SlideShare uma empresa Scribd logo
Transição para a nova norma ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
Principais alterações na ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
Alteração Estrutural da ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Requisitos
específicos
ISO 9001
Requisitos
específicos
ISO 14001
Estrutura
comum,
Termos,
Definições
Anexo SL – Compatibilização das normas
Anexo SL – Compatibilização das normas
ISO 9001 ISO 14001
ISO 45001
Qualidade Ambiente
Segurança
Publicação esperada para Outubro de 2016
Principais alterações na ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
Compreender a organização e o seu contexto
A Organização deve determinar questões internas e externas que incluam:
As
condições
ambientais
podem
afetar a
organização
A Organização pode afetar as condições ambientais
Condições Ambientais
Clima
Qualidade	
do	ar
Qualidade	da	
água
Disponibilidade	
de	recursos
Contaminação	
do	solo
Exemplos de questões internas e externas que podem também
ser relevantes:
Circunstâncias externas de caráter cultural, social, político, legal,
regulamentar, financeiro, tecnológico, económico, natural e
concorrencial, quer a nível internacional, nacional, regional ou local;
As características ou condições internas da organização, tais
como atividades, produtos e serviços, orientação estratégica, cultura
e capacidades (ou seja, pessoas, conhecimento, processos,
sistemas).
Compreender o contexto da
Organização permite determinar
riscos e oportunidades
Compreender a organização e o seu contexto
A Organização deve determinar:
As partes
interessadas (PI)
que são
relevantes para o
SGA;
As necessidades
e expectativas
destas partes
interessadas;
Quais destas
necessidades
e expectativas
se tornam as
suas
obrigações de
conformidade
Compreender a necessidades e expectativas das PI
Principais alterações na ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
Liderança e compromisso
ISO 14001:2004
Nomeação de um
representante da
Gestão de Topo
ISO 14001:2015
Responsabilização
da Gestão de Topo
pela eficácia do SGA
Política ambiental e Objetivos ambientais
Disponibilização dos recursos necessários
Melhoria contínua
Responsabilização pela eficácia do SGA
Orientação e apoio a outras funções para eficácia do
SGA
Integração do SGA nos processos de negócio
Resultados e a comunicação da importância do SGA
A Gestão de topo deve assegurar:
Principais alterações na ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
Perspetiva do Ciclo de vida:
Matérias-
primas
ISO 14001:2015
ISO 14001:2004
Produção/
Serviços
Transporte e
Entrega do
Produto
Utilização do
produto/
serviços
Gestão do
Resíduo
Ø Utilização de MP recicladas;
Ø Restrição ou eliminação da utilização de substâncias
nocivas;
Ø Aquisição de MP em embalagens reutilizáveis ou
recicláveis.
Ø Redimensionamento das embalagens e melhor
ocupação no transporte;
Ø Otimização das rotas de transporte, reduzindo
consumo de combustível e emissão de CO2 ;
Ø Utilização de frota transportadora com menos emissões
de CO2 .
Exemplos:
Ø Elaboração e divulgação de manuais de utilização, com
comunicação clara sobre utilização consciente e
sustentável dos produtos.
Ø Produtos eco-eficientes (mais eficientes em termos de
consumos energéticos, materiais, embalagens, etc.);
Ø Preocupação constante em divulgar os meios mais
adequados de gestão do resíduo;
Ø Indicações de desmontagem do produto para
possibilitar a reciclagem dos diferentes materiais do
resíduo.
Exemplos:
Principais alterações na ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
Determinação de Riscos e Oportunidades para:
:
- garantir que o SGA pode atingir os
seus resultados pretendidos;
- prevenir ou reduzir efeitos
indesejáveis para a organização;
- atingir a melhoria contínua.
Riscos e Oportunidades (definição ISO 14001:2015): efeitos adversos
potenciais (ameaças) e efeitos benéficos potenciais (oportunidades)
Exemplo: Fábrica X emite Compostos
Orgânicos Voláteis (COV) acima do Valor
Limite de Emissão definido em diploma legal.
Exemplos de determinação de Risco e Oportunidade:
Risco Ambiental - Poluição Atmosférica;
Riscos para a Organização - Elevado valor da coima associada,
- “Má imagem” perante a Sociedade
Oportunidade - Instalação de um sistema de queima de COV
com recuperação de energia, redução da fatura
de eletricidade e melhoria da reputação da
empresa.
Principais alterações na ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
A comunicação passa a ter que estar planeada:
O que
comunicar?
Quando
comunicar?
Com quem
comunicar?
Como
comunicar?
Ênfase na Comunicação:
Temas de Comunicação Interna e Externa:
Importância de uma gestão
ambiental eficaz e da sua
conformidade
Política ambiental
Responsabilidades e autoridades para
funções relevantes
Resultados e Desempenho
ambiental
o que
comunicar?
Temas de Comunicação Interna e Externa:
Aspetos ambientais signicativos
(incluindo os de fases do ciclo de vida
posteriores - transporte, entrega, uso, gestão
resíduo)
Informação relevante sobre preparação e
resposta a situações de emergência
Obrigações de Conformidade
O que
comunicar?
A Quem Comunicar? Como Comunicar?
Interna-
mente Quando?
Externa-
mente Quando?
Meios de
Comunicação
Interna
Meios de
Comunicação
Externa
Política
Ambiental
Todos os
colabora-
dores
Continua-
mente
Clientes,
Fornecedor-
res e outras
Partes
Interessadas
Quando
solicitado
- Quadro
Informativo;
- Formação,
Sensibilização,
- Intranet
- Site da empresa;
- Newsletter;
- E-mail.
Aspetos
ambientais
significativos
Todos os
colabora-
dores
Continua-
mente
Clientes,
Fornecedor-
res e outras
Partes
Interessadas
Quando
solicitado
- Matriz de
Aspetos e
Impactes
Ambientais;
- Quadro
Informativo
- Resposta a
questionários,
ofícios.
- E-mail;
- Contacto direto ou
telefónico;
... ... ... ... ... ...
...
Exemplo de Plano de Comunicação:
Principais alterações na ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
Possibilidade de simplificação da estrutura documental
ISO 14001:2004
Procedimentos
documentados
Informação
documentada
ISO 14001:2015
Foco na implementação do SGA e
desempenho ambiental e não num
sistema complexo de controlo da
informação documentada.
Principais alterações na ISO 14001:2015
Nova estrutura
da norma
Contexto da
Organização
Liderança
Ênfase na
Comunicação
Avaliação do
Risco
Perspetiva do
Ciclo de Vida
Simplificação
na
Documentação
Melhoria do
Desempenho
Ambiental
ISO 14001:2004
Melhoria
Contínua
Melhoria do Desempenho Ambiental
ISO 14001:2015
Melhoria contínua para melhorar o
seu desempenho ambiental
Exemplos de ações de melhoria:
- Aplicar ecodesign aos produtos;
- Analisar processos para eliminar
desperdícios;
- Calcular a pegada de carbono
associada ao fabrico do produto, (...)
Como planear a transição?
• O período de transição é de três anos, definido a partir da
data de publicação da ISO 14001:2015.
15/09/2015
Publicação
ISO 14001:2015
2015 2016 2017 2018
15/09/2018
Limite para adaptação
à ISO 14001:2015
OBRIGADA!
Benedita Machado
beneditamachado@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

