SlideShare uma empresa Scribd logo
AGRISSÊNIOR
NOTICIAS
Pasquim informativo e virtual.
Opiniões, humor e mensagens
EDITORES: Luiz Ferreira da Silva
(luizferreira1937@gmail.com) e
Jefferson Dias (jffercarlos@gmail.com)
Edição 632 – ANO XIV Nº 03 – 08 de agosto de 2017
NOVO LIVRO DO ALCOFORADO
Sinopse
Este livro tem por objetivo diagnosticar a
economia brasileira e oferecer respostas para
a questão do crescimento e do
desenvolvimento econômico e social nas
condições atuais do Brasil, levando em conta:
1) a evolução da economia brasileira ao longo
da história e, em especial, no período recente;
2) a identificação dos principais fatores
responsáveis pela crise atual da economia
brasileira; e 3) a proposição de modelos de
desenvolvimento que permitam promover o
progresso político, econômico e social do
País, assegurar sua soberania na quadra
atual de globalização e elevar os níveis de
emprego e renda de sua população.
____________
Editora: EDITORA CRV
Aquisição: www.editoracrv.com.br
Edição: em papel e em e-book
OU SE É MACHO OU SE É FÊMEA.
Luiz Ferreira da Silva, 80.
Estamos vivendo uma nova onda Ser homem
é ser machão e não deve ter sentimentos e
personalidade diferentes da mulher.
Não pode externar um fenótipo que é
comandado por seu genoma, que lhe fornece
atributos inerentes à sua formatação orgânica,
inclusive expressada na força e no
pragmatismo.
A mulher, pela mesma razão, emana
características, não menos nobres, mas
contrastantes daquele. E essa diferença é que
a faz adorável e adorada.
Mas, eis que recentemente surge a questão
de gêneros como uma bandeira que mexe
com toda a sociedade, provocando acirrados
debates, incluindo reivindicações judiciais,
religiosas e políticas.
A NATUREZA (com letras maiúsculas) definiu
para a sua própria sobrevivência, apenas dois
sexos: masculino e feminino. Isso é
inquestionável. Até nas plantas isso é
verdadeiro.
Agora, preferência sexual é outra coisa. Há
homens que gostam de mulheres; outros de
homens e até os que gostam tanto de homens
quanto de mulheres. Da mesma forma, há
mulheres que gostam de homens e outras de
mulheres. Mas continuam sendo homem ou
mulher, pois não há mutilação e nem
hormônios que produzam um terceiro sexo.
E os (as) que tentam se apossar da outra
“carteira de identidade” sofrem
consequências, inclusive psíquicas, pois
ninguém ficará impune ao contrariar as leis da
NATUREZA..
Vejamos. De repente uma pessoa de sexo
feminino opta em ser um homem. Toma
hormônios, tira os seios, cria barba e se veste
a caráter. Só que a se ver desnuda ante ao
espelho, cai toda a máscara - continua uma
menina. Não passa de um falso homem. O
inverso é a mesma coisa. Ele se mutila,
invagina o pênis e não consegue mudar de
sexo, pois internamente carece dos órgãos
femininos.
Adicionalmente, muitas mulheres
heterossexuais, sobretudo as atrizes, modelos
e socialites, propugnam uma nova onda de
procriação. Nada de dependência masculina,
mas uma produção independente usando a
tecnologia da inseminação artificial, sem
saber quem é o gameta masculino.
Pode até ser moderno, “prafrentex” e coisa de
mulher guerreira, como enaltece a mídia
televisiva. Só que há um detalhe: - contraia o
sentimento mais nobre da vida humana, que é
a geração através do amor. Ter um filho
qualquer um é capaz, mas um fruto do amor,
base para a construção de uma família,
compartilhada a dois, é bem diferente.
Neste diapasão, obriga-nos a aplaudir -
engolir sem regurgitar - o que os gays e
lésbicas acham ser o certo, desde o
casamento homossexual à adoção, não se
podendo contraditar. Aceitar é uma coisa;
concordar é outra. .
Como a Sociedade não gosta de assumir a
sua responsabilidade omite-se e prefere
deixar rolar estimulando esse embate
infrutífero relacionado ao gênero, quando a
NATUREZA – repito - sabiamente nos orienta
com clareza essa questão. Contextualizando,
vale lembrar Tim Maia – “Só não vale dançar
homem com homem e nem mulher com
mulher” (Maceió, Al, 02 de agosto de 2017).
MATAS CILIARES E SUA NECESSIDADE PARA CONSERVAR OS
RECURSOS HÍDRICOS
Você sabia que a floresta desempenha um
papel fundamental na produção e proteção da
água? A cobertura vegetal encontrada
próxima aos rios, córregos, nascentes, lagos
e represas é chamada, tecnicamente, de Mata
Ciliar, ela recebe esse nome por lembrar os
cílios dos olhos e assim como ele, por ter a
função de proteger contra impurezas.
Em um local onde há presença de floresta, o
solo fica protegido, evitando processos como
erosão e assoreamento de rios. Esse é um
dos serviços ambientais (ou serviços
ecossistêmicos) que a natureza nos oferece,
gratuitamente.
Com o terreno exposto, acontece o
“descolamento” de camadas superiores do
solo até o interior de rios e córregos, o que
compromete a qualidade da água e a
capacidade de armazenamento dos
reservatórios. Assim, além do assoreamento,
o solo não consegue absorver a água da
chuva nos lençóis freáticos. Isso sem contar
no aumento do esforço em torno do
tratamento da água antes de chegar até as
residências.
Benefícios garantidos pelas matas ciliares
Filtragem de resíduos evitando a poluição dos
cursos d’água;
Proteção contra o assoreamento de rios e
córregos;
Conservação do solo;
Equilíbrio do clima;
Melhoria da qualidade do ar, água e solo.
Mata ciliar e sua relação com a crise
hídrica do Sistema Cantareira
Para aprofundar um pouco mais na
importância das matas ciliares propomos uma
reflexão que envolve o momento delicado
vivido na região sudeste de São Paulo – a
crise hídrica. Descartando as questões
políticas que envolvem esse polêmico
assunto, existe um ainda pouco explorado – a
situação das florestas que “protegem” os
cursos d´água que compõem esse que é um
dos maiores complexos de abastecimento do
mundo.
Diagnósticos do IPÊ – Instituto de Pesquisas
Ecológicas, com imagens de satélite de alta
resolução, mostram que cerca de 60% das
áreas que deveriam, por lei, ter floresta nativa
da Mata Atlântica (Áreas de Proteção
Permanente), estão sendo utilizadas de
maneira inadequada. Cerca de 50% estão
ocupadas por pasto degradado e 11% por
eucalipto. Desta forma, as condições
ecológicas necessárias para a produção e
manutenção dos recursos hídricos ficam
reduzidas e problemas como erosão e
assoreamento são cada vez mais graves.
Para se ter uma ideia da dimensão da
situação, entre os anos de 2011 e 2014
registrou-se 25% menos chuva sobre a região
do Cantareira em relação à média histórica.
Mas o volume de água nos reservatórios caiu
cerca de 120% neste mesmo período, o que
mostra uma forte dependência da água da
chuva sobre as represas para garantir a
quantidade. Por outro lado, o solo que deveria
contribuir no processo de armazenamento de
água nos lençóis freáticos fica comprometido
pela falta de cobertura florestal, que é
fundamental na infiltração mais lenta e limpa
da água da chuva no solo.
Bons exemplos no Brasil e no mundo para
conservação das matas ciliares e os
recursos hídricos
Nova York (EUA) - Os desafios em torno da
água não é “privilégio” dos paulistanos, a
maior metrópole americana, Nova York,
enfrentou sérios períodos de seca, nos
