SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
ALIMENTOS – AO LONGO DO TEMPO
PRÉ-HISTÓRIA 
Na pré-história, o homem utilizou, 
tanto plantas ou partes delas, como 
frutos e raízes para se alimentar e 
principalmente com a descoberta do 
fogo e de instrumentos, como 
caçador-coletor, utilizou também 
animais na sua alimentação.
Na época do Paleolítico (Idade da Pedra 
Lascada) a alimentação humana 
baseava-se em frutos, raízes e legumes 
coletados da natureza. Outro alimento 
importante era a carne animal (rica em 
proteínas e gordura). Os homens 
caçavam porcos, mamutes, coelhos, 
veados e outros animais.
Já na época do Neolítico (há 15.000 
anos atrás, aproximadamente) os 
seres humanos passaram a 
desenvolver a domesticação dos 
animais e a agricultura. Embora os 
alimentos fossem os mesmos, agora 
não era mais necessário coletar ou 
caçar. Foi um grande avanço.
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
As mulheres colhiam 
frutos, nozes e raízes para 
complementar a ração 
alimentar.
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
Se alimentavam de peixes
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
Se alimentavam de legumes
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
Se alimentavam de 
raízes
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
Se alimentavam da caça
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
O homem então descobre 
que uma semente 
germinada dá origem a 
uma nova planta que 
serve para alimentá-lo. 
Começa então a semear e 
colher arroz.
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
O homem então descobre que 
uma semente germinada dá 
origem a uma nova planta que 
serve para alimentá-lo. 
Começa então a semear e 
colher cevada.
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
O homem então descobre que 
uma semente germinada dá 
origem a uma nova planta que 
serve para alimentá-lo. 
Começa então a semear e 
colher feijão.
ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA 
O homem então descobre 
que uma semente 
germinada dá origem a 
uma nova planta que 
serve para alimentá-lo. 
Começa então a semear e 
colher trigo.
COZINHA MEDIEVAL -476-1453 
Em uma época em que a fome era comum e as 
hierarquias sociais eram muitas vezes 
brutalmente forçadas, o alimento era um 
importante indicador do status social e o 
consumo de certos alimentos era determinadas 
pela classe social mais rica.
COZINHA MEDIEVAL -476-1453 
O pão era o alimento 
básico, seguido por outros 
alimentos fabricados a 
partir de cereais, como o 
mingau e as massas.
COZINHA MEDIEVAL -476-1453 
A carne era mais 
prestigiosa e mais cara 
que os grãos e que os 
vegetais.
COZINHA MEDIEVAL -476-1453 
Frutas
COZINHA MEDIEVAL -476-1453 
Mel 
Amendôas
COZINHA MEDIEVAL -476-1453 
Apenas o azeite e o vinho 
tinham um valor 
comparável, mas 
permaneceram muito 
mais restritos fora das 
regiões mais quentes 
onde cresciam uvas e 
olivas.
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
Durante a Idade Moderna, a alimentação não 
era muito diversificada, sendo esse fato um 
fruto da escassez de alimentos observada 
durante a Idade Média na Europa feudal. Nesse 
período, a população europeia enfrentou 
terríveis períodos de fome, os quais dizimaram 
uma grande parcela da população.
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
A agricultura e a criação de 
animais se apresentavam 
como as principais atividades 
econômicas europeias da 
Idade Moderna.
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
Durante o curso do período 
moderno, é possível observar 
um aumento no consumo de 
pão e um declínio no consumo 
da carne. Tal fato se explica 
quando observamos a maior 
disponibilidade de terras aptas 
ao cultivo agrícola, 
ocasionando um acréscimo na 
plantação de trigo, ingrediente 
