SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
LÚDICO NA EDUCAÇÃO
INFANTIL:
A Questão do Planejamento sob
uma Abordagem Teórica
Licenciatura em Pedagogia
Ana Gleicy Caetano dos Santos
Santarém-PA/ 2020
TEMA DO TCC
lúdico na Educação Infantil:
A Questão do Planejamento sob uma
Abordagem Teórica
CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA
O planejamento dentro da escola é uma
necessidade básica para o aprimoramento das
ações educativas, no qual podemos prever
estratégias visando alcançar objetivos na
aprendizagem do alunado.
PROBLEMA DE PESQUISA
“Qual a influência do planejamento no processo
ensino- aprendizagem na educação infantil?”.
OBJETIVOS DA PESQUISA
GERAL
- Refletir sobre a importância do lúdico no planejamento
escolar na Educação Infantil;
ESPECÍFICOS
- Pesquisar trabalhos relativos ao lúdico, professores e
educação infantil;
- Suscitar os pontos positivos e negativos encontrados nas
análises;
- Conhecer a legislação brasileira e seu posicionamento em
relação ao uso do lúdico em sala de aula.
JUSTIFICATIVA
•A motivação para escolha do tema sobre
planejamento escolar e lúdico deve-se a vivência
e atuação na educação infantil;
•O empenho dos envolvidos da escola objetiva
criar um ambiente educativo com práticas que
formem a base necessária para a vida escolar do
educando.
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
Planejar é uma atividade que está dentro da
educação, visto que esta tem como
características básicas: evitar improvisação,
prever o futuro, estabelecer caminhos que possa
nortear mais apropriadamente a execução da
ação educativa, prever acompanhamento e a
avaliação da própria ação (LIBÂNEO, 2001, p.
30).
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
É no brinquedo que a criança aprende a agir
numa esfera cognitiva, ao invés de agir numa
esfera visual externo, depende da motivação
internas, e não por incentivos fornecidos por
objetos externos (VYGOTSKY, 1984, p. 109).
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
Amai a infância; favorecei seus jogos, seus
prazeres, seu amável instinto. Quem de vós não
se sentiu saudoso, ás vezes, dessa idade em que
o riso está sempre nos lábios e a alma sempre
em paz. Por que arrancar destes pequenos
inocentes o gozo de um tempo tão curto que lhe
escapa, de um bem tão precioso de que não se
podem abusar? (ROUSSEAU,1992, p. 61).
METODOLOGIA
Como metodologia para a realização deste
trabalho se deu por meio de pesquisa de cunho
bibliográfico, onde buscou-se o conhecimento
científico acumulado sobre a temática.
RESULTADOS
•O planejamento pode proporcionar aos alunos da
educação infantil a aquisição de conhecimentos
primordiais nessa fase escolar.
•Os professores devem mostrar consciência da
relevância do planejamento escolar;
• Deve-se conhecer as consequências do uso
adequado do lúdico para uma prática de ensino
efetiva.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
•Por meio do brincar pode-se ter um grande
recurso dinamizador;
•Uso de atividades lúdicas exige um planejamento
para que os objetivos sejam atingidos;
•As crianças adquiram conhecimentos primordiais
para sua progressão escolar.
.
REFERÊNCIAS
ALMEIDA, M. E. B.. PRADO, M. E. B. B. Um Retrato da Informática em Educação no Brasil. Disponível em: http://www.proinfo.gov.br. Acesso em:
08 Ago. 2017.
BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 05 de outubro de 1988. São Paulo: Saraiva 2000.
BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996.
BRASIL. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI). Brasília: MEC/SEF, 1998.
DORIGO, H. M. G.; NASCIMENTO, M. I. M. do. A Concepção Histórica sobre as Crianças Pequenas: Subsídios para Pensar o Futuro. Educare et
Educare, Cascavel, v. 2, n. 3, p. 15-32, jan./jun. 2007. Disponível em: <http://e-
revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/download/652/544>. Acesso em: 20 Jun. 2017.
FACHIN, O. Fundamentos de Metodologia. São Paulo: Atlas, 1993.
GANDIN, D.; CRUZ, C. H. C. Planejamento na Sala de Aula. Rio de Janeiro: Vozes, 2009.
LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e Pedagogos, para quê? 4. ed. São Paulo: Cortez, 2001.
MENEGOLLA, M.; SANT’ANNA, I. M. Por que Planejar? Como Planejar? 10. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.
MORETTO, V. P. Planejamento: Planejando a Educação para o Desenvolvimento de Competências. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.
OLIVEIRA, D. A. Regulação das Políticas Educacionais na América Latina e suas Consequências para os Trabalhadores Docentes.
Educação & Sociedade. Campinas, v. 26 n◦ 92, out.2005.
OLIVEIRA, Z. de M. R. O Currículo na Educação Infantil: O Que Propõem as Novas Diretrizes Nacionais? Ministério da Educação. Orientações
curriculares nacionais para educação infantil. Brasília: MEC/SEF, 2010.
PÁDUA, E. M. M. de. O Processo de Pesquisa. In: _______. Metodologia da Pesquisa: Abordagem Teórico-Prática. Campinas: Papirus, 1997. p.
29 – 89. (Coleção Práxis).

