SlideShare uma empresa Scribd logo
ANGIOSPERMAS
01 - (IFGO/2014)
No reino vegetal, as angiospermas são o
grupo mais evoluído, adaptaram-se a
praticamente todos os ambientes aquáticos e
terrestres. Muitas apresentam flores coloridas,
comodor e néctar.Tudoissoparaatrairanimais
para a polinização,que consiste no transporte
dogrãode pólendaanteraaté oestigmadaflor.
Sobre a reprodução das angiospermas, é
correto afirmar que
a) a flor é constituída de verticilos; cálice,
formado por pétalas; corola, formada por
sépalas, a parte colorida e atrativa da flor;
órgãosreprodutores:ogineceu,masculino,
e o androceu, feminino.
b) a polinização cruzada entre plantas da
mesma espécie não é um fator favorável
porque reduz a variabilidade genética.
c) após a fecundação das angiospermas, o
ováriofecundadose desenvolveráemuma
semente,e oóvulofecundadodaráorigem
a um fruto.
d) plantas de espécies diferentes podem se
fecundar e desenvolver descendentes
férteis, mediante determinadascondições
ambientais,comoafaltade água ou baixas
temperaturas.
e) o grão de pólen, ao chegar ao estigma,
produzirá o tubo polínico, que, chegando
ao óvulo, deixará dois núcleos
espermáticos: um que se unirá à oosfera,
formando o embrião, e o outro, que
unindo-se aos núcleos polares, formará o
endosperma triploide.
02 - (Fac. de Ciênciasda Saúde de Barretos
SP/2014)
A figura mostra dois esporângios foliares de
pteridófitas, estando o da direita no exato
momento da liberação de seus esporos.
(http://galeria.colband.com.br)
É possível relacionar a liberação de esporos
pelas pteridófitascom a liberação de sementes
pelas angiospermas, pois ambos os processos
promovem diretamente
a) o processo sexuado de polinização.
b) a mistura de genes entre os indivíduos.
c) o desenvolvimento de esporófitos
vasculares.
d) a dispersão de suas espécies.
e) a evolução do grupo vegetal.
03 - (Fac. Santa MarcelinaSP/2013)
O esquema representa uma árvore filogenética
com osprincipaisgruposde plantas.AsletrasA,
B e C representam características adaptativas
adquiridas ao longo da evolução das plantas.
(www.slideshare.net)
Com relação à árvore filogenética, é correto
afirmar que
a) a característica B marca o surgimento de
vasoscondutores,aquisiçãorelacionadaao
grande porte das gimnospermas.
b) a principal aquisição evolutiva das
pteridófitas, característica A, é a presença
de sementes em suas folhas.
c) a característica C representa o
aparecimento de flores e frutos,
responsáveis pela eficiência reprodutiva
das angiospermas.
d) as briófitas apresentam apenas raiz, caule
e folhas, pois não compartilham das
características A, B e C.
e) as gimnospermassãoevolutivamente mais
próximas das pteridófitas, uma vez que
compartilham a característica B.
04 - (UFTMMG/2013)
Gimnospermas e angiospermas são os únicos
grupos vegetais classificados como
espermáfitas,ouseja,que produzemsementes.
Considerando o curso evolutivo dos vegetais,
pode-se afirmar corretamente que a produção
de sementes aconteceu
a) antes do surgimento dos embriões e do
endosperma.
b) depois do surgimento de flores e do tubo
polínico.
c) depois do surgimento dos tecidos
vasculares.
d) antes do surgimento das folhas e dos
tecidos caulinares.
e) antesdo surgimentodaproduçãode grãos
de pólen.
05 - (IFGO)
Em1965, 25 hectares praticamentedesmatados
da ilha foram declarados reserva natural. Mas,
mesmosemaderrubadadasflorestasdeébano,
que crescem lentamente, não puderam ser
recuperadas...Porqueelasperderamosanimais
que comem seus frutos e dispersam suas
sementes...
RevistaScientificAmerican.Ago.2011.
O trecho acima refere-se à Ilha das Garças,
localizada na costa oeste da África. A respeito
do que foi exposto, assinale a alternativa que
contenha,respectivamente,ogrupo vegetal ao
qual deve pertencer a espécie citada e o
processo de dispersão de sementes
mencionado no texto.
a) Gimnosperma e zoocoria.
b) Gimnosperma e hidrocória.
c) Gimnosperma e anemocoria.
d) Angiosperma e anemocoria.
e) Angiosperma e zoocoria.
06 - (FAMECASP)
Considere as características encontradas em
quatrogrupos vegetaisatuais,designadosporI,
II, IIIe IV,listadasna tabela.Natabela,a letraX
representa as características presentes nos
grupos.
x(R)triploideendospermadoFormacao
xx(W)polinicotubodoFormacao
xxxx(Z)protegidosEmbrioes
xxx(Y)condutoresTecidos
IVIIIIII
Com os dados da tabela, pode-se montar um
cladograma ilustrando uma possível sequência
evolutiva. Os quadrados representam as
características listadas. Assim, o cladograma
que mais se aproxima seria o indicado em
a)
b)
c)
d)
e)
07 - (PUCMG)
Considerando o esquema como a reprodução
de uma leguminosa, marque a opção
INCORRETA.
Fonte:Figuraextraídade César e Sezar – Editora
Saraiva
a) Observando-se o esquema, pode-se
afirmar que a flor é monoclina.
b) Pelo tipo de fecundação que ocorrerá,
pode-se dizer que se trata de uma
angiosperma.
c) Há nos esquemas tanto células haploides
quanto diploides.
d) O fruto formado será carnoso, e a
dispersão de sua semente será por
anemocoria.
08 - (PUCRJ)
Gimnospermas e angiospermas apresentam os
seguintes estruturas em comum, exceto:
a) semente.
b) polén.
c) tecido vascular.
d) ovário.
e) óvulo.
09 - (UFTMMG)
Os vegetaissãoclassificadosemquatrograndes
grupos, briófitas, pteridófitas, gimnospermas e
angiospermas, sendo este último o maior, com
aproximadamente 235 000 espécies
conhecidas.
Existem algumas características que são
exclusivasdasangiospermas;dentreelas,pode-
se citar a
a) semente protegidaporumtegumento,que
envolve o embrião.
b) produção de grãos de pólen, com
capacidade de formar o tubo polínico.
c) produção de gametas femininos imóveis,
protegidos no interior do arquegônio.
d) dupla fecundação, com a formação do
embrião e do endosperma triploide.
e) produção de óvulos no interior do
androceu,que se desenvolvemnos frutos.
10 - (UEPB)
As angiospermas sãodivididasemdoisgrandes
grupos: o das monocotiledôneas e o das