9. sga
9. sga9. sga
Apostila sga
Apostila   sgaApostila   sga
Apostila sga
Rodrigo Ricardo
 
Aula 1 sistema de gestão integrada
Aula 1 sistema de gestão integradaAula 1 sistema de gestão integrada
Aula 1 sistema de gestão integrada
frank encarnacão
 
ISO 14.000
ISO 14.000ISO 14.000
ISO 14.000
Iago Caldas
 
ISO/IEC 20 000
ISO/IEC 20 000ISO/IEC 20 000
ISO/IEC 20 000
Bruno Ferreira
 
Aula sobre iso 14000
Aula sobre iso 14000Aula sobre iso 14000
Aula sobre iso 14000
cristiano mota
 
EcoVadis presentation BR_2016
EcoVadis presentation BR_2016EcoVadis presentation BR_2016
EcoVadis presentation BR_2016
achagnon
 
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão Ambiental ISO 14001
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão Ambiental ISO 14001SGS - Certificação em Sistemas de Gestão Ambiental ISO 14001
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão Ambiental ISO 14001
SGS Portugal
 
Portfólio e+2014
Portfólio e+2014Portfólio e+2014
Portfólio e+2014
Marcos Garcia
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
Universidade Federal Fluminense
 
Iso 14000
Iso 14000Iso 14000
Iso9000 qs9000
Iso9000 qs9000Iso9000 qs9000
Iso9000 qs9000
Fatima Fernandes
 
Aula 03 normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
Aula 03   normas iso 14000 sobre sga (parte 1)Aula 03   normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
Aula 03 normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
Luiz Anselmo Tourinho
 
ISO 14000
ISO 14000ISO 14000
ISO 14000
Bruna Marandola
 
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7aQsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Isabela Macedo dos Santos
 
