SlideShare uma empresa Scribd logo
NDICADORES DE
PERFORMANCE FINANCEIRA
Análise de Índices Econômico -
Financeiros
Administração Financeira I
NDICADORES DE
PERFORMANCE FINANCEIRA
Análise de Índices
Tópicos Abordados:
• Indicadores de Liquidez;
• Indicadores de Atividade;
• Indicadores de Endividamento;
• Indicadores de Lucratividade;
• Indicadores de Rentabilidade.
Administração Financeira IAdministração Financeira I
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
INDICADORES X ÍNDICES
Administração Financeira IAdministração Financeira I
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Índices Financeiros de AnáliseÍndices Financeiros de Análise
“Mede a capacidade de pagamento, a eficiência das atividades, o nível de
endividamento, o desempenho econômico, e a estrutura de capital da
empresa; podendo tal capacidade ser analisada no longo, no curto prazo, ou
prazo imediato”.
Grupos de interesse:
1.Gerentes e administradores – Análise da performance da empresa;
2.Bancos, Instituições de crédito e Fornecedores – Análise de endividamento e
capacidade de pagamento;
3.Acionistas, quotistas e donos de empresas – Análise da lucratividade.
Base de dados: Balanço Patrimonial e DRE
Administração Financeira IAdministração Financeira I
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Índices Econômico-Financeiros de AnáliseÍndices Econômico-Financeiros de Análise
Liquidez e atividade
Endividamento e estrutura
rentabilidade
Análise de ações
4 grupos de indicadores básicos:4 grupos de indicadores básicos:
Administração Financeira IAdministração Financeira I
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Procedimentos que conferem efetividade aos ÍndicesProcedimentos que conferem efetividade aos Índices
FinanceirosFinanceiros
•Análise temporal: Analise da evolução dos índices ao longo dos períodos;
•Análise comparativa: comparação dos índices da empresa com os de outras
empresas do mesmo ramo;
• Análise absoluta: Análise dos índices somada à análise macroambiental da
empresa.
Ex: identificação de um índice de endividamento alto a curto prazo, somado a uma
conjuntura de crédito difícil e altas taxas de juros
Análise de Índices
Principais Indicadores
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
6.3.16.3.1 Indicadores de liquidezIndicadores de liquidez
Visam medir a capacidade de pagamento da
Empresa no curto prazo
Exprimem uma posição financeira em um dado
momento (liquidez estática)
Os valores considerados sofrem alterações constantes devido
à dinâmica das empresas
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Liquidez CorrenteLiquidez Corrente
CirculantePassivo
CirculanteAtivo
CorrenteLiquidez =
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Deve ser considerada a falta de sincronização entre recebimentos e
pagamentos
Quanto a empresa possui de Ativo
Circulante, para cada R$ 1 de
Passivo Circulante
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Liquidez CorrenteLiquidez Corrente
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Exemplo Prático situação - problema:
ATIVO CIRCULANTE = R$ 1.223,00 PASSIVO CIRCULANTE = R$ 620,00 (ANO 2013)
Então, ILC = 1.223,00 => 1,9725
620
•Para descobrir o do ativo circulante que pode ser diminuído, sem tornar
impossível para a empresa cobrir seu passivo circulante:
- Basta subtrair o ILC de 1 e multiplicar a diferença por 100!
Logo, [ 1 – (1 / 1,97) ] X 100 = 49,24
Ou seja, a empresa poderia reduzir em até 49,24% o seu ativo circulante
e ainda assim manteria seu passivo circulante coberto pelo capital de
giro.
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Liquidez Corrente – Questão para reflexãoLiquidez Corrente – Questão para reflexão
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Por que uma empresa com alto ILC, pode
não conseguir necessariamente, honrar
com todas as suas obrigações no curto
prazo?
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Liquidez SecaLiquidez Seca
CirculantePassivo
Estoques(-)CirculanteAtivo
SecaLiquidez =
Relaciona os ativos circulantes de maior
liquidez com o total do passivo circulante
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Quanto a empresa possui de Ativo
líquido, para cada R$ 1 de Passivo
Circulante
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Liquidez SecaLiquidez Seca
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Exemplo Prático situação - problema:
ATIVO CIRCULANTE = R$ 1.223,00 PASSIVO CIRCULANTE = R$ 620,00, ESTOQUES =
289,00 (ANO 2013)
Então, ILS = 1.223,00 – 289,90 => 1,51
620
*O valor ideal desse índice dependerá do setor em que a empresa atua e de
suas características operacionais.
Ex: Empresa com forte sazonalidade em suas vendas
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
CirculantePassivo
Disponível
ImediataLiquidez =
Liquidez ImediataLiquidez Imediata
Reflete a porcentagem das dívidas de curto
prazo que pode ser saldada imediatamente
pela empresa
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Medida ainda mais satisfatória da
capacidade de saldar com as
obrigações no curto prazo
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Liquidez ImediataLiquidez Imediata
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Exemplo Prático situação - problema:
Então, ILI = 363,00 => 0,59
620
*capacidade financeira em honrar imediatamente seus compromissos de
curto prazo contando apenas com suas disponibilidades – caixa e banco
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
CirculantenãoPassivoPC
CirculanteAtivo
GeralLiquidez
+
=
Liquidez GeralLiquidez Geral
Retrata a saúde financeira de longo prazo da
a empresa
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Determina a capacidade da empresa em honrar
todas as suas exigibilidades/obrigações,
contando com os seus recursos realizáveis a
curto e longo prazos.
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Liquidez GeralLiquidez Geral
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Exemplo Prático situação - problema:
Então, ILG = 1.223 => 0,74
620 + 1.023
Análise de Índices
Indicadores de
Atividade
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
6.3.26.3.2 Indicadores de atividadeIndicadores de atividade
Visam à mensuração das diversas durações
de um “ciclo operacional”
Fases compreendidas desde a aquisição
de insumos básicos até o recebimento
das vendas realizadas
•Permitem uma análise mais dinâmica
do desempenho de uma empresa
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Revela o tempo médio que a
empresa depende em
receber suas vendas
realizadas a prazo
6.3.26.3.2 Indicadores de atividadeIndicadores de atividade
Revela o tempo médio que a
empresa leva para pagar
suas dívidas
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
PMP
PMR
Duplicatas a Pagar X 360
CPV (+) EF (-) EI
(compras)
Duplicatas a Receber X 360
Receita
Bruta
PME
Estoque X 360
CPV
Indica o tempo médio
necessário para a completa
renovação dos estoques da
empresa
Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
PMP, PMR e PMEPMP, PMR e PME
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Exemplo Prático situação - problema:
Então, PMP = 382,00 x 360 = 66,21 dias
2.088 + (289-300)
PMR = 503,00 x 360 = 58,91 dias
3.074,00
,
PME = 289,00 x 360 = 49,83 dias
2.088,00
Análise de índices econômico financeiros
Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Revela o tempo médio que a empresa depende em
receber suas vendas realizadas a prazo
Indicadores de atividade - CiclosIndicadores de atividade - Ciclos
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
6.3.26.3.2 Indicadores de atividadeIndicadores de atividade
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
CO: PME + PMR - Quanto menor, melhor!
Dados situação problema – CO: 49,83 + 58,91 = 108, 74 dias
CF: CO – PMP - Quanto menor, melhor!
Dados situação problema – CF: 108,74 – 66,21 = 42,53 dias
Giro dos Ativos: Receita Líquida / AT - Quanto maior, melhor!
Dados situação problema – GA: 3.074,00/3.597,00 = 0,85 vezes
Giro do PL: Receita Líquida / PL - Quanto maior, melhor!
Dados situação problema – Gpl: 3.074,00/1.954,00 = 1,57 vezes
Análise de Índices
Indicadores de
Endividamento
Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
6.3.36.3.3 Indicadores de endividamento eIndicadores de endividamento e
estruturaestrutura
Utilizados para auferir a composição das fontes passivas
de recursos de uma empresa
Mostram a proporção de recursos
de terceiros em relação ao capital
próprio
Avalia o grau de dependência da
empresa, frente à recursos externos
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Indicadores de endividamento e estruturaIndicadores de endividamento e estrutura
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Financiamento de Terceiros: Indica o nível de endividamento da empresa
em relação ao capital de terceiros.
PC + PNC
__________
PT
Financiamento de Capital Próprio: Indica o nível de endividamento da
