SlideShare uma empresa Scribd logo
Mudando da ISO 9001:2008
para a ISO 9001:2015
diretoria@flapbusiness.com.br
Empresas bem sucedidas entendem o valor de um Sistema de Gestão
de Qualidade eficaz, garantem o foco em atender as necessidades dos
clientes e tê-los satisfeitos com os produtos e serviços que recebem.
Todas as normas do sistema ISO estão
sujeitas a uma revisão regular sob as
regras pelas quais são escritas, com o
objetivo de manter a norma
relevante no mercado atual.
A revisão de 2015 prevê:
• Integração com outros sistemas de
gestão;
• Fornecer uma abordagem integrada
para a gestão organizacional;
• Fornecer uma base consistente para
os próximos 10 anos;
• Refletir os ambientes cada vez mais
complexos em que as organizações
atuam;
• Certificar que o novo padrão reflete
as necessidades de todos os grupos de
usuários potenciais;
• Reforçar a capacidade da
organização para atender os seus
clientes.
Porque está mudando?
O que há de novo na norma e quais são os
benefícios para as organizações?
A ISO 9001 é a mais reconhecida norma de sistema de gestão de qualidade e
é utilizado por mais de um milhão de organizações em todo o mundo.
A nova versão foi escrita para manter a sua relevância no mercado atual e
continuar a oferecer às organizações um melhor desempenho e benefícios
de negócios.
Com a versão 2015 da ISO 9001 o sistema de gestão irá:
• Introduzir uma abordagem integrada com outras normas de sistemas de
gestão;
• Trazer qualidade e melhoria contínua para o centro da organização;
• Aumentar o envolvimento da equipe de liderança;
• Introduzir a gestão de riscos e oportunidades;
Esta versão é muito menos descritiva que a de 2008!
Ela foi projetada para ser usada como uma ferramenta mais ágil de melhoria
dos negócios:
• Mais relevante para as exigências da sua própria empresa;
• Ajuda a obter melhorias para a sustentabilidade dos negócios;
• Possibilita alinhar a sua orientação estratégica com o seu sistema de
gestão da qualidade;
• Ajuda a empresa se tornar um concorrente mais consistente no mercado;
• Fornece uma gestão de qualidade melhor que o ajudará a encontrar e
identificar necessidades presentes e futuras dos clientes ;
• Melhorar o desempenho operacional ;
• Ampliar as oportunidades de negócios, demonstrando conformidade.
Implementando a ISO 9001:
A ISO 9001 é parte de uma família de normas relacionadas à gestão da
qualidade.
Algumas normas de referencia úteis para implantação:
• ISO 9000, Sistema de Gestão de Qualidade - Fundamentos e vocabulário.
• SO 9004, Gerenciando para o sucesso sustentável de uma organização -
Uma abordagem de gestão da qualidade
• ISO 10002, Gestão da qualidade - Satisfação do cliente - Diretrizes para o
tratamento de reclamações nas organizações
• ISO 10004, Gestão da qualidade - Satisfação do cliente - Diretrizes para o
monitoramento e medição
• ISO 19011, Diretrizes para auditoria de sistemas de Gestão
Comparando a ultima versão da ISO 9001 com a ISO
9001:2008:
Comparando a ultima versão da ISO 9001 com a ISO
9001:2008:
A nova versão foi estruturada com
base no Anexo SL - A nova
estrutura de alto nível.
O anexo traz um quadro comum
para todos os sistemas de
gerenciamento de ISO, garantindo
coerência e alinhamento de
diferentes normas de sistema de
gestão.
Será mais fácil para a empresa
incorporar ao SGQ outras normas
da serie ISO.
Conceito Novo Comentário
Contexto da
organização
Considere a combinação de fatores e condições internas e
externas que podem ter um efeito sobre a abordagem de
uma organização para seus produtos, serviços, investimentos
e as partes interessadas.
Problemas Os problemas podem ser internos ou externos, positivos ou
negativos e incluem condições que possam afetar ou são
afetadas pela organização.
Partes Interessadas Pode ser uma pessoa ou organização que pode afetar, ser
afetada, ou percebem que foram afetados por uma decisão
ou atividade. Os exemplos incluem fornecedores, clientes ou
concorrentes.
Liderança Requisitos específicos para alta administração que são
definidos como uma pessoa ou grupo de pessoas que dirige e
controla uma organização no mais alto nível.
Riscos associados à
ameaças
Processo de planejamento refinado que substitui a ação
preventiva e é definido como e oportunidades o “efeito da
incerteza sobre um resultado esperado”
Conceito Novo Comentário
Comunicação Há requisitos explícitos e mais detalhados para ambas as
comunicações internas e externas.
Informação
Documentada
Substitui documentos e registros.
Avaliação de
Desempenho
A medição do desempenho da qualidade e da eficácia do
SGQ, cobrindo os métodos de monitoramento, medição,
análise e avaliação, conforme o caso, para assegurar
resultados válidos.
Inconformismo e
Corretiva
Avaliação mais detalhada de ambas não conformidades
próprias e ações corretivas Ação necessárias.
Análise de
Gerenciamento
Requisitos mais detalhados relativos a entradas e saídas da
análise.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
Cláusula 1: Escopo
A cláusula 1 detalha o escopo do padrão e houve pouquíssima alteração a
esta cláusula do ISO 9001: 2008.
Cláusula 2: Referências Normativas
ISO 9000, Sistema de Gestão da Qualidade - Fundamentos e vocabulário
são referenciados e fornece orientações valiosas.
Cláusula 3: Termos e definições
Todos os termos e definições estão contidos na norma ISO 9000: 2015 -
Gerenciamento de Qualidade - Fundamentos e vocabulário.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
Cláusula 4: Contexto da organização
Essa é uma cláusula nova, que sustenta o resto da norma.
Neste item a empresa vai identificar e compreender os fatores e partes em
seu ambiente que suportam o sistema de gestão de qualidade.
Em primeiro lugar, a organização terá de determinar as questões externas e
internas que são relevantes para a sua finalidade, ou seja, as que têm um
impacto sobre o que a organização faz ou que possa afetar a sua
capacidade para alcançar o resultado pretendido (s) de seu sistema de
gestão .
O termo “problema” abrange não somente os problemas que foram alvo de
uma ação preventiva em normas anteriores, mas também temas
importantes para o sistema de gestão abordar, como todos os objetivos de
garantia governamentais e de mercado que a organização poderia definir.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
[continuando] Cláusula 4: Contexto da organização
Em segundo será identificadas as “partes interessadas” que são relevantes
para o SGQ. Tais como acionistas, empregados, clientes, fornecedores e até
mesmo grupos de pressão e órgãos reguladores. As “partes interessadas”
podem mudar ao longo do tempo de acordo com a direção estratégica da
organização.
Em seguida, o escopo do SGQ deve ser
determinado. Quaisquer funções ou
processos terceirizados também precisam
ser considerados no escopo se eles forem
relevantes para o SGQ.
O último requisito da cláusula 4 é
estabelecer, implementar, manter e
melhorar continuamente o SGQ em
conformidade com os requisitos da norma.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
Cláusula 5: Liderança
Esta cláusula coloca exigências sobre “alta administração”, que é a pessoa
ou grupo de pessoas que dirigem e controlam a organização. Já não é a
responsabilidade de um indivíduo ou de ter um “Representante da
Direção”.
Há uma maior ênfase nas alta administração tem o objetivo de demonstrar
compromisso com SGQ a partir do topo da organização.
A alta administração tem agora uma maior participação no sistema de
gerenciamento e deve assegurar que os requisitos estão integrados nos
processos da organização e que a política e os objetivos são compatíveis
com o direcionamento estratégico da empresa.
A política de qualidade passa ser um documento vivo.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
