valor mensal devido, geração do DAS.
  • 6. PORTE DAS EMPRESAS X RECEITA BRUTA ANUAL PORTES DE EMPRESA RECEITA BRUTA ANUAL MEI-Micro-empreendedor individual Até R$ 60.000,00 ME - Microempresa Igual ou inferior R$ 360.000,00 EPP - Empresa de Pequeno Porte Superior R$ 360.000,00 E Igual ou inferior R$ 3.600.000,00
  • 7. TRIBUTAÇÃO ANEXOS DE TRIBUTAÇÃO DO SIMPLES Existem 06 tabelas para apuração do tributo - Simples Nacional Anexo I Comércio alíquotas de 4,00% a 11,61% Anexo II Indústria alíquotas de 4,50% a 12,11% Anexo III Serviços alíquotas de 6,00% a 17,42% Anexo IV Serviços alíquotas de 4,50% a 16,85% Anexo V Serviços alíquotas de 17,50% a 22,90% Anexo VI Serviços alíquotas de 16,93% a 22,45%
  • 8. CORRETORES DE IMÓVEIS NO SIMPLES NACIONAL LEI COMPLEMENTAR 147 A PARTIR DE JAN 2015: Atividades PERMITIDAS pertinentes ao setor imobiliário: Prestação de Serviços - Anexo III  Corretagem de imóveis de terceiros, assim entendida a intermediação na compra, venda, permuta e locação de imóveis; (Lei Complementar nº 123, de 2006, art. 17, inciso XV; art. 18, §4º, inciso III; Lei nº 6.530, de 12 de maio de 1978, art. 3º); Prestação de Serviços - Anexo V  Locação, cessão de uso e congêneres, de bens imóveis próprios com a finalidade de exploração de salões de festas, centro de convenções, escritórios virtuais, stands, quadras esportivas, estádios, ginásios, auditórios, casas de espetáculos, parques de diversões, canchas e congêneres, para realização de eventos ou negócios de qualquer natureza; (Lei Complementar nº 123, de 2006, art. 17, inciso XV; art. 18, § 4º, inciso III). Prestação de Serviços – Anexo VI  Consultorias e demais serviços de natureza intelectual vinculados ao ramo imobiliário.
  • 9. TRIBUTAÇÃO DIFERENCIADA SILAS SANTIAGO, SECRETÁRIO-EXECUTIVO DO COMITÊ GESTOR DO SIMPLES NACIONAL
  • 10. CORRETORES DE IMÓVEIS NO SIMPLES NACIONAL Atividades NÃO PERMITIDAS pertinentes ao setor imobiliário:  Loteamento e incorporação de imóveis;  Locação de imóveis próprios
  • 11.
  • 12. COMO SE INSCREVER NO MEI WWW.PORTALDOEMPREENDEDOR.GOV.BR
  • 13. COMO SE INSCREVER NO MEI WWW.PORTALDOEMPREENDEDOR.GOV.BR
  • 14. VOCÊ CONHECE AS DIFERENÇAS ENTRE ESSES PROFISSIONAIS?
  • 15. TABELA COMPARATIVA ENTRE MEI, SIMPLES E LUCRO PRESUMIDO Situação 1: Autônomo (Pessoa Física) Considerando uma pessoa com dois dependentes legais Renda Bruta Mensal INSS IRRF Renda Líquida Mensal Renda Bruta Anual Carga Tributária Anual Renda Líquida Anual 3.000,00 330,00 39,21 2.630,79 36.000,00 4.430,56 31.569,44 5.000,00 513,01 325,74 4.161,24 60.000,00 10.065,06 49.934,94 6.000,00 513,01 583,93 4.903,06 72.000,00 13.163,32 58.836,68 9.000,00 513,01 1.408,93 7.078,06 108.000,00 23.063,32 84.936,68 12.000,00 513,01 2.233,93 9.253,06 144.000,00 32.963,32 111.036,68 15.000,00 513,01 3.058,93 11.428,06 180.000,00 42.863,32 137.136,68 18.000,00 513,01 3.883,93 13.603,06 216.000,00 52.763,32 163.236,68
  • 16. TABELA COMPARATIVA ENTRE MEI, SIMPLES E LUCRO PRESUMIDO Situação 2: Micro Empresa Individual Limite de R$ 60.000,00 de faturamento anual Renda Bruta Mensal DAS Renda Líquida Mensal Renda Bruta Anual DAS Renda Líquida Anual Lucros Isentos 1.000,00 44,40 955,60 12.000,00 532,80 11.467,20 3.840,00 2.000,00 44,40 1.955,60 24.000,00 532,80 23.467,20 7.680,00 3.000,00 44,40 2.955,60 36.000,00 532,80 35.467,20 11.520,00 4.000,00 44,40 3.955,60 48.000,00 532,80 47.467,20 15.360,00 5.000,00 44,40 4.955,60 60.000,00 532,80 59.467,20 19.200,00
  • 17. TABELA COMPARATIVA ENTRE MEI, SIMPLES E LUCRO PRESUMIDO Comparativo Autônomo X MEI Limite de R$ 60.000,00 de faturamento anual Autônomo Micro Empresa Individual Renda Bruta Carga Tributária Renda Líquida Anual Renda Bruta Carga Tributária Renda Líquida 12.000,00 2.746,94 9.253,06 12.000,00 532,80 11.467,20 24.000,00 6.046,94 17.953,06 24.000,00 532,80 23.467,20 36.000,00 9.346,94 26.653,06 36.000,00 532,80 35.467,20 48.000,00 12.646,94 35.353,06 48.000,00 532,80 47.467,20 60.000,00 15.946,94 44.053,06 60.000,00 532,80 59.467,20
  • 18. BENEFÍCIOS DA FORMALIZAÇÃO COMO PESSOA JURÍDICA  Redução da Carga Tributária;  Origem de Recursos;  Acesso a Serviços Bancários, inclusive Crédito;  Acessar Pessoas Jurídicas;  Participar de Licitações;  Ausência de Burocracia;  Cobertura Previdenciária;  Possibilidade de Crescimento como Empreendedor; e  Outros.
  • 19. OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS DO SIMPLES NACIONAL  DEFIS;  PGDAS-D;  RAIS;  CAGED;  GFIP;  Livros Fiscais e Contábeis;  Dispensa de Livros;  Livros Específicos;  Nota Fiscal Eletrônica;  Normas de Escrituração;  Controles Especiais;  Guarda de Documentos;
  • 20. REGIME TRIBUTÁRIO X CONSTITUIÇÃO DE EMPRESA ENQUADRAMENTO E REGIME TRIBUTÁRIO SIMPLES NACIONAL MEI MICRO EMPRESA EPP LUCRO PRESUMIDO LUCRO REAL FORMAS JURÍDICAS DE CONSTITUIÇÃO DE EMPRESAS FIRMA INDIVIDUAL EIRELI LTDA S.A. ASSOCIAÇÃO COOPERATIVA
  • 21. DÚVIDAS? +55 85 3458.2073 / 8830.0583 Av. Dom Luiz, 500, Sala 925 - Meireles
  • 22. CONTATOS DA PALESTRANTE Palestrante: Maria Ricarte Urbano E-mail: contato@ricarteurbano.com.br Celular: (85) 8830-0583
  • 23. +55 85 3458.2073 / 8830.0583 Av. Dom Luiz, 500, Sala 925 - Meireles