ISO 14000
ISO 14000 ISO 14000
ISO 14000
Jailson Silva
 
ISO_GQT_Administração na Engenharia Civil
ISO_GQT_Administração na Engenharia CivilISO_GQT_Administração na Engenharia Civil
ISO_GQT_Administração na Engenharia Civil
Jean Paulo Mendes Alves
 
Implementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case Study
Implementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case StudyImplementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case Study
Implementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case Study
Strongstep - Innovation in software quality
 
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de DiagnósticoISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
Fernanda Marinho
 
ISO 14001 Gestão Ambiental
ISO 14001 Gestão AmbientalISO 14001 Gestão Ambiental
ISO 14001 Gestão Ambiental
Robson Peixoto
 

Mais procurados (20)

9. sga
9. sga9. sga
9. sga
 
Apostila sga
Apostila   sgaApostila   sga
Apostila sga
 
Aula 1 sistema de gestão integrada
Aula 1 sistema de gestão integradaAula 1 sistema de gestão integrada
Aula 1 sistema de gestão integrada
 
ISO 14.000
ISO 14.000ISO 14.000
ISO 14.000
 
ISO/IEC 20 000
ISO/IEC 20 000ISO/IEC 20 000
ISO/IEC 20 000
 
Aula sobre iso 14000
Aula sobre iso 14000Aula sobre iso 14000
Aula sobre iso 14000
 
EcoVadis presentation BR_2016
EcoVadis presentation BR_2016EcoVadis presentation BR_2016
EcoVadis presentation BR_2016
 
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão Ambiental ISO 14001
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão Ambiental ISO 14001SGS - Certificação em Sistemas de Gestão Ambiental ISO 14001
SGS - Certificação em Sistemas de Gestão Ambiental ISO 14001
 
Portfólio e+2014
Portfólio e+2014Portfólio e+2014
Portfólio e+2014
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
 
Iso 14000
Iso 14000Iso 14000
Iso 14000
 
Iso9000 qs9000
Iso9000 qs9000Iso9000 qs9000
Iso9000 qs9000
 
Aula 03 normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
Aula 03   normas iso 14000 sobre sga (parte 1)Aula 03   normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
Aula 03 normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
 
ISO 14000
ISO 14000ISO 14000
ISO 14000
 
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7aQsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
Qsms qualidade-sac3bade-meio-ambiente-seguranc3a7a
 
ISO 14000
ISO 14000 ISO 14000
ISO 14000
 
ISO_GQT_Administração na Engenharia Civil
ISO_GQT_Administração na Engenharia CivilISO_GQT_Administração na Engenharia Civil
ISO_GQT_Administração na Engenharia Civil
 
Implementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case Study
Implementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case StudyImplementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case Study
Implementação da ISO/IEC 20000-1 Gestão de Serviços - Case Study
 
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de DiagnósticoISO 9001 Modelo de Diagnóstico
ISO 9001 Modelo de Diagnóstico
 
ISO 14001 Gestão Ambiental
ISO 14001 Gestão AmbientalISO 14001 Gestão Ambiental
ISO 14001 Gestão Ambiental
 

Destaque

Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
11919225 principios
11919225 principios11919225 principios
11919225 principios
Pelo Siro
 
Seminário Construção em Aço Leve-Euronit-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve-Euronit-CICCOPNSeminário Construção em Aço Leve-Euronit-CICCOPN
CICCOPN 26 03 2015
CICCOPN 26 03 2015CICCOPN 26 03 2015
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Apresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao - ricardo barbosa
Apresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao - ricardo barbosaApresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao - ricardo barbosa
construção-Aço-Leve-CM-26 fev2015
construção-Aço-Leve-CM-26 fev2015construção-Aço-Leve-CM-26 fev2015
Mini apresentacao empreendedorismo
Mini apresentacao empreendedorismoMini apresentacao empreendedorismo
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Seminário Construção em Aço Leve -Rockwool-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve -Rockwool-CICCOPNSeminário Construção em Aço Leve -Rockwool-CICCOPN
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Atr autorizacao para trabalho de risco
Atr   autorizacao para trabalho de riscoAtr   autorizacao para trabalho de risco
Atr autorizacao para trabalho de risco
Rogério Braga
 
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
30 jul2016 kaizen presentation ciccopn
30 jul2016 kaizen presentation ciccopn30 jul2016 kaizen presentation ciccopn
Seminário Construção em Aço Leve-Gyptec-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve-Gyptec-CICCOPNSeminário Construção em Aço Leve-Gyptec-CICCOPN
Regulamento de Segurança
Regulamento de SegurançaRegulamento de Segurança
Regulamento de Segurança
Jonas Abilio Sestrem Jr
 
Treinamento Espaço confinados
Treinamento Espaço confinados Treinamento Espaço confinados
Treinamento Espaço confinados
Ane Costa
 
