SlideShare uma empresa Scribd logo
UFLA – Universidade Federal de Lavras
            Pedagogia – Turma A
               Polo Confins

•   Cláudia Silva Rabelo Cruz
•   Débora Cristina Cordeiro Campos Leal
•   Fabiano Henrique Viana da Mata
•   Maísa das Graças Rosa
•   Rosimaria Aparecida Alves
ANTROPOLOGIA
 DIVERSIDADE
 CULTURAL E
  EDUCAÇÃO
Antropologia I

Olá ! Eu sou o Jorge,
professor de Antropologia,
e vou apresentar a vocês
alguns conceitos que foram
discutidos durante o nosso
curso.

   Vamos começar pela
  Antropologia I. Veja no
      próximo slide.




                             Avance
Senso      Comum:       Vivências      e
                experiências.

   Tipos de     Empírico: Saberes de derivados direta
Conhecimentos   ou indiretamente da experiência
                sensível imediata.

                Científico: Exige pensamento crítico,
                busca relações causais e leis gerais que
                regem os fenômenos.




                                                 Avance
Ser Social: As famílias, a escola,
                   a religião e demais grupos
                   sociais.

Concepção do Ser   Ser Cultural: Corresponde ao
    Humano         modo de agir, aprender e
                   evoluir...


                   Ser Relacional: Capacidade de
                   interagir com outros seres
                   humanos, outros grupos sociais,
                   etc.



                          Sociais, educacionais,
                              econômicas.

                                                        Avance
Evolucionismo: Evolução cultural biologicamente sustentada.


                 Difusionismo: As formas sociais e culturais surgem numa dada
                 sociedade, num dado sítio, num dado momento. A sociedade é vista
                 como um centro de desenvolvimento e difusão cultural.

                 Culturalismo: Interesse teórico a cerca das relações entre cultura e
                 personalidade e os fenômenos que resultam do contato intercultural
                 direto e contínuo.

  Correntes      Funcionalismo: A cultura é pensada como um sistema integrado e
Antropológicas   coerente; consiste na exploração da interpretação articulada a uma
                 teoria sobre como as sociedades funcionam.


                 Estruturalismo: Postila a unidade psíquica fundamental do homem, dado
                 que as propriedades lógicas de sua mente lhe asseguram o mesmo
                 modo de operação, independente do espaço e das circunstâncias.

                 Interpretativismo: Prioriza o simbolismo, o significado, o sentido que as
                 ações humanas transmitem. Abordando a cultura como um sistema
                 ordenado de significados e símbolos nos termos dos quais os indivíduos
                 definem seu mundo, expressam seus sentimentos e fazem seus
                 julgamentos.
                                                                             Avance
Antropologia II


Vamos agora ver um
esquema que engloba
alguns   conceitos      de
Antropologia II . Avance !




                             Avance
Orientação étnica presidindo as relações de dominação
                   colonizador –> índio.

                   Orientação racial presidindo a relação de dominação
                   senhor –> escravo.


                   Esvaziamento e minimização da importância da presença
Etnia Brasileira   indígena e da presença africana na nossa história social e
                                           cultural.

                   Superação das desigualdades regionais (pré-requisito da
                                       democracia).

  Implicações      Darcy Ribeiro define a formação do povo brasileiro como
                      “um dos mais homogêneos da Terra, um dos povos
                   socialmente mais integrados, falando uma mesma língua
                           e compartilhando uma mesma cultura”.

                       Eu: Condição da consciência, da ciência da razão;
                              orientação cultural fundamental.


                        Identidade: É um constructo de natureza social.
Antropologia III


Para finalizar, veja os conceitos
da aula III. Avance !




                                    Avance
Construção social da pessoa.
      Socialização
 (Família        Grupos            Assimilação de novos padrões de
        sociais)                   ação, pensamento e modos de
                                   simbolização.

                                   Ocorre como processo de aquisição
                                   da cultura: indivíduo sociedade.


                                          Cultura infantil é uma dimensão da cultura mais
                                          ampla, nela imersa, com ela e dela significante e
Socialização da criança em nossa
                                          significado.
sociedade: orientações culturais
direcionadas ao corpo, à pessoa,
aos objetos, às ideias.                   A escola “produz e reproduz distinções e
                                          desigualdades”.


