SlideShare uma empresa Scribd logo
XII Encontro de Coordenadores do Curso de
Administração
VI Encontro Estadual da ANGRAD
Belo Horizonte, 30 de setembro de 2017
Análise dos ENADEs 2009, 2012 e 2015
Prof. Taiguara Langrafe
Avaliações do ENADE: desafios e impactos na Educação
Superior
Agenda:
1) Apresentação do Palestrante
2) A ANGRAD
3) Tendências & Contexto
4) Overview do SINAES
5) ENADE
6) Indicadores de Qualidade dos Cursos de Graduação em
Administração (2009, 2012 e 2015)
7) Caso de utilização dos ENADE/SINAES para Gestão de um
Curso
8) Próximos passos da ANGRAD
1. Apresentação: Taiguara Langrafe
Angradiano ativo
Doutor em Administração (FEA-USP)
Teoria dos Stakeholders
Mestre em Administração (FECAP)
Posicionamento Estratégico
Graduação em Administração (FECAP)
Vice-Reitor e Superintendente Adjunto da FECAP
Professor Universitário desde 2001 (Contabilidade, Matemática Financeira, Controladoria,
Teorias da Administração, Estratégia, Empreendedorismo e Laboratório de Gestão
Empresarial)
Foi Pró-Reitor de Graduação e Coordenador do Curso de Administração da FECAP
Parecerista do SemeAd, ENANPAD e ENANGRAD
2. A ANGRAD
Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração
Objetivo da ANGRAD: estimular a contínua elevação do padrão de qualidade do ensino da
Administração por meio de suas atividades.
 Primeiro Encontro Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ENANGRAD) na
FEA-USP (São Paulo), em 1990.
 Atual Gestão com Presidente Prof. Henrique Heidtmann (EBAPE/FGV) e Vice-Presidente
Prof. Edson Sadao (FEI-SP).
 Membros do Conselho Consultivo: Prof. Alexander Berndt (Fundador), Antonio Freitas
(CNE), Prof. Mario Moraes (CONAES), Prof. Mauro Kreuz (CFA) e Prof. Rui Otávio (INEP).
 Convite a todos os Alunos, Professores, Coordenadores de Cursos e Dirigentes dos
Cursos de Graduação em Administração e Tecnólogos de Gestão: submissão de artigos
para a RAEP (B1 Qualis).
3
Tendências &
Contexto
New Horizon Report
 Iniciativa de organizações de pesquisa americanas que buscam responder às seguintes
perguntas:
Qual é o horizonte de 5 anos das IES?
Quais tendências e tecnologias influenciarão mudanças?
Quais os desafios e como solucioná-los?
 Processo de pesquisa internacional com Delphi Modificado (mais de 2 mil participantes).
Desenvolvimentos
tecnológicos
importantes
2017-2018: Tecnologias
de Aprendizagem
Adaptativas e
Aprendizagem por
Celular
2019-2020:
Internet das Coisas
Nova Geração de LMSs
2021-2022: Inteligência
Artificial
Interfaces Naturais
(movimentos, toques
etc)
Tendências-
chave
2017-2018
Ensino Híbrido
Aprendizagem
Colaborativa
2019-2020
Mensuração do
Aprendizado
Redefinicação dos
Espaços de
Aprendizagem
2021-2022
Avanços na Cultura de
Inovação
Abordagens de
Aprendizado Profundo
Desafios
significativos
+Fáceis:
Avanços na literatura
digital
Integração da
aprendizagem formal e
informal
+Difíceis:
Gap de
desenvolvimento
Equidade digital
MUITO difíceis:
Lidar com a
obsolescência do
aprendizado
Repensar os papéis
dos educadores
•Avanços em
abordagens
progressistas de
aprendizagem
requerem mudança
de cultura.
1
•Habilidades do
mundo real são
necessárias para
reforçar
empregabilidade.
2
•Colaboração é a
chave para soluções
efetivas escaláveis.
3
•Apesar da
proliferação e
tecnologias, o acesso
é desigual.
4
•Processos para
avaliar habilidades
específicas em nível
pessoal são
necessários.
5
•Fluência digital é mais
do que saber usar
tecnologias.
6
•Aprendizado online,
por celular e híbrido
são inevitáveis.
7
•Ecossistemas de
aprendizagem
precisam ter agilidade
suficiente para
atender às mudanças
ambientais.
8
•O Ensino Superior é
uma incubadora para
o desenvolvimento de
computadores mais
intuitivos.
9
•Educação Continuada
deve “estar no
sangue” das IES.
10
Rankings Internacionais: o mundo está competindo.
Times Higher Education
QS University Rankings
ARWU
U-Multirank
Financial Times
US News & World Report
E mais!
 Indicadores com grande peso em Produção Acadêmica & Pesquisas de
Reputação.
 Mercado Internacional de Professores e Estudantes para otimizar
desempenho nos rankings.
Exemplo: Times Higher Education
Dimensões e respectivos pesos na
Avaliação
Indicadores
Ensino: ambiente de aprendizagem (30%) Reputação do Ensino (survey).
Doutores formados por Acadêmico.
Estudantes Ingressantes de Graduação por Acadêmico.
Receita por Acadêmico.
Relação entre formação de Doutores e Graduados.
Pesquisa: volume, receitas e reputação
(30%)
Reputação da pesquisa (survey internacional).
Receitas com pesquisa.
Publicações por acadêmico e estafe de pesquisa.
Citações: influência da pesquisa (30%) Impacto das citações (média normalizada das citações por artigo).
Visão internacional: estafe, estudantes e
pesquisa (7,5%)
Taxa de estafe internacional /nacional.
Taxa de estudantes internacionais/nacionais.
Proporção de publicações de co-autoria internacional.
Receitas da Indústria – Inovação (2,5%) Receitas para pesquisa da Indústria (por estafe acadêmico)
Alternativa de direcionamento aos rankings: foco na missão.
Exemplo: AACSB
Dimensões Padrões
Gestão Estratégica e Inovação Missão, Impacto e Inovação.
Contribuições Intelectuais, Impacto e Alinhamento com a
Missão.
Estratégias Financeiras e Alocação de Recursos.
Participantes: Estudantes, Corpo Docente e Estafe
Profissional
Admissões de Estudantes, Progressão e Desenvolvimento
de Carreiras.
Suficiência do Corpo docente e Desenvolvimento
Gestão do Corpo Docente e Suporte
Suficiência do Estafe Profissional e Desenvolvimento
Ensino e Aprendizagem Gestão Curricular e Garantia de Qualidade
Conteúdos Curriculares
Interações Alunos-Corpo Docente
Nível, estrutura e equivalência do programa educacional.
Efetividade do ensino.
Engajamento Acadêmico e Profissional Engajamento acadêmico e profissional do estudante
Educação Executiva
Qualificações e engajamento do Corpo Docente
AASB: Corpo Docente
E no Ensino Superior Brasileiro?
ENADE
IGC
Derivados (ex: dimensão Infraestrutura etc)
Guia do Estudante (Editora Abril)
Ranking Universitário Folha (RUF)
Ranking de MBAs (Estado)
 Processo iniciado em 1996 com o Provão.
 Iniciativas não-governamentais são recentes.
 Propaganda das IES alimentada pelos Rankings.
 Exemplo: composição do Ranking de Universidades Folha.
Pesquisa da Editora Abril/Guia do Estudante (2017):
Tendências & Contexto
 Horizonte de mudanças estruturais de tecnologias e papéis dos educadores e
estudantes.
 Há competição internacional baseada em rankings, com influência em mercado de
trabalho para acadêmicos, escolha dos melhores estudantes e acesso a
investimentos.
 No Brasil: rankings fortemente utilizados para fins de captação de novos alunos.
Questão: como balancear o isomorfismo em função dos
parâmetros dos rankings com o contexto local e missão
da IES e do Curso?
4
Overview do
SINAES
Curso
Instituição
ACG
Autoavaliação (CPA)
Aluno
ENADE
Índice Geral de Cursos (IGC)
Conceitos Preliminares de Curso (CPC) – Cursos de Graduação
Notas CAPES
Cursos de Pós-
Graduação
Stricto SensuENADE IDD Insumos
•Titulação dos Professores
•Regime de Trabalho dos Professores
•Infraestrutura
•Nota Pedagógica
•Oportunidades
•CENSO do Ensino
Superior
•Questionário ENADE
Overview do SINAES
Dimensões:
1 Missão e PDI
2 Política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação e a extensão
3 Responsabilidade social da IES
4 Comunicação com a sociedade
5 As políticas de pessoal, as carreiras do corpo docente e técnico-administrativo
6 Organização de gestão da IES
7 Infraestrutura física
8 Planejamento de avaliação
9 Políticas de atendimento aos estudantes
10 Sustentabilidade financeira
Princípios de Responsabilidade, Diversidade, Identidade, Globalidade, Continuidade,
Público e Participação.
5
ENADE
Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE)
 Aplicação em ciclos trienais, classificados por Áreas.
 Aplicações para alunos de Administração: 2006, 2009, 2012 e 2015.
 Formato da Prova:
10 questões de Formação Geral (2 discursivas e 8 de múltipla escolha).
30 questões de Componente Específico (27 de múltipla escolha e 3
discursivas).
 4 horas de aplicação.
 Questionário do Estudante
 Questionário do Coordenador.
Outputs:
 Boletim do Estudante.
 Relatório por Curso.
 Relatório da IES.
 Síntese da Área.
 Informações para alimentação do CPC e IGC.
Oportunidades de uso da avaliação para a melhoria da
qualidade sob múltiplas perspectivas.
Outro exemplo: Relatório de Curso e de IES.
6
Indicadores de Qualidade
dos Cursos de Graduação
em Administração (2009,
2012 e 2015)
Resultados em 2009 Média Desvio-
Padrão
Coeficiente de
Variação
Formação Geral (FG) 44,3 8,8 19,8%
Componente Específico (CE) 37,3 6,9 18,6%
Geral (composição FG e CE) 39,0 6,7 17,3%
Resultados em 2012 Média Desvio-
Padrão
Coeficiente de
Variação
Formação Geral (FG) 43,5 5,0 11,4%
Componente Específico (CE) 32,6 6,2 19,0%
Geral (composição FG e CE) 35,3 6,7 17,3%
Resultados em 2015 Média Desvio-
Padrão
Coeficiente de
Variação
Formação Geral (FG) 53,9 5,0 9,4%
Componente Específico (CE) 38,6 6,1 15,8%
Geral (composição FG e CE) 42,4 5,6 13,2%
Comparação dos 3 Anos Média Desvio-
Padrão
Coeficiente de
Variação
2009 39 6,7 17,3%
2012 35,3 6,7 19%
2015 42,4 5,6 13,2%
40,9 39,6 38,2
34,7 36,436,4 35,7 35,2 33,3 33,4
43,3 42,8 41,6 41,2 40,5
,0
10,0
20,0
30,0
40,0
50,0
60,0
70,0
80,0
90,0
100,0
Sul Sudeste Nordeste Norte Centro-Oeste
Médias nos ENADEs - Por Regiões
2009 2012 2015
42,68 40,64 37,96
29,74
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
90,00
100,00
RS SC RN MG CE SP AM PR BA PI RJ MS PB ES DF MA PE PA SE MT GO AL RR RO TO AP AC
2009
38,19 36,69 34,97
28,55
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
90,00
100,00
RS PB CE ES MG SC MA RJ RO RN PR AL SP BA GO PI PE SE AM PA MS MT DF RR AP TO AC
2012
44,96 44,15 41,67 39,28
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
90,00
100,00
ES CE MG SC RS PR RJ PB RR PA SP BA MS RO PI RN MA AM PE GO DF TO MT SE AL AC AP
2015
38,14 34,72
41,6645,92
39,67
46,83
,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
90,00
100,00
2009 2012 2015
Privadas x Públicas
Privadas Públicas
37,14
37,65
37,70
37,92
38,47
39,07
39,70
40,17
40,25
48,16
0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00
Faculdade Privada <=49 e >=25
Faculdade Privada <=99 e >=50
Faculdade Privada >=100
Faculdade Privada <=24
Centro Universitário Privado
Demais casos
Universidade Privada <=49
Universidade Privada >=100
Universidade Privada <=99 >=50
Universidade Pública
2009
33,32
33,67
34,23
34,63
35,24
35,79
36,53
36,76
37,51
40,71
0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00
Faculdade Privada <=49 e >=25
Faculdade Privada >=100
Faculdade Privada <=99 e >=50
Universidade Privada >=100
Centro Universitário Privado
Demais casos
Faculdade Privada <=24
Universidade Privada <=49
Universidade Privada <=99 >=50
Universidade Pública
2012
40,27
40,80
41,36
41,92
42,36
42,64
42,76
43,45
43,79
47,73
0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00
Faculdade Privada >=100
Faculdade Privada <=99 e >=50
Faculdade Privada <=49 e >=25
Faculdade Privada <=24
Universidade Privada >=100
Universidade Privada <=99 >=50
Centro Universitário Privado
Demais casos
Universidade Privada <=49
Universidade Pública
2015
39,7
44,3
58,6
,0 20,0 40,0 60,0 80,0 100,0
TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
SECRETARIADO EXECUTIVO
TECNOLOGIA EM GASTRONOMIA
TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA
BIBLIOTECONOMIA
TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO
TECNOLOGIA EM MARKETING
COMUNICAÇÃO SOCIAL
ESTATÍSTICA
TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS
TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA
ADMINISTRAÇÃO
TURISMO
ARQUIVOLOGIA
MÚSICA
DESIGN
CIÊNCIAS ECONÔMICAS
TEATRO
PSICOLOGIA
DIREITO
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
% de Acertos em Formação Geral - 2009
39,3
43,5
48,8
,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0
TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA
TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL
TECNOLOGIA EM MARKETING
PUBLICIDADE E PROPAGANDA
TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA
SECRETARIADO EXECUTIVO
DESIGN
JORNALISMO
TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS
PSICOLOGIA
ADMINISTRAÇÃO
TURISMO
CIÊNCIAS ECONÔMICAS
DIREITO
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
% de Acertos em Formação Geral - 2012
49,4
53,9
64,5
,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0
TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
TECNOLOGIA EM DESIGN DE INTERIORES
TECNOLOGIA EM GASTRONOMIA
TECNOLOGIA EM GESTÃO DA QUALIDADE
TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA
TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL
TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
SECRETARIADO EXECUTIVO
TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS
TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA
TECNOLOGIA EM MARKETING
TECNOLOGIA EM COMÉRCIO EXTERIOR
TURISMO
ADMINISTRAÇÃO
TEOLOGIA
TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO
DESIGN
PUBLICIDADE E PROPAGANDA
TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA
PSICOLOGIA
CIÊNCIAS ECONÔMICAS
JORNALISMO
DIREITO
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
% de Acertos em Formação Geral - 2015
Comparação dos 3 Anos Média
2009 52,79
2012 65,69
2015 72,78
Comparação dos 3 Anos Média
2009 9,82
2012 21,09
2015 25,31
Comparação dos 3 Anos Média
2009 47,45
2012 66,07
2015 72,96
53,2%
62,3%
72,3%
52,8%
65,7%
72,8%
2009 2012 2015
% MESTRES
MG BR
53,2%
62,3%
72,3%
52,8%
65,7%
72,8%
2009 2012 2015
% DOUTORES
MG BR
53,2%
62,3%
72,3%
52,8%
65,7%
72,8%
2009 2012 2015
% TI/TP
MG BR
7
Caso de utilização dos
dados do ENADE/SINAES
para Gestão de um Curso
O Caso FECAP
 Instituição Centenária (fundada em 1902).
 Sediada em São Paulo, com aproximadamente 5 mil alunos.
 Foco na Área de Negócios (Instituição Pioneira no Ensino das Ciências
Contábeis.
 Primeiro Curso de Graduação em Ciências Econômicas do País; Curso de
Graduação em Administração lançado na década de 60.
 Atuação em Colégio (Técnico e Médio Pleno), Graduação e Pós-Graduação
(Stricto e Lato Sensu).
 Conselho Curador atual: Shigeaki Ueki (Presidente), Fabio Penteado (Vice-
Presidente), Silvio Álvares Penteado Neto (Presidente Honorário), Abraham
Sjazman, Delfim Netto, Jésus Gomes, Kazuo Watanabe, Regina Esteves e
Roberto Rodrigues.
O Caso FECAP
 1999: “C” no Provão. Crise e Oportunidade.
O Caso FECAP
 Solução adotada: medição, união e MUITO ESFORÇO.
 Uso do Sistema de Avaliação como aliado, e não inimigo.
O Caso FECAP
 Mudança nos Projetos Pedagógicos com internalização de Avaliações
Institucionais.
 Protestos & Sorrisos.
O Caso FECAP
 Com resultados, reforço do engajamento dos estudantes e senso de orgulho e
pertencimento.
O Caso FECAP
 Uso cotidiano de Indicadores de Qualidade na Gestão Acadêmica:
Elementos dos Projetos Pedagógicos, criados em
ambiente de percepção da Avaliação como aliada para
a Elevação da Qualidade:
RECORDI (Reuniões da Coordenação com os Discentes).
PEDP (Programa de Educação Dinâmica Progressiva).
TOP (Times de Organização Pedagógica).
Turmas
Alunos
Coordenação
RECORDI
Corpo
Docente
Pontos
Fortes e
Fracos Do
Curso e da
FECAP
Reitoria, CONSUNI
e CONSEPE
e-mails
ouvidoria
facebooktwitter
atendimento
s
telefonemas
contatos
informais
diálogo
estruturado
feedback e
melhoria
contínua
Professores
Independentes
Gestão
Acadêmica
Referências
Bibliográficas
Aulas
Adicionais
e Plantões
de
Dúvidas
Matriz
Curricular
Provas
Institucionais
Relatórios
SIP/PEDP
Resultado:
Alunos mais
preparados
cultura de leitura
cultura de
avaliação
reforço e recuperação
Alunos
FECAP
corpo docente
Planejamento Pedagógico:
Revisão de Planos de Aula
Revisão de Planos de Ensino
Revisão de Projeto Pedagógico
Solução: Times de Organização
Pedagógica
Agrupamento de Professores e
Disciplinas por área
Reuniões em todos os semestres:
todos conhecem o que todos
ministram.
Garantia de revisão de conteúdos de forma
descentralizada e participativa
Planos de Ensino, Bibliografias e Planos
de Aula sempre disponíveis aos alunos
TOP
O Caso FECAP
 2015: 3,87 e 52,45% no ENADE (4). “Crise” e Oportunidade.
8
Próximos Passos da
ANGRAD
Construindo Pontes
Apresentação da Chapa Construindo Pontes
Candidata à Gestão da ANGRAD
Biênio 2018 – 2019
Brasília, 26 de agosto de 2017
Diretoria
Presidente: Taiguara de Freitas Langrafe - FECAP (SP)
Vice-Presidente: Jose Carlos Pacheco Coimbra - FAJ (SP)
Diretor de Adm. e Finanças: Antônio Carlos Dias Athayde - PUC-MG (MG)
Diretor de Ensino e Pesquisa: Edson Kenji Kondo - EBAPE-FGV (RJ)
Diretor de Relações Institucionais: Manolita Correia Lima - ESPM (SP)
Diretor de Marketing: Isabela Regina Fornari Muller - ESAG (SC)
Diretor de Publicações: Claudia de Salles Stadtlober - UNISINOS (RS)
Diretor de Relações Internacionais: Irineu Gustavo Gianesi - INSPER (SP)
Conselheiro Fiscal Efetivo: Antonio Gildo Paes Galindo - FAFIRE (PE)
Conselheiro Fiscal Efetivo: Agamêmnom Rocha Souza - UniFOA (RJ)
Conselheiro Fiscal Efetivo: Rogerio Augusto Profeta - UNISO (SP)
Conselheiro Fiscal Suplente: Jair Nascimento Santos - UniFACS (BA)
Construindo Pontes
ANGRAD
Professores
Estudantes
Dirigentes
Educacionais
Mantenedores
MEC
Mercado de
Trabalho
CFA
Associações
Parceiras
Fornecedores
Educacionais
Mídia
Ex-Alunos
Médias no último ENADE de
Administração por Quartis
(1Q – 2Q – 3Q - 4Q)
Objetivos Estatutários
ANGR
AD
Profess
ores
Estuda
ntes
Dirigent
es
Educac
ionais
Manten
edores
MEC
Mercad
o de
Trabalh
o
CFA
Associ
ações
Parceir
as
Ex-
Alunos
Fornec
edores
Educac
ionais
Mídia
Estimular a continua elevação do padrão de qualidade do ensino de Administração, por
meio de:
I – Implementação de ações propostas e aprovadas pelas Assembléias Gerais, e/ou
Conselho Diretor junto aos órgãos oficiais, em especial os veiculados ao Ensino.
II – Interação com o Ministério da Educação e outros organismos do sistema educacional
brasileiro.
III – Realização Anual do ENANGRAD.
IV – Edição da Revista RAEP.
V – Promoção da Integração entre os Cursos de Graduação.
VI – Estímulo à realização de pesquisas em Administração.
VII – Promoção de publicações e eventos da Administração.
VIII – Promoção de intercâmbio com entidades congêneres, nacionais e internacionais.
IX – Desenvolvimento de programas de qualificação docente junto às Instituições
associadas.
X – Realização de avaliações e certificações sinalizadoras da qualidade de ensino.
XI – Realização de encontros temáticos e regionais visando a difusão e o aprimoramento
do ensino da Administração no País.
XII – Desenvolvimento de todas as demais atividades de interesse da Instituição e da sua
representação.
Realizações 2016/17
Evolução da
Governança
Criação do Conselho de
Empresários
Reuniões por Skype e
abertas aos associados
Foco no
Aprendizado
Temáticas ENANGRAD
Oficinas (espírito maker)
Reforço de
Parcerias
Institucionais
ANPAD
ABED
CFA
B3
Interação
com MEC
Indicação CNE
Conselho Consultivo
ATIVO
Atividades
Científicas
RAEP B1
Fast-Track no
ENANGRAD
Central de Casos
Gestão 2018/19: continuar a construir
Consolidação das iniciativas
recentes (ex: Conselho de
Empresários e evolução dos
indicadores científicos)
Prêmio ANGRAD: catalizador
de iniciativas inovadoras e
geração de conteúdo.
Workshops ANGRAD para
Coordenadores e Professores
(caixa de ferramentas).
Fórum ANGRAD de Melhores
Práticas (apresentação de
casos de Projetos
Pedagógicos).
Ambiente online de interação
entre os Associados (Wiki/FAQ):
usina de ideias.
ANGRAD Júnior: divisão
específica para TCCs, Iniciação
Científica etc.
Comunidade
Acadêmica +
engajada
Alunos
melhor
preparados
Associado
ANGRAD
com orgulho
por pertencer
Muito obrigado pela atenção!
Prof. Taiguara Langrafe
taiguara@fecap.br
tlangrafe@hotmail.com
+55 11 98954 0547
http://br.linkedin.com/in/tlangrafe

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A formação do Administrador e o mercado de trabalho - Adm. Carlos Augusto Mat...
A formação do Administrador e o mercado de trabalho - Adm. Carlos Augusto Mat...A formação do Administrador e o mercado de trabalho - Adm. Carlos Augusto Mat...
A formação do Administrador e o mercado de trabalho - Adm. Carlos Augusto Mat...
CRA - MG
 
Formação do profissional em administração e o mercado de trabalho
Formação do profissional em administração e o mercado de trabalhoFormação do profissional em administração e o mercado de trabalho
Formação do profissional em administração e o mercado de trabalho
CRA-BA
 
Os Coordenadores dos Cursos de Graduação em Administração e o Desafio para a ...
Os Coordenadores dos Cursos de Graduação em Administração e o Desafio para a ...Os Coordenadores dos Cursos de Graduação em Administração e o Desafio para a ...
Os Coordenadores dos Cursos de Graduação em Administração e o Desafio para a ...
CRA-BA
 
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Administração - Adm Rui Otá...
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Administração - Adm Rui Otá...Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Administração - Adm Rui Otá...
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Administração - Adm Rui Otá...
CRA - MG
 
Prova saerj matemática terceiro ano
Prova saerj matemática terceiro anoProva saerj matemática terceiro ano
Prova saerj matemática terceiro ano
Rodolfo Freitas
 
Prova saerj matemática nono ano
Prova saerj matemática nono anoProva saerj matemática nono ano
Prova saerj matemática nono ano
Rodolfo Freitas
 
Prova saerj matemática sexto ano
Prova saerj matemática sexto anoProva saerj matemática sexto ano
Prova saerj matemática sexto ano
Rodolfo Freitas
 
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovarDia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
Associação Brasileira de Startups
 
C:\Fakepath\1o Dia De Aula 2010 1
C:\Fakepath\1o Dia De Aula   2010 1C:\Fakepath\1o Dia De Aula   2010 1
C:\Fakepath\1o Dia De Aula 2010 1
Thiago Francisco
 
Jovem de Futuro - Transferência
Jovem de Futuro - TransferênciaJovem de Futuro - Transferência
Jovem de Futuro - Transferência
Instituto Unibanco
 
Aulas avaliacao capes (1)
Aulas avaliacao capes (1)Aulas avaliacao capes (1)
Aulas avaliacao capes (1)
João Alberto
 
Diretrizes Curriculares Administração de Empresas
Diretrizes Curriculares Administração de EmpresasDiretrizes Curriculares Administração de Empresas
Diretrizes Curriculares Administração de Empresas
Jorge Fernandes
 
Pacto
PactoPacto
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Fundação Victor Civita
 
X encontro de professores ciências contábeis desempenho dos estudantes
X encontro de professores ciências contábeis   desempenho dos estudantesX encontro de professores ciências contábeis   desempenho dos estudantes
X encontro de professores ciências contábeis desempenho dos estudantes
Universidade Federal de Viçosa
 
Relatório do Enade da UFRJ
Relatório do Enade da UFRJRelatório do Enade da UFRJ
Relatório do Enade da UFRJ
Sigabook Book
 
Hipertexto 2012 - Slides da palestra de Guilherme Veiga Rios (INEP/MEC)
Hipertexto 2012 - Slides da palestra de Guilherme Veiga Rios (INEP/MEC)Hipertexto 2012 - Slides da palestra de Guilherme Veiga Rios (INEP/MEC)
Hipertexto 2012 - Slides da palestra de Guilherme Veiga Rios (INEP/MEC)
Simpósio Hipertexto
 
Avaliação Externa das Escolas
Avaliação Externa das EscolasAvaliação Externa das Escolas
Avaliação Externa das Escolas
Elisabete Cruz
 
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...
Diana Aguiar Vieira
 
IGE 08 09 Tópicos
IGE 08 09 TópicosIGE 08 09 Tópicos
IGE 08 09 Tópicos
ameliafig
 

Mais procurados (20)

A formação do Administrador e o mercado de trabalho - Adm. Carlos Augusto Mat...
A formação do Administrador e o mercado de trabalho - Adm. Carlos Augusto Mat...A formação do Administrador e o mercado de trabalho - Adm. Carlos Augusto Mat...
A formação do Administrador e o mercado de trabalho - Adm. Carlos Augusto Mat...
 
Formação do profissional em administração e o mercado de trabalho
Formação do profissional em administração e o mercado de trabalhoFormação do profissional em administração e o mercado de trabalho
Formação do profissional em administração e o mercado de trabalho
 
Os Coordenadores dos Cursos de Graduação em Administração e o Desafio para a ...
Os Coordenadores dos Cursos de Graduação em Administração e o Desafio para a ...Os Coordenadores dos Cursos de Graduação em Administração e o Desafio para a ...
Os Coordenadores dos Cursos de Graduação em Administração e o Desafio para a ...
 
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Administração - Adm Rui Otá...
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Administração - Adm Rui Otá...Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Administração - Adm Rui Otá...
Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Administração - Adm Rui Otá...
 
Prova saerj matemática terceiro ano
Prova saerj matemática terceiro anoProva saerj matemática terceiro ano
Prova saerj matemática terceiro ano
 
Prova saerj matemática nono ano
Prova saerj matemática nono anoProva saerj matemática nono ano
Prova saerj matemática nono ano
 
Prova saerj matemática sexto ano
Prova saerj matemática sexto anoProva saerj matemática sexto ano
Prova saerj matemática sexto ano
 
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovarDia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
 
C:\Fakepath\1o Dia De Aula 2010 1
C:\Fakepath\1o Dia De Aula   2010 1C:\Fakepath\1o Dia De Aula   2010 1
C:\Fakepath\1o Dia De Aula 2010 1
 
Jovem de Futuro - Transferência
Jovem de Futuro - TransferênciaJovem de Futuro - Transferência
Jovem de Futuro - Transferência
 
Aulas avaliacao capes (1)
Aulas avaliacao capes (1)Aulas avaliacao capes (1)
Aulas avaliacao capes (1)
 
Diretrizes Curriculares Administração de Empresas
Diretrizes Curriculares Administração de EmpresasDiretrizes Curriculares Administração de Empresas
Diretrizes Curriculares Administração de Empresas
 
Pacto
PactoPacto
Pacto
 
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
 
X encontro de professores ciências contábeis desempenho dos estudantes
X encontro de professores ciências contábeis   desempenho dos estudantesX encontro de professores ciências contábeis   desempenho dos estudantes
X encontro de professores ciências contábeis desempenho dos estudantes
 
Relatório do Enade da UFRJ
Relatório do Enade da UFRJRelatório do Enade da UFRJ
Relatório do Enade da UFRJ
 
Hipertexto 2012 - Slides da palestra de Guilherme Veiga Rios (INEP/MEC)
Hipertexto 2012 - Slides da palestra de Guilherme Veiga Rios (INEP/MEC)Hipertexto 2012 - Slides da palestra de Guilherme Veiga Rios (INEP/MEC)
Hipertexto 2012 - Slides da palestra de Guilherme Veiga Rios (INEP/MEC)
 
Avaliação Externa das Escolas
Avaliação Externa das EscolasAvaliação Externa das Escolas
Avaliação Externa das Escolas
 
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...
 
IGE 08 09 Tópicos
IGE 08 09 TópicosIGE 08 09 Tópicos
IGE 08 09 Tópicos
 

Semelhante a Análise dos ENADEs 2009, 2012 e 2015

Egp e Egressos
Egp e EgressosEgp e Egressos
Egp e Egressos
cartaconsulta
 
Reunião PedagóGica Colegiado De Curso 2010 1
Reunião PedagóGica   Colegiado De Curso   2010 1Reunião PedagóGica   Colegiado De Curso   2010 1
Reunião PedagóGica Colegiado De Curso 2010 1
Thiago Francisco
 
ENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADEENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADE
ANGRAD
 
Tarefa 3 1ª Parte Pp
Tarefa 3   1ª Parte PpTarefa 3   1ª Parte Pp
Tarefa 3 1ª Parte Pp
malicef
 
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Susana Lemos
 
Construindo Caminhos da Administração: negócios, pessoas e tecnologia
Construindo Caminhos da Administração: negócios, pessoas e tecnologiaConstruindo Caminhos da Administração: negócios, pessoas e tecnologia
Construindo Caminhos da Administração: negócios, pessoas e tecnologia
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Slides Enade PUCRS 2010
Slides Enade PUCRS 2010Slides Enade PUCRS 2010
Slides Enade PUCRS 2010
Eu Sou Famecos
 
Reunião pedagógica colegiado de curso - 2010 2
Reunião pedagógica   colegiado de curso - 2010 2Reunião pedagógica   colegiado de curso - 2010 2
Reunião pedagógica colegiado de curso - 2010 2
Thiago Francisco
 
E-Learning Scorecard
E-Learning ScorecardE-Learning Scorecard
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasConduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
ANGRAD
 
Slides workshop resapes_2021
Slides workshop resapes_2021Slides workshop resapes_2021
Slides workshop resapes_2021
Diana Aguiar Vieira
 
Os Desafios do Ensino Superior de Administração Frente ao Mundo Exponencial
Os Desafios do Ensino Superior de Administração Frente ao Mundo ExponencialOs Desafios do Ensino Superior de Administração Frente ao Mundo Exponencial
Os Desafios do Ensino Superior de Administração Frente ao Mundo Exponencial
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Planejamento Estratégico
Planejamento EstratégicoPlanejamento Estratégico
Planejamento Estratégico
Gerisval Pessoa
 
Apresentação do Mestrado Executivo em Gestão Empresarial
Apresentação do Mestrado Executivo em Gestão EmpresarialApresentação do Mestrado Executivo em Gestão Empresarial
Apresentação do Mestrado Executivo em Gestão Empresarial
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Qualificação do mestrado
Qualificação do mestradoQualificação do mestrado
Qualificação do mestrado
AdrianaVazzolerMendo
 
Gestão Estratégica
Gestão EstratégicaGestão Estratégica
Gestão Estratégica
Gerisval Pessoa
 
2 ¬conferencia nairobi-julho_2015
2 ¬conferencia nairobi-julho_20152 ¬conferencia nairobi-julho_2015
2 ¬conferencia nairobi-julho_2015
African Virtual University
 
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto DoutoramentoApresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
lfroque
 
Relatório MBA Gestão Empreendedora – Educação
Relatório MBA Gestão Empreendedora – EducaçãoRelatório MBA Gestão Empreendedora – Educação
Relatório MBA Gestão Empreendedora – Educação
PPGE UFF
 
Fesurv Enade 2008 1ª Parte
Fesurv Enade 2008 1ª ParteFesurv Enade 2008 1ª Parte
Fesurv Enade 2008 1ª Parte
valdivina
 

Semelhante a Análise dos ENADEs 2009, 2012 e 2015 (20)

Egp e Egressos
Egp e EgressosEgp e Egressos
Egp e Egressos
 
Reunião PedagóGica Colegiado De Curso 2010 1
Reunião PedagóGica   Colegiado De Curso   2010 1Reunião PedagóGica   Colegiado De Curso   2010 1
Reunião PedagóGica Colegiado De Curso 2010 1
 
ENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADEENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADE
 
Tarefa 3 1ª Parte Pp
Tarefa 3   1ª Parte PpTarefa 3   1ª Parte Pp
Tarefa 3 1ª Parte Pp
 
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
 
Construindo Caminhos da Administração: negócios, pessoas e tecnologia
Construindo Caminhos da Administração: negócios, pessoas e tecnologiaConstruindo Caminhos da Administração: negócios, pessoas e tecnologia
Construindo Caminhos da Administração: negócios, pessoas e tecnologia
 
Slides Enade PUCRS 2010
Slides Enade PUCRS 2010Slides Enade PUCRS 2010
Slides Enade PUCRS 2010
 
Reunião pedagógica colegiado de curso - 2010 2
Reunião pedagógica   colegiado de curso - 2010 2Reunião pedagógica   colegiado de curso - 2010 2
Reunião pedagógica colegiado de curso - 2010 2
 
E-Learning Scorecard
E-Learning ScorecardE-Learning Scorecard
E-Learning Scorecard
 
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasConduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
 
Slides workshop resapes_2021
Slides workshop resapes_2021Slides workshop resapes_2021
Slides workshop resapes_2021
 
Os Desafios do Ensino Superior de Administração Frente ao Mundo Exponencial
Os Desafios do Ensino Superior de Administração Frente ao Mundo ExponencialOs Desafios do Ensino Superior de Administração Frente ao Mundo Exponencial
Os Desafios do Ensino Superior de Administração Frente ao Mundo Exponencial
 
Planejamento Estratégico
Planejamento EstratégicoPlanejamento Estratégico
Planejamento Estratégico
 
Apresentação do Mestrado Executivo em Gestão Empresarial
Apresentação do Mestrado Executivo em Gestão EmpresarialApresentação do Mestrado Executivo em Gestão Empresarial
Apresentação do Mestrado Executivo em Gestão Empresarial
 
Qualificação do mestrado
Qualificação do mestradoQualificação do mestrado
Qualificação do mestrado
 
Gestão Estratégica
Gestão EstratégicaGestão Estratégica
Gestão Estratégica
 
2 ¬conferencia nairobi-julho_2015
2 ¬conferencia nairobi-julho_20152 ¬conferencia nairobi-julho_2015
2 ¬conferencia nairobi-julho_2015
 
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto DoutoramentoApresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
 
Relatório MBA Gestão Empreendedora – Educação
Relatório MBA Gestão Empreendedora – EducaçãoRelatório MBA Gestão Empreendedora – Educação
Relatório MBA Gestão Empreendedora – Educação
 
Fesurv Enade 2008 1ª Parte
Fesurv Enade 2008 1ª ParteFesurv Enade 2008 1ª Parte
Fesurv Enade 2008 1ª Parte
 

Mais de CRA - MG

Analisando o ENADE de Administração
Analisando o ENADE de AdministraçãoAnalisando o ENADE de Administração
Analisando o ENADE de Administração
CRA - MG
 
Oportunidades financeiras para a indústria
Oportunidades financeiras para a indústriaOportunidades financeiras para a indústria
Oportunidades financeiras para a indústria
CRA - MG
 
Cooperativismo
CooperativismoCooperativismo
Cooperativismo
CRA - MG
 
Regulamentação das cooperativas de crédito
Regulamentação das cooperativas de créditoRegulamentação das cooperativas de crédito
Regulamentação das cooperativas de crédito
CRA - MG
 
Apresentacao CRA-MG e Angrad
Apresentacao CRA-MG e AngradApresentacao CRA-MG e Angrad
Apresentacao CRA-MG e Angrad
CRA - MG
 
Acreditacao internacional
Acreditacao internacionalAcreditacao internacional
Acreditacao internacional
CRA - MG
 
Apresentação santander cenarios macro brasil
Apresentação santander   cenarios macro brasilApresentação santander   cenarios macro brasil
Apresentação santander cenarios macro brasil
CRA - MG
 
Palestra dia do administrador
Palestra dia do administradorPalestra dia do administrador
Palestra dia do administrador
CRA - MG
 
Gestão moderna e pós moderna
Gestão moderna e pós modernaGestão moderna e pós moderna
Gestão moderna e pós moderna
CRA - MG
 
Palestra Cooperativismo e Educação Financeira
Palestra Cooperativismo e Educação FinanceiraPalestra Cooperativismo e Educação Financeira
Palestra Cooperativismo e Educação Financeira
CRA - MG
 
IX Encontro de Coordenadores do Curso de Administração - Palestra: A sala de ...
IX Encontro de Coordenadores do Curso de Administração - Palestra: A sala de ...IX Encontro de Coordenadores do Curso de Administração - Palestra: A sala de ...
IX Encontro de Coordenadores do Curso de Administração - Palestra: A sala de ...
CRA - MG
 
IX Encontro de Coordenadores - Palestra: Inovação no ensino da Administração ...
IX Encontro de Coordenadores - Palestra: Inovação no ensino da Administração ...IX Encontro de Coordenadores - Palestra: Inovação no ensino da Administração ...
IX Encontro de Coordenadores - Palestra: Inovação no ensino da Administração ...
CRA - MG
 
Apresentação do módulo iv começando a consultoria
Apresentação do módulo iv começando a consultoriaApresentação do módulo iv começando a consultoria
Apresentação do módulo iv começando a consultoria
CRA - MG
 
Curso de formação inicial de consultores 09-08-2014 - módulo i
Curso de formação inicial de consultores   09-08-2014 - módulo iCurso de formação inicial de consultores   09-08-2014 - módulo i
Curso de formação inicial de consultores 09-08-2014 - módulo i
CRA - MG
 
Apresentação palestra Carência de profissionais no Brasil
Apresentação palestra Carência de profissionais no BrasilApresentação palestra Carência de profissionais no Brasil
Apresentação palestra Carência de profissionais no Brasil
CRA - MG
 
Palestra Desenvolvimento Atitudinal
Palestra Desenvolvimento Atitudinal Palestra Desenvolvimento Atitudinal
Palestra Desenvolvimento Atitudinal
CRA - MG
 
Palestra "Se eu quero, eu posso: descobri no coaching!"
Palestra "Se eu quero, eu posso: descobri no coaching!"Palestra "Se eu quero, eu posso: descobri no coaching!"
Palestra "Se eu quero, eu posso: descobri no coaching!"
CRA - MG
 
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócioPalestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
CRA - MG
 
Pauta edif
Pauta edifPauta edif
Pauta edif
CRA - MG
 
Palestra leis adv. alberto
Palestra leis adv. albertoPalestra leis adv. alberto
Palestra leis adv. alberto
CRA - MG
 

Mais de CRA - MG (20)

Analisando o ENADE de Administração
Analisando o ENADE de AdministraçãoAnalisando o ENADE de Administração
Analisando o ENADE de Administração
 
Oportunidades financeiras para a indústria
Oportunidades financeiras para a indústriaOportunidades financeiras para a indústria
Oportunidades financeiras para a indústria
 
Cooperativismo
CooperativismoCooperativismo
Cooperativismo
 
Regulamentação das cooperativas de crédito
Regulamentação das cooperativas de créditoRegulamentação das cooperativas de crédito
Regulamentação das cooperativas de crédito
 
Apresentacao CRA-MG e Angrad
Apresentacao CRA-MG e AngradApresentacao CRA-MG e Angrad
Apresentacao CRA-MG e Angrad
 
Acreditacao internacional
Acreditacao internacionalAcreditacao internacional
Acreditacao internacional
 
Apresentação santander cenarios macro brasil
Apresentação santander   cenarios macro brasilApresentação santander   cenarios macro brasil
Apresentação santander cenarios macro brasil
 
Palestra dia do administrador
Palestra dia do administradorPalestra dia do administrador
Palestra dia do administrador
 
Gestão moderna e pós moderna
Gestão moderna e pós modernaGestão moderna e pós moderna
Gestão moderna e pós moderna
 
Palestra Cooperativismo e Educação Financeira
Palestra Cooperativismo e Educação FinanceiraPalestra Cooperativismo e Educação Financeira
Palestra Cooperativismo e Educação Financeira
 
IX Encontro de Coordenadores do Curso de Administração - Palestra: A sala de ...
IX Encontro de Coordenadores do Curso de Administração - Palestra: A sala de ...IX Encontro de Coordenadores do Curso de Administração - Palestra: A sala de ...
IX Encontro de Coordenadores do Curso de Administração - Palestra: A sala de ...
 
IX Encontro de Coordenadores - Palestra: Inovação no ensino da Administração ...
IX Encontro de Coordenadores - Palestra: Inovação no ensino da Administração ...IX Encontro de Coordenadores - Palestra: Inovação no ensino da Administração ...
IX Encontro de Coordenadores - Palestra: Inovação no ensino da Administração ...
 
Apresentação do módulo iv começando a consultoria
Apresentação do módulo iv começando a consultoriaApresentação do módulo iv começando a consultoria
Apresentação do módulo iv começando a consultoria
 
Curso de formação inicial de consultores 09-08-2014 - módulo i
Curso de formação inicial de consultores   09-08-2014 - módulo iCurso de formação inicial de consultores   09-08-2014 - módulo i
Curso de formação inicial de consultores 09-08-2014 - módulo i
 
Apresentação palestra Carência de profissionais no Brasil
Apresentação palestra Carência de profissionais no BrasilApresentação palestra Carência de profissionais no Brasil
Apresentação palestra Carência de profissionais no Brasil
 
Palestra Desenvolvimento Atitudinal
Palestra Desenvolvimento Atitudinal Palestra Desenvolvimento Atitudinal
Palestra Desenvolvimento Atitudinal
 
Palestra "Se eu quero, eu posso: descobri no coaching!"
Palestra "Se eu quero, eu posso: descobri no coaching!"Palestra "Se eu quero, eu posso: descobri no coaching!"
Palestra "Se eu quero, eu posso: descobri no coaching!"
 
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócioPalestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
 
Pauta edif
Pauta edifPauta edif
Pauta edif
 
Palestra leis adv. alberto
Palestra leis adv. albertoPalestra leis adv. alberto
Palestra leis adv. alberto
 

Último

Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 

Último (20)

Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 

Análise dos ENADEs 2009, 2012 e 2015

  • 1. XII Encontro de Coordenadores do Curso de Administração VI Encontro Estadual da ANGRAD Belo Horizonte, 30 de setembro de 2017 Análise dos ENADEs 2009, 2012 e 2015 Prof. Taiguara Langrafe
  • 2. Avaliações do ENADE: desafios e impactos na Educação Superior Agenda: 1) Apresentação do Palestrante 2) A ANGRAD 3) Tendências & Contexto 4) Overview do SINAES 5) ENADE 6) Indicadores de Qualidade dos Cursos de Graduação em Administração (2009, 2012 e 2015) 7) Caso de utilização dos ENADE/SINAES para Gestão de um Curso 8) Próximos passos da ANGRAD
  • 3. 1. Apresentação: Taiguara Langrafe Angradiano ativo Doutor em Administração (FEA-USP) Teoria dos Stakeholders Mestre em Administração (FECAP) Posicionamento Estratégico Graduação em Administração (FECAP) Vice-Reitor e Superintendente Adjunto da FECAP Professor Universitário desde 2001 (Contabilidade, Matemática Financeira, Controladoria, Teorias da Administração, Estratégia, Empreendedorismo e Laboratório de Gestão Empresarial) Foi Pró-Reitor de Graduação e Coordenador do Curso de Administração da FECAP Parecerista do SemeAd, ENANPAD e ENANGRAD
  • 4. 2. A ANGRAD Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração Objetivo da ANGRAD: estimular a contínua elevação do padrão de qualidade do ensino da Administração por meio de suas atividades.  Primeiro Encontro Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ENANGRAD) na FEA-USP (São Paulo), em 1990.  Atual Gestão com Presidente Prof. Henrique Heidtmann (EBAPE/FGV) e Vice-Presidente Prof. Edson Sadao (FEI-SP).  Membros do Conselho Consultivo: Prof. Alexander Berndt (Fundador), Antonio Freitas (CNE), Prof. Mario Moraes (CONAES), Prof. Mauro Kreuz (CFA) e Prof. Rui Otávio (INEP).  Convite a todos os Alunos, Professores, Coordenadores de Cursos e Dirigentes dos Cursos de Graduação em Administração e Tecnólogos de Gestão: submissão de artigos para a RAEP (B1 Qualis).
  • 6. New Horizon Report  Iniciativa de organizações de pesquisa americanas que buscam responder às seguintes perguntas: Qual é o horizonte de 5 anos das IES? Quais tendências e tecnologias influenciarão mudanças? Quais os desafios e como solucioná-los?  Processo de pesquisa internacional com Delphi Modificado (mais de 2 mil participantes).
  • 7. Desenvolvimentos tecnológicos importantes 2017-2018: Tecnologias de Aprendizagem Adaptativas e Aprendizagem por Celular 2019-2020: Internet das Coisas Nova Geração de LMSs 2021-2022: Inteligência Artificial Interfaces Naturais (movimentos, toques etc) Tendências- chave 2017-2018 Ensino Híbrido Aprendizagem Colaborativa 2019-2020 Mensuração do Aprendizado Redefinicação dos Espaços de Aprendizagem 2021-2022 Avanços na Cultura de Inovação Abordagens de Aprendizado Profundo Desafios significativos +Fáceis: Avanços na literatura digital Integração da aprendizagem formal e informal +Difíceis: Gap de desenvolvimento Equidade digital MUITO difíceis: Lidar com a obsolescência do aprendizado Repensar os papéis dos educadores
  • 8. •Avanços em abordagens progressistas de aprendizagem requerem mudança de cultura. 1 •Habilidades do mundo real são necessárias para reforçar empregabilidade. 2 •Colaboração é a chave para soluções efetivas escaláveis. 3 •Apesar da proliferação e tecnologias, o acesso é desigual. 4 •Processos para avaliar habilidades específicas em nível pessoal são necessários. 5 •Fluência digital é mais do que saber usar tecnologias. 6 •Aprendizado online, por celular e híbrido são inevitáveis. 7 •Ecossistemas de aprendizagem precisam ter agilidade suficiente para atender às mudanças ambientais. 8 •O Ensino Superior é uma incubadora para o desenvolvimento de computadores mais intuitivos. 9 •Educação Continuada deve “estar no sangue” das IES. 10
  • 9. Rankings Internacionais: o mundo está competindo. Times Higher Education QS University Rankings ARWU U-Multirank Financial Times US News & World Report E mais!  Indicadores com grande peso em Produção Acadêmica & Pesquisas de Reputação.  Mercado Internacional de Professores e Estudantes para otimizar desempenho nos rankings.
  • 10. Exemplo: Times Higher Education Dimensões e respectivos pesos na Avaliação Indicadores Ensino: ambiente de aprendizagem (30%) Reputação do Ensino (survey). Doutores formados por Acadêmico. Estudantes Ingressantes de Graduação por Acadêmico. Receita por Acadêmico. Relação entre formação de Doutores e Graduados. Pesquisa: volume, receitas e reputação (30%) Reputação da pesquisa (survey internacional). Receitas com pesquisa. Publicações por acadêmico e estafe de pesquisa. Citações: influência da pesquisa (30%) Impacto das citações (média normalizada das citações por artigo). Visão internacional: estafe, estudantes e pesquisa (7,5%) Taxa de estafe internacional /nacional. Taxa de estudantes internacionais/nacionais. Proporção de publicações de co-autoria internacional. Receitas da Indústria – Inovação (2,5%) Receitas para pesquisa da Indústria (por estafe acadêmico)
  • 11. Alternativa de direcionamento aos rankings: foco na missão. Exemplo: AACSB Dimensões Padrões Gestão Estratégica e Inovação Missão, Impacto e Inovação. Contribuições Intelectuais, Impacto e Alinhamento com a Missão. Estratégias Financeiras e Alocação de Recursos. Participantes: Estudantes, Corpo Docente e Estafe Profissional Admissões de Estudantes, Progressão e Desenvolvimento de Carreiras. Suficiência do Corpo docente e Desenvolvimento Gestão do Corpo Docente e Suporte Suficiência do Estafe Profissional e Desenvolvimento Ensino e Aprendizagem Gestão Curricular e Garantia de Qualidade Conteúdos Curriculares Interações Alunos-Corpo Docente Nível, estrutura e equivalência do programa educacional. Efetividade do ensino. Engajamento Acadêmico e Profissional Engajamento acadêmico e profissional do estudante Educação Executiva Qualificações e engajamento do Corpo Docente
  • 13. E no Ensino Superior Brasileiro? ENADE IGC Derivados (ex: dimensão Infraestrutura etc) Guia do Estudante (Editora Abril) Ranking Universitário Folha (RUF) Ranking de MBAs (Estado)  Processo iniciado em 1996 com o Provão.  Iniciativas não-governamentais são recentes.  Propaganda das IES alimentada pelos Rankings.  Exemplo: composição do Ranking de Universidades Folha.
  • 14. Pesquisa da Editora Abril/Guia do Estudante (2017):
  • 15. Tendências & Contexto  Horizonte de mudanças estruturais de tecnologias e papéis dos educadores e estudantes.  Há competição internacional baseada em rankings, com influência em mercado de trabalho para acadêmicos, escolha dos melhores estudantes e acesso a investimentos.  No Brasil: rankings fortemente utilizados para fins de captação de novos alunos. Questão: como balancear o isomorfismo em função dos parâmetros dos rankings com o contexto local e missão da IES e do Curso?
  • 17. Curso Instituição ACG Autoavaliação (CPA) Aluno ENADE Índice Geral de Cursos (IGC) Conceitos Preliminares de Curso (CPC) – Cursos de Graduação Notas CAPES Cursos de Pós- Graduação Stricto SensuENADE IDD Insumos •Titulação dos Professores •Regime de Trabalho dos Professores •Infraestrutura •Nota Pedagógica •Oportunidades •CENSO do Ensino Superior •Questionário ENADE
  • 18. Overview do SINAES Dimensões: 1 Missão e PDI 2 Política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação e a extensão 3 Responsabilidade social da IES 4 Comunicação com a sociedade 5 As políticas de pessoal, as carreiras do corpo docente e técnico-administrativo 6 Organização de gestão da IES 7 Infraestrutura física 8 Planejamento de avaliação 9 Políticas de atendimento aos estudantes 10 Sustentabilidade financeira Princípios de Responsabilidade, Diversidade, Identidade, Globalidade, Continuidade, Público e Participação.
  • 20. Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE)  Aplicação em ciclos trienais, classificados por Áreas.  Aplicações para alunos de Administração: 2006, 2009, 2012 e 2015.  Formato da Prova: 10 questões de Formação Geral (2 discursivas e 8 de múltipla escolha). 30 questões de Componente Específico (27 de múltipla escolha e 3 discursivas).  4 horas de aplicação.  Questionário do Estudante  Questionário do Coordenador. Outputs:  Boletim do Estudante.  Relatório por Curso.  Relatório da IES.  Síntese da Área.  Informações para alimentação do CPC e IGC.
  • 21.
  • 22.
  • 23. Oportunidades de uso da avaliação para a melhoria da qualidade sob múltiplas perspectivas. Outro exemplo: Relatório de Curso e de IES.
  • 24. 6 Indicadores de Qualidade dos Cursos de Graduação em Administração (2009, 2012 e 2015)
  • 25.
  • 26. Resultados em 2009 Média Desvio- Padrão Coeficiente de Variação Formação Geral (FG) 44,3 8,8 19,8% Componente Específico (CE) 37,3 6,9 18,6% Geral (composição FG e CE) 39,0 6,7 17,3%
  • 27. Resultados em 2012 Média Desvio- Padrão Coeficiente de Variação Formação Geral (FG) 43,5 5,0 11,4% Componente Específico (CE) 32,6 6,2 19,0% Geral (composição FG e CE) 35,3 6,7 17,3%
  • 28. Resultados em 2015 Média Desvio- Padrão Coeficiente de Variação Formação Geral (FG) 53,9 5,0 9,4% Componente Específico (CE) 38,6 6,1 15,8% Geral (composição FG e CE) 42,4 5,6 13,2%
  • 29. Comparação dos 3 Anos Média Desvio- Padrão Coeficiente de Variação 2009 39 6,7 17,3% 2012 35,3 6,7 19% 2015 42,4 5,6 13,2%
  • 30. 40,9 39,6 38,2 34,7 36,436,4 35,7 35,2 33,3 33,4 43,3 42,8 41,6 41,2 40,5 ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 Sul Sudeste Nordeste Norte Centro-Oeste Médias nos ENADEs - Por Regiões 2009 2012 2015
  • 31. 42,68 40,64 37,96 29,74 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 RS SC RN MG CE SP AM PR BA PI RJ MS PB ES DF MA PE PA SE MT GO AL RR RO TO AP AC 2009
  • 32. 38,19 36,69 34,97 28,55 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 RS PB CE ES MG SC MA RJ RO RN PR AL SP BA GO PI PE SE AM PA MS MT DF RR AP TO AC 2012
  • 33. 44,96 44,15 41,67 39,28 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 ES CE MG SC RS PR RJ PB RR PA SP BA MS RO PI RN MA AM PE GO DF TO MT SE AL AC AP 2015
  • 35. 37,14 37,65 37,70 37,92 38,47 39,07 39,70 40,17 40,25 48,16 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 Faculdade Privada <=49 e >=25 Faculdade Privada <=99 e >=50 Faculdade Privada >=100 Faculdade Privada <=24 Centro Universitário Privado Demais casos Universidade Privada <=49 Universidade Privada >=100 Universidade Privada <=99 >=50 Universidade Pública 2009
  • 36. 33,32 33,67 34,23 34,63 35,24 35,79 36,53 36,76 37,51 40,71 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 Faculdade Privada <=49 e >=25 Faculdade Privada >=100 Faculdade Privada <=99 e >=50 Universidade Privada >=100 Centro Universitário Privado Demais casos Faculdade Privada <=24 Universidade Privada <=49 Universidade Privada <=99 >=50 Universidade Pública 2012
  • 37. 40,27 40,80 41,36 41,92 42,36 42,64 42,76 43,45 43,79 47,73 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 Faculdade Privada >=100 Faculdade Privada <=99 e >=50 Faculdade Privada <=49 e >=25 Faculdade Privada <=24 Universidade Privada >=100 Universidade Privada <=99 >=50 Centro Universitário Privado Demais casos Universidade Privada <=49 Universidade Pública 2015
  • 38. 39,7 44,3 58,6 ,0 20,0 40,0 60,0 80,0 100,0 TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CIÊNCIAS CONTÁBEIS SECRETARIADO EXECUTIVO TECNOLOGIA EM GASTRONOMIA TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA BIBLIOTECONOMIA TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO TECNOLOGIA EM MARKETING COMUNICAÇÃO SOCIAL ESTATÍSTICA TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA ADMINISTRAÇÃO TURISMO ARQUIVOLOGIA MÚSICA DESIGN CIÊNCIAS ECONÔMICAS TEATRO PSICOLOGIA DIREITO RELAÇÕES INTERNACIONAIS % de Acertos em Formação Geral - 2009
  • 39. 39,3 43,5 48,8 ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CIÊNCIAS CONTÁBEIS TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL TECNOLOGIA EM MARKETING PUBLICIDADE E PROPAGANDA TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA SECRETARIADO EXECUTIVO DESIGN JORNALISMO TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS PSICOLOGIA ADMINISTRAÇÃO TURISMO CIÊNCIAS ECONÔMICAS DIREITO RELAÇÕES INTERNACIONAIS % de Acertos em Formação Geral - 2012
  • 40. 49,4 53,9 64,5 ,0 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 80,0 90,0 100,0 TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS TECNOLOGIA EM DESIGN DE INTERIORES TECNOLOGIA EM GASTRONOMIA TECNOLOGIA EM GESTÃO DA QUALIDADE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA CIÊNCIAS CONTÁBEIS SECRETARIADO EXECUTIVO TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA TECNOLOGIA EM MARKETING TECNOLOGIA EM COMÉRCIO EXTERIOR TURISMO ADMINISTRAÇÃO TEOLOGIA TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO DESIGN PUBLICIDADE E PROPAGANDA TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA PSICOLOGIA CIÊNCIAS ECONÔMICAS JORNALISMO DIREITO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA RELAÇÕES INTERNACIONAIS % de Acertos em Formação Geral - 2015
  • 41.
  • 42. Comparação dos 3 Anos Média 2009 52,79 2012 65,69 2015 72,78
  • 43. Comparação dos 3 Anos Média 2009 9,82 2012 21,09 2015 25,31
  • 44. Comparação dos 3 Anos Média 2009 47,45 2012 66,07 2015 72,96
  • 48. 7 Caso de utilização dos dados do ENADE/SINAES para Gestão de um Curso
  • 49. O Caso FECAP  Instituição Centenária (fundada em 1902).  Sediada em São Paulo, com aproximadamente 5 mil alunos.  Foco na Área de Negócios (Instituição Pioneira no Ensino das Ciências Contábeis.  Primeiro Curso de Graduação em Ciências Econômicas do País; Curso de Graduação em Administração lançado na década de 60.  Atuação em Colégio (Técnico e Médio Pleno), Graduação e Pós-Graduação (Stricto e Lato Sensu).  Conselho Curador atual: Shigeaki Ueki (Presidente), Fabio Penteado (Vice- Presidente), Silvio Álvares Penteado Neto (Presidente Honorário), Abraham Sjazman, Delfim Netto, Jésus Gomes, Kazuo Watanabe, Regina Esteves e Roberto Rodrigues.
  • 50. O Caso FECAP  1999: “C” no Provão. Crise e Oportunidade.
  • 51. O Caso FECAP  Solução adotada: medição, união e MUITO ESFORÇO.  Uso do Sistema de Avaliação como aliado, e não inimigo.
  • 52. O Caso FECAP  Mudança nos Projetos Pedagógicos com internalização de Avaliações Institucionais.  Protestos & Sorrisos.
  • 53. O Caso FECAP  Com resultados, reforço do engajamento dos estudantes e senso de orgulho e pertencimento.
  • 54. O Caso FECAP  Uso cotidiano de Indicadores de Qualidade na Gestão Acadêmica:
  • 55. Elementos dos Projetos Pedagógicos, criados em ambiente de percepção da Avaliação como aliada para a Elevação da Qualidade: RECORDI (Reuniões da Coordenação com os Discentes). PEDP (Programa de Educação Dinâmica Progressiva). TOP (Times de Organização Pedagógica).
  • 56. Turmas Alunos Coordenação RECORDI Corpo Docente Pontos Fortes e Fracos Do Curso e da FECAP Reitoria, CONSUNI e CONSEPE e-mails ouvidoria facebooktwitter atendimento s telefonemas contatos informais diálogo estruturado feedback e melhoria contínua
  • 58. corpo docente Planejamento Pedagógico: Revisão de Planos de Aula Revisão de Planos de Ensino Revisão de Projeto Pedagógico Solução: Times de Organização Pedagógica Agrupamento de Professores e Disciplinas por área Reuniões em todos os semestres: todos conhecem o que todos ministram. Garantia de revisão de conteúdos de forma descentralizada e participativa Planos de Ensino, Bibliografias e Planos de Aula sempre disponíveis aos alunos TOP
  • 59. O Caso FECAP  2015: 3,87 e 52,45% no ENADE (4). “Crise” e Oportunidade.
  • 60.
  • 62. Construindo Pontes Apresentação da Chapa Construindo Pontes Candidata à Gestão da ANGRAD Biênio 2018 – 2019 Brasília, 26 de agosto de 2017
  • 63. Diretoria Presidente: Taiguara de Freitas Langrafe - FECAP (SP) Vice-Presidente: Jose Carlos Pacheco Coimbra - FAJ (SP) Diretor de Adm. e Finanças: Antônio Carlos Dias Athayde - PUC-MG (MG) Diretor de Ensino e Pesquisa: Edson Kenji Kondo - EBAPE-FGV (RJ) Diretor de Relações Institucionais: Manolita Correia Lima - ESPM (SP) Diretor de Marketing: Isabela Regina Fornari Muller - ESAG (SC) Diretor de Publicações: Claudia de Salles Stadtlober - UNISINOS (RS) Diretor de Relações Internacionais: Irineu Gustavo Gianesi - INSPER (SP) Conselheiro Fiscal Efetivo: Antonio Gildo Paes Galindo - FAFIRE (PE) Conselheiro Fiscal Efetivo: Agamêmnom Rocha Souza - UniFOA (RJ) Conselheiro Fiscal Efetivo: Rogerio Augusto Profeta - UNISO (SP) Conselheiro Fiscal Suplente: Jair Nascimento Santos - UniFACS (BA)
  • 65. Objetivos Estatutários ANGR AD Profess ores Estuda ntes Dirigent es Educac ionais Manten edores MEC Mercad o de Trabalh o CFA Associ ações Parceir as Ex- Alunos Fornec edores Educac ionais Mídia Estimular a continua elevação do padrão de qualidade do ensino de Administração, por meio de: I – Implementação de ações propostas e aprovadas pelas Assembléias Gerais, e/ou Conselho Diretor junto aos órgãos oficiais, em especial os veiculados ao Ensino. II – Interação com o Ministério da Educação e outros organismos do sistema educacional brasileiro. III – Realização Anual do ENANGRAD. IV – Edição da Revista RAEP. V – Promoção da Integração entre os Cursos de Graduação. VI – Estímulo à realização de pesquisas em Administração. VII – Promoção de publicações e eventos da Administração. VIII – Promoção de intercâmbio com entidades congêneres, nacionais e internacionais. IX – Desenvolvimento de programas de qualificação docente junto às Instituições associadas. X – Realização de avaliações e certificações sinalizadoras da qualidade de ensino. XI – Realização de encontros temáticos e regionais visando a difusão e o aprimoramento do ensino da Administração no País. XII – Desenvolvimento de todas as demais atividades de interesse da Instituição e da sua representação.
  • 66. Realizações 2016/17 Evolução da Governança Criação do Conselho de Empresários Reuniões por Skype e abertas aos associados Foco no Aprendizado Temáticas ENANGRAD Oficinas (espírito maker) Reforço de Parcerias Institucionais ANPAD ABED CFA B3 Interação com MEC Indicação CNE Conselho Consultivo ATIVO Atividades Científicas RAEP B1 Fast-Track no ENANGRAD Central de Casos
  • 67. Gestão 2018/19: continuar a construir Consolidação das iniciativas recentes (ex: Conselho de Empresários e evolução dos indicadores científicos) Prêmio ANGRAD: catalizador de iniciativas inovadoras e geração de conteúdo. Workshops ANGRAD para Coordenadores e Professores (caixa de ferramentas). Fórum ANGRAD de Melhores Práticas (apresentação de casos de Projetos Pedagógicos). Ambiente online de interação entre os Associados (Wiki/FAQ): usina de ideias. ANGRAD Júnior: divisão específica para TCCs, Iniciação Científica etc. Comunidade Acadêmica + engajada Alunos melhor preparados Associado ANGRAD com orgulho por pertencer
  • 68. Muito obrigado pela atenção! Prof. Taiguara Langrafe taiguara@fecap.br tlangrafe@hotmail.com +55 11 98954 0547 http://br.linkedin.com/in/tlangrafe