SlideShare uma empresa Scribd logo
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r
• Leitura da peça toda e, depois,
comentário/análise em contraste com
filme são urgentes.
Defini 26 como prazo máximo, para
comentário, mas podem enviar antes dessa
data.
Por favor, nada de usar wikipedices ou net.
Podemos dizer que Mensagem é
uma versão moderna, espiritualizada e
profética de Os Lusíadas. Porém, ao
contrário das epopeias clássicas, o
poema de Pessoa oscila entre o pendor
épico e uma dimensão marcadamente
subjetiva / instrospetiva, mais típica da
poesia lírica.
Podemos dizer que Mensagem é uma versão
moderna, espiritualizada e profética de Os Lusíadas.
Porém, ao contrário das epopeias clássicas, o poema
de Pessoa oscila entre o pendor épico e uma dimensão
marcadamente subjetiva / introspetiva, mais típica da
poesia lírica. Com efeito, o estilo é, muitas
vezes, o de quem escreve «à beira-
mágoa» (como se diz no único poema do
livro que não tem título) e, por isso, o
melhor modo de classificar Mensagem é
como poema épico-lírico.
As três partes de Mensagem
correspondem a três momentos do
Império Português: nascimento, realização
e morte. No entanto, esta última parte
supõe um ressurgimento / renascimento
(um novo império, no fundo). A figura do
Encoberto, o regressado D. Sebastião,
alude ao desastre de Alcácer Quibir, mas
simboliza sobretudo a esperança de um
novo império.
As três partes de Mensagem correspondem
a três momentos do Império Português:
nascimento, realização e morte. No entanto, esta
última parte supõe um ressurgimento /
renascimento (um novo império, no fundo). A
figura do Encoberto, o regressado D. Sebastião,
alude ao desastre de Alcácer Quibir, mas
simboliza sobretudo a esperança de um novo
império. O último verso do livro, «É a
hora!», exprime esse apelo à mobilização
da pátria.
Na primeira parte, «Brasão», temos
uma galeria das figuras da formação da
nacionalidade. Na segunda, percorrem-se
os heróis da fase da expansão; na
terceira, há mais elementos simbólicos /
proféticos do que verdadeiras
personalidades.
Mensagem foi publicada em 1934,
tendo Pessoa morrido em Novembro de
1935. É o único livro escrito em português
que Pessoa publicou em vida. Os vários
poemas que o constituem têm datas
diversas: por exemplo, a segunda parte,
«Mar Português», inclui textos muito
anteriores aos começos do Estado Novo
(dos textos desta segunda parte lemos em
aula o homónimo «Mar Português», «O
Infante», «Horizonte», «O Mostrengo» e
«Prece»). As datas desses poemas
correspondem, em geral, à época do
sidonismo, o que se pode relacionar com
o entusiasmo nacionalista que neles se
sente. Já os poemas da terceira parte
foram escritos não muito antes do
concurso a que o livro se destinava.
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r
2. [Conceito predicável]
Vos estis sal terrae
Propriedades do sal
1. «conservar o são»;
2. «preservá-lo, para que se não corrompa».
Propriedades das pregações
1. «louvar o bem»;
2. «repreender o mal».
Divisão da argumentação do Sermão —
dois momentos
Primeira parte — Louvor das virtudes dos peixes;
Segunda parte — Repreensão dos vícios dos .
3. Louvores das virtudes dos
— Em geral:
– foram os primeiros animais a ser criados
por Deus;
– foram os primeiros animais a ser
nomeados;
– são os animais que existem em maior
quantidade e de maiores dimensões;
– ouviram Santo António;
– salvaram Jonas de ir jogar para a China (a
baleia é considerada como um peixe);
– não se deixam domesticar nem corromper
pelos homens.
Cap. I — Introdução (Exórdio)
Caps. II-V — Desenvolvimento
Louvores, em geral II
Louvores, em particular III
Repreensões, em geral IV
Repreensões, em particular V
Cap. VI — Conclusão (Peroração)
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r
• Repreensões dos defeitos dos peixes
em geral:
….
em particular:
Roncador
Pegador
Voador
Polvo
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r
4. = 20 pontos
Aspetos de conteúdo (C) = 12 pontos
 
