SlideShare uma empresa Scribd logo
AdolescênciaAdolescência
Colégio Elisa AndreoliColégio Elisa Andreoli
Serviço de Psicologia EscolarServiço de Psicologia Escolar
Projeto de Orientação ProfissionalProjeto de Orientação Profissional
Data. 28 de agosto de 2007.Data. 28 de agosto de 2007.
AdolescênciaAdolescência
A adolescência é um período de grandes descobertas,A adolescência é um período de grandes descobertas,
de riquezas, de potencialidades, de exigências e dede riquezas, de potencialidades, de exigências e de
grandes ideais. Interrogam seriamente os adultos.grandes ideais. Interrogam seriamente os adultos.
São os anos decisivos para o futuro da pessoa.São os anos decisivos para o futuro da pessoa.
AdolescênciaAdolescência
Os pais são os primeiros educadores.Os pais são os primeiros educadores.
AdolescênciaAdolescência
Os adolescentes hoje são mais aptos para compreenderOs adolescentes hoje são mais aptos para compreender
intelectualmente tantas noções, mas muitas vezesintelectualmente tantas noções, mas muitas vezes
falta a vida prática.falta a vida prática.
AdolescênciaAdolescência
• Nesta idade, os adolescentes aprendem mais com aNesta idade, os adolescentes aprendem mais com a
vida do que com as palavras. Muitas vezes, fixamos avida do que com as palavras. Muitas vezes, fixamos a
atenção ao“verbalismo” e esquecemos de daratenção ao“verbalismo” e esquecemos de dar
importância ao testemunho da unidade entre palavra eimportância ao testemunho da unidade entre palavra e
vida.vida.
AdolescênciaAdolescência
É fundamental darmos confiança e segurança aosÉ fundamental darmos confiança e segurança aos
adolescentes e fazer com que sejam protagonistas.adolescentes e fazer com que sejam protagonistas.
Não devem ser mortificados ou freados nos seusNão devem ser mortificados ou freados nos seus
impulsos e iniciativas, mas encorajados positivamenteimpulsos e iniciativas, mas encorajados positivamente
e ajudados a realizar os seus projetos.e ajudados a realizar os seus projetos.
AdolescênciaAdolescência
É importante sublinhar que a nossa formação deve serÉ importante sublinhar que a nossa formação deve ser
toda “positiva”. “Não faça isso”,“ não faça aquilo”, mastoda “positiva”. “Não faça isso”,“ não faça aquilo”, mas
devemos , ao invés, dar tudo no positivo, focalizando odevemos , ao invés, dar tudo no positivo, focalizando o
agir moral sobre o amor e não sobre o dever e aagir moral sobre o amor e não sobre o dever e a
obrigação.obrigação.
AdolescênciaAdolescência
Temo que ter a coragem de falar a verdade. NãoTemo que ter a coragem de falar a verdade. Não
corrigir os caprichos e os defeitos significa de fatocorrigir os caprichos e os defeitos significa de fato
renunciar à educação.renunciar à educação. “A verdade que não vem do“A verdade que não vem do
amor não educa, mas exaspera. Somente através deamor não educa, mas exaspera. Somente através de
um grande amor paterno e materno nasce a sabedoriaum grande amor paterno e materno nasce a sabedoria
de corrigir nos tempos e modos devidos. Corrigir nãode corrigir nos tempos e modos devidos. Corrigir não
é somente dizer: “ você errou”, mas mostrar asé somente dizer: “ você errou”, mas mostrar as
razões. Isto nasce de um amor inteligente que pensarazões. Isto nasce de um amor inteligente que pensa
e reflete antes de repreender, que tem sempre eme reflete antes de repreender, que tem sempre em
mente um fim a ser atingido, que recorre à discriçãomente um fim a ser atingido, que recorre à discrição
do diálogo antes das intervenções públicas.” ( cardealdo diálogo antes das intervenções públicas.” ( cardeal
Martini)Martini)
AdolescênciaAdolescência
““O verdadeiro educador é também exigente. Pede eO verdadeiro educador é também exigente. Pede e
educa à responsabilidade e ao empenho.” ( Chiaraeduca à responsabilidade e ao empenho.” ( Chiara
Lubich)Lubich). É necessário ter presente que é um período. É necessário ter presente que é um período
de turbulências emotivas, com altos e baixos, impulsosde turbulências emotivas, com altos e baixos, impulsos
e falta de coragem.e falta de coragem.
AdolescênciaAdolescência
““No campo educativo, com formas de hiper proteção,No campo educativo, com formas de hiper proteção,
tende-se a preservar os adolescentes de qualquertende-se a preservar os adolescentes de qualquer
dificuldade, habituando-os a ver a vida como umadificuldade, habituando-os a ver a vida como uma
estrada em descida, fácil, cômoda. Na realidade, nósestrada em descida, fácil, cômoda. Na realidade, nós
os deixamos em grande embaraço diante dasos deixamos em grande embaraço diante das
inevitáveis provas da vida e em particular os tornamosinevitáveis provas da vida e em particular os tornamos
passivos e relutantes em relação às responsabilidadespassivos e relutantes em relação às responsabilidades
que todo ser humano deve assumir diante de si mesmo,que todo ser humano deve assumir diante de si mesmo,
do próximo e da sociedade. “ ( Chiara Lubich).do próximo e da sociedade. “ ( Chiara Lubich).
Podemos cair no erro de pensar que é amor eliminarPodemos cair no erro de pensar que é amor eliminar
todos os obstáculos dos adolescentes, enquanto que étodos os obstáculos dos adolescentes, enquanto que é
mais formativo ajudá-los a enfrentar as dificuldades.mais formativo ajudá-los a enfrentar as dificuldades.
AdolescênciaAdolescência
Vemos que na maioria das vezes aquilo que procuram emVemos que na maioria das vezes aquilo que procuram em
nós é uma escuta serena e acolhedora, pedem para sernós é uma escuta serena e acolhedora, pedem para ser
considerados seriamente, mas sem dramatizar. Devemconsiderados seriamente, mas sem dramatizar. Devem
