SlideShare uma empresa Scribd logo
TERMINOLOGIA EZOOGNÓSTICA
Prof. Titto
(Revisão de novembro de 2020)
Definição de termos rotineiramente
empregados em Ezoognósia
1. ACOLETADO - animal de tórax estreito e raso, deprimido, como dentro de um colete apertado. Ex.:
bovino débil.
2. ACURVILHADO - Ângulo do jarrete mais fechado do que o normal.
3. ANGULOSIDADE - articulações aparentes, sem cobertura muscular. Ex.: animal anguloso, garupa
angulosa.
4. APARÊNCIA GERAL - Soma de atributos relacionados com: peso p/ idade, conformação (características
raciais), harmonia, condição (estado), qualidade (ausência de defeitos), temperamento, vigor (saúde),
movimentação.
5. BELEZA - Da região que preenche os requisitos para sua função. Ex.: úbere belo, belos aprumos.
6. CHEIO - Antagônico de seco. Sinônimo de FORNIDO. Da região coberta de músculo. Ex.: garupa cheia,
culotes fornidos.
7. CONDIÇÃO - Estado geral adequado à função, quando encontra-se apto à sua finalidade. Ex: cavalo
gordo.
8. CONFORMAÇÃO - Referente à proporções corretas para bom desempenho da função
econômica, além de boa expressão racial. Ex.: Boa conformação = harmonia geral, aprumos
corretos, bom desenvolvimento, capacidade reprodutiva, bastante raça, comprimento,
profundidade, largura, musculosidade ou angulosidade.
ANGULOSIDADE
(LEITE)
MUSCULOSIDADE
(CARNE)
Acurvilhado
Transcurvo
10. CONSTITUIÇÃO - Organização anatômica e fisiológica frente ao ambiente.
Pode ser boa, quando o resultado perante o ambiente é bom:
a) animal pesado, de ossatura forte, musculatura desenvolvida, porém tudo harmônico,
partes simétricas, vigor, pele solta e flexível, pelame uniforme, bons aprumos (ROBUSTA);
b) animal leve, pequeno, esqueleto delicado, pouca musculatura, articulações secas, pele e
pelos finos, harmonia geral (SECA ou DELICADA).
Pode ser má, quando o fenótipo é ruim:
a) animal leve, desenvolvimento aquém do desejado, maus aprumos, desproporção entre
as partes, olhos apagados, pelame desuniforme, aparência de doente (DÉBIL);
b) animal pesado, de ossos grandes e desproporcionais, musculatura grande e mal
distribuída, pele grossa, pelos opacos, cabeça muito pesada, desarmonia geral,
temperamento apático (GROSSEIRA).
CONSTITUIÇÃO
Robusta
Delicada
11. DÉBIL - Animal ou região mal desenvolvida, fraca, desarmônica, desproporcional.
12. DELICADA - Região forte, de qualidade, mas leve. Ex.: cabeça delicada.
13. DISPOSIÇÃO - Índole. Animais de boa disposição são confiáveis, previsíveis. São mais ou
menos mansos e dóceis. Animais bravios e de mau caráter tem má disposição.
14. EMPASTADA - Região coberta com excesso de músculo. Ex.: cernelha empastada.
15. ESCORRIDA - Antagônico de nivelada. Região inclinada ou caída. Ex.: garupa escorrida.
16. FORTE - Região bem desenvolvida, bem constituída e bem suportada. Ex.: linha dorsal forte,
jarretes fortes.
17. FRACO - Antagônico de forte, de mau suporte anatômico. Ex.: lombo fraco, quartelas fracas.
Nivelamento ou
inclinação de
GARUPA
Garupa Nivelada (plana)
Garupa Escorrida, Derreada
