SlideShare uma empresa Scribd logo
Immunologia Curso de Análises Clinicas Aula Teórica Nº 11 Tolerância: Alergia, Autoimunidade, Transplantes
Tolerância Delecção clonal Induzida durante a maturação celular por auto-antigénio ubiquitários Induzida na periferia por antigénios muito abundantes Inactivação clonal (anergização) Induzida na periferia por antigénios muito abundantes
Delecção clonal As células T Formam-se no timo, mas a maioria morre,  não chegando à periferia 98% das células morrem not imo sem induzirem quer inflamação,  quer aumento do tamanho do timo (os macrófagos timicos  fagocitam os timócitos apoptóticos) Timo de ratinho 1-2 x 10 8  timócitos 5 x 10 7 /dia 2 x 10 6 /dia
Porquê indução de tolerância na periferia? Proteínas ubíquas são expressas no timo Células T específicas para estes antigénios são delectadas no timo Proteínas específicas de outros órgãos não são expressas no timo Não há delecção clonal para células T reactivas com estes antigénios Estas células têm que ser anergizadas na periferia
Indução de tolerância na periferia
Indução de tolerância na periferia
Células auto-reactivas? Existem células auto-reactivas em todos os indivíduos Poucos auto-antigénios são potencialmente funcionais [] alta para activar celulas T [] baixa para não induzir anergia/delecção Expresso fora das zona imunologicamente privilegiadas Olho, SNS, barreira placentária
A tolerância em situações patológicas Hipersensibilidade e alergia Doenças Autoimunes Transplantes
Hipersensibilidade / Alergia
Hipersensibilidade Tipo I
Fase imediata e tardia numa reacção de hipersensibilid. tipo I: a asma como modelo
 
Hipersensibilidade Tipo II
Hipersensibilidade Tipo III
Hipersensibilidade Tipo IV
Doenças Autoimunes
Indução de autoimunidade Libertação de antigénios sequestrados “ Imitação” molecular Expressão inapropriada de MHC-II Activação policlonal B inespecifica
Eventos na indução de autoimunidade
Tratamento de doenças autoimunes Supressão inespecifica do S.I. Corticoesteroides; azatioprina; ciclofosfamida Ciclosporina A, FK506 (inibem apenas celulas T activadas) Timectomia Plasmaferese (beñeficio de curta duração) Terapias experimentais Vacinação com células T autoreactivas “fixadas” Bloqueio do MHC com péptidos Só péptido Péptido + MHC solúvel Indução de tolerância com antigénios orais  Terapia com anticorpos monoclonais
Terapia com anticorpos monoclonais
Transplantes
HLA matching
Mecanismos de rejeição de enxerto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resposta inata e adquirida para alunos
Resposta inata e adquirida para alunosResposta inata e adquirida para alunos
Resposta inata e adquirida para alunos
Gildo Crispim
 
Introdução à imunologia
Introdução à imunologiaIntrodução à imunologia
Introdução à imunologia
Messias Miranda
 
Aula de Inflamacao
Aula de InflamacaoAula de Inflamacao
Aula de Inflamacao
Raimundo Tostes
 
Estrutura e funções dos anticorpos para alunos
Estrutura e funções dos anticorpos para alunosEstrutura e funções dos anticorpos para alunos
Estrutura e funções dos anticorpos para alunos
Gildo Crispim
 
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em ImunologiaICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
Ricardo Portela
 
Patologia geral
Patologia geralPatologia geral
Patologia geral
Gildo Crispim
 
Hipersensibilidade
HipersensibilidadeHipersensibilidade
Hipersensibilidade
Kelton Silva Sena
 
ICSA17 - Hipersensibilidades
ICSA17 - HipersensibilidadesICSA17 - Hipersensibilidades
ICSA17 - Hipersensibilidades
Ricardo Portela
 
Imunologia microbiologia
Imunologia   microbiologiaImunologia   microbiologia
Imunologia microbiologia
Crismontalvao
 