empresa em relação ao capital próprio.
PL
-------
PT
620,00 + 1.023,00
------------------------ = 0,4568 (45,68%)
3.597,00
Dados
Situação
problema
1.954,00
------------------------ = 0,5432 (54,32%)
3.597,00
Dados
Situação
problema
Análise de índices econômico financeiros
Análise de Índices
Indicadores de
Lucratividade e
Rentabilidade
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Indicadores de lucratividade e RentabilidadeIndicadores de lucratividade e Rentabilidade
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
“Mede o retorno, em termos de lucro ou
prejuízo, que uma empresa obteve em relação
a um determinado nível de vendas, de ativos e
de dinheiro investido pelos sócios”.
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
6.3.46.3.4 Indicadores de LucratividadeIndicadores de Lucratividade
Medem a eficiência de uma empresa
em produzir lucro por meio de suas
vendas
LíquidasReceitas
lOperacionaLucro
lOperacionaMargem =
LíquidasReceitas
LíquidoLucro
LíquidaMargem =
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Percentual de lucro obtido em cada unidade
monetária de venda, já após a dedução das
despesas e IR
LíquidasReceitas
BrutoLucro
BrutaMargem =
Percentual após o pagamento dos
produtos
Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
PMP, PMR e PMEPMP, PMR e PME
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Exemplo Prático situação - problema:
Então,
Margem Bruta = 986,00 = 0,3208 (32,08%)
3.074,00
Margem Operacional = 418,00 = 0,1360 (13,60%)
3.074,00
Margem Líquida = 221,00 = 0,0719 (7,19%)
3.074,00
Análise de Índices
Financeiros
Indicadores de
Rentabilidade
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
6.3.46.3.4 Indicadores de rentabilidadeIndicadores de rentabilidade
TotalAtivo
LíquidoLucro
ROA =
Revela o retorno produzido pelo total
das aplicações realizadas por uma
empresa em seus ativos
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
LíquidoPatrimônio
LíquidoLucro
ROE =
Mensura o retorno dos recursos
aplicados na empresa por seus
proprietários
Dados Situação problema:
ROA: 221,00 = 0,0614 (6,14%)
3.597,00
Dados Situação problema:
ROE: 221,00 = 0,1131 (11,31%)
1.954,00
Quanto maior, melhor!
Quanto maior, melhor!
ROA - Return on Assets - Retornos sobre Ativos
ROE - Return on Equity – Retorno sobre o Patrimônio líquido
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Decomposição do ROEDecomposição do ROE
LíquidoPatrimônio
LíquidasVendas
LíquidasVendas
LíquidoLucro
LíquidoPatrimônio
LíquidoLucro
×=
Retorno sobre o Rentabilidade das vendas Giro do
Patrimônio Líquido (ROE) (Margem Líquida) PL
= x
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
*O ROE também pode ser obtido através da multiplicação entre
a Margem líquida e o Giro do PL
Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
6.4.16.4.1 Decomposição do ROADecomposição do ROA
Retorno sobre o Margem Giro do
Ativo (ROA) Operacional Ativo Total
= x
MédioTotalAtivo
LíquidasVendas
LíquidasVendas
IR)(Após
lOperacionaLucro
MédioTotalAtivo
IR)(Após
lOperacionaLucro
×=
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
*O ROA também pode ser obtido através da multiplicação entre
a Margem Operacional e o Giro do AT.
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
6.3.46.3.4 Indicadores de rentabilidadeIndicadores de rentabilidade
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
•Outros Indicadores para a Análise de Ações:
EmitidasAçõesdeNúmero
LíquidoLucro
LPA =
(LPA)AçãoporLucro
Açãoda)(AquisiçãoMercadodePreço
P/L =
Ilustra o benefício auferido por cada
ação emitida pela empresa
Indica o valor pago por ação,
em relação ao seu lucro
Quanto maior, melhor!
Quanto maior, melhor!
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Análise dos Indicadores e Índices Econômico-Financeiros –Análise dos Indicadores e Índices Econômico-Financeiros – Empréstimo e/ouEmpréstimo e/ou
financiamento?financiamento?
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
INDICADORES DE LIQUIDEZ
  Fórmula 2012 2013
Liquidez Corrente AC/PC 2,08 1,97
Liquidez Seca AC - Estoques/PC 1,46 1,51
Liquidez Imediata Ativ Liq Tot/PC Tot 0,60 0,59
Liquidez Geral (AC) / (PC + PNC) 0,69 0,74
INDICADORES DE ATIVIDADE
  Fórmula 2012 2013
PMR (Duplicatas a Receber / Receita) x 360 51,19 58,91 Dias
PMP (Duplicatas a Pagar / Compras) x 360 71,00 66,21 Dias
PME Estoque / CPV x 360 63,12 49,83 Dias
CO CO=PME+PMR 114,31 108,74 Dias
CF CF=CO-PMP 43,31 42,53 Dias
Giro dos Ativos Vendas/Atv Total 0,79 0,85 Vezes
Giro do PL Receita Liq/PL 1,41 1,57 Vezes
INDICADORES DE ENDIVIDAMENTO
  Fórmula 2012 2013
Financiamento de Terceiros (PC + PNC) / PT 44,34% 45,68%
Financiamento de Capital Próprio PL/PT 55,66% 54,32%
INDICADORES DE LUCRATIVIDADE
  Fórmula 2012 2013
Margem Bruta Lucro Bruto/Rec Liq x 100 33,35% 32,08%
Margem Operacional LOperacional / Receita Líquida 11,80% 13,60%
Margem de Lucro Líquido Lucro Liq/Rec Liq x 100 5,38% 7,19%
INDICADORES DE RENTABILIDADE
  Fórmula 2012 2013
TR s/ Inv. (ROA) Lucro líq exerc./Atv Tot. 4,22% 6,14%
TR s/ PL (ROE) Lucro líq exerc./PL 7,58% 11,31%
INDICADORES DO BP
  Fórmula 2012 2013
CCL CCL = AC-PC 521 603
ST ST=CCL – NCG 240 352
NCG NCG = ACC-PCC 281 251
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Análise Geral dos ÍndicesAnálise Geral dos Índices
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
•A liquidez da empresa parece bastante estável, embora tenha havido uma leve diminuição
de sua liquidez imediata e em sua liquidez corrente.
•O aumento da liquidez seca é visto como algo positivo, dado que, quanto maior o valor,
menor é a participação dos estoques no valor total do ativo circulante, e/ou dependência do
mesmo para o pagamento das obrigações no curto prazo;
•Além disso, o aumento da liquidez seca é um indício de que está havendo um bom giro dos
estoques, o que pôde ser comprovado pela forte diminuição do PME de 2012 para 2013; De
uma forma geral a empresa demonstrou ter boa liquidez;
•A diminuição do CO e CF também são favoráveis, considerando que quanto menor é o CO,
menor é o custo destinado para o financiamento das operações; e Quanto menor o CF, mais
rápida é a conversão dos estoques em caixa (maior liquidez dos estoques) – O que também
pôde ser comprovado pelo aumento do Giro dos ativos no último período; e do Giro do PL,
demonstrando a eficiência no uso do PL para a geração de receitas; Tal análise dos
indicadores de atividade demonstrou que a empresa encontra-se mais eficiente;
•Em relação aos indicadores de endividamento, estes foram considerados estáveis; haja vista
a baixa variação dentre os períodos analisados. Tais resultados também revelam uma
estrutura de capital formada majoritariamente por capital próprio; havendo a necessidade de
financiamento via capital de terceiros, em aproximadamente 45%. aparentemente a empresa
manteve sua capacidade para satisfazer suas obrigações
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Análise Geral dos ÍndicesAnálise Geral dos Índices
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
•Foi constatado também, um aumento da lucratividade da empresa, já que
a margem de lucro líquido (percentual já deduzido as despesas e IR)
aumentou de 2012 para 2013;
•Sua rentabilidade/retorno sobre investimento também aumentou, já que
tanto o Retorno sobre os ativos, quanto sobre o patrimônio líquido,
aumentaram.
Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras
Para melhor análise, seria necessáriaPara melhor análise, seria necessária uma comparação com a média deuma comparação com a média de
empresas do mesmo segmentoempresas do mesmo segmento , conforme exemplo abaixo, conforme exemplo abaixo
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Administração Financeira IAdministração Financeira I
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Considerações Índices Financeiros de AnáliseConsiderações Índices Financeiros de Análise
•Mede a capacidade de pagamento da empresa; podendo tal capacidade
ser analisada no longo, no curto prazo, ou prazo imediato”.
•Não fornece evidências ou conclusões acerca de um determinado
problema; apenas direciona a atenção para fatores críticos;
•O desempenho global da organização não pode ser medido por único
índice, nem tampouco, apenas por índices internos de análise;
Alinhamento com os grupos
Administração Financeira IAdministração Financeira I
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Referências BibliográficasReferências Bibliográficas
GITMAN, L. J. Princípios de administração financeira. 12 ed. São Paulo:
Companion Website, 2010.
ROSS; WESTERFIELD; JORDAN. Princípios de Administração financeira.
2ª Ed. São Paulo: Atlas, 2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação e auditoria atuarial
Avaliação e auditoria atuarialAvaliação e auditoria atuarial
Avaliação e auditoria atuarial
Universidade Federal Fluminense
 