[continuando] Cláusula 5: Liderança
O foco no cliente mostra-se através da identificação e tratamento dos riscos
e oportunidades que podem afetar sua satisfação. A alta administração
precisa demonstrar como a empresa atende aos requisitos dos clientes,
requisitos regulamentares e estatutários, e também como a organização
mantém maior satisfação do cliente.
No mesmo contexto, eles precisam ter uma compreensão das forças e
fraquezas internas das organizações e como estas podem ter um impacto
para entregar produtos ou serviços.
Finalmente, a cláusula coloca exigências sobre a alta administração para
atribuir as responsabilidades e autoridades relevantes do SGQ, mas devem
permanecer responsáveis pela eficácia do SGQ.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
Cláusula 6: Planejamento
O planejamento tem sido sempre um elemento familiar da ISO 9001, mas
agora há um aumento do foco na garantia de que ele é considerado com a
Cláusula 4.1 ‘contexto da organização’ e Cláusula 4.2 das ‘partes
interessadas’.
A primeira parte desta cláusula diz respeito à avaliação dos riscos enquanto
a segunda parte está preocupada com o tratamento do risco.
A organização precisa planejar ações para enfrentar os riscos e as
oportunidades, como integrar e implementar as ações em seus processos
de sistema de gerenciamento e avaliar a eficácia dessas ações. As ações
devem ser monitoradas, gerenciadas e comunicativas através da
organização.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
[continuando] Cláusula 6: Planejamento
Outro elemento-chave desta cláusula é a necessidade de estabelecer
objetivos de qualidade mensuráveis. Esta cláusula mantém algumas das
exigências contidas na Cláusula 5.4 da versão de 2008, mas é mais
específica. Objetivos de qualidade necessitam agora são consistentes com a
política de qualidade, pertinente para a conformidade de produtos e
serviços, bem como melhorar a satisfação do cliente.
A ultima parte da cláusula considera os planos de alteração que devem ser
feitas de forma planejada e sistêmica. Há uma necessidade de identificar as
potenciais consequências de alterações, determinar quem está envolvido,
quando as mudanças irão tomar lugar, que recursos precisam ser alocados.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
Cláusula 7: Suporte
A cláusula 7 assegura que haja recursos, pessoas e infraestrutura
adequadas para atender aos objetivos organizacionais.
Simplesmente expresso, este é um requisito muito poderoso que cobre
todas as necessidades de recursos do SGQ e agora abrange tanto os
recursos internos quanto externos.
A cláusula 7.1 se baseia nas cláusulas 6.1, 6.2, 6.3 e 7.6 de 2008 e se divide
em 5 sub cláusulas, cobrem as necessidades de infraestrutura e meio
ambiente para o funcionamento dos processos.
O conhecimento organizacional é um novo requisito que trata dos
requisitos de competência, consciência e comunicação do SGQ.
Finalmente, existem os requisitos para as “informações documentadas”.
Este é um termo novo, que substitui as referências da norma de 2008 para
“documentos” e “registros”. As organizações precisam determinar o nível
de informações documentadas necessárias para controlar o SGQ.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
Clausula 8: Operação
Esta cláusula trata da execução dos planos e processos que permitem à
organização atender as necessidades dos clientes e o design de produtos e
serviços. Ela inclui muito do que foi anteriormente referido na Cláusula 7 da
versão de 2008, mas há uma maior ênfase no controle de processos
especialmente no planejamento de mudanças, avaliações das
consequências de mudanças inesperadas e atenuar quaisquer efeitos
adversos, se necessário.
A versão revisada da norma reconhece a tendência para uma maior
utilização de subcontratantes e terceirização. Isso é demonstrado pela
exigência de estabelecer critérios para monitorar o desempenho dessas
pessoas, além de manter registros utilizados para estabelecer os critérios
de seleção.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
[continuando] Clausula 8: Operação
A cláusula continua a contemplar os “Requisitos para produtos e serviços”,
que permanece praticamente inalterada a partir da versão de 2008. No
entanto, ela agora exige uma comunicação com relação a ações de
contingência quando necessário e também o tratamento das propriedades
do cliente. Um novo requisito para a comunicação com “potenciais”
clientes também está incluída.
Há também uma nova cláusula que abrange atividades pós-entrega. Isto
poderia incluir atividades como programas de manutenção ou os trabalhos
efetuados na garantia, e atividades que cobrem a disposição final ou
reciclagem do produto. Ao determinar a extensão destas atividades
organizacionais deve-se considerar os riscos associados a um produto ou
serviço, os requisitos do cliente, feedback de clientes, e quaisquer
requisitos legais
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
Cláusula 9: Avaliação de Performance
A avaliação de desempenho abrange muitas das áreas anteriormente
existentes na Cláusula 8 da versão de 2008.
Há agora uma ênfase na busca direta por informações que dizem respeito a
como os clientes veem a organização. As organizações devem procurar
ativamente informações sobre a percepção do cliente.
As auditorias internas também devem ser realizadas e isso é em grande
parte inalterada desde aquelas incluídas na versão de 2008
Avaliações de gerenciamento ainda são necessárias, mas há requisitos
adicionais, incluindo a consideração de mudanças em questões externas e
internas que forem relevantes para o SGQ. Informações documentadas
devem ser mantidas como prova de avaliações de gerenciamento.
Os principais requisitos do ISO 9001:2015:
Cláusula 10: Melhoria
Devido à nova maneira de lidar com ações preventivas (análise de riscos e
oportunidades), não há requisitos de ações preventivas nessa cláusula. No
entanto, existem algumas novas exigências de ações corretivas.
A primeira é a reagir às não conformidades e tomar medidas, conforme o
caso, para controlar e corrigir as não conformidades e lidar com as
consequências. A segunda é determinar se existe ou não conformidades
similares que poderiam potencialmente ocorrer.
Os requisitos para a melhoria contínua foram estendidos para cobrir a
conveniência e adequação do SGQ, bem como a sua eficácia.
Principais diferenças de terminologia entre a ISO
9001:2008 e a ISO 9001:2015
ISO 9001:2008 ISO 9001:2015
Produtos Produtos e serviços
Exclusões Não utilizado – Cláusula A.5
Representante da Direção Não utilizado
Documentação, manual da qualidade,
procedimentos documentados, registros
Informação documentada
Ambiente de trabalho Ambiente para a operação de processos
Equipamentos de monitoramento e
medição
Monitoramento e medição dos recursos
Produto Adquirido Produtos e serviços externamente
fornecidos
Fornecedor Provedor externo
Informação Documentada
“Como parte do alinhamento com outras normas de sistema de
gerenciamento foi adotada uma cláusula comum sobre ‘informações
documentadas”. Os termos “procedimento documentado” e
“Arquivamento” foram ambas substituídas.
Requisitos para manter informações documentadas são detalhados em
toda a norma:
Orientações de Transição
O que você precisa fazer?
1. Tome um olhar completamente fresco do SGQ ;
2. Destaque as principais mudanças como oportunidades para melhorias;
3. Implemente novas exigências sobre liderança, riscos e contexto da
organização ;
4. Revise a eficácia do SGQ;
5. Suponha que cada controle pode ter mudado;
Treinamento de Transição
Dúvidas?
diretoria@flapbusiness.com.br
Obrigado!
Adeildo Caboclo
Diretor Executivo – (19) 7823 6285

