SlideShare uma empresa Scribd logo
Detalhes do artigo                                                                                                                                                                                                  12/05/23 11:56



 Cisionpoint


                                                                                                                                               Tiragem: 47321                      Pág: 24

                                                                                                                                               País: Portugal                      Cores: Cor

                                                                                                                                               Period.: Diária                     Área: 27,50 x 31,82 cm²

                  ID: 41927677                                                       23­05­2012                                                Âmbito: Informação Geral            Corte: 1 de 2




             Há histórias que só nós podemos contar.
             O festival Alkantara tem 20 para nos faz
             De hoje e até 10 de Junho, 20 espectáculos vindos de mais de 10 países contam histórias que ainda
             não ouvimos. O Alkantara Festival começa hoje em Lisboa, no São Luiz, com The Inkomati (dis)cord,
             do moçambicano Panaíba Canda e do sul-africano Boyzie Cekwana
                                                        significa a palavra alkantara: ponte.       Canda e Boyzie Cekwana, atenções         da economia e da própria geografia.                     The Inkomati
             Festival Alkantara                            Uma ideia que o espectáculo de          viradas para a marroquina Bouchra           Boyzie Cekana diz que tem tudo                      (dis)cord,
             Tiago Bartolomeu Costa                     abertura conhece bem. “É preciso           Ouizgen que, com Madame Plaza            a ver com o modo como se entende                       que abre o
                                                        reescrever essa história. E, ao fazê-lo,   (São Luiz, 2 e 3 Junho), traz a Lisboa   uma ficção: “Ela começa quando se                       Alkantara,
             “Ninguém te contou esta história. É        sugerir uma nova definição do pró-          o corpo e a voz, misto de sensualida-    sente a necessidade de contar uma                      estreou em
             a tua história. E és tu quem a tem         prio país”, diz Boyzie, secundado por      de, religião e pecado de quatro ex-      história, de moldar um futuro, e                       Novembro no
             que contar.” É assim que Boyzie            Panaibra: “Tem a ver com a aceitação       traordinárias mulheres chamadas,         de partilhar uma experiência.” Diz                     Rio de Janeiro
             Cekwana, coreógrafo e encenador            do próprio passado e esse é um pro-        no seu país, de aïtas.                   Panaíbra Canda que “cada projec-
             sul-africano, explica a uma das intér-     cesso colectivo, à escala global”.            É um espectáculo que se inscreve      to permite alargar a nossa própria
             pretes de The Inkomati (dis)cord que a        The Inkomati (dis)cord, estreada        numa linha de reconfiguração do en-       voz”. Vindos de África, acres-
             história que vai contar, “mesmo que        em Novembro no Panorama Rio                contro entre o sagrado e o profano, a    centa Boyzie, “é impossível
             pareça exagerada, tem que [lhe] ser        Dança, no Rio de Janeiro, procura          dança contemporânea e o gesto quo-       escapar à história política
             natural, ou não merece a pena ser          levantar questões sobre como se ser        tidiano, mostrando o modo como é         e económica africana”.
             contada”.                                  um indivíduo, como o representar e         do Norte de África que têm vindo os      “Cada geração herda-
             Cekwana é, com o moçambicano               como estabelecer um diálogo a partir       melhores exemplos de um diálogo          a, procurando liber-
             Panaibra Canda, autor da peça que          do que um diz e o outro ouve. Diz          francamente exposto sobre os efeitos     tar-se desse peso e,
             hoje à noite, no São Luiz – Teatro         Boyzie: “Só ao olharmos para o nosso       de uma política de descentralização      assim, ‘refrescar’ a
             Municipal, abre a edição 2012 do           corpo como um país, e não tanto um         cultural que tem, mas redes de pro-      própria história.
             Alkantara Festival (repete amanhã,         país definido por uma fronteira ge-         dução e programação europeias, o         Não é que África
             também às 21h). Incomati é o nome          ográfica, conseguiremos reescrever          seu iceberg mais visível.
             de um rio “que não sabe que atra-          essa história. Nós, como artistas, nós        Não colhem já do mesmo modo
             vessa três países”, diz-nos ele depois     como cidadãos, precisamos de co-           que há uns anos calendários de pro-
             de um ensaio. O (des)acordo de que         meçar um processo de renegociação          gramação com olhares exóticos nem
             fala o título da peça remete para a        dos nossos próprios corpos, entendi-       quotas de representação. Os artistas
             história política de dois desses pa-       dos como os verdadeiros herdeiros          que chegam este ano ao Alkantara
             íses, a África do Sul e Moçambique         de uma história que vai para lá da         pertencem, na sua maioria, a um
             (o terceiro é o Zimbabwe), e para          política.”                                 contexto de produção que é mais
             um pacto de não-agressão assinado             A programação do Alkantara pa-          amplo, não conhecendo efectiva-
             em 1984 mas que ninguém cumpriu            rece reflectir isso mesmo. Do lado          mente fronteiras, e que, a partir das
             “porque houve quem achasse que             internacional, a par de nomes regu-        redes, conseguiram colocar-se acima
             representava o país, mais do que as        lares nas programações anuais dos          das definições limitativas da política,
             suas pessoas”.                             teatros (Dood Pard, TgStan,
                Para usar palavras dos dois artistas,   Meg Stuart, Anne Teresa de
             é sobre pessoas e as suas histórias,       Keersmaeker) juntam-se ou-
             “sobre o que lhes pertence e sabem         tros. Para além de Panaibra
             contar” e “os valores que represen-
             tam individualmente e a que, no con-
             junto, um a um, se pode dar o nome
             de um país” que se fará este Alkan-
             tara. E a frase de Boyzie Cekwana à
             sua intérprete serve bem como mote
             para uma edição que até 10 de Junho
             se estende para lá dos habituais tea-
             tros (São Luiz, Maria Matos, Cultur-
             gest, Dona Maria II, Centro Cultural
             de Belém) para espaços tão diversos
             como a sala de leitura da Biblioteca
             Nacional, a Praia das Avencas, em
             Oeiras, a Estação Elevatória a Vapor
             dos Barbadinhos, a sala do antigo re-
             feitório do Mosteiro dos Jerónimos e
             o Museu da Electricidade.
                As histórias, que terão a assinatura
             de artistas vindos da Europa (Bélgi-
             ca, França, Holanda, Alemanha, Áus-
             tria), mas também de latitudes mais
             longínquas (Marrocos, Estados Uni-
             dos da América, Moçambique, África
             do Sul), serão narradas em mais de
             20 espectáculos ambicionando cum-
             prir aquilo que, no original árabe,