dicotiledôneas. A principal característica que
permite distinguiressesdoisgruposé onúmero
de cotilédones presentes na semente. Além
dessadiferençabásicaexistemoutrasqueestão
listadas abaixo.
I. Sistema radicular pivotante
II. Sistema radicular fasciculado
III. Feixes vasculares espalhados pelo caule
IV. Feixes vasculares dispostos em torno de
um cilindro central IX - Frutos com 2 ou 5
lojas (ou múltiplos)
V. Nervurasreticuladase folhaspecioladas X-
Frutos com 3 lojas (ou múltiplos)
VI. Nervuras paralelas e folhas invaginantes
VII. Flores trímeras
VIII. Flores tetrâmeras ou pentâmeras
Assinale a alternativa que apresenta apenas
características das dicotiledôneas.
a) II, IV, VI, VIII, X.
b) II, III, VI, VII, X.
c) I, III, V, VII, IX.
d) I, IV, V, VIII, IX.
e) I, IV, VI, VIII, X.
11 - (UDESC SC)
As angiospermas constituem um grande grupo
de plantas, cujas características são:
a) presença de flores que podem ser
hermafroditas,oumasculinas,oufemininas.
b) presença de estróbilos femininos e
estróbilos masculinos, sem formação de
flores.
c) produção de sementessemproteçãode um
fruto.
d) reprodução dependente da água para a
fertilização e flores exclusivamente
monóicas.
e) alternância de gerações e fase esporofítica
haplóide.
12 - (Anhembi Morumbi SP/2014)
A figura representa um diagrama floral de uma
angiosperma pentâmera.
A flor é uma estrutura reprodutiva,geralmente
com simetria radial, onde se localizam, do
centro para a periferia, as porções feminina,
masculina, pétalas e sépalas.
A produção de pólen, néctar e a formação da
semente ocorre, respectivamente,
a) no cálice, na corola e no estame.
b) no pistilo, no estame e no cálice.
c) no estame, no pistilo e na corola.
d) na corola, no cálice e no estame.
e) no estame, na corola e no pistilo.
13 - (UNIVAG MT/2013)
Trêsespéciesde plantasapresentamflorescom
características diferentes:
I. estames curtos e carpelos elevados.
II. flores unissexuadas, ou seja, estames
separados dos carpelos.
III. flores hermafroditas e o carpelo não
permite o desenvolvimento do pólen
produzido nessa mesma flor.
As três espécies apresentam mecanismos
reprodutivos que
a) não garantem a variabilidade genética.
b) promovem o cruzamento entre as
diferentes espécies.
c) estimulam a formação de clones.
d) evitam a autofecundação.
e) favorecem a autofecundação.
14 - (UDESC SC/2013)
As flores são estruturas reprodutivas das
fanerógamas, responsáveis, em parte, pelo
aumento da diversidade genética das espécies
vegetais.
Assinale aalternativacorretaa respeitodaflor.
a) O pistilo é formado pelo cálice, corola,
ovário e estame.
b) O gineceué formadopeloovário,estilete e
estigma.
c) O androceu é a parte masculina da flor e
constitui-se de um ou mais pistilos.
d) O filete é uma estrutura carpelar que, em
conjunto com a antera, forma o cálice.
e) As pétalas e sépalas das flores são folhas
modificadas que produzem os grãos de
pólen.
15 - (UFT)
Analise a figura abaixo:
Identifique as partes florais e marque a opção
CORRETA:
a) I – gineceu; II – androceu; III – cálice; IV -
corola
b) I – androceu; II – gineceu; III - cálice; IV -
corola
c) I – gineceu; II – androceu; III - corola; IV -
cálice
d) I – cálice; II - corola; III – androceu; IV -
gineceu
e) I – corola; II – cálice; III – gineceu; IV –
androceu
16 - (UFJFMG)
As flores são estruturas de grande importância
para o sucesso das angiospermas no ambiente
terrestre. Observe a figura a seguir que
apresenta padrões florais encontrados em
diferentes espécies vegetais:
a) Considerando a figura, identifique o padrão
ou padrões florais (A, B, C e/ou D) onde é
impossível a ocorrência de autopolinização.
Justifique a(s) sua(s) escolha(s).
b) Considerando os padrões florais
apresentados, identifique o padrão ou
padrões florais (A, B, C e/ou D) onde NÃO
seria possível a formação de frutos.
Justifique a sua resposta.
c) No que consiste um fruto partenocárpico?
d) Quais são os dois hormônios vegetais que,
aplicados às flores de algumas espécies,
podem estimular a formação de frutos
partenocárpicos?
17 - (UNICAMPSP)
A polinizaçãogeralmenteocorre entre floresda
mesma planta ou entre flores de plantas
diferentes da mesma espécie, caracterizando a
polinização ou fecundação cruzada. Como a
maioria das flores é hermafrodita (monóclina),
há mecanismos que evitam a autopolinização
(autofecundação).
a) Explique um dos mecanismos que
dificultam ou evitam a autopolinização.
b) Qual a importância dos mecanismos que
evitam a autopolinização?
18 - (UEG GO)
A flor é um órgão importante para as
Angiospermas, na qual são encontradas
estruturas onde ocorrem processos que irão
garantir a dispersão e a perpetuação das
espécies. Na figura a seguir, algumas dessas
estruturase dessesprocessossãoevidenciados.
CÉSAR,S.J.;SEZAR,S. Biologia.v.2. 8.ed. São Paulo:
Saraiva,2005. p. 398; 417.
Com base na análise da figura, pergunta-se:
a) Qual o processo representado em 1 e sua
importância para as plantas?
b) Quais as estruturas representadas em 2, 3
e 4?
c) Caso haja sucesso no processo 1, o que as
estruturas 2, 3 e 4 irão originar,
respectivamente?
19 - (UFSCar SP)
Sobre flores, responda:
a) As flores coloridas das angiospermas são
interpretadascomoumaaquisiçãoevolutiva
que aumenta a eficiência da reprodução
sexuada. De que modo isso ocorre?
b) Que fator ambiental contribui para a
reproduçãosexuadade floresnãocoloridas,
como as do capim?
20 - (UFRRJ)
A seguirestãorepresentados dois tipos de flor:
A. relativamente pequena, com perianto não-
atrativo e grandes antenas que ficam
pendentes para fora.
B. com pétalas largas, vistosas e coloridas;
nectários e glândulas odoríferas.
Que plantaestámaisadaptadaà polinização por
animais? Justifique sua resposta.
21 - (UFRJ)
Ascélulasdaraizde um pé de milhopossuem20
cromossomos.
Levando em conta o ciclo reprodutivo desse
vegetal, quantos cromossomos você espera
encontrarnascélulasdoalbume(endosperma) e
do embriãode um grão de milho?Justifiquesua