                                          Cabe ao professor superar pré-conceitos,
                                          ensinando o respeito ao outro e o
                                          reconhecimento da diferença na construção de
                                          uma sociedade mais justa.
É necessário que nós, educadores,
tenhamos em mente que todos estes
conceitos estão relacionados com a
educação. Trabalhar com os alunos
questões como identidade e diversidade
cultural, família e outros aspectos que
englobam o ser humano são importantes
para o desenvolvimento da cidadania e
autoestima da criança. Até breve!
REFERÊNCIAS:

   BANDEIRA, Maria de Lourdes; FREIRE, Otávio.
    Antropologia I. Cuiabá-MT, 2ª Edição. 2008.

   BANDEIRA, Maria de Lourdes; FREIRE, Otávio.
    Diversidades. Antropologia II. Cuiabá-MT, 2ª Edição.
    2008.

   BANDEIRA, Maria de Lourdes; FREIRE, Otávio.
    Cultura e Educação Infantil. Antropologia III. Cuiabá-
    MT, 2ª Edição. 2008.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA  EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA  EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO
Hudson Frota
 
Cultura, os símbolos e a sociedade
Cultura, os símbolos e a sociedadeCultura, os símbolos e a sociedade
Cultura, os símbolos e a sociedade
Viviane Guerra
 
Conceitocultura
ConceitoculturaConceitocultura
Conceitocultura
Pedroalexandreodonto
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
Silvia Revez
 
Filosofia da educação semana 6 - Cultura
Filosofia da educação   semana 6 - CulturaFilosofia da educação   semana 6 - Cultura
Filosofia da educação semana 6 - Cultura
Roxana Alhadas
 
Padrões de cultura diversidade cultural identidade cultural
Padrões de cultura diversidade cultural identidade culturalPadrões de cultura diversidade cultural identidade cultural
Padrões de cultura diversidade cultural identidade cultural
Filazambuja
 
CCM. CULTURA E IDENTIDADE
CCM. CULTURA E IDENTIDADECCM. CULTURA E IDENTIDADE
CCM. CULTURA E IDENTIDADE
UNIP. Universidade Paulista
 
Homem, cultura e sociedade
Homem, cultura e sociedadeHomem, cultura e sociedade
Homem, cultura e sociedade
Keller Maviane
 
Aula de revisão de conteúdo – 7º ano
Aula de revisão de conteúdo – 7º anoAula de revisão de conteúdo – 7º ano
Aula de revisão de conteúdo – 7º ano
roberto mosca junior
 
Sociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e SociedadeSociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e Sociedade
Moacyr Anício
 
Introdução aos Conceitos de cultura
Introdução aos Conceitos de culturaIntrodução aos Conceitos de cultura
Introdução aos Conceitos de cultura
Fabio Salvari
 
A relatividade cultural
A relatividade culturalA relatividade cultural
A relatividade cultural
Luis De Sousa Rodrigues
 
Cap 5 cultura
Cap 5 culturaCap 5 cultura
Cap 5 cultura
Joao Balbi
 
Natureza e cultura
Natureza e culturaNatureza e cultura
Natureza e cultura
francisco claudemir barbosa
 
Pessoa e Cultura - Luís Rodrigues
Pessoa e Cultura - Luís RodriguesPessoa e Cultura - Luís Rodrigues
Pessoa e Cultura - Luís Rodrigues
Nuno Cunha
 
Cultura e sociedade
Cultura e sociedadeCultura e sociedade
Cultura e sociedade
Lucas Origuela
 
Ficha Informativa 1 Pessoa E Cultura
Ficha Informativa   1 Pessoa E CulturaFicha Informativa   1 Pessoa E Cultura
Ficha Informativa 1 Pessoa E Cultura
abarros
 
Bourdieu: Educação e cultura (Resumo)
Bourdieu: Educação e cultura (Resumo)Bourdieu: Educação e cultura (Resumo)
Bourdieu: Educação e cultura (Resumo)
Israel serique
 
Linguagem, pensamento e cultura na filosofia
Linguagem, pensamento e cultura na filosofiaLinguagem, pensamento e cultura na filosofia
Linguagem, pensamento e cultura na filosofia
equacao
 

Mais procurados (19)

FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA  EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA  EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO
 