últimos 100 anos. Aprendeu como solucionar
o problema e hoje é referência no tema.
A cidade investiu em um sistema de
abastecimento, adquirindo terrenos em áreas
de mananciais, cerca de 170 quilômetros de
distância do centro, e plantou árvores na beira
de córregos e rios. A área preservada já
equivale à metade do município do Rio de
Janeiro.
Dessa forma Nova York percebeu que
preservar as nascentes é mais inteligente e
barato do que limpar a água – a cidade
economizou cerca de US$ 10 bilhões em
construção de estação de tratamento e
filtragem da água, conservando as áreas
“produtoras” de água com cobertura vegetal.
Extrema (MG) – Em 2005 o município mineiro
se tornou referência no País por regulamentar
a primeira iniciativa de Pagamento por
Serviços Ambientais (PSA). São apoios
financeiros aos proprietários rurais que se
comprometem a cumprir metas de
conservação ambiental.
O Projeto Conservador das Águas, como a
iniciativa é chamada, propõe: aumento da
cobertura vegetal em bacias hidrográfica;
redução de sedimentação em propriedades
rurais; difusão do conceito de manejo
adequado do solo, da vegetação e da água;
incentivar financeiramente os “guardiões da
água”.
Como posso ajudar a conservar as matas
ciliares e a água?
Além de repensar a forma como utilizamos a
água, avaliando se ela deve ir para o ralo ou
pode ser reaproveitada em alguma outra
atividade, é possível contribuir na fonte. O IPÊ
vai lançar em breve uma campanha para
arrecadar recursos para o viveiro de mudas
da Mata Atlântica, que são plantadas para a
proteção e produção da água.
_______________
Fontes: IPÊ – Instituo de Pesquisas
Ecológicas, Organizações das Nações
Unidas, Projeto Conservador das Águas,
Secretaria do Meio Ambiente e Recurso
Hídricos (Paraná).
O ATOR
Érico Veríssimo
O Homem chega em casa, abre a porta e é
recebido pela mulher e os filhos, alegremente.
Distribui beijos entre todos, pergunta o que há
para jantar e dirige-se para o seu quarto. Vai
tomar banho, trocar de roupa e preparar-se
para algumas horas de sossego na frente da
televisão antes de dormir. Quando está
abrindo a porta do seu quarto ouve uma voz
que grita:
- Corta!
O homem olha em volta, atônito. Descobre
que sua casa não é sua casa, é um cenário.
Vem alguém e tira o jornal e a pasta das suas
mãos. Uma mulher vem ver se a sua
maquiagem está bem e põe um pouco de pó
em seu nariz. Aproxima-se um homem com
um script na mão dizendo que ele errou uma
das falas na hora de beijar as crianças.
- O que é isso? – pergunta o homem. – Quem
são vocês? O que estão fazendo dentro da
minha casa? Que luzes são essas?
O que, enlouqueceu? – pergunta o diretor. –
Vamos ter que repetir a cena. Eu sei que você
está cansado, mas...
Estou cansado, sim senhor. Quero tomar meu
banho e botar meu pijama. Saiam da minha
casa. Não sei quem são vocês, mas saiam
todos! Saiam!
O diretor fica de boca aberta. Toda a equipe
fica em silêncio, olhando para o ator.
Finalmente o diretor levanta a mão e diz:
- Tudo bem, pessoal. Deve ser estafa. Vamos
parar um pouquinho e ...
- Estava coisa nenhuma! Estou na minha
casa, com a minha... A minha família! O que
vocês fizeram com ela? Minha mulher! Os
meus filhos!
O homem sai correndo entre os fios e os
refletores, à procura da família. O diretor e um
assistente tentam segurá-lo. E, então, ouve-
se uma voz que grita:
- Corta!
Aproxima-se outro homem com um script na
mão. O homem descobre que o cenário, na
verdade, é um cenário. O homem com um
script na mão diz:
- Está bom, mas acho que você precisa ser
mais convincente.
- Que- quem é você?
- Como, quem sou eu? Eu sou o diretor.
Vamos refazer esta cena. Você tem que
transmitir melhor o desespero do
personagem. Ele chega em casa e descobre
que sua casa não é uma casa, é um cenário.
Descobre que está no meio de um filme. Não
entende nada.
- Não entendo...
- Fica desconcertado. Não sabe se
enlouqueceu ou não.
- Eu devo estar louco. Isto não pode estar
acontecendo. Onde está minha mulher? Os
meus filhos? A minha casa?
- Assim está melhor. Mas espere até
começarmos a rodar. Volte para sua marca.
Atenção, luzes...
- Mas que marca? Eu não sou personagem
nenhum. Eu sou eu! Ninguém me dirige. Eu
estou na minha própria casa, dizendo as
minhas próprias falas...
- Boa, boa. Você está fugindo um pouco do
script, mas está bom.
- Que script? Não tem script nenhum. Eu digo
o que quiser. Isto não é filme. E mais, se é um
filme, é uma porcaria de filme. Isto é
simbolismo ultrapassado. Essa de que o
mundo é um palco, que tudo foi
predeterminado, que não somos mais do que
atores... Porcaria!
- Boa, boa. Está convincente. Mas espere
começar a filmar. Atenção...
O homem agarra o diretor pela frente da
camisa.
- Você não vai filmar nada! Está ouvindo?
Nada! Saia da minha casa.
O diretor tenta livrar-se. Os dois rolam pelo
chão. Nisto ouve-se uma voz que grita:
- Corta!
A POESIA DA SEMANA
O LAÇO DE FITA
Castro Alves
Não sabes, criança? 'Stou louco de amores...
Prendi meus afetos, formosa Pepita.
Mas onde? No templo, no espaço, nas
névoas?!
Não rias, prendi-me
Num laço de fita.
Na selva sombria de tuas madeixas,
Nos negros cabelos da moça bonita,
Fingindo a serpente qu'enlaça a folhagem,
Formoso enroscava-se
O laço de fita.
Meu ser, que voava nas luzes da festa,
Qual pássaro bravo, que os ares agita,
Eu vi de repente cativo, submisso
Rolar prisioneiro
Num laço de fita.
E agora enleada na tênue cadeia
Debalde minh'alma se embate, se irrita...
O braço, que rompe cadeias de ferro,
Não quebra teus elos,
Ó laço de fita!
Meu Deus ! As falenas têm asas de opala,
Os astros se libram na plaga infinita.
Os anjos repousam nas penas brilhantes...
Mas tu... tens por asas
Um laço de fita.
Há pouco voavas na célere valsa,
Na valsa que anseia, que estua e palpita.
Por que é que tremeste? Não eram meus
lábios...
Beijava-te apenas...
Teu laço de fita.
Mas ai! findo o baile, despindo os adornos
N'alcova onde a vela ciosa... crepita,
Talvez da cadeia libertes as tranças
Mas eu... fico preso
No laço de fita.
Pois bem! Quando um dia na sombra do vale
Abrirem-me a cova... formosa Pepital
Ao menos arranca meus louros da fronte,
E dá-me por c'roa...
Teu laço de fita.
A PIADA DA SEMANA
João e Maria eram casados. Um dia Maria
saiu de casa e voltou umas 3 da manhã. João
começou a mexer nas coisas de Maria e
encontrou um colar de diamantes.
- Maria o que é isso?
- Ganhei no bingo.
João não quis acreditar mas engoliu a
desculpa. No outro dia Maria chegou tarde e
novamente com uma jóia, João voltou a
perguntar onde tinha conseguido.
- É minha semana de sorte, respondeu Maria.
João ficou indignado. Mais indignado ficava
quando ela chegava a cada dia com uma jóia
e falava que havia ganho no bingo. Um dia
Maria estava tomando banho para ir ao bingo
e acabou a água.
- João trás água pra eu acabar de tomar
banho.
João veio com a água em um copo e entregou
para ela que retrucou:
- Mas como eu vou me lavar só com um
copinho d'água?
João respondeu:
- Lava só a cartela!!!
Piadas: http://www.piadas.com.br/
oOo
Acessar:
www.r2cpress.com.br
www.facebook.com.br/agrisseniores.57

