SlideShare uma empresa Scribd logo
ADD – Agrupamento de Escolas de Marzovelos 2009/2010 2010/2011 Fátima Lares - Coordenadora do Departamento de Educação Pré-escolar
ADD - Calendarização Docentes dos Quadros PRAZOS ACTIVIDADES Até 31 de Outubro de 2010 Apresentação facultativa do pedido de observação de aulas; Apresentação facultativa de objectivos individuais. Até 31 de Outubro de 2010 Entrega de requerimento de dispensa de avaliação dos docentes que requeiram aposentação em 2010-2011. Até 30 Novembro de 2010 Aprovação dos instrumentos de registo pelo Cons. Pedagógico (se o normativo legal for publicado em tempo útil). Até 31 Maio de 2011 Observação de aulas. Até 31 de Agosto de 2011 Entrega, ao avaliador, do relatório de auto-avaliação. Até 9 de Setembro de 2011 Entrega das propostas de avaliação aos avaliados. Até 16 de Setembro de 2011 Requerimento de entrevista individual (facultativa). Até 23 de Setembro de 2011 Realização de entrevistas individuais pelos avaliadores, se requeridas. Até 26 de Setembro de 2011 Entrega das propostas de avaliação ao Júri de Avaliação. Até 14 de Outubro de 2011 Reuniões da CCAD e do Júri de Avaliação.  Até 21 de Outubro de 2011 Comunicação da avaliação final aos avaliados. Até 7 de Novembro de 2011 Apresentação de eventuais reclamações ao Júri de Avaliação. Até 28 de Novembro de 2011 Decisão do Júri de Avaliação sobre eventuais reclamações. Até 14 de Dezembro de 2011 Apresentação de eventuais recursos ao Júri especial de recurso. Até 28 de Dezembro de 2011 Decisão do Júri especial de recurso. Até 31 de Dezembro de 2011 Conclusão de todo o processo de avaliação de desempenho.
ADD - Calendarização Docentes contratados PRAZOS ACTIVIDADES Até 15 dias úteis após o início do contrato Entrega facultativa de objectivos individuais  Pedido facultativo de observação de aulas Até 15 dias úteis antes de terminar o contrato Entrega, ao avaliador, do relatório de auto-avaliação Até 10 dias antes do termo do contrato Entrega, ao avaliado, da proposta de avaliação Nos 5 dias úteis após a entrega da avaliação Requerimento de entrevista individual (facultativa) Nos 10 dias úteis após requeridas . Realização de entrevistas individuais pelos avaliadores; . Entrega das propostas de avaliação ao júri de avaliação . Reuniões da CCAD e do Júri de Avaliação Nos 10 dias úteis seguintes Comunicação da avaliação final ao avaliado 10 dias úteis após a comunicação da avaliação Apresentação de eventuais reclamações ao Júri de Avaliação 15 dias úteis Decisão do Júri de Avaliação sobre eventuais reclamações 10 dias úteis após ter conhecimento da decisão da reclamação Apresentação de eventuais recursos ao Júri especial de recurso 10 dias úteis Decisão do Júri especial de recurso Até 31 de Dezembro de 2011 Conclusão de todo o processo de avaliação de desempenho
ADD - Calendarização Docentes com AVALIAÇÃO ATRAVÉS DE PONDERAÇÃO CURRICULAR PRAZOS ACTIVIDADES Até 30 de Setembro de 2010 Requerimento para avaliação de ponderação curricular Até dia 15 de Junho de 2011 Entrega do trabalho cientifico se tal foi requerido Até 31 de Agosto de 2011 Entrega da documentação necessária à ponderação curricular. Apreciação do trabalho cientifico pelo Júri de avaliação. Até 9 de Setembro de 2011 Entrega das propostas de avaliação ao avaliado Até 16 de Setembro de 2011 Requerimento de entrevista individual Até 23 de Setembro de 2011 Realização de entrevistas individuais pelos avaliadores, se requeridas Até 26 de Setembro de 2011 Entrega das propostas de avaliação ao Júri de Avaliação Até 14 de Outubro de 2011 Reuniões da CCAD e do Júri de Avaliação  Até 21 de Outubro de 2011 Comunicação da avaliação final ao avaliado Até 7 de Novembro de 2011 Apresentação de eventuais reclamações ao Júri de Avaliação Até 28 de Novembro de 2011 Decisão do Júri de Avaliação sobre eventuais reclamações Até 14 de Dezembro de 2011 Apresentação de eventuais recursos ao Júri especial de recurso Até 28 de Dezembro de 2011 Decisão do Júri especial de recurso Até 31 de Dezembro de 2011 Conclusão de todo o processo de avaliação de desempenho
ADD – Instrumentos de registo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ADD – Fontes de Recolha de Dados ,[object Object],[object Object]
ADD – Relatório de Auto-Avaliação ,[object Object],[object Object],[object Object]
ADD – Sugestões de Documentos ,[object Object],[object Object],[object Object]
ADD – Sugestões de Documentos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ADD – Sugestões de Documentos ,[object Object],[object Object],[object Object]
ADD – Sugestões de Documentos ,[object Object],[object Object],[object Object]
ADD – Observação de aulas/actividades ,[object Object],[object Object],[object Object]
ADD – Observação de aulas/actividades ,[object Object],[object Object],[object Object]
ADD – Instrumentos de avaliação e escala ,[object Object],[object Object]
ADD – Escala de Avaliação MENÇÃO QUALITATIVA PONTUAÇÃO Despacho nº16034/2010, de 22 de Outubro EXCELENTE De 9 a 10 Valor médio = 9,5 Desempenho que, para além, da satisfação dos requisitos essenciais, se caracteriza, no conjunto das dimensões, por níveis elevados de iniciativa, colaboração, e investimento a que acresce, para o nível de EXCELENTE, o reconhecimento da sua influência e papel de referência na escola e na profissão.  MUITO BOM De 8 a 8,9 Valor médio = 8,5 Desempenho que, para além, da satisfação dos requisitos essenciais, se caracteriza, no conjunto das dimensões, por níveis elevados de iniciativa, colaboração, e investimento  BOM De 6,5 a 7,9 Valor médio = 7,2 Desempenho correspondente, sem limitações, ao essencial dos indicadores enunciados REGULAR De 5 a 6,4 Valor médio = 5,7 Desempenho com limitações no essencial dos indicadores enunciados INSUFICIENTE De 1 a 4,9 Valor médio = 3,0 Desempenhos com graves limitações no essencial dos indicadores enunciados
ADD – Escala de Avaliação INSUFICIENTE = 3,0 REGULAR = 5,7 BOM = 7,2 MUITO BOM = 8,5 EXCELENTE = 9,5 Nunca Às vezes Muitas vezes Sempre Nenhum Algum Bastante Muito Nenhuma evidência (P) Iniciativa planificada (D) Iniciativa planificada e implementada (C) Iniciativa planificada, implementada e avaliada (A) Iniciativa planificada, implementada, avaliada e revista Não é uma prática do professor/não se passa nada do que é afirmado/não se procede nada da maneira indicada Faz-se algo nesse sentido, embora não seja de forma sistemática/é feito algo ocasionalmente, aleatoriamente, isoladamente A forma de actuar/maneira de proceder indicada é prática habitual do professor/é feita regularmente/faz parte da rotina do professor È prática regular, sistemática e tem preocupação de melhoria Tem reconhecimento É uma referência Serve de modelo
ADD - Legislação Despacho n.º 16 034/2010 22 de Out de 2010 ///  Estabelece a nível nacional os padrões de desempenho docente Despacho normativo n.º 24/2010 23 de Set de 2010 ///  Estabelece os critérios a aplicar na realização da ponderação curricular prevista no n.º 9 do artigo 40.º do Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário Portaria n.º 926/2010 20 de Set de 2010 ///  Estabelece os procedimentos a adoptar nos casos em que, por força do exercício de cargos ou funções, não possa haver lugar a observação de aulas, necessária à progressão aos 3.º e 5.º escalões e à obtenção das menções de Muito bom e Excelente
ADD - Legislação Despacho n.º 14420/2010 15 de Set de 2010 ///  Aprova as fichas de avaliação global do desempenho do pessoal docente Decreto Regulamentar n.º 2/2010 23 de Jun de 2010 ///  Regulamenta o sistema de avaliação do desempenho do pessoal docente da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário e revoga os Decretos Regulamentares n.os 2/2008, de 10 de Janeiro, 11/2008, de 23 de Maio, 1-A/2009, de 5 de Janeiro, e 14/2009, de 21 de Agosto Decreto-Lei n.º 75/2010 23 de Jun de 2010 ///  Procede à décima alteração ao Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 139-A/90, de 28 de Abril
ADD - Legislação Decreto-Lei n.º 220/2009 8 de Set de 2009 ///  Aprova o regime jurídico da habilitação profissional para a docência nos domínios de habilitação não abrangidos pelo Decreto-Lei n.º 43/2007, de 22 de Fevereiro. Portaria n.º 756/2009 14 de Jul de 2009 ///  Estabelece as regras de designação de docentes para a função de professor bibliotecário e para a função de coordenador interconcelhio para as bibliotecas escolares Portaria n.º 212/2009 23 de Fev de 2009 ///  Identifica os requisitos que conferem habilitação profissional para a docência nos grupos de recrutamento de educação especial, a que se refere a alínea e) do artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 27/2006, de 10 de Fevereiro

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a ADD – Agrupamento de Escolas de Marzovelos

Avaliacao Desempenho
Avaliacao DesempenhoAvaliