SlideShare uma empresa Scribd logo
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
EXCELENTÍSSIMA SENHORA DOUTORA DESEMBARGADORA DD.
RELATORA DA APELAÇÃO CÍVEL N. 000XXX00000000XXX000– DO
EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO XXXXXXXXXXX.
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX,
e XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, ambos, devidamente qualificados nos autos
acima epigrafados, por suas advogadas subscritoras, nos autos do recurso que
contende com XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, vem, respeitosamente, com
fulcro no art. 557 do CPC c.c. art. 200 do Regimento Interno do TJUF, INTERPOR
AGRAVO REGIMENTAL COM PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO,
contra a r. decisão que julgou improcedente o recurso dos ora agravantes e por ter
dado provimento ao recurso da agravada, requerendo a Vossa Excelência se digne
em exercer o nobre “Juízo de Retratação” ante as razões de fato e de direito,
articuladas nas laudas subsequentes ou, caso contrário, que se digne a submeter
o presente recurso à apreciação da competente Câmara Cível deste Egrégio
Tribunal, para que dele venha a conhecer e daí a se pronunciar, confirmando ou
reformando, data vênia, a Decisão Agravada, ora objeto do Recurso apresentado,
por se tratar de medida salutar de indispensável JUSTIÇA!
Nestes Termos, Pede Deferimento.
Cidade XXXX, 12 de dezembro de 2014.
__________________________ ___________________________
ADVOGADO SUBSCRITOR ADVOGADO SUBSCRITOR
OAB/UF ............ OAB/UF ............
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
MINUTA DE AGRAVO INTERNO
Agravantes: XXXXXXXXXXXXXXXXXXX e XXXXXXXXXXXXXX
Agravada:XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Apelação Cível n. 000000000000000000000000
EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA
COLENDA CÂMARA JULGADORA
DA TEMPESTIVIDADE E PREPARO DO RECURSO
Da impugnada Decisão Monocrática proferida nas
folhas n° 362/369 dos autos, os Agravantes foram intimados com a publicação
no DOJ no dia ................., numa Terça-Feira; daí se iniciando o quinquídio
legal previsto no Artigo n° 557, parágrafo 1°, do CPC no dia XXXXXXXXX,
uma Quarta-Feira; com o seu termo final no dia XXXXXXXXXX, um Domingo.
Irrefragável, portanto, a tempestividade do Recurso
presente, eis que apresentado em XXXXXXXXXXX, uma Segunda-Feira – dia
útil forense subsequente.
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Ad cautelam, os agravantes aludem ao recolhimento
do “preparo” na sua forma devida e tal como pode ser comprovado na GR em
anexo juntada ao final do Petitório ora apresentado.
DA SINOPSE FÁTICA
Os ora Agravantes ingressaram inicialmente em juízo
com AÇÃO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER C/C INDENIZATÓRIA, em face da
ora agravada, sendo que o juízo de primeiro grau em brilhante sentença,
assim prolatou:
Alegam os autores, em apertada síntese, que: a)
adquiriram junto à ré, mediante Instrumento Particular de
Promessa de Compra e Venda, em 10 de junho de 2005,
uma unidade habitacional no condomínio Village do Horto,
b) tiveram problemas na escolha do imóvel, c) receberam
imóvel com área total menor do que a descrita na planta, d)
o imóvel foi entregue com vários problemas, e) pagaram à
ré pelos serviços relativos à aprovação de crédito,
liberação de FGTS e obtenção de certidões, mas ela não
promoveu as diligências necessárias, fato que os
impediram de utilizar o valor do aludido fundo e o crédito
que havia sido aprovado, f) a data prevista para a entrega
do imóvel era de 30 de março de 2007, mas somente o
receberam no dia 21 de junho de 2007.
Nesse contexto, pedem a antecipação da tutela para que a
ré, no prazo de 48 horas, e sob pena de multa diária: a)
providencie e custeie as despesas de hotel ou de imóvel
mobiliado até que a unidade habitacional adquirida seja
entregue em condições dignas de habitação, b) entregue
imóvel com 293,95 m2 conforme acordado, c) providencie a
retirada e a contenção do talude, a desobstrução do
registro de água potável na entrada da garagem, a retirada
do mofo, promova a pintura do imóvel, instale outro ralo no
banheiro e instale pia de granito, com apresentação de
laudo apontando as melhorias implementadas e sem
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
prejuízo da indenização pela diferença da medida do
terreno.
Como provimento final, pedem: a) seja creditado o valor do
FGTS, b) a condenação da ré ao pagamento da multa
disposta na cláusula 5.5 do contrato no valor de R$ 586,00
(quinhentos e oitenta e seis reais), c) a condenação ao
pagamento da quantia de R$ 6.375,00 (seis mil trezentos e
setenta e cinco reais) a título de danos materiais e ao
pagamento de indenização por danos morais, d) a
confirmação da tutela antecipada, e) a condenação nos
ônus da sucumbência.
A decisão de f. 56 deferiu a antecipação dos efeitos da
tutela apenas para determinar que a ré providenciasse a
contenção da encosta e a desobstnição do registro de
água.
Regulamente citada, a ré apresentou a contestação de f.
123/137, que foi instruída pelos documentos de f. 138/157,
e a reconvenção def. 158/162.
Na peça de defesa alega as preliminares de
impossibilidade jurídica do pedido, inépcia da inicial e
conexão.
No mérito aduz, em síntese, que: a) a obra no imóvel foi
concluída no prazo estabelecido no contrato, mas não foi
entregue por inadimplência dos autores, b) segundo o
contrato a escolha das unidades deveria seguir uma ordem
de preferência, o que foi devidamente respeitado pela ré, c)
eventual demora no exercício do direito de escolha não
trouxe prejuízos aos autores, d) o imóvel foi entregue na
forma contratada, e) não há como creditar o valor do FGTS,
por se tratar de ato de terceiro, f) a ré não cometeu ato
ilícito indenizável.
Em réplica (f. 173/179), o autor reiterou os termos da inicial.
Na reconvenção alega a ré reconvinte que os autores
reconvindos estão inadimplentes, uma vez que não
quitaram a parcela do financiamento bancário.
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
c) a condenação ao pagamento da compensação disposta
na cláusula 5.3 do contrato, d) a reintegração na posse do
imóvel.
A contestação à reconvenção foi apresentada nas f.
181/186 na qual alegam os autores reconvindos que: a) o
pagamento do valor integral não foi efetuado por culpa da
ré reconvinte, uma vez que ela não foi diligente no
procedimento de financiamento, mesmo tendo recebido
por este serviço, b) quando retornou ao Brasil
providenciou nova carta de crédito, mas a ré, sem qualquer
justificativa, exigiu instituição financeira diversa e deixou
de fornecer-lhes os documentos necessários à
formalização do financiamento. Por fim, pugnam pela
improcedência dos pedidos formulados na reconvenção.
A réplica foi apresentada pela ré reconvinte nas f. 193/196.
A decisão de f. 198 inverteu o ônus da prova em prol dos
autores.
Realizada a Audiência de Conciliacào não houve a
composição do litígio, conforme assentada de f. 206.
A decisão saneadora de f. 221 rejeitou as preliminares
arguidas e deferiu a produção das provas documental
suplementar e oral.
As partes desistiram da prova oral (f. 228).
Vieram os autos conclusos para sentença.
Assim na parte dispositiva a sentença de primeira instância,
concluiu pela procedencia parcial, assentando que:
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Desta decisão acima, os agravantes e a
agravada, apelaram a esta Corte, ambos, postulando a reforma da R.
Sentença prolatada, cada qual com seus dizeres assim abaixo
transcritos:
1)- Os agravantes (pasta 00000) arguiram, preliminarmente,
a nulidade da sentença por não ter sido proferida pelo Juiz
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
vinculado ao feito, pugnando ainda pela majoração da
indenização extrapatrimonial, a condenação da agravada a
providenciar o levantamento do saldo do FGTS do 1°
agravado na Caixa-Econômica Federal para abatimento do