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatisticaTrabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatistica
Monique Mazarin
 
Lixo Zero: Conjuntura Ambiental e Desafios em São José dos Campos
Lixo Zero: Conjuntura Ambiental e Desafios em São José dos CamposLixo Zero: Conjuntura Ambiental e Desafios em São José dos Campos
Lixo Zero: Conjuntura Ambiental e Desafios em São José dos Campos
REDERESÍDUO
 
A importância da recuperação de áreas ciliares
A importância da recuperação de áreas ciliares A importância da recuperação de áreas ciliares
A importância da recuperação de áreas ciliares
Murilo Nasser Pinheiro
 
Informativo insp 67
Informativo insp   67Informativo insp   67
Informativo insp 67
Douglas Siqueira
 
Você sabia
Você sabiaVocê sabia
Você sabia
Amanda Selivon
 
Minicurso áreas degradadas mata ciliar
Minicurso áreas degradadas mata ciliarMinicurso áreas degradadas mata ciliar
Minicurso áreas degradadas mata ciliar
Sebastião Nascimento
 
Captação de água em debate
Captação de água em debateCaptação de água em debate
Captação de água em debate
MarcosGuilhermeRCaet
 
Ciencias os principais tipos de agua e sua distribuicao na terra
Ciencias   os principais tipos de agua e sua distribuicao na terraCiencias   os principais tipos de agua e sua distribuicao na terra
Ciencias os principais tipos de agua e sua distribuicao na terra
Gustavo Soares
 
Informativo insp 20
Informativo insp   20Informativo insp   20
Informativo insp 20
Douglas Siqueira
 
Informativo insp 60
Informativo insp   60Informativo insp   60
Informativo insp 60
Douglas Siqueira
 
Nascentes do Brasil – Proteção e recuperação de nascentes e áreas de recarga ...
Nascentes do Brasil – Proteção e recuperação de nascentes e áreas de recarga ...Nascentes do Brasil – Proteção e recuperação de nascentes e áreas de recarga ...
Nascentes do Brasil – Proteção e recuperação de nascentes e áreas de recarga ...
ambev
 
Informativo insp 11
Informativo insp   11Informativo insp   11
Informativo insp 11
Douglas Siqueira
 
Informativo insp 63
Informativo insp   63Informativo insp   63
Informativo insp 63
Douglas Siqueira
 
Mata ciliar
Mata ciliarMata ciliar
Mata ciliar
Bruno Marchi
 
Barragens/Oficio Copaiba para gaema
Barragens/Oficio Copaiba para gaemaBarragens/Oficio Copaiba para gaema
Barragens/Oficio Copaiba para gaema
resgate cambui ong
 
Proposta de redação 2015
Proposta de redação 2015Proposta de redação 2015
Proposta de redação 2015
Irene Sena
 
Simuladão 2013 mat.
Simuladão 2013   mat.Simuladão 2013   mat.
Simuladão 2013 mat.
smece4e5
 
Informativo insp 47
Informativo insp   47Informativo insp   47
Informativo insp 47
Douglas Siqueira
 