Indices de liquidez analise
Indices de liquidez analiseIndices de liquidez analise
Indices de liquidez analise
Gleidbraga
 
Apostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencialApostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencial
simuladocontabil
 
Cap 1 fundamentos da gestao do capital de giro
Cap 1   fundamentos da gestao do capital de giroCap 1   fundamentos da gestao do capital de giro
Cap 1 fundamentos da gestao do capital de giro
adrielmfbranco
 
Analise De DemonstraçõEs Financeiras
Analise De DemonstraçõEs FinanceirasAnalise De DemonstraçõEs Financeiras
Analise De DemonstraçõEs Financeiras
admfape
 
Analise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações FinanceirasAnalise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações Financeiras
Isabel Castilho
 
Slides módulo3.2
Slides módulo3.2Slides módulo3.2
Slides módulo3.2
Eva Gomes
 
Administração financeira análise de balanços
Administração financeira   análise de balançosAdministração financeira   análise de balanços
Administração financeira análise de balanços
Kleber Mantovanelli
 
Analise demonstracoes financeira_aula05
Analise demonstracoes financeira_aula05Analise demonstracoes financeira_aula05
Analise demonstracoes financeira_aula05
contacontabil
 
AnáLises Financeiras
AnáLises FinanceirasAnáLises Financeiras
AnáLises Financeiras
luiz miguel
 
Caderno - Análise Financeira
Caderno - Análise FinanceiraCaderno - Análise Financeira
Caderno - Análise Financeira
Cadernos PPT
 