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que é qualidade
O que é qualidadeO que é qualidade
O que é qualidade
ELAINESILVEIRA
 
Qualidade
QualidadeQualidade
Qualidade
Eduardo Cardoso
 
Gestão de qualidade (slides)
Gestão de qualidade (slides)Gestão de qualidade (slides)
Gestão de qualidade (slides)
Roberto Luna Mendes Monteiro Filho
 
Introdução à norma iso 9001 estrategica
Introdução à norma iso 9001   estrategicaIntrodução à norma iso 9001   estrategica
Introdução à norma iso 9001 estrategica
Meire Yumi Yamada
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidade Gestão da qualidade
Gestão da qualidade
Filipa Andrade
 
Revisão geral ISO 9001
Revisão geral ISO 9001Revisão geral ISO 9001
Revisão geral ISO 9001
Rogério Souza
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
Beto Briscese
 
ISO9001
ISO9001ISO9001
Sistema de gestão da Qualidade
Sistema de gestão da QualidadeSistema de gestão da Qualidade
Sistema de gestão da Qualidade
Sergio Dias
 
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
elliando dias
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Apresentação qualidade
Apresentação qualidadeApresentação qualidade
Apresentação qualidade
Guilmour Rossi
 
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docxCheck List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Dandara30
 
Não Conformidade, Ação Corretiva e Preventiva
Não Conformidade, Ação Corretiva e PreventivaNão Conformidade, Ação Corretiva e Preventiva
Não Conformidade, Ação Corretiva e Preventiva
Templum Consultoria Online
 
Aula 01 SGQ - Introdução
Aula 01 SGQ - IntroduçãoAula 01 SGQ - Introdução
Aula 01 SGQ - Introdução
Claudio Bernardi Stringari
 
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Mauro Sobrenome
 
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Claudio Bernardi Stringari
 
Gestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidadeGestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidade
Gerisval Pessoa
 
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Andre Jun
 
Guia de Implantação da ISO 9001:2015
Guia de Implantação da ISO 9001:2015Guia de Implantação da ISO 9001:2015
Guia de Implantação da ISO 9001:2015
QUALIENG Consultoria, Auditoria e Treinamento
 

Mais procurados (20)

O que é qualidade
O que é qualidadeO que é qualidade
O que é qualidade
 
Qualidade
QualidadeQualidade
Qualidade
 
Gestão de qualidade (slides)
Gestão de qualidade (slides)Gestão de qualidade (slides)
Gestão de qualidade (slides)
 
Introdução à norma iso 9001 estrategica
Introdução à norma iso 9001   estrategicaIntrodução à norma iso 9001   estrategica
Introdução à norma iso 9001 estrategica
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidade Gestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Revisão geral ISO 9001
Revisão geral ISO 9001Revisão geral ISO 9001
Revisão geral ISO 9001
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
 
ISO9001
ISO9001ISO9001
ISO9001
 
Sistema de gestão da Qualidade
Sistema de gestão da QualidadeSistema de gestão da Qualidade
Sistema de gestão da Qualidade
 
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000Qualidade de Processo A Série ISO 9000
Qualidade de Processo A Série ISO 9000
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
 
Apresentação qualidade
Apresentação qualidadeApresentação qualidade
Apresentação qualidade
 
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docxCheck List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
Check List ISO 9001-2015 - Rev.0 - GSG.docx
 
Não Conformidade, Ação Corretiva e Preventiva
Não Conformidade, Ação Corretiva e PreventivaNão Conformidade, Ação Corretiva e Preventiva
Não Conformidade, Ação Corretiva e Preventiva
 