resposta.
22 - (UFRJ)
Os esquemasa seguirmostramos ciclos de vida
de doisorganismosque apresentamalternância
de gerações,um celenteradoe umaplanta,com
a indicaçãodo pontoonde ocorre a fecundação.
No esquema do celenterado, as etapas são
designadas por letras, no da planta, por
números.
a) Indique,paracadaesquema,aetapaemque
ocorre a meiose.
b) Identifique a ploidia (haplóide ou diplóide)
de cada um dos quatro indivíduos (pólipo,
medusa, esporófito e gametófito) indicados
nos ciclos.
23 - (UNESP SP)
Um estrangeiro,emvisitaàregião sul do Brasil,
teve sua atenção voltada para uma planta
nativa,de porte arbóreo,com folhaspungentes
e perenes e flores reunidas em inflorescências
denominadas Estróbilos. Desta planta obteve
um saboroso alimento, preparado a partir do
cozimento em água fervente.
a) Qual o nome popular desta planta e a que
grupo pertence?
b) O alimentoobtidocorrespondeaque parte
da planta?
TEXTO: 1 - Comum à questão: 24
Abelhas
As abelhas são insetos sociais. Os indivíduos que vivem
nas colmeias se dividem em três castas: rainha, operárias
e zangões.
A maioria das abelhas de uma colmeia é formada por
fêmeas:1 rainha e cerca de 5.000 a 100.000 operárias. Os
machos − os zangões − são encontrados em um número
máximo de 400 indivíduos.
A rainha é quase duas vezes maior que as operárias e é
a única fêmea fértil da colmeia, com um sistema
reprodutivo bastante desenvolvido. Ela coloca cerca de
2.500 ovos por dia! Os ovos fertilizados produzem
operárias e rainhas. Ovos não fertilizados se desenvolvem
em zangões.
O que determina se o ovo formará uma rainha ou uma
operária é o alimento oferecido à larva originada do
próprio ovo. As larvas que se alimentam exclusivamente de
geleia real se desenvolvem em rainhas. As que se
alimentam de geleia de operária, contendo menos açúcar
do que a geleia real, mais mel e pólen, transformam-se em
operárias.
A rainha mantém a ordem social por meio da liberação
de substâncias químicas, os feromônios, que informam os
outros membros da colônia que ela está ativa e presente,
além de inibir a produção de novas rainhas.
(http://educacao.uol.com.br/ciencias/abelhas2.jhtm)
24 - (PUCCamp/SP)
Aorealizarumade suas atividades,asoperárias
contribuem para a reprodução das
angiospermas.Issoacontece quando,embusca
de néctar, a operária fica com o corpo repleto
de KIK.Aovisitaroutrasfloresembuscade mais
néctar, as abelhas levam esses KIIK.
O texto acima estará correto se I e II forem
substituídos, respectivamente, por
a) gametófitos masculinos e gametófitosaté
o estigma.
b) gametófitosfemininose gametófitosaté o
estigma.
c) gametófitos masculinos e gametófitosaté
a antera.
d) gametófitosfemininose gametófitosaté a
antera.
e) grãos de pólen e esporos até o estigma.
TEXTO: 2 - Comumà questão:25
O berimbau é um instrumento musical de
origem africana, muito tocado no Brasil em
rodas de capoeira. Em sua obra Viagem
pitoresca e histórica ao Brasil Jean-Baptiste
Debret descreveu o berimbau como segue:
"Este instrumento musical se compõe da
metade de uma cabaça presa a um arco curvo
de bambu,com um fiode latão,sobre o qual se
bate ligeiramente. Pode-se conhecer o instinto
musical do tocador, que apoia a mão sobre a
frente descobertadacabaçaafimde obter,pela
vibração, um som grave e harmonioso”.
Disponível em:
<http://www.redetec.org.br/inventabrasil/beri
mb.htm>.Acessoem:7 fev.2012.
25 - (UFG)
O instrumento musical descrito no texto só
pôde ser fabricado devido, evolutivamente, ao
surgimento do seguinte grupo vegetal:
a) algas
b) briófitas
c) pteridófitas
d) gimnospermas
e) angiospermas
GABARITO:
1) Gab: E
2) Gab: D
3) Gab: C
4) Gab: C
5) Gab: E
6) Gab: D
7) Gab: D
8) Gab: D
9) Gab: D
10) Gab: D
11) Gab: A
12) Gab: E
13) Gab: D
14) Gab: B
15) Gab: B
16) Gab:
a) C e D. Porque no padrão floral C existe
apenas androceu (parte masculina) e no
padrão floral D apenas gineceu (parte
feminina).
b) C. Porque é o único padrão floral onde não
há ovário estrutura responsável pela
formação dos frutos.
c) Um fruto partenocárpico é aquele que se
desenvolve sem a fecundação e a
conseqüente formação de sementes.
d) Giberelina e auxina.
17) Gab:
a) Dentre os mecanismos que dificultam ou
evitam a autopolinização, podemos citar:
 elementos masculinos (anteras)
localizados em posição inferior em relação
aos estigmas, o que dificulta a
transferência de pólen;
 produção e liberação antecipada do
pólen, antes que se dê o amadurecimento
do gineceu.
b) Evitar a autopolinização favorece o
aumento de variabilidade na espécie.
18) Gab:
a) Polinização.A polinizaçãopromove ofluxo
de grãos de pólen entre as plantas,
favorecendo a fecundação cruzada e,
consequentemente, a variabilidade
genética na população.
b) 2 – ovário;3 – óvulo;4 – saco embrionário.
c) 2 – fruto; 3 – semente; 4 – embrião e
endosperma.
19) Gab:
a) Asflorescoloridasdasangiospermasatraem
os agentes polinizadores representados por
insetose pássaros.Essesanimaispromovem
a polinização, a fecundação cruzada e a
variação genética das plantas.
b) As flores não coloridas das gramíneas são
polinizadas pelo vento.
20) Gab: A plantaB, poisascaracterísticas cor
e odor servem para atrair agentes
polinizadores,enquantoaplanta Aestámais
adaptada à polinização anemófila.
21) Gab: Nas células do albume há 30
cromossomos,poiseleé formadoapartirde
umacélularesultantedafusãode umnúcleo
gamético (n) do tubo polínico com dois
núcleospolares(n+ n) do saco embrionário.
Nas célulasdoembriãohá20 cromossomos,
pois ele é formado a partir de uma célula
resultante da fecundação da oosfera (n) por
um núcleo gamético (n) do tubo polínico.
22) Gab:
a) A meiose ocorre na etapa B no celenterado.
Nas plantas, a meiose ocorre na etapa 1.
b) Pólipos, medusa e esporófito são diplóides;
o gametófito é haplóide.
23) Gab:
a) Pinheiro-do-Paraná que pertence ao grupo
das Gimnospermas.
b) O pinhão é a semente comestível do
pinheiro-do-Paraná.
24) Gab: A
25) Gab: E