essencial à produção de pão.
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
• As carnes, por exemplo, 
necessitavam de métodos e 
produtos para que pudessem 
suportar a ausência de meios 
de refrigeração, caso contrário 
se estragariam facilmente. As 
especiarias resolveram esse 
problema que atormentava os 
europeus e causava um grande 
estrago de carnes.
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
Dentre os demais 
produtos incorporados à 
mesa do europeu, 
destacamos a batata, o 
chá.
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
Dentre os demais 
produtos incorporados à 
mesa do europeu, 
destacamos o chocolate e 
o café.
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
Dentre os demais produtos 
incorporados à mesa do 
europeu, destacamos o 
açúcar, o chamado "ouro 
branco".
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
"intercâmbio gastronômico" 
ocorrido entre Europa, Ásia, 
Américas e África. Dentre eles, 
podemos citar os seguintes: a 
mandioca, o milho.
ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 
1453-1789 
"intercâmbio gastronômico" 
ocorrido entre Europa, Ásia, 
Américas e África. Dentre eles, 
podemos citar o tomate e a 
pera.
Alimentação na Idade Contemporânea 
1789-.... 
Neste contexto histórico se dá a Revolução 
Francesa, com a presença do Imperador 
Napoleão Bonaparte e o Império Napoleônico 
cuja principal contribuição à gastronomia foi o 
alto prêmio oferecido a quem criasse uma 
técnica que conservasse alimentos por longo 
tempo.
Alimentação na Idade Contemporânea 
1789-.... 
Sua motivação para tanto era a preocupação 
com a boa alimentação de seu exército. Tal ato 
resultou no surgimento da conserva em vidro, 
que evoluiu para os enlatados, dando grande 
impulso à indústria.
Alimentação na Idade Contemporânea 
1789-.... 
• Por muitos séculos, os 
métodos de conservação 
de alimentos se 
limitaram à secagem ao 
sol, à defumação, à 
salgadura e à utilização 
do vinagre e do açúcar. 
Essas técnicas, além de 
implicarem perda do 
sabor original dos 
alimentos, destituíam-nos 
de seu valor 
nutritivo.
Alimentação na Idade Contemporânea 
1789-.... 
Depois da técnica dos 
enlatados veio ainda a técnica 
da pasteurização. Juntas essas 
inovações abriram e 
ampliaram em muito os 
caminhos para a indústria dos 
alimentos.
COZINHA BURGUESA 
O uso de menus começou a 
se difundir pelos 
restaurantes europeus e, 
diferentemente do século 
anterior em que tinham a 
única utilidade de informar 
o que seria servido, nesta 
fase já servia para mostrar 
as opções de pratos 
oferecidos pelo 
estabelecimento.
COZINHA BURGUESA 
• Destaca-se desse 
período a implantação 
do serviço à francesa, 
no qual cada prato é 
servido somente uma 
vez. As cozinhas neste 
momento já contavam 
com fogão de ferro 
fundido e geladeira e o 
fogão a gás já havia sido 
lançado.
COZINHA BURGUESA 
• Os utensílios de cozinha 
que eram feitos de cobre 
passaram a ser feitos de 
alumínio ou metal 
inoxidável, o gás e a 
eletricidade 
possibilitaram o 
funcionamento dos 
fogões, liquidificadores, 
batedeiras e aparelhos de 
conservação de 
alimentos.
INTERNACIONALIZAÇÃODA COZINHA 
Restaurantes começaram a 
oferecer alguns pratos 
regionais, típicos do país onde 
se instalavam; algumas massas 
à moda italiana; alguns pratos 
de carne à inglesa; algum 
prato americano e uma gama 
enorme de opções de pratos 
franceses.
ALIMENTAÇÃO EM MASSA 
As refeições tipo fast food, self 
service e os restaurantes que 
produziam alimentos em 
massa, como as pizzarias, 
começaram a ocupar a 
preferência das pessoas.
BEBIDAS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 2 controle de matérias primas
Aula 2 controle de matérias primasAula 2 controle de matérias primas
Aula 2 controle de matérias primas
Alvaro Galdos
 