Aula 01 SGQ - Introdução
Aula 01 SGQ - IntroduçãoAula 01 SGQ - Introdução
Aula 01 SGQ - Introdução
 
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
 
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
 
Gestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidadeGestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidade
 
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
Gestão da Qualidade 02 Capítulo 01
 
Guia de Implantação da ISO 9001:2015
Guia de Implantação da ISO 9001:2015Guia de Implantação da ISO 9001:2015
Guia de Implantação da ISO 9001:2015
 

Destaque

Palestra
Palestra Palestra
Palestra
carolinasidrim
 
O 5 por quês e a causa raiz
O 5 por quês e a causa raizO 5 por quês e a causa raiz
O 5 por quês e a causa raiz
Renato Cardoso
 
Redação de Não Conformidades
Redação de Não ConformidadesRedação de Não Conformidades
Redação de Não Conformidades
Templum Consultoria Online
 
Valle inclan (4ºB)
Valle inclan (4ºB)Valle inclan (4ºB)
Valle inclan (4ºB)
kafir14
 
Exposición ISO 22000
Exposición ISO 22000Exposición ISO 22000
Exposición ISO 22000
Santio29
 
Framework de Inovação para Organizações Modernas - Free Model - para usar e c...
Framework de Inovação para Organizações Modernas - Free Model - para usar e c...Framework de Inovação para Organizações Modernas - Free Model - para usar e c...
Framework de Inovação para Organizações Modernas - Free Model - para usar e c...
PROF YOGUI, R
 
Norma iso 22000
Norma iso 22000Norma iso 22000
Norma iso 22000
oscarreyesnova
 
O Mapa da Causa Raiz - A ferramenta que alia eficácia e simplicidade na soluç...
O Mapa da Causa Raiz - A ferramenta que alia eficácia e simplicidade na soluç...O Mapa da Causa Raiz - A ferramenta que alia eficácia e simplicidade na soluç...
O Mapa da Causa Raiz - A ferramenta que alia eficácia e simplicidade na soluç...
Rogério Campos Meira
 
Relatório de acompanhamento de não conformidades
Relatório de acompanhamento de não conformidadesRelatório de acompanhamento de não conformidades
Relatório de acompanhamento de não conformidades
Universidade Federal Fluminense
 
Rjv cursos
Rjv cursosRjv cursos
Rjv cursos
Richard Vasques
 
Iso 22000 revisado
Iso 22000 revisadoIso 22000 revisado
Iso 22000 revisado
Helberth Tirado Hernández
 
Acao corretiva
Acao corretivaAcao corretiva
Acao corretiva
Philipe Andrews
 
Controle de produto não conforme
Controle de produto não conformeControle de produto não conforme
Controle de produto não conforme
Ythia Karla
 
Introduccion a-iso22000
Introduccion a-iso22000Introduccion a-iso22000
Introduccion a-iso22000
Eduardomeza1970
 
REDUÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES A PARTIR DA IMPLANTAÇÃO DE RNC´S EM UMA EMPRESA ...
REDUÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES A PARTIR DA IMPLANTAÇÃO DE RNC´S EM UMA EMPRESA ...REDUÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES A PARTIR DA IMPLANTAÇÃO DE RNC´S EM UMA EMPRESA ...
REDUÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES A PARTIR DA IMPLANTAÇÃO DE RNC´S EM UMA EMPRESA ...
Carlos Fernando Jung
 
Valle-Inclán (4ºB)
Valle-Inclán (4ºB)Valle-Inclán (4ºB)
Valle-Inclán (4ºB)
kafir14
 
Iso22000
Iso22000Iso22000
Iso22000
llillianna
 
Guia de utilização iso9001 2015
Guia de utilização iso9001 2015Guia de utilização iso9001 2015
Guia de utilização iso9001 2015
Denyse Evany Silveira Marquini
 
Metrologia 1
Metrologia 1Metrologia 1
Metrologia 1
Dirk Henning
 
ISO 22000
ISO 22000ISO 22000
ISO 22000
HenRy JaRa
 

Destaque (20)

Palestra
Palestra Palestra
Palestra
 
O 5 por quês e a causa raiz
O 5 por quês e a causa raizO 5 por quês e a causa raiz
O 5 por quês e a causa raiz
 
Redação de Não Conformidades
Redação de Não ConformidadesRedação de Não Conformidades
Redação de Não Conformidades
 
Valle inclan (4ºB)
Valle inclan (4ºB)Valle inclan (4ºB)
Valle inclan (4ºB)
 
Exposición ISO 22000
Exposición ISO 22000Exposición ISO 22000
Exposición ISO 22000
 
Framework de Inovação para Organizações Modernas - Free Model - para usar e c...
Framework de Inovação para Organizações Modernas - Free Model - para usar e c...Framework de Inovação para Organizações Modernas - Free Model - para usar e c...
Framework de Inovação para Organizações Modernas - Free Model - para usar e c...
 
Norma iso 22000
Norma iso 22000Norma iso 22000
Norma iso 22000
 
O Mapa da Causa Raiz - A ferramenta que alia eficácia e simplicidade na soluç...
O Mapa da Causa Raiz - A ferramenta que alia eficácia e simplicidade na soluç...O Mapa da Causa Raiz - A ferramenta que alia eficácia e simplicidade na soluç...
O Mapa da Causa Raiz - A ferramenta que alia eficácia e simplicidade na soluç...
 
Relatório de acompanhamento de não conformidades
Relatório de acompanhamento de não conformidadesRelatório de acompanhamento de não conformidades
Relatório de acompanhamento de não conformidades
 
Rjv cursos
Rjv cursosRjv cursos
Rjv cursos
 
Iso 22000 revisado
Iso 22000 revisadoIso 22000 revisado
Iso 22000 revisado
 
Acao corretiva
Acao corretivaAcao corretiva
Acao corretiva
 
Controle de produto não conforme
Controle de produto não conformeControle de produto não conforme
Controle de produto não conforme
 
Introduccion a-iso22000
Introduccion a-iso22000Introduccion a-iso22000
Introduccion a-iso22000
 
REDUÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES A PARTIR DA IMPLANTAÇÃO DE RNC´S EM UMA EMPRESA ...
REDUÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES A PARTIR DA IMPLANTAÇÃO DE RNC´S EM UMA EMPRESA ...REDUÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES A PARTIR DA IMPLANTAÇÃO DE RNC´S EM UMA EMPRESA ...
REDUÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES A PARTIR DA IMPLANTAÇÃO DE RNC´S EM UMA EMPRESA ...
 
