SlideShare uma empresa Scribd logo
01/10/2017
1
Subsistemas
fundamentais
A Terra como
um sistema
Sistema Solar Terra
Sistema
digestivo
Célula
Um sistema é um conjunto de elementos que interagem
uns com os outros e que estão delimitados por uma
fronteira.
Como os elementos de um sistema dependem uns dos
outros, uma alteração num dos elementos tem efeitos nos
restantes e no próprio sistema!
Um sistema pode estar integrado noutros sistemas e pode
incluir sistemas mais restritos ou subsistemas.
01/10/2017
2
Os subsistemas constituintes do sistema Terra são a
atmosfera, a hidrosfera, a geosfera e a biosfera, que
interagem entre si efetuando trocas de matéria e de
energia.
Geosfera Atmosfera
BiosferaHidrosfera
Atmosfera
Camada gasosa que envolve a Terra.
É constituída por azoto, oxigénio, dióxido de carbono e
vapor de água.
Regula o clima e protege a Terra das radiações solares e
dos impactos de corpos sólidos com origem no espaço
extraterrestre.
01/10/2017
3
Hidrosfera
Conjunto dos reservatórios de água do planeta (mares e
oceanos, rios, lagos, glaciares e águas subterrâneas).
Absorve grande parte da radiação solar que atinge a
superfície da Terra, gerando correntes oceânicas que
distribuem energia pelo planeta.
Geosfera
Crusta sólida da Terra.
Formada pelas massas continentais, pelos fundos
marinhos e por todos os materiais que se encontram no
interior do planeta.
Funciona como suporte físico da grande maioria dos seres
vivos e é fonte de materiais necessários à sua
sobrevivência.
01/10/2017
4
Biosfera
Constituída por todos os seres vivos do planeta.
Instalou-se em meios tão diversos como a água, a terra e o
ar.
Algumas interações entre subsistemas terrestres.
A B C D
Atividade
Manual pág.24 e 25
01/10/2017
5
Caderno de
atividades
Ficha 2
Ex. 1 a 3
Origem da vida
na Terra
01/10/2017
6
Quando, onde e como terá surgido a vida no planeta
Terra?
A Ciência ainda não tem todas as respostas para estas
perguntas pelo que existem diversas hipóteses
explicativas, cada uma delas suportada num conjunto de
argumentos.
Atividade
Manual pág.26 e 27
Bactérias
Chaminé
hidrotermal
Depósitos
minerais
Calor do magma
Água
2o
350o
200o
01/10/2017
7
Hipótese dos sistemas hidrotermais – Os primeiros
seres vivos teriam sido micróbios semelhantes às
bactérias atuais que vivem nas fontes hidrotermais do
fundo dos oceanos.
Estas bactérias não realizam
a fotossíntese.
Produzem o seu próprio
alimento, isto é, compostos
orgânicos, a partir de reações
químicas entre os
compostos inorgânicos
libertados pelas chaminés
hidrotermais.
01/10/2017
8
Compostos orgânicos simples
Azoto
Hidrogénio
Metano
Amónia
Dióxido de carbono
Vapor de água
Radiação ultavioleta
Descargas elétricas
Calor dos vulcões
Bactérias
Hipótese da sopa primitiva (Teoria da evolução
química)– Os gases da atmosfera primitiva da Terra
expelidos pela intensa atividade vulcânica, foram sujeitos a
descargas elétricas, a radiação ultravioleta e ao calor
dos vulcões.
01/10/2017
9
Estes fenómenos obrigaram estes compostos inorgânicos
a reagir entre si dando origem a compostos orgânicos
simples que se foram acumulando nos oceanos. Com o
tempo, estes compostos organizaram-se e formaram as
primeiras células.
Mistura
de
gases
Descargas elétricas
Condensação
Arrefecimento
Compostos
orgânicos
simples
Aquecimento
Evaporação
Vapor de água
Experiências
de
Urey e Miller
9/11
01/10/2017
10
Hipótese da vida ejetada de
outros planetas (Teoria da
panspermia)– Um forte impacto de
meteorito num planeta rochoso
próximo da Terra poderia lançar
fragmentos de crusta no Espaço.
Alguns fragmentos, contendo
células abrigadas em fissuras,
congeladas e protegidas das
radiações, poderiam ser atraídos
pela Terra.Marte
Teoria Argumentos
Sistemas
hidrotermais
▪ Nas fontes hidrotermais existem os elementos químicos e a
energia (geotérmica) necessários à produção de compostos
orgânicos.
▪ O fundo dos oceanos era um local protegido das radiações
solares nocivas.
Sopa
Primitiva
ou
Evolução quiimica
▪ É possível obter, em laboratório, compostos orgânicos
simples a partir de água e gases constituintes da atmosfera
primitiva sujeitos a descargas elétricas.
Vida ejetada
de outros planetas
Ou
Panspermia
▪ Os constituintes da matéria orgânica (carbono, hidrogénio,
oxigénio e azoto) não são exclusivos da Terra e serão comuns
noutros planetas.
▪ A matéria orgânica faz parte da composição de alguns
meteoritos.
▪ Há indícios, não comprovados, de formas de vida microbiana
em meteoritos provenientes de Marte.
Manual
pág.36 e 37 ex. 6 e 7
Caderno de atividades
Ficha 2
Ex. 1 a 3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
margaridabt
 