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Anatomia vegetal
Anatomia vegetalAnatomia vegetal
Reino Fungi
Reino FungiReino Fungi
Reino Fungi
emanuel
 
Algas aula
Algas aulaAlgas aula
Algas aula
Marcos Santos
 
Meiose
MeioseMeiose
Histologia vegetal
Histologia vegetalHistologia vegetal
Aula tecidos vegetais
Aula tecidos vegetaisAula tecidos vegetais
Aula tecidos vegetais
Ronaldo Professorr
 
Reprodução plantas
Reprodução plantasReprodução plantas
Reprodução plantas
Sofia Mendes
 
A diversidade das plantas 2 gimnospermas e angiospermas
A diversidade das plantas 2   gimnospermas e angiospermasA diversidade das plantas 2   gimnospermas e angiospermas
A diversidade das plantas 2 gimnospermas e angiospermas
Roxana Alhadas
 
Introdução às algas
Introdução às algas Introdução às algas
Introdução às algas
Nome Sobrenome
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
Bruna Medeiros
 
Reino plantae resumo
Reino plantae resumoReino plantae resumo
Reino plantae resumo
CARMELITAMATOS
 
Reprodução das plantas aula 4
Reprodução das plantas aula 4Reprodução das plantas aula 4
Reprodução das plantas aula 4
Professora Raquel
 
Herança Não Mendeliana
Herança Não MendelianaHerança Não Mendeliana
Herança Não Mendeliana
Rodrigo Vianna
 
Ficha de Exercícios - Unidade 5 (DNA e Síntese Proteica)
Ficha de Exercícios - Unidade 5 (DNA e Síntese Proteica)Ficha de Exercícios - Unidade 5 (DNA e Síntese Proteica)
Ficha de Exercícios - Unidade 5 (DNA e Síntese Proteica)
Isaura Mourão
 
Briofitas pteridofitas
Briofitas pteridofitasBriofitas pteridofitas
Briofitas pteridofitas
Iuri Fretta Wiggers
 
Poríferos e Cnidários
Poríferos e CnidáriosPoríferos e Cnidários
Poríferos e Cnidários
Andrea Lemos
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e FrutosSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Turma Olímpica
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
infoeducp2
 
Anatomia do caule
Anatomia do cauleAnatomia do caule
Anatomia do caule
Géssica Guarani-Kaiowá
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
biologando
 

Mais procurados (20)

Anatomia vegetal
Anatomia vegetalAnatomia vegetal
Anatomia vegetal
 
Reino Fungi
Reino FungiReino Fungi
Reino Fungi
 
Algas aula
Algas aulaAlgas aula
Algas aula
 
Meiose
MeioseMeiose
Meiose
 
Histologia vegetal
Histologia vegetalHistologia vegetal
Histologia vegetal
 
Aula tecidos vegetais
Aula tecidos vegetaisAula tecidos vegetais
Aula tecidos vegetais
 
Reprodução plantas
Reprodução plantasReprodução plantas
Reprodução plantas
 
A diversidade das plantas 2 gimnospermas e angiospermas
A diversidade das plantas 2   gimnospermas e angiospermasA diversidade das plantas 2   gimnospermas e angiospermas
A diversidade das plantas 2 gimnospermas e angiospermas
 
Introdução às algas
Introdução às algas Introdução às algas
Introdução às algas
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Reino plantae resumo
Reino plantae resumoReino plantae resumo
Reino plantae resumo
 
Reprodução das plantas aula 4
Reprodução das plantas aula 4Reprodução das plantas aula 4
Reprodução das plantas aula 4
 
Herança Não Mendeliana
Herança Não MendelianaHerança Não Mendeliana
Herança Não Mendeliana
 
Ficha de Exercícios - Unidade 5 (DNA e Síntese Proteica)
Ficha de Exercícios - Unidade 5 (DNA e Síntese Proteica)Ficha de Exercícios - Unidade 5 (DNA e Síntese Proteica)
Ficha de Exercícios - Unidade 5 (DNA e Síntese Proteica)
 
Briofitas pteridofitas
Briofitas pteridofitasBriofitas pteridofitas
Briofitas pteridofitas
 