20. GROSSEIRO - Oposto de delicado. Região fraca, sem qualidade, e pesada. Ex.: Pescoço
grosseiro.
21. INSERÇÃO - Zona de implantação de uma região à outra ou ao corpo. Ex.: inserção da
cauda, inserção do pescoço, inserção do úbere.
22. LEVE - Região de ossatura fina e musculatura pouco desenvolvida, porém harmoniosa em
relação ao conjunto. Ex.: pescoço leve, cabeça leve.
23. LIMPA - Região descoberta de gordura. Ex.: jarretes limpos, peito limpo.
24. MENSO - Animal com a linha superior mais alta na traseira, ficando inclinada, ou dorso
mergulhante. Comum em bovinos e equinos mais jovens e mais acentuado nos zebuínos e
quarto-de-milha.
25. MUSCULOSIDADE – Crescimento muscular exacerbado. Animal fornido, cheio.
26. NIVELADA - Região disposta em posição horizontal ou quase. Ex.: garupa nivelada, tetas
niveladas.
27. PESADA - Antagônico de Leve. Ossatura grande e muito músculo, desproporcional ao
conjunto. Ex.: orelhas pesadas, cabeça pesada.
29. PROFUNDIDADE - Extensão vertical de uma região. Ex.: tórax profundo.
30. QUALIDADE - Ausência de defeitos e atributos grosseiros, com refinamento e bom
acabamento. Ex.: úbere de qualidade.
31. RAÇA - (1) Conjunto de animais da mesma espécie, que devido à origem semelhante,
apresentam caracteres morfológicos, fisiológicos e econômicos comuns, e que geram filhos
parecidos. (2) Caracteres étnicos bem aparentes, evidentes. Ex.: raça Nelore (1); tal touro
tem muita raça (2).
32. ROBUSTA - Região de bom desenvolvimento, forte, bem sustentada e harmônica. Ex.:
garupa robusta.
33. SECA - Região descarnada, sem cobertura muscular. Ex.: nádegas secas, cabeça seca.
34. TARA - Sinal externo de lesão. Pode ser mole (tecido conjuntivo) ou dura (óssea), comuns
nos membros do cavalo de esporte.
36. TEMPERAMENTO - Expressão da organização nervosa do indivíduo.
Sinônimo de REATIVIDADE
a) Vivo (respostas imediatas aos estímulos do ambiente, atitude alerta, movimentos
rápidos e fáceis).
b) Nervoso ou Sanguíneo (extremo de Vivo, excitado, inquieto).
c) Linfático (calmo, reações mais lentas).
d) Indolente (apático, extremo de Linfático, indiferente).
37. TENDÊNCIA - Indicação aparente da função econômica. Tendência Cevatícia: formas que
indicam aptidão para engorda. Tendência Leiteira: componente do Tipo Leiteiro, formada por
cunhas leiteiras, angulosidade, temperamento vivo, e pele macia, solta e flexível.
38. TIPO - Soma de características morfológicas que indicam a função econômica Ex.: Tipo
leiteiro, Tipo tração.
39. TRANSCURVO - Animal que apresenta os joelhos atrasados em relação ao eixo vertical do
membro anterior
40. TREM - Conjunto locomotor. Pode ser Anterior (cernelha, peito, e membros anteriores) ou
Posterior (ancas, garupa, e membros posteriores)
41. VÍCIO - Defeito de ordem comportamental. Ex.: masturbação, movimento de urso, morder.
42. VIGOR - Soma de atributos que indicam saúde e bom estado nutricional. Indicado pelo exame
visual de olhos, narinas, espelho nasal, pele e pelos, movimentação.
Adaptabilidade
Prof. Titto
titto@usp.br
19-997842867