Florestas e biodiversidade araribá 2012
Florestas e biodiversidade araribá 2012Florestas e biodiversidade araribá 2012
Florestas e biodiversidade araribá 2012
mariofflorestal
 

Mais procurados (19)

Trabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatisticaTrabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatistica
 
Lixo Zero: Conjuntura Ambiental e Desafios em São José dos Campos
Lixo Zero: Conjuntura Ambiental e Desafios em São José dos CamposLixo Zero: Conjuntura Ambiental e Desafios em São José dos Campos
Lixo Zero: Conjuntura Ambiental e Desafios em São José dos Campos
 
A importância da recuperação de áreas ciliares
A importância da recuperação de áreas ciliares A importância da recuperação de áreas ciliares
A importância da recuperação de áreas ciliares
 
Informativo insp 67
Informativo insp   67Informativo insp   67
Informativo insp 67
 
Você sabia
Você sabiaVocê sabia
Você sabia
 
Minicurso áreas degradadas mata ciliar
Minicurso áreas degradadas mata ciliarMinicurso áreas degradadas mata ciliar
Minicurso áreas degradadas mata ciliar
 
Captação de água em debate
Captação de água em debateCaptação de água em debate
Captação de água em debate
 
Ciencias os principais tipos de agua e sua distribuicao na terra
Ciencias   os principais tipos de agua e sua distribuicao na terraCiencias   os principais tipos de agua e sua distribuicao na terra
Ciencias os principais tipos de agua e sua distribuicao na terra
 
Informativo insp 20
Informativo insp   20Informativo insp   20
Informativo insp 20
 
Informativo insp 60
Informativo insp   60Informativo insp   60
Informativo insp 60
 
Nascentes do Brasil – Proteção e recuperação de nascentes e áreas de recarga ...
Nascentes do Brasil – Proteção e recuperação de nascentes e áreas de recarga ...Nascentes do Brasil – Proteção e recuperação de nascentes e áreas de recarga ...
Nascentes do Brasil – Proteção e recuperação de nascentes e áreas de recarga ...
 
Informativo insp 11
Informativo insp   11Informativo insp   11
Informativo insp 11
 
Informativo insp 63
Informativo insp   63Informativo insp   63
Informativo insp 63
 
Mata ciliar
Mata ciliarMata ciliar
Mata ciliar
 
Barragens/Oficio Copaiba para gaema
Barragens/Oficio Copaiba para gaemaBarragens/Oficio Copaiba para gaema
Barragens/Oficio Copaiba para gaema
 
Proposta de redação 2015
Proposta de redação 2015Proposta de redação 2015
Proposta de redação 2015
 
Simuladão 2013 mat.
Simuladão 2013   mat.Simuladão 2013   mat.
Simuladão 2013 mat.
 
Informativo insp 47
Informativo insp   47Informativo insp   47
Informativo insp 47
 
Florestas e biodiversidade araribá 2012
Florestas e biodiversidade araribá 2012Florestas e biodiversidade araribá 2012
Florestas e biodiversidade araribá 2012
 

Semelhante a AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017

Cuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambienteCuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambiente
Acrópole - História & Educação
 
Preservar o meio ambiente é preservar a vida
Preservar o meio ambiente é preservar a vidaPreservar o meio ambiente é preservar a vida
Preservar o meio ambiente é preservar a vida
drxato
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
Abiezer Ridzel
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
Abiezer Ridzel
 
DESENVOLVIMENTO SUSTETÁVEL EM RORAIMA
DESENVOLVIMENTO SUSTETÁVEL EM RORAIMADESENVOLVIMENTO SUSTETÁVEL EM RORAIMA
DESENVOLVIMENTO SUSTETÁVEL EM RORAIMA
Ezequias Guimaraes
 
áGua e saneamento básico 5 ano
áGua e saneamento básico 5 anoáGua e saneamento básico 5 ano
áGua e saneamento básico 5 ano
Luizinha Marçal
 
Cartilha-Educacao-Ambiental-para-a-Conservacao-de-Nascentes.pdf
Cartilha-Educacao-Ambiental-para-a-Conservacao-de-Nascentes.pdfCartilha-Educacao-Ambiental-para-a-Conservacao-de-Nascentes.pdf
Cartilha-Educacao-Ambiental-para-a-Conservacao-de-Nascentes.pdf
wvisvaldo
 
Problemas ambientais que envolvem água
Problemas ambientais que envolvem águaProblemas ambientais que envolvem água
Problemas ambientais que envolvem água
Dayane Almeida
 
POAMS (Apresentação)
POAMS (Apresentação)POAMS (Apresentação)
POAMS (Apresentação)
Luiz Guilherme Leite Artuzi
 
1 4909307155888210207
1 49093071558882102071 4909307155888210207
1 4909307155888210207
Professora sonhadora
 
A água do Planeta
A água do PlanetaA água do Planeta
A água do Planeta
Ana Keizy
 
Trabalho isa janaina e kaka alterado apresentar
Trabalho isa janaina e kaka alterado apresentarTrabalho isa janaina e kaka alterado apresentar
Trabalho isa janaina e kaka alterado apresentar
JOSE JULIARDO SOARES MONTE
 
Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)
Romualdo Caetano Barros
 
Água
ÁguaÁgua
áGua que nasce na fonte
áGua que nasce na fonteáGua que nasce na fonte
áGua que nasce na fonte
Lidiane Menezes
 
Slide cf 2017 (1)
Slide cf 2017 (1)Slide cf 2017 (1)
Slide cf 2017 (1)
Samuel Elanio
 
Campanha da Fraternidade 2017 - Formação
Campanha da Fraternidade 2017 - FormaçãoCampanha da Fraternidade 2017 - Formação
Campanha da Fraternidade 2017 - Formação
Rodrigo F Menegatti
 
Carta Escrita No Ano 2070
Carta Escrita No Ano 2070Carta Escrita No Ano 2070
Carta Escrita No Ano 2070
eambiental
 
Enchentes em Petrópolis
Enchentes em PetrópolisEnchentes em Petrópolis
Enchentes em Petrópolis
linda_ines
 
A paisagem natural brasileira e a questão ambiental.ppt
A paisagem natural brasileira e a questão ambiental.pptA paisagem natural brasileira e a questão ambiental.ppt
A paisagem natural brasileira e a questão ambiental.ppt
JefersonVianaBorges
 

Semelhante a AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017 (20)

Cuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambienteCuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambiente
 
Preservar o meio ambiente é preservar a vida
Preservar o meio ambiente é preservar a vidaPreservar o meio ambiente é preservar a vida
Preservar o meio ambiente é preservar a vida
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
DESENVOLVIMENTO SUSTETÁVEL EM RORAIMA
DESENVOLVIMENTO SUSTETÁVEL EM RORAIMADESENVOLVIMENTO SUSTETÁVEL EM RORAIMA
DESENVOLVIMENTO SUSTETÁVEL EM RORAIMA
 
áGua e saneamento básico 5 ano
áGua e saneamento básico 5 anoáGua e saneamento básico 5 ano
áGua e saneamento básico 5 ano
 
Cartilha-Educacao-Ambiental-para-a-Conservacao-de-Nascentes.pdf
Cartilha-Educacao-Ambiental-para-a-Conservacao-de-Nascentes.pdfCartilha-Educacao-Ambiental-para-a-Conservacao-de-Nascentes.pdf
Cartilha-Educacao-Ambiental-para-a-Conservacao-de-Nascentes.pdf
 
Problemas ambientais que envolvem água
Problemas ambientais que envolvem águaProblemas ambientais que envolvem água
Problemas ambientais que envolvem água
 
POAMS (Apresentação)
POAMS (Apresentação)POAMS (Apresentação)
POAMS (Apresentação)
 
1 4909307155888210207
1 49093071558882102071 4909307155888210207
1 4909307155888210207
 
A água do Planeta
A água do PlanetaA água do Planeta
A água do Planeta
 
Trabalho isa janaina e kaka alterado apresentar
Trabalho isa janaina e kaka alterado apresentarTrabalho isa janaina e kaka alterado apresentar
Trabalho isa janaina e kaka alterado apresentar
 
Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)
 
Água
ÁguaÁgua
Água
 
áGua que nasce na fonte
áGua que nasce na fonteáGua que nasce na fonte
áGua que nasce na fonte
 
Slide cf 2017 (1)
Slide cf 2017 (1)Slide cf 2017 (1)
Slide cf 2017 (1)
 
Campanha da Fraternidade 2017 - Formação
Campanha da Fraternidade 2017 - FormaçãoCampanha da Fraternidade 2017 - Formação
Campanha da Fraternidade 2017 - Formação
 
Carta Escrita No Ano 2070
Carta Escrita No Ano 2070Carta Escrita No Ano 2070
Carta Escrita No Ano 2070
 
Enchentes em Petrópolis
Enchentes em PetrópolisEnchentes em Petrópolis
Enchentes em Petrópolis
 
A paisagem natural brasileira e a questão ambiental.ppt
A paisagem natural brasileira e a questão ambiental.pptA paisagem natural brasileira e a questão ambiental.ppt
A paisagem natural brasileira e a questão ambiental.ppt
 

Mais de Roberto Rabat Chame

AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 635 an 29 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 635 an 29 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 635 an 29 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 635 an 29 agosto_2017
Roberto Rabat Chame
 
Caso SAMU - médico plantão - Dr Marcus Pinto
Caso SAMU - médico plantão - Dr Marcus PintoCaso SAMU - médico plantão - Dr Marcus Pinto
Caso SAMU - médico plantão - Dr Marcus Pinto
Roberto Rabat Chame
 
Simpósio Espírita 25º em Juazeiro
Simpósio Espírita 25º em JuazeiroSimpósio Espírita 25º em Juazeiro
Simpósio Espírita 25º em Juazeiro
Roberto Rabat Chame
 
BAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão Ordinária
BAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão OrdináriaBAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão Ordinária
BAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão Ordinária
Roberto Rabat Chame
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - 634 an 22 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - 634 an 22 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - 634 an 22 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - 634 an 22 agosto_2017
Roberto Rabat Chame
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 633 an 15 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 633 an 15 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 633 an 15 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 633 an 15 agosto_2017
Roberto Rabat Chame
 
Projeto de Lei Câmara Dia do Maçom
Projeto de Lei Câmara Dia do MaçomProjeto de Lei Câmara Dia do Maçom
Projeto de Lei Câmara Dia do Maçom
Roberto Rabat Chame
 
Manifesto CGTB
Manifesto CGTBManifesto CGTB
Manifesto CGTB
Roberto Rabat Chame
 
DETRAN-BAHIA _ Notificação Suspensão do Direito de Dirigir
DETRAN-BAHIA _ Notificação Suspensão do Direito de DirigirDETRAN-BAHIA _ Notificação Suspensão do Direito de Dirigir
DETRAN-BAHIA _ Notificação Suspensão do Direito de Dirigir
Roberto Rabat Chame
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº631 an 01 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº631 an 01 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº631 an 01 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº631 an 01 agosto_2017
Roberto Rabat Chame
 
37 CIPM
37 CIPM37 CIPM
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 630 an 25 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 630 an 25 julho_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 630 an 25 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 630 an 25 julho_2017
Roberto Rabat Chame
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 629 an 18 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 629 an 18 julho_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 629 an 18 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 629 an 18 julho_2017
Roberto Rabat Chame
 
Hospital são josé nota de esclarecimento em 11.07.2017
Hospital são josé   nota de esclarecimento em 11.07.2017Hospital são josé   nota de esclarecimento em 11.07.2017
Hospital são josé nota de esclarecimento em 11.07.2017
Roberto Rabat Chame
 
SALVADOR / 37ªCIPM Queda de criminalidade
SALVADOR / 37ªCIPM Queda de criminalidadeSALVADOR / 37ªCIPM Queda de criminalidade
SALVADOR / 37ªCIPM Queda de criminalidade
Roberto Rabat Chame
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 628 an 11 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 628 an 11 julho_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 628 an 11 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 628 an 11 julho_2017
Roberto Rabat Chame
 
Governador da bahia lanca programa bahia produtiva na ceplac
Governador da bahia lanca programa bahia produtiva na ceplacGovernador da bahia lanca programa bahia produtiva na ceplac
Governador da bahia lanca programa bahia produtiva na ceplac
Roberto Rabat Chame
 
O Dois de Julho
O Dois de JulhoO Dois de Julho
O Dois de Julho
Roberto Rabat Chame
 