financiamento contratado e a pagar indenização referente à
área suprimida do lote objeto do contrato, bem como a
arcar, integralmente, com as custas processuais e
honorários advocatícios da reconvenção.
2)- A ora agravada, (pastas 00303/316) requereu a
improcedência do pedido inicial, com o acolhimento
integral da reconvenção e, subsidiariamente, a redução da
verba indenizatória.
O feito foi julgado monocraticamente nos termos
do art. 557 do Código de Processo Civil, em razão da atribuição da
competência dos órgãos colegiados aos relatores, e no mérito reformou a
sentença declarando a improcedência da apelação dos agravantes e a
procedência do apelo da ora agravada, consoante abaixo transcrito:
APELAÇÕES CÍVEIS. CONTRATO DE PROMESSA DE
COMPRA E VENDA DE IMÓVEL. PRETENSÃO DE
RECEBIMENTO DE PERDAS E DANOS POR CONTA DE
ATRASO NA CONCLUSÃO E ENTREGA DO IMÓVEL E EM
EXISTÊNCIA DE VÍCIOS DE CONSTRUÇÃO.
RECONVENÇÃO DA EMPRESA RÉ SUSTENTANDO O
INADIMPLEMENTO DO CONTRATO POR PARTE DOS
AUTORES, QUE EMBORA IMITIDOS NA POSSE DO
IMÓVEL, NÃO ESTARIAM ADIMPLINDO O
FINANCIAMENTO CONTRATADO. FATO QUE FOI
ADMITIDO PELOS AUTORES, DE FORMA EXPRESSA, NA
INICIAL. IMPOSSIBILIDADE DE UTILIZAÇÃO DO FGTS DO
1° AUTOR PARA QUITAÇÃO DO VALOR FINANCIADO QUE
NÃO PODE SER IMPUTADA À EMPRESA RÉ. CABÍVEL A
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
RESCISÃO DO CONTRATO POSSIBILITANDO A
REINTEGRAÇÃO DA EMPRESA RÉ NA POSSE DO IMÓVEL.
APLICAÇÃO AOS AUTORES DA MULTA FIXADA NA
CLÁUSULA 5.1 DO CONTRATO E O PAGAMENTO DA
TAXA DE OCUPAÇÃO DO IMÓVEL PREVISTA NA
CLÁUSULA 5.3 DO CONTRATO DESDE DATA DA IMISSÃO
DE POSSE ATÉ A DATA DA EFETIVA RESTITUIÇÃO DO
IMÓVEL À EMPRESA RÉ. AFASTADA A CONDENAÇÃO DA
EMPRESA À REPARAÇÃO POR DANO MORAL. RECURSO
DA EMPRESA RÉ SE ACOLHE PARA REFORMAR
INTEGRALMENTE A SENTENÇA PARA JULGAR
IMPROCEDENTE O PEDIDO AUTORAL E PROCEDENTE A
RECONVENÇÃO. (Grifos e destaques nossos)
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Desta decisão, insurgiu-se com o presente
Agravo Interno, visando à reconsideração e o consequente provimento
ao recurso julgado monocraticamente como improcedente em desfavor
dos agravantes.
Eis a síntese narrada dos fatos.
DAS RAZÕES PARA RECONSIDERAÇÃO E PROVIMENTO AO
RECURSO
A r. decisão agravada, ao apreciar em sede
monocrática o recursos das partes, assentou sua fundamentação,
limitando que:
Ao assentar da forma como fez, a decisão
monocrática desconsiderou que os agravantes vêm desde o INÍCIO da
lide sustentando enfaticamente na inicial as fls 6 QUE:
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Nas razões do recurso as fls 276, novamente
os agravantes descreveram reiterando a responsabilidade da agravada
quanto ao seu dever contratado de agir TEMPESTIVAMENTE no sentido de
efetuar o saque do FGTS do primeiro agravante, consoante se vê abaixo:.
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Ressalte-se que a agravada já vinha
DESCUMPRINDO O CONTRATO desde momentos anteriores a
alegação de ausência de pagamento, quando das DUAS escolhas do
terreno, sendo que na primeira os agravantes tiveram de renunciar a
área escolhida e na segunda não se concluiu a construção, porquanto
venderam o terreno, restando por último ter de aceitar receber um imóvel
MENOR com entrega ATRASADA, conforme descrito desde o inicio as
fls 4/6 e nas razões do apelo as fls 273/276, consoante brilhantemente
reconhecido pela sentença de primeira instância transcrita abaixo:
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Conforme ressaltado pelo magistrado
sentenciante, causa absoluta estranheza o suposto beneplácito da
agravada, em ter entregado o imóvel aos agravantes antes de ter
recebido o financiamento e o saldo do FGTS, ambos de responsabilidade
e obrigação contraída pela agravada conforme acordado.
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Assim, ressalte-se que a decisão ora agravada
NÃO SE MANISFESTOU sequer para rechaçar as alegações dos
agravantes, caracterizando-se numa decisão monocrática
imotivada.
Se existente alguma exceção de contrato nesses
autos (conforme reconvencionado pela agravada), essa deve militar
contraposta em prol dos agravantes, que além de ser a parte
hipossuficiente da relação contratual consoante o código consumerista,
inclusive tiveram de se contentar na terceira negociação, com um lote
menor, inferior ao tamanho acordado entre as partes, conforme
questionado desde a inicial, conforme referenciado as fls 4/6 e 273/276,
e que foram completamente ignorados pela sentença e pela decisão
monocrática ora atacada.
Os objetivos almejados neste recurso foram
afastados por uma análise perfunctória, que redundou em uma decisão
monocrática eivada de nulidade, posto que ausente de motivação, bem
como se revelou citra petita, posto que deixou de ANALISAR SITUAÇÃO
FÁTICA, qual seja, petição de responsabilização e indenização,
decorrentes do descumprimento contratual por parte da agravada,
conforme se destacou desde a inicial até as razões do apelo, mormente
porque os agravantes tiveram de escolher seu terreno por três vezes, e
ainda teve de suportar receber o imóvel com entrega atrasada, e com
medição inferior, com vícios no produto, além da alegada
responsabilidade da agravada no tocante a OMISSÃO EM AGIR no
tempo oportuno para a intermediação do financiamento APROVADO e
do recebimento do FGTS que ainda se encontra a disposição para ser
liberado à agravada, conforme informado as fls 276 das razões do apelo
dos ora agravantes.
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Tendo em vista o lapso temporal ocorrido
entre a distribuição da presente ação e a prolação da sentença, o
primeiro agravante que trabalhava fora do país em face de seu retorno,
informou à agravada que já desde aquela época, possuía saldo no FGTS
de R$ 65.637,33 (sessenta e cinco mil seiscentos e trinta e sete mil e
trinta e três centavos), disponíveis para quitação do imóvel. (fls. 259 a
261).
O documento de fls. 26 mostra que os
agravantes pagaram a agravada pelos serviços de despachadoria,
inclusive para requerer e providenciar o saque do FGTS. (conforme
evidencia documento de fl 43).
Assim, uma vez habilitada e autorizada a
proceder como despachante, cabe à agravada ser compelida na
OBRIGAÇÃO DE FAZER, (objeto da presente ação), a agir perante a
Caixa Econômica Federal para que efetive o saque da conta do FGTS,
o que por desinteresse da mesma, não foi feito até a presente data.
Ressalte-se que a obrigação decorre de
cláusula xx constante sobre o "abatimento" do valor do FGTS no saldo
devedor.
Por outro lado, como se vê, a r. decisão
monocrática da nobre relatora, SEQUER abordou os pedidos dos
agravantes, ainda que fosse para rejeitá-los, e imediatamente passou ao
acolhimento do apelo do pedido reconvencional da agravada, acolhendo
a suposta alegação de exceção de contrato por ausência de pagamento,
situação esta que para ser aceita, pressupor-se-ia que já teria sido
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
refutada ou rejeitada as alegações e pedidos dos agravantes no
tocante a omissão e negligência imputada a agravada,
NOTADAMENTE PELA OMISSÃO DA MESMA QUE DEMOROU
MESES PARA CUMPRIR SEU DEVER DE DESPACHADORIA visando
receber o FGTS do agravante e que por isso mesmo culmina na sua
responsabilização, ante a existência de vicio e defeito no serviço. Nada
disso foi apreciado pela decisão monocrática agravada. Nesse sentido
nos alude o precedente jurisprudencial abaixo:
DECISÃO MONOCRÁTICA. AGRAVO DE
INSTRUMENTO. DECISÃO CITRA PETITA.
NULIDADE DA DECISÃO. - Caracteriza-se
como citra petita a decisão que se omite na
apreciação de um ou de mais dos pedidos
formulados pela parte. - Decisão desconstituída.
Recurso prejudicado. (Agravo de Instrumento
Nº 70056835671, Vigésima Quinta Câmara
Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator:
Leila Vani Pandolfo Machado, Julgado em
18/12/2013).
Ora, as razões fundamentadas no Recurso
improvido dos agravantes, encontram o respaldo na Legislação