Conceitos de Sistema Imune
Conceitos de Sistema ImuneConceitos de Sistema Imune
Conceitos de Sistema Imune
Lys Duarte
 
Lesões celulares
Lesões celulares Lesões celulares
Lesões celulares
Karen Costa
 
Slide imuno
Slide imunoSlide imuno
Slide imuno
Lucas Almeida Sá
 
Antígeno Anticorpo
Antígeno AnticorpoAntígeno Anticorpo
Antígeno Anticorpo
LABIMUNO UFBA
 
3. celulas e orgaos do sist imune
3. celulas e orgaos do sist imune3. celulas e orgaos do sist imune
3. celulas e orgaos do sist imune
FAMENE 2018.2b
 
Anticorpos Função
Anticorpos FunçãoAnticorpos Função
Anticorpos Função
LABIMUNO UFBA
 
Introdução e divisões da patologia
Introdução e divisões da patologiaIntrodução e divisões da patologia
Introdução e divisões da patologia
Eduardo Crisóstomo
 
ICSA17 - Autoimunidade
ICSA17 - Autoimunidade ICSA17 - Autoimunidade
ICSA17 - Autoimunidade
Ricardo Portela
 
Introdução à citologia
Introdução à citologiaIntrodução à citologia
Introdução à citologia
Caio Maximino
 
ICSA17 - Tolerância
ICSA17 - TolerânciaICSA17 - Tolerância
ICSA17 - Tolerância
Ricardo Portela
 
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDFICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
Ricardo Portela
 

Mais procurados (20)

Resposta inata e adquirida para alunos
Resposta inata e adquirida para alunosResposta inata e adquirida para alunos
Resposta inata e adquirida para alunos
 
Introdução à imunologia
Introdução à imunologiaIntrodução à imunologia
Introdução à imunologia
 
Aula de Inflamacao
Aula de InflamacaoAula de Inflamacao
Aula de Inflamacao
 
Estrutura e funções dos anticorpos para alunos
Estrutura e funções dos anticorpos para alunosEstrutura e funções dos anticorpos para alunos
Estrutura e funções dos anticorpos para alunos
 
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em ImunologiaICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
 
Patologia geral
Patologia geralPatologia geral
Patologia geral
 
Hipersensibilidade
HipersensibilidadeHipersensibilidade
Hipersensibilidade
 
ICSA17 - Hipersensibilidades
ICSA17 - HipersensibilidadesICSA17 - Hipersensibilidades
ICSA17 - Hipersensibilidades
 
Imunologia microbiologia
Imunologia   microbiologiaImunologia   microbiologia
Imunologia microbiologia
 
Conceitos de Sistema Imune
Conceitos de Sistema ImuneConceitos de Sistema Imune
Conceitos de Sistema Imune
 
Lesões celulares
Lesões celulares Lesões celulares
Lesões celulares
 
Slide imuno
Slide imunoSlide imuno
Slide imuno
 
Antígeno Anticorpo
Antígeno AnticorpoAntígeno Anticorpo
Antígeno Anticorpo
 
3. celulas e orgaos do sist imune
3. celulas e orgaos do sist imune3. celulas e orgaos do sist imune
3. celulas e orgaos do sist imune
 
Anticorpos Função
Anticorpos FunçãoAnticorpos Função
Anticorpos Função
 
Introdução e divisões da patologia
Introdução e divisões da patologiaIntrodução e divisões da patologia
Introdução e divisões da patologia
 
ICSA17 - Autoimunidade
ICSA17 - Autoimunidade ICSA17 - Autoimunidade
ICSA17 - Autoimunidade
 
Introdução à citologia
Introdução à citologiaIntrodução à citologia
Introdução à citologia
 
ICSA17 - Tolerância
ICSA17 - TolerânciaICSA17 - Tolerância
ICSA17 - Tolerância
 
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDFICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
 