Demonstrações financeiras
Demonstrações financeirasDemonstrações financeiras
Demonstrações financeiras
CIRINEU COSTA
 
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisaoA2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
pgr_net
 
Resumo de Análise de Demonstrações Contábeis I
Resumo de Análise de Demonstrações Contábeis IResumo de Análise de Demonstrações Contábeis I
Resumo de Análise de Demonstrações Contábeis I
nataliachinen28
 
Monografia análise das demonstrações financeiras como instrumento de verifi...
Monografia   análise das demonstrações financeiras como instrumento de verifi...Monografia   análise das demonstrações financeiras como instrumento de verifi...
Monografia análise das demonstrações financeiras como instrumento de verifi...
Universidade Pedagogica
 
Analise das demonstr finance
Analise das demonstr financeAnalise das demonstr finance
Analise das demonstr finance
apostilacontabil
 
Introdução à Análise de Balanços
Introdução à Análise de BalançosIntrodução à Análise de Balanços
Introdução à Análise de Balanços
Martinho Doce
 
Rácios
RáciosRácios
Rácios
Martinho Doce
 
Apostila de Análise das Demonstrações v 200
Apostila de Análise das Demonstrações v 200Apostila de Análise das Demonstrações v 200
Apostila de Análise das Demonstrações v 200
Cesar Ventura
 

Mais procurados (19)

Avaliação e auditoria atuarial
Avaliação e auditoria atuarialAvaliação e auditoria atuarial
Avaliação e auditoria atuarial
 
Indices de liquidez analise
Indices de liquidez analiseIndices de liquidez analise
Indices de liquidez analise
 
Apostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencialApostila contabilidade gerencial
Apostila contabilidade gerencial
 
Cap 1 fundamentos da gestao do capital de giro
Cap 1   fundamentos da gestao do capital de giroCap 1   fundamentos da gestao do capital de giro
Cap 1 fundamentos da gestao do capital de giro
 
Analise De DemonstraçõEs Financeiras
Analise De DemonstraçõEs FinanceirasAnalise De DemonstraçõEs Financeiras
Analise De DemonstraçõEs Financeiras
 
Analise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações FinanceirasAnalise das Demonstrações Financeiras
Analise das Demonstrações Financeiras
 
Slides módulo3.2
Slides módulo3.2Slides módulo3.2
Slides módulo3.2
 
Administração financeira análise de balanços
Administração financeira   análise de balançosAdministração financeira   análise de balanços
Administração financeira análise de balanços
 
Analise demonstracoes financeira_aula05
Analise demonstracoes financeira_aula05Analise demonstracoes financeira_aula05
Analise demonstracoes financeira_aula05
 
AnáLises Financeiras
AnáLises FinanceirasAnáLises Financeiras
AnáLises Financeiras
 
Caderno - Análise Financeira
Caderno - Análise FinanceiraCaderno - Análise Financeira
Caderno - Análise Financeira
 
Demonstrações financeiras
Demonstrações financeirasDemonstrações financeiras
Demonstrações financeiras
 
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisaoA2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
A2 cco5 estrutura_e_analise_das_demonstracoes_financeiras_tema_revisao
 
Resumo de Análise de Demonstrações Contábeis I
Resumo de Análise de Demonstrações Contábeis IResumo de Análise de Demonstrações Contábeis I
Resumo de Análise de Demonstrações Contábeis I
 
Monografia análise das demonstrações financeiras como instrumento de verifi...
Monografia   análise das demonstrações financeiras como instrumento de verifi...Monografia   análise das demonstrações financeiras como instrumento de verifi...
Monografia análise das demonstrações financeiras como instrumento de verifi...
 
Analise das demonstr finance
Analise das demonstr financeAnalise das demonstr finance
Analise das demonstr finance
 
Introdução à Análise de Balanços
Introdução à Análise de BalançosIntrodução à Análise de Balanços
Introdução à Análise de Balanços
 
Rácios
RáciosRácios
Rácios
 
Apostila de Análise das Demonstrações v 200
Apostila de Análise das Demonstrações v 200Apostila de Análise das Demonstrações v 200
Apostila de Análise das Demonstrações v 200
 

Destaque

Indicadores econômico financeiros
Indicadores econômico financeirosIndicadores econômico financeiros
Indicadores econômico financeiros
professoredmilson
 
003 Futures And Forwards
003 Futures And Forwards003 Futures And Forwards
003 Futures And Forwards
Vinuthan S Murthy
 
A mulher no mercado de trabalho, protagonismo crescente
A mulher no mercado de trabalho, protagonismo crescenteA mulher no mercado de trabalho, protagonismo crescente
A mulher no mercado de trabalho, protagonismo crescente
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Ronaldo picorelli palestra argentina
Ronaldo picorelli   palestra argentinaRonaldo picorelli   palestra argentina
Ronaldo picorelli palestra argentina
Ronaldo Picorelli lima filho
 
Mulher Administradora e o salto para o futuro
Mulher Administradora e o salto para o futuroMulher Administradora e o salto para o futuro
Mulher Administradora e o salto para o futuro
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Desafios para a mulher administradora no universo das franquias
Desafios para a mulher administradora no universo das franquiasDesafios para a mulher administradora no universo das franquias
Desafios para a mulher administradora no universo das franquias
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Mulher Administradora e o salto para o futuro
Mulher Administradora e o salto para o futuroMulher Administradora e o salto para o futuro
Mulher Administradora e o salto para o futuro
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro
DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de GiroDIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro
DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro
DIAGMA | Brasil
 
Indicadores Financeiros
Indicadores FinanceirosIndicadores Financeiros
Indicadores Financeiros
SALVADOR SERRATO
 
Indicadores de desempenho
Indicadores de desempenhoIndicadores de desempenho
Indicadores de desempenho
mauroconde
 
Indicadores financieros
Indicadores financierosIndicadores financieros
Indicadores financieros
yesenia duarte
 
Teoria dos jogos
Teoria dos jogosTeoria dos jogos
Teoria dos jogos
Alvaro Augusto
 
Como elaborar plano de negocio guia explicativo
Como elaborar plano de negocio guia explicativoComo elaborar plano de negocio guia explicativo
Como elaborar plano de negocio guia explicativo
Sousa Martins
 
Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho
001 Financial Derivatives
001 Financial Derivatives001 Financial Derivatives
001 Financial Derivatives
Vinuthan S Murthy
 
A Teoria dos Jogos
A Teoria dos JogosA Teoria dos Jogos
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da QualidadeIndicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Ideia Consultoria
 