http://www.pt.cision.com/O4KPTWebNewLayout/ClientUser/GetClipp…etails.aspx?id=31843a98-0517-4b8e-b980-b5108129ddf8&analises=1                                                                                         Página 1 de 1

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

52714265 jorge-amado-os-pastores-da-noite
52714265 jorge-amado-os-pastores-da-noite52714265 jorge-amado-os-pastores-da-noite
52714265 jorge-amado-os-pastores-da-noite
omoogun olobede
 
Adolfo caminha no país dos ianques
Adolfo caminha   no país dos ianquesAdolfo caminha   no país dos ianques
Adolfo caminha no país dos ianques
Tulipa Zoá
 
Campanha Férias no Ceará 2011.2
Campanha Férias no Ceará 2011.2Campanha Férias no Ceará 2011.2
Campanha Férias no Ceará 2011.2
MotaComunicacao
 

Mais procurados (20)

25 de abril
25 de abril25 de abril
25 de abril
 
O mar na literatura portuguesa
O mar na literatura portuguesaO mar na literatura portuguesa
O mar na literatura portuguesa
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
 
Mina renata bomfim
Mina renata bomfimMina renata bomfim
Mina renata bomfim
 
SINOPSES 2012 - GRUPO ESPECIAL DO RIO DE JANEIRO
SINOPSES 2012 - GRUPO ESPECIAL DO RIO DE JANEIROSINOPSES 2012 - GRUPO ESPECIAL DO RIO DE JANEIRO
SINOPSES 2012 - GRUPO ESPECIAL DO RIO DE JANEIRO
 