Mais conteúdo relacionado

Mais de Gioto Ghiarone Terto

Conformação
ConformaçãoConformação
Conformação
Gioto Ghiarone Terto
 
Apresentação do power point2
Apresentação do power point2Apresentação do power point2
Apresentação do power point2
Gioto Ghiarone Terto
 
Apresentação do power point1
Apresentação do power point1Apresentação do power point1
Apresentação do power point1
Gioto Ghiarone Terto
 
Exterior da vaca leiteira
Exterior da vaca leiteiraExterior da vaca leiteira
Exterior da vaca leiteira
Gioto Ghiarone Terto
 
Pelagens dos equinos
Pelagens dos equinosPelagens dos equinos
Pelagens dos equinos
Gioto Ghiarone Terto
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 15
Slide 15Slide 15
Tipos morfológicos
Tipos morfológicosTipos morfológicos
Tipos morfológicos
Gioto Ghiarone Terto
 
Microsoft word tese valíria duarte cerqueira.doc
Microsoft word   tese valíria duarte cerqueira.docMicrosoft word   tese valíria duarte cerqueira.doc
Microsoft word tese valíria duarte cerqueira.doc
Gioto Ghiarone Terto
 
Slide 1
Slide 1Slide 1

Mais de Gioto Ghiarone Terto (10)

Conformação
ConformaçãoConformação
Conformação
 
Apresentação do power point2
Apresentação do power point2Apresentação do power point2
Apresentação do power point2
 
Apresentação do power point1
Apresentação do power point1Apresentação do power point1
Apresentação do power point1
 
Exterior da vaca leiteira
Exterior da vaca leiteiraExterior da vaca leiteira
Exterior da vaca leiteira
 
Pelagens dos equinos
Pelagens dos equinosPelagens dos equinos
Pelagens dos equinos
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 
Slide 15
Slide 15Slide 15
Slide 15
 
Tipos morfológicos
Tipos morfológicosTipos morfológicos
Tipos morfológicos
 
Microsoft word tese valíria duarte cerqueira.doc
Microsoft word   tese valíria duarte cerqueira.docMicrosoft word   tese valíria duarte cerqueira.doc
Microsoft word tese valíria duarte cerqueira.doc
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Apresentação do power point