Análise de demonstrações contábeis através de índices financeiros
Análise de demonstrações contábeis através de índices financeirosAnálise de demonstrações contábeis através de índices financeiros
Análise de demonstrações contábeis através de índices financeiros
M2M Escola de Negócios
 
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
FabricioFalcao.com
 
Forward and futures contracts
Forward and futures contractsForward and futures contracts
Forward and futures contracts
has10nas
 

Destaque (20)

Indicadores econômico financeiros
Indicadores econômico financeirosIndicadores econômico financeiros
Indicadores econômico financeiros
 
003 Futures And Forwards
003 Futures And Forwards003 Futures And Forwards
003 Futures And Forwards
 
A mulher no mercado de trabalho, protagonismo crescente
A mulher no mercado de trabalho, protagonismo crescenteA mulher no mercado de trabalho, protagonismo crescente
A mulher no mercado de trabalho, protagonismo crescente
 
Ronaldo picorelli palestra argentina
Ronaldo picorelli   palestra argentinaRonaldo picorelli   palestra argentina
Ronaldo picorelli palestra argentina
 
Mulher Administradora e o salto para o futuro
Mulher Administradora e o salto para o futuroMulher Administradora e o salto para o futuro
Mulher Administradora e o salto para o futuro
 
Desafios para a mulher administradora no universo das franquias
Desafios para a mulher administradora no universo das franquiasDesafios para a mulher administradora no universo das franquias
Desafios para a mulher administradora no universo das franquias
 
Mulher Administradora e o salto para o futuro
Mulher Administradora e o salto para o futuroMulher Administradora e o salto para o futuro
Mulher Administradora e o salto para o futuro
 
DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro
DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de GiroDIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro
DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro
 
Indicadores Financeiros
Indicadores FinanceirosIndicadores Financeiros
Indicadores Financeiros
 
Indicadores de desempenho
Indicadores de desempenhoIndicadores de desempenho
Indicadores de desempenho
 
Indicadores financieros
Indicadores financierosIndicadores financieros
Indicadores financieros
 
Teoria dos jogos
Teoria dos jogosTeoria dos jogos
Teoria dos jogos
 
Como elaborar plano de negocio guia explicativo
Como elaborar plano de negocio guia explicativoComo elaborar plano de negocio guia explicativo
Como elaborar plano de negocio guia explicativo
 
Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho
Indicadores de Desempenho
 
001 Financial Derivatives
001 Financial Derivatives001 Financial Derivatives
001 Financial Derivatives
 
A Teoria dos Jogos
A Teoria dos JogosA Teoria dos Jogos
A Teoria dos Jogos
 
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da QualidadeIndicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
Indicadores de Desempenho - Ferramenta da Qualidade
 
Análise de demonstrações contábeis através de índices financeiros
Análise de demonstrações contábeis através de índices financeirosAnálise de demonstrações contábeis através de índices financeiros
Análise de demonstrações contábeis através de índices financeiros
 
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
Excelência em Gestão (Indicadores Desempenho)
 
Forward and futures contracts
Forward and futures contractsForward and futures contracts
Forward and futures contracts
 

Semelhante a Análise de índices econômico financeiros

Investimento de capital
Investimento de capitalInvestimento de capital
Investimento de capital
Universidade Pedagogica
 
Projetos de avaliação de empresas
Projetos de avaliação de empresasProjetos de avaliação de empresas
Projetos de avaliação de empresas
Carvalhosa & Consultores Associados
 
Análise de crédito curso apostila
Análise de crédito curso apostilaAnálise de crédito curso apostila
Análise de crédito curso apostila
Robson Barbosa
 
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
UWU Solutions, Lda.
 
Ajustes demonstrações contábeis
Ajustes demonstrações contábeisAjustes demonstrações contábeis
Ajustes demonstrações contábeis
albumina
 
Financas
FinancasFinancas
Financas
SILVIA_DOURADO
 
UFCD_0619.DOCX
UFCD_0619.DOCXUFCD_0619.DOCX
UFCD_0619.DOCX
LilianaCaetano8
 
Introdução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeisIntrodução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeis
Gilmar Seco Peres
 
APRESENTAÇÃO b.pptx
APRESENTAÇÃO b.pptxAPRESENTAÇÃO b.pptx
APRESENTAÇÃO b.pptx
Lucia393648
 
Tecnicas redacionais
Tecnicas redacionaisTecnicas redacionais
Tecnicas redacionais
zeramento contabil
 
AULA 07 - 20NOV2019.ppt
AULA 07 - 20NOV2019.pptAULA 07 - 20NOV2019.ppt
AULA 07 - 20NOV2019.ppt
Ataíde Tavares da Silva
 
Analisededemonstraesfinanceiras 100209192341-phpapp02
Analisededemonstraesfinanceiras 100209192341-phpapp02Analisededemonstraesfinanceiras 100209192341-phpapp02
Analisededemonstraesfinanceiras 100209192341-phpapp02
Josélia Mendes
 
Adm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostasAdm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostas
Leandro Trelesse Vieira
 
Estudo independente eng. economica indicadores
Estudo independente eng. economica   indicadoresEstudo independente eng. economica   indicadores
Estudo independente eng. economica indicadores
Paulo Ricardo Matos
 
Indicadores econômico passo 3
Indicadores econômico passo 3Indicadores econômico passo 3
Indicadores econômico passo 3
Wellington Guimaraes
 
Apostila i analise de balancos
Apostila i   analise de balancosApostila i   analise de balancos
Apostila i analise de balancos
zeramento contabil
 
Apostila financeira
Apostila financeiraApostila financeira
Apostila financeira
custos contabil
 
Exercicios contabilidade analise dc
Exercicios contabilidade  analise dcExercicios contabilidade  analise dc
Exercicios contabilidade analise dc
capitulocontabil
 
Custo das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidasCusto das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidas
simuladocontabil
 
Aspectos de controladoria
Aspectos de controladoriaAspectos de controladoria
Aspectos de controladoria
Joao Telles Corrêa Filho
 

Semelhante a Análise de índices econômico financeiros (20)

Investimento de capital
Investimento de capitalInvestimento de capital
Investimento de capital
 
Projetos de avaliação de empresas
Projetos de avaliação de empresasProjetos de avaliação de empresas
Projetos de avaliação de empresas
 
Análise de crédito curso apostila
Análise de crédito curso apostilaAnálise de crédito curso apostila
Análise de crédito curso apostila
 
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
Conhece os indicadores de gestão fundamentais para a sua empresa?
 