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Ana Gleicy - Slides TCC Pedagogia Uninter

A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...HELENO FAVACHO
 
Estágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciaisEstágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciaisRosinara Azeredo
 
Andragogia.pptx
Andragogia.pptxAndragogia.pptx
Andragogia.pptxBenedito32
 
Jogos didáticos no ensino de biologia
Jogos didáticos no ensino de biologiaJogos didáticos no ensino de biologia
Jogos didáticos no ensino de biologiaMarcelo Siqueira
 
Pedagogia 3 e 4 semestre (1)
Pedagogia 3 e 4 semestre (1)Pedagogia 3 e 4 semestre (1)
Pedagogia 3 e 4 semestre (1)Arleno
 

Semelhante a Ana Gleicy - Slides TCC Pedagogia Uninter (6)

A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
 
Estágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciaisEstágio em séries iniciais
Estágio em séries iniciais
 
Slide Pla..
Slide Pla..Slide Pla..
Slide Pla..
 
Andragogia.pptx
Andragogia.pptxAndragogia.pptx
Andragogia.pptx
 
Jogos didáticos no ensino de biologia
Jogos didáticos no ensino de biologiaJogos didáticos no ensino de biologia
Jogos didáticos no ensino de biologia
 
Pedagogia 3 e 4 semestre (1)
Pedagogia 3 e 4 semestre (1)Pedagogia 3 e 4 semestre (1)
Pedagogia 3 e 4 semestre (1)
 