sentir-se amados, sustentados e respeitados.sentir-se amados, sustentados e respeitados.
AdolescênciaAdolescência
Encarar os próprios medos, ao contrário, é o caminho deEncarar os próprios medos, ao contrário, é o caminho de
todos os que venceram na vida, é o caminho datodos os que venceram na vida, é o caminho da
liberdade, da auto-estima positiva. O medo rouba aliberdade, da auto-estima positiva. O medo rouba a
nossa espontaneidade, nos faz perder a sensibilidade enossa espontaneidade, nos faz perder a sensibilidade e
a vitalidade. Ele nos torna superficiais e insatisfeitos.a vitalidade. Ele nos torna superficiais e insatisfeitos.
AdolescênciaAdolescência
Roberto ZiemerRoberto Ziemer, mestre em psicologia social diz, mestre em psicologia social diz" para" para
que passemos do medo à confiança é necessário queque passemos do medo à confiança é necessário que
utilizemos imagens positivas e confiantes...boa porçãoutilizemos imagens positivas e confiantes...boa porção
do medo é criada por pensamentos e associaçõesdo medo é criada por pensamentos e associações
negativas que nós mesmos geramos e reforçamos.."negativas que nós mesmos geramos e reforçamos.." OO
grande líder espiritualgrande líder espiritual chinês Lao-Tsechinês Lao-Tse diz"diz" todotodo
aquele que consegue ver através de qualquer medoaquele que consegue ver através de qualquer medo
sempre estará seguro".sempre estará seguro".
AdolescênciaAdolescência
Decidir implica sempre fazer uma escolha, darDecidir implica sempre fazer uma escolha, dar
prioridade a uma opção e abrir mão de outras. Na horaprioridade a uma opção e abrir mão de outras. Na hora
da escolha, se fica com medo da perda. .Às vezes, éda escolha, se fica com medo da perda. .Às vezes, é
mais fácil deixar que outros façam as escolhas pormais fácil deixar que outros façam as escolhas por
nós, assim nos livramos dos compromissos.nós, assim nos livramos dos compromissos.
AdolescênciaAdolescência
A vocação supõe uma capacidade de escutar e refletirA vocação supõe uma capacidade de escutar e refletir
sobre as verdades e os valores guardados no nossosobre as verdades e os valores guardados no nosso
íntimo. Ninguém pode nos dizer qual atividade ou papelíntimo. Ninguém pode nos dizer qual atividade ou papel
dará sentido à nossa atuação no mundo, nem qual é adará sentido à nossa atuação no mundo, nem qual é a
melhor maneira de contribuirmos. A vocação não semelhor maneira de contribuirmos. A vocação não se
revela por meio de uma voz proveniente de fora querevela por meio de uma voz proveniente de fora que
nos sugere ser aquilo que não somos. Ela brota de umanos sugere ser aquilo que não somos. Ela brota de uma
voz que tem sua origem no interior de cada um e nosvoz que tem sua origem no interior de cada um e nos
chama a sermos aquela pessoa que nascemos para ser.chama a sermos aquela pessoa que nascemos para ser.
AdolescênciaAdolescência
Quando uma pessoa toma uma decisão em prol de umQuando uma pessoa toma uma decisão em prol de um
chamado está escrevendo com o próprio punho achamado está escrevendo com o próprio punho a
história da humanidade.história da humanidade.
AdolescênciaAdolescência
Como disse:Como disse: Frederick Buechner;Frederick Buechner; " A vocação é o" A vocação é o
lugar em que nossa profunda alegria selugar em que nossa profunda alegria se
encontra com a profunda necessidade doencontra com a profunda necessidade do
mundo."mundo."
FrasesFrases
• "Se você viver cem anos eu quero viver cem anos menos um dia, assim nunca"Se você viver cem anos eu quero viver cem anos menos um dia, assim nunca
terei de viver sem você"- Winnie Pooh.terei de viver sem você"- Winnie Pooh.
• ““Ha pessoas que nos falam e nem as escutamos; há pessoas que nos ferem eHa pessoas que nos falam e nem as escutamos; há pessoas que nos ferem e
nem cicatrizes deixam. Mas há pessoas que, simplesmente, aparecem em nossanem cicatrizes deixam. Mas há pessoas que, simplesmente, aparecem em nossa
vida e que marcam para sempre...(Cecília Meireles)vida e que marcam para sempre...(Cecília Meireles)
• "O amor é a força mais abstrata, e também a mais potente, que há no mundo""O amor é a força mais abstrata, e também a mais potente, que há no mundo"
(Mahatma Gandhi)(Mahatma Gandhi)
• O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidadeO valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade
com que acontecem. Por isso existemcom que acontecem. Por isso existem
momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.
(Fernando Pessoa)(Fernando Pessoa)
• "Corajoso não é aquele que decide suicidar-se para mostar que tem coragem,"Corajoso não é aquele que decide suicidar-se para mostar que tem coragem,
mas aquele que opta por viver emas aquele que opta por viver e
enfrentar todos os obstáculos da vida!" (Carol)enfrentar todos os obstáculos da vida!" (Carol)
• ““Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois umNão ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois um
dia você se decepciona...Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com umdia você se decepciona...Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um
amor sem explicação!!!"amor sem explicação!!!"
Referências BibliográficasReferências Bibliográficas
11.Chiara Lubich ( Honoris Causas Psicologia).Chiara Lubich ( Honoris Causas Psicologia)
2. Cardeal Martini2. Cardeal Martini
3. Frederick Buechner3. Frederick Buechner
4. Roberto Ziemer ( psicólogo)4. Roberto Ziemer ( psicólogo)
5. Lao -Tse ( líder espiritual chinês)5. Lao -Tse ( líder espiritual chinês)
ProduçãoProdução
• Texto : EmiTexto : Emi
• Montagem : Manuella SouzaMontagem : Manuella Souza
OuriquesOuriques