Ajustes demonstrações contábeis
Ajustes demonstrações contábeisAjustes demonstrações contábeis
Ajustes demonstrações contábeis
 
Financas
FinancasFinancas
Financas
 
UFCD_0619.DOCX
UFCD_0619.DOCXUFCD_0619.DOCX
UFCD_0619.DOCX
 
Introdução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeisIntrodução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeis
 
APRESENTAÇÃO b.pptx
APRESENTAÇÃO b.pptxAPRESENTAÇÃO b.pptx
APRESENTAÇÃO b.pptx
 
Tecnicas redacionais
Tecnicas redacionaisTecnicas redacionais
Tecnicas redacionais
 
AULA 07 - 20NOV2019.ppt
AULA 07 - 20NOV2019.pptAULA 07 - 20NOV2019.ppt
AULA 07 - 20NOV2019.ppt
 
Analisededemonstraesfinanceiras 100209192341-phpapp02
Analisededemonstraesfinanceiras 100209192341-phpapp02Analisededemonstraesfinanceiras 100209192341-phpapp02
Analisededemonstraesfinanceiras 100209192341-phpapp02
 
Adm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostasAdm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostas
 
Estudo independente eng. economica indicadores
Estudo independente eng. economica   indicadoresEstudo independente eng. economica   indicadores
Estudo independente eng. economica indicadores
 
Indicadores econômico passo 3
Indicadores econômico passo 3Indicadores econômico passo 3
Indicadores econômico passo 3
 
Apostila i analise de balancos
Apostila i   analise de balancosApostila i   analise de balancos
Apostila i analise de balancos
 
Apostila financeira
Apostila financeiraApostila financeira
Apostila financeira
 
Exercicios contabilidade analise dc
Exercicios contabilidade  analise dcExercicios contabilidade  analise dc
Exercicios contabilidade analise dc
 
Custo das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidasCusto das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidas
 
Aspectos de controladoria
Aspectos de controladoriaAspectos de controladoria
Aspectos de controladoria
 