Acidentes litoral
Acidentes litoralAcidentes litoral
Acidentes litoral
mariamoraisgeo
 
Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
manjosp
 
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano 12-13
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano  12-13Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano  12-13
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano 12-13
Gina Espenica
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
Catir
 
Geografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoGeografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - População
Raffaella Ergün
 
Transportes aéreos- Geografia A
Transportes aéreos- Geografia ATransportes aéreos- Geografia A
Transportes aéreos- Geografia A
Ana Catarina
 
Cantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumoCantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumo
Gijasilvelitz 2
 
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
Vítor Santos
 
Resumos 8 ano
Resumos 8 anoResumos 8 ano
Resumos 8 ano
Franc Knap Junior
 
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º ano
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º anoEstatuto moral dos animais - Filosofia 12º ano
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º ano
Daniela França
 
Temperatura
TemperaturaTemperatura
Temperatura
Carlamspc
 
A crise do Império no Oriente e União Dinástica
A crise do Império no Oriente e União DinásticaA crise do Império no Oriente e União Dinástica
A crise do Império no Oriente e União Dinástica
Zé Mário
 
Esparsa ao desconcerto mundo
Esparsa  ao desconcerto mundoEsparsa  ao desconcerto mundo
Esparsa ao desconcerto mundo
Maria Góis
 
Sermão aos peixes resumo-esquema por capítulos
Sermão aos peixes   resumo-esquema por capítulosSermão aos peixes   resumo-esquema por capítulos
Sermão aos peixes resumo-esquema por capítulos
ClaudiaSacres
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
acatarina82
 
Testes geografia a
Testes geografia aTestes geografia a
Testes geografia a
AidaCunha73
 
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos HídricosGeografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Raffaella Ergün
 
Sismos
SismosSismos
8 sismologia
8   sismologia8   sismologia
8 sismologia
margaridabt
 

Mais procurados (20)

1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
 
Acidentes litoral
Acidentes litoralAcidentes litoral
Acidentes litoral
 
Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
 
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano 12-13
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano  12-13Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano  12-13
Estado tempo-clima e elementos - fatores climáticos 7º ano 12-13
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
Geografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoGeografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - População
 
Transportes aéreos- Geografia A
Transportes aéreos- Geografia ATransportes aéreos- Geografia A
Transportes aéreos- Geografia A
 
Cantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumoCantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumo
 
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
02_01_A identidade civilizacional da Europa Ocidental.pdf
 
Resumos 8 ano
Resumos 8 anoResumos 8 ano
Resumos 8 ano
 
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º ano
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º anoEstatuto moral dos animais - Filosofia 12º ano
Estatuto moral dos animais - Filosofia 12º ano
 
Temperatura
TemperaturaTemperatura
Temperatura
 
A crise do Império no Oriente e União Dinástica
A crise do Império no Oriente e União DinásticaA crise do Império no Oriente e União Dinástica
A crise do Império no Oriente e União Dinástica
 
Esparsa ao desconcerto mundo
Esparsa  ao desconcerto mundoEsparsa  ao desconcerto mundo
Esparsa ao desconcerto mundo
 
Sermão aos peixes resumo-esquema por capítulos
Sermão aos peixes   resumo-esquema por capítulosSermão aos peixes   resumo-esquema por capítulos
Sermão aos peixes resumo-esquema por capítulos
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
 
Testes geografia a
Testes geografia aTestes geografia a
Testes geografia a
 
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos HídricosGeografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
 