Destaque

Co infecção humana pelo plasmódio e o vírus da hepatite b - aspectos clínicos...
Co infecção humana pelo plasmódio e o vírus da hepatite b - aspectos clínicos...Co infecção humana pelo plasmódio e o vírus da hepatite b - aspectos clínicos...
Co infecção humana pelo plasmódio e o vírus da hepatite b - aspectos clínicos...
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
Sistema Endócrino
Sistema EndócrinoSistema Endócrino
Sistema Endócrino
Gabriel Messias
 
Ufp 2011.05.10 imunologia hpv
Ufp 2011.05.10 imunologia hpvUfp 2011.05.10 imunologia hpv
Ufp 2011.05.10 imunologia hpv
Hugo Sousa
 
Gota Úrica
Gota ÚricaGota Úrica
Gota Úrica
filipejose
 
Ler dort
Ler dort Ler dort
Ler dort
Ana Hollanders
 
HPV
HPVHPV
HPV
tvf
 
Aula 9 Biomec Musculos E Ossos Parte 2
Aula 9  Biomec Musculos E Ossos Parte 2Aula 9  Biomec Musculos E Ossos Parte 2
Aula 9 Biomec Musculos E Ossos Parte 2
Felipe P Carpes - Universidade Federal do Pampa
 
Slide ler/dort
Slide ler/dortSlide ler/dort
Slide ler/dort
Fabio Ferreira
 

Destaque (8)

Co infecção humana pelo plasmódio e o vírus da hepatite b - aspectos clínicos...
Co infecção humana pelo plasmódio e o vírus da hepatite b - aspectos clínicos...Co infecção humana pelo plasmódio e o vírus da hepatite b - aspectos clínicos...
Co infecção humana pelo plasmódio e o vírus da hepatite b - aspectos clínicos...
 
Sistema Endócrino
Sistema EndócrinoSistema Endócrino
Sistema Endócrino
 
Ufp 2011.05.10 imunologia hpv
Ufp 2011.05.10 imunologia hpvUfp 2011.05.10 imunologia hpv
Ufp 2011.05.10 imunologia hpv
 
Gota Úrica
Gota ÚricaGota Úrica
Gota Úrica
 
Ler dort
Ler dort Ler dort
Ler dort
 
HPV
HPVHPV
HPV
 
Aula 9 Biomec Musculos E Ossos Parte 2
Aula 9  Biomec Musculos E Ossos Parte 2Aula 9  Biomec Musculos E Ossos Parte 2
Aula 9 Biomec Musculos E Ossos Parte 2
 
Slide ler/dort
Slide ler/dortSlide ler/dort
Slide ler/dort
 

Semelhante a Alergias, Auto Imunidade, Transplantes

.Apresentação 12º sistema imunitário
.Apresentação 12º sistema imunitário.Apresentação 12º sistema imunitário
.Apresentação 12º sistema imunitário
Cidalia Aguiar
 
Tolerância
TolerânciaTolerância
Tolerância
LABIMUNO UFBA
 
Hipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo IHipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo I
LABIMUNO UFBA
 
Hipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo IHipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo I
LABIMUNO UFBA
 
Imunosenescencia Aula Danuza Esquenazi
Imunosenescencia   Aula   Danuza EsquenaziImunosenescencia   Aula   Danuza Esquenazi
Imunosenescencia Aula Danuza Esquenazi
agemais
 
Diabetes tipo I e a hipersensibilidade tipo IV
Diabetes tipo I e a hipersensibilidade tipo IVDiabetes tipo I e a hipersensibilidade tipo IV
Diabetes tipo I e a hipersensibilidade tipo IV
Marina Sousa
 
Tolerância Imunológica e autoimunidade
Tolerância Imunológica e autoimunidadeTolerância Imunológica e autoimunidade
Tolerância Imunológica e autoimunidade
MariliaLayse
 