Baile da Saudade / Loja Maçônica Segredo, Força e União de Juazeiro Ba
Baile da Saudade /  Loja Maçônica Segredo, Força e União de Juazeiro BaBaile da Saudade /  Loja Maçônica Segredo, Força e União de Juazeiro Ba
Baile da Saudade / Loja Maçônica Segredo, Força e União de Juazeiro Ba
Roberto Rabat Chame
 
Release e programação da corrida do fogo 2017
Release e programação da corrida do fogo 2017Release e programação da corrida do fogo 2017
Release e programação da corrida do fogo 2017
Roberto Rabat Chame
 

Mais de Roberto Rabat Chame (20)

AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 635 an 29 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 635 an 29 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 635 an 29 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 635 an 29 agosto_2017
 
Caso SAMU - médico plantão - Dr Marcus Pinto
Caso SAMU - médico plantão - Dr Marcus PintoCaso SAMU - médico plantão - Dr Marcus Pinto
Caso SAMU - médico plantão - Dr Marcus Pinto
 
Simpósio Espírita 25º em Juazeiro
Simpósio Espírita 25º em JuazeiroSimpósio Espírita 25º em Juazeiro
Simpósio Espírita 25º em Juazeiro
 
BAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão Ordinária
BAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão OrdináriaBAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão Ordinária
BAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão Ordinária
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - 634 an 22 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - 634 an 22 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - 634 an 22 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - 634 an 22 agosto_2017
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 633 an 15 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 633 an 15 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 633 an 15 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 633 an 15 agosto_2017
 
Projeto de Lei Câmara Dia do Maçom
Projeto de Lei Câmara Dia do MaçomProjeto de Lei Câmara Dia do Maçom
Projeto de Lei Câmara Dia do Maçom
 
Manifesto CGTB
Manifesto CGTBManifesto CGTB
Manifesto CGTB
 
DETRAN-BAHIA _ Notificação Suspensão do Direito de Dirigir
DETRAN-BAHIA _ Notificação Suspensão do Direito de DirigirDETRAN-BAHIA _ Notificação Suspensão do Direito de Dirigir
DETRAN-BAHIA _ Notificação Suspensão do Direito de Dirigir
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº631 an 01 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº631 an 01 agosto_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº631 an 01 agosto_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº631 an 01 agosto_2017
 
37 CIPM
37 CIPM37 CIPM
37 CIPM
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 630 an 25 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 630 an 25 julho_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 630 an 25 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 630 an 25 julho_2017
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 629 an 18 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 629 an 18 julho_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 629 an 18 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 629 an 18 julho_2017
 
Hospital são josé nota de esclarecimento em 11.07.2017
Hospital são josé   nota de esclarecimento em 11.07.2017Hospital são josé   nota de esclarecimento em 11.07.2017
Hospital são josé nota de esclarecimento em 11.07.2017
 
SALVADOR / 37ªCIPM Queda de criminalidade
SALVADOR / 37ªCIPM Queda de criminalidadeSALVADOR / 37ªCIPM Queda de criminalidade
SALVADOR / 37ªCIPM Queda de criminalidade
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 628 an 11 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 628 an 11 julho_2017AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 628 an 11 julho_2017
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 628 an 11 julho_2017
 
Governador da bahia lanca programa bahia produtiva na ceplac
Governador da bahia lanca programa bahia produtiva na ceplacGovernador da bahia lanca programa bahia produtiva na ceplac
Governador da bahia lanca programa bahia produtiva na ceplac
 
O Dois de Julho
O Dois de JulhoO Dois de Julho
O Dois de Julho
 
Baile da Saudade / Loja Maçônica Segredo, Força e União de Juazeiro Ba
Baile da Saudade /  Loja Maçônica Segredo, Força e União de Juazeiro BaBaile da Saudade /  Loja Maçônica Segredo, Força e União de Juazeiro Ba
Baile da Saudade / Loja Maçônica Segredo, Força e União de Juazeiro Ba
 
Release e programação da corrida do fogo 2017
Release e programação da corrida do fogo 2017Release e programação da corrida do fogo 2017
Release e programação da corrida do fogo 2017
 

AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 632 an 08 agosto_2017

  • 1. AGRISSÊNIOR NOTICIAS Pasquim informativo e virtual. Opiniões, humor e mensagens EDITORES: Luiz Ferreira da Silva (luizferreira1937@gmail.com) e Jefferson Dias (jffercarlos@gmail.com) Edição 632 – ANO XIV Nº 03 – 08 de agosto de 2017 NOVO LIVRO DO ALCOFORADO Sinopse Este livro tem por objetivo diagnosticar a economia brasileira e oferecer respostas para a questão do crescimento e do desenvolvimento econômico e social nas condições atuais do Brasil, levando em conta: 1) a evolução da economia brasileira ao longo da história e, em especial, no período recente; 2) a identificação dos principais fatores responsáveis pela crise atual da economia brasileira; e 3) a proposição de modelos de desenvolvimento que permitam promover o progresso político, econômico e social do País, assegurar sua soberania na quadra atual de globalização e elevar os níveis de emprego e renda de sua população. ____________ Editora: EDITORA CRV Aquisição: www.editoracrv.com.br Edição: em papel e em e-book OU SE É MACHO OU SE É FÊMEA. Luiz Ferreira da Silva, 80. Estamos vivendo uma nova onda Ser homem é ser machão e não deve ter sentimentos e personalidade diferentes da mulher. Não pode externar um fenótipo que é comandado por seu genoma, que lhe fornece atributos inerentes à sua formatação orgânica, inclusive expressada na força e no pragmatismo. A mulher, pela mesma razão, emana características, não menos nobres, mas contrastantes daquele. E essa diferença é que a faz adorável e adorada. Mas, eis que recentemente surge a questão de gêneros como uma bandeira que mexe com toda a sociedade, provocando acirrados debates, incluindo reivindicações judiciais, religiosas e políticas. A NATUREZA (com letras maiúsculas) definiu para a sua própria sobrevivência, apenas dois sexos: masculino e feminino. Isso é
  • 2. inquestionável. Até nas plantas isso é verdadeiro. Agora, preferência sexual é outra coisa. Há homens que gostam de mulheres; outros de homens e até os que gostam tanto de homens quanto de mulheres. Da mesma forma, há mulheres que gostam de homens e outras de mulheres. Mas continuam sendo homem ou mulher, pois não há mutilação e nem hormônios que produzam um terceiro sexo. E os (as) que tentam se apossar da outra “carteira de identidade” sofrem consequências, inclusive psíquicas, pois ninguém ficará impune ao contrariar as leis da NATUREZA.. Vejamos. De repente uma pessoa de sexo feminino opta em ser um homem. Toma hormônios, tira os seios, cria barba e se veste a caráter. Só que a se ver desnuda ante ao espelho, cai toda a máscara - continua uma menina. Não passa de um falso homem. O inverso é a mesma coisa. Ele se mutila, invagina o pênis e não consegue mudar de sexo, pois internamente carece dos órgãos femininos. Adicionalmente, muitas mulheres heterossexuais, sobretudo as atrizes, modelos e socialites, propugnam uma nova onda de procriação. Nada de dependência masculina, mas uma produção independente usando a tecnologia da inseminação artificial, sem saber quem é o gameta masculino. Pode até ser moderno, “prafrentex” e coisa de mulher guerreira, como enaltece a mídia televisiva. Só que há um detalhe: - contraia o sentimento mais nobre da vida humana, que é a geração através do amor. Ter um filho qualquer um é capaz, mas um fruto do amor, base para a construção de uma família, compartilhada a dois, é bem diferente. Neste diapasão, obriga-nos a aplaudir - engolir sem regurgitar - o que os gays e lésbicas acham ser o certo, desde o casamento homossexual à adoção, não se podendo contraditar. Aceitar é uma coisa; concordar é outra. . Como a Sociedade não gosta de assumir a sua responsabilidade omite-se e prefere deixar rolar estimulando esse embate infrutífero relacionado ao gênero, quando a NATUREZA – repito - sabiamente nos orienta com clareza essa questão. Contextualizando, vale lembrar Tim Maia – “Só não vale dançar homem com homem e nem mulher com mulher” (Maceió, Al, 02 de agosto de 2017). MATAS CILIARES E SUA NECESSIDADE PARA CONSERVAR OS RECURSOS HÍDRICOS Você sabia que a floresta desempenha um papel fundamental na produção e proteção da água? A cobertura vegetal encontrada próxima aos rios, córregos, nascentes, lagos e represas é chamada, tecnicamente, de Mata Ciliar, ela recebe esse nome por lembrar os cílios dos olhos e assim como ele, por ter a função de proteger contra impurezas. Em um local onde há presença de floresta, o solo fica protegido, evitando processos como erosão e assoreamento de rios. Esse é um dos serviços ambientais (ou serviços ecossistêmicos) que a natureza nos oferece, gratuitamente. Com o terreno exposto, acontece o “descolamento” de camadas superiores do solo até o interior de rios e córregos, o que compromete a qualidade da água e a capacidade de armazenamento dos reservatórios. Assim, além do assoreamento, o solo não consegue absorver a água da chuva nos lençóis freáticos. Isso sem contar no aumento do esforço em torno do tratamento da água antes de chegar até as residências.
  • 3. Benefícios garantidos pelas matas ciliares Filtragem de resíduos evitando a poluição dos cursos d’água; Proteção contra o assoreamento de rios e córregos; Conservação do solo; Equilíbrio do clima; Melhoria da qualidade do ar, água e solo. Mata ciliar e sua relação com a crise hídrica do Sistema Cantareira Para aprofundar um pouco mais na importância das matas ciliares propomos uma reflexão que envolve o momento delicado vivido na região sudeste de São Paulo – a crise hídrica. Descartando as questões políticas que envolvem esse polêmico assunto, existe um ainda pouco explorado – a situação das florestas que “protegem” os cursos d´água que compõem esse que é um dos maiores complexos de abastecimento do mundo. Diagnósticos do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas, com imagens de satélite de alta resolução, mostram que cerca de 60% das áreas que deveriam, por lei, ter floresta nativa da Mata Atlântica (Áreas de Proteção Permanente), estão sendo utilizadas de maneira inadequada. Cerca de 50% estão ocupadas por pasto degradado e 11% por eucalipto. Desta forma, as condições ecológicas necessárias para a produção e manutenção dos recursos hídricos ficam reduzidas e problemas como erosão e assoreamento são cada vez mais graves. Para se ter uma ideia da dimensão da situação, entre os anos de 2011 e 2014 registrou-se 25% menos chuva sobre a região do Cantareira em relação à média histórica. Mas o volume de água nos reservatórios caiu cerca de 120% neste mesmo período, o que mostra uma forte dependência da água da chuva sobre as represas para garantir a quantidade. Por outro lado, o solo que deveria contribuir no processo de armazenamento de água nos lençóis freáticos fica comprometido pela falta de cobertura florestal, que é fundamental na infiltração mais lenta e limpa da água da chuva no solo. Bons exemplos no Brasil e no mundo para conservação das matas ciliares e os recursos hídricos Nova York (EUA) - Os desafios em torno da água não é “privilégio” dos paulistanos, a maior metrópole americana, Nova