Cultura, os símbolos e a sociedade
Cultura, os símbolos e a sociedadeCultura, os símbolos e a sociedade
Cultura, os símbolos e a sociedade
 
Conceitocultura
ConceitoculturaConceitocultura
Conceitocultura
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Filosofia da educação semana 6 - Cultura
Filosofia da educação   semana 6 - CulturaFilosofia da educação   semana 6 - Cultura
Filosofia da educação semana 6 - Cultura
 
Padrões de cultura diversidade cultural identidade cultural
Padrões de cultura diversidade cultural identidade culturalPadrões de cultura diversidade cultural identidade cultural
Padrões de cultura diversidade cultural identidade cultural
 
CCM. CULTURA E IDENTIDADE
CCM. CULTURA E IDENTIDADECCM. CULTURA E IDENTIDADE
CCM. CULTURA E IDENTIDADE
 
Homem, cultura e sociedade
Homem, cultura e sociedadeHomem, cultura e sociedade
Homem, cultura e sociedade
 
Aula de revisão de conteúdo – 7º ano
Aula de revisão de conteúdo – 7º anoAula de revisão de conteúdo – 7º ano
Aula de revisão de conteúdo – 7º ano
 
Sociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e SociedadeSociologia, Cultura e Sociedade
Sociologia, Cultura e Sociedade
 
Introdução aos Conceitos de cultura
Introdução aos Conceitos de culturaIntrodução aos Conceitos de cultura
Introdução aos Conceitos de cultura
 
A relatividade cultural
A relatividade culturalA relatividade cultural
A relatividade cultural
 
Cap 5 cultura
Cap 5 culturaCap 5 cultura
Cap 5 cultura
 
Natureza e cultura
Natureza e culturaNatureza e cultura
Natureza e cultura
 
Pessoa e Cultura - Luís Rodrigues
Pessoa e Cultura - Luís RodriguesPessoa e Cultura - Luís Rodrigues
Pessoa e Cultura - Luís Rodrigues
 
Cultura e sociedade
Cultura e sociedadeCultura e sociedade
Cultura e sociedade
 
Ficha Informativa 1 Pessoa E Cultura
Ficha Informativa   1 Pessoa E CulturaFicha Informativa   1 Pessoa E Cultura
Ficha Informativa 1 Pessoa E Cultura
 
Bourdieu: Educação e cultura (Resumo)
Bourdieu: Educação e cultura (Resumo)Bourdieu: Educação e cultura (Resumo)
Bourdieu: Educação e cultura (Resumo)
 
Linguagem, pensamento e cultura na filosofia
Linguagem, pensamento e cultura na filosofiaLinguagem, pensamento e cultura na filosofia
Linguagem, pensamento e cultura na filosofia
 

Destaque

FOTOGRAFIA FINE ART NA DECORAÇÃO DE AMBIENTES
FOTOGRAFIA FINE ART NA DECORAÇÃO DE AMBIENTESFOTOGRAFIA FINE ART NA DECORAÇÃO DE AMBIENTES
FOTOGRAFIA FINE ART NA DECORAÇÃO DE AMBIENTES
Sanchez JMC
 
Aula 1 - Redes Sociais WEB
Aula 1 - Redes Sociais WEBAula 1 - Redes Sociais WEB
O Que é Tv Digital?
O Que é Tv Digital?O Que é Tv Digital?
O Que é Tv Digital?
Erika Zuza
 
Redes Sociais, Midias Sociais e Colaboracao em Rede
Redes Sociais, Midias Sociais e Colaboracao em RedeRedes Sociais, Midias Sociais e Colaboracao em Rede
Redes Sociais, Midias Sociais e Colaboracao em Rede
Elizabeth Fantauzzi
 
Cultura e natureza e cidades sustentaveis
Cultura e natureza e cidades sustentaveisCultura e natureza e cidades sustentaveis
Cultura e natureza e cidades sustentaveis
Atividades Diversas Cláudia
 
Culturalismo. present.
Culturalismo. present.Culturalismo. present.
Culturalismo. present.
maximinarool
 
Cap 14 homem-animal
Cap 14  homem-animalCap 14  homem-animal
Cap 14 homem-animal
Joao Balbi
 