Reações de hipersensibilidade_
Reações de hipersensibilidade_Reações de hipersensibilidade_
Reações de hipersensibilidade_
Alice Castro
 
respostaainfeces-140205214133-phpapp01.pptx
respostaainfeces-140205214133-phpapp01.pptxrespostaainfeces-140205214133-phpapp01.pptx
respostaainfeces-140205214133-phpapp01.pptx
Laborat. de Biofísica e Radiobiologia / Biologia Molecular
 
1 power-point 12º sistema imunitário-doenças e desequilíbrios [modo de compat...
1 power-point 12º sistema imunitário-doenças e desequilíbrios [modo de compat...1 power-point 12º sistema imunitário-doenças e desequilíbrios [modo de compat...
1 power-point 12º sistema imunitário-doenças e desequilíbrios [modo de compat...
Cidalia Aguiar
 
32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
Leonor Vaz Pereira
 
Imunossenescência
Imunossenescência Imunossenescência
Imunossenescência
Thalita Maciel de Melo
 
Aula #11 Autoimunidade odont 2018 StoA.pptx
Aula #11 Autoimunidade odont 2018 StoA.pptxAula #11 Autoimunidade odont 2018 StoA.pptx
Aula #11 Autoimunidade odont 2018 StoA.pptx
CIBELLEPONCIMARQUESL
 
Tolerância imunológica
Tolerância imunológicaTolerância imunológica
Tolerância imunológica
Larissa Ramalho
 
LINHA DE DEFESA.pptx
LINHA DE DEFESA.pptxLINHA DE DEFESA.pptx
LINHA DE DEFESA.pptx
VanessaFroes3
 
16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T
guest08fb138a
 
Imunodeficiência Congénita 12º
Imunodeficiência Congénita 12ºImunodeficiência Congénita 12º
Imunodeficiência Congénita 12º
João Pereira
 
Citocinas
CitocinasCitocinas
Citocinas
anadeiva
 
Alergias
AlergiasAlergias
Alergias
araujo94
 
Distúrbios de hipersensibilidades.......
Distúrbios de hipersensibilidades.......Distúrbios de hipersensibilidades.......
Distúrbios de hipersensibilidades.......
CarolLima702690
 

Semelhante a Alergias, Auto Imunidade, Transplantes (20)

.Apresentação 12º sistema imunitário
.Apresentação 12º sistema imunitário.Apresentação 12º sistema imunitário
.Apresentação 12º sistema imunitário
 
Tolerância
TolerânciaTolerância
Tolerância
 
Hipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo IHipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo I
 
Hipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo IHipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo I
 
Imunosenescencia Aula Danuza Esquenazi
Imunosenescencia   Aula   Danuza EsquenaziImunosenescencia   Aula   Danuza Esquenazi
Imunosenescencia Aula Danuza Esquenazi
 
Diabetes tipo I e a hipersensibilidade tipo IV
Diabetes tipo I e a hipersensibilidade tipo IVDiabetes tipo I e a hipersensibilidade tipo IV
Diabetes tipo I e a hipersensibilidade tipo IV
 
Tolerância Imunológica e autoimunidade
Tolerância Imunológica e autoimunidadeTolerância Imunológica e autoimunidade
Tolerância Imunológica e autoimunidade
 
Reações de hipersensibilidade_
Reações de hipersensibilidade_Reações de hipersensibilidade_
Reações de hipersensibilidade_
 
respostaainfeces-140205214133-phpapp01.pptx
respostaainfeces-140205214133-phpapp01.pptxrespostaainfeces-140205214133-phpapp01.pptx
respostaainfeces-140205214133-phpapp01.pptx
 
1 power-point 12º sistema imunitário-doenças e desequilíbrios [modo de compat...
1 power-point 12º sistema imunitário-doenças e desequilíbrios [modo de compat...1 power-point 12º sistema imunitário-doenças e desequilíbrios [modo de compat...
1 power-point 12º sistema imunitário-doenças e desequilíbrios [modo de compat...
 
