SlideShare uma empresa Scribd logo
Antibióticos

1- CONCEITO
      São substâncias químicas específicas, derivados de
 organismos vivos ou produzidos por eles, bem como seus
 análogos estruturais obtidos por síntese, capazes de inibir
 processos vitais de outros organismos, mesmo em pequenas
 concentrações.
                                                 (Korolkovas)
2- PRINCÍPIO DO EMPREGO DE ANTIBIÓTICOS
 Emprego racional;
 Identificação;
 Evitar o emprego aleatório;
 Escolha correta.
3- ASSOCIAÇÃO DE ANTIBIÓTICOS
  Prevenção de emergência;
 Infecções mistas;
 Terapia inicial;
 Diminuição da toxicidade.


4- POR QUE OCORRE A RESISTÊNCIA?
5- CLASSIFICAÇÃO

    Quanto a origem
•   Naturais
    – Penicillum - penicilinas
    – Streptomyces - tetraciclinas
    – Cephalosporium – cefalosporinas

•   Semi-sintéticos
    –   Penicilinas e cefalosporinas semi-sintéticas

•   Sintéticos
    – Cloranfenicol
Quanto ao espectro de ação

• Predominantes contra Gram-positivo
   – Penicilinas, cefalosporinas, eritromicina etc.

•   Predominantes contra Gram-negativo
    – Neomicina, gentamicina, estreptomicina etc.

• Amplo espectro
   – Cloranfenicol, ampicilina, tetraciclina, rifampicina

• Predominante contra micobactérias
   – ciclocerina, canamicina

• Predominante contra fungos
   – anfotericina B, griseofulvina
• Antibióticos antineoplásicos
   – bleomicina, sarcomicina, fleomicina
• Antiamebianos
   – fumagilina, paromomicina



  Quanto a estrutura química
   – Leva-se em conta os grupamentos constituintes.



6- MECANISMO DE AÇÃO
      Bactericidas
      Bacteriostáticos
Antibióticos Bactericidas e Bacteriostáticos

• Bactericidas                    • Bacteriostáticos

       Atuam        unicamente           Bloqueiam de maneira
  frente às bactérias que se        reversível a síntese dos
  encontram em fase de              ácidos nucléicos ou das
  crescimento,      provocando      proteínas;     uma       vez
  sua morte ou dissolução.          interrompida               a
  Inibem       de       maneira     administração reinicia-se a
  irreversível          reações     biossíntese   interrompida
  ‘bioquímicas essenciais ou        com decorrente retorno da
  destroem          estruturas      proliferação bacteriana.
  celulares vitais.
6.1. LOCAL DE AÇÃO


  Inibidores da respiração ou fosforilação

  Inibidores da síntese de mucopeptídeos da parede celular

  Inibidores que agem sobre a membrana celular
     Polipeptídeos
      Ionóforos
     Poliênicos


  Inibidores da síntese dos ácidos nucleicos

  Inibidores da síntese proteica
6.2. MODO DE AÇÃO


  Antibacterianos que atuam na PAREDE CELULAR



  Antibacterianos que        atuam        na     MEMBRANA
  CITOPLASMÁTICA;

  Antibacterianos que atuam no CITOPLASMA:
    RNA;
    DNA


  Antibacterianos que      atuam     no        METABOLISMO
  INTERMEDIÁRIO;
6.2.1. ANTIBACTERIANOS QUE ATUAM NO NÍVEL DA PAREDE
   CELULAR
       Parede celular

    Pressão osmática

    Divisão celular – septo

    Diferença entre Gram-positivo e Gram-negativo

    Mecanismo de ação: Impedem a síntese e a formação do
    mucopeptídeo.
A sintese da camada de mucopeptídeo se divide em 3 fases:
   Citoplasma;
   Membrana plasmática;
   Externamente a membrana plasmática.

PBP
   PBP 2
   PBP 3

Beta-lactâmicos      bloqueiam a etapa final da síntese da
camada de mucopeptídeo.