York, enfrentou sérios períodos de seca, nos últimos 100 anos. Aprendeu como solucionar o problema e hoje é referência no tema. A cidade investiu em um sistema de abastecimento, adquirindo terrenos em áreas de mananciais, cerca de 170 quilômetros de distância do centro, e plantou árvores na beira de córregos e rios. A área preservada já equivale à metade do município do Rio de Janeiro. Dessa forma Nova York percebeu que preservar as nascentes é mais inteligente e barato do que limpar a água – a cidade economizou cerca de US$ 10 bilhões em construção de estação de tratamento e filtragem da água, conservando as áreas “produtoras” de água com cobertura vegetal. Extrema (MG) – Em 2005 o município mineiro se tornou referência no País por regulamentar a primeira iniciativa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA). São apoios financeiros aos proprietários rurais que se comprometem a cumprir metas de conservação ambiental. O Projeto Conservador das Águas, como a iniciativa é chamada, propõe: aumento da cobertura vegetal em bacias hidrográfica; redução de sedimentação em propriedades rurais; difusão do conceito de manejo adequado do solo, da vegetação e da água; incentivar financeiramente os “guardiões da água”. Como posso ajudar a conservar as matas ciliares e a água? Além de repensar a forma como utilizamos a água, avaliando se ela deve ir para o ralo ou pode ser reaproveitada em alguma outra atividade, é possível contribuir na fonte. O IPÊ vai lançar em breve uma campanha para arrecadar recursos para o viveiro de mudas da Mata Atlântica, que são plantadas para a proteção e produção da água. _______________ Fontes: IPÊ – Instituo de Pesquisas Ecológicas, Organizações das Nações Unidas, Projeto Conservador das Águas, Secretaria do Meio Ambiente e Recurso Hídricos (Paraná).
  • 4. O ATOR Érico Veríssimo O Homem chega em casa, abre a porta e é recebido pela mulher e os filhos, alegremente. Distribui beijos entre todos, pergunta o que há para jantar e dirige-se para o seu quarto. Vai tomar banho, trocar de roupa e preparar-se para algumas horas de sossego na frente da televisão antes de dormir. Quando está abrindo a porta do seu quarto ouve uma voz que grita: - Corta! O homem olha em volta, atônito. Descobre que sua casa não é sua casa, é um cenário. Vem alguém e tira o jornal e a pasta das suas mãos. Uma mulher vem ver se a sua maquiagem está bem e põe um pouco de pó em seu nariz. Aproxima-se um homem com um script na mão dizendo que ele errou uma das falas na hora de beijar as crianças. - O que é isso? – pergunta o homem. – Quem são vocês? O que estão fazendo dentro da minha casa? Que luzes são essas? O que, enlouqueceu? – pergunta o diretor. – Vamos ter que repetir a cena. Eu sei que você está cansado, mas... Estou cansado, sim senhor. Quero tomar meu banho e botar meu pijama. Saiam da minha casa. Não sei quem são vocês, mas saiam todos! Saiam! O diretor fica de boca aberta. Toda a equipe fica em silêncio, olhando para o ator. Finalmente o diretor levanta a mão e diz: - Tudo bem, pessoal. Deve ser estafa. Vamos parar um pouquinho e ... - Estava coisa nenhuma! Estou na minha casa, com a minha... A minha família! O que vocês fizeram com ela? Minha mulher! Os meus filhos! O homem sai correndo entre os fios e os refletores, à procura da família. O diretor e um assistente tentam segurá-lo. E, então, ouve- se uma voz que grita: - Corta! Aproxima-se outro homem com um script na mão. O homem descobre que o cenário, na verdade, é um cenário. O homem com um script na mão diz: - Está bom, mas acho que você precisa ser mais convincente. - Que- quem é você? - Como, quem sou eu? Eu sou o diretor. Vamos refazer esta cena. Você tem que transmitir melhor o desespero do personagem. Ele chega em casa e descobre que sua casa não é uma casa, é um cenário. Descobre que está no meio de um filme. Não entende nada. - Não entendo... - Fica desconcertado. Não sabe se enlouqueceu ou não. - Eu devo estar louco. Isto não pode estar acontecendo. Onde está minha mulher? Os meus filhos? A minha casa? - Assim está melhor. Mas espere até começarmos a rodar. Volte para sua marca. Atenção, luzes... - Mas que marca? Eu não sou personagem nenhum. Eu sou eu! Ninguém me dirige. Eu estou na minha própria casa, dizendo as minhas próprias falas... - Boa, boa. Você está fugindo um pouco do script, mas está bom. - Que script? Não tem script nenhum. Eu digo o que quiser. Isto não é filme. E mais, se é um filme, é uma porcaria de filme. Isto é simbolismo ultrapassado. Essa de que o mundo é um palco, que tudo foi predeterminado, que não somos mais do que atores... Porcaria! - Boa, boa. Está convincente. Mas espere começar a filmar. Atenção... O homem agarra o diretor pela frente da camisa. - Você não vai filmar nada! Está ouvindo? Nada! Saia da minha casa. O diretor tenta livrar-se. Os dois rolam pelo chão. Nisto ouve-se uma voz que grita: - Corta!
  • 5. A POESIA DA SEMANA O LAÇO DE FITA Castro Alves Não sabes, criança? 'Stou louco de amores... Prendi meus afetos, formosa Pepita. Mas onde? No templo, no espaço, nas névoas?! Não rias, prendi-me Num laço de fita. Na selva sombria de tuas madeixas, Nos negros cabelos da moça bonita, Fingindo a serpente qu'enlaça a folhagem, Formoso enroscava-se O laço de fita. Meu ser, que voava nas luzes da festa, Qual pássaro bravo, que os ares agita, Eu vi de repente cativo, submisso Rolar prisioneiro Num laço de fita. E agora enleada na tênue cadeia Debalde minh'alma se embate, se irrita... O braço, que rompe cadeias de ferro, Não quebra teus elos, Ó laço de fita! Meu Deus ! As falenas têm asas de opala, Os astros se libram na plaga infinita. Os anjos repousam nas penas brilhantes... Mas tu... tens por asas Um laço de fita. Há pouco voavas na célere valsa, Na valsa que anseia, que estua e palpita. Por que é que tremeste? Não eram meus lábios... Beijava-te apenas... Teu laço de fita. Mas ai! findo o baile, despindo os adornos N'alcova onde a vela ciosa... crepita, Talvez da cadeia libertes as tranças Mas eu... fico preso No laço de fita. Pois bem! Quando um dia na sombra do vale Abrirem-me a cova... formosa Pepital Ao menos arranca meus louros da fronte, E dá-me por c'roa... Teu laço de fita. A PIADA DA SEMANA João e Maria eram casados. Um dia Maria saiu de casa e voltou umas 3 da manhã. João começou a mexer nas coisas de Maria e encontrou um colar de diamantes. - Maria o que é isso? - Ganhei no bingo. João não quis acreditar mas engoliu a desculpa. No outro dia Maria chegou tarde e novamente com uma jóia, João voltou a perguntar onde tinha conseguido. - É minha semana de sorte, respondeu Maria. João ficou indignado. Mais indignado ficava quando ela chegava a cada dia com uma jóia e falava que havia ganho no bingo. Um dia Maria estava tomando banho para ir ao bingo e acabou a água. - João trás água pra eu acabar de tomar banho. João veio com a água em um copo e entregou para ela que retrucou: - Mas como eu vou me lavar só com um copinho d'água? João respondeu: - Lava só a cartela!!! Piadas: http://www.piadas.com.br/ oOo Acessar: www.r2cpress.com.br www.facebook.com.br/agrisseniores.57