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7 inimigos da familia, influencias externas
7   inimigos da familia, influencias externas7   inimigos da familia, influencias externas
7 inimigos da familia, influencias externas
PIB Penha
 
Apresentação livro das famílias
Apresentação livro das famíliasApresentação livro das famílias
Apresentação livro das famílias
Cleverton Epormucena
 
BIZCOOL - EMPREENDEDORISMO SEM ROMANCE - DESCUBRA COMO MELHORAR AS SUAS CARAC...
BIZCOOL - EMPREENDEDORISMO SEM ROMANCE - DESCUBRA COMO MELHORAR AS SUAS CARAC...BIZCOOL - EMPREENDEDORISMO SEM ROMANCE - DESCUBRA COMO MELHORAR AS SUAS CARAC...
BIZCOOL - EMPREENDEDORISMO SEM ROMANCE - DESCUBRA COMO MELHORAR AS SUAS CARAC...
Bizcool | Escola Aceleradora
 
Pequenos descuidos grandes problemas américo canhoto
Pequenos descuidos grandes problemas   américo canhotoPequenos descuidos grandes problemas   américo canhoto
Pequenos descuidos grandes problemas américo canhoto
Helio Cruz
 
Pedagogia da virtude
Pedagogia da virtudePedagogia da virtude
Pedagogia da virtude
Daniane Bornea Friedl
 
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaAs 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
Joseni Carvalho Ramos
 
Comunicação familiar
Comunicação familiarComunicação familiar
Comunicação familiar
REGINA LACERDA
 
Palavra jovem n 11
Palavra jovem n 11Palavra jovem n 11
Palavra jovem n 11
Escola Figueiredo Correia
 
Quando os pais se separam
Quando os pais se separamQuando os pais se separam
Quando os pais se separam
renan446
 
Alma sempre jovem
Alma sempre jovemAlma sempre jovem
Alma sempre jovem
pietra bravo
 
Revista finalizada lucilene (revisada)2
Revista finalizada lucilene (revisada)2Revista finalizada lucilene (revisada)2
Revista finalizada lucilene (revisada)2
Lucilene-30
 
20110506 cérebro, motivação e auto estima
20110506 cérebro, motivação e auto estima20110506 cérebro, motivação e auto estima
20110506 cérebro, motivação e auto estima
Dora Machado Consultoria
 
Duvidasangustias
DuvidasangustiasDuvidasangustias
Duvidasangustias
Nelson Ramalhoto
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Dalila Melo
 
TRANSUBSTANCIAÇÃO - SUBSTÂNCIA TRANSCENDENTE
TRANSUBSTANCIAÇÃO - SUBSTÂNCIA TRANSCENDENTETRANSUBSTANCIAÇÃO - SUBSTÂNCIA TRANSCENDENTE
TRANSUBSTANCIAÇÃO - SUBSTÂNCIA TRANSCENDENTE
MARCO AURÉLIO BICALHO DE ABREU CHAGAS
 
Há valores imprescindíveis para conviver1
Há valores imprescindíveis para conviver1Há valores imprescindíveis para conviver1
Há valores imprescindíveis para conviver1
Atividades Diversas Cláudia
 
Revista bem estar-20150503 (1)
Revista bem estar-20150503 (1)Revista bem estar-20150503 (1)
Revista bem estar-20150503 (1)
Fernanda Caprio
 
10 causas e consequencias do divorcio
10   causas e consequencias do divorcio10   causas e consequencias do divorcio
10 causas e consequencias do divorcio
PIB Penha
 
Erik erikson
Erik eriksonErik erikson
Erik erikson
tiny161
 
Içami tiba disciplina, limite na medida certa (pdf)(rev)[1]
Içami tiba   disciplina, limite na medida certa (pdf)(rev)[1]Içami tiba   disciplina, limite na medida certa (pdf)(rev)[1]
Içami tiba disciplina, limite na medida certa (pdf)(rev)[1]
Aline Kersul Krsul
 

Mais procurados (20)

7 inimigos da familia, influencias externas
7   inimigos da familia, influencias externas7   inimigos da familia, influencias externas
7 inimigos da familia, influencias externas
 
Apresentação livro das famílias
Apresentação livro das famíliasApresentação livro das famílias
Apresentação livro das famílias
 
BIZCOOL - EMPREENDEDORISMO SEM ROMANCE - DESCUBRA COMO MELHORAR AS SUAS CARAC...
BIZCOOL - EMPREENDEDORISMO SEM ROMANCE - DESCUBRA COMO MELHORAR AS SUAS CARAC...BIZCOOL - EMPREENDEDORISMO SEM ROMANCE - DESCUBRA COMO MELHORAR AS SUAS CARAC...
BIZCOOL - EMPREENDEDORISMO SEM ROMANCE - DESCUBRA COMO MELHORAR AS SUAS CARAC...
 