Ilha dos Amores - Simbologia
Ilha dos Amores - SimbologiaIlha dos Amores - Simbologia
Ilha dos Amores - Simbologia
 
52714265 jorge-amado-os-pastores-da-noite
52714265 jorge-amado-os-pastores-da-noite52714265 jorge-amado-os-pastores-da-noite
52714265 jorge-amado-os-pastores-da-noite
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Milton Hênio Netto de Gouvêa Discurso de Posse na Sobrames Nacional 1998
Milton Hênio Netto de Gouvêa Discurso de Posse na Sobrames Nacional 1998Milton Hênio Netto de Gouvêa Discurso de Posse na Sobrames Nacional 1998
Milton Hênio Netto de Gouvêa Discurso de Posse na Sobrames Nacional 1998
 
Adolfo caminha no país dos ianques
Adolfo caminha   no país dos ianquesAdolfo caminha   no país dos ianques
Adolfo caminha no país dos ianques
 
Semana da Poesia em Miranda do Corvo
Semana da Poesia  em Miranda do CorvoSemana da Poesia  em Miranda do Corvo
Semana da Poesia em Miranda do Corvo
 
Coluna do senador Aécio Neves na Folha - Carnaval
Coluna do senador Aécio Neves na Folha - CarnavalColuna do senador Aécio Neves na Folha - Carnaval
Coluna do senador Aécio Neves na Folha - Carnaval
 
Campanha Férias no Ceará 2011.2
Campanha Férias no Ceará 2011.2Campanha Férias no Ceará 2011.2
Campanha Férias no Ceará 2011.2
 
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
 
Valores da Educação Árabe
Valores da Educação Árabe Valores da Educação Árabe
Valores da Educação Árabe
 
Canção do mar
Canção do marCanção do mar
Canção do mar
 
O fim
O fimO fim
O fim
 
Aula 5 - Pablo Neruda
Aula 5 -  Pablo NerudaAula 5 -  Pablo Neruda
Aula 5 - Pablo Neruda
 
Ameopoema 45
Ameopoema 45Ameopoema 45
Ameopoema 45
 
Os Lusíadas Ilha dos Amores - Canto X
Os Lusíadas   Ilha dos Amores -  Canto XOs Lusíadas   Ilha dos Amores -  Canto X
Os Lusíadas Ilha dos Amores - Canto X
 

Destaque

Plan de productos de Extra Software para emprendedores
Plan de productos de Extra Software para emprendedores Plan de productos de Extra Software para emprendedores
Plan de productos de Extra Software para emprendedores
Extra Software
 
Infantil b
Infantil bInfantil b
Infantil b
fbcat
 
Plataforma Business Intelligence Ajuntament de Terrassa
Plataforma Business Intelligence Ajuntament de TerrassaPlataforma Business Intelligence Ajuntament de Terrassa
Plataforma Business Intelligence Ajuntament de Terrassa
Terrassa City Council
 
Vliv pristehovalcu v_cr
Vliv pristehovalcu v_crVliv pristehovalcu v_cr
Vliv pristehovalcu v_cr
Kvjeta
 
Clic lien évaluation diagnostique
Clic lien évaluation diagnostiqueClic lien évaluation diagnostique
Clic lien évaluation diagnostique
MaryseBijeau
 

Destaque (19)

Weekend sulle ciaspole in Sila.
Weekend sulle ciaspole in Sila.Weekend sulle ciaspole in Sila.
Weekend sulle ciaspole in Sila.
 