Análise de índices econômico financeiros

  • 1. NDICADORES DE PERFORMANCE FINANCEIRA Análise de Índices Econômico - Financeiros Administração Financeira I
  • 2. NDICADORES DE PERFORMANCE FINANCEIRA Análise de Índices Tópicos Abordados: • Indicadores de Liquidez; • Indicadores de Atividade; • Indicadores de Endividamento; • Indicadores de Lucratividade; • Indicadores de Rentabilidade.
  • 3. Administração Financeira IAdministração Financeira I Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras INDICADORES X ÍNDICES
  • 4. Administração Financeira IAdministração Financeira I Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Índices Financeiros de AnáliseÍndices Financeiros de Análise “Mede a capacidade de pagamento, a eficiência das atividades, o nível de endividamento, o desempenho econômico, e a estrutura de capital da empresa; podendo tal capacidade ser analisada no longo, no curto prazo, ou prazo imediato”. Grupos de interesse: 1.Gerentes e administradores – Análise da performance da empresa; 2.Bancos, Instituições de crédito e Fornecedores – Análise de endividamento e capacidade de pagamento; 3.Acionistas, quotistas e donos de empresas – Análise da lucratividade. Base de dados: Balanço Patrimonial e DRE
  • 5. Administração Financeira IAdministração Financeira I Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Índices Econômico-Financeiros de AnáliseÍndices Econômico-Financeiros de Análise Liquidez e atividade Endividamento e estrutura rentabilidade Análise de ações 4 grupos de indicadores básicos:4 grupos de indicadores básicos:
  • 6. Administração Financeira IAdministração Financeira I Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Procedimentos que conferem efetividade aos ÍndicesProcedimentos que conferem efetividade aos Índices FinanceirosFinanceiros •Análise temporal: Analise da evolução dos índices ao longo dos períodos; •Análise comparativa: comparação dos índices da empresa com os de outras empresas do mesmo ramo; • Análise absoluta: Análise dos índices somada à análise macroambiental da empresa. Ex: identificação de um índice de endividamento alto a curto prazo, somado a uma conjuntura de crédito difícil e altas taxas de juros
  • 8. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras 6.3.16.3.1 Indicadores de liquidezIndicadores de liquidez Visam medir a capacidade de pagamento da Empresa no curto prazo Exprimem uma posição financeira em um dado momento (liquidez estática) Os valores considerados sofrem alterações constantes devido à dinâmica das empresas Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
  • 9. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Liquidez CorrenteLiquidez Corrente CirculantePassivo CirculanteAtivo CorrenteLiquidez = Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Deve ser considerada a falta de sincronização entre recebimentos e pagamentos Quanto a empresa possui de Ativo Circulante, para cada R$ 1 de Passivo Circulante
  • 10. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Liquidez CorrenteLiquidez Corrente Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Exemplo Prático situação - problema: ATIVO CIRCULANTE = R$ 1.223,00 PASSIVO CIRCULANTE = R$ 620,00 (ANO 2013) Então, ILC = 1.223,00 => 1,9725 620 •Para descobrir o do ativo circulante que pode ser diminuído, sem tornar impossível para a empresa cobrir seu passivo circulante: - Basta subtrair o ILC de 1 e multiplicar a diferença por 100! Logo, [ 1 – (1 / 1,97) ] X 100 = 49,24 Ou seja, a empresa poderia reduzir em até 49,24% o seu ativo circulante e ainda assim manteria seu passivo circulante coberto pelo capital de giro.
  • 11. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Liquidez Corrente – Questão para reflexãoLiquidez Corrente – Questão para reflexão Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Por que uma empresa com alto ILC, pode não conseguir necessariamente, honrar com todas as suas obrigações no curto prazo?
  • 12. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Liquidez SecaLiquidez Seca CirculantePassivo Estoques(-)CirculanteAtivo SecaLiquidez = Relaciona os ativos circulantes de maior liquidez com o total do passivo circulante Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Quanto a empresa possui de Ativo líquido, para cada R$ 1 de Passivo Circulante
  • 13. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Liquidez SecaLiquidez Seca Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Exemplo Prático situação - problema: ATIVO CIRCULANTE = R$ 1.223,00 PASSIVO CIRCULANTE = R$ 620,00, ESTOQUES = 289,00 (ANO 2013) Então, ILS = 1.223,00 – 289,90 => 1,51 620 *O valor ideal desse índice dependerá do setor em que a empresa atua e de suas características operacionais. Ex: Empresa com forte sazonalidade em suas vendas
  • 14. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras CirculantePassivo Disponível ImediataLiquidez = Liquidez ImediataLiquidez Imediata Reflete a porcentagem das dívidas de curto prazo que pode ser saldada imediatamente pela empresa Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Medida ainda mais satisfatória da capacidade de saldar com as obrigações no curto prazo
  • 15. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Liquidez ImediataLiquidez Imediata Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Exemplo Prático situação - problema: Então, ILI = 363,00 => 0,59 620 *capacidade financeira em honrar imediatamente seus compromissos de curto prazo contando apenas com suas disponibilidades – caixa e banco
  • 16. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras CirculantenãoPassivoPC CirculanteAtivo GeralLiquidez + = Liquidez GeralLiquidez Geral Retrata a saúde financeira de longo prazo da a empresa Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Determina a capacidade da empresa em honrar todas as suas exigibilidades/obrigações, contando com os seus recursos realizáveis a curto e longo prazos.
  • 17. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Liquidez GeralLiquidez Geral Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Exemplo Prático situação - problema: Então, ILG = 1.223 => 0,74 620 + 1.023
  • 19. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras 6.3.26.3.2 Indicadores de atividadeIndicadores de atividade Visam à mensuração das diversas durações de um “ciclo operacional” Fases compreendidas desde a aquisição de insumos básicos até o recebimento das vendas realizadas •Permitem uma análise mais dinâmica do desempenho de uma empresa Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
  • 20. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Revela o tempo médio que a empresa depende em receber suas vendas realizadas a prazo 6.3.26.3.2 Indicadores de atividadeIndicadores de atividade Revela o tempo médio que a empresa leva para pagar suas dívidas Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras PMP PMR Duplicatas a Pagar X 360 CPV (+) EF (-) EI (compras) Duplicatas a Receber X 360 Receita Bruta PME Estoque X 360 CPV Indica o tempo médio necessário para a completa renovação dos estoques da empresa
  • 21. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras PMP, PMR e PMEPMP, PMR e PME Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Exemplo Prático situação - problema: Então, PMP = 382,00 x 360 = 66,21 dias 2.088 + (289-300) PMR = 503,00 x 360 = 58,91 dias 3.074,00 , PME = 289,00 x 360 = 49,83 dias 2.088,00
  • 23. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Revela o tempo médio que a empresa depende em receber suas vendas realizadas a prazo Indicadores de atividade - CiclosIndicadores de atividade - Ciclos Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
  • 24. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras 6.3.26.3.2 Indicadores de atividadeIndicadores de atividade Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras CO: PME + PMR - Quanto menor, melhor! Dados situação problema – CO: 49,83 + 58,91 = 108, 74 dias CF: CO – PMP - Quanto menor, melhor! Dados situação problema – CF: 108,74 – 66,21 = 42,53 dias Giro dos Ativos: Receita Líquida / AT - Quanto maior, melhor! Dados situação problema – GA: 3.074,00/3.597,00 = 0,85 vezes Giro do PL: Receita Líquida / PL - Quanto maior, melhor! Dados situação problema – Gpl: 3.074,00/1.954,00 = 1,57 vezes
  • 26. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras 6.3.36.3.3 Indicadores de endividamento eIndicadores de endividamento e estruturaestrutura Utilizados para auferir a composição das fontes passivas de recursos de uma empresa Mostram a proporção de recursos de terceiros em relação ao capital próprio Avalia o grau de dependência da empresa, frente à recursos externos Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