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Permissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quentePermissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quente
Jose Fernandes
 

Destaque (20)

Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
 
11919225 principios
11919225 principios11919225 principios
11919225 principios
 
Seminário Construção em Aço Leve-Euronit-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve-Euronit-CICCOPNSeminário Construção em Aço Leve-Euronit-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve-Euronit-CICCOPN
 
CICCOPN 26 03 2015
CICCOPN 26 03 2015CICCOPN 26 03 2015
CICCOPN 26 03 2015
 
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
 
Apresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao - ricardo barbosa
Apresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao - ricardo barbosaApresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao - ricardo barbosa
Apresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao - ricardo barbosa
 
construção-Aço-Leve-CM-26 fev2015
construção-Aço-Leve-CM-26 fev2015construção-Aço-Leve-CM-26 fev2015
construção-Aço-Leve-CM-26 fev2015
 
Mini apresentacao empreendedorismo
Mini apresentacao empreendedorismoMini apresentacao empreendedorismo
Mini apresentacao empreendedorismo
 
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
 
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
 
Seminário Construção em Aço Leve -Rockwool-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve -Rockwool-CICCOPNSeminário Construção em Aço Leve -Rockwool-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve -Rockwool-CICCOPN
 
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
 
Atr autorizacao para trabalho de risco
Atr   autorizacao para trabalho de riscoAtr   autorizacao para trabalho de risco
Atr autorizacao para trabalho de risco
 
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
 
30 jul2016 kaizen presentation ciccopn
30 jul2016 kaizen presentation ciccopn30 jul2016 kaizen presentation ciccopn
30 jul2016 kaizen presentation ciccopn
 
Seminário Construção em Aço Leve-Gyptec-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve-Gyptec-CICCOPNSeminário Construção em Aço Leve-Gyptec-CICCOPN
Seminário Construção em Aço Leve-Gyptec-CICCOPN
 
Regulamento de Segurança
Regulamento de SegurançaRegulamento de Segurança
Regulamento de Segurança
 
Treinamento Espaço confinados
Treinamento Espaço confinados Treinamento Espaço confinados
Treinamento Espaço confinados
 
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras SubterrâneasSegurança e Saúde em Obras Subterrâneas
Segurança e Saúde em Obras Subterrâneas
 
Permissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quentePermissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quente
 

Semelhante a Apresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao_benedita machado

Manual de indicadores ambientais firjan
Manual de indicadores ambientais firjanManual de indicadores ambientais firjan
Manual de indicadores ambientais firjan
Biblioteca IFFluminense campus Macaé
 
Gestão ambiental apresentação
Gestão ambiental apresentaçãoGestão ambiental apresentação
Gestão ambiental apresentação
Igor Cosenza Dionisio
 
Apresentação da ABNT-NBR-ISO-14001.pptx
Apresentação  da ABNT-NBR-ISO-14001.pptxApresentação  da ABNT-NBR-ISO-14001.pptx
Apresentação da ABNT-NBR-ISO-14001.pptx
ELDER ANGELO GINU DA SILVA
 
ISO 14001:2015
ISO 14001:2015ISO 14001:2015
ISO 14001:2015
Andressa Ribeiro
 
Aula iso 14000
Aula  iso 14000Aula  iso 14000
Aula iso 14000
Elisane Almeida Pires
 
Principiosiso14001 140406100348-phpapp02
Principiosiso14001 140406100348-phpapp02Principiosiso14001 140406100348-phpapp02
Principiosiso14001 140406100348-phpapp02
SERGIO DE MELLO QUEIROZ
 
Aplicação dos ciclos pdca
Aplicação dos ciclos pdcaAplicação dos ciclos pdca
Aplicação dos ciclos pdca
Javier cofr?
 
Apresentação Gestão da Qualidade Mestrado PPGEA UFMA_Revisão 03
Apresentação Gestão da Qualidade Mestrado PPGEA UFMA_Revisão 03Apresentação Gestão da Qualidade Mestrado PPGEA UFMA_Revisão 03
Apresentação Gestão da Qualidade Mestrado PPGEA UFMA_Revisão 03
Gerisval Pessoa
 
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
RB4 Consulting & Auditing
 
Iso 14001 e emas nivel ii - formacao
Iso 14001 e emas   nivel ii - formacaoIso 14001 e emas   nivel ii - formacao
Iso 14001 e emas nivel ii - formacao
SERGIO DE MELLO QUEIROZ
 
Lyfe Cycle Analyses: Concepts and Case Study - ERM
Lyfe Cycle Analyses: Concepts and Case Study - ERMLyfe Cycle Analyses: Concepts and Case Study - ERM
Lyfe Cycle Analyses: Concepts and Case Study - ERM
Revista H&C
 