Cultura, Linguagem, CóDigo E RepertóRio
Cultura, Linguagem, CóDigo E RepertóRioCultura, Linguagem, CóDigo E RepertóRio
Cultura, Linguagem, CóDigo E RepertóRio
Luci Bonini
 
Linguagem e Comunicação II
Linguagem e Comunicação IILinguagem e Comunicação II
Linguagem e Comunicação II
Jose Arnaldo Silva
 
Linguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação ILinguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação I
Jose Arnaldo Silva
 
EVOLUCIONISMO
EVOLUCIONISMOEVOLUCIONISMO
EVOLUCIONISMO
Larissa Averna
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
7 de Setembro
 
Slides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentaçãoSlides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentação
blogdoalunocefa
 
Linguagem, comunicação e interação
Linguagem, comunicação e interaçãoLinguagem, comunicação e interação
Linguagem, comunicação e interação
iamraphael
 

Destaque (14)

FOTOGRAFIA FINE ART NA DECORAÇÃO DE AMBIENTES
FOTOGRAFIA FINE ART NA DECORAÇÃO DE AMBIENTESFOTOGRAFIA FINE ART NA DECORAÇÃO DE AMBIENTES
FOTOGRAFIA FINE ART NA DECORAÇÃO DE AMBIENTES
 
Aula 1 - Redes Sociais WEB
Aula 1 - Redes Sociais WEBAula 1 - Redes Sociais WEB
Aula 1 - Redes Sociais WEB
 
O Que é Tv Digital?
O Que é Tv Digital?O Que é Tv Digital?
O Que é Tv Digital?
 
Redes Sociais, Midias Sociais e Colaboracao em Rede
Redes Sociais, Midias Sociais e Colaboracao em RedeRedes Sociais, Midias Sociais e Colaboracao em Rede
Redes Sociais, Midias Sociais e Colaboracao em Rede
 
Cultura e natureza e cidades sustentaveis
Cultura e natureza e cidades sustentaveisCultura e natureza e cidades sustentaveis
Cultura e natureza e cidades sustentaveis
 
Culturalismo. present.
Culturalismo. present.Culturalismo. present.
Culturalismo. present.
 
Cap 14 homem-animal
Cap 14  homem-animalCap 14  homem-animal
Cap 14 homem-animal
 
Cultura, Linguagem, CóDigo E RepertóRio
Cultura, Linguagem, CóDigo E RepertóRioCultura, Linguagem, CóDigo E RepertóRio
Cultura, Linguagem, CóDigo E RepertóRio
 
Linguagem e Comunicação II
Linguagem e Comunicação IILinguagem e Comunicação II
Linguagem e Comunicação II
 
Linguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação ILinguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação I
 
EVOLUCIONISMO
EVOLUCIONISMOEVOLUCIONISMO
EVOLUCIONISMO
 
Linguagem e Comunicação
Linguagem e ComunicaçãoLinguagem e Comunicação
Linguagem e Comunicação
 
Slides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentaçãoSlides língua portuguesa apresentação
Slides língua portuguesa apresentação
 
Linguagem, comunicação e interação
Linguagem, comunicação e interaçãoLinguagem, comunicação e interação
Linguagem, comunicação e interação
 

Semelhante a Antropologia

O paradigma da educação multicultural amazônica
O paradigma da educação multicultural amazônicaO paradigma da educação multicultural amazônica
O paradigma da educação multicultural amazônica
Hebert Balieiro
 
Cp aula 4
Cp aula 4Cp aula 4
Cp aula 4
Maira Conde
 
Antropologia da Comunicação
Antropologia da ComunicaçãoAntropologia da Comunicação
Antropologia da Comunicação
Daniel Buchmann
 
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno CarrascoO uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
Bruno Carrasco
 
Educação quilombola
Educação quilombolaEducação quilombola
Educação quilombola
Fabiana Paula
 
Sociologia civ i
Sociologia civ   iSociologia civ   i
Sociologia civ i
DiedNuenf
 
Unidade 1 - Aula 1 - Introdução ao conceito de cultura
Unidade 1 - Aula 1 - Introdução ao conceito de culturaUnidade 1 - Aula 1 - Introdução ao conceito de cultura
Unidade 1 - Aula 1 - Introdução ao conceito de cultura
Cleverson Domingos
 