Elevado grau de seletividade
Mecanismo de ação dos β-lactâmicos




NAG – N-acetil-glicosamina
NAM – Ácido N-acetil-mucâmico
6.2.2. ANTIBACTERIANOS QUE ATUAM NO NÍVEL DA
   MEMBRANA CITOPLASMÁTICA
   Antibacterianos que promovem desorganização e ruptura da
   membrana
      Antibióticos polipeptídeos



           -Grupamentos básicos (NH3)
           -Cadeia lateral


     Antibióticos poliênicos

  Antibacterianos que alteram a permeabilidade da membrana

     Antibióticos ionóforos
6.2.3. ANTIBACTERIANOS QUE ATUAM NO NÍVEL DO
   CITOPLASMA
Antibacterianos que atuam no nível dos ribossomos
      Subunidade 30S
         Aminoglicosídeos e tetraciclinas
      Subunidade 50S
         Cloranfenicol, lincomicina, clindamicina, eritromicina.

  Antibacterianos que atuam no nível do DNA
     Metronidazol
     Derivados quinolônicos
     Rifampicinas

6.2.4. ANTIBACTERIANOS QUE ATUAM NO NÍVEL DO
   METABOLISMO INTERMEDIÁRIO
      Sulfonamidas e trimetoprima
Polipeptídeos

     PROTEINA




  FOSFOLIPÍDIO




     GRUPAMENTO
       BÁSICO

       ÁCIDO
       GRAXO
•   2-amino-4-hidroxi-6-hidroximetil-pteridina

                                PABA
          Sulfonamidas
                                Diidropteroato sistetase
•   Ácido diidropteróico
                               Ácido glutâmico

                                Diidrofolato sintetase

•   Ácido diidrofólico

          Trimetoprima
                                Diidrofolato redutase

•   Ácido tetraidrofólico                        Necessário    para a
                                                 síntese de    purinas,
                                                 metionina,   timina e
                                                 serina.
Exemplo de um antibiótico que atua
         como ionóforo
SUPER RESUMO !!!

Membrana                           Parede Celular
Plasmática                            Bactericidas
 Bactericidas




     RNA
Bactericidas ou                          DNA
Bacteriostáticos                   Bactericidas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

8.1 antibióticos 1.1
8.1 antibióticos 1.18.1 antibióticos 1.1
8.1 antibióticos 1.1
Luiz Gonçalves Mendes Jr
 
Antibióticos
AntibióticosAntibióticos
Antibióticos
Renato Santos
 
ANTI-INFLAMATÓRIOS e ANALGÉSICOS
ANTI-INFLAMATÓRIOS e ANALGÉSICOSANTI-INFLAMATÓRIOS e ANALGÉSICOS
ANTI-INFLAMATÓRIOS e ANALGÉSICOS
Leonardo Souza
 
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidaisAula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Introdução à Farmacologia
Introdução à FarmacologiaIntrodução à Farmacologia
Introdução à Farmacologia
Maria Silene Silva
 
Antifúngicos
Antifúngicos Antifúngicos
Antifúngicos
dapab
 
Agonista e antagonista colinérgico
Agonista e antagonista colinérgicoAgonista e antagonista colinérgico
Agonista e antagonista colinérgico
tatiany ferreira de oliveira
 
Aula de Farmacocinética e Vias de Administração
Aula de Farmacocinética e Vias de AdministraçãoAula de Farmacocinética e Vias de Administração
Aula de Farmacocinética e Vias de Administração
Jaqueline Almeida
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologia
Jaqueline Almeida
 
Atb mecanismos de ação 2
Atb mecanismos de ação   2Atb mecanismos de ação   2
Atb mecanismos de ação 2
Ana Claudia Rodrigues
 
Antibióticos Beta-lactâmicos; Penicilinas
Antibióticos Beta-lactâmicos; PenicilinasAntibióticos Beta-lactâmicos; Penicilinas
Antibióticos Beta-lactâmicos; Penicilinas
Thaline Eveli Martins
 
Inflamacao e dor
Inflamacao e dorInflamacao e dor
Inflamacao e dor
Rafael Nobre
 
Farmacodinâmica
FarmacodinâmicaFarmacodinâmica
Farmacodinâmica
Leonardo Souza
 
Glicocorticoides - Farmacologia
Glicocorticoides - FarmacologiaGlicocorticoides - Farmacologia
Glicocorticoides - Farmacologia
Raphael Machado
 
Aula 1 (1)
Aula 1 (1)Aula 1 (1)
Farmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagemFarmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagem
Ana Hollanders
 
Antiinflamatorios
AntiinflamatoriosAntiinflamatorios
Antiinflamatorios
Carlos D A Bersot
 