Poríferos e Cnidários
Poríferos e CnidáriosPoríferos e Cnidários
Poríferos e Cnidários
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e FrutosSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
 
Anatomia do caule
Anatomia do cauleAnatomia do caule
Anatomia do caule
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 

Semelhante a Angiospermas 2014 exercicios sobre plantas

Exerciciosgimnosp.e.angiosfaceis
Exerciciosgimnosp.e.angiosfaceisExerciciosgimnosp.e.angiosfaceis
Exerciciosgimnosp.e.angiosfaceis
Michelle Miranda
 
Angiospermas2
Angiospermas2Angiospermas2
Angiospermas2
Elizabete Costa
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
URCA
 
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
MayaraOliveira228
 
Flores e frutos
Flores e frutosFlores e frutos
Flores e frutos
URCA
 
Exercicios gimnospermas
Exercicios gimnospermasExercicios gimnospermas
Exercicios gimnospermas
Grupo UNIASSELVI
 
Lista de exercícios 1 - BIO 2º ano 2º bim 2017
Lista de exercícios 1 - BIO 2º ano 2º bim 2017Lista de exercícios 1 - BIO 2º ano 2º bim 2017
Lista de exercícios 1 - BIO 2º ano 2º bim 2017
James Martins
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
URCA
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
URCA
 
2° simulado 2014
2° simulado 20142° simulado 2014
2° simulado 2014
Wender Gomes
 
Grandes grupos-vegetais Exercícios
Grandes grupos-vegetais ExercíciosGrandes grupos-vegetais Exercícios
Grandes grupos-vegetais Exercícios
BriefCase
 
7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas
Carlos Magno Braga
 
Aula 05 - reprodução das angiospermas
Aula 05  - reprodução das angiospermasAula 05  - reprodução das angiospermas
Aula 05 - reprodução das angiospermas
Jonatas Carlos
 
Quizz da Botânica - Características Gerais das Plantas
Quizz da Botânica - Características Gerais das PlantasQuizz da Botânica - Características Gerais das Plantas
Quizz da Botânica - Características Gerais das Plantas
Colégio Estadual Padre Fernando Gomes de Melo
 
Exercicios biologia pteridófitas
Exercicios biologia pteridófitasExercicios biologia pteridófitas
Exercicios biologia pteridófitas
Grupo UNIASSELVI
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
URCA
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
guest78da28
 
Aval 7 ano(plantae)_5
Aval 7 ano(plantae)_5Aval 7 ano(plantae)_5
Aval 7 ano(plantae)_5
Ercio Novaes
 
Exercícios reino metaphyta respondida
Exercícios  reino metaphyta respondidaExercícios  reino metaphyta respondida
Exercícios reino metaphyta respondida
CotucaAmbiental
 
Reino vegetal aprofundamento
Reino vegetal aprofundamentoReino vegetal aprofundamento
Reino vegetal aprofundamento
letyap
 

Semelhante a Angiospermas 2014 exercicios sobre plantas (20)

Exerciciosgimnosp.e.angiosfaceis
Exerciciosgimnosp.e.angiosfaceisExerciciosgimnosp.e.angiosfaceis
Exerciciosgimnosp.e.angiosfaceis
 
Angiospermas2
Angiospermas2Angiospermas2
Angiospermas2
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
 
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
 
Flores e frutos
Flores e frutosFlores e frutos
Flores e frutos
 
Exercicios gimnospermas
Exercicios gimnospermasExercicios gimnospermas
Exercicios gimnospermas
 
Lista de exercícios 1 - BIO 2º ano 2º bim 2017
Lista de exercícios 1 - BIO 2º ano 2º bim 2017Lista de exercícios 1 - BIO 2º ano 2º bim 2017
Lista de exercícios 1 - BIO 2º ano 2º bim 2017
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
2° simulado 2014
2° simulado 20142° simulado 2014
2° simulado 2014
 
Grandes grupos-vegetais Exercícios
Grandes grupos-vegetais ExercíciosGrandes grupos-vegetais Exercícios
Grandes grupos-vegetais Exercícios
 
7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas
 
Aula 05 - reprodução das angiospermas
Aula 05  - reprodução das angiospermasAula 05  - reprodução das angiospermas
Aula 05 - reprodução das angiospermas
 
Quizz da Botânica - Características Gerais das Plantas
Quizz da Botânica - Características Gerais das PlantasQuizz da Botânica - Características Gerais das Plantas
Quizz da Botânica - Características Gerais das Plantas
 
Exercicios biologia pteridófitas
Exercicios biologia pteridófitasExercicios biologia pteridófitas
Exercicios biologia pteridófitas
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
 
Aval 7 ano(plantae)_5
Aval 7 ano(plantae)_5Aval 7 ano(plantae)_5
Aval 7 ano(plantae)_5
 
Exercícios reino metaphyta respondida
Exercícios  reino metaphyta respondidaExercícios  reino metaphyta respondida
Exercícios reino metaphyta respondida
 
Reino vegetal aprofundamento
Reino vegetal aprofundamentoReino vegetal aprofundamento
Reino vegetal aprofundamento
 

Último

Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 

Último (20)

Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 

Angiospermas 2014 exercicios sobre plantas

  • 1. ANGIOSPERMAS 01 - (IFGO/2014) No reino vegetal, as angiospermas são o grupo mais evoluído, adaptaram-se a praticamente todos os ambientes aquáticos e terrestres. Muitas apresentam flores coloridas, comodor e néctar.Tudoissoparaatrairanimais para a polinização,que consiste no transporte dogrãode pólendaanteraaté oestigmadaflor. Sobre a reprodução das angiospermas, é correto afirmar que a) a flor é constituída de verticilos; cálice, formado por pétalas; corola, formada por sépalas, a parte colorida e atrativa da flor; órgãosreprodutores:ogineceu,masculino, e o androceu, feminino. b) a polinização cruzada entre plantas da mesma espécie não é um fator favorável porque reduz a variabilidade genética. c) após a fecundação das angiospermas, o ováriofecundadose desenvolveráemuma semente,e oóvulofecundadodaráorigem a um fruto. d) plantas de espécies diferentes podem se fecundar e desenvolver descendentes férteis, mediante determinadascondições ambientais,comoafaltade água ou baixas temperaturas. e) o grão de pólen, ao chegar ao estigma, produzirá o tubo polínico, que, chegando ao óvulo, deixará dois núcleos espermáticos: um que se unirá à oosfera, formando o embrião, e o outro, que unindo-se aos núcleos polares, formará o endosperma triploide. 02 - (Fac. de Ciênciasda Saúde de Barretos SP/2014) A figura mostra dois esporângios foliares de pteridófitas, estando o da direita no exato momento da liberação de seus esporos. (http://galeria.colband.com.br) É possível relacionar a liberação de esporos pelas pteridófitascom a liberação de sementes pelas angiospermas, pois ambos os processos promovem diretamente a) o processo sexuado de polinização. b) a mistura de genes entre os indivíduos. c) o desenvolvimento de esporófitos vasculares. d) a dispersão de suas espécies. e) a evolução do grupo vegetal. 03 - (Fac. Santa MarcelinaSP/2013) O esquema representa uma árvore filogenética com osprincipaisgruposde plantas.AsletrasA, B e C representam características adaptativas adquiridas ao longo da evolução das plantas. (www.slideshare.net)
  • 2. Com relação à árvore filogenética, é correto afirmar que a) a característica B marca o surgimento de vasoscondutores,aquisiçãorelacionadaao grande porte das gimnospermas. b) a principal aquisição evolutiva das pteridófitas, característica A, é a presença de sementes em suas folhas. c) a característica C representa o aparecimento de flores e frutos, responsáveis pela eficiência reprodutiva das angiospermas. d) as briófitas apresentam apenas raiz, caule e folhas, pois não compartilham das características A, B e C. e) as gimnospermassãoevolutivamente mais próximas das pteridófitas, uma vez que compartilham a característica B. 04 - (UFTMMG/2013) Gimnospermas e angiospermas são os únicos grupos vegetais classificados como espermáfitas,ouseja,que produzemsementes. Considerando o curso evolutivo dos vegetais, pode-se afirmar corretamente que a produção de sementes aconteceu a) antes do surgimento dos embriões e do endosperma. b) depois do surgimento de flores e do tubo polínico. c) depois do surgimento dos tecidos vasculares. d) antes do surgimento das folhas e dos tecidos caulinares. e) antesdo surgimentodaproduçãode grãos de pólen. 05 - (IFGO) Em1965, 25 hectares praticamentedesmatados da ilha foram declarados reserva natural. Mas, mesmosemaderrubadadasflorestasdeébano, que crescem lentamente, não puderam ser recuperadas...Porqueelasperderamosanimais que comem seus frutos e dispersam suas sementes... RevistaScientificAmerican.Ago.2011. O trecho acima refere-se à Ilha das Garças, localizada na costa oeste da África. A respeito do que foi exposto, assinale a alternativa que contenha,respectivamente,ogrupo vegetal ao qual deve pertencer a espécie citada e o processo de dispersão de sementes mencionado no texto. a) Gimnosperma e zoocoria. b) Gimnosperma e hidrocória. c) Gimnosperma e anemocoria. d) Angiosperma e anemocoria. e) Angiosperma e zoocoria. 06 - (FAMECASP) Considere as características encontradas em quatrogrupos vegetaisatuais,designadosporI, II, IIIe IV,listadasna tabela.Natabela,a letraX representa as características presentes nos grupos. x(R)triploideendospermadoFormacao xx(W)polinicotubodoFormacao xxxx(Z)protegidosEmbrioes xxx(Y)condutoresTecidos IVIIIIII
  • 3. Com os dados da tabela, pode-se montar um cladograma ilustrando uma possível sequência evolutiva. Os quadrados representam as características listadas. Assim, o cladograma que mais se aproxima seria o indicado em a) b) c) d) e) 07 - (PUCMG) Considerando o esquema como a reprodução de uma leguminosa, marque a opção INCORRETA. Fonte:Figuraextraídade César e Sezar – Editora Saraiva a) Observando-se o esquema, pode-se afirmar que a flor é monoclina. b) Pelo tipo de fecundação que ocorrerá, pode-se dizer que se trata de uma angiosperma. c) Há nos esquemas tanto células haploides quanto diploides. d) O fruto formado será carnoso, e a dispersão de sua semente será por anemocoria. 08 - (PUCRJ) Gimnospermas e angiospermas apresentam os seguintes estruturas em comum, exceto: a) semente. b) polén. c) tecido vascular. d) ovário. e) óvulo. 09 - (UFTMMG) Os vegetaissãoclassificadosemquatrograndes grupos, briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas, sendo este último o maior, com aproximadamente 235 000 espécies conhecidas.