Identidade cultural fap
Identidade cultural  fapIdentidade cultural  fap
Identidade cultural fap
SONIAPASSOS7
 
Caderno 03
Caderno 03Caderno 03
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfO Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
Luziane Santos
 
natureza-cultura-e-sociedade--soc-e-etica-2-sem-2017.pdf
natureza-cultura-e-sociedade--soc-e-etica-2-sem-2017.pdfnatureza-cultura-e-sociedade--soc-e-etica-2-sem-2017.pdf
natureza-cultura-e-sociedade--soc-e-etica-2-sem-2017.pdf
SianCarlosAlegre
 
Publicação2
Publicação2Publicação2
Publicação2
Rodrigo Silveira
 
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e SociedadetxSociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
marioaraujorosas1
 
Antrapologia 1
Antrapologia 1Antrapologia 1
CULTURA.ppt
CULTURA.pptCULTURA.ppt
CULTURA.ppt
JosWilliam14
 
Antropologia e Educação
Antropologia e EducaçãoAntropologia e Educação
Antropologia e Educação
Clarim Natal
 
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
Prof. Noe Assunção
 
Unidade 1
Unidade 1 Unidade 1
Unidade 1
Camila Silva
 
1 slide modulo 3
1 slide  modulo 31 slide  modulo 3
1 slide modulo 3
Maria Ludes Maria
 
Como o ser humano se tornou ser humano
Como o ser humano se tornou ser humanoComo o ser humano se tornou ser humano
Como o ser humano se tornou ser humano
Andressa Joao Bidoia
 

Semelhante a Antropologia (20)

O paradigma da educação multicultural amazônica
O paradigma da educação multicultural amazônicaO paradigma da educação multicultural amazônica
O paradigma da educação multicultural amazônica
 
Cp aula 4
Cp aula 4Cp aula 4
Cp aula 4
 
Antropologia da Comunicação
Antropologia da ComunicaçãoAntropologia da Comunicação
Antropologia da Comunicação
 
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno CarrascoO uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
 
Educação quilombola
Educação quilombolaEducação quilombola
Educação quilombola
 
Sociologia civ i
Sociologia civ   iSociologia civ   i
Sociologia civ i
 
Unidade 1 - Aula 1 - Introdução ao conceito de cultura
Unidade 1 - Aula 1 - Introdução ao conceito de culturaUnidade 1 - Aula 1 - Introdução ao conceito de cultura
Unidade 1 - Aula 1 - Introdução ao conceito de cultura
 
Identidade cultural fap
Identidade cultural  fapIdentidade cultural  fap
Identidade cultural fap
 
Caderno 03
Caderno 03Caderno 03
Caderno 03
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfO Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
 
natureza-cultura-e-sociedade--soc-e-etica-2-sem-2017.pdf
natureza-cultura-e-sociedade--soc-e-etica-2-sem-2017.pdfnatureza-cultura-e-sociedade--soc-e-etica-2-sem-2017.pdf
natureza-cultura-e-sociedade--soc-e-etica-2-sem-2017.pdf
 
Publicação2
Publicação2Publicação2
Publicação2
 
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e SociedadetxSociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
Sociologia, Cultura e Sociedade.ppSociologia, Cultura e Sociedadetx
 
Antrapologia 1
Antrapologia 1Antrapologia 1
Antrapologia 1
 
CULTURA.ppt
CULTURA.pptCULTURA.ppt
CULTURA.ppt
 
Antropologia e Educação
Antropologia e EducaçãoAntropologia e Educação
Antropologia e Educação
 
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
 
Unidade 1
Unidade 1 Unidade 1
Unidade 1
 
1 slide modulo 3
1 slide  modulo 31 slide  modulo 3
1 slide modulo 3
 
Como o ser humano se tornou ser humano
Como o ser humano se tornou ser humanoComo o ser humano se tornou ser humano
Como o ser humano se tornou ser humano
 