Grupos de medicamentos
Grupos de medicamentosGrupos de medicamentos
Grupos de medicamentos
Francisco José
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivosAula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Jaqueline Almeida
 
Slide imuno
Slide imunoSlide imuno
Slide imuno
Lucas Almeida Sá
 

Mais procurados (20)

8.1 antibióticos 1.1
8.1 antibióticos 1.18.1 antibióticos 1.1
8.1 antibióticos 1.1
 
Antibióticos
AntibióticosAntibióticos
Antibióticos
 
ANTI-INFLAMATÓRIOS e ANALGÉSICOS
ANTI-INFLAMATÓRIOS e ANALGÉSICOSANTI-INFLAMATÓRIOS e ANALGÉSICOS
ANTI-INFLAMATÓRIOS e ANALGÉSICOS
 
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidaisAula - Anti-inflamatórios não esteróidais
Aula - Anti-inflamatórios não esteróidais
 
Introdução à Farmacologia
Introdução à FarmacologiaIntrodução à Farmacologia
Introdução à Farmacologia
 
Antifúngicos
Antifúngicos Antifúngicos
Antifúngicos
 
Agonista e antagonista colinérgico
Agonista e antagonista colinérgicoAgonista e antagonista colinérgico
Agonista e antagonista colinérgico
 
Aula de Farmacocinética e Vias de Administração
Aula de Farmacocinética e Vias de AdministraçãoAula de Farmacocinética e Vias de Administração
Aula de Farmacocinética e Vias de Administração
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologia
 
Atb mecanismos de ação 2
Atb mecanismos de ação   2Atb mecanismos de ação   2
Atb mecanismos de ação 2
 
Antibióticos Beta-lactâmicos; Penicilinas
Antibióticos Beta-lactâmicos; PenicilinasAntibióticos Beta-lactâmicos; Penicilinas
Antibióticos Beta-lactâmicos; Penicilinas
 
Inflamacao e dor
Inflamacao e dorInflamacao e dor
Inflamacao e dor
 
Farmacodinâmica
FarmacodinâmicaFarmacodinâmica
Farmacodinâmica
 
Glicocorticoides - Farmacologia
Glicocorticoides - FarmacologiaGlicocorticoides - Farmacologia
Glicocorticoides - Farmacologia
 
Aula 1 (1)
Aula 1 (1)Aula 1 (1)
Aula 1 (1)
 
Farmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagemFarmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagem
 
Antiinflamatorios
AntiinflamatoriosAntiinflamatorios
Antiinflamatorios
 
Grupos de medicamentos
Grupos de medicamentosGrupos de medicamentos
Grupos de medicamentos
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivosAula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
 
Slide imuno
Slide imunoSlide imuno
Slide imuno
 

Destaque

Penicilinas e cefalosporinas
Penicilinas e cefalosporinasPenicilinas e cefalosporinas
Penicilinas e cefalosporinas
Elon Freire
 
Antifúngicos
Antifúngicos Antifúngicos
Antifúngicos
Mara Farias
 
Antifúngicos
Antifúngicos Antifúngicos
Antifúngicos
Thiara Cerqueira
 
Anticoagulantes
AnticoagulantesAnticoagulantes
Anticoagulantes
fe53
 
Rbmfc
RbmfcRbmfc
Antiparasitarios
AntiparasitariosAntiparasitarios
Antiparasitarios
Monara Bittencourt
 
Hemostasia e trombose
Hemostasia e tromboseHemostasia e trombose
Hemostasia e trombose
Vanessa Cunha
 
Farmacologia Antiparasitarios
Farmacologia AntiparasitariosFarmacologia Antiparasitarios
Farmacologia Antiparasitarios
Manuel Meléndez
 
Antiparasitarios farmacología.
Antiparasitarios farmacología.Antiparasitarios farmacología.
Antiparasitarios farmacología.
Félix Cadena
 
Fármacos Antiparasitarios
Fármacos AntiparasitariosFármacos Antiparasitarios
Fármacos Antiparasitarios
Alejandro Payares Nuvaez
 
Antibióticos e Quimioterápicos
Antibióticos e QuimioterápicosAntibióticos e Quimioterápicos
Antibióticos e Quimioterápicos
Jose Carlos
 
Antimicoticos.
Antimicoticos.Antimicoticos.
Antimicoticos.
Oswaldo A. Garibay
 

Destaque (12)

Penicilinas e cefalosporinas
Penicilinas e cefalosporinasPenicilinas e cefalosporinas
Penicilinas e cefalosporinas
 
Antifúngicos
Antifúngicos Antifúngicos
Antifúngicos
 
Antifúngicos
Antifúngicos Antifúngicos
Antifúngicos
 
Anticoagulantes
AnticoagulantesAnticoagulantes
Anticoagulantes
 
Rbmfc
RbmfcRbmfc
Rbmfc
 
Antiparasitarios
AntiparasitariosAntiparasitarios
Antiparasitarios
 
Hemostasia e trombose
Hemostasia e tromboseHemostasia e trombose
Hemostasia e trombose
 
Farmacologia Antiparasitarios
Farmacologia AntiparasitariosFarmacologia Antiparasitarios
Farmacologia Antiparasitarios
 
Antiparasitarios farmacología.
Antiparasitarios farmacología.Antiparasitarios farmacología.
Antiparasitarios farmacología.
 
Fármacos Antiparasitarios
Fármacos AntiparasitariosFármacos Antiparasitarios
Fármacos Antiparasitarios
 
Antibióticos e Quimioterápicos
Antibióticos e QuimioterápicosAntibióticos e Quimioterápicos
Antibióticos e Quimioterápicos
 
Antimicoticos.
Antimicoticos.Antimicoticos.
Antimicoticos.
 

Semelhante a Antibióticos - mecanismo de ação

Antibacterianos
AntibacterianosAntibacterianos
Antibacterianos
José Júnior
 
Como escolher antibioticos
Como escolher antibioticosComo escolher antibioticos
Como escolher antibioticos
FredericoMMN
 
Antimicrobianos final-mga
Antimicrobianos final-mgaAntimicrobianos final-mga
Antimicrobianos final-mga
Glauce Trevisan
 
1ª aula.pptx
1ª aula.pptx1ª aula.pptx
1ª aula.pptx
KITTYSIMOES
 
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicosFarmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
edvandef
 
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicosFarmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
antoniohenriquedesou2
 
Antibiotic Therapy Uses Of Stx Plus Tmp Portuguese
Antibiotic Therapy Uses Of Stx Plus Tmp PortugueseAntibiotic Therapy Uses Of Stx Plus Tmp Portuguese
Antibiotic Therapy Uses Of Stx Plus Tmp Portuguese
Claudio Pericles
 
Aula 13
Aula 13   Aula 13
Aula 13
Inara Rocha
 
Morfologia, metabolismo, genética e crescimento bacteriano
Morfologia, metabolismo, genética e crescimento bacterianoMorfologia, metabolismo, genética e crescimento bacteriano
Morfologia, metabolismo, genética e crescimento bacteriano
Pedro Filho
 
Drogas antimicrobianas
Drogas antimicrobianasDrogas antimicrobianas
Drogas antimicrobianas
lubioq123
 
Farmacos antibioticos
Farmacos antibioticosFarmacos antibioticos
Farmacos antibioticos
Rhennan Lima
 
Antibioticos
AntibioticosAntibioticos
5.Principios terapia antimicrobiana-Resistencia.pptx
5.Principios terapia antimicrobiana-Resistencia.pptx5.Principios terapia antimicrobiana-Resistencia.pptx
5.Principios terapia antimicrobiana-Resistencia.pptx
valentimamuge
 
Classificação dos antibióticos
Classificação dos antibióticosClassificação dos antibióticos
Classificação dos antibióticos
João Tajara de Oliveira
 
Atendente de Farmácia - Antibioticos
Atendente de Farmácia - AntibioticosAtendente de Farmácia - Antibioticos
Atendente de Farmácia - Antibioticos
Luis Antonio Cezar Junior
 
Aula de Farmacologia - Antibióticos.pdf
Aula de Farmacologia - Antibióticos.pdfAula de Farmacologia - Antibióticos.pdf
Aula de Farmacologia - Antibióticos.pdf
CRISTIANEFARIASROCHA1
 
CONTROLE MICROBIANO.ppsx
CONTROLE MICROBIANO.ppsxCONTROLE MICROBIANO.ppsx
CONTROLE MICROBIANO.ppsx
TaisCaldasBalta1
 
8.2 antibióticos 2
8.2 antibióticos 28.2 antibióticos 2
8.2 antibióticos 2
Luiz Gonçalves Mendes Jr
 
Citoplasma
CitoplasmaCitoplasma
Citoplasma
bloglink0
 
Aula bacteriologia
Aula   bacteriologiaAula   bacteriologia
Aula bacteriologia
Rogger Wins
 

Semelhante a Antibióticos - mecanismo de ação (20)

Antibacterianos
AntibacterianosAntibacterianos
Antibacterianos
 
Como escolher antibioticos
Como escolher antibioticosComo escolher antibioticos
Como escolher antibioticos
 
Antimicrobianos final-mga
Antimicrobianos final-mgaAntimicrobianos final-mga
Antimicrobianos final-mga
 
1ª aula.pptx
1ª aula.pptx1ª aula.pptx
1ª aula.pptx
 
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicosFarmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
 
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicosFarmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
Farmacodinâmica e Farmacologia clínica dos Aminoglicosídeos e Beta-lactâmicos
 
Antibiotic Therapy Uses Of Stx Plus Tmp Portuguese
Antibiotic Therapy Uses Of Stx Plus Tmp PortugueseAntibiotic Therapy Uses Of Stx Plus Tmp Portuguese
Antibiotic Therapy Uses Of Stx Plus Tmp Portuguese
 
Aula 13
Aula 13   Aula 13
Aula 13
 
Morfologia, metabolismo, genética e crescimento bacteriano
Morfologia, metabolismo, genética e crescimento bacterianoMorfologia, metabolismo, genética e crescimento bacteriano
Morfologia, metabolismo, genética e crescimento bacteriano
 
Drogas antimicrobianas
Drogas antimicrobianasDrogas antimicrobianas
Drogas antimicrobianas
 
Farmacos antibioticos
Farmacos antibioticosFarmacos antibioticos
Farmacos antibioticos
 
Antibioticos
AntibioticosAntibioticos
Antibioticos
 
5.Principios terapia antimicrobiana-Resistencia.pptx
5.Principios terapia antimicrobiana-Resistencia.pptx5.Principios terapia antimicrobiana-Resistencia.pptx
5.Principios terapia antimicrobiana-Resistencia.pptx
 
Classificação dos antibióticos
Classificação dos antibióticosClassificação dos antibióticos
Classificação dos antibióticos
 
Atendente de Farmácia - Antibioticos
Atendente de Farmácia - AntibioticosAtendente de Farmácia - Antibioticos
Atendente de Farmácia - Antibioticos
 
Aula de Farmacologia - Antibióticos.pdf
Aula de Farmacologia - Antibióticos.pdfAula de Farmacologia - Antibióticos.pdf
Aula de Farmacologia - Antibióticos.pdf
 
CONTROLE MICROBIANO.ppsx
CONTROLE MICROBIANO.ppsxCONTROLE MICROBIANO.ppsx
CONTROLE MICROBIANO.ppsx
 
8.2 antibióticos 2
8.2 antibióticos 28.2 antibióticos 2
8.2 antibióticos 2
 
Citoplasma
CitoplasmaCitoplasma
Citoplasma
 
Aula bacteriologia
Aula   bacteriologiaAula   bacteriologia
Aula bacteriologia
 

Mais de Safia Naser

CORPO, MÍDIA E REPRESENTAÇÃO: ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS.
CORPO, MÍDIA E REPRESENTAÇÃO: ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS.CORPO, MÍDIA E REPRESENTAÇÃO: ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS.
CORPO, MÍDIA E REPRESENTAÇÃO: ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS.
Safia Naser
 
Colo uterino e coloscopia
Colo uterino e coloscopiaColo uterino e coloscopia
Colo uterino e coloscopia
Safia Naser
 
Divulgação técnica vírus oncogênicos em animais.
Divulgação técnica vírus oncogênicos em animais.Divulgação técnica vírus oncogênicos em animais.
Divulgação técnica vírus oncogênicos em animais.
Safia Naser
 
Dimensão da participação do papilomavírus humano
Dimensão da participação do papilomavírus humanoDimensão da participação do papilomavírus humano
Dimensão da participação do papilomavírus humano
Safia Naser
 
Detecção do genoma de hpv em pacientes com carcinoma espino celular da laring...
Detecção do genoma de hpv em pacientes com carcinoma espino celular da laring...Detecção do genoma de hpv em pacientes com carcinoma espino celular da laring...
Detecção do genoma de hpv em pacientes com carcinoma espino celular da laring...
Safia Naser
 
Caracterização sorológica e detecção
Caracterização sorológica e detecçãoCaracterização sorológica e detecção
Caracterização sorológica e detecção
Safia Naser
 
Caracterização molecular e imunológica da
Caracterização molecular e imunológica daCaracterização molecular e imunológica da
Caracterização molecular e imunológica da
Safia Naser
 
Doença de hodgkin hibridizaçao
Doença de hodgkin hibridizaçaoDoença de hodgkin hibridizaçao
Doença de hodgkin hibridizaçao
Safia Naser
 
Avaliação dos fatores de risco associados à
Avaliação dos fatores de risco associados àAvaliação dos fatores de risco associados à
Avaliação dos fatores de risco associados à
Safia Naser
 
Associação do vírus epstein barr (ebv) com tumores sólidos
Associação do vírus epstein barr (ebv) com tumores sólidosAssociação do vírus epstein barr (ebv) com tumores sólidos
Associação do vírus epstein barr (ebv) com tumores sólidos
Safia Naser
 
Avanços laboratoriais em hematologia
Avanços laboratoriais em hematologiaAvanços laboratoriais em hematologia
Avanços laboratoriais em hematologia
Safia Naser
 
Controle de Qualidade em Cosmeticos
Controle de Qualidade em CosmeticosControle de Qualidade em Cosmeticos
Controle de Qualidade em Cosmeticos
Safia Naser
 
Atividade antimicrobiana do extrato de Anacardium occidentale
Atividade antimicrobiana do extrato de Anacardium occidentale   Atividade antimicrobiana do extrato de Anacardium occidentale
Atividade antimicrobiana do extrato de Anacardium occidentale
Safia Naser
 
Plantas Medicinais
Plantas MedicinaisPlantas Medicinais
Plantas Medicinais
Safia Naser
 
Disturbios da coagulação
Disturbios da coagulaçãoDisturbios da coagulação
Disturbios da coagulação
Safia Naser
 
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Safia Naser
 
Validação dos anticorpos monoclonais ad12
Validação dos anticorpos monoclonais ad12Validação dos anticorpos monoclonais ad12
Validação dos anticorpos monoclonais ad12
Safia Naser
 
Anemias Diagnostico Diferencial
Anemias Diagnostico DiferencialAnemias Diagnostico Diferencial
Anemias Diagnostico Diferencial
Safia Naser
 
Tratamentos para algumas especies de parasitas helminticas
Tratamentos para algumas especies de parasitas helminticasTratamentos para algumas especies de parasitas helminticas
Tratamentos para algumas especies de parasitas helminticas
Safia Naser
 
Segurança de Medicamentos Antiinflamatórios inibidores da Cox 2
Segurança de Medicamentos Antiinflamatórios inibidores da Cox 2Segurança de Medicamentos Antiinflamatórios inibidores da Cox 2
Segurança de Medicamentos Antiinflamatórios inibidores da Cox 2
Safia Naser
 

Mais de Safia Naser (20)

CORPO, MÍDIA E REPRESENTAÇÃO: ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS.
CORPO, MÍDIA E REPRESENTAÇÃO: ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS.CORPO, MÍDIA E REPRESENTAÇÃO: ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS.
CORPO, MÍDIA E REPRESENTAÇÃO: ESTUDOS CONTEMPORÂNEOS.
 
Colo uterino e coloscopia
Colo uterino e coloscopiaColo uterino e coloscopia
Colo uterino e coloscopia
 
Divulgação técnica vírus oncogênicos em animais.
Divulgação técnica vírus oncogênicos em animais.Divulgação técnica vírus oncogênicos em animais.
Divulgação técnica vírus oncogênicos em animais.
 
Dimensão da participação do papilomavírus humano
Dimensão da participação do papilomavírus humanoDimensão da participação do papilomavírus humano
Dimensão da participação do papilomavírus humano
 
Detecção do genoma de hpv em pacientes com carcinoma espino celular da laring...
Detecção do genoma de hpv em pacientes com carcinoma espino celular da laring...Detecção do genoma de hpv em pacientes com carcinoma espino celular da laring...
Detecção do genoma de hpv em pacientes com carcinoma espino celular da laring...
 
Caracterização sorológica e detecção
Caracterização sorológica e detecçãoCaracterização sorológica e detecção
Caracterização sorológica e detecção
 
Caracterização molecular e imunológica da
Caracterização molecular e imunológica daCaracterização molecular e imunológica da
Caracterização molecular e imunológica da
 
Doença de hodgkin hibridizaçao
Doença de hodgkin hibridizaçaoDoença de hodgkin hibridizaçao
Doença de hodgkin hibridizaçao
 
Avaliação dos fatores de risco associados à
Avaliação dos fatores de risco associados àAvaliação dos fatores de risco associados à
Avaliação dos fatores de risco associados à
 
Associação do vírus epstein barr (ebv) com tumores sólidos
Associação do vírus epstein barr (ebv) com tumores sólidosAssociação do vírus epstein barr (ebv) com tumores sólidos
Associação do vírus epstein barr (ebv) com tumores sólidos
 
Avanços laboratoriais em hematologia
Avanços laboratoriais em hematologiaAvanços laboratoriais em hematologia
Avanços laboratoriais em hematologia
 
Controle de Qualidade em Cosmeticos
Controle de Qualidade em CosmeticosControle de Qualidade em Cosmeticos
Controle de Qualidade em Cosmeticos
 
Atividade antimicrobiana do extrato de Anacardium occidentale
Atividade antimicrobiana do extrato de Anacardium occidentale   Atividade antimicrobiana do extrato de Anacardium occidentale
Atividade antimicrobiana do extrato de Anacardium occidentale
 
Plantas Medicinais
Plantas MedicinaisPlantas Medicinais
Plantas Medicinais
 
Disturbios da coagulação
Disturbios da coagulaçãoDisturbios da coagulação
Disturbios da coagulação
 
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
 
Validação dos anticorpos monoclonais ad12
Validação dos anticorpos monoclonais ad12Validação dos anticorpos monoclonais ad12
Validação dos anticorpos monoclonais ad12
 
Anemias Diagnostico Diferencial
Anemias Diagnostico DiferencialAnemias Diagnostico Diferencial
Anemias Diagnostico Diferencial
 
Tratamentos para algumas especies de parasitas helminticas
Tratamentos para algumas especies de parasitas helminticasTratamentos para algumas especies de parasitas helminticas
Tratamentos para algumas especies de parasitas helminticas
 
Segurança de Medicamentos Antiinflamatórios inibidores da Cox 2
Segurança de Medicamentos Antiinflamatórios inibidores da Cox 2Segurança de Medicamentos Antiinflamatórios inibidores da Cox 2
Segurança de Medicamentos Antiinflamatórios inibidores da Cox 2
 

Último

5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
AmaroAlmeidaChimbala
 
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
rickriordan
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
DelcioVumbuca
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
sula31
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
marjoguedes1
 

Último (6)

5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
 
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
 

Antibióticos - mecanismo de ação

  • 1. Antibióticos 1- CONCEITO São substâncias químicas específicas, derivados de organismos vivos ou produzidos por eles, bem como seus análogos estruturais obtidos por síntese, capazes de inibir processos vitais de outros organismos, mesmo em pequenas concentrações. (Korolkovas) 2- PRINCÍPIO DO EMPREGO DE ANTIBIÓTICOS Emprego racional; Identificação; Evitar o emprego aleatório; Escolha correta.
  • 2. 3- ASSOCIAÇÃO DE ANTIBIÓTICOS Prevenção de emergência; Infecções mistas; Terapia inicial; Diminuição da toxicidade. 4- POR QUE OCORRE A RESISTÊNCIA?
  • 3. 5- CLASSIFICAÇÃO Quanto a origem • Naturais – Penicillum - penicilinas – Streptomyces - tetraciclinas – Cephalosporium – cefalosporinas • Semi-sintéticos – Penicilinas e cefalosporinas semi-sintéticas • Sintéticos – Cloranfenicol
  • 4. Quanto ao espectro de ação • Predominantes contra Gram-positivo – Penicilinas, cefalosporinas, eritromicina etc. • Predominantes contra Gram-negativo – Neomicina, gentamicina, estreptomicina etc. • Amplo espectro – Cloranfenicol, ampicilina, tetraciclina, rifampicina • Predominante contra micobactérias – ciclocerina, canamicina • Predominante contra fungos – anfotericina B, griseofulvina
  • 5. • Antibióticos antineoplásicos – bleomicina, sarcomicina, fleomicina • Antiamebianos – fumagilina, paromomicina Quanto a estrutura química – Leva-se em conta os grupamentos constituintes. 6- MECANISMO DE AÇÃO Bactericidas Bacteriostáticos
  • 6. Antibióticos Bactericidas e Bacteriostáticos • Bactericidas • Bacteriostáticos Atuam unicamente Bloqueiam de maneira frente às bactérias que se reversível a síntese dos encontram em fase de ácidos nucléicos ou das crescimento, provocando proteínas; uma vez sua morte ou dissolução. interrompida a Inibem de maneira administração reinicia-se a irreversível reações biossíntese interrompida ‘bioquímicas essenciais ou com decorrente retorno da destroem estruturas proliferação bacteriana. celulares vitais.
  • 7. 6.1. LOCAL DE AÇÃO Inibidores da respiração ou fosforilação Inibidores da síntese de mucopeptídeos da parede celular Inibidores que agem sobre a membrana celular Polipeptídeos Ionóforos Poliênicos Inibidores da síntese dos ácidos nucleicos Inibidores da síntese proteica
  • 8. 6.2. MODO DE AÇÃO Antibacterianos que atuam na PAREDE CELULAR Antibacterianos que atuam na MEMBRANA CITOPLASMÁTICA; Antibacterianos que atuam no CITOPLASMA: RNA; DNA Antibacterianos que atuam no METABOLISMO INTERMEDIÁRIO;
  • 9.
  • 10. 6.2.1. ANTIBACTERIANOS QUE ATUAM NO NÍVEL DA PAREDE CELULAR Parede celular Pressão osmática Divisão celular – septo Diferença entre Gram-positivo e Gram-negativo Mecanismo de ação: Impedem a síntese e a formação do mucopeptídeo.
  • 11. A sintese da camada de mucopeptídeo se divide em 3 fases: Citoplasma; Membrana plasmática; Externamente a membrana plasmática. PBP PBP 2 PBP 3 Beta-lactâmicos bloqueiam a etapa final da síntese da camada de mucopeptídeo. Elevado grau de seletividade
  • 12. Mecanismo de ação dos β-lactâmicos NAG – N-acetil-glicosamina NAM – Ácido N-acetil-mucâmico
  • 13. 6.2.2. ANTIBACTERIANOS QUE ATUAM NO NÍVEL DA MEMBRANA CITOPLASMÁTICA Antibacterianos que promovem desorganização e ruptura da membrana Antibióticos polipeptídeos -Grupamentos básicos (NH3) -Cadeia lateral Antibióticos poliênicos Antibacterianos que alteram a permeabilidade da membrana Antibióticos ionóforos
  • 14. 6.2.3. ANTIBACTERIANOS QUE ATUAM NO NÍVEL DO CITOPLASMA Antibacterianos que atuam no nível dos ribossomos Subunidade 30S Aminoglicosídeos e tetraciclinas Subunidade 50S Cloranfenicol, lincomicina, clindamicina, eritromicina. Antibacterianos que atuam no nível do DNA Metronidazol Derivados quinolônicos Rifampicinas 6.2.4. ANTIBACTERIANOS QUE ATUAM NO NÍVEL DO METABOLISMO INTERMEDIÁRIO Sulfonamidas e trimetoprima
  • 15. Polipeptídeos PROTEINA FOSFOLIPÍDIO GRUPAMENTO BÁSICO ÁCIDO GRAXO
  • 16. 2-amino-4-hidroxi-6-hidroximetil-pteridina PABA Sulfonamidas Diidropteroato sistetase • Ácido diidropteróico Ácido glutâmico Diidrofolato sintetase • Ácido diidrofólico Trimetoprima Diidrofolato redutase • Ácido tetraidrofólico Necessário para a síntese de purinas, metionina, timina e serina.
  • 17.
  • 18. Exemplo de um antibiótico que atua como ionóforo
  • 19.
  • 20. SUPER RESUMO !!! Membrana Parede Celular Plasmática Bactericidas Bactericidas RNA Bactericidas ou DNA Bacteriostáticos Bactericidas