específica, na Doutrina e na Jurisprudência de qualidade.
Ressalte-se, cabia à agravada provar que
entregou o imóvel nas condições e termos ajustados, o que não logrou
fazer, bem como lhe cabia cumprir com seu dever de intermediar nos
compromissos a que se predispôs para despachadoria de saque do
FGTS que, aliás, foi cobrado, não podendo alegar complacência ou
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
beneplácito para com os agravantes, por ter lhes entregado um imóvel
com atraso, com metragem inferior, com vícios no produto, alegando que
o teria feito mesmo sem receber, quando de fato quando da entrega, o
financiamento já se encontrava APROVADO, bem como a agravada
podia naquela oportunidade, bem como ainda o pode intermediar no
sentido de diligenciar junto a CEF a fim de efetuar a liberação do saldo
do FGTS que ficou a disposição na ocasião até antes da saída do
agravante do Brasil, fato que gerou a negativa de liberação do saldo,
porquanto a agravada demorou meses para pleiteá-lo e quando o fez, fez
na época em que o agravado encontrava-se fora do país, portanto
inoportunamente e negligentemente, repita-se depois de meses, no que
se tornou fator da negativa de transferência do saldo e que após o
retorno do agravante, conforme informado nas razoes do apelo, continua
a disposição para saque por parte da agravada, que não demonstra o
menor interesse em cumprir seu serviço de despachadoria PAGO no
sentido de requerer novamente junto a CEF.
Carece ainda de reforma a equivocada
afirmação do julgador de primeira instancia que considerou ser dos
agravantes o ônus de provar que o terreno possuía área inferior à
ofertada, eis que desde o início os agravantes sempre questionaram e a
agravada nunca se manifestou formalmente sobre o assunto.
À agravada tinha o dever de provar que a área
do imóvel estava em conformidade com o contratado, o que deixou de
fazer.
Daí que o Decisum ora agravado, se mantido,
ferirá de morte os princípios constitucionais da proporcionalidade e
razoabilidade sempre tão perseguidos – e daí retardando ainda mais e
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
mais a Entrega da Prestação Jurisdicional requerida, assoberbando, por
demasiado, o quotidiano forense com estas discussões e que poderiam
estar sendo evitadas.
Desta forma, a decisão monocrática que negou
provimento ao apelo dos agravantes, causa sérias lesões não só ao
direito pleiteado pelos agravantes, mas, por ferir dispositivos legais e
princípios norteadores do direito processual civil.
No caso desses autos, ainda que não se
caracterize a violação do princípio do duplo grau de jurisdição em face da
decisão monocrática da relatora, contudo, na espécie dos autos em
virtude da complexidade da demanda, que houve reconvenção e
apelação de ambas as partes, que diz respeito à possibilidade de revisão
do julgado, tudo recomendava que a prestação jurisdicional se
concretizasse através de decisão colegiada.
Por conseguinte e por medida de economia
processual, reitera/reportando aqui todas as teses arguidas no
memorial da apelação, a qual se requer seja acrescido na causa de
pedir objeto do presente agravo.
Destarte, salta aos olhos a necessidade do
conhecimento do presente recurso, para, em julgamento, reformar a
decisão, afastando-se assim, a decisão monocrática ante sua imotivação
e por ter julgado de forma citra petita e assim prover o presente agravo,
para dar provimento à apelação dos ora agravantes, no sentido de:
Majorar a indenização extrapatrimonial, bem como a
condenação da agravada na OBRIGAÇÃO DE FAZER a fim de
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
providenciaro levantamentodo saldo do FGTS do 1° agravado
na Caixa Econômica Federalpara abatimento do financiamento
contratado e a pagar indenização referente à área suprimida do
lote objeto do contrato,bem comoa arcar, integralmente, com
as custas processuais e honorários advocatícios de
sucumbência.
Destarte, ao julgar desta forma estará se fazendo
imperar a justiça necessária e aplicando corretamente os diversos dispositivos
do Código Civil e do Código de Defesa do Consumidor e demonstrando
sintonia com os precedentes predominantes, e em consonância com as
garantias constitucionais previstas em todo arcabouço normativo brasileiro.
DO PRÉ-QUESTIONAMENTO
Fica pré-questionado ao Tribunal desde o momento,
quanto a uma eventual desacolhida do tão necessário recurso, especialmente
no tocante a negativa de prestação jurisdicional e desconsideração dos
princípios constitucionais da proporcionalidade e razoabilidade no caso
concreto, ante a decisão monocrática citra petita da relatoria, que
desconsiderou os pedidos dos agravantes, bem como pela ausência de
motivação no tocante as teses apresentadas pelos agravantes naquele
recurso de apelação improvido, excluindo-se assim os pedidos dos
agravantes da devida apreciação e resposta do Poder Judiciário, tal como
submetido desde a Petição Exordial.
Neste contexto, num futuro Julgamento deve
consagrar todas as questões jurídicas suscitadas com a sua base na
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
Legislação constitucional e infraconstitucional as quais merecem a apreciação
por parte desta Corte.
Assim procedendo estará este Tribunal mantendo
aberta a via Especial e Extraordinária caso não se conforme os Agravantes
com o julgamento que ainda está por vir e o que, obviamente, mister se faz
invocar pelo “Princípio da Eventualidade” tão somente.
DA CONCLUSÃO E PEDIDOS
Por fim chega-se a conclusão de que é
totalmente inadmissível a prática efetuada pelas construtoras, que
dolosamente se eximem projetando a responsabilidade de sanar seus
vícios e obrigações contratuais.
Por tais motivos e invocando o entendimento
uníssono deste Egrégio TJ Carioca, é que os ora Agravantes requerem a
PROCEDÊNCIA IN TOTUM do presente Agravo Interno caso a Ilustrada
Relatoria não venha a exercer o tão esperado “Juízo de Retratação” na
forma do Artigo n° 557, § 1°, do Códex dos Ritos – afora o que ali dispõe
o Artigo n° 201 do “regimento interno” deste Tribunal de Justiça do
Estado do Rio Janeiro; ou, se assim não acontecer, requerendo-se que o
Feito seja colocado em Mesa para o julgamento colegiado do presente
Recurso sob a sua forma regimental e para que dele conheça esta
Colenda Câmara Cível, se pronunciando sobre o seu Mérito e dali se
dignarem em proceder a “reforma” da r. Decisão de folhas 362/369 dos
autos, e que o feito seja julgado por este colegiado, e que no mérito, seja
dado provimento para condenar a agravada na OBRIGAÇÃO DE FAZER,
ADVOGADO & ADVOGADO
Advocacia e Assessoria
__________________________________________________
_________________________________________________
Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000-
0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br
para Majorar a indenização extrapatrimonial aplicada na
sentença, (consoante razões da apelação) bem como a
providenciaro levantamentodo saldo do FGTS do 1° agravado
na Caixa Econômica Federalpara abatimento do financiamento
contratado conforme acordadoe a pagar indenização referente
à área suprimida do lote objeto do contrato,bem como a arcar,
integralmente, com as custas processuais e honorários
advocatícios de sucumbência por ser medida do melhor DIREITO e
a única forma de se fazer valer a JUSTIÇA para os ora agravantes
injustamente prejudicados pelo descumprimento das obrigações
assumidas com os agravantes, máxime considerando-se todos os
princípios elencados ao longo deste arrazoado, porquanto em
consonância com o entendimento de direito prevalecente e majoritário no
arcabouço normativo da república, destacando-se que ao agir assim,
esta Egrégia Câmara estará renovando seus propósitos de distribuir à
tão almejada JUSTIÇA!
Nestes termos, Pede Deferimento.
Macaé/RJ, 12 de dezembro de 2014.
__________________________ ___________________________
ADVOGADO SUBSCRITOR ADVOGADO SUBSCRITOR
OAB/UF ............ OAB/UF ............