Plan de productos de Extra Software para emprendedores
Plan de productos de Extra Software para emprendedores Plan de productos de Extra Software para emprendedores
Plan de productos de Extra Software para emprendedores
 
Post production67586
Post production67586Post production67586
Post production67586
 
Perry SS02
Perry SS02Perry SS02
Perry SS02
 
Infantil b
Infantil bInfantil b
Infantil b
 
Gesher_UE_Deliverable
Gesher_UE_DeliverableGesher_UE_Deliverable
Gesher_UE_Deliverable
 
Plataforma Business Intelligence Ajuntament de Terrassa
Plataforma Business Intelligence Ajuntament de TerrassaPlataforma Business Intelligence Ajuntament de Terrassa
Plataforma Business Intelligence Ajuntament de Terrassa
 
Computer shortcuts
Computer shortcutsComputer shortcuts
Computer shortcuts
 
Vliv pristehovalcu v_cr
Vliv pristehovalcu v_crVliv pristehovalcu v_cr
Vliv pristehovalcu v_cr
 
Cuccaracha
CuccarachaCuccaracha
Cuccaracha
 
Donaciosang
DonaciosangDonaciosang
Donaciosang
 
Правила приема в СПб СВУ
Правила приема в СПб СВУПравила приема в СПб СВУ
Правила приема в СПб СВУ
 
Projeto de Lei nº 034-2012 Institui o programa Brigadas de Prevenção e Combat...
Projeto de Lei nº 034-2012 Institui o programa Brigadas de Prevenção e Combat...Projeto de Lei nº 034-2012 Institui o programa Brigadas de Prevenção e Combat...
Projeto de Lei nº 034-2012 Institui o programa Brigadas de Prevenção e Combat...
 
Webvistas.org: changing (with) the world wide web
Webvistas.org: changing (with) the world wide webWebvistas.org: changing (with) the world wide web
Webvistas.org: changing (with) the world wide web
 
Clic lien évaluation diagnostique
Clic lien évaluation diagnostiqueClic lien évaluation diagnostique
Clic lien évaluation diagnostique
 
Gerber
Gerber Gerber
Gerber
 
Interview with Michael Schwarz, Invensys / UK
Interview with Michael Schwarz, Invensys / UKInterview with Michael Schwarz, Invensys / UK
Interview with Michael Schwarz, Invensys / UK
 
05 flyer training-secured
05 flyer training-secured05 flyer training-secured
05 flyer training-secured
 
Cronograma marzo
Cronograma marzoCronograma marzo
Cronograma marzo
 

Semelhante a Alkantara publico

Jornal da letras entrevista ondjaki
Jornal da letras entrevista ondjakiJornal da letras entrevista ondjaki
Jornal da letras entrevista ondjaki
Paula Costa
 
Bacamarteiros. Um tiro de guerra que se fez arte
Bacamarteiros. Um tiro de guerra que se fez arteBacamarteiros. Um tiro de guerra que se fez arte
Bacamarteiros. Um tiro de guerra que se fez arte
Paula Bezerra
 
Discurso cidadão olindense
Discurso cidadão olindenseDiscurso cidadão olindense
Discurso cidadão olindense
Jamildo Melo
 
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio  Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Lenivaldo Costa
 
Cultura sul matogrossense
Cultura sul matogrossenseCultura sul matogrossense
Cultura sul matogrossense
joao paulo
 
Book oficial carnaval 2011 copa lord
Book oficial carnaval 2011  copa lordBook oficial carnaval 2011  copa lord
Book oficial carnaval 2011 copa lord
Mari Barboza
 
Caetano veloso verdade-tropical
Caetano veloso verdade-tropicalCaetano veloso verdade-tropical
Caetano veloso verdade-tropical
Marcos Ribeiro
 

Semelhante a Alkantara publico (20)

Jornal da letras entrevista ondjaki
Jornal da letras entrevista ondjakiJornal da letras entrevista ondjaki
Jornal da letras entrevista ondjaki
 
Livro miolo
Livro mioloLivro miolo
Livro miolo
 
Bacamarteiros. Um tiro de guerra que se fez arte
Bacamarteiros. Um tiro de guerra que se fez arteBacamarteiros. Um tiro de guerra que se fez arte
Bacamarteiros. Um tiro de guerra que se fez arte
 
Discurso cidadão olindense
Discurso cidadão olindenseDiscurso cidadão olindense
Discurso cidadão olindense
 