Valle-Inclán (4ºB)
Valle-Inclán (4ºB)Valle-Inclán (4ºB)
Valle-Inclán (4ºB)
 
Iso22000
Iso22000Iso22000
Iso22000
 
Guia de utilização iso9001 2015
Guia de utilização iso9001 2015Guia de utilização iso9001 2015
Guia de utilização iso9001 2015
 
Metrologia 1
Metrologia 1Metrologia 1
Metrologia 1
 
ISO 22000
ISO 22000ISO 22000
ISO 22000
 

Semelhante a Apresentacao mudanças ISO 9001:2015

Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidadeManual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Cristina Fernandes
 
Modulo gestão da qualidade
Modulo   gestão da qualidadeModulo   gestão da qualidade
Modulo gestão da qualidade
Tiberio Soares
 
InterpretaçãO Iso 9001 2008
InterpretaçãO Iso 9001 2008InterpretaçãO Iso 9001 2008
InterpretaçãO Iso 9001 2008
Andréa Borges
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
AnaCruz222982
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
AnaCruz222982
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
SusanaVieira65
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
IsabelMaria77
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
Carla Silva
 
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de DiagnósticoISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
Fernanda Marinho
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01-130205044752-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01-130205044752-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01-130205044752-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01-130205044752-phpapp01
Vanessa Cristina Dos Santos
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Leidiane Amaral
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Márcio Oliveira
 
aula de qualidade iso 9001: 2015 completa.pptx
aula de qualidade iso 9001: 2015 completa.pptxaula de qualidade iso 9001: 2015 completa.pptx
aula de qualidade iso 9001: 2015 completa.pptx
LarissaArruda16
 
Nbr 9001 sist gestao qualidade
Nbr 9001 sist gestao qualidadeNbr 9001 sist gestao qualidade
Nbr 9001 sist gestao qualidade
aparadoxo
 
Nbr 9001 sist gestao qualidade
Nbr 9001 sist gestao qualidadeNbr 9001 sist gestao qualidade
Nbr 9001 sist gestao qualidade
aparadoxo
 
Anexo sl
Anexo slAnexo sl
51 210-1-pb
51 210-1-pb51 210-1-pb
51 210-1-pb
Rodolpho Negrão
 
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Universidade de São Paulo (EEL USP)
 
A iso 9001 para iniciantes formatado
A iso 9001 para iniciantes formatadoA iso 9001 para iniciantes formatado
A iso 9001 para iniciantes formatado
RB4 Consulting & Auditing
 
Curso UP Grade da Norma IS0 9001:2015 – Nova Versão - Curso online
Curso UP Grade da Norma IS0 9001:2015 – Nova Versão - Curso onlineCurso UP Grade da Norma IS0 9001:2015 – Nova Versão - Curso online
Curso UP Grade da Norma IS0 9001:2015 – Nova Versão - Curso online
GAC CURSOS ONLINE
 

Semelhante a Apresentacao mudanças ISO 9001:2015 (20)

Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidadeManual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
Manual ufcd-1122-nocoes-e-normas-da-qualidade
 
Modulo gestão da qualidade
Modulo   gestão da qualidadeModulo   gestão da qualidade
Modulo gestão da qualidade
 
InterpretaçãO Iso 9001 2008
InterpretaçãO Iso 9001 2008InterpretaçãO Iso 9001 2008
InterpretaçãO Iso 9001 2008
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
 
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.pptufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
ufcd1122-nooesenormasdaqualidade.ppt
 
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de DiagnósticoISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01-130205044752-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01-130205044752-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01-130205044752-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01-130205044752-phpapp01
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
 
aula de qualidade iso 9001: 2015 completa.pptx
aula de qualidade iso 9001: 2015 completa.pptxaula de qualidade iso 9001: 2015 completa.pptx
aula de qualidade iso 9001: 2015 completa.pptx
 
Nbr 9001 sist gestao qualidade
Nbr 9001 sist gestao qualidadeNbr 9001 sist gestao qualidade
Nbr 9001 sist gestao qualidade
 
Nbr 9001 sist gestao qualidade
Nbr 9001 sist gestao qualidadeNbr 9001 sist gestao qualidade
Nbr 9001 sist gestao qualidade
 
Anexo sl
Anexo slAnexo sl
Anexo sl
 
51 210-1-pb
51 210-1-pb51 210-1-pb
51 210-1-pb
 
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
Tcc Qualidade Implantação ISO 9001
 
A iso 9001 para iniciantes formatado
A iso 9001 para iniciantes formatadoA iso 9001 para iniciantes formatado
A iso 9001 para iniciantes formatado
 
Curso UP Grade da Norma IS0 9001:2015 – Nova Versão - Curso online
Curso UP Grade da Norma IS0 9001:2015 – Nova Versão - Curso onlineCurso UP Grade da Norma IS0 9001:2015 – Nova Versão - Curso online
Curso UP Grade da Norma IS0 9001:2015 – Nova Versão - Curso online
 

Mais de Adeildo Caboclo

Plvb manual de aplicacao
Plvb manual de aplicacaoPlvb manual de aplicacao
Plvb manual de aplicacao
Adeildo Caboclo
 
Guia de Implementação GEE
Guia de Implementação GEEGuia de Implementação GEE
Guia de Implementação GEE
Adeildo Caboclo
 
Dots nos planos_diretores_abr18
Dots nos planos_diretores_abr18Dots nos planos_diretores_abr18
Dots nos planos_diretores_abr18
Adeildo Caboclo
 
Cadernos tecnicos vlt
Cadernos tecnicos vltCadernos tecnicos vlt
Cadernos tecnicos vlt
Adeildo Caboclo
 
Cadernos tecnicos transporteativo
Cadernos tecnicos transporteativoCadernos tecnicos transporteativo
Cadernos tecnicos transporteativo
Adeildo Caboclo
 
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibusCadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Adeildo Caboclo
 
Flapnews caderno técnico 2017-3
Flapnews   caderno técnico 2017-3Flapnews   caderno técnico 2017-3
Flapnews caderno técnico 2017-3
Adeildo Caboclo
 