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Pueblo Peçanha
 
Iso 14001-2015 f iesp
Iso 14001-2015 f iespIso 14001-2015 f iesp
Iso 14001-2015 f iesp
Elmo Rodrigues
 
Auditor interno ISO 14001 -2015 - Nova Versão
Auditor interno ISO 14001 -2015 - Nova VersãoAuditor interno ISO 14001 -2015 - Nova Versão
Auditor interno ISO 14001 -2015 - Nova Versão
GAC Gestão de Apoio para Corporações
 
Auditor Interno da Norma ISO 14001:2015 - Gestão Ambiental - Nova Versão
Auditor Interno da Norma ISO 14001:2015 - Gestão Ambiental - Nova VersãoAuditor Interno da Norma ISO 14001:2015 - Gestão Ambiental - Nova Versão
Auditor Interno da Norma ISO 14001:2015 - Gestão Ambiental - Nova Versão
GAC CURSOS ONLINE
 
Auditoriae certificao
Auditoriae certificaoAuditoriae certificao
Auditoriae certificao
SERGIO DE MELLO QUEIROZ
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
luigicanova
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Gestão do ciclo de vida de produtos
Gestão do ciclo de vida de produtosGestão do ciclo de vida de produtos
Gestão do ciclo de vida de produtos
GAVOLUNTARIA
 
Eventos Sustentáveis - Muito além do tapete verde - Márcio Mendes
Eventos Sustentáveis - Muito além do tapete verde - Márcio MendesEventos Sustentáveis - Muito além do tapete verde - Márcio Mendes
Eventos Sustentáveis - Muito além do tapete verde - Márcio Mendes
Abraps - Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável
 

Semelhante a Apresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao_benedita machado (20)

Manual de indicadores ambientais firjan
Manual de indicadores ambientais firjanManual de indicadores ambientais firjan
Manual de indicadores ambientais firjan
 
Gestão ambiental apresentação
Gestão ambiental apresentaçãoGestão ambiental apresentação
Gestão ambiental apresentação
 
Apresentação da ABNT-NBR-ISO-14001.pptx
Apresentação  da ABNT-NBR-ISO-14001.pptxApresentação  da ABNT-NBR-ISO-14001.pptx
Apresentação da ABNT-NBR-ISO-14001.pptx
 
ISO 14001:2015
ISO 14001:2015ISO 14001:2015
ISO 14001:2015
 
Aula iso 14000
Aula  iso 14000Aula  iso 14000
Aula iso 14000
 
Principiosiso14001 140406100348-phpapp02
Principiosiso14001 140406100348-phpapp02Principiosiso14001 140406100348-phpapp02
Principiosiso14001 140406100348-phpapp02
 
Aplicação dos ciclos pdca
Aplicação dos ciclos pdcaAplicação dos ciclos pdca
Aplicação dos ciclos pdca
 
Apresentação Gestão da Qualidade Mestrado PPGEA UFMA_Revisão 03
Apresentação Gestão da Qualidade Mestrado PPGEA UFMA_Revisão 03Apresentação Gestão da Qualidade Mestrado PPGEA UFMA_Revisão 03
Apresentação Gestão da Qualidade Mestrado PPGEA UFMA_Revisão 03
 
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
 
Iso 14001 e emas nivel ii - formacao
Iso 14001 e emas   nivel ii - formacaoIso 14001 e emas   nivel ii - formacao
Iso 14001 e emas nivel ii - formacao
 
Lyfe Cycle Analyses: Concepts and Case Study - ERM
Lyfe Cycle Analyses: Concepts and Case Study - ERMLyfe Cycle Analyses: Concepts and Case Study - ERM
Lyfe Cycle Analyses: Concepts and Case Study - ERM
 
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
 
Iso 14001-2015 f iesp
Iso 14001-2015 f iespIso 14001-2015 f iesp
Iso 14001-2015 f iesp
 
Auditor interno ISO 14001 -2015 - Nova Versão
Auditor interno ISO 14001 -2015 - Nova VersãoAuditor interno ISO 14001 -2015 - Nova Versão
Auditor interno ISO 14001 -2015 - Nova Versão
 
Auditor Interno da Norma ISO 14001:2015 - Gestão Ambiental - Nova Versão
Auditor Interno da Norma ISO 14001:2015 - Gestão Ambiental - Nova VersãoAuditor Interno da Norma ISO 14001:2015 - Gestão Ambiental - Nova Versão
Auditor Interno da Norma ISO 14001:2015 - Gestão Ambiental - Nova Versão
 