Tabloide FAN 2012
Tabloide FAN 2012Tabloide FAN 2012
Tabloide FAN 2012
 
Fuso publico
Fuso publicoFuso publico
Fuso publico
 
Fuso publico
Fuso publicoFuso publico
Fuso publico
 
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio  Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
Prova - Simulado Alvaro Gaudêncio
 
Representação de cidades na música
Representação de cidades na músicaRepresentação de cidades na música
Representação de cidades na música
 
Cultura sul matogrossense
Cultura sul matogrossenseCultura sul matogrossense
Cultura sul matogrossense
 
Brasilidades quituteira
Brasilidades quituteiraBrasilidades quituteira
Brasilidades quituteira
 
Moçambique - Mia Couto, Malangatana, Chichorro e Naguib
Moçambique - Mia Couto, Malangatana, Chichorro e NaguibMoçambique - Mia Couto, Malangatana, Chichorro e Naguib
Moçambique - Mia Couto, Malangatana, Chichorro e Naguib
 
Book oficial carnaval 2011 copa lord
Book oficial carnaval 2011  copa lordBook oficial carnaval 2011  copa lord
Book oficial carnaval 2011 copa lord
 
Banco de Projetos Culturais » Lei Rouanet » Investir na Cultura
Banco de Projetos Culturais » Lei Rouanet » Investir na CulturaBanco de Projetos Culturais » Lei Rouanet » Investir na Cultura
Banco de Projetos Culturais » Lei Rouanet » Investir na Cultura
 
Prova de validação para o 3º ano
Prova de validação para o 3º anoProva de validação para o 3º ano
Prova de validação para o 3º ano
 
Revista Fraude #6
Revista Fraude #6Revista Fraude #6
Revista Fraude #6
 
Entrevista escritora Angélica Rizzi
Entrevista escritora Angélica RizziEntrevista escritora Angélica Rizzi
Entrevista escritora Angélica Rizzi
 
Semana de Letras 2008 - Letras e Telas de Moçambique
Semana de Letras 2008 - Letras e Telas de MoçambiqueSemana de Letras 2008 - Letras e Telas de Moçambique
Semana de Letras 2008 - Letras e Telas de Moçambique
 
Revista Descobrindo...Ribeira Brava-Edição 18, de 6 de maio de 2020
Revista Descobrindo...Ribeira Brava-Edição 18, de  6 de maio de 2020Revista Descobrindo...Ribeira Brava-Edição 18, de  6 de maio de 2020
Revista Descobrindo...Ribeira Brava-Edição 18, de 6 de maio de 2020
 
Caetano veloso verdade-tropical
Caetano veloso verdade-tropicalCaetano veloso verdade-tropical
Caetano veloso verdade-tropical
 

Mais de Sofia Cabral

Companhia nacional do bailado
Companhia nacional do bailadoCompanhia nacional do bailado
Companhia nacional do bailado
Sofia Cabral
 
Atividades de fim de semana 8 e 9 dez
Atividades de fim de semana 8 e 9 dezAtividades de fim de semana 8 e 9 dez
Atividades de fim de semana 8 e 9 dez
Sofia Cabral
 
Bolsa de valores sociais
Bolsa de valores sociaisBolsa de valores sociais
Bolsa de valores sociais
Sofia Cabral
 
Atividades de fim de semana 1 e 2 dezembro
Atividades de fim de semana 1 e 2 dezembroAtividades de fim de semana 1 e 2 dezembro
Atividades de fim de semana 1 e 2 dezembro
Sofia Cabral
 
Pedro cabrita reis público
Pedro cabrita reis públicoPedro cabrita reis público
Pedro cabrita reis público
Sofia Cabral
 
Festa da década- pj
Festa da década- pjFesta da década- pj
Festa da década- pj
Sofia Cabral
 
Atividades de fim de semana 17 e 18 nov
Atividades de fim de semana 17 e 18 novAtividades de fim de semana 17 e 18 nov
Atividades de fim de semana 17 e 18 nov
Sofia Cabral
 

Mais de Sofia Cabral (20)