32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
 
Imunossenescência
Imunossenescência Imunossenescência
Imunossenescência
 
Aula #11 Autoimunidade odont 2018 StoA.pptx
Aula #11 Autoimunidade odont 2018 StoA.pptxAula #11 Autoimunidade odont 2018 StoA.pptx
Aula #11 Autoimunidade odont 2018 StoA.pptx
 
Tolerância imunológica
Tolerância imunológicaTolerância imunológica
Tolerância imunológica
 
LINHA DE DEFESA.pptx
LINHA DE DEFESA.pptxLINHA DE DEFESA.pptx
LINHA DE DEFESA.pptx
 
16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T
 
Imunodeficiência Congénita 12º
Imunodeficiência Congénita 12ºImunodeficiência Congénita 12º
Imunodeficiência Congénita 12º
 
Citocinas
CitocinasCitocinas
Citocinas
 
Alergias
AlergiasAlergias
Alergias
 
Distúrbios de hipersensibilidades.......
Distúrbios de hipersensibilidades.......Distúrbios de hipersensibilidades.......
Distúrbios de hipersensibilidades.......
 

Mais de Kelton Silva Sena

Tabaquismo
TabaquismoTabaquismo
Tabaquismo
Kelton Silva Sena
 
Prevalencia De Enteroparasitas
Prevalencia De EnteroparasitasPrevalencia De Enteroparasitas
Prevalencia De Enteroparasitas
Kelton Silva Sena
 
Introducao à Biotecnologia I
Introducao à Biotecnologia IIntroducao à Biotecnologia I
Introducao à Biotecnologia I
Kelton Silva Sena
 
Vetores De Clonagem Para Eucariotos
Vetores De Clonagem Para EucariotosVetores De Clonagem Para Eucariotos
Vetores De Clonagem Para Eucariotos
Kelton Silva Sena
 
Repteis
RepteisRepteis
Patogenicidade Bacteriana
Patogenicidade BacterianaPatogenicidade Bacteriana
Patogenicidade Bacteriana
Kelton Silva Sena
 
Controle De Microorganismos
Controle De MicroorganismosControle De Microorganismos
Controle De Microorganismos
Kelton Silva Sena
 
Doença de Chagas
Doença de ChagasDoença de Chagas
Doença de Chagas
Kelton Silva Sena
 
MALARIA: AMAPA x SANTA CATARINA
MALARIA: AMAPA x SANTA CATARINAMALARIA: AMAPA x SANTA CATARINA
MALARIA: AMAPA x SANTA CATARINA
Kelton Silva Sena
 
Zonas Zoogeograficas Mundiais
Zonas Zoogeograficas MundiaisZonas Zoogeograficas Mundiais
Zonas Zoogeograficas Mundiais
Kelton Silva Sena
 
Ética e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos TransgenicosÉtica e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos Transgenicos
Kelton Silva Sena
 
Zonas FitogeográFicas Mundiais
Zonas FitogeográFicas MundiaisZonas FitogeográFicas Mundiais
Zonas FitogeográFicas Mundiais
Kelton Silva Sena
 
Biogeografia - Plantas Em Extinção
Biogeografia - Plantas Em ExtinçãoBiogeografia - Plantas Em Extinção
Biogeografia - Plantas Em Extinção
Kelton Silva Sena
 
Biogeografia - A extinção
Biogeografia - A extinçãoBiogeografia - A extinção
Biogeografia - A extinção
Kelton Silva Sena
 

Mais de Kelton Silva Sena (14)

Tabaquismo
TabaquismoTabaquismo
Tabaquismo
 
Prevalencia De Enteroparasitas
Prevalencia De EnteroparasitasPrevalencia De Enteroparasitas
Prevalencia De Enteroparasitas
 
Introducao à Biotecnologia I
Introducao à Biotecnologia IIntroducao à Biotecnologia I
Introducao à Biotecnologia I
 
Vetores De Clonagem Para Eucariotos
Vetores De Clonagem Para EucariotosVetores De Clonagem Para Eucariotos
Vetores De Clonagem Para Eucariotos
 