Caracteriza, adequadamente, o tipo
humano que o peixe voador simboliza,
tendo por base o excerto transcrito.
12
Caracteriza, de modo não totalmente
completo ou com pequenas imprecisões,
o tipo humano que o peixe voador
simboliza, tendo por base o excerto
transcrito.
9
Caracteriza, de modo não totalmente
completo e com pequenas imprecisões, o
tipo humano que o peixe voador
simboliza, tendo por base o excerto
transcrito.
OU
Caracteriza, de modo incompleto ou com
imprecisões, o tipo humano que o peixe
voador simboliza, tendo por base o
excerto transcrito.
6
Refere-se, de modo incompleto e com
imprecisões, ao tipo humano que o peixe
voador simboliza, tendo por base o
excerto transcrito.
3
Aspetos de estruturação do discurso e
correção linguística (F) = 8 pontos
– Estruturação do discurso (E) = 4 pontos
– Correção linguística* (CL) = 4 pontos
fatores de desvalorização desvalorização
• erro inequívoco de pontuação
• erro de ortografia (incluindo erro de
acentuação, uso indevido de letra minúscula
ou de letra maiúscula e erro de
translineação)
• erro de morfologia
• incumprimento das regras de citação de
texto ou de referência a título de uma obra
1 ponto
• erro de sintaxe
• impropriedade lexical
2 pontos
4. O peixe voador simboliza o homem
ambicioso, que não tem consciência dos
limites impostos pela sua natureza e pelas
suas capacidades. Para evidenciar esta
característica, o pregador faz referência ao
comportamento dos peixes voadores que,
por possuírem grandes barbatanas, agem
como se fossem aves e pudessem voar:
«Dizei-me, Voadores, não vos fez Deus
para peixes? Pois porque vos meteis a ser
aves?» (ll. 1-2); «Pois porque tivestes
maiores barbatanas, por isso haveis de
fazer das barbatanas asas?» (ll. 6-7).
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r
5.
A inconsciência e a presunção do
peixe voador fazem-no correr riscos
inúteis e graves, pois, para além de poder
ser vítima dos perigos do mar, é vítima
das velas e das cordas dos navios,
perigos do ar — «o Voador toca na vela ou
na corda, e cai palpitando» (ll. 10-11).
Assim, encontra frequentemente a morte
(«Aos outros peixes mata-os a fome e
engana-os a isca, ao Voador mata-o a
vaidade de voar, e a sua isca é o vento.»,
ll. 11-12).
TPC — Repito ou digo pela primeira
vez (consoante as turmas): deves ver a
lista de tarefas até ao fim do ano (em
Gaveta de Nuvens).
Deves ver de imediato as Instruções
para tarefa de comentário-análise de
filme/Felizmente há luar!.
No verso, dou notícia de uma das
outras tarefas.
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 152
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 152Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 152
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 152
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 111-112
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 111-112Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 111-112
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 111-112
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 135
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 135Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 135
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 135
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 97-98
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 97-98Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 97-98
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 97-98
luisprista
 
O melhor do mundo não são as crianças (luís prista)
O melhor do mundo não são as crianças (luís prista)O melhor do mundo não são as crianças (luís prista)
O melhor do mundo não são as crianças (luís prista)
luisprista
 
Lusíadas_Português_12º_ano
Lusíadas_Português_12º_anoLusíadas_Português_12º_ano
Lusíadas_Português_12º_ano
Carla Ribeiro
 
Narrativa épica texto_de_apoio_Lusíadas
Narrativa épica texto_de_apoio_LusíadasNarrativa épica texto_de_apoio_Lusíadas
Narrativa épica texto_de_apoio_Lusíadas
Carla Ribeiro
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, segunda aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, segunda aula de cábulasApresentação para décimo segundo ano de 2013 4, segunda aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, segunda aula de cábulas
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 99-100
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 99-100Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 99-100
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 99-100
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 141-142
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 141-142Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 141-142
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 141-142
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, segunda aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, segunda aula de cábulasApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, segunda aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, segunda aula de cábulas
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 121-122
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 121-122Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 121-122
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 121-122
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 35
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 35Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 35
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 35
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 60-61
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 60-61Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 60-61
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 60-61
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 102-103
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 102-103Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 102-103
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 102-103
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 rApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 8-9
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 8-9Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 8-9
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 8-9
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 92-93
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 92-93Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 92-93
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 92-93
luisprista
 