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC 2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
Consultor JRSantana
 
Penal - Resposta à Acusação
Penal - Resposta à AcusaçãoPenal - Resposta à Acusação
Penal - Resposta à Acusação
Consultor JRSantana
 
2005 - Emenda a Revisional de Alimentos
2005 - Emenda a Revisional de Alimentos2005 - Emenda a Revisional de Alimentos
2005 - Emenda a Revisional de Alimentos
Consultor JRSantana
 
Agravo Interno
Agravo InternoAgravo Interno
Agravo Interno
Consultor JRSantana
 
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC 2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
1173- DEFESA PREVIA - 5
1173- DEFESA PREVIA - 51173- DEFESA PREVIA - 5
1173- DEFESA PREVIA - 5
Consultor JRSantana
 
Modelo de apelacao
Modelo de apelacaoModelo de apelacao
Modelo de apelacao
Amanda Thayanne
 
1099- Recurso de apelação
1099- Recurso de apelação1099- Recurso de apelação
1099- Recurso de apelação
Consultor JRSantana
 
Recurso Ordinário Trabalhista
Recurso Ordinário TrabalhistaRecurso Ordinário Trabalhista
Recurso Ordinário Trabalhista
Consultor JRSantana
 
Usucapião Extraordinário
Usucapião ExtraordinárioUsucapião Extraordinário
Usucapião Extraordinário
Consultor JRSantana
 
2037 - RESPOSTA A ACUSAÇÃO PENAL
2037 - RESPOSTA A ACUSAÇÃO PENAL2037 - RESPOSTA A ACUSAÇÃO PENAL
2037 - RESPOSTA A ACUSAÇÃO PENAL
Consultor JRSantana
 
Modelo execução contra fazenda pública
Modelo execução contra fazenda públicaModelo execução contra fazenda pública
Modelo execução contra fazenda pública
Alexandre Alex
 
Contestação
ContestaçãoContestação
Contestação
Estudante
 
Modelo de Cumprimento de Sentença
Modelo de Cumprimento de SentençaModelo de Cumprimento de Sentença
Modelo de Cumprimento de Sentença
Consultor JRSantana
 
Réplica a contestação
Réplica a contestaçãoRéplica a contestação
Réplica a contestação
Consultor JRSantana
 
Contestação à Indenizatória Cc Contraposto
Contestação à Indenizatória Cc ContrapostoContestação à Indenizatória Cc Contraposto
Contestação à Indenizatória Cc Contraposto
Consultor JRSantana
 
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
Consultor JRSantana
 
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
Consultor JRSantana
 

Mais procurados (20)

2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
 
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC 2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
 
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
2094 - EMBARGOS DE TERCEIRO - Atualizado Novo Cpc
 
Penal - Resposta à Acusação
Penal - Resposta à AcusaçãoPenal - Resposta à Acusação
Penal - Resposta à Acusação
 
2005 - Emenda a Revisional de Alimentos
2005 - Emenda a Revisional de Alimentos2005 - Emenda a Revisional de Alimentos
2005 - Emenda a Revisional de Alimentos
 
Agravo Interno
Agravo InternoAgravo Interno
Agravo Interno
 
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC 2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
 
1173- DEFESA PREVIA - 5
1173- DEFESA PREVIA - 51173- DEFESA PREVIA - 5
1173- DEFESA PREVIA - 5
 
Modelo de apelacao
Modelo de apelacaoModelo de apelacao
Modelo de apelacao
 
1099- Recurso de apelação
1099- Recurso de apelação1099- Recurso de apelação
1099- Recurso de apelação
 
Recurso Ordinário Trabalhista
Recurso Ordinário TrabalhistaRecurso Ordinário Trabalhista
Recurso Ordinário Trabalhista
 
Usucapião Extraordinário
Usucapião ExtraordinárioUsucapião Extraordinário
Usucapião Extraordinário
 
2037 - RESPOSTA A ACUSAÇÃO PENAL
2037 - RESPOSTA A ACUSAÇÃO PENAL2037 - RESPOSTA A ACUSAÇÃO PENAL
2037 - RESPOSTA A ACUSAÇÃO PENAL
 
Modelo execução contra fazenda pública
Modelo execução contra fazenda públicaModelo execução contra fazenda pública
Modelo execução contra fazenda pública
 
Contestação
ContestaçãoContestação
Contestação
 
Modelo de Cumprimento de Sentença
Modelo de Cumprimento de SentençaModelo de Cumprimento de Sentença
Modelo de Cumprimento de Sentença
 
Réplica a contestação
Réplica a contestaçãoRéplica a contestação
Réplica a contestação
 
Contestação à Indenizatória Cc Contraposto
Contestação à Indenizatória Cc ContrapostoContestação à Indenizatória Cc Contraposto
Contestação à Indenizatória Cc Contraposto
 
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
 
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
 

Destaque

Agravo Regimental - AREsp - STJ
Agravo Regimental - AREsp - STJAgravo Regimental - AREsp - STJ
Agravo Regimental - AREsp - STJ
Consultor JRSantana
 
Contra Minuta de Agravo Retido
Contra Minuta de Agravo RetidoContra Minuta de Agravo Retido
Contra Minuta de Agravo Retido
Consultor JRSantana
 
Defesa administrativa ibama
Defesa administrativa   ibamaDefesa administrativa   ibama
Defesa administrativa ibama
Consultor JRSantana
 
Reclamação Trabalhista Cc Indenizatória Manobrista
Reclamação Trabalhista Cc Indenizatória ManobristaReclamação Trabalhista Cc Indenizatória Manobrista
Reclamação Trabalhista Cc Indenizatória Manobrista
Consultor JRSantana
 
Agravo Regimental - TJ
Agravo Regimental - TJAgravo Regimental - TJ
Agravo Regimental - TJ
Consultor JRSantana
 
11ª Edição - Revista High Society Magazine
11ª Edição - Revista High Society Magazine11ª Edição - Revista High Society Magazine
11ª Edição - Revista High Society Magazine
highsociety
 
10ª Edição da Revista High Society
10ª Edição da Revista High Society10ª Edição da Revista High Society
10ª Edição da Revista High Society
highsociety
 
Мультиканальная персонализация: максимальная конверсия при адресном маркетинге
Мультиканальная персонализация: максимальная конверсия при адресном маркетингеМультиканальная персонализация: максимальная конверсия при адресном маркетинге
Мультиканальная персонализация: максимальная конверсия при адресном маркетинге
ADV/web-engineering
 
Stj professor agravo regimental
Stj professor agravo regimentalStj professor agravo regimental
Stj professor agravo regimental
Fabio Motta
 
Responsabilidade Civil Empresarial
Responsabilidade Civil EmpresarialResponsabilidade Civil Empresarial
Responsabilidade Civil Empresarial
Vinicius Carneiro
 
Mail form SAP CRM
Mail form SAP CRMMail form SAP CRM
Mail form SAP CRM
rahuls23
 
Seminário Homens em Busca de Amor
Seminário Homens em Busca de AmorSeminário Homens em Busca de Amor
Seminário Homens em Busca de Amor
Profemanuff
 
Empresário
EmpresárioEmpresário
Email Marketing with SAP CRM
Email Marketing with SAP CRMEmail Marketing with SAP CRM
Email Marketing with SAP CRM
StrongView
 
Aula de Preparação de Cardápios.
Aula de Preparação de  Cardápios.Aula de Preparação de  Cardápios.
Aula de Preparação de Cardápios.
Roberta Braga
 
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
SlideShare
 
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareWhat to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
SlideShare
 
Getting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareGetting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShare
SlideShare
 

Destaque (18)

Agravo Regimental - AREsp - STJ
Agravo Regimental - AREsp - STJAgravo Regimental - AREsp - STJ
Agravo Regimental - AREsp - STJ
 
Contra Minuta de Agravo Retido
Contra Minuta de Agravo RetidoContra Minuta de Agravo Retido
Contra Minuta de Agravo Retido
 
Defesa administrativa ibama
Defesa administrativa   ibamaDefesa administrativa   ibama
Defesa administrativa ibama
 
Reclamação Trabalhista Cc Indenizatória Manobrista
Reclamação Trabalhista Cc Indenizatória ManobristaReclamação Trabalhista Cc Indenizatória Manobrista
Reclamação Trabalhista Cc Indenizatória Manobrista
 
Agravo Regimental - TJ
Agravo Regimental - TJAgravo Regimental - TJ
Agravo Regimental - TJ
 
11ª Edição - Revista High Society Magazine
11ª Edição - Revista High Society Magazine11ª Edição - Revista High Society Magazine
11ª Edição - Revista High Society Magazine
 
10ª Edição da Revista High Society
10ª Edição da Revista High Society10ª Edição da Revista High Society
10ª Edição da Revista High Society
 
Мультиканальная персонализация: максимальная конверсия при адресном маркетинге
Мультиканальная персонализация: максимальная конверсия при адресном маркетингеМультиканальная персонализация: максимальная конверсия при адресном маркетинге
Мультиканальная персонализация: максимальная конверсия при адресном маркетинге
 
Stj professor agravo regimental
Stj professor agravo regimentalStj professor agravo regimental
Stj professor agravo regimental
 
Responsabilidade Civil Empresarial
Responsabilidade Civil EmpresarialResponsabilidade Civil Empresarial
Responsabilidade Civil Empresarial
 
Mail form SAP CRM
Mail form SAP CRMMail form SAP CRM
Mail form SAP CRM
 
Seminário Homens em Busca de Amor
Seminário Homens em Busca de AmorSeminário Homens em Busca de Amor
Seminário Homens em Busca de Amor
 
Empresário
EmpresárioEmpresário
Empresário
 
Email Marketing with SAP CRM
Email Marketing with SAP CRMEmail Marketing with SAP CRM
Email Marketing with SAP CRM
 
Aula de Preparação de Cardápios.
Aula de Preparação de  Cardápios.Aula de Preparação de  Cardápios.
Aula de Preparação de Cardápios.
 