Sismos
SismosSismos
Sismos
 
8 sismologia
8   sismologia8   sismologia
8 sismologia
 

Destaque

F F 8º E A T
F F 8º E A TF F 8º E A T
F F 8º E A T
Nuno Coelho
 
8º 3.
8º 3.8º 3.
8º 3.
Nuno Coelho
 
F F 8º S T
F F 8º S TF F 8º S T
F F 8º S T
Nuno Coelho
 
A Terra como um sistema
A Terra como um sistemaA Terra como um sistema
A Terra como um sistema
Catir
 
Sistema terra
Sistema terraSistema terra
Sistema terra
nelsonesim
 
A célula
A célulaA célula
A célula
catiacsantos
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
cn2012
 
A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
hugo dias
 

Destaque (8)

F F 8º E A T
F F 8º E A TF F 8º E A T
F F 8º E A T
 
8º 3.
8º 3.8º 3.
8º 3.
 
F F 8º S T
F F 8º S TF F 8º S T
F F 8º S T
 
A Terra como um sistema
A Terra como um sistemaA Terra como um sistema
A Terra como um sistema
 
Sistema terra
Sistema terraSistema terra
Sistema terra
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
 
A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
 

Semelhante a Apresentação 8º 2.

A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
N C
 
Ciências1
Ciências1Ciências1
Ciências1
helenacalado6
 
Terra um planeta com vida
Terra   um planeta com vidaTerra   um planeta com vida
Terra um planeta com vida
Cristina Vitória
 
Teste de avaliação sobre ecossistemas correcção
Teste de avaliação sobre ecossistemas   correcçãoTeste de avaliação sobre ecossistemas   correcção
Teste de avaliação sobre ecossistemas correcção
Associação de Pais C appalmesc
 
LYNN MARGULIS - O que é vida?
LYNN MARGULIS - O que é vida?LYNN MARGULIS - O que é vida?
LYNN MARGULIS - O que é vida?
Carlos Burke
 
Ap 1 a geologia, os geólogos
Ap 1   a geologia, os geólogosAp 1   a geologia, os geólogos
Ap 1 a geologia, os geólogos
essg
 
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docxCondições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
sonia afonso
 
Apresentação_bg10_g_p10_ppt_subsistemas.pptx
Apresentação_bg10_g_p10_ppt_subsistemas.pptxApresentação_bg10_g_p10_ppt_subsistemas.pptx
Apresentação_bg10_g_p10_ppt_subsistemas.pptx
João Esperanço
 
Subsistemas
SubsistemasSubsistemas
Subsistemas
Tânia Reis
 
7º ano a terra como um sistema 2
7º ano   a terra como um sistema 27º ano   a terra como um sistema 2
7º ano a terra como um sistema 2
Ricardo Pires
 
1 - A-Terra-e-os-seus-subsistemas-em-interacção (4 aulas) (1).pptx
1 - A-Terra-e-os-seus-subsistemas-em-interacção  (4 aulas) (1).pptx1 - A-Terra-e-os-seus-subsistemas-em-interacção  (4 aulas) (1).pptx
1 - A-Terra-e-os-seus-subsistemas-em-interacção (4 aulas) (1).pptx
AntnioAbrantes6
 
Resumos de ciências - 8.º Ano
Resumos de ciências - 8.º AnoResumos de ciências - 8.º Ano
Resumos de ciências - 8.º Ano
Ana Beatriz Gonçalves
 
O PLANETA TERRA COMO UM SISTEMA QUE OPERA COMO UM ORGANISMO VIVO.pdf
O PLANETA TERRA COMO UM SISTEMA QUE OPERA COMO UM  ORGANISMO VIVO.pdfO PLANETA TERRA COMO UM SISTEMA QUE OPERA COMO UM  ORGANISMO VIVO.pdf
O PLANETA TERRA COMO UM SISTEMA QUE OPERA COMO UM ORGANISMO VIVO.pdf
Faga1939
 
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Diretor Ecos Academia Treinamento e Desenvolvimento.
 
odis10_ppt_subsis_terra.pdf
odis10_ppt_subsis_terra.pdfodis10_ppt_subsis_terra.pdf
odis10_ppt_subsis_terra.pdf
carlotapontes2
 
Subsistemas Terrestres - apresentação em PPT
Subsistemas Terrestres - apresentação em PPTSubsistemas Terrestres - apresentação em PPT
Subsistemas Terrestres - apresentação em PPT
Ana Castro
 
1. Interações entre os subsistemas.pptx
1. Interações entre os subsistemas.pptx1. Interações entre os subsistemas.pptx
1. Interações entre os subsistemas.pptx
PedroSilva977422
 
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Diretor Ecos Academia Treinamento e Desenvolvimento.
 
Apostila ecologia
Apostila ecologiaApostila ecologia
Apostila ecologia
Robson alex santos
 
01 Subsistemas Terrestres.pptx
01 Subsistemas Terrestres.pptx01 Subsistemas Terrestres.pptx
01 Subsistemas Terrestres.pptx
IsauraSilva13
 

Semelhante a Apresentação 8º 2. (20)

A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
 
Ciências1
Ciências1Ciências1
Ciências1
 
Terra um planeta com vida
Terra   um planeta com vidaTerra   um planeta com vida
Terra um planeta com vida
 
Teste de avaliação sobre ecossistemas correcção
Teste de avaliação sobre ecossistemas   correcçãoTeste de avaliação sobre ecossistemas   correcção
Teste de avaliação sobre ecossistemas correcção
 
LYNN MARGULIS - O que é vida?
LYNN MARGULIS - O que é vida?LYNN MARGULIS - O que é vida?
LYNN MARGULIS - O que é vida?
 
Ap 1 a geologia, os geólogos
Ap 1   a geologia, os geólogosAp 1   a geologia, os geólogos
Ap 1 a geologia, os geólogos
 
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docxCondições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
Condições da Terra que permitiram o desenvolvimento e a manutenção da vida.docx
 
Apresentação_bg10_g_p10_ppt_subsistemas.pptx
Apresentação_bg10_g_p10_ppt_subsistemas.pptxApresentação_bg10_g_p10_ppt_subsistemas.pptx
Apresentação_bg10_g_p10_ppt_subsistemas.pptx
 
Subsistemas
SubsistemasSubsistemas
Subsistemas
 
7º ano a terra como um sistema 2
7º ano   a terra como um sistema 27º ano   a terra como um sistema 2
7º ano a terra como um sistema 2
 
1 - A-Terra-e-os-seus-subsistemas-em-interacção (4 aulas) (1).pptx
1 - A-Terra-e-os-seus-subsistemas-em-interacção  (4 aulas) (1).pptx1 - A-Terra-e-os-seus-subsistemas-em-interacção  (4 aulas) (1).pptx
1 - A-Terra-e-os-seus-subsistemas-em-interacção (4 aulas) (1).pptx
 
Resumos de ciências - 8.º Ano
Resumos de ciências - 8.º AnoResumos de ciências - 8.º Ano
Resumos de ciências - 8.º Ano
 
O PLANETA TERRA COMO UM SISTEMA QUE OPERA COMO UM ORGANISMO VIVO.pdf
O PLANETA TERRA COMO UM SISTEMA QUE OPERA COMO UM  ORGANISMO VIVO.pdfO PLANETA TERRA COMO UM SISTEMA QUE OPERA COMO UM  ORGANISMO VIVO.pdf
O PLANETA TERRA COMO UM SISTEMA QUE OPERA COMO UM ORGANISMO VIVO.pdf
 
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
 
odis10_ppt_subsis_terra.pdf
odis10_ppt_subsis_terra.pdfodis10_ppt_subsis_terra.pdf
odis10_ppt_subsis_terra.pdf
 
Subsistemas Terrestres - apresentação em PPT
Subsistemas Terrestres - apresentação em PPTSubsistemas Terrestres - apresentação em PPT
Subsistemas Terrestres - apresentação em PPT
 
1. Interações entre os subsistemas.pptx
1. Interações entre os subsistemas.pptx1. Interações entre os subsistemas.pptx
1. Interações entre os subsistemas.pptx
 
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
Do planeta natural ao planeta insustentável série 1
 
Apostila ecologia
Apostila ecologiaApostila ecologia
Apostila ecologia
 
01 Subsistemas Terrestres.pptx
01 Subsistemas Terrestres.pptx01 Subsistemas Terrestres.pptx
01 Subsistemas Terrestres.pptx
 