Memorial do convento o estilo de josé saramago (1)
Memorial do convento o estilo de josé saramago (1)Memorial do convento o estilo de josé saramago (1)
Memorial do convento o estilo de josé saramago (1)
José Galvão
 

Mais procurados (20)

Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 152
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 152Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 152
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 152
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 111-112
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 111-112Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 111-112
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 111-112
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 135
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 135Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 135
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 135
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 97-98
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 97-98Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 97-98
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 97-98
 
O melhor do mundo não são as crianças (luís prista)
O melhor do mundo não são as crianças (luís prista)O melhor do mundo não são as crianças (luís prista)
O melhor do mundo não são as crianças (luís prista)
 
Lusíadas_Português_12º_ano
Lusíadas_Português_12º_anoLusíadas_Português_12º_ano
Lusíadas_Português_12º_ano
 
Narrativa épica texto_de_apoio_Lusíadas
Narrativa épica texto_de_apoio_LusíadasNarrativa épica texto_de_apoio_Lusíadas
Narrativa épica texto_de_apoio_Lusíadas
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, segunda aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, segunda aula de cábulasApresentação para décimo segundo ano de 2013 4, segunda aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, segunda aula de cábulas
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 99-100
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 99-100Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 99-100
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 99-100
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 141-142
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 141-142Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 141-142
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 141-142
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, segunda aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, segunda aula de cábulasApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, segunda aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, segunda aula de cábulas
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 121-122
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 121-122Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 121-122
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 121-122
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 35
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 35Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 35
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 35
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 60-61
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 60-61Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 60-61
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 60-61
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 102-103
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 102-103Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 102-103
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 102-103
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 rApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 118-118 r
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 8-9
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 8-9Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 8-9
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, aula 8-9
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 92-93
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 92-93Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 92-93
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 92-93
 
Memorial do convento o estilo de josé saramago (1)
Memorial do convento o estilo de josé saramago (1)Memorial do convento o estilo de josé saramago (1)
Memorial do convento o estilo de josé saramago (1)
 

Semelhante a Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r

Ficha 5 lusiadas
Ficha 5  lusiadasFicha 5  lusiadas
Ficha 5 lusiadas
1950casal
 
RecuperaçãO Final 1 Em
RecuperaçãO Final 1 EmRecuperaçãO Final 1 Em
RecuperaçãO Final 1 Em
Brenda Tacchelli
 
Reflexos de Camões em Pessoa
Reflexos de Camões em PessoaReflexos de Camões em Pessoa
Reflexos de Camões em Pessoa
complementoindirecto
 
Mensagem Fernando Pessoa
Mensagem   Fernando PessoaMensagem   Fernando Pessoa
Mensagem Fernando Pessoa
guest0f0d8
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixes
Raquel Tavares
 
Mensagens11_Testes_avaliacao_Teste_1_AE_Unidade_1_e_Rimas.pdf
Mensagens11_Testes_avaliacao_Teste_1_AE_Unidade_1_e_Rimas.pdfMensagens11_Testes_avaliacao_Teste_1_AE_Unidade_1_e_Rimas.pdf
Mensagens11_Testes_avaliacao_Teste_1_AE_Unidade_1_e_Rimas.pdf
FilipaCampos15
 
Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente
Auto da Barca do Inferno, de Gil VicenteAuto da Barca do Inferno, de Gil Vicente
Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente
Lurdes Augusto
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, primeira aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, primeira aula de cábulasApresentação para décimo segundo ano de 2013 4, primeira aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, primeira aula de cábulas
luisprista
 
Portugues8 2
Portugues8 2Portugues8 2
Portugues8 2
Pedro Vaz
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 15
Apresentação para décimo segundo ano, aula 15Apresentação para décimo segundo ano, aula 15
Apresentação para décimo segundo ano, aula 15
luisprista
 
Teste de preparação correção
Teste de preparação   correçãoTeste de preparação   correção
Teste de preparação correção
Isabel Couto
 
Português - Mod. Nr 8.pptx
Português - Mod. Nr 8.pptxPortuguês - Mod. Nr 8.pptx
Português - Mod. Nr 8.pptx
MartaROQUES1
 
Jose coriolano
Jose coriolano Jose coriolano
Jose coriolano
SauloBarreto7
 
Aula 26 modernismo no brasil - 3ª fase
Aula 26   modernismo no brasil - 3ª faseAula 26   modernismo no brasil - 3ª fase
Aula 26 modernismo no brasil - 3ª fase
Jonatas Carlos
 