Último

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 

Antropologia

  • 1. UFLA – Universidade Federal de Lavras Pedagogia – Turma A Polo Confins • Cláudia Silva Rabelo Cruz • Débora Cristina Cordeiro Campos Leal • Fabiano Henrique Viana da Mata • Maísa das Graças Rosa • Rosimaria Aparecida Alves
  • 3. Antropologia I Olá ! Eu sou o Jorge, professor de Antropologia, e vou apresentar a vocês alguns conceitos que foram discutidos durante o nosso curso. Vamos começar pela Antropologia I. Veja no próximo slide. Avance
  • 4. Senso Comum: Vivências e experiências. Tipos de Empírico: Saberes de derivados direta Conhecimentos ou indiretamente da experiência sensível imediata. Científico: Exige pensamento crítico, busca relações causais e leis gerais que regem os fenômenos. Avance
  • 5. Ser Social: As famílias, a escola, a religião e demais grupos sociais. Concepção do Ser Ser Cultural: Corresponde ao Humano modo de agir, aprender e evoluir... Ser Relacional: Capacidade de interagir com outros seres humanos, outros grupos sociais, etc. Sociais, educacionais, econômicas. Avance
  • 6. Evolucionismo: Evolução cultural biologicamente sustentada. Difusionismo: As formas sociais e culturais surgem numa dada sociedade, num dado sítio, num dado momento. A sociedade é vista como um centro de desenvolvimento e difusão cultural. Culturalismo: Interesse teórico a cerca das relações entre cultura e personalidade e os fenômenos que resultam do contato intercultural direto e contínuo. Correntes Funcionalismo: A cultura é pensada como um sistema integrado e Antropológicas coerente; consiste na exploração da interpretação articulada a uma teoria sobre como as sociedades funcionam. Estruturalismo: Postila a unidade psíquica fundamental do homem, dado que as propriedades lógicas de sua mente lhe asseguram o mesmo modo de operação, independente do espaço e das circunstâncias. Interpretativismo: Prioriza o simbolismo, o significado, o sentido que as ações humanas transmitem. Abordando a cultura como um sistema ordenado de significados e símbolos nos termos dos quais os indivíduos definem seu mundo, expressam seus sentimentos e fazem seus julgamentos. Avance
  • 7. Antropologia II Vamos agora ver um esquema que engloba alguns conceitos de Antropologia II . Avance ! Avance
  • 8. Orientação étnica presidindo as relações de dominação colonizador –> índio. Orientação racial presidindo a relação de dominação senhor –> escravo. Esvaziamento e minimização da importância da presença Etnia Brasileira indígena e da presença africana na nossa história social e cultural. Superação das desigualdades regionais (pré-requisito da democracia). Implicações Darcy Ribeiro define a formação do povo brasileiro como “um dos mais homogêneos da Terra, um dos povos socialmente mais integrados, falando uma mesma língua e compartilhando uma mesma cultura”. Eu: Condição da consciência, da ciência da razão; orientação cultural fundamental. Identidade: É um constructo de natureza social.
  • 9. Antropologia III Para finalizar, veja os conceitos da aula III. Avance ! Avance
  • 10. Construção social da pessoa. Socialização (Família Grupos Assimilação de novos padrões de sociais) ação, pensamento e modos de simbolização. Ocorre como processo de aquisição da cultura: indivíduo sociedade. Cultura infantil é uma dimensão da cultura mais ampla, nela imersa, com ela e dela significante e Socialização da criança em nossa significado. sociedade: orientações culturais direcionadas ao corpo, à pessoa, aos objetos, às ideias. A escola “produz e reproduz distinções e desigualdades”. Cabe ao professor superar pré-conceitos, ensinando o respeito ao outro e o reconhecimento da diferença na construção de uma sociedade mais justa.
  • 11. É necessário que nós, educadores, tenhamos em mente que todos estes conceitos estão relacionados com a educação. Trabalhar com os alunos questões como identidade e diversidade cultural, família e outros aspectos que englobam o ser humano são importantes para o desenvolvimento da cidadania e autoestima da criança. Até breve!
  • 12. REFERÊNCIAS:  BANDEIRA, Maria de Lourdes; FREIRE, Otávio. Antropologia I. Cuiabá-MT, 2ª Edição. 2008.  BANDEIRA, Maria de Lourdes; FREIRE, Otávio. Diversidades. Antropologia II. Cuiabá-MT, 2ª Edição. 2008.  BANDEIRA, Maria de Lourdes; FREIRE, Otávio. Cultura e Educação Infantil. Antropologia III. Cuiabá- MT, 2ª Edição. 2008.