Carta mai presidente cm
Carta mai presidente cmCarta mai presidente cm
Carta mai presidente cm
 
Renovação PS
Renovação PSRenovação PS
Renovação PS
 
Companhia nacional do bailado
Companhia nacional do bailadoCompanhia nacional do bailado
Companhia nacional do bailado
 
Atividades de fim de semana 8 e 9 dez
Atividades de fim de semana 8 e 9 dezAtividades de fim de semana 8 e 9 dez
Atividades de fim de semana 8 e 9 dez
 
Gala empreendedor
Gala empreendedorGala empreendedor
Gala empreendedor
 
Expresso
ExpressoExpresso
Expresso
 
Bolsa de valores sociais
Bolsa de valores sociaisBolsa de valores sociais
Bolsa de valores sociais
 
Atividades de fim de semana 1 e 2 dezembro
Atividades de fim de semana 1 e 2 dezembroAtividades de fim de semana 1 e 2 dezembro
Atividades de fim de semana 1 e 2 dezembro
 
Cvp braga
Cvp bragaCvp braga
Cvp braga
 
Pedro cabrita reis público
Pedro cabrita reis públicoPedro cabrita reis público
Pedro cabrita reis público
 
Caminhada lions
Caminhada lionsCaminhada lions
Caminhada lions
 
Arrais
ArraisArrais
Arrais
 
Festa da década- pj
Festa da década- pjFesta da década- pj
Festa da década- pj
 
Adfp
AdfpAdfp
Adfp
 
Remade visão
Remade visãoRemade visão
Remade visão
 
Atividades de fim de semana 17 e 18 nov
Atividades de fim de semana 17 e 18 novAtividades de fim de semana 17 e 18 nov
Atividades de fim de semana 17 e 18 nov
 