Auditoriae certificao
Auditoriae certificaoAuditoriae certificao
Auditoriae certificao
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 
Gestão do ciclo de vida de produtos
Gestão do ciclo de vida de produtosGestão do ciclo de vida de produtos
Gestão do ciclo de vida de produtos
 
Eventos Sustentáveis - Muito além do tapete verde - Márcio Mendes
Eventos Sustentáveis - Muito além do tapete verde - Márcio MendesEventos Sustentáveis - Muito além do tapete verde - Márcio Mendes
Eventos Sustentáveis - Muito além do tapete verde - Márcio Mendes
 

Mais de CICCOPN - Centro de formação Profissional da Industria da Construção Civil e Obras Públicas do Norte

ISO9001 - Aplicação prática no Setor da Construção Civil
ISO9001 -  Aplicação prática no Setor da Construção Civil               ISO9001 -  Aplicação prática no Setor da Construção Civil
Implementação do Lean na Construção
Implementação do Lean na ConstruçãoImplementação do Lean na Construção
eiC - Evolucao Certificacao Construcao Civil
eiC - Evolucao Certificacao Construcao CivileiC - Evolucao Certificacao Construcao Civil
Jornadas Qualidade 2019
Jornadas Qualidade 2019Jornadas Qualidade 2019
Apresentacao joao baptista_julho2019
Apresentacao joao baptista_julho2019Apresentacao joao baptista_julho2019
Apresentacao rui-cunha
Apresentacao rui-cunhaApresentacao rui-cunha
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshopsLearningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshopsLearningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
Jornadas Qualidade - Business intelligence
Jornadas Qualidade - Business intelligence Jornadas Qualidade - Business intelligence
Jornadas qualidade - Bosch
Jornadas qualidade - BoschJornadas qualidade - Bosch
Qualidade desenvolvimento-produtos
Qualidade desenvolvimento-produtosQualidade desenvolvimento-produtos
Jornadas qualidade 2018 - ISO/IEC
Jornadas qualidade 2018 - ISO/IECJornadas qualidade 2018 - ISO/IEC
Equipas de Qualidade
Equipas de QualidadeEquipas de Qualidade
Trabalhador designado - Segurança e Saúde no Trabalho
Trabalhador designado - Segurança e Saúde no TrabalhoTrabalhador designado - Segurança e Saúde no Trabalho
Jornadas da Qualidade no CICCOPN
Jornadas da Qualidade no CICCOPNJornadas da Qualidade no CICCOPN
A nova Norma Internacional ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão da Segurança e ...
A nova Norma Internacional ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão da Segurança e ...A nova Norma Internacional ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão da Segurança e ...
A nova Norma Internacional ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão da Segurança e ...
CICCOPN - Centro de formação Profissional da Industria da Construção Civil e Obras Públicas do Norte
 
Guia controlo exposicao profissional a agentes químicos
Guia controlo exposicao profissional a agentes químicosGuia controlo exposicao profissional a agentes químicos
Guia luvas-Exposição profissional a agentes químicos
Guia luvas-Exposição profissional a agentes químicosGuia luvas-Exposição profissional a agentes químicos
Guia epi - Exposição profissional a agentes químicos
Guia epi - Exposição profissional a agentes químicosGuia epi - Exposição profissional a agentes químicos
Exposição profissional a agentes químicos
Exposição profissional a agentes químicosExposição profissional a agentes químicos

Mais de CICCOPN - Centro de formação Profissional da Industria da Construção Civil e Obras Públicas do Norte (20)

ISO9001 - Aplicação prática no Setor da Construção Civil
ISO9001 -  Aplicação prática no Setor da Construção Civil               ISO9001 -  Aplicação prática no Setor da Construção Civil
ISO9001 - Aplicação prática no Setor da Construção Civil
 
Implementação do Lean na Construção
Implementação do Lean na ConstruçãoImplementação do Lean na Construção
Implementação do Lean na Construção
 
eiC - Evolucao Certificacao Construcao Civil
eiC - Evolucao Certificacao Construcao CivileiC - Evolucao Certificacao Construcao Civil
eiC - Evolucao Certificacao Construcao Civil
 
Jornadas Qualidade 2019
Jornadas Qualidade 2019Jornadas Qualidade 2019
Jornadas Qualidade 2019
 
Apresentacao joao baptista_julho2019
Apresentacao joao baptista_julho2019Apresentacao joao baptista_julho2019
Apresentacao joao baptista_julho2019
 
Apresentacao rui-cunha
Apresentacao rui-cunhaApresentacao rui-cunha
Apresentacao rui-cunha
 
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshopsLearningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
 
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshopsLearningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
Learningshift divulgacao fevereiro 2019 - workshops
 