Aula 02 criacionismo e evolucionismo
Aula 02  criacionismo e evolucionismoAula 02  criacionismo e evolucionismo
Aula 02 criacionismo e evolucionismo
Fabiana Tonsis
 
A alimentação na Idade Média - Inácia Pratas
A alimentação na Idade Média - Inácia PratasA alimentação na Idade Média - Inácia Pratas
A alimentação na Idade Média - Inácia Pratas
efaparaiso
 
Hábitos alimentares
Hábitos alimentaresHábitos alimentares
Hábitos alimentares
lucia_nunes
 
Periodo paleolitico e neolitico
Periodo paleolitico e neoliticoPeriodo paleolitico e neolitico
Periodo paleolitico e neolitico
Fabiana Tonsis
 
Civilização Maia
Civilização MaiaCivilização Maia
Civilização Maia
eiprofessor
 

Mais procurados (20)

Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
 
Periodo Neolitico
Periodo NeoliticoPeriodo Neolitico
Periodo Neolitico
 
Aula de Preparação de Cardápios.
Aula de Preparação de  Cardápios.Aula de Preparação de  Cardápios.
Aula de Preparação de Cardápios.
 
Civilizacoes dos Grandes Rios
Civilizacoes dos Grandes RiosCivilizacoes dos Grandes Rios
Civilizacoes dos Grandes Rios
 
Aula 2 controle de matérias primas
Aula 2 controle de matérias primasAula 2 controle de matérias primas
Aula 2 controle de matérias primas
 
Aula 02 criacionismo e evolucionismo
Aula 02  criacionismo e evolucionismoAula 02  criacionismo e evolucionismo
Aula 02 criacionismo e evolucionismo
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
 
A origem do homem
A origem do homemA origem do homem
A origem do homem
 
O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
 
História da alimentação Mundial-Trabalho desenvolvido por:Jackson santos & Ma...
História da alimentação Mundial-Trabalho desenvolvido por:Jackson santos & Ma...História da alimentação Mundial-Trabalho desenvolvido por:Jackson santos & Ma...
História da alimentação Mundial-Trabalho desenvolvido por:Jackson santos & Ma...
 
Introducao a gastronomia
Introducao a gastronomiaIntroducao a gastronomia
Introducao a gastronomia
 
A alimentação na Idade Média - Inácia Pratas
A alimentação na Idade Média - Inácia PratasA alimentação na Idade Média - Inácia Pratas
A alimentação na Idade Média - Inácia Pratas
 
Povoamento do América
Povoamento do AméricaPovoamento do América
Povoamento do América
 
Neolítico
NeolíticoNeolítico
Neolítico
 
Divisão dos períodos da História
Divisão dos períodos da HistóriaDivisão dos períodos da História
Divisão dos períodos da História
 
Hábitos alimentares
Hábitos alimentaresHábitos alimentares
Hábitos alimentares
 
Nutrição - Pirâmide Alimentar
Nutrição - Pirâmide AlimentarNutrição - Pirâmide Alimentar
Nutrição - Pirâmide Alimentar
 
Relação Homem-Natureza
Relação Homem-NaturezaRelação Homem-Natureza
Relação Homem-Natureza
 
Periodo paleolitico e neolitico
Periodo paleolitico e neoliticoPeriodo paleolitico e neolitico
Periodo paleolitico e neolitico
 
Civilização Maia
Civilização MaiaCivilização Maia
Civilização Maia
 

Destaque

A alimentação na Idade Média - Madalena Quitério
A alimentação na Idade Média - Madalena QuitérioA alimentação na Idade Média - Madalena Quitério
A alimentação na Idade Média - Madalena Quitério
efaparaiso
 
[Aa] alimentação contemporânea
[Aa] alimentação contemporânea[Aa] alimentação contemporânea
[Aa] alimentação contemporânea
Ione Milhomem
 
A alimentação na Idade Média - Maria Antonieta Narciso
A alimentação na Idade Média - Maria Antonieta NarcisoA alimentação na Idade Média - Maria Antonieta Narciso
A alimentação na Idade Média - Maria Antonieta Narciso
efaparaiso
 
História da conservação dos alimentos
História da conservação dos alimentosHistória da conservação dos alimentos
História da conservação dos alimentos
Remoov
 