Bela adormecida
Bela adormecidaBela adormecida
Bela adormecida
 
Cozinha com Alma
Cozinha com AlmaCozinha com Alma
Cozinha com Alma
 
Opv
OpvOpv
Opv
 
Cozinha com alma
Cozinha com almaCozinha com alma
Cozinha com alma
 

Alkantara publico

  • 1. Detalhes do artigo 12/05/23 11:56 Cisionpoint   Tiragem: 47321   Pág: 24   País: Portugal   Cores: Cor   Period.: Diária   Área: 27,50 x 31,82 cm² ID: 41927677 23­05­2012   Âmbito: Informação Geral   Corte: 1 de 2 Há histórias que só nós podemos contar. O festival Alkantara tem 20 para nos faz De hoje e até 10 de Junho, 20 espectáculos vindos de mais de 10 países contam histórias que ainda não ouvimos. O Alkantara Festival começa hoje em Lisboa, no São Luiz, com The Inkomati (dis)cord, do moçambicano Panaíba Canda e do sul-africano Boyzie Cekwana significa a palavra alkantara: ponte. Canda e Boyzie Cekwana, atenções da economia e da própria geografia. The Inkomati Festival Alkantara Uma ideia que o espectáculo de viradas para a marroquina Bouchra Boyzie Cekana diz que tem tudo (dis)cord, Tiago Bartolomeu Costa abertura conhece bem. “É preciso Ouizgen que, com Madame Plaza a ver com o modo como se entende que abre o reescrever essa história. E, ao fazê-lo, (São Luiz, 2 e 3 Junho), traz a Lisboa uma ficção: “Ela começa quando se Alkantara, “Ninguém te contou esta história. É sugerir uma nova definição do pró- o corpo e a voz, misto de sensualida- sente a necessidade de contar uma estreou em a tua história. E és tu quem a tem prio país”, diz Boyzie, secundado por de, religião e pecado de quatro ex- história, de moldar um futuro, e Novembro no que contar.” É assim que Boyzie Panaibra: “Tem a ver com a aceitação traordinárias mulheres chamadas, de partilhar uma experiência.” Diz Rio de Janeiro Cekwana, coreógrafo e encenador do próprio passado e esse é um pro- no seu país, de aïtas. Panaíbra Canda que “cada projec- sul-africano, explica a uma das intér- cesso colectivo, à escala global”. É um espectáculo que se inscreve to permite alargar a nossa própria pretes de The Inkomati (dis)cord que a The Inkomati (dis)cord, estreada numa linha de reconfiguração do en- voz”. Vindos de África, acres- história que vai contar, “mesmo que em Novembro no Panorama Rio contro entre o sagrado e o profano, a centa Boyzie, “é impossível pareça exagerada, tem que [lhe] ser Dança, no Rio de Janeiro, procura dança contemporânea e o gesto quo- escapar à história política natural, ou não merece a pena ser levantar questões sobre como se ser tidiano, mostrando o modo como é e económica africana”. contada”. um indivíduo, como o representar e do Norte de África que têm vindo os “Cada geração herda- Cekwana é, com o moçambicano como estabelecer um diálogo a partir melhores exemplos de um diálogo a, procurando liber- Panaibra Canda, autor da peça que do que um diz e o outro ouve. Diz francamente exposto sobre os efeitos tar-se desse peso e, hoje à noite, no São Luiz – Teatro Boyzie: “Só ao olharmos para o nosso de uma política de descentralização assim, ‘refrescar’ a Municipal, abre a edição 2012 do corpo como um país, e não tanto um cultural que tem, mas redes de pro- própria história. Alkantara Festival (repete amanhã, país definido por uma fronteira ge- dução e programação europeias, o Não é que África também às 21h). Incomati é o nome ográfica, conseguiremos reescrever seu iceberg mais visível. de um rio “que não sabe que atra- essa história. Nós, como artistas, nós Não colhem já do mesmo modo vessa três países”, diz-nos ele depois como cidadãos, precisamos de co- que há uns anos calendários de pro- de um ensaio. O (des)acordo de que meçar um processo de renegociação gramação com olhares exóticos nem fala o título da peça remete para a dos nossos próprios corpos, entendi- quotas de representação. Os artistas história política de dois desses pa- dos como os verdadeiros herdeiros que chegam este ano ao Alkantara íses, a África do Sul e Moçambique de uma história que vai para lá da pertencem, na sua maioria, a um (o terceiro é o Zimbabwe), e para política.” contexto de produção que é mais um pacto de não-agressão assinado A programação do Alkantara pa- amplo, não conhecendo efectiva- em 1984 mas que ninguém cumpriu rece reflectir isso mesmo. Do lado mente fronteiras, e que, a partir das “porque houve quem achasse que internacional, a par de nomes regu- redes, conseguiram colocar-se acima representava o país, mais do que as lares nas programações anuais dos das definições limitativas da política, suas pessoas”. teatros (Dood Pard, TgStan, Para usar palavras dos dois artistas, Meg Stuart, Anne Teresa de é sobre pessoas e as suas histórias, Keersmaeker) juntam-se ou- “sobre o que lhes pertence e sabem tros. Para além de Panaibra contar” e “os valores que represen- tam individualmente e a que, no con- junto, um a um, se pode dar o nome de um país” que se fará este Alkan- tara. E a frase de Boyzie Cekwana à sua intérprete serve bem como mote para uma edição que até 10 de Junho se estende para lá dos habituais tea- tros (São Luiz, Maria Matos, Cultur- gest, Dona Maria II, Centro Cultural de Belém) para espaços tão diversos como a sala de leitura da Biblioteca Nacional, a Praia das Avencas, em Oeiras, a Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos, a sala do antigo re- feitório do Mosteiro dos Jerónimos e o Museu da Electricidade. As histórias, que terão a assinatura de artistas vindos da Europa (Bélgi- ca, França, Holanda, Alemanha, Áus- tria), mas também de latitudes mais longínquas (Marrocos, Estados Uni- dos da América, Moçambique, África do Sul), serão narradas em mais de 20 espectáculos ambicionando cum- prir aquilo que, no original árabe, http://www.pt.cision.com/O4KPTWebNewLayout/ClientUser/GetClipp…etails.aspx?id=31843a98-0517-4b8e-b980-b5108129ddf8&analises=1 Página 1 de 1