  • 4. Existem algumas características que são exclusivasdasangiospermas;dentreelas,pode- se citar a a) semente protegidaporumtegumento,que envolve o embrião. b) produção de grãos de pólen, com capacidade de formar o tubo polínico. c) produção de gametas femininos imóveis, protegidos no interior do arquegônio. d) dupla fecundação, com a formação do embrião e do endosperma triploide. e) produção de óvulos no interior do androceu,que se desenvolvemnos frutos. 10 - (UEPB) As angiospermas sãodivididasemdoisgrandes grupos: o das monocotiledôneas e o das dicotiledôneas. A principal característica que permite distinguiressesdoisgruposé onúmero de cotilédones presentes na semente. Além dessadiferençabásicaexistemoutrasqueestão listadas abaixo. I. Sistema radicular pivotante II. Sistema radicular fasciculado III. Feixes vasculares espalhados pelo caule IV. Feixes vasculares dispostos em torno de um cilindro central IX - Frutos com 2 ou 5 lojas (ou múltiplos) V. Nervurasreticuladase folhaspecioladas X- Frutos com 3 lojas (ou múltiplos) VI. Nervuras paralelas e folhas invaginantes VII. Flores trímeras VIII. Flores tetrâmeras ou pentâmeras Assinale a alternativa que apresenta apenas características das dicotiledôneas. a) II, IV, VI, VIII, X. b) II, III, VI, VII, X. c) I, III, V, VII, IX. d) I, IV, V, VIII, IX. e) I, IV, VI, VIII, X. 11 - (UDESC SC) As angiospermas constituem um grande grupo de plantas, cujas características são: a) presença de flores que podem ser hermafroditas,oumasculinas,oufemininas. b) presença de estróbilos femininos e estróbilos masculinos, sem formação de flores. c) produção de sementessemproteçãode um fruto. d) reprodução dependente da água para a fertilização e flores exclusivamente monóicas. e) alternância de gerações e fase esporofítica haplóide. 12 - (Anhembi Morumbi SP/2014) A figura representa um diagrama floral de uma angiosperma pentâmera.
  • 5. A flor é uma estrutura reprodutiva,geralmente com simetria radial, onde se localizam, do centro para a periferia, as porções feminina, masculina, pétalas e sépalas. A produção de pólen, néctar e a formação da semente ocorre, respectivamente, a) no cálice, na corola e no estame. b) no pistilo, no estame e no cálice. c) no estame, no pistilo e na corola. d) na corola, no cálice e no estame. e) no estame, na corola e no pistilo. 13 - (UNIVAG MT/2013) Trêsespéciesde plantasapresentamflorescom características diferentes: I. estames curtos e carpelos elevados. II. flores unissexuadas, ou seja, estames separados dos carpelos. III. flores hermafroditas e o carpelo não permite o desenvolvimento do pólen produzido nessa mesma flor. As três espécies apresentam mecanismos reprodutivos que a) não garantem a variabilidade genética. b) promovem o cruzamento entre as diferentes espécies. c) estimulam a formação de clones. d) evitam a autofecundação. e) favorecem a autofecundação. 14 - (UDESC SC/2013) As flores são estruturas reprodutivas das fanerógamas, responsáveis, em parte, pelo aumento da diversidade genética das espécies vegetais. Assinale aalternativacorretaa respeitodaflor. a) O pistilo é formado pelo cálice, corola, ovário e estame. b) O gineceué formadopeloovário,estilete e estigma. c) O androceu é a parte masculina da flor e constitui-se de um ou mais pistilos. d) O filete é uma estrutura carpelar que, em conjunto com a antera, forma o cálice. e) As pétalas e sépalas das flores são folhas modificadas que produzem os grãos de pólen. 15 - (UFT) Analise a figura abaixo: Identifique as partes florais e marque a opção CORRETA: a) I – gineceu; II – androceu; III – cálice; IV - corola
  • 6. b) I – androceu; II – gineceu; III - cálice; IV - corola c) I – gineceu; II – androceu; III - corola; IV - cálice d) I – cálice; II - corola; III – androceu; IV - gineceu e) I – corola; II – cálice; III – gineceu; IV – androceu 16 - (UFJFMG) As flores são estruturas de grande importância para o sucesso das angiospermas no ambiente terrestre. Observe a figura a seguir que apresenta padrões florais encontrados em diferentes espécies vegetais: a) Considerando a figura, identifique o padrão ou padrões florais (A, B, C e/ou D) onde é impossível a ocorrência de autopolinização. Justifique a(s) sua(s) escolha(s). b) Considerando os padrões florais apresentados, identifique o padrão ou padrões florais (A, B, C e/ou D) onde NÃO seria possível a formação de frutos. Justifique a sua resposta. c) No que consiste um fruto partenocárpico? d) Quais são os dois hormônios vegetais que, aplicados às flores de algumas espécies, podem estimular a formação de frutos partenocárpicos? 17 - (UNICAMPSP) A polinizaçãogeralmenteocorre entre floresda mesma planta ou entre flores de plantas diferentes da mesma espécie, caracterizando a polinização ou fecundação cruzada. Como a maioria das flores é hermafrodita (monóclina), há mecanismos que evitam a autopolinização (autofecundação). a) Explique um dos mecanismos que dificultam ou evitam a autopolinização. b) Qual a importância dos mecanismos que evitam a autopolinização? 18 - (UEG GO) A flor é um órgão importante para as Angiospermas, na qual são encontradas estruturas onde ocorrem processos que irão garantir a dispersão e a perpetuação das espécies. Na figura a seguir, algumas dessas estruturase dessesprocessossãoevidenciados. CÉSAR,S.J.;SEZAR,S. Biologia.v.2. 8.ed. São Paulo: Saraiva,2005. p. 398; 417. Com base na análise da figura, pergunta-se: a) Qual o processo representado em 1 e sua importância para as plantas? b) Quais as estruturas representadas em 2, 3 e 4? c) Caso haja sucesso no processo 1, o que as estruturas 2, 3 e 4 irão originar, respectivamente? 19 - (UFSCar SP) Sobre flores, responda: a) As flores coloridas das angiospermas são interpretadascomoumaaquisiçãoevolutiva