A alimentação na Idade Média - Lucinda Luz
A alimentação na Idade Média - Lucinda LuzA alimentação na Idade Média - Lucinda Luz
A alimentação na Idade Média - Lucinda Luz
efaparaiso
 
Dimensões da alimentação saudável
Dimensões da alimentação saudávelDimensões da alimentação saudável
Dimensões da alimentação saudável
nucane
 
A alimentação na idade média em portugal trabalho de grupo 5º história
A alimentação na idade média em portugal   trabalho de grupo 5º históriaA alimentação na idade média em portugal   trabalho de grupo 5º história
A alimentação na idade média em portugal trabalho de grupo 5º história
Ana Paiva
 
2 - Pré-história à idade antiga
2 - Pré-história à idade antiga2 - Pré-história à idade antiga
2 - Pré-história à idade antiga
Marcel Gois
 
Alimentação humana
Alimentação humanaAlimentação humana
Alimentação humana
Edvan Araújo
 
ConservaçãO De Alimentos (Powerpoint)
ConservaçãO De Alimentos (Powerpoint)ConservaçãO De Alimentos (Powerpoint)
ConservaçãO De Alimentos (Powerpoint)
Nuno Correia
 
Tecnicas de conservação de alimentos
Tecnicas de conservação de alimentosTecnicas de conservação de alimentos
Tecnicas de conservação de alimentos
Cátia Magrinho
 

Destaque (19)

A alimentação na Idade Média - Madalena Quitério
A alimentação na Idade Média - Madalena QuitérioA alimentação na Idade Média - Madalena Quitério
A alimentação na Idade Média - Madalena Quitério
 
Culinária na Idade Média
Culinária na Idade MédiaCulinária na Idade Média
Culinária na Idade Média
 
PaleolíTico, NeolíTico AlimentaçãO
PaleolíTico,  NeolíTico  AlimentaçãOPaleolíTico,  NeolíTico  AlimentaçãO
PaleolíTico, NeolíTico AlimentaçãO
 
[Aa] alimentação contemporânea
[Aa] alimentação contemporânea[Aa] alimentação contemporânea
[Aa] alimentação contemporânea
 
A alimentação na Idade Média - Maria Antonieta Narciso
A alimentação na Idade Média - Maria Antonieta NarcisoA alimentação na Idade Média - Maria Antonieta Narciso
A alimentação na Idade Média - Maria Antonieta Narciso
 
História da conservação dos alimentos
História da conservação dos alimentosHistória da conservação dos alimentos
História da conservação dos alimentos
 
Banquete Medieval - Prof.Altair Aguilar.
Banquete Medieval - Prof.Altair Aguilar.Banquete Medieval - Prof.Altair Aguilar.
Banquete Medieval - Prof.Altair Aguilar.
 
Alimentação na idade média Mariana
Alimentação na idade média MarianaAlimentação na idade média Mariana
Alimentação na idade média Mariana
 
A alimentação na Idade Média - Lucinda Luz
A alimentação na Idade Média - Lucinda LuzA alimentação na Idade Média - Lucinda Luz
A alimentação na Idade Média - Lucinda Luz
 
Gastronomia
GastronomiaGastronomia
Gastronomia
 
Antropologia E NutriçAõ
Antropologia E NutriçAõAntropologia E NutriçAõ
Antropologia E NutriçAõ
 
Dimensões da alimentação saudável
Dimensões da alimentação saudávelDimensões da alimentação saudável
Dimensões da alimentação saudável
 
A alimentação na idade média em portugal trabalho de grupo 5º história
A alimentação na idade média em portugal   trabalho de grupo 5º históriaA alimentação na idade média em portugal   trabalho de grupo 5º história
A alimentação na idade média em portugal trabalho de grupo 5º história
 
Banquete grego
Banquete gregoBanquete grego
Banquete grego
 
2 - Pré-história à idade antiga
2 - Pré-história à idade antiga2 - Pré-história à idade antiga
2 - Pré-história à idade antiga
 
Alimentação humana
Alimentação humanaAlimentação humana
Alimentação humana
 
Conservação de alimentos
Conservação de alimentosConservação de alimentos
Conservação de alimentos
 
ConservaçãO De Alimentos (Powerpoint)
ConservaçãO De Alimentos (Powerpoint)ConservaçãO De Alimentos (Powerpoint)
ConservaçãO De Alimentos (Powerpoint)
 
Tecnicas de conservação de alimentos
Tecnicas de conservação de alimentosTecnicas de conservação de alimentos
Tecnicas de conservação de alimentos
 

Semelhante a Alimentos – ao longo do tempo

4. idade moderna
4. idade moderna4. idade moderna
4. idade moderna
TurmaNova
 
Relatorio historia matilde_oliveira
Relatorio historia matilde_oliveiraRelatorio historia matilde_oliveira
Relatorio historia matilde_oliveira
matildeoliveira7a
 
Tema cultura alimentar mundial 1 trabalho desenvolvido por matheus 9a
Tema cultura alimentar mundial 1  trabalho desenvolvido por matheus 9aTema cultura alimentar mundial 1  trabalho desenvolvido por matheus 9a
Tema cultura alimentar mundial 1 trabalho desenvolvido por matheus 9a
Francini Domingues
 
Os descobrimentos portugueses e os hábitos alimentares dos europeus
Os descobrimentos portugueses e os hábitos alimentares dos europeusOs descobrimentos portugueses e os hábitos alimentares dos europeus
Os descobrimentos portugueses e os hábitos alimentares dos europeus
franciscaf
 
Mini manual do pão
Mini manual do pãoMini manual do pão
Mini manual do pão
Maria Rocha
 
Mini manual do pão
Mini manual do pãoMini manual do pão
Mini manual do pão
Maria Rocha
 
Relatório do 1º desafio
Relatório do 1º desafioRelatório do 1º desafio
Relatório do 1º desafio
franciscaf
 

Semelhante a Alimentos – ao longo do tempo (20)

Gastronomia Piauiense.ppt
Gastronomia Piauiense.pptGastronomia Piauiense.ppt
Gastronomia Piauiense.ppt
 
3
33
3
 
4. idade moderna
4. idade moderna4. idade moderna
4. idade moderna
 
Pao
PaoPao
Pao
 
Projeto de Pesquisa: Identidade da Cozinha Cubana.
Projeto de Pesquisa: Identidade da Cozinha Cubana.Projeto de Pesquisa: Identidade da Cozinha Cubana.
Projeto de Pesquisa: Identidade da Cozinha Cubana.
 
Artigo 1 dietetica
Artigo 1 dieteticaArtigo 1 dietetica
Artigo 1 dietetica
 
O surgimento da agricultura e do Estado
O surgimento da agricultura e do EstadoO surgimento da agricultura e do Estado
O surgimento da agricultura e do Estado
 
Relatorio historia matilde_oliveira
Relatorio historia matilde_oliveiraRelatorio historia matilde_oliveira
Relatorio historia matilde_oliveira
 
manual-de-cozinha1
 manual-de-cozinha1 manual-de-cozinha1
manual-de-cozinha1
 
Tema cultura alimentar mundial 1 trabalho desenvolvido por matheus 9a
Tema cultura alimentar mundial 1  trabalho desenvolvido por matheus 9aTema cultura alimentar mundial 1  trabalho desenvolvido por matheus 9a
Tema cultura alimentar mundial 1 trabalho desenvolvido por matheus 9a
 
Tema Cultura Alimentar Mundial Trabalho desenvolvido por : Matheus Mariano 9A
Tema Cultura Alimentar Mundial   Trabalho desenvolvido por : Matheus Mariano 9A Tema Cultura Alimentar Mundial   Trabalho desenvolvido por : Matheus Mariano 9A
Tema Cultura Alimentar Mundial Trabalho desenvolvido por : Matheus Mariano 9A
 
Texto - Quais são as fases da história de alimentos?
Texto -  Quais são as fases da história de alimentos?Texto -  Quais são as fases da história de alimentos?
Texto - Quais são as fases da história de alimentos?
 