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
 
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareWhat to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
 
Getting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareGetting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShare
 

Semelhante a Modelo de Agravo Regimental / Interno – Consumidor

Ação Obrigacional Cc Tutela Antecipada
Ação Obrigacional Cc Tutela Antecipada  Ação Obrigacional Cc Tutela Antecipada
Ação Obrigacional Cc Tutela Antecipada
Consultor JRSantana
 
Razões de apelação
Razões de apelaçãoRazões de apelação
Razões de apelação
Consultor JRSantana
 
Civel ação ordinária de cumprimento de contrato cc obrigação de fazer
Civel   ação ordinária de cumprimento de contrato cc obrigação de fazerCivel   ação ordinária de cumprimento de contrato cc obrigação de fazer
Civel ação ordinária de cumprimento de contrato cc obrigação de fazer
Consultor JRSantana
 
5- Embargos Declaratórios de Acordão
5- Embargos Declaratórios de Acordão5- Embargos Declaratórios de Acordão
5- Embargos Declaratórios de Acordão
Consultor JRSantana
 
Recurso Especial - Consumidor - STJ
Recurso Especial - Consumidor - STJRecurso Especial - Consumidor - STJ
Recurso Especial - Consumidor - STJ
Consultor JRSantana
 
1103- Apelação em Ação de Rescisão Contratual
1103- Apelação em Ação de Rescisão Contratual1103- Apelação em Ação de Rescisão Contratual
1103- Apelação em Ação de Rescisão Contratual
Consultor JRSantana
 
Agravo nos autos de Recurso Especial
Agravo nos autos de Recurso EspecialAgravo nos autos de Recurso Especial
Agravo nos autos de Recurso Especial
Consultor JRSantana
 
Tributário: Mandado de Segurança Cc Liminar
Tributário: Mandado de Segurança Cc LiminarTributário: Mandado de Segurança Cc Liminar
Tributário: Mandado de Segurança Cc Liminar
Consultor JRSantana
 
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
Consultor JRSantana
 
1078- Agravo Regimental TJ
1078- Agravo Regimental TJ1078- Agravo Regimental TJ
1078- Agravo Regimental TJ
Consultor JRSantana
 
1062- Agravo de Instrumento II
1062- Agravo de Instrumento II1062- Agravo de Instrumento II
1062- Agravo de Instrumento II
Consultor JRSantana
 
Cível Anulação de Negócio de Compra e Venda
Cível Anulação de Negócio de Compra e VendaCível Anulação de Negócio de Compra e Venda
Cível Anulação de Negócio de Compra e Venda
Consultor JRSantana
 
1022- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenizatória II
1022- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenizatória II1022- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenizatória II
1022- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenizatória II
Consultor JRSantana
 
1068- Agravo Interno TJ
1068- Agravo Interno TJ1068- Agravo Interno TJ
1068- Agravo Interno TJ
Consultor JRSantana
 
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A41180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
Consultor JRSantana
 
1067- AGRAVO INSTRUMENTO IV
1067- AGRAVO INSTRUMENTO IV1067- AGRAVO INSTRUMENTO IV
1067- AGRAVO INSTRUMENTO IV
Consultor JRSantana
 
Ação de Indenização Securitaria
Ação de Indenização SecuritariaAção de Indenização Securitaria
Ação de Indenização Securitaria
Consultor JRSantana
 
1019- Ação de Indenização Securitária
1019- Ação de Indenização Securitária1019- Ação de Indenização Securitária
1019- Ação de Indenização Securitária
Consultor JRSantana
 
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - EleitoralTCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
Consultor JRSantana
 
2024 - INDENIZAÇÃO DANOS MORAIS XXXXX
2024 - INDENIZAÇÃO DANOS MORAIS XXXXX2024 - INDENIZAÇÃO DANOS MORAIS XXXXX
2024 - INDENIZAÇÃO DANOS MORAIS XXXXX
Consultor JRSantana
 

Semelhante a Modelo de Agravo Regimental / Interno – Consumidor (20)

Ação Obrigacional Cc Tutela Antecipada
Ação Obrigacional Cc Tutela Antecipada  Ação Obrigacional Cc Tutela Antecipada
Ação Obrigacional Cc Tutela Antecipada
 
Razões de apelação
Razões de apelaçãoRazões de apelação
Razões de apelação
 
Civel ação ordinária de cumprimento de contrato cc obrigação de fazer
Civel   ação ordinária de cumprimento de contrato cc obrigação de fazerCivel   ação ordinária de cumprimento de contrato cc obrigação de fazer
Civel ação ordinária de cumprimento de contrato cc obrigação de fazer
 
5- Embargos Declaratórios de Acordão
5- Embargos Declaratórios de Acordão5- Embargos Declaratórios de Acordão
5- Embargos Declaratórios de Acordão
 
Recurso Especial - Consumidor - STJ
Recurso Especial - Consumidor - STJRecurso Especial - Consumidor - STJ
Recurso Especial - Consumidor - STJ
 
1103- Apelação em Ação de Rescisão Contratual
1103- Apelação em Ação de Rescisão Contratual1103- Apelação em Ação de Rescisão Contratual
1103- Apelação em Ação de Rescisão Contratual
 
Agravo nos autos de Recurso Especial
Agravo nos autos de Recurso EspecialAgravo nos autos de Recurso Especial
Agravo nos autos de Recurso Especial
 
Tributário: Mandado de Segurança Cc Liminar
Tributário: Mandado de Segurança Cc LiminarTributário: Mandado de Segurança Cc Liminar
Tributário: Mandado de Segurança Cc Liminar
 
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
 
1078- Agravo Regimental TJ
1078- Agravo Regimental TJ1078- Agravo Regimental TJ
1078- Agravo Regimental TJ
 
1062- Agravo de Instrumento II
1062- Agravo de Instrumento II1062- Agravo de Instrumento II
1062- Agravo de Instrumento II
 
Cível Anulação de Negócio de Compra e Venda
Cível Anulação de Negócio de Compra e VendaCível Anulação de Negócio de Compra e Venda
Cível Anulação de Negócio de Compra e Venda
 
1022- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenizatória II
1022- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenizatória II1022- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenizatória II
1022- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenizatória II
 
1068- Agravo Interno TJ
1068- Agravo Interno TJ1068- Agravo Interno TJ
1068- Agravo Interno TJ
 
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A41180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
1180- EMBARGOS A EXECUÇÃO - A4
 
1067- AGRAVO INSTRUMENTO IV
1067- AGRAVO INSTRUMENTO IV1067- AGRAVO INSTRUMENTO IV
1067- AGRAVO INSTRUMENTO IV
 
Ação de Indenização Securitaria
Ação de Indenização SecuritariaAção de Indenização Securitaria
Ação de Indenização Securitaria
 
1019- Ação de Indenização Securitária
1019- Ação de Indenização Securitária1019- Ação de Indenização Securitária
1019- Ação de Indenização Securitária
 
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - EleitoralTCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
 
2024 - INDENIZAÇÃO DANOS MORAIS XXXXX
2024 - INDENIZAÇÃO DANOS MORAIS XXXXX2024 - INDENIZAÇÃO DANOS MORAIS XXXXX
2024 - INDENIZAÇÃO DANOS MORAIS XXXXX
 

Mais de Consultor JRSantana

REVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docxREVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docx
Consultor JRSantana
 
APELAÇÃO - previdenciária .docx
APELAÇÃO - previdenciária .docxAPELAÇÃO - previdenciária .docx
APELAÇÃO - previdenciária .docx
Consultor JRSantana
 
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docxMANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
Consultor JRSantana
 
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
Consultor JRSantana
 
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
Consultor JRSantana
 
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
Consultor JRSantana
 
5-CONTESTAÇÃO em Ação Civil Pública.docx
5-CONTESTAÇÃO em  Ação Civil Pública.docx5-CONTESTAÇÃO em  Ação Civil Pública.docx
5-CONTESTAÇÃO em Ação Civil Pública.docx
Consultor JRSantana
 