Jornadas Qualidade - Business intelligence
Jornadas Qualidade - Business intelligence Jornadas Qualidade - Business intelligence
Jornadas Qualidade - Business intelligence
 
Jornadas qualidade - Bosch
Jornadas qualidade - BoschJornadas qualidade - Bosch
Jornadas qualidade - Bosch
 
Qualidade desenvolvimento-produtos
Qualidade desenvolvimento-produtosQualidade desenvolvimento-produtos
Qualidade desenvolvimento-produtos
 
Jornadas qualidade 2018 - ISO/IEC
Jornadas qualidade 2018 - ISO/IECJornadas qualidade 2018 - ISO/IEC
Jornadas qualidade 2018 - ISO/IEC
 
Equipas de Qualidade
Equipas de QualidadeEquipas de Qualidade
Equipas de Qualidade
 
Trabalhador designado - Segurança e Saúde no Trabalho
Trabalhador designado - Segurança e Saúde no TrabalhoTrabalhador designado - Segurança e Saúde no Trabalho
Trabalhador designado - Segurança e Saúde no Trabalho
 
Jornadas da Qualidade no CICCOPN
Jornadas da Qualidade no CICCOPNJornadas da Qualidade no CICCOPN
Jornadas da Qualidade no CICCOPN
 
A nova Norma Internacional ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão da Segurança e ...
A nova Norma Internacional ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão da Segurança e ...A nova Norma Internacional ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão da Segurança e ...
A nova Norma Internacional ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão da Segurança e ...
 
Guia controlo exposicao profissional a agentes químicos
Guia controlo exposicao profissional a agentes químicosGuia controlo exposicao profissional a agentes químicos
Guia controlo exposicao profissional a agentes químicos
 
Guia luvas-Exposição profissional a agentes químicos
Guia luvas-Exposição profissional a agentes químicosGuia luvas-Exposição profissional a agentes químicos
Guia luvas-Exposição profissional a agentes químicos
 
Guia epi - Exposição profissional a agentes químicos
Guia epi - Exposição profissional a agentes químicosGuia epi - Exposição profissional a agentes químicos
Guia epi - Exposição profissional a agentes químicos
 
Exposição profissional a agentes químicos
Exposição profissional a agentes químicosExposição profissional a agentes químicos
Exposição profissional a agentes químicos
 

Último

A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 

Último (20)

Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 

Apresentacao jornadas tecnicas_qualidade_3 edicao_benedita machado

  • 1. Transição para a nova norma ISO 14001:2015
  • 2. Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental Principais alterações na ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental
  • 3. Alteração Estrutural da ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma
  • 5. Anexo SL – Compatibilização das normas ISO 9001 ISO 14001 ISO 45001 Qualidade Ambiente Segurança Publicação esperada para Outubro de 2016
  • 6. Principais alterações na ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental
  • 7. Compreender a organização e o seu contexto A Organização deve determinar questões internas e externas que incluam: As condições ambientais podem afetar a organização A Organização pode afetar as condições ambientais Condições Ambientais Clima Qualidade do ar Qualidade da água Disponibilidade de recursos Contaminação do solo
  • 8. Exemplos de questões internas e externas que podem também ser relevantes: Circunstâncias externas de caráter cultural, social, político, legal, regulamentar, financeiro, tecnológico, económico, natural e concorrencial, quer a nível internacional, nacional, regional ou local; As características ou condições internas da organização, tais como atividades, produtos e serviços, orientação estratégica, cultura e capacidades (ou seja, pessoas, conhecimento, processos, sistemas). Compreender o contexto da Organização permite determinar riscos e oportunidades Compreender a organização e o seu contexto
  • 9. A Organização deve determinar: As partes interessadas (PI) que são relevantes para o SGA; As necessidades e expectativas destas partes interessadas; Quais destas necessidades e expectativas se tornam as suas obrigações de conformidade Compreender a necessidades e expectativas das PI
  • 10. Principais alterações na ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental
  • 11. Liderança e compromisso ISO 14001:2004 Nomeação de um representante da Gestão de Topo ISO 14001:2015 Responsabilização da Gestão de Topo pela eficácia do SGA
  • 12. Política ambiental e Objetivos ambientais Disponibilização dos recursos necessários Melhoria contínua Responsabilização pela eficácia do SGA Orientação e apoio a outras funções para eficácia do SGA Integração do SGA nos processos de negócio Resultados e a comunicação da importância do SGA A Gestão de topo deve assegurar:
  • 13. Principais alterações na ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental
  • 14. Perspetiva do Ciclo de vida: Matérias- primas ISO 14001:2015 ISO 14001:2004 Produção/ Serviços Transporte e Entrega do Produto Utilização do produto/ serviços Gestão do Resíduo
  • 15. Ø Utilização de MP recicladas; Ø Restrição ou eliminação da utilização de substâncias nocivas; Ø Aquisição de MP em embalagens reutilizáveis ou recicláveis. Ø Redimensionamento das embalagens e melhor ocupação no transporte; Ø Otimização das rotas de transporte, reduzindo consumo de combustível e emissão de CO2 ; Ø Utilização de frota transportadora com menos emissões de CO2 . Exemplos:
  • 16. Ø Elaboração e divulgação de manuais de utilização, com comunicação clara sobre utilização consciente e sustentável dos produtos. Ø Produtos eco-eficientes (mais eficientes em termos de consumos energéticos, materiais, embalagens, etc.); Ø Preocupação constante em divulgar os meios mais adequados de gestão do resíduo; Ø Indicações de desmontagem do produto para possibilitar a reciclagem dos diferentes materiais do resíduo. Exemplos:
  • 17. Principais alterações na ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental
  • 18. Determinação de Riscos e Oportunidades para: : - garantir que o SGA pode atingir os seus resultados pretendidos; - prevenir ou reduzir efeitos indesejáveis para a organização; - atingir a melhoria contínua. Riscos e Oportunidades (definição ISO 14001:2015): efeitos adversos potenciais (ameaças) e efeitos benéficos potenciais (oportunidades)
  • 19. Exemplo: Fábrica X emite Compostos Orgânicos Voláteis (COV) acima do Valor Limite de Emissão definido em diploma legal. Exemplos de determinação de Risco e Oportunidade: Risco Ambiental - Poluição Atmosférica; Riscos para a Organização - Elevado valor da coima associada, - “Má imagem” perante a Sociedade Oportunidade - Instalação de um sistema de queima de COV com recuperação de energia, redução da fatura de eletricidade e melhoria da reputação da empresa.
  • 20. Principais alterações na ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental
  • 21. A comunicação passa a ter que estar planeada: O que comunicar? Quando comunicar? Com quem comunicar? Como comunicar? Ênfase na Comunicação:
  • 22. Temas de Comunicação Interna e Externa: Importância de uma gestão ambiental eficaz e da sua conformidade Política ambiental Responsabilidades e autoridades para funções relevantes Resultados e Desempenho ambiental o que comunicar?
  • 23. Temas de Comunicação Interna e Externa: Aspetos ambientais signicativos (incluindo os de fases do ciclo de vida posteriores - transporte, entrega, uso, gestão resíduo) Informação relevante sobre preparação e resposta a situações de emergência Obrigações de Conformidade
  • 24. O que comunicar? A Quem Comunicar? Como Comunicar? Interna- mente Quando? Externa- mente Quando? Meios de Comunicação Interna Meios de Comunicação Externa Política Ambiental Todos os colabora- dores Continua- mente Clientes, Fornecedor- res e outras Partes Interessadas Quando solicitado - Quadro Informativo; - Formação, Sensibilização, - Intranet - Site da empresa; - Newsletter; - E-mail. Aspetos ambientais significativos Todos os colabora- dores Continua- mente Clientes, Fornecedor- res e outras Partes Interessadas Quando solicitado - Matriz de Aspetos e Impactes Ambientais; - Quadro Informativo - Resposta a questionários, ofícios. - E-mail; - Contacto direto ou telefónico; ... ... ... ... ... ... ... Exemplo de Plano de Comunicação:
  • 25. Principais alterações na ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental
  • 26. Possibilidade de simplificação da estrutura documental ISO 14001:2004 Procedimentos documentados Informação documentada ISO 14001:2015 Foco na implementação do SGA e desempenho ambiental e não num sistema complexo de controlo da informação documentada.
  • 27. Principais alterações na ISO 14001:2015 Nova estrutura da norma Contexto da Organização Liderança Ênfase na Comunicação Avaliação do Risco Perspetiva do Ciclo de Vida Simplificação na Documentação Melhoria do Desempenho Ambiental
  • 28. ISO 14001:2004 Melhoria Contínua Melhoria do Desempenho Ambiental ISO 14001:2015 Melhoria contínua para melhorar o seu desempenho ambiental Exemplos de ações de melhoria: - Aplicar ecodesign aos produtos; - Analisar processos para eliminar desperdícios; - Calcular a pegada de carbono associada ao fabrico do produto, (...)
  • 29. Como planear a transição? • O período de transição é de três anos, definido a partir da data de publicação da ISO 14001:2015. 15/09/2015 Publicação ISO 14001:2015 2015 2016 2017 2018 15/09/2018 Limite para adaptação à ISO 14001:2015