Projeto políticas publicas
Projeto políticas publicasProjeto políticas publicas
Projeto políticas publicas
 
Os descobrimentos portugueses e os hábitos alimentares dos europeus
Os descobrimentos portugueses e os hábitos alimentares dos europeusOs descobrimentos portugueses e os hábitos alimentares dos europeus
Os descobrimentos portugueses e os hábitos alimentares dos europeus
 
Mini manual do pão
Mini manual do pãoMini manual do pão
Mini manual do pão
 
Mini manual do pão
Mini manual do pãoMini manual do pão
Mini manual do pão
 
Portfólio horta orgânica
Portfólio horta orgânicaPortfólio horta orgânica
Portfólio horta orgânica
 
Mini História do Pão
Mini História do PãoMini História do Pão
Mini História do Pão
 
cursocozinheiro.doc
cursocozinheiro.doccursocozinheiro.doc
cursocozinheiro.doc
 
Relatório do 1º desafio
Relatório do 1º desafioRelatório do 1º desafio
Relatório do 1º desafio
 

Último

Último (20)

o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 

Alimentos – ao longo do tempo

  • 1. ALIMENTOS – AO LONGO DO TEMPO
  • 2. PRÉ-HISTÓRIA Na pré-história, o homem utilizou, tanto plantas ou partes delas, como frutos e raízes para se alimentar e principalmente com a descoberta do fogo e de instrumentos, como caçador-coletor, utilizou também animais na sua alimentação.
  • 3. Na época do Paleolítico (Idade da Pedra Lascada) a alimentação humana baseava-se em frutos, raízes e legumes coletados da natureza. Outro alimento importante era a carne animal (rica em proteínas e gordura). Os homens caçavam porcos, mamutes, coelhos, veados e outros animais.
  • 4.
  • 5. Já na época do Neolítico (há 15.000 anos atrás, aproximadamente) os seres humanos passaram a desenvolver a domesticação dos animais e a agricultura. Embora os alimentos fossem os mesmos, agora não era mais necessário coletar ou caçar. Foi um grande avanço.
  • 6. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA As mulheres colhiam frutos, nozes e raízes para complementar a ração alimentar.
  • 7. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA Se alimentavam de peixes
  • 8. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA Se alimentavam de legumes
  • 9. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA Se alimentavam de raízes
  • 10. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA Se alimentavam da caça
  • 11. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA O homem então descobre que uma semente germinada dá origem a uma nova planta que serve para alimentá-lo. Começa então a semear e colher arroz.
  • 12. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA O homem então descobre que uma semente germinada dá origem a uma nova planta que serve para alimentá-lo. Começa então a semear e colher cevada.
  • 13. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA O homem então descobre que uma semente germinada dá origem a uma nova planta que serve para alimentá-lo. Começa então a semear e colher feijão.
  • 14. ALIMENTOS NA HISTÓRIA ANTIGA O homem então descobre que uma semente germinada dá origem a uma nova planta que serve para alimentá-lo. Começa então a semear e colher trigo.
  • 15. COZINHA MEDIEVAL -476-1453 Em uma época em que a fome era comum e as hierarquias sociais eram muitas vezes brutalmente forçadas, o alimento era um importante indicador do status social e o consumo de certos alimentos era determinadas pela classe social mais rica.
  • 16. COZINHA MEDIEVAL -476-1453 O pão era o alimento básico, seguido por outros alimentos fabricados a partir de cereais, como o mingau e as massas.
  • 17. COZINHA MEDIEVAL -476-1453 A carne era mais prestigiosa e mais cara que os grãos e que os vegetais.
  • 19. COZINHA MEDIEVAL -476-1453 Mel Amendôas
  • 20. COZINHA MEDIEVAL -476-1453 Apenas o azeite e o vinho tinham um valor comparável, mas permaneceram muito mais restritos fora das regiões mais quentes onde cresciam uvas e olivas.
  • 21. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 Durante a Idade Moderna, a alimentação não era muito diversificada, sendo esse fato um fruto da escassez de alimentos observada durante a Idade Média na Europa feudal. Nesse período, a população europeia enfrentou terríveis períodos de fome, os quais dizimaram uma grande parcela da população.