Mais de Nuno Coelho

9º 4.1
9º 4.19º 4.1
9º 4.1
Nuno Coelho
 
9º 3.3
9º 3.39º 3.3
9º 3.3
Nuno Coelho
 
9º 3.1.
9º 3.1. 9º 3.1.
9º 3.1.
Nuno Coelho
 
7º 1.2.
7º 1.2.7º 1.2.
7º 1.2.
Nuno Coelho
 
9º 2.
9º 2.9º 2.
9º 2.
Nuno Coelho
 
7º 1.1.
7º 1.1.7º 1.1.
7º 1.1.
Nuno Coelho
 
7º 4.2.
7º 4.2. 7º 4.2.
7º 4.2.
Nuno Coelho
 
8º 7.2
8º 7.2 8º 7.2
8º 7.2
Nuno Coelho
 
8º 7.1.
8º 7.1. 8º 7.1.
8º 7.1.
Nuno Coelho
 
7º 4.1.
7º 4.1. 7º 4.1.
7º 4.1.
Nuno Coelho
 
7º 3.
7º 3. 7º 3.
7º 3.
Nuno Coelho
 
8º ano 6.2
8º ano 6.28º ano 6.2
8º ano 6.2
Nuno Coelho
 
8º ano 6.1
8º ano 6.18º ano 6.1
8º ano 6.1
Nuno Coelho
 
8º ano 5.4
8º ano 5.4 8º ano 5.4
8º ano 5.4
Nuno Coelho
 
8º ano 5.3
8º ano 5.38º ano 5.3
8º ano 5.3
Nuno Coelho
 
7º 2.3.
7º 2.3. 7º 2.3.
7º 2.3.
Nuno Coelho
 
7º 2.2.
7º 2.2.7º 2.2.
7º 2.2.
Nuno Coelho
 
8º ano 5.2
8º ano 5.2 8º ano 5.2
8º ano 5.2
Nuno Coelho
 
7º 1.3.
7º 1.3.7º 1.3.
7º 1.3.
Nuno Coelho
 
Apresentação 8º 1-
Apresentação 8º 1-Apresentação 8º 1-
Apresentação 8º 1-
Nuno Coelho
 

Mais de Nuno Coelho (20)

9º 4.1
9º 4.19º 4.1
9º 4.1
 
9º 3.3
9º 3.39º 3.3
9º 3.3
 
9º 3.1.
9º 3.1. 9º 3.1.
9º 3.1.
 
7º 1.2.
7º 1.2.7º 1.2.
7º 1.2.
 
9º 2.
9º 2.9º 2.
9º 2.
 
7º 1.1.
7º 1.1.7º 1.1.
7º 1.1.
 
7º 4.2.
7º 4.2. 7º 4.2.
7º 4.2.
 
8º 7.2
8º 7.2 8º 7.2
8º 7.2
 
8º 7.1.
8º 7.1. 8º 7.1.
8º 7.1.
 
7º 4.1.
7º 4.1. 7º 4.1.
7º 4.1.
 
7º 3.
7º 3. 7º 3.
7º 3.
 
8º ano 6.2
8º ano 6.28º ano 6.2
8º ano 6.2
 
8º ano 6.1
8º ano 6.18º ano 6.1
8º ano 6.1
 
8º ano 5.4
8º ano 5.4 8º ano 5.4
8º ano 5.4
 
8º ano 5.3
8º ano 5.38º ano 5.3
8º ano 5.3
 
7º 2.3.
7º 2.3. 7º 2.3.
7º 2.3.
 
7º 2.2.
7º 2.2.7º 2.2.
7º 2.2.
 
8º ano 5.2
8º ano 5.2 8º ano 5.2
8º ano 5.2
 
7º 1.3.
7º 1.3.7º 1.3.
7º 1.3.
 
Apresentação 8º 1-
Apresentação 8º 1-Apresentação 8º 1-
Apresentação 8º 1-
 

Último

Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 

Apresentação 8º 2.