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario   stf - master classicaAgravo em recurso extraordinario   stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Consultor JRSantana
 
Recurso especial gratuidade processual - premium
Recurso especial   gratuidade processual - premiumRecurso especial   gratuidade processual - premium
Recurso especial gratuidade processual - premium
Consultor JRSantana
 
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC 2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC 2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC 2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC 2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC 2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC 2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC 2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC 2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 

Mais de Consultor JRSantana (20)

REVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docxREVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docx
 
APELAÇÃO - previdenciária .docx
APELAÇÃO - previdenciária .docxAPELAÇÃO - previdenciária .docx
APELAÇÃO - previdenciária .docx
 
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docxMANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
 
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
 
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
 
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
 
5-CONTESTAÇÃO em Ação Civil Pública.docx
5-CONTESTAÇÃO em  Ação Civil Pública.docx5-CONTESTAÇÃO em  Ação Civil Pública.docx
5-CONTESTAÇÃO em Ação Civil Pública.docx
 
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario   stf - master classicaAgravo em recurso extraordinario   stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
 
Recurso especial gratuidade processual - premium
Recurso especial   gratuidade processual - premiumRecurso especial   gratuidade processual - premium
Recurso especial gratuidade processual - premium
 
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC 2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
 
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
 
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
 
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC 2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
 
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC 2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
 
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC 2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
 
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC 2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
 
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
 
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC 2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
 
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC 2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
 
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC 2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
 

Modelo de Agravo Regimental / Interno – Consumidor

  • 1. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br EXCELENTÍSSIMA SENHORA DOUTORA DESEMBARGADORA DD. RELATORA DA APELAÇÃO CÍVEL N. 000XXX00000000XXX000– DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO XXXXXXXXXXX. XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, e XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, ambos, devidamente qualificados nos autos acima epigrafados, por suas advogadas subscritoras, nos autos do recurso que contende com XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, vem, respeitosamente, com fulcro no art. 557 do CPC c.c. art. 200 do Regimento Interno do TJUF, INTERPOR AGRAVO REGIMENTAL COM PEDIDO DE RECONSIDERAÇÃO, contra a r. decisão que julgou improcedente o recurso dos ora agravantes e por ter dado provimento ao recurso da agravada, requerendo a Vossa Excelência se digne em exercer o nobre “Juízo de Retratação” ante as razões de fato e de direito, articuladas nas laudas subsequentes ou, caso contrário, que se digne a submeter o presente recurso à apreciação da competente Câmara Cível deste Egrégio Tribunal, para que dele venha a conhecer e daí a se pronunciar, confirmando ou reformando, data vênia, a Decisão Agravada, ora objeto do Recurso apresentado, por se tratar de medida salutar de indispensável JUSTIÇA! Nestes Termos, Pede Deferimento. Cidade XXXX, 12 de dezembro de 2014. __________________________ ___________________________ ADVOGADO SUBSCRITOR ADVOGADO SUBSCRITOR OAB/UF ............ OAB/UF ............
  • 2. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br MINUTA DE AGRAVO INTERNO Agravantes: XXXXXXXXXXXXXXXXXXX e XXXXXXXXXXXXXX Agravada:XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Apelação Cível n. 000000000000000000000000 EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA COLENDA CÂMARA JULGADORA DA TEMPESTIVIDADE E PREPARO DO RECURSO Da impugnada Decisão Monocrática proferida nas folhas n° 362/369 dos autos, os Agravantes foram intimados com a publicação no DOJ no dia ................., numa Terça-Feira; daí se iniciando o quinquídio legal previsto no Artigo n° 557, parágrafo 1°, do CPC no dia XXXXXXXXX, uma Quarta-Feira; com o seu termo final no dia XXXXXXXXXX, um Domingo. Irrefragável, portanto, a tempestividade do Recurso presente, eis que apresentado em XXXXXXXXXXX, uma Segunda-Feira – dia útil forense subsequente.
  • 3. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Ad cautelam, os agravantes aludem ao recolhimento do “preparo” na sua forma devida e tal como pode ser comprovado na GR em anexo juntada ao final do Petitório ora apresentado. DA SINOPSE FÁTICA Os ora Agravantes ingressaram inicialmente em juízo com AÇÃO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER C/C INDENIZATÓRIA, em face da ora agravada, sendo que o juízo de primeiro grau em brilhante sentença, assim prolatou: Alegam os autores, em apertada síntese, que: a) adquiriram junto à ré, mediante Instrumento Particular de Promessa de Compra e Venda, em 10 de junho de 2005, uma unidade habitacional no condomínio Village do Horto, b) tiveram problemas na escolha do imóvel, c) receberam imóvel com área total menor do que a descrita na planta, d) o imóvel foi entregue com vários problemas, e) pagaram à ré pelos serviços relativos à aprovação de crédito, liberação de FGTS e obtenção de certidões, mas ela não promoveu as diligências necessárias, fato que os impediram de utilizar o valor do aludido fundo e o crédito que havia sido aprovado, f) a data prevista para a entrega do imóvel era de 30 de março de 2007, mas somente o receberam no dia 21 de junho de 2007. Nesse contexto, pedem a antecipação da tutela para que a ré, no prazo de 48 horas, e sob pena de multa diária: a) providencie e custeie as despesas de hotel ou de imóvel mobiliado até que a unidade habitacional adquirida seja entregue em condições dignas de habitação, b) entregue imóvel com 293,95 m2 conforme acordado, c) providencie a retirada e a contenção do talude, a desobstrução do registro de água potável na entrada da garagem, a retirada do mofo, promova a pintura do imóvel, instale outro ralo no banheiro e instale pia de granito, com apresentação de laudo apontando as melhorias implementadas e sem
  • 4. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br prejuízo da indenização pela diferença da medida do terreno. Como provimento final, pedem: a) seja creditado o valor do FGTS, b) a condenação da ré ao pagamento da multa disposta na cláusula 5.5 do contrato no valor de R$ 586,00 (quinhentos e oitenta e seis reais), c) a condenação ao pagamento da quantia de R$ 6.375,00 (seis mil trezentos e setenta e cinco reais) a título de danos materiais e ao pagamento de indenização por danos morais, d) a confirmação da tutela antecipada, e) a condenação nos ônus da sucumbência. A decisão de f. 56 deferiu a antecipação dos efeitos da tutela apenas para determinar que a ré providenciasse a contenção da encosta e a desobstnição do registro de água. Regulamente citada, a ré apresentou a contestação de f. 123/137, que foi instruída pelos documentos de f. 138/157, e a reconvenção def. 158/162. Na peça de defesa alega as preliminares de impossibilidade jurídica do pedido, inépcia da inicial e conexão. No mérito aduz, em síntese, que: a) a obra no imóvel foi concluída no prazo estabelecido no contrato, mas não foi entregue por inadimplência dos autores, b) segundo o contrato a escolha das unidades deveria seguir uma ordem de preferência, o que foi devidamente respeitado pela ré, c) eventual demora no exercício do direito de escolha não trouxe prejuízos aos autores, d) o imóvel foi entregue na forma contratada, e) não há como creditar o valor do FGTS, por se tratar de ato de terceiro, f) a ré não cometeu ato ilícito indenizável. Em réplica (f. 173/179), o autor reiterou os termos da inicial. Na reconvenção alega a ré reconvinte que os autores reconvindos estão inadimplentes, uma vez que não quitaram a parcela do financiamento bancário.
  • 5. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br c) a condenação ao pagamento da compensação disposta na cláusula 5.3 do contrato, d) a reintegração na posse do imóvel. A contestação à reconvenção foi apresentada nas f. 181/186 na qual alegam os autores reconvindos que: a) o pagamento do valor integral não foi efetuado por culpa da ré reconvinte, uma vez que ela não foi diligente no procedimento de financiamento, mesmo tendo recebido por este serviço, b) quando retornou ao Brasil providenciou nova carta de crédito, mas a ré, sem qualquer justificativa, exigiu instituição financeira diversa e deixou de fornecer-lhes os documentos necessários à formalização do financiamento. Por fim, pugnam pela improcedência dos pedidos formulados na reconvenção. A réplica foi apresentada pela ré reconvinte nas f. 193/196. A decisão de f. 198 inverteu o ônus da prova em prol dos autores. Realizada a Audiência de Conciliacào não houve a composição do litígio, conforme assentada de f. 206. A decisão saneadora de f. 221 rejeitou as preliminares arguidas e deferiu a produção das provas documental suplementar e oral. As partes desistiram da prova oral (f. 228). Vieram os autos conclusos para sentença. Assim na parte dispositiva a sentença de primeira instância, concluiu pela procedencia parcial, assentando que:
  • 6. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Desta decisão acima, os agravantes e a agravada, apelaram a esta Corte, ambos, postulando a reforma da R. Sentença prolatada, cada qual com seus dizeres assim abaixo transcritos: 1)- Os agravantes (pasta 00000) arguiram, preliminarmente, a nulidade da sentença por não ter sido proferida pelo Juiz
  • 7. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br vinculado ao feito, pugnando ainda pela majoração da indenização extrapatrimonial, a condenação da agravada a providenciar o levantamento do saldo do FGTS do 1° agravado na Caixa-Econômica Federal para abatimento do financiamento contratado e a pagar indenização referente à área suprimida do lote objeto do contrato, bem como a arcar, integralmente, com as custas processuais e honorários advocatícios da reconvenção. 2)- A ora agravada, (pastas 00303/316) requereu a improcedência do pedido inicial, com o acolhimento integral da reconvenção e, subsidiariamente, a redução da verba indenizatória. O feito foi julgado monocraticamente nos termos do art. 557 do Código de Processo Civil, em razão da atribuição da competência dos órgãos colegiados aos relatores, e no mérito reformou a sentença declarando a improcedência da apelação dos agravantes e a procedência do apelo da ora agravada, consoante abaixo transcrito: APELAÇÕES CÍVEIS. CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL. PRETENSÃO DE RECEBIMENTO DE PERDAS E DANOS POR CONTA DE ATRASO NA CONCLUSÃO E ENTREGA DO IMÓVEL E EM EXISTÊNCIA DE VÍCIOS DE CONSTRUÇÃO. RECONVENÇÃO DA EMPRESA RÉ SUSTENTANDO O INADIMPLEMENTO DO CONTRATO POR PARTE DOS AUTORES, QUE EMBORA IMITIDOS NA POSSE DO IMÓVEL, NÃO ESTARIAM ADIMPLINDO O FINANCIAMENTO CONTRATADO. FATO QUE FOI ADMITIDO PELOS AUTORES, DE FORMA EXPRESSA, NA INICIAL. IMPOSSIBILIDADE DE UTILIZAÇÃO DO FGTS DO 1° AUTOR PARA QUITAÇÃO DO VALOR FINANCIADO QUE NÃO PODE SER IMPUTADA À EMPRESA RÉ. CABÍVEL A
  • 8. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br RESCISÃO DO CONTRATO POSSIBILITANDO A REINTEGRAÇÃO DA EMPRESA RÉ NA POSSE DO IMÓVEL. APLICAÇÃO AOS AUTORES DA MULTA FIXADA NA CLÁUSULA 5.1 DO CONTRATO E O PAGAMENTO DA TAXA DE OCUPAÇÃO DO IMÓVEL PREVISTA NA CLÁUSULA 5.3 DO CONTRATO DESDE DATA DA IMISSÃO DE POSSE ATÉ A DATA DA EFETIVA RESTITUIÇÃO DO IMÓVEL À EMPRESA RÉ. AFASTADA A CONDENAÇÃO DA EMPRESA À REPARAÇÃO POR DANO MORAL. RECURSO DA EMPRESA RÉ SE ACOLHE PARA REFORMAR INTEGRALMENTE A SENTENÇA PARA JULGAR IMPROCEDENTE O PEDIDO AUTORAL E PROCEDENTE A RECONVENÇÃO. (Grifos e destaques nossos)
  • 9. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Desta decisão, insurgiu-se com o presente Agravo Interno, visando à reconsideração e o consequente provimento ao recurso julgado monocraticamente como improcedente em desfavor dos agravantes. Eis a síntese narrada dos fatos. DAS RAZÕES PARA RECONSIDERAÇÃO E PROVIMENTO AO RECURSO A r. decisão agravada, ao apreciar em sede monocrática o recursos das partes, assentou sua fundamentação, limitando que: Ao assentar da forma como fez, a decisão monocrática desconsiderou que os agravantes vêm desde o INÍCIO da lide sustentando enfaticamente na inicial as fls 6 QUE:
  • 10. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Nas razões do recurso as fls 276, novamente os agravantes descreveram reiterando a responsabilidade da agravada quanto ao seu dever contratado de agir TEMPESTIVAMENTE no sentido de efetuar o saque do FGTS do primeiro agravante, consoante se vê abaixo:.
  • 11. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Ressalte-se que a agravada já vinha DESCUMPRINDO O CONTRATO desde momentos anteriores a alegação de ausência de pagamento, quando das DUAS escolhas do terreno, sendo que na primeira os agravantes tiveram de renunciar a área escolhida e na segunda não se concluiu a construção, porquanto venderam o terreno, restando por último ter de aceitar receber um imóvel MENOR com entrega ATRASADA, conforme descrito desde o inicio as fls 4/6 e nas razões do apelo as fls 273/276, consoante brilhantemente reconhecido pela sentença de primeira instância transcrita abaixo:
  • 12. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Conforme ressaltado pelo magistrado sentenciante, causa absoluta estranheza o suposto beneplácito da agravada, em ter entregado o imóvel aos agravantes antes de ter recebido o financiamento e o saldo do FGTS, ambos de responsabilidade e obrigação contraída pela agravada conforme acordado.
  • 13. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Assim, ressalte-se que a decisão ora agravada NÃO SE MANISFESTOU sequer para rechaçar as alegações dos agravantes, caracterizando-se numa decisão monocrática imotivada. Se existente alguma exceção de contrato nesses autos (conforme reconvencionado pela agravada), essa deve militar contraposta em prol dos agravantes, que além de ser a parte hipossuficiente da relação contratual consoante o código consumerista, inclusive tiveram de se contentar na terceira negociação, com um lote menor, inferior ao tamanho acordado entre as partes, conforme questionado desde a inicial, conforme referenciado as fls 4/6 e 273/276, e que foram completamente ignorados pela sentença e pela decisão monocrática ora atacada. Os objetivos almejados neste recurso foram afastados por uma análise perfunctória, que redundou em uma decisão monocrática eivada de nulidade, posto que ausente de motivação, bem como se revelou citra petita, posto que deixou de ANALISAR SITUAÇÃO FÁTICA, qual seja, petição de responsabilização e indenização, decorrentes do descumprimento contratual por parte da agravada, conforme se destacou desde a inicial até as razões do apelo, mormente porque os agravantes tiveram de escolher seu terreno por três vezes, e ainda teve de suportar receber o imóvel com entrega atrasada, e com medição inferior, com vícios no produto, além da alegada responsabilidade da agravada no tocante a OMISSÃO EM AGIR no tempo oportuno para a intermediação do financiamento APROVADO e do recebimento do FGTS que ainda se encontra a disposição para ser liberado à agravada, conforme informado as fls 276 das razões do apelo dos ora agravantes.
  • 14. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Tendo em vista o lapso temporal ocorrido entre a distribuição da presente ação e a prolação da sentença, o primeiro agravante que trabalhava fora do país em face de seu retorno, informou à agravada que já desde aquela época, possuía saldo no FGTS de R$ 65.637,33 (sessenta e cinco mil seiscentos e trinta e sete mil e trinta e três centavos), disponíveis para quitação do imóvel. (fls. 259 a 261). O documento de fls. 26 mostra que os agravantes pagaram a agravada pelos serviços de despachadoria, inclusive para requerer e providenciar o saque do FGTS. (conforme evidencia documento de fl 43). Assim, uma vez habilitada e autorizada a proceder como despachante, cabe à agravada ser compelida na OBRIGAÇÃO DE FAZER, (objeto da presente ação), a agir perante a Caixa Econômica Federal para que efetive o saque da conta do FGTS, o que por desinteresse da mesma, não foi feito até a presente data. Ressalte-se que a obrigação decorre de cláusula xx constante sobre o "abatimento" do valor do FGTS no saldo devedor. Por outro lado, como se vê, a r. decisão monocrática da nobre relatora, SEQUER abordou os pedidos dos agravantes, ainda que fosse para rejeitá-los, e imediatamente passou ao acolhimento do apelo do pedido reconvencional da agravada, acolhendo a suposta alegação de exceção de contrato por ausência de pagamento, situação esta que para ser aceita, pressupor-se-ia que já teria sido
  • 15. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br refutada ou rejeitada as alegações e pedidos dos agravantes no tocante a omissão e negligência imputada a agravada, NOTADAMENTE PELA OMISSÃO DA MESMA QUE DEMOROU MESES PARA CUMPRIR SEU DEVER DE DESPACHADORIA visando receber o FGTS do agravante e que por isso mesmo culmina na sua responsabilização, ante a existência de vicio e defeito no serviço. Nada disso foi apreciado pela decisão monocrática agravada. Nesse sentido nos alude o precedente jurisprudencial abaixo: DECISÃO MONOCRÁTICA. AGRAVO DE INSTRUMENTO. DECISÃO CITRA PETITA. NULIDADE DA DECISÃO. - Caracteriza-se como citra petita a decisão que se omite na apreciação de um ou de mais dos pedidos formulados pela parte. - Decisão desconstituída. Recurso prejudicado. (Agravo de Instrumento Nº 70056835671, Vigésima Quinta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Leila Vani Pandolfo Machado, Julgado em 18/12/2013). Ora, as razões fundamentadas no Recurso improvido dos agravantes, encontram o respaldo na Legislação específica, na Doutrina e na Jurisprudência de qualidade. Ressalte-se, cabia à agravada provar que entregou o imóvel nas condições e termos ajustados, o que não logrou fazer, bem como lhe cabia cumprir com seu dever de intermediar nos compromissos a que se predispôs para despachadoria de saque do FGTS que, aliás, foi cobrado, não podendo alegar complacência ou
  • 16. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br beneplácito para com os agravantes, por ter lhes entregado um imóvel com atraso, com metragem inferior, com vícios no produto, alegando que o teria feito mesmo sem receber, quando de fato quando da entrega, o financiamento já se encontrava APROVADO, bem como a agravada podia naquela oportunidade, bem como ainda o pode intermediar no sentido de diligenciar junto a CEF a fim de efetuar a liberação do saldo do FGTS que ficou a disposição na ocasião até antes da saída do agravante do Brasil, fato que gerou a negativa de liberação do saldo, porquanto a agravada demorou meses para pleiteá-lo e quando o fez, fez na época em que o agravado encontrava-se fora do país, portanto inoportunamente e negligentemente, repita-se depois de meses, no que se tornou fator da negativa de transferência do saldo e que após o retorno do agravante, conforme informado nas razoes do apelo, continua a disposição para saque por parte da agravada, que não demonstra o menor interesse em cumprir seu serviço de despachadoria PAGO no sentido de requerer novamente junto a CEF. Carece ainda de reforma a equivocada afirmação do julgador de primeira instancia que considerou ser dos agravantes o ônus de provar que o terreno possuía área inferior à ofertada, eis que desde o início os agravantes sempre questionaram e a agravada nunca se manifestou formalmente sobre o assunto. À agravada tinha o dever de provar que a área do imóvel estava em conformidade com o contratado, o que deixou de fazer. Daí que o Decisum ora agravado, se mantido, ferirá de morte os princípios constitucionais da proporcionalidade e razoabilidade sempre tão perseguidos – e daí retardando ainda mais e
  • 17. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br mais a Entrega da Prestação Jurisdicional requerida, assoberbando, por demasiado, o quotidiano forense com estas discussões e que poderiam estar sendo evitadas. Desta forma, a decisão monocrática que negou provimento ao apelo dos agravantes, causa sérias lesões não só ao direito pleiteado pelos agravantes, mas, por ferir dispositivos legais e princípios norteadores do direito processual civil. No caso desses autos, ainda que não se caracterize a violação do princípio do duplo grau de jurisdição em face da decisão monocrática da relatora, contudo, na espécie dos autos em virtude da complexidade da demanda, que houve reconvenção e apelação de ambas as partes, que diz respeito à possibilidade de revisão do julgado, tudo recomendava que a prestação jurisdicional se concretizasse através de decisão colegiada. Por conseguinte e por medida de economia processual, reitera/reportando aqui todas as teses arguidas no memorial da apelação, a qual se requer seja acrescido na causa de pedir objeto do presente agravo. Destarte, salta aos olhos a necessidade do conhecimento do presente recurso, para, em julgamento, reformar a decisão, afastando-se assim, a decisão monocrática ante sua imotivação e por ter julgado de forma citra petita e assim prover o presente agravo, para dar provimento à apelação dos ora agravantes, no sentido de: Majorar a indenização extrapatrimonial, bem como a condenação da agravada na OBRIGAÇÃO DE FAZER a fim de
  • 18. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br providenciaro levantamentodo saldo do FGTS do 1° agravado na Caixa Econômica Federalpara abatimento do financiamento contratado e a pagar indenização referente à área suprimida do lote objeto do contrato,bem comoa arcar, integralmente, com as custas processuais e honorários advocatícios de sucumbência. Destarte, ao julgar desta forma estará se fazendo imperar a justiça necessária e aplicando corretamente os diversos dispositivos do Código Civil e do Código de Defesa do Consumidor e demonstrando sintonia com os precedentes predominantes, e em consonância com as garantias constitucionais previstas em todo arcabouço normativo brasileiro. DO PRÉ-QUESTIONAMENTO Fica pré-questionado ao Tribunal desde o momento, quanto a uma eventual desacolhida do tão necessário recurso, especialmente no tocante a negativa de prestação jurisdicional e desconsideração dos princípios constitucionais da proporcionalidade e razoabilidade no caso concreto, ante a decisão monocrática citra petita da relatoria, que desconsiderou os pedidos dos agravantes, bem como pela ausência de motivação no tocante as teses apresentadas pelos agravantes naquele recurso de apelação improvido, excluindo-se assim os pedidos dos agravantes da devida apreciação e resposta do Poder Judiciário, tal como submetido desde a Petição Exordial. Neste contexto, num futuro Julgamento deve consagrar todas as questões jurídicas suscitadas com a sua base na
  • 19. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br Legislação constitucional e infraconstitucional as quais merecem a apreciação por parte desta Corte. Assim procedendo estará este Tribunal mantendo aberta a via Especial e Extraordinária caso não se conforme os Agravantes com o julgamento que ainda está por vir e o que, obviamente, mister se faz invocar pelo “Princípio da Eventualidade” tão somente. DA CONCLUSÃO E PEDIDOS Por fim chega-se a conclusão de que é totalmente inadmissível a prática efetuada pelas construtoras, que dolosamente se eximem projetando a responsabilidade de sanar seus vícios e obrigações contratuais. Por tais motivos e invocando o entendimento uníssono deste Egrégio TJ Carioca, é que os ora Agravantes requerem a PROCEDÊNCIA IN TOTUM do presente Agravo Interno caso a Ilustrada Relatoria não venha a exercer o tão esperado “Juízo de Retratação” na forma do Artigo n° 557, § 1°, do Códex dos Ritos – afora o que ali dispõe o Artigo n° 201 do “regimento interno” deste Tribunal de Justiça do Estado do Rio Janeiro; ou, se assim não acontecer, requerendo-se que o Feito seja colocado em Mesa para o julgamento colegiado do presente Recurso sob a sua forma regimental e para que dele conheça esta Colenda Câmara Cível, se pronunciando sobre o seu Mérito e dali se dignarem em proceder a “reforma” da r. Decisão de folhas 362/369 dos autos, e que o feito seja julgado por este colegiado, e que no mérito, seja dado provimento para condenar a agravada na OBRIGAÇÃO DE FAZER,
  • 20. ADVOGADO & ADVOGADO Advocacia e Assessoria __________________________________________________ _________________________________________________ Rua xxxxxx, 00 - sala 00 - xxxxxx - ................/UF- 00000-000. Tel/Fax: (00) 0000-0000 / 0000- 0000 - e-mail: ADVOGADO@adv.oabsp.org.br para Majorar a indenização extrapatrimonial aplicada na sentença, (consoante razões da apelação) bem como a providenciaro levantamentodo saldo do FGTS do 1° agravado na Caixa Econômica Federalpara abatimento do financiamento contratado conforme acordadoe a pagar indenização referente à área suprimida do lote objeto do contrato,bem como a arcar, integralmente, com as custas processuais e honorários advocatícios de sucumbência por ser medida do melhor DIREITO e a única forma de se fazer valer a JUSTIÇA para os ora agravantes injustamente prejudicados pelo descumprimento das obrigações assumidas com os agravantes, máxime considerando-se todos os princípios elencados ao longo deste arrazoado, porquanto em consonância com o entendimento de direito prevalecente e majoritário no arcabouço normativo da república, destacando-se que ao agir assim, esta Egrégia Câmara estará renovando seus propósitos de distribuir à tão almejada JUSTIÇA! Nestes termos, Pede Deferimento. Macaé/RJ, 12 de dezembro de 2014. __________________________ ___________________________ ADVOGADO SUBSCRITOR ADVOGADO SUBSCRITOR OAB/UF ............ OAB/UF ............