Apresentação flap novos negocios 11 17
Apresentação flap novos negocios 11 17Apresentação flap novos negocios 11 17
Apresentação flap novos negocios 11 17
Adeildo Caboclo
 
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolMEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
Adeildo Caboclo
 
Ebook 9001 2015
Ebook 9001 2015Ebook 9001 2015
Ebook 9001 2015
Adeildo Caboclo
 
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpoRevista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Adeildo Caboclo
 
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolMEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
Adeildo Caboclo
 
FDC Gestão de Pessoas
FDC Gestão de PessoasFDC Gestão de Pessoas
FDC Gestão de Pessoas
Adeildo Caboclo
 
FLAP Novos Negócios 04 17
FLAP Novos Negócios 04 17FLAP Novos Negócios 04 17
FLAP Novos Negócios 04 17
Adeildo Caboclo
 
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do FuturoApresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Adeildo Caboclo
 
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos EstadosGuia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Adeildo Caboclo
 
Programa Risco Zero
Programa Risco Zero Programa Risco Zero
Programa Risco Zero
Adeildo Caboclo
 
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Adeildo Caboclo
 
Como Ouvir as Pessoas
Como Ouvir as PessoasComo Ouvir as Pessoas
Como Ouvir as Pessoas
Adeildo Caboclo
 
Escalar e Inovar em seu Negócio
Escalar e Inovar em seu NegócioEscalar e Inovar em seu Negócio
Escalar e Inovar em seu Negócio
Adeildo Caboclo
 

Mais de Adeildo Caboclo (20)

Plvb manual de aplicacao
Plvb manual de aplicacaoPlvb manual de aplicacao
Plvb manual de aplicacao
 
Guia de Implementação GEE
Guia de Implementação GEEGuia de Implementação GEE
Guia de Implementação GEE
 
Dots nos planos_diretores_abr18
Dots nos planos_diretores_abr18Dots nos planos_diretores_abr18
Dots nos planos_diretores_abr18
 
Cadernos tecnicos vlt
Cadernos tecnicos vltCadernos tecnicos vlt
Cadernos tecnicos vlt
 
Cadernos tecnicos transporteativo
Cadernos tecnicos transporteativoCadernos tecnicos transporteativo
Cadernos tecnicos transporteativo
 
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibusCadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
Cadernos tecnicos sistemasprioridadeonibus
 
Flapnews caderno técnico 2017-3
Flapnews   caderno técnico 2017-3Flapnews   caderno técnico 2017-3
Flapnews caderno técnico 2017-3
 
Apresentação flap novos negocios 11 17
Apresentação flap novos negocios 11 17Apresentação flap novos negocios 11 17
Apresentação flap novos negocios 11 17
 
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolMEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
 
Ebook 9001 2015
Ebook 9001 2015Ebook 9001 2015
Ebook 9001 2015
 
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpoRevista excelencia em_gestao_jogo_limpo
Revista excelencia em_gestao_jogo_limpo
 
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation ToolMEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
MEET - Modular Enterprise Evaluation Tool
 
FDC Gestão de Pessoas
FDC Gestão de PessoasFDC Gestão de Pessoas
FDC Gestão de Pessoas
 
FLAP Novos Negócios 04 17
FLAP Novos Negócios 04 17FLAP Novos Negócios 04 17
FLAP Novos Negócios 04 17
 
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do FuturoApresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
Apresentação Sete Saberes para Educação Corporativa do Futuro
 
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos EstadosGuia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
Guia para Elaboração dos Programa de Regularização Ambiental dos Estados
 
Programa Risco Zero
Programa Risco Zero Programa Risco Zero
Programa Risco Zero
 
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
Manual do Sistema de Gestão para Prevenção, Preparação e Resposta aos Acident...
 
Como Ouvir as Pessoas
Como Ouvir as PessoasComo Ouvir as Pessoas
Como Ouvir as Pessoas
 
Escalar e Inovar em seu Negócio
Escalar e Inovar em seu NegócioEscalar e Inovar em seu Negócio
Escalar e Inovar em seu Negócio
 