Repteis
RepteisRepteis
Repteis
 
Patogenicidade Bacteriana
Patogenicidade BacterianaPatogenicidade Bacteriana
Patogenicidade Bacteriana
 
Controle De Microorganismos
Controle De MicroorganismosControle De Microorganismos
Controle De Microorganismos
 
Doença de Chagas
Doença de ChagasDoença de Chagas
Doença de Chagas
 
MALARIA: AMAPA x SANTA CATARINA
MALARIA: AMAPA x SANTA CATARINAMALARIA: AMAPA x SANTA CATARINA
MALARIA: AMAPA x SANTA CATARINA
 
Zonas Zoogeograficas Mundiais
Zonas Zoogeograficas MundiaisZonas Zoogeograficas Mundiais
Zonas Zoogeograficas Mundiais
 
Ética e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos TransgenicosÉtica e Alimentos Transgenicos
Ética e Alimentos Transgenicos
 
Zonas FitogeográFicas Mundiais
Zonas FitogeográFicas MundiaisZonas FitogeográFicas Mundiais
Zonas FitogeográFicas Mundiais
 
Biogeografia - Plantas Em Extinção
Biogeografia - Plantas Em ExtinçãoBiogeografia - Plantas Em Extinção
Biogeografia - Plantas Em Extinção
 
Biogeografia - A extinção
Biogeografia - A extinçãoBiogeografia - A extinção
Biogeografia - A extinção
 

Alergias, Auto Imunidade, Transplantes

  • 1. Immunologia Curso de Análises Clinicas Aula Teórica Nº 11 Tolerância: Alergia, Autoimunidade, Transplantes
  • 2. Tolerância Delecção clonal Induzida durante a maturação celular por auto-antigénio ubiquitários Induzida na periferia por antigénios muito abundantes Inactivação clonal (anergização) Induzida na periferia por antigénios muito abundantes
  • 3. Delecção clonal As células T Formam-se no timo, mas a maioria morre, não chegando à periferia 98% das células morrem not imo sem induzirem quer inflamação, quer aumento do tamanho do timo (os macrófagos timicos fagocitam os timócitos apoptóticos) Timo de ratinho 1-2 x 10 8 timócitos 5 x 10 7 /dia 2 x 10 6 /dia
  • 4. Porquê indução de tolerância na periferia? Proteínas ubíquas são expressas no timo Células T específicas para estes antigénios são delectadas no timo Proteínas específicas de outros órgãos não são expressas no timo Não há delecção clonal para células T reactivas com estes antigénios Estas células têm que ser anergizadas na periferia
  • 7. Células auto-reactivas? Existem células auto-reactivas em todos os indivíduos Poucos auto-antigénios são potencialmente funcionais [] alta para activar celulas T [] baixa para não induzir anergia/delecção Expresso fora das zona imunologicamente privilegiadas Olho, SNS, barreira placentária
  • 8. A tolerância em situações patológicas Hipersensibilidade e alergia Doenças Autoimunes Transplantes
  • 11. Fase imediata e tardia numa reacção de hipersensibilid. tipo I: a asma como modelo
  • 12.  
  • 17. Indução de autoimunidade Libertação de antigénios sequestrados “ Imitação” molecular Expressão inapropriada de MHC-II Activação policlonal B inespecifica
  • 18. Eventos na indução de autoimunidade
  • 19. Tratamento de doenças autoimunes Supressão inespecifica do S.I. Corticoesteroides; azatioprina; ciclofosfamida Ciclosporina A, FK506 (inibem apenas celulas T activadas) Timectomia Plasmaferese (beñeficio de curta duração) Terapias experimentais Vacinação com células T autoreactivas “fixadas” Bloqueio do MHC com péptidos Só péptido Péptido + MHC solúvel Indução de tolerância com antigénios orais Terapia com anticorpos monoclonais
  • 20. Terapia com anticorpos monoclonais