  • 1. 01/10/2017 1 Subsistemas fundamentais A Terra como um sistema Sistema Solar Terra Sistema digestivo Célula Um sistema é um conjunto de elementos que interagem uns com os outros e que estão delimitados por uma fronteira. Como os elementos de um sistema dependem uns dos outros, uma alteração num dos elementos tem efeitos nos restantes e no próprio sistema! Um sistema pode estar integrado noutros sistemas e pode incluir sistemas mais restritos ou subsistemas.
  • 2. 01/10/2017 2 Os subsistemas constituintes do sistema Terra são a atmosfera, a hidrosfera, a geosfera e a biosfera, que interagem entre si efetuando trocas de matéria e de energia. Geosfera Atmosfera BiosferaHidrosfera Atmosfera Camada gasosa que envolve a Terra. É constituída por azoto, oxigénio, dióxido de carbono e vapor de água. Regula o clima e protege a Terra das radiações solares e dos impactos de corpos sólidos com origem no espaço extraterrestre.
  • 3. 01/10/2017 3 Hidrosfera Conjunto dos reservatórios de água do planeta (mares e oceanos, rios, lagos, glaciares e águas subterrâneas). Absorve grande parte da radiação solar que atinge a superfície da Terra, gerando correntes oceânicas que distribuem energia pelo planeta. Geosfera Crusta sólida da Terra. Formada pelas massas continentais, pelos fundos marinhos e por todos os materiais que se encontram no interior do planeta. Funciona como suporte físico da grande maioria dos seres vivos e é fonte de materiais necessários à sua sobrevivência.
  • 4. 01/10/2017 4 Biosfera Constituída por todos os seres vivos do planeta. Instalou-se em meios tão diversos como a água, a terra e o ar. Algumas interações entre subsistemas terrestres. A B C D Atividade Manual pág.24 e 25
  • 5. 01/10/2017 5 Caderno de atividades Ficha 2 Ex. 1 a 3 Origem da vida na Terra
  • 6. 01/10/2017 6 Quando, onde e como terá surgido a vida no planeta Terra? A Ciência ainda não tem todas as respostas para estas perguntas pelo que existem diversas hipóteses explicativas, cada uma delas suportada num conjunto de argumentos. Atividade Manual pág.26 e 27 Bactérias Chaminé hidrotermal Depósitos minerais Calor do magma Água 2o 350o 200o
  • 7. 01/10/2017 7 Hipótese dos sistemas hidrotermais – Os primeiros seres vivos teriam sido micróbios semelhantes às bactérias atuais que vivem nas fontes hidrotermais do fundo dos oceanos. Estas bactérias não realizam a fotossíntese. Produzem o seu próprio alimento, isto é, compostos orgânicos, a partir de reações químicas entre os compostos inorgânicos libertados pelas chaminés hidrotermais.
  • 8. 01/10/2017 8 Compostos orgânicos simples Azoto Hidrogénio Metano Amónia Dióxido de carbono Vapor de água Radiação ultavioleta Descargas elétricas Calor dos vulcões Bactérias Hipótese da sopa primitiva (Teoria da evolução química)– Os gases da atmosfera primitiva da Terra expelidos pela intensa atividade vulcânica, foram sujeitos a descargas elétricas, a radiação ultravioleta e ao calor dos vulcões.
  • 9. 01/10/2017 9 Estes fenómenos obrigaram estes compostos inorgânicos a reagir entre si dando origem a compostos orgânicos simples que se foram acumulando nos oceanos. Com o tempo, estes compostos organizaram-se e formaram as primeiras células. Mistura de gases Descargas elétricas Condensação Arrefecimento Compostos orgânicos simples Aquecimento Evaporação Vapor de água Experiências de Urey e Miller 9/11
  • 10. 01/10/2017 10 Hipótese da vida ejetada de outros planetas (Teoria da panspermia)– Um forte impacto de meteorito num planeta rochoso próximo da Terra poderia lançar fragmentos de crusta no Espaço. Alguns fragmentos, contendo células abrigadas em fissuras, congeladas e protegidas das radiações, poderiam ser atraídos pela Terra.Marte Teoria Argumentos Sistemas hidrotermais ▪ Nas fontes hidrotermais existem os elementos químicos e a energia (geotérmica) necessários à produção de compostos orgânicos. ▪ O fundo dos oceanos era um local protegido das radiações solares nocivas. Sopa Primitiva ou Evolução quiimica ▪ É possível obter, em laboratório, compostos orgânicos simples a partir de água e gases constituintes da atmosfera primitiva sujeitos a descargas elétricas. Vida ejetada de outros planetas Ou Panspermia ▪ Os constituintes da matéria orgânica (carbono, hidrogénio, oxigénio e azoto) não são exclusivos da Terra e serão comuns noutros planetas. ▪ A matéria orgânica faz parte da composição de alguns meteoritos. ▪ Há indícios, não comprovados, de formas de vida microbiana em meteoritos provenientes de Marte. Manual pág.36 e 37 ex. 6 e 7 Caderno de atividades Ficha 2 Ex. 1 a 3