  • 7. que aumenta a eficiência da reprodução sexuada. De que modo isso ocorre? b) Que fator ambiental contribui para a reproduçãosexuadade floresnãocoloridas, como as do capim? 20 - (UFRRJ) A seguirestãorepresentados dois tipos de flor: A. relativamente pequena, com perianto não- atrativo e grandes antenas que ficam pendentes para fora. B. com pétalas largas, vistosas e coloridas; nectários e glândulas odoríferas. Que plantaestámaisadaptadaà polinização por animais? Justifique sua resposta. 21 - (UFRJ) Ascélulasdaraizde um pé de milhopossuem20 cromossomos. Levando em conta o ciclo reprodutivo desse vegetal, quantos cromossomos você espera encontrarnascélulasdoalbume(endosperma) e do embriãode um grão de milho?Justifiquesua resposta. 22 - (UFRJ) Os esquemasa seguirmostramos ciclos de vida de doisorganismosque apresentamalternância de gerações,um celenteradoe umaplanta,com a indicaçãodo pontoonde ocorre a fecundação. No esquema do celenterado, as etapas são designadas por letras, no da planta, por números. a) Indique,paracadaesquema,aetapaemque ocorre a meiose. b) Identifique a ploidia (haplóide ou diplóide) de cada um dos quatro indivíduos (pólipo, medusa, esporófito e gametófito) indicados nos ciclos. 23 - (UNESP SP) Um estrangeiro,emvisitaàregião sul do Brasil, teve sua atenção voltada para uma planta nativa,de porte arbóreo,com folhaspungentes e perenes e flores reunidas em inflorescências denominadas Estróbilos. Desta planta obteve um saboroso alimento, preparado a partir do cozimento em água fervente. a) Qual o nome popular desta planta e a que grupo pertence?
  • 8. b) O alimentoobtidocorrespondeaque parte da planta? TEXTO: 1 - Comum à questão: 24 Abelhas As abelhas são insetos sociais. Os indivíduos que vivem nas colmeias se dividem em três castas: rainha, operárias e zangões. A maioria das abelhas de uma colmeia é formada por fêmeas:1 rainha e cerca de 5.000 a 100.000 operárias. Os machos − os zangões − são encontrados em um número máximo de 400 indivíduos. A rainha é quase duas vezes maior que as operárias e é a única fêmea fértil da colmeia, com um sistema reprodutivo bastante desenvolvido. Ela coloca cerca de 2.500 ovos por dia! Os ovos fertilizados produzem operárias e rainhas. Ovos não fertilizados se desenvolvem em zangões. O que determina se o ovo formará uma rainha ou uma operária é o alimento oferecido à larva originada do próprio ovo. As larvas que se alimentam exclusivamente de geleia real se desenvolvem em rainhas. As que se alimentam de geleia de operária, contendo menos açúcar do que a geleia real, mais mel e pólen, transformam-se em operárias. A rainha mantém a ordem social por meio da liberação de substâncias químicas, os feromônios, que informam os outros membros da colônia que ela está ativa e presente, além de inibir a produção de novas rainhas. (http://educacao.uol.com.br/ciencias/abelhas2.jhtm) 24 - (PUCCamp/SP) Aorealizarumade suas atividades,asoperárias contribuem para a reprodução das angiospermas.Issoacontece quando,embusca de néctar, a operária fica com o corpo repleto de KIK.Aovisitaroutrasfloresembuscade mais néctar, as abelhas levam esses KIIK. O texto acima estará correto se I e II forem substituídos, respectivamente, por a) gametófitos masculinos e gametófitosaté o estigma. b) gametófitosfemininose gametófitosaté o estigma. c) gametófitos masculinos e gametófitosaté a antera. d) gametófitosfemininose gametófitosaté a antera. e) grãos de pólen e esporos até o estigma. TEXTO: 2 - Comumà questão:25 O berimbau é um instrumento musical de origem africana, muito tocado no Brasil em rodas de capoeira. Em sua obra Viagem pitoresca e histórica ao Brasil Jean-Baptiste Debret descreveu o berimbau como segue: "Este instrumento musical se compõe da metade de uma cabaça presa a um arco curvo de bambu,com um fiode latão,sobre o qual se bate ligeiramente. Pode-se conhecer o instinto musical do tocador, que apoia a mão sobre a frente descobertadacabaçaafimde obter,pela vibração, um som grave e harmonioso”. Disponível em: <http://www.redetec.org.br/inventabrasil/beri mb.htm>.Acessoem:7 fev.2012. 25 - (UFG) O instrumento musical descrito no texto só pôde ser fabricado devido, evolutivamente, ao surgimento do seguinte grupo vegetal:
  • 9. a) algas b) briófitas c) pteridófitas d) gimnospermas e) angiospermas GABARITO: 1) Gab: E 2) Gab: D 3) Gab: C 4) Gab: C 5) Gab: E 6) Gab: D 7) Gab: D 8) Gab: D 9) Gab: D 10) Gab: D 11) Gab: A 12) Gab: E 13) Gab: D 14) Gab: B 15) Gab: B 16) Gab: a) C e D. Porque no padrão floral C existe apenas androceu (parte masculina) e no padrão floral D apenas gineceu (parte feminina). b) C. Porque é o único padrão floral onde não há ovário estrutura responsável pela formação dos frutos. c) Um fruto partenocárpico é aquele que se desenvolve sem a fecundação e a conseqüente formação de sementes. d) Giberelina e auxina. 17) Gab: a) Dentre os mecanismos que dificultam ou evitam a autopolinização, podemos citar:  elementos masculinos (anteras) localizados em posição inferior em relação aos estigmas, o que dificulta a transferência de pólen;  produção e liberação antecipada do pólen, antes que se dê o amadurecimento do gineceu. b) Evitar a autopolinização favorece o aumento de variabilidade na espécie. 18) Gab: a) Polinização.A polinizaçãopromove ofluxo de grãos de pólen entre as plantas,
  • 10. favorecendo a fecundação cruzada e, consequentemente, a variabilidade genética na população. b) 2 – ovário;3 – óvulo;4 – saco embrionário. c) 2 – fruto; 3 – semente; 4 – embrião e endosperma. 19) Gab: a) Asflorescoloridasdasangiospermasatraem os agentes polinizadores representados por insetose pássaros.Essesanimaispromovem a polinização, a fecundação cruzada e a variação genética das plantas. b) As flores não coloridas das gramíneas são polinizadas pelo vento. 20) Gab: A plantaB, poisascaracterísticas cor e odor servem para atrair agentes polinizadores,enquantoaplanta Aestámais adaptada à polinização anemófila. 21) Gab: Nas células do albume há 30 cromossomos,poiseleé formadoapartirde umacélularesultantedafusãode umnúcleo gamético (n) do tubo polínico com dois núcleospolares(n+ n) do saco embrionário. Nas célulasdoembriãohá20 cromossomos, pois ele é formado a partir de uma célula resultante da fecundação da oosfera (n) por um núcleo gamético (n) do tubo polínico. 22) Gab: a) A meiose ocorre na etapa B no celenterado. Nas plantas, a meiose ocorre na etapa 1. b) Pólipos, medusa e esporófito são diplóides; o gametófito é haplóide. 23) Gab: a) Pinheiro-do-Paraná que pertence ao grupo das Gimnospermas. b) O pinhão é a semente comestível do pinheiro-do-Paraná. 24) Gab: A 25) Gab: E