  • 27. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Indicadores de endividamento e estruturaIndicadores de endividamento e estrutura Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Financiamento de Terceiros: Indica o nível de endividamento da empresa em relação ao capital de terceiros. PC + PNC __________ PT Financiamento de Capital Próprio: Indica o nível de endividamento da empresa em relação ao capital próprio. PL ------- PT 620,00 + 1.023,00 ------------------------ = 0,4568 (45,68%) 3.597,00 Dados Situação problema 1.954,00 ------------------------ = 0,5432 (54,32%) 3.597,00 Dados Situação problema
  • 29. Análise de Índices Indicadores de Lucratividade e Rentabilidade
  • 30. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Indicadores de lucratividade e RentabilidadeIndicadores de lucratividade e Rentabilidade Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras “Mede o retorno, em termos de lucro ou prejuízo, que uma empresa obteve em relação a um determinado nível de vendas, de ativos e de dinheiro investido pelos sócios”.
  • 31. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras 6.3.46.3.4 Indicadores de LucratividadeIndicadores de Lucratividade Medem a eficiência de uma empresa em produzir lucro por meio de suas vendas LíquidasReceitas lOperacionaLucro lOperacionaMargem = LíquidasReceitas LíquidoLucro LíquidaMargem = Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Percentual de lucro obtido em cada unidade monetária de venda, já após a dedução das despesas e IR LíquidasReceitas BrutoLucro BrutaMargem = Percentual após o pagamento dos produtos
  • 32. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras PMP, PMR e PMEPMP, PMR e PME Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Exemplo Prático situação - problema: Então, Margem Bruta = 986,00 = 0,3208 (32,08%) 3.074,00 Margem Operacional = 418,00 = 0,1360 (13,60%) 3.074,00 Margem Líquida = 221,00 = 0,0719 (7,19%) 3.074,00
  • 34. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras 6.3.46.3.4 Indicadores de rentabilidadeIndicadores de rentabilidade TotalAtivo LíquidoLucro ROA = Revela o retorno produzido pelo total das aplicações realizadas por uma empresa em seus ativos Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras LíquidoPatrimônio LíquidoLucro ROE = Mensura o retorno dos recursos aplicados na empresa por seus proprietários Dados Situação problema: ROA: 221,00 = 0,0614 (6,14%) 3.597,00 Dados Situação problema: ROE: 221,00 = 0,1131 (11,31%) 1.954,00 Quanto maior, melhor! Quanto maior, melhor! ROA - Return on Assets - Retornos sobre Ativos ROE - Return on Equity – Retorno sobre o Patrimônio líquido
  • 35. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Decomposição do ROEDecomposição do ROE LíquidoPatrimônio LíquidasVendas LíquidasVendas LíquidoLucro LíquidoPatrimônio LíquidoLucro ×= Retorno sobre o Rentabilidade das vendas Giro do Patrimônio Líquido (ROE) (Margem Líquida) PL = x Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras *O ROE também pode ser obtido através da multiplicação entre a Margem líquida e o Giro do PL
  • 36. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF NETOFinanças Corporativas e Valor – ASSAF NETO Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras 6.4.16.4.1 Decomposição do ROADecomposição do ROA Retorno sobre o Margem Giro do Ativo (ROA) Operacional Ativo Total = x MédioTotalAtivo LíquidasVendas LíquidasVendas IR)(Após lOperacionaLucro MédioTotalAtivo IR)(Após lOperacionaLucro ×= Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras *O ROA também pode ser obtido através da multiplicação entre a Margem Operacional e o Giro do AT.
  • 37. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras 6.3.46.3.4 Indicadores de rentabilidadeIndicadores de rentabilidade Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras •Outros Indicadores para a Análise de Ações: EmitidasAçõesdeNúmero LíquidoLucro LPA = (LPA)AçãoporLucro Açãoda)(AquisiçãoMercadodePreço P/L = Ilustra o benefício auferido por cada ação emitida pela empresa Indica o valor pago por ação, em relação ao seu lucro Quanto maior, melhor! Quanto maior, melhor!
  • 38. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Análise dos Indicadores e Índices Econômico-Financeiros –Análise dos Indicadores e Índices Econômico-Financeiros – Empréstimo e/ouEmpréstimo e/ou financiamento?financiamento? Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras INDICADORES DE LIQUIDEZ   Fórmula 2012 2013 Liquidez Corrente AC/PC 2,08 1,97 Liquidez Seca AC - Estoques/PC 1,46 1,51 Liquidez Imediata Ativ Liq Tot/PC Tot 0,60 0,59 Liquidez Geral (AC) / (PC + PNC) 0,69 0,74 INDICADORES DE ATIVIDADE   Fórmula 2012 2013 PMR (Duplicatas a Receber / Receita) x 360 51,19 58,91 Dias PMP (Duplicatas a Pagar / Compras) x 360 71,00 66,21 Dias PME Estoque / CPV x 360 63,12 49,83 Dias CO CO=PME+PMR 114,31 108,74 Dias CF CF=CO-PMP 43,31 42,53 Dias Giro dos Ativos Vendas/Atv Total 0,79 0,85 Vezes Giro do PL Receita Liq/PL 1,41 1,57 Vezes INDICADORES DE ENDIVIDAMENTO   Fórmula 2012 2013 Financiamento de Terceiros (PC + PNC) / PT 44,34% 45,68% Financiamento de Capital Próprio PL/PT 55,66% 54,32% INDICADORES DE LUCRATIVIDADE   Fórmula 2012 2013 Margem Bruta Lucro Bruto/Rec Liq x 100 33,35% 32,08% Margem Operacional LOperacional / Receita Líquida 11,80% 13,60% Margem de Lucro Líquido Lucro Liq/Rec Liq x 100 5,38% 7,19% INDICADORES DE RENTABILIDADE   Fórmula 2012 2013 TR s/ Inv. (ROA) Lucro líq exerc./Atv Tot. 4,22% 6,14% TR s/ PL (ROE) Lucro líq exerc./PL 7,58% 11,31% INDICADORES DO BP   Fórmula 2012 2013 CCL CCL = AC-PC 521 603 ST ST=CCL – NCG 240 352 NCG NCG = ACC-PCC 281 251
  • 39. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Análise Geral dos ÍndicesAnálise Geral dos Índices Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras •A liquidez da empresa parece bastante estável, embora tenha havido uma leve diminuição de sua liquidez imediata e em sua liquidez corrente. •O aumento da liquidez seca é visto como algo positivo, dado que, quanto maior o valor, menor é a participação dos estoques no valor total do ativo circulante, e/ou dependência do mesmo para o pagamento das obrigações no curto prazo; •Além disso, o aumento da liquidez seca é um indício de que está havendo um bom giro dos estoques, o que pôde ser comprovado pela forte diminuição do PME de 2012 para 2013; De uma forma geral a empresa demonstrou ter boa liquidez; •A diminuição do CO e CF também são favoráveis, considerando que quanto menor é o CO, menor é o custo destinado para o financiamento das operações; e Quanto menor o CF, mais rápida é a conversão dos estoques em caixa (maior liquidez dos estoques) – O que também pôde ser comprovado pelo aumento do Giro dos ativos no último período; e do Giro do PL, demonstrando a eficiência no uso do PL para a geração de receitas; Tal análise dos indicadores de atividade demonstrou que a empresa encontra-se mais eficiente; •Em relação aos indicadores de endividamento, estes foram considerados estáveis; haja vista a baixa variação dentre os períodos analisados. Tais resultados também revelam uma estrutura de capital formada majoritariamente por capital próprio; havendo a necessidade de financiamento via capital de terceiros, em aproximadamente 45%. aparentemente a empresa manteve sua capacidade para satisfazer suas obrigações
  • 40. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Análise Geral dos ÍndicesAnálise Geral dos Índices Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras •Foi constatado também, um aumento da lucratividade da empresa, já que a margem de lucro líquido (percentual já deduzido as despesas e IR) aumentou de 2012 para 2013; •Sua rentabilidade/retorno sobre investimento também aumentou, já que tanto o Retorno sobre os ativos, quanto sobre o patrimônio líquido, aumentaram.
  • 41. Capítulo 6 – Análise das Demonstrações FinanceirasCapítulo 6 – Análise das Demonstrações Financeiras Para melhor análise, seria necessáriaPara melhor análise, seria necessária uma comparação com a média deuma comparação com a média de empresas do mesmo segmentoempresas do mesmo segmento , conforme exemplo abaixo, conforme exemplo abaixo Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
  • 42. Administração Financeira IAdministração Financeira I Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Considerações Índices Financeiros de AnáliseConsiderações Índices Financeiros de Análise •Mede a capacidade de pagamento da empresa; podendo tal capacidade ser analisada no longo, no curto prazo, ou prazo imediato”. •Não fornece evidências ou conclusões acerca de um determinado problema; apenas direciona a atenção para fatores críticos; •O desempenho global da organização não pode ser medido por único índice, nem tampouco, apenas por índices internos de análise;
  • 44. Administração Financeira IAdministração Financeira I Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras Referências BibliográficasReferências Bibliográficas GITMAN, L. J. Princípios de administração financeira. 12 ed. São Paulo: Companion Website, 2010. ROSS; WESTERFIELD; JORDAN. Princípios de Administração financeira. 2ª Ed. São Paulo: Atlas, 2000.