Ana Gleicy - Slides TCC Pedagogia Uninter

  • 1. LÚDICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A Questão do Planejamento sob uma Abordagem Teórica Licenciatura em Pedagogia Ana Gleicy Caetano dos Santos Santarém-PA/ 2020
  • 2. TEMA DO TCC lúdico na Educação Infantil: A Questão do Planejamento sob uma Abordagem Teórica
  • 3. CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA O planejamento dentro da escola é uma necessidade básica para o aprimoramento das ações educativas, no qual podemos prever estratégias visando alcançar objetivos na aprendizagem do alunado.
  • 4. PROBLEMA DE PESQUISA “Qual a influência do planejamento no processo ensino- aprendizagem na educação infantil?”.
  • 5. OBJETIVOS DA PESQUISA GERAL - Refletir sobre a importância do lúdico no planejamento escolar na Educação Infantil; ESPECÍFICOS - Pesquisar trabalhos relativos ao lúdico, professores e educação infantil; - Suscitar os pontos positivos e negativos encontrados nas análises; - Conhecer a legislação brasileira e seu posicionamento em relação ao uso do lúdico em sala de aula.
  • 6. JUSTIFICATIVA •A motivação para escolha do tema sobre planejamento escolar e lúdico deve-se a vivência e atuação na educação infantil; •O empenho dos envolvidos da escola objetiva criar um ambiente educativo com práticas que formem a base necessária para a vida escolar do educando.
  • 7. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Planejar é uma atividade que está dentro da educação, visto que esta tem como características básicas: evitar improvisação, prever o futuro, estabelecer caminhos que possa nortear mais apropriadamente a execução da ação educativa, prever acompanhamento e a avaliação da própria ação (LIBÂNEO, 2001, p. 30).
  • 8. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA É no brinquedo que a criança aprende a agir numa esfera cognitiva, ao invés de agir numa esfera visual externo, depende da motivação internas, e não por incentivos fornecidos por objetos externos (VYGOTSKY, 1984, p. 109).
  • 9. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Amai a infância; favorecei seus jogos, seus prazeres, seu amável instinto. Quem de vós não se sentiu saudoso, ás vezes, dessa idade em que o riso está sempre nos lábios e a alma sempre em paz. Por que arrancar destes pequenos inocentes o gozo de um tempo tão curto que lhe escapa, de um bem tão precioso de que não se podem abusar? (ROUSSEAU,1992, p. 61).
  • 10. METODOLOGIA Como metodologia para a realização deste trabalho se deu por meio de pesquisa de cunho bibliográfico, onde buscou-se o conhecimento científico acumulado sobre a temática.
  • 11. RESULTADOS •O planejamento pode proporcionar aos alunos da educação infantil a aquisição de conhecimentos primordiais nessa fase escolar. •Os professores devem mostrar consciência da relevância do planejamento escolar; • Deve-se conhecer as consequências do uso adequado do lúdico para uma prática de ensino efetiva.
  • 12. CONSIDERAÇÕES FINAIS •Por meio do brincar pode-se ter um grande recurso dinamizador; •Uso de atividades lúdicas exige um planejamento para que os objetivos sejam atingidos; •As crianças adquiram conhecimentos primordiais para sua progressão escolar. .
  • 13. REFERÊNCIAS ALMEIDA, M. E. B.. PRADO, M. E. B. B. Um Retrato da Informática em Educação no Brasil. Disponível em: http://www.proinfo.gov.br. Acesso em: 08 Ago. 2017. BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 05 de outubro de 1988. São Paulo: Saraiva 2000. BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996. BRASIL. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI). Brasília: MEC/SEF, 1998. DORIGO, H. M. G.; NASCIMENTO, M. I. M. do. A Concepção Histórica sobre as Crianças Pequenas: Subsídios para Pensar o Futuro. Educare et Educare, Cascavel, v. 2, n. 3, p. 15-32, jan./jun. 2007. Disponível em: <http://e- revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/download/652/544>. Acesso em: 20 Jun. 2017. FACHIN, O. Fundamentos de Metodologia. São Paulo: Atlas, 1993. GANDIN, D.; CRUZ, C. H. C. Planejamento na Sala de Aula. Rio de Janeiro: Vozes, 2009. LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e Pedagogos, para quê? 4. ed. São Paulo: Cortez, 2001. MENEGOLLA, M.; SANT’ANNA, I. M. Por que Planejar? Como Planejar? 10. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001. MORETTO, V. P. Planejamento: Planejando a Educação para o Desenvolvimento de Competências. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007. OLIVEIRA, D. A. Regulação das Políticas Educacionais na América Latina e suas Consequências para os Trabalhadores Docentes. Educação & Sociedade. Campinas, v. 26 n◦ 92, out.2005. OLIVEIRA, Z. de M. R. O Currículo na Educação Infantil: O Que Propõem as Novas Diretrizes Nacionais? Ministério da Educação. Orientações curriculares nacionais para educação infantil. Brasília: MEC/SEF, 2010. PÁDUA, E. M. M. de. O Processo de Pesquisa. In: _______. Metodologia da Pesquisa: Abordagem Teórico-Prática. Campinas: Papirus, 1997. p. 29 – 89. (Coleção Práxis).