Pequenos descuidos grandes problemas américo canhoto
Pequenos descuidos grandes problemas   américo canhotoPequenos descuidos grandes problemas   américo canhoto
Pequenos descuidos grandes problemas américo canhoto
 
Pedagogia da virtude
Pedagogia da virtudePedagogia da virtude
Pedagogia da virtude
 
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaAs 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
 
Comunicação familiar
Comunicação familiarComunicação familiar
Comunicação familiar
 
Palavra jovem n 11
Palavra jovem n 11Palavra jovem n 11
Palavra jovem n 11
 
Quando os pais se separam
Quando os pais se separamQuando os pais se separam
Quando os pais se separam
 
Alma sempre jovem
Alma sempre jovemAlma sempre jovem
Alma sempre jovem
 
Revista finalizada lucilene (revisada)2
Revista finalizada lucilene (revisada)2Revista finalizada lucilene (revisada)2
Revista finalizada lucilene (revisada)2
 
20110506 cérebro, motivação e auto estima
20110506 cérebro, motivação e auto estima20110506 cérebro, motivação e auto estima
20110506 cérebro, motivação e auto estima
 
Duvidasangustias
DuvidasangustiasDuvidasangustias
Duvidasangustias
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
 
TRANSUBSTANCIAÇÃO - SUBSTÂNCIA TRANSCENDENTE
TRANSUBSTANCIAÇÃO - SUBSTÂNCIA TRANSCENDENTETRANSUBSTANCIAÇÃO - SUBSTÂNCIA TRANSCENDENTE
TRANSUBSTANCIAÇÃO - SUBSTÂNCIA TRANSCENDENTE
 
Há valores imprescindíveis para conviver1
Há valores imprescindíveis para conviver1Há valores imprescindíveis para conviver1
Há valores imprescindíveis para conviver1
 
Revista bem estar-20150503 (1)
Revista bem estar-20150503 (1)Revista bem estar-20150503 (1)
Revista bem estar-20150503 (1)
 
10 causas e consequencias do divorcio
10   causas e consequencias do divorcio10   causas e consequencias do divorcio
10 causas e consequencias do divorcio
 
Erik erikson
Erik eriksonErik erikson
Erik erikson
 
Içami tiba disciplina, limite na medida certa (pdf)(rev)[1]
Içami tiba   disciplina, limite na medida certa (pdf)(rev)[1]Içami tiba   disciplina, limite na medida certa (pdf)(rev)[1]
Içami tiba disciplina, limite na medida certa (pdf)(rev)[1]
 

Destaque

Study and Analysis of Automotive Seating System Riser Design & Development fo...
Study and Analysis of Automotive Seating System Riser Design & Development fo...Study and Analysis of Automotive Seating System Riser Design & Development fo...
Study and Analysis of Automotive Seating System Riser Design & Development fo...
ijsrd.com
 
China chinese patent medicine industry report, 2010
China chinese patent medicine industry report, 2010China chinese patent medicine industry report, 2010
China chinese patent medicine industry report, 2010
ResearchInChina
 
21 Fixed Seating Layout Examples
21 Fixed Seating Layout Examples21 Fixed Seating Layout Examples
21 Fixed Seating Layout Examples
Jeremiah Rizzo
 
ACE Seats Crash Test 2015
ACE Seats Crash Test 2015ACE Seats Crash Test 2015
ACE Seats Crash Test 2015
Vijayakumar Rajaram
 
Automotive Seating System Validation_Whitepaper_v2
Automotive Seating System Validation_Whitepaper_v2Automotive Seating System Validation_Whitepaper_v2
Automotive Seating System Validation_Whitepaper_v2
Swanand Jawadekar
 
Verdade absoluta
Verdade absolutaVerdade absoluta
Verdade absoluta
J. Alfredo Bião
 
Global and china automotive seating system industry report, 2010 2011
Global and china automotive seating system industry report, 2010 2011Global and china automotive seating system industry report, 2010 2011
Global and china automotive seating system industry report, 2010 2011
ResearchInChina
 
Car seat design for driver satisfaction
Car seat design for driver satisfactionCar seat design for driver satisfaction
Car seat design for driver satisfaction
Michigan State University
 
Seat design
Seat designSeat design
Seat design
sarang Bire
 

Destaque (9)

Study and Analysis of Automotive Seating System Riser Design & Development fo...
Study and Analysis of Automotive Seating System Riser Design & Development fo...Study and Analysis of Automotive Seating System Riser Design & Development fo...
Study and Analysis of Automotive Seating System Riser Design & Development fo...
 