Apresentacao mudanças ISO 9001:2015

  • 1. Mudando da ISO 9001:2008 para a ISO 9001:2015 diretoria@flapbusiness.com.br
  • 2. Empresas bem sucedidas entendem o valor de um Sistema de Gestão de Qualidade eficaz, garantem o foco em atender as necessidades dos clientes e tê-los satisfeitos com os produtos e serviços que recebem. Todas as normas do sistema ISO estão sujeitas a uma revisão regular sob as regras pelas quais são escritas, com o objetivo de manter a norma relevante no mercado atual. A revisão de 2015 prevê: • Integração com outros sistemas de gestão; • Fornecer uma abordagem integrada para a gestão organizacional; • Fornecer uma base consistente para os próximos 10 anos; • Refletir os ambientes cada vez mais complexos em que as organizações atuam; • Certificar que o novo padrão reflete as necessidades de todos os grupos de usuários potenciais; • Reforçar a capacidade da organização para atender os seus clientes. Porque está mudando?
  • 3. O que há de novo na norma e quais são os benefícios para as organizações? A ISO 9001 é a mais reconhecida norma de sistema de gestão de qualidade e é utilizado por mais de um milhão de organizações em todo o mundo. A nova versão foi escrita para manter a sua relevância no mercado atual e continuar a oferecer às organizações um melhor desempenho e benefícios de negócios. Com a versão 2015 da ISO 9001 o sistema de gestão irá: • Introduzir uma abordagem integrada com outras normas de sistemas de gestão; • Trazer qualidade e melhoria contínua para o centro da organização; • Aumentar o envolvimento da equipe de liderança; • Introduzir a gestão de riscos e oportunidades;
  • 4. Esta versão é muito menos descritiva que a de 2008! Ela foi projetada para ser usada como uma ferramenta mais ágil de melhoria dos negócios: • Mais relevante para as exigências da sua própria empresa; • Ajuda a obter melhorias para a sustentabilidade dos negócios; • Possibilita alinhar a sua orientação estratégica com o seu sistema de gestão da qualidade; • Ajuda a empresa se tornar um concorrente mais consistente no mercado; • Fornece uma gestão de qualidade melhor que o ajudará a encontrar e identificar necessidades presentes e futuras dos clientes ; • Melhorar o desempenho operacional ; • Ampliar as oportunidades de negócios, demonstrando conformidade.
  • 5. Implementando a ISO 9001: A ISO 9001 é parte de uma família de normas relacionadas à gestão da qualidade. Algumas normas de referencia úteis para implantação: • ISO 9000, Sistema de Gestão de Qualidade - Fundamentos e vocabulário. • SO 9004, Gerenciando para o sucesso sustentável de uma organização - Uma abordagem de gestão da qualidade • ISO 10002, Gestão da qualidade - Satisfação do cliente - Diretrizes para o tratamento de reclamações nas organizações • ISO 10004, Gestão da qualidade - Satisfação do cliente - Diretrizes para o monitoramento e medição • ISO 19011, Diretrizes para auditoria de sistemas de Gestão
  • 6. Comparando a ultima versão da ISO 9001 com a ISO 9001:2008:
  • 7. Comparando a ultima versão da ISO 9001 com a ISO 9001:2008: A nova versão foi estruturada com base no Anexo SL - A nova estrutura de alto nível. O anexo traz um quadro comum para todos os sistemas de gerenciamento de ISO, garantindo coerência e alinhamento de diferentes normas de sistema de gestão. Será mais fácil para a empresa incorporar ao SGQ outras normas da serie ISO.
  • 8. Conceito Novo Comentário Contexto da organização Considere a combinação de fatores e condições internas e externas que podem ter um efeito sobre a abordagem de uma organização para seus produtos, serviços, investimentos e as partes interessadas. Problemas Os problemas podem ser internos ou externos, positivos ou negativos e incluem condições que possam afetar ou são afetadas pela organização. Partes Interessadas Pode ser uma pessoa ou organização que pode afetar, ser afetada, ou percebem que foram afetados por uma decisão ou atividade. Os exemplos incluem fornecedores, clientes ou concorrentes. Liderança Requisitos específicos para alta administração que são definidos como uma pessoa ou grupo de pessoas que dirige e controla uma organização no mais alto nível. Riscos associados à ameaças Processo de planejamento refinado que substitui a ação preventiva e é definido como e oportunidades o “efeito da incerteza sobre um resultado esperado”
  • 9. Conceito Novo Comentário Comunicação Há requisitos explícitos e mais detalhados para ambas as comunicações internas e externas. Informação Documentada Substitui documentos e registros. Avaliação de Desempenho A medição do desempenho da qualidade e da eficácia do SGQ, cobrindo os métodos de monitoramento, medição, análise e avaliação, conforme o caso, para assegurar resultados válidos. Inconformismo e Corretiva Avaliação mais detalhada de ambas não conformidades próprias e ações corretivas Ação necessárias. Análise de Gerenciamento Requisitos mais detalhados relativos a entradas e saídas da análise.
  • 10. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: Cláusula 1: Escopo A cláusula 1 detalha o escopo do padrão e houve pouquíssima alteração a esta cláusula do ISO 9001: 2008. Cláusula 2: Referências Normativas ISO 9000, Sistema de Gestão da Qualidade - Fundamentos e vocabulário são referenciados e fornece orientações valiosas. Cláusula 3: Termos e definições Todos os termos e definições estão contidos na norma ISO 9000: 2015 - Gerenciamento de Qualidade - Fundamentos e vocabulário.
  • 11. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: Cláusula 4: Contexto da organização Essa é uma cláusula nova, que sustenta o resto da norma. Neste item a empresa vai identificar e compreender os fatores e partes em seu ambiente que suportam o sistema de gestão de qualidade. Em primeiro lugar, a organização terá de determinar as questões externas e internas que são relevantes para a sua finalidade, ou seja, as que têm um impacto sobre o que a organização faz ou que possa afetar a sua capacidade para alcançar o resultado pretendido (s) de seu sistema de gestão . O termo “problema” abrange não somente os problemas que foram alvo de uma ação preventiva em normas anteriores, mas também temas importantes para o sistema de gestão abordar, como todos os objetivos de garantia governamentais e de mercado que a organização poderia definir.
  • 12. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: [continuando] Cláusula 4: Contexto da organização Em segundo será identificadas as “partes interessadas” que são relevantes para o SGQ. Tais como acionistas, empregados, clientes, fornecedores e até mesmo grupos de pressão e órgãos reguladores. As “partes interessadas” podem mudar ao longo do tempo de acordo com a direção estratégica da organização. Em seguida, o escopo do SGQ deve ser determinado. Quaisquer funções ou processos terceirizados também precisam ser considerados no escopo se eles forem relevantes para o SGQ. O último requisito da cláusula 4 é estabelecer, implementar, manter e melhorar continuamente o SGQ em conformidade com os requisitos da norma.
  • 13. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: Cláusula 5: Liderança Esta cláusula coloca exigências sobre “alta administração”, que é a pessoa ou grupo de pessoas que dirigem e controlam a organização. Já não é a responsabilidade de um indivíduo ou de ter um “Representante da Direção”. Há uma maior ênfase nas alta administração tem o objetivo de demonstrar compromisso com SGQ a partir do topo da organização. A alta administração tem agora uma maior participação no sistema de gerenciamento e deve assegurar que os requisitos estão integrados nos processos da organização e que a política e os objetivos são compatíveis com o direcionamento estratégico da empresa. A política de qualidade passa ser um documento vivo.
  • 14. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: [continuando] Cláusula 5: Liderança O foco no cliente mostra-se através da identificação e tratamento dos riscos e oportunidades que podem afetar sua satisfação. A alta administração precisa demonstrar como a empresa atende aos requisitos dos clientes, requisitos regulamentares e estatutários, e também como a organização mantém maior satisfação do cliente. No mesmo contexto, eles precisam ter uma compreensão das forças e fraquezas internas das organizações e como estas podem ter um impacto para entregar produtos ou serviços. Finalmente, a cláusula coloca exigências sobre a alta administração para atribuir as responsabilidades e autoridades relevantes do SGQ, mas devem permanecer responsáveis pela eficácia do SGQ.
  • 15. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: Cláusula 6: Planejamento O planejamento tem sido sempre um elemento familiar da ISO 9001, mas agora há um aumento do foco na garantia de que ele é considerado com a Cláusula 4.1 ‘contexto da organização’ e Cláusula 4.2 das ‘partes interessadas’. A primeira parte desta cláusula diz respeito à avaliação dos riscos enquanto a segunda parte está preocupada com o tratamento do risco. A organização precisa planejar ações para enfrentar os riscos e as oportunidades, como integrar e implementar as ações em seus processos de sistema de gerenciamento e avaliar a eficácia dessas ações. As ações devem ser monitoradas, gerenciadas e comunicativas através da organização.
  • 16. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: [continuando] Cláusula 6: Planejamento Outro elemento-chave desta cláusula é a necessidade de estabelecer objetivos de qualidade mensuráveis. Esta cláusula mantém algumas das exigências contidas na Cláusula 5.4 da versão de 2008, mas é mais específica. Objetivos de qualidade necessitam agora são consistentes com a política de qualidade, pertinente para a conformidade de produtos e serviços, bem como melhorar a satisfação do cliente. A ultima parte da cláusula considera os planos de alteração que devem ser feitas de forma planejada e sistêmica. Há uma necessidade de identificar as potenciais consequências de alterações, determinar quem está envolvido, quando as mudanças irão tomar lugar, que recursos precisam ser alocados.
  • 17. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: Cláusula 7: Suporte A cláusula 7 assegura que haja recursos, pessoas e infraestrutura adequadas para atender aos objetivos organizacionais. Simplesmente expresso, este é um requisito muito poderoso que cobre todas as necessidades de recursos do SGQ e agora abrange tanto os recursos internos quanto externos. A cláusula 7.1 se baseia nas cláusulas 6.1, 6.2, 6.3 e 7.6 de 2008 e se divide em 5 sub cláusulas, cobrem as necessidades de infraestrutura e meio ambiente para o funcionamento dos processos. O conhecimento organizacional é um novo requisito que trata dos requisitos de competência, consciência e comunicação do SGQ. Finalmente, existem os requisitos para as “informações documentadas”. Este é um termo novo, que substitui as referências da norma de 2008 para “documentos” e “registros”. As organizações precisam determinar o nível de informações documentadas necessárias para controlar o SGQ.
  • 18. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: Clausula 8: Operação Esta cláusula trata da execução dos planos e processos que permitem à organização atender as necessidades dos clientes e o design de produtos e serviços. Ela inclui muito do que foi anteriormente referido na Cláusula 7 da versão de 2008, mas há uma maior ênfase no controle de processos especialmente no planejamento de mudanças, avaliações das consequências de mudanças inesperadas e atenuar quaisquer efeitos adversos, se necessário. A versão revisada da norma reconhece a tendência para uma maior utilização de subcontratantes e terceirização. Isso é demonstrado pela exigência de estabelecer critérios para monitorar o desempenho dessas pessoas, além de manter registros utilizados para estabelecer os critérios de seleção.
  • 19. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: [continuando] Clausula 8: Operação A cláusula continua a contemplar os “Requisitos para produtos e serviços”, que permanece praticamente inalterada a partir da versão de 2008. No entanto, ela agora exige uma comunicação com relação a ações de contingência quando necessário e também o tratamento das propriedades do cliente. Um novo requisito para a comunicação com “potenciais” clientes também está incluída. Há também uma nova cláusula que abrange atividades pós-entrega. Isto poderia incluir atividades como programas de manutenção ou os trabalhos efetuados na garantia, e atividades que cobrem a disposição final ou reciclagem do produto. Ao determinar a extensão destas atividades organizacionais deve-se considerar os riscos associados a um produto ou serviço, os requisitos do cliente, feedback de clientes, e quaisquer requisitos legais
  • 20. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: Cláusula 9: Avaliação de Performance A avaliação de desempenho abrange muitas das áreas anteriormente existentes na Cláusula 8 da versão de 2008. Há agora uma ênfase na busca direta por informações que dizem respeito a como os clientes veem a organização. As organizações devem procurar ativamente informações sobre a percepção do cliente. As auditorias internas também devem ser realizadas e isso é em grande parte inalterada desde aquelas incluídas na versão de 2008 Avaliações de gerenciamento ainda são necessárias, mas há requisitos adicionais, incluindo a consideração de mudanças em questões externas e internas que forem relevantes para o SGQ. Informações documentadas devem ser mantidas como prova de avaliações de gerenciamento.
  • 21. Os principais requisitos do ISO 9001:2015: Cláusula 10: Melhoria Devido à nova maneira de lidar com ações preventivas (análise de riscos e oportunidades), não há requisitos de ações preventivas nessa cláusula. No entanto, existem algumas novas exigências de ações corretivas. A primeira é a reagir às não conformidades e tomar medidas, conforme o caso, para controlar e corrigir as não conformidades e lidar com as consequências. A segunda é determinar se existe ou não conformidades similares que poderiam potencialmente ocorrer. Os requisitos para a melhoria contínua foram estendidos para cobrir a conveniência e adequação do SGQ, bem como a sua eficácia.
  • 22. Principais diferenças de terminologia entre a ISO 9001:2008 e a ISO 9001:2015 ISO 9001:2008 ISO 9001:2015 Produtos Produtos e serviços Exclusões Não utilizado – Cláusula A.5 Representante da Direção Não utilizado Documentação, manual da qualidade, procedimentos documentados, registros Informação documentada Ambiente de trabalho Ambiente para a operação de processos Equipamentos de monitoramento e medição Monitoramento e medição dos recursos Produto Adquirido Produtos e serviços externamente fornecidos Fornecedor Provedor externo
  • 23. Informação Documentada “Como parte do alinhamento com outras normas de sistema de gerenciamento foi adotada uma cláusula comum sobre ‘informações documentadas”. Os termos “procedimento documentado” e “Arquivamento” foram ambas substituídas. Requisitos para manter informações documentadas são detalhados em toda a norma:
  • 24. Orientações de Transição O que você precisa fazer? 1. Tome um olhar completamente fresco do SGQ ; 2. Destaque as principais mudanças como oportunidades para melhorias; 3. Implemente novas exigências sobre liderança, riscos e contexto da organização ; 4. Revise a eficácia do SGQ; 5. Suponha que cada controle pode ter mudado;