  • 22. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 A agricultura e a criação de animais se apresentavam como as principais atividades econômicas europeias da Idade Moderna.
  • 23. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 Durante o curso do período moderno, é possível observar um aumento no consumo de pão e um declínio no consumo da carne. Tal fato se explica quando observamos a maior disponibilidade de terras aptas ao cultivo agrícola, ocasionando um acréscimo na plantação de trigo, ingrediente essencial à produção de pão.
  • 24. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 • As carnes, por exemplo, necessitavam de métodos e produtos para que pudessem suportar a ausência de meios de refrigeração, caso contrário se estragariam facilmente. As especiarias resolveram esse problema que atormentava os europeus e causava um grande estrago de carnes.
  • 25. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 Dentre os demais produtos incorporados à mesa do europeu, destacamos a batata, o chá.
  • 26. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 Dentre os demais produtos incorporados à mesa do europeu, destacamos o chocolate e o café.
  • 27. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 Dentre os demais produtos incorporados à mesa do europeu, destacamos o açúcar, o chamado "ouro branco".
  • 28. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 "intercâmbio gastronômico" ocorrido entre Europa, Ásia, Américas e África. Dentre eles, podemos citar os seguintes: a mandioca, o milho.
  • 29. ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA 1453-1789 "intercâmbio gastronômico" ocorrido entre Europa, Ásia, Américas e África. Dentre eles, podemos citar o tomate e a pera.
  • 30. Alimentação na Idade Contemporânea 1789-.... Neste contexto histórico se dá a Revolução Francesa, com a presença do Imperador Napoleão Bonaparte e o Império Napoleônico cuja principal contribuição à gastronomia foi o alto prêmio oferecido a quem criasse uma técnica que conservasse alimentos por longo tempo.
  • 31. Alimentação na Idade Contemporânea 1789-.... Sua motivação para tanto era a preocupação com a boa alimentação de seu exército. Tal ato resultou no surgimento da conserva em vidro, que evoluiu para os enlatados, dando grande impulso à indústria.
  • 32. Alimentação na Idade Contemporânea 1789-.... • Por muitos séculos, os métodos de conservação de alimentos se limitaram à secagem ao sol, à defumação, à salgadura e à utilização do vinagre e do açúcar. Essas técnicas, além de implicarem perda do sabor original dos alimentos, destituíam-nos de seu valor nutritivo.
  • 33. Alimentação na Idade Contemporânea 1789-.... Depois da técnica dos enlatados veio ainda a técnica da pasteurização. Juntas essas inovações abriram e ampliaram em muito os caminhos para a indústria dos alimentos.
  • 34. COZINHA BURGUESA O uso de menus começou a se difundir pelos restaurantes europeus e, diferentemente do século anterior em que tinham a única utilidade de informar o que seria servido, nesta fase já servia para mostrar as opções de pratos oferecidos pelo estabelecimento.
  • 35. COZINHA BURGUESA • Destaca-se desse período a implantação do serviço à francesa, no qual cada prato é servido somente uma vez. As cozinhas neste momento já contavam com fogão de ferro fundido e geladeira e o fogão a gás já havia sido lançado.
  • 36. COZINHA BURGUESA • Os utensílios de cozinha que eram feitos de cobre passaram a ser feitos de alumínio ou metal inoxidável, o gás e a eletricidade possibilitaram o funcionamento dos fogões, liquidificadores, batedeiras e aparelhos de conservação de alimentos.
  • 37. INTERNACIONALIZAÇÃODA COZINHA Restaurantes começaram a oferecer alguns pratos regionais, típicos do país onde se instalavam; algumas massas à moda italiana; alguns pratos de carne à inglesa; algum prato americano e uma gama enorme de opções de pratos franceses.
  • 38. ALIMENTAÇÃO EM MASSA As refeições tipo fast food, self service e os restaurantes que produziam alimentos em massa, como as pizzarias, começaram a ocupar a preferência das pessoas.