  • 1. TERMINOLOGIA EZOOGNÓSTICA Prof. Titto (Revisão de novembro de 2020) Definição de termos rotineiramente empregados em Ezoognósia
  • 2. 1. ACOLETADO - animal de tórax estreito e raso, deprimido, como dentro de um colete apertado. Ex.: bovino débil. 2. ACURVILHADO - Ângulo do jarrete mais fechado do que o normal. 3. ANGULOSIDADE - articulações aparentes, sem cobertura muscular. Ex.: animal anguloso, garupa angulosa. 4. APARÊNCIA GERAL - Soma de atributos relacionados com: peso p/ idade, conformação (características raciais), harmonia, condição (estado), qualidade (ausência de defeitos), temperamento, vigor (saúde), movimentação. 5. BELEZA - Da região que preenche os requisitos para sua função. Ex.: úbere belo, belos aprumos. 6. CHEIO - Antagônico de seco. Sinônimo de FORNIDO. Da região coberta de músculo. Ex.: garupa cheia, culotes fornidos. 7. CONDIÇÃO - Estado geral adequado à função, quando encontra-se apto à sua finalidade. Ex: cavalo gordo. 8. CONFORMAÇÃO - Referente à proporções corretas para bom desempenho da função econômica, além de boa expressão racial. Ex.: Boa conformação = harmonia geral, aprumos corretos, bom desenvolvimento, capacidade reprodutiva, bastante raça, comprimento, profundidade, largura, musculosidade ou angulosidade.
  • 5. 10. CONSTITUIÇÃO - Organização anatômica e fisiológica frente ao ambiente. Pode ser boa, quando o resultado perante o ambiente é bom: a) animal pesado, de ossatura forte, musculatura desenvolvida, porém tudo harmônico, partes simétricas, vigor, pele solta e flexível, pelame uniforme, bons aprumos (ROBUSTA); b) animal leve, pequeno, esqueleto delicado, pouca musculatura, articulações secas, pele e pelos finos, harmonia geral (SECA ou DELICADA). Pode ser má, quando o fenótipo é ruim: a) animal leve, desenvolvimento aquém do desejado, maus aprumos, desproporção entre as partes, olhos apagados, pelame desuniforme, aparência de doente (DÉBIL); b) animal pesado, de ossos grandes e desproporcionais, musculatura grande e mal distribuída, pele grossa, pelos opacos, cabeça muito pesada, desarmonia geral, temperamento apático (GROSSEIRA).
  • 7. 11. DÉBIL - Animal ou região mal desenvolvida, fraca, desarmônica, desproporcional. 12. DELICADA - Região forte, de qualidade, mas leve. Ex.: cabeça delicada. 13. DISPOSIÇÃO - Índole. Animais de boa disposição são confiáveis, previsíveis. São mais ou menos mansos e dóceis. Animais bravios e de mau caráter tem má disposição. 14. EMPASTADA - Região coberta com excesso de músculo. Ex.: cernelha empastada. 15. ESCORRIDA - Antagônico de nivelada. Região inclinada ou caída. Ex.: garupa escorrida. 16. FORTE - Região bem desenvolvida, bem constituída e bem suportada. Ex.: linha dorsal forte, jarretes fortes. 17. FRACO - Antagônico de forte, de mau suporte anatômico. Ex.: lombo fraco, quartelas fracas.
  • 8. Nivelamento ou inclinação de GARUPA Garupa Nivelada (plana) Garupa Escorrida, Derreada
  • 9. 20. GROSSEIRO - Oposto de delicado. Região fraca, sem qualidade, e pesada. Ex.: Pescoço grosseiro. 21. INSERÇÃO - Zona de implantação de uma região à outra ou ao corpo. Ex.: inserção da cauda, inserção do pescoço, inserção do úbere. 22. LEVE - Região de ossatura fina e musculatura pouco desenvolvida, porém harmoniosa em relação ao conjunto. Ex.: pescoço leve, cabeça leve. 23. LIMPA - Região descoberta de gordura. Ex.: jarretes limpos, peito limpo. 24. MENSO - Animal com a linha superior mais alta na traseira, ficando inclinada, ou dorso mergulhante. Comum em bovinos e equinos mais jovens e mais acentuado nos zebuínos e quarto-de-milha. 25. MUSCULOSIDADE – Crescimento muscular exacerbado. Animal fornido, cheio. 26. NIVELADA - Região disposta em posição horizontal ou quase. Ex.: garupa nivelada, tetas niveladas. 27. PESADA - Antagônico de Leve. Ossatura grande e muito músculo, desproporcional ao conjunto. Ex.: orelhas pesadas, cabeça pesada.
  • 10. 29. PROFUNDIDADE - Extensão vertical de uma região. Ex.: tórax profundo. 30. QUALIDADE - Ausência de defeitos e atributos grosseiros, com refinamento e bom acabamento. Ex.: úbere de qualidade. 31. RAÇA - (1) Conjunto de animais da mesma espécie, que devido à origem semelhante, apresentam caracteres morfológicos, fisiológicos e econômicos comuns, e que geram filhos parecidos. (2) Caracteres étnicos bem aparentes, evidentes. Ex.: raça Nelore (1); tal touro tem muita raça (2). 32. ROBUSTA - Região de bom desenvolvimento, forte, bem sustentada e harmônica. Ex.: garupa robusta. 33. SECA - Região descarnada, sem cobertura muscular. Ex.: nádegas secas, cabeça seca. 34. TARA - Sinal externo de lesão. Pode ser mole (tecido conjuntivo) ou dura (óssea), comuns nos membros do cavalo de esporte.
  • 11. 36. TEMPERAMENTO - Expressão da organização nervosa do indivíduo. Sinônimo de REATIVIDADE a) Vivo (respostas imediatas aos estímulos do ambiente, atitude alerta, movimentos rápidos e fáceis). b) Nervoso ou Sanguíneo (extremo de Vivo, excitado, inquieto). c) Linfático (calmo, reações mais lentas). d) Indolente (apático, extremo de Linfático, indiferente).
  • 12. 37. TENDÊNCIA - Indicação aparente da função econômica. Tendência Cevatícia: formas que indicam aptidão para engorda. Tendência Leiteira: componente do Tipo Leiteiro, formada por cunhas leiteiras, angulosidade, temperamento vivo, e pele macia, solta e flexível. 38. TIPO - Soma de características morfológicas que indicam a função econômica Ex.: Tipo leiteiro, Tipo tração. 39. TRANSCURVO - Animal que apresenta os joelhos atrasados em relação ao eixo vertical do membro anterior 40. TREM - Conjunto locomotor. Pode ser Anterior (cernelha, peito, e membros anteriores) ou Posterior (ancas, garupa, e membros posteriores) 41. VÍCIO - Defeito de ordem comportamental. Ex.: masturbação, movimento de urso, morder. 42. VIGOR - Soma de atributos que indicam saúde e bom estado nutricional. Indicado pelo exame visual de olhos, narinas, espelho nasal, pele e pelos, movimentação.