O Príncipe dos Jornalistas - Edição Virtual - 2011
O Príncipe dos Jornalistas - Edição Virtual -   2011O Príncipe dos Jornalistas - Edição Virtual -   2011
O Príncipe dos Jornalistas - Edição Virtual - 2011
elvandroburity
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 17
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 17ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 17
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 17
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, terceira aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, terceira aula de cábulasApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, terceira aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, terceira aula de cábulas
luisprista
 
Lusiadas resumo2
Lusiadas resumo2Lusiadas resumo2
Lusiadas resumo2
Inês Barão
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 51
Apresentação para décimo segundo ano, aula 51Apresentação para décimo segundo ano, aula 51
Apresentação para décimo segundo ano, aula 51
luisprista
 
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
Doutora em Linguística Aplicada pela PUC-SP
 

Semelhante a Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r (20)

Ficha 5 lusiadas
Ficha 5  lusiadasFicha 5  lusiadas
Ficha 5 lusiadas
 
RecuperaçãO Final 1 Em
RecuperaçãO Final 1 EmRecuperaçãO Final 1 Em
RecuperaçãO Final 1 Em
 
Reflexos de Camões em Pessoa
Reflexos de Camões em PessoaReflexos de Camões em Pessoa
Reflexos de Camões em Pessoa
 
Mensagem Fernando Pessoa
Mensagem   Fernando PessoaMensagem   Fernando Pessoa
Mensagem Fernando Pessoa
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixes
 
Mensagens11_Testes_avaliacao_Teste_1_AE_Unidade_1_e_Rimas.pdf
Mensagens11_Testes_avaliacao_Teste_1_AE_Unidade_1_e_Rimas.pdfMensagens11_Testes_avaliacao_Teste_1_AE_Unidade_1_e_Rimas.pdf
Mensagens11_Testes_avaliacao_Teste_1_AE_Unidade_1_e_Rimas.pdf
 
Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente
Auto da Barca do Inferno, de Gil VicenteAuto da Barca do Inferno, de Gil Vicente
Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, primeira aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, primeira aula de cábulasApresentação para décimo segundo ano de 2013 4, primeira aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2013 4, primeira aula de cábulas
 
Portugues8 2
Portugues8 2Portugues8 2
Portugues8 2
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 15
Apresentação para décimo segundo ano, aula 15Apresentação para décimo segundo ano, aula 15
Apresentação para décimo segundo ano, aula 15
 
Teste de preparação correção
Teste de preparação   correçãoTeste de preparação   correção
Teste de preparação correção
 
Português - Mod. Nr 8.pptx
Português - Mod. Nr 8.pptxPortuguês - Mod. Nr 8.pptx
Português - Mod. Nr 8.pptx
 
Jose coriolano
Jose coriolano Jose coriolano
Jose coriolano
 
Aula 26 modernismo no brasil - 3ª fase
Aula 26   modernismo no brasil - 3ª faseAula 26   modernismo no brasil - 3ª fase
Aula 26 modernismo no brasil - 3ª fase
 
O Príncipe dos Jornalistas - Edição Virtual - 2011
O Príncipe dos Jornalistas - Edição Virtual -   2011O Príncipe dos Jornalistas - Edição Virtual -   2011
O Príncipe dos Jornalistas - Edição Virtual - 2011
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 17
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 17ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 17
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 17
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, terceira aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, terceira aula de cábulasApresentação para décimo segundo ano de 2016 7, terceira aula de cábulas
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, terceira aula de cábulas
 
Lusiadas resumo2
Lusiadas resumo2Lusiadas resumo2
Lusiadas resumo2
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 51
Apresentação para décimo segundo ano, aula 51Apresentação para décimo segundo ano, aula 51
Apresentação para décimo segundo ano, aula 51
 
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
 

Mais de luisprista

Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 73-74
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 73-74Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 73-74
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 73-74
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 71-72
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 71-72Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 71-72
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 71-72
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 69-70
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 69-70Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 69-70
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 69-70
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 67-68
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 67-68Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 67-68
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 67-68
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 65-66
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 65-66Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 65-66
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 65-66
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 61-62
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 61-62Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 61-62
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 61-62
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 63-64
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 63-64Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 63-64
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 63-64
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 57-58
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 57-58Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 57-58
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 57-58
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 59-60
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 59-60Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 59-60
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 59-60
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 55-56
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 55-56Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 55-56
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 55-56
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 53-54
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 53-54Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 53-54
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 53-54
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 49-50
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 49-50Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 49-50
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 49-50
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 51-52
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 51-52Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 51-52
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 51-52
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 47-48
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 47-48Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 47-48
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 47-48
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 45-46
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 45-46Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 45-46
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 45-46
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 41-42
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 41-42Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 41-42
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 41-42
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 43-44
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 43-44Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 43-44
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 43-44
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 37-38
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 37-38Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 37-38
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 37-38
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 39-40
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 39-40Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 39-40
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 39-40
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
luisprista
 

Mais de luisprista (20)

Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 73-74
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 73-74Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 73-74
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 73-74
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 71-72
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 71-72Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 71-72
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 71-72
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 69-70
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 69-70Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 69-70
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 69-70
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 67-68
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 67-68Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 67-68
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 67-68
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 65-66
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 65-66Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 65-66
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 65-66
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 61-62
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 61-62Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 61-62
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 61-62
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 63-64
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 63-64Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 63-64
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 63-64
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 57-58
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 57-58Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 57-58
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 57-58
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 59-60
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 59-60Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 59-60
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 59-60
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 55-56
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 55-56Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 55-56
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 55-56
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 53-54
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 53-54Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 53-54
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 53-54
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 49-50
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 49-50Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 49-50
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 49-50
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 51-52
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 51-52Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 51-52
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 51-52
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 47-48
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 47-48Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 47-48
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 47-48
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 45-46
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 45-46Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 45-46
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 45-46
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 41-42
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 41-42Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 41-42
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 41-42
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 43-44
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 43-44Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 43-44
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 43-44
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 37-38
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 37-38Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 37-38
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 37-38
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 39-40
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 39-40Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 39-40
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 39-40
 
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
Apresentação para décimo ano de 2017 8, aula 35-36
 

Último

Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 

Último (20)

Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 

Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 148-148 r

  • 3. • Leitura da peça toda e, depois, comentário/análise em contraste com filme são urgentes. Defini 26 como prazo máximo, para comentário, mas podem enviar antes dessa data. Por favor, nada de usar wikipedices ou net.
  • 4. Podemos dizer que Mensagem é uma versão moderna, espiritualizada e profética de Os Lusíadas. Porém, ao contrário das epopeias clássicas, o poema de Pessoa oscila entre o pendor épico e uma dimensão marcadamente subjetiva / instrospetiva, mais típica da poesia lírica.
  • 5. Podemos dizer que Mensagem é uma versão moderna, espiritualizada e profética de Os Lusíadas. Porém, ao contrário das epopeias clássicas, o poema de Pessoa oscila entre o pendor épico e uma dimensão marcadamente subjetiva / introspetiva, mais típica da poesia lírica. Com efeito, o estilo é, muitas vezes, o de quem escreve «à beira- mágoa» (como se diz no único poema do livro que não tem título) e, por isso, o melhor modo de classificar Mensagem é como poema épico-lírico.
  • 6. As três partes de Mensagem correspondem a três momentos do Império Português: nascimento, realização e morte. No entanto, esta última parte supõe um ressurgimento / renascimento (um novo império, no fundo). A figura do Encoberto, o regressado D. Sebastião, alude ao desastre de Alcácer Quibir, mas simboliza sobretudo a esperança de um novo império.
  • 7. As três partes de Mensagem correspondem a três momentos do Império Português: nascimento, realização e morte. No entanto, esta última parte supõe um ressurgimento / renascimento (um novo império, no fundo). A figura do Encoberto, o regressado D. Sebastião, alude ao desastre de Alcácer Quibir, mas simboliza sobretudo a esperança de um novo império. O último verso do livro, «É a hora!», exprime esse apelo à mobilização da pátria.
  • 8. Na primeira parte, «Brasão», temos uma galeria das figuras da formação da nacionalidade. Na segunda, percorrem-se os heróis da fase da expansão; na terceira, há mais elementos simbólicos / proféticos do que verdadeiras personalidades.
  • 9. Mensagem foi publicada em 1934, tendo Pessoa morrido em Novembro de 1935. É o único livro escrito em português que Pessoa publicou em vida. Os vários poemas que o constituem têm datas diversas: por exemplo, a segunda parte, «Mar Português», inclui textos muito anteriores aos começos do Estado Novo (dos textos desta segunda parte lemos em aula o homónimo «Mar Português», «O Infante», «Horizonte», «O Mostrengo» e «Prece»). As datas desses poemas
  • 10. correspondem, em geral, à época do sidonismo, o que se pode relacionar com o entusiasmo nacionalista que neles se sente. Já os poemas da terceira parte foram escritos não muito antes do concurso a que o livro se destinava.
  • 12. 2. [Conceito predicável] Vos estis sal terrae Propriedades do sal 1. «conservar o são»; 2. «preservá-lo, para que se não corrompa».
  • 13. Propriedades das pregações 1. «louvar o bem»; 2. «repreender o mal».
  • 14. Divisão da argumentação do Sermão — dois momentos Primeira parte — Louvor das virtudes dos peixes; Segunda parte — Repreensão dos vícios dos .
  • 15. 3. Louvores das virtudes dos — Em geral: – foram os primeiros animais a ser criados por Deus; – foram os primeiros animais a ser nomeados; – são os animais que existem em maior quantidade e de maiores dimensões; – ouviram Santo António; – salvaram Jonas de ir jogar para a China (a baleia é considerada como um peixe); – não se deixam domesticar nem corromper pelos homens.
  • 16. Cap. I — Introdução (Exórdio) Caps. II-V — Desenvolvimento Louvores, em geral II Louvores, em particular III Repreensões, em geral IV Repreensões, em particular V Cap. VI — Conclusão (Peroração)
  • 18. • Repreensões dos defeitos dos peixes em geral: …. em particular: Roncador Pegador Voador Polvo
  • 21. 4. = 20 pontos Aspetos de conteúdo (C) = 12 pontos  
  • 22. Caracteriza, adequadamente, o tipo humano que o peixe voador simboliza, tendo por base o excerto transcrito. 12 Caracteriza, de modo não totalmente completo ou com pequenas imprecisões, o tipo humano que o peixe voador simboliza, tendo por base o excerto transcrito. 9
  • 23. Caracteriza, de modo não totalmente completo e com pequenas imprecisões, o tipo humano que o peixe voador simboliza, tendo por base o excerto transcrito. OU Caracteriza, de modo incompleto ou com imprecisões, o tipo humano que o peixe voador simboliza, tendo por base o excerto transcrito. 6
  • 24. Refere-se, de modo incompleto e com imprecisões, ao tipo humano que o peixe voador simboliza, tendo por base o excerto transcrito. 3
  • 25. Aspetos de estruturação do discurso e correção linguística (F) = 8 pontos – Estruturação do discurso (E) = 4 pontos – Correção linguística* (CL) = 4 pontos
  • 26. fatores de desvalorização desvalorização • erro inequívoco de pontuação • erro de ortografia (incluindo erro de acentuação, uso indevido de letra minúscula ou de letra maiúscula e erro de translineação) • erro de morfologia • incumprimento das regras de citação de texto ou de referência a título de uma obra 1 ponto
  • 27. • erro de sintaxe • impropriedade lexical 2 pontos
  • 28. 4. O peixe voador simboliza o homem ambicioso, que não tem consciência dos limites impostos pela sua natureza e pelas suas capacidades. Para evidenciar esta característica, o pregador faz referência ao comportamento dos peixes voadores que, por possuírem grandes barbatanas, agem como se fossem aves e pudessem voar: «Dizei-me, Voadores, não vos fez Deus para peixes? Pois porque vos meteis a ser aves?» (ll. 1-2); «Pois porque tivestes maiores barbatanas, por isso haveis de fazer das barbatanas asas?» (ll. 6-7).
  • 30. 5. A inconsciência e a presunção do peixe voador fazem-no correr riscos inúteis e graves, pois, para além de poder ser vítima dos perigos do mar, é vítima das velas e das cordas dos navios, perigos do ar — «o Voador toca na vela ou na corda, e cai palpitando» (ll. 10-11). Assim, encontra frequentemente a morte («Aos outros peixes mata-os a fome e engana-os a isca, ao Voador mata-o a vaidade de voar, e a sua isca é o vento.», ll. 11-12).
  • 31. TPC — Repito ou digo pela primeira vez (consoante as turmas): deves ver a lista de tarefas até ao fim do ano (em Gaveta de Nuvens). Deves ver de imediato as Instruções para tarefa de comentário-análise de filme/Felizmente há luar!. No verso, dou notícia de uma das outras tarefas.