China chinese patent medicine industry report, 2010
China chinese patent medicine industry report, 2010China chinese patent medicine industry report, 2010
China chinese patent medicine industry report, 2010
 
21 Fixed Seating Layout Examples
21 Fixed Seating Layout Examples21 Fixed Seating Layout Examples
21 Fixed Seating Layout Examples
 
ACE Seats Crash Test 2015
ACE Seats Crash Test 2015ACE Seats Crash Test 2015
ACE Seats Crash Test 2015
 
Automotive Seating System Validation_Whitepaper_v2
Automotive Seating System Validation_Whitepaper_v2Automotive Seating System Validation_Whitepaper_v2
Automotive Seating System Validation_Whitepaper_v2
 
Verdade absoluta
Verdade absolutaVerdade absoluta
Verdade absoluta
 
Global and china automotive seating system industry report, 2010 2011
Global and china automotive seating system industry report, 2010 2011Global and china automotive seating system industry report, 2010 2011
Global and china automotive seating system industry report, 2010 2011
 
Car seat design for driver satisfaction
Car seat design for driver satisfactionCar seat design for driver satisfaction
Car seat design for driver satisfaction
 
Seat design
Seat designSeat design
Seat design
 

Semelhante a Adolescencia

A coragem e a vontade (autores diversos)
A coragem e a vontade (autores diversos)A coragem e a vontade (autores diversos)
A coragem e a vontade (autores diversos)
AntonioClaro6
 
A coragem e a vontade (autores diversos)
A coragem e a vontade (autores diversos)A coragem e a vontade (autores diversos)
A coragem e a vontade (autores diversos)
MovimentoEspirita
 
A coragem e avontade
A coragem e avontadeA coragem e avontade
A coragem e avontade
Mô...Moema Anita Conceição
 
A coragem e avontade
A coragem e avontadeA coragem e avontade
A coragem e avontade
Débora Menezes Salles
 
A coragem e avontade
A coragem e avontadeA coragem e avontade
A coragem e avontade
Jose Pinto Cardoso
 
A coragem e avontade
A coragem e avontadeA coragem e avontade
A coragem e avontade
Jose Pinto Cardoso
 
A coragem-e-a-vontade
A coragem-e-a-vontadeA coragem-e-a-vontade
A coragem-e-a-vontade
Mô...Moema Anita Conceição
 
Reunião pedagógica
Reunião pedagógicaReunião pedagógica
Reunião pedagógica
zaninhavidal
 
Reunião pedagógica
Reunião pedagógicaReunião pedagógica
Reunião pedagógica
zaninhavidal
 
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência! Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Hericka Zogbi J. Dias
 
A coragem e a vontade
A coragem e a vontadeA coragem e a vontade
A coragem e a vontade
siaromjo
 
Adolescencia prevencao e risco campinas
Adolescencia prevencao e risco campinasAdolescencia prevencao e risco campinas
Adolescencia prevencao e risco campinas
Eudmar nunes bastos
 
10º (a.inf) adolescente (1)
10º (a.inf) adolescente (1)10º (a.inf) adolescente (1)
10º (a.inf) adolescente (1)
Beatriz pereira
 
Um olhar para os nossos jovens...roberto crema
Um olhar para os nossos jovens...roberto cremaUm olhar para os nossos jovens...roberto crema
Um olhar para os nossos jovens...roberto crema
Eliani Ap. Regassi da Silva
 
Aula a.c.c
Aula a.c.cAula a.c.c
Aula a.c.c
DAVI CARDOSO
 
A vida ensina 8
A vida ensina 8A vida ensina 8
A vida ensina 8
pietra bravo
 
Familia um rol de expectativas
Familia   um rol de expectativas Familia   um rol de expectativas
Familia um rol de expectativas
Rubens de Mello
 
Storytelling INFNET | Elis Anjos | Setembro 2014
Storytelling INFNET | Elis Anjos | Setembro 2014Storytelling INFNET | Elis Anjos | Setembro 2014
Storytelling INFNET | Elis Anjos | Setembro 2014
Elis dos Anjos
 
Palestra entusiasmo 2011
Palestra entusiasmo 2011Palestra entusiasmo 2011
Palestra entusiasmo 2011
Idemar
 
Ser feliz relações interpessoais psoitivas
Ser feliz relações interpessoais psoitivasSer feliz relações interpessoais psoitivas
Ser feliz relações interpessoais psoitivas
SER_2011
 

Semelhante a Adolescencia (20)

A coragem e a vontade (autores diversos)
A coragem e a vontade (autores diversos)A coragem e a vontade (autores diversos)
A coragem e a vontade (autores diversos)
 
A coragem e a vontade (autores diversos)
A coragem e a vontade (autores diversos)A coragem e a vontade (autores diversos)
A coragem e a vontade (autores diversos)
 
A coragem e avontade
A coragem e avontadeA coragem e avontade
A coragem e avontade
 
A coragem e avontade
A coragem e avontadeA coragem e avontade
A coragem e avontade
 
A coragem e avontade
A coragem e avontadeA coragem e avontade
A coragem e avontade
 
A coragem e avontade
A coragem e avontadeA coragem e avontade
A coragem e avontade
 
A coragem-e-a-vontade
A coragem-e-a-vontadeA coragem-e-a-vontade
A coragem-e-a-vontade
 
Reunião pedagógica
Reunião pedagógicaReunião pedagógica
Reunião pedagógica
 
Reunião pedagógica
Reunião pedagógicaReunião pedagógica
Reunião pedagógica
 
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência! Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
Cartilha Promoção da Saúde na Infância e Adolescência!
 
A coragem e a vontade
A coragem e a vontadeA coragem e a vontade
A coragem e a vontade
 
Adolescencia prevencao e risco campinas
Adolescencia prevencao e risco campinasAdolescencia prevencao e risco campinas
Adolescencia prevencao e risco campinas
 
10º (a.inf) adolescente (1)
10º (a.inf) adolescente (1)10º (a.inf) adolescente (1)
10º (a.inf) adolescente (1)
 
Um olhar para os nossos jovens...roberto crema
Um olhar para os nossos jovens...roberto cremaUm olhar para os nossos jovens...roberto crema
Um olhar para os nossos jovens...roberto crema
 
Aula a.c.c
Aula a.c.cAula a.c.c
Aula a.c.c
 
A vida ensina 8
A vida ensina 8A vida ensina 8
A vida ensina 8
 
Familia um rol de expectativas
Familia   um rol de expectativas Familia   um rol de expectativas
Familia um rol de expectativas
 
Storytelling INFNET | Elis Anjos | Setembro 2014
Storytelling INFNET | Elis Anjos | Setembro 2014Storytelling INFNET | Elis Anjos | Setembro 2014
Storytelling INFNET | Elis Anjos | Setembro 2014
 
Palestra entusiasmo 2011
Palestra entusiasmo 2011Palestra entusiasmo 2011
Palestra entusiasmo 2011
 
Ser feliz relações interpessoais psoitivas
Ser feliz relações interpessoais psoitivasSer feliz relações interpessoais psoitivas
Ser feliz relações interpessoais psoitivas
 

Mais de Colégio Elisa Andreoli

O pre modernismo
O pre modernismoO pre modernismo
O pre modernismo
Colégio Elisa Andreoli
 
Consumo
ConsumoConsumo
Atividades de revisão fonética gabarito - 1º ano
Atividades de revisão fonética   gabarito - 1º anoAtividades de revisão fonética   gabarito - 1º ano
Atividades de revisão fonética gabarito - 1º ano
Colégio Elisa Andreoli
 
Revisão p3-1ºt
Revisão p3-1ºtRevisão p3-1ºt
Revisão p3-1ºt
Colégio Elisa Andreoli
 
Com convite noite das estrelas
Com convite noite das estrelasCom convite noite das estrelas
Com convite noite das estrelas
Colégio Elisa Andreoli
 
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionais
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionaisAspectos psicologicos em doencas ocupacionais
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionais
Colégio Elisa Andreoli
 
Sintese da psicologia e da pedagogia
Sintese da psicologia e da pedagogiaSintese da psicologia e da pedagogia
Sintese da psicologia e da pedagogia
Colégio Elisa Andreoli
 
Orientações ensino médio
Orientações ensino médioOrientações ensino médio
Orientações ensino médio
Colégio Elisa Andreoli
 
Orientação fundamental i e ii
Orientação fundamental i e iiOrientação fundamental i e ii
Orientação fundamental i e ii
Colégio Elisa Andreoli
 
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhosPsicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
Colégio Elisa Andreoli
 
Perfil etico e emocional do professor
Perfil etico e emocional do professorPerfil etico e emocional do professor
Perfil etico e emocional do professor
Colégio Elisa Andreoli
 
A importancia da afetividade na aprendizagem
A importancia da afetividade na aprendizagemA importancia da afetividade na aprendizagem
A importancia da afetividade na aprendizagem
Colégio Elisa Andreoli
 
Psicologia no colegio elisa andreoli
Psicologia no colegio elisa andreoliPsicologia no colegio elisa andreoli
Psicologia no colegio elisa andreoli
Colégio Elisa Andreoli
 

Mais de Colégio Elisa Andreoli (13)

O pre modernismo
O pre modernismoO pre modernismo
O pre modernismo
 
Consumo
ConsumoConsumo
Consumo
 
Atividades de revisão fonética gabarito - 1º ano
Atividades de revisão fonética   gabarito - 1º anoAtividades de revisão fonética   gabarito - 1º ano
Atividades de revisão fonética gabarito - 1º ano
 
Revisão p3-1ºt
Revisão p3-1ºtRevisão p3-1ºt
Revisão p3-1ºt
 
Com convite noite das estrelas
Com convite noite das estrelasCom convite noite das estrelas
Com convite noite das estrelas
 
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionais
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionaisAspectos psicologicos em doencas ocupacionais
Aspectos psicologicos em doencas ocupacionais
 
Sintese da psicologia e da pedagogia
Sintese da psicologia e da pedagogiaSintese da psicologia e da pedagogia
Sintese da psicologia e da pedagogia
 
Orientações ensino médio
Orientações ensino médioOrientações ensino médio
Orientações ensino médio
 
Orientação fundamental i e ii
Orientação fundamental i e iiOrientação fundamental i e ii
Orientação fundamental i e ii
 
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhosPsicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
Psicologia e a chave para uma boa criacao dos filhos
 
Perfil etico e emocional do professor
Perfil etico e emocional do professorPerfil etico e emocional do professor
Perfil etico e emocional do professor
 
A importancia da afetividade na aprendizagem
A importancia da afetividade na aprendizagemA importancia da afetividade na aprendizagem
A importancia da afetividade na aprendizagem
 
Psicologia no colegio elisa andreoli
Psicologia no colegio elisa andreoliPsicologia no colegio elisa andreoli
Psicologia no colegio elisa andreoli
 

Adolescencia

  • 1. AdolescênciaAdolescência Colégio Elisa AndreoliColégio Elisa Andreoli Serviço de Psicologia EscolarServiço de Psicologia Escolar Projeto de Orientação ProfissionalProjeto de Orientação Profissional Data. 28 de agosto de 2007.Data. 28 de agosto de 2007.
  • 2. AdolescênciaAdolescência A adolescência é um período de grandes descobertas,A adolescência é um período de grandes descobertas, de riquezas, de potencialidades, de exigências e dede riquezas, de potencialidades, de exigências e de grandes ideais. Interrogam seriamente os adultos.grandes ideais. Interrogam seriamente os adultos. São os anos decisivos para o futuro da pessoa.São os anos decisivos para o futuro da pessoa.
  • 3. AdolescênciaAdolescência Os pais são os primeiros educadores.Os pais são os primeiros educadores.
  • 4. AdolescênciaAdolescência Os adolescentes hoje são mais aptos para compreenderOs adolescentes hoje são mais aptos para compreender intelectualmente tantas noções, mas muitas vezesintelectualmente tantas noções, mas muitas vezes falta a vida prática.falta a vida prática.
  • 5. AdolescênciaAdolescência • Nesta idade, os adolescentes aprendem mais com aNesta idade, os adolescentes aprendem mais com a vida do que com as palavras. Muitas vezes, fixamos avida do que com as palavras. Muitas vezes, fixamos a atenção ao“verbalismo” e esquecemos de daratenção ao“verbalismo” e esquecemos de dar importância ao testemunho da unidade entre palavra eimportância ao testemunho da unidade entre palavra e vida.vida.
  • 6. AdolescênciaAdolescência É fundamental darmos confiança e segurança aosÉ fundamental darmos confiança e segurança aos adolescentes e fazer com que sejam protagonistas.adolescentes e fazer com que sejam protagonistas. Não devem ser mortificados ou freados nos seusNão devem ser mortificados ou freados nos seus impulsos e iniciativas, mas encorajados positivamenteimpulsos e iniciativas, mas encorajados positivamente e ajudados a realizar os seus projetos.e ajudados a realizar os seus projetos.
  • 7. AdolescênciaAdolescência É importante sublinhar que a nossa formação deve serÉ importante sublinhar que a nossa formação deve ser toda “positiva”. “Não faça isso”,“ não faça aquilo”, mastoda “positiva”. “Não faça isso”,“ não faça aquilo”, mas devemos , ao invés, dar tudo no positivo, focalizando odevemos , ao invés, dar tudo no positivo, focalizando o agir moral sobre o amor e não sobre o dever e aagir moral sobre o amor e não sobre o dever e a obrigação.obrigação.
  • 8. AdolescênciaAdolescência Temo que ter a coragem de falar a verdade. NãoTemo que ter a coragem de falar a verdade. Não corrigir os caprichos e os defeitos significa de fatocorrigir os caprichos e os defeitos significa de fato renunciar à educação.renunciar à educação. “A verdade que não vem do“A verdade que não vem do amor não educa, mas exaspera. Somente através deamor não educa, mas exaspera. Somente através de um grande amor paterno e materno nasce a sabedoriaum grande amor paterno e materno nasce a sabedoria de corrigir nos tempos e modos devidos. Corrigir nãode corrigir nos tempos e modos devidos. Corrigir não é somente dizer: “ você errou”, mas mostrar asé somente dizer: “ você errou”, mas mostrar as razões. Isto nasce de um amor inteligente que pensarazões. Isto nasce de um amor inteligente que pensa e reflete antes de repreender, que tem sempre eme reflete antes de repreender, que tem sempre em mente um fim a ser atingido, que recorre à discriçãomente um fim a ser atingido, que recorre à discrição do diálogo antes das intervenções públicas.” ( cardealdo diálogo antes das intervenções públicas.” ( cardeal Martini)Martini)
  • 9. AdolescênciaAdolescência ““O verdadeiro educador é também exigente. Pede eO verdadeiro educador é também exigente. Pede e educa à responsabilidade e ao empenho.” ( Chiaraeduca à responsabilidade e ao empenho.” ( Chiara Lubich)Lubich). É necessário ter presente que é um período. É necessário ter presente que é um período de turbulências emotivas, com altos e baixos, impulsosde turbulências emotivas, com altos e baixos, impulsos e falta de coragem.e falta de coragem.
  • 10. AdolescênciaAdolescência ““No campo educativo, com formas de hiper proteção,No campo educativo, com formas de hiper proteção, tende-se a preservar os adolescentes de qualquertende-se a preservar os adolescentes de qualquer dificuldade, habituando-os a ver a vida como umadificuldade, habituando-os a ver a vida como uma estrada em descida, fácil, cômoda. Na realidade, nósestrada em descida, fácil, cômoda. Na realidade, nós os deixamos em grande embaraço diante dasos deixamos em grande embaraço diante das inevitáveis provas da vida e em particular os tornamosinevitáveis provas da vida e em particular os tornamos passivos e relutantes em relação às responsabilidadespassivos e relutantes em relação às responsabilidades que todo ser humano deve assumir diante de si mesmo,que todo ser humano deve assumir diante de si mesmo, do próximo e da sociedade. “ ( Chiara Lubich).do próximo e da sociedade. “ ( Chiara Lubich). Podemos cair no erro de pensar que é amor eliminarPodemos cair no erro de pensar que é amor eliminar todos os obstáculos dos adolescentes, enquanto que étodos os obstáculos dos adolescentes, enquanto que é mais formativo ajudá-los a enfrentar as dificuldades.mais formativo ajudá-los a enfrentar as dificuldades.
  • 11. AdolescênciaAdolescência Vemos que na maioria das vezes aquilo que procuram emVemos que na maioria das vezes aquilo que procuram em nós é uma escuta serena e acolhedora, pedem para sernós é uma escuta serena e acolhedora, pedem para ser considerados seriamente, mas sem dramatizar. Devemconsiderados seriamente, mas sem dramatizar. Devem sentir-se amados, sustentados e respeitados.sentir-se amados, sustentados e respeitados.
  • 12. AdolescênciaAdolescência Encarar os próprios medos, ao contrário, é o caminho deEncarar os próprios medos, ao contrário, é o caminho de todos os que venceram na vida, é o caminho datodos os que venceram na vida, é o caminho da liberdade, da auto-estima positiva. O medo rouba aliberdade, da auto-estima positiva. O medo rouba a nossa espontaneidade, nos faz perder a sensibilidade enossa espontaneidade, nos faz perder a sensibilidade e a vitalidade. Ele nos torna superficiais e insatisfeitos.a vitalidade. Ele nos torna superficiais e insatisfeitos.
  • 13. AdolescênciaAdolescência Roberto ZiemerRoberto Ziemer, mestre em psicologia social diz, mestre em psicologia social diz" para" para que passemos do medo à confiança é necessário queque passemos do medo à confiança é necessário que utilizemos imagens positivas e confiantes...boa porçãoutilizemos imagens positivas e confiantes...boa porção do medo é criada por pensamentos e associaçõesdo medo é criada por pensamentos e associações negativas que nós mesmos geramos e reforçamos.."negativas que nós mesmos geramos e reforçamos.." OO grande líder espiritualgrande líder espiritual chinês Lao-Tsechinês Lao-Tse diz"diz" todotodo aquele que consegue ver através de qualquer medoaquele que consegue ver através de qualquer medo sempre estará seguro".sempre estará seguro".
  • 14. AdolescênciaAdolescência Decidir implica sempre fazer uma escolha, darDecidir implica sempre fazer uma escolha, dar prioridade a uma opção e abrir mão de outras. Na horaprioridade a uma opção e abrir mão de outras. Na hora da escolha, se fica com medo da perda. .Às vezes, éda escolha, se fica com medo da perda. .Às vezes, é mais fácil deixar que outros façam as escolhas pormais fácil deixar que outros façam as escolhas por nós, assim nos livramos dos compromissos.nós, assim nos livramos dos compromissos.
  • 15. AdolescênciaAdolescência A vocação supõe uma capacidade de escutar e refletirA vocação supõe uma capacidade de escutar e refletir sobre as verdades e os valores guardados no nossosobre as verdades e os valores guardados no nosso íntimo. Ninguém pode nos dizer qual atividade ou papelíntimo. Ninguém pode nos dizer qual atividade ou papel dará sentido à nossa atuação no mundo, nem qual é adará sentido à nossa atuação no mundo, nem qual é a melhor maneira de contribuirmos. A vocação não semelhor maneira de contribuirmos. A vocação não se revela por meio de uma voz proveniente de fora querevela por meio de uma voz proveniente de fora que nos sugere ser aquilo que não somos. Ela brota de umanos sugere ser aquilo que não somos. Ela brota de uma voz que tem sua origem no interior de cada um e nosvoz que tem sua origem no interior de cada um e nos chama a sermos aquela pessoa que nascemos para ser.chama a sermos aquela pessoa que nascemos para ser.
  • 16. AdolescênciaAdolescência Quando uma pessoa toma uma decisão em prol de umQuando uma pessoa toma uma decisão em prol de um chamado está escrevendo com o próprio punho achamado está escrevendo com o próprio punho a história da humanidade.história da humanidade.
  • 17. AdolescênciaAdolescência Como disse:Como disse: Frederick Buechner;Frederick Buechner; " A vocação é o" A vocação é o lugar em que nossa profunda alegria selugar em que nossa profunda alegria se encontra com a profunda necessidade doencontra com a profunda necessidade do mundo."mundo."
  • 18. FrasesFrases • "Se você viver cem anos eu quero viver cem anos menos um dia, assim nunca"Se você viver cem anos eu quero viver cem anos menos um dia, assim nunca terei de viver sem você"- Winnie Pooh.terei de viver sem você"- Winnie Pooh. • ““Ha pessoas que nos falam e nem as escutamos; há pessoas que nos ferem eHa pessoas que nos falam e nem as escutamos; há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam. Mas há pessoas que, simplesmente, aparecem em nossanem cicatrizes deixam. Mas há pessoas que, simplesmente, aparecem em nossa vida e que marcam para sempre...(Cecília Meireles)vida e que marcam para sempre...(Cecília Meireles) • "O amor é a força mais abstrata, e também a mais potente, que há no mundo""O amor é a força mais abstrata, e também a mais potente, que há no mundo" (Mahatma Gandhi)(Mahatma Gandhi) • O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidadeO valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existemcom que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis. (Fernando Pessoa)(Fernando Pessoa) • "Corajoso não é aquele que decide suicidar-se para mostar que tem coragem,"Corajoso não é aquele que decide suicidar-se para mostar que tem coragem, mas aquele que opta por viver emas aquele que opta por viver e enfrentar todos os obstáculos da vida!" (Carol)enfrentar todos os obstáculos da vida!" (Carol) • ““Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois umNão ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois um dia você se decepciona...Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com umdia você se decepciona...Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação!!!"amor sem explicação!!!"
  • 19. Referências BibliográficasReferências Bibliográficas 11.Chiara Lubich ( Honoris Causas Psicologia).Chiara Lubich ( Honoris Causas Psicologia) 2. Cardeal Martini2. Cardeal Martini 3. Frederick Buechner3. Frederick Buechner 4. Roberto Ziemer ( psicólogo)4. Roberto Ziemer ( psicólogo) 5. Lao -Tse ( líder espiritual chinês)5. Lao -Tse ( líder espiritual chinês)
  • 20. ProduçãoProdução • Texto : EmiTexto : Emi • Montagem : Manuella SouzaMontagem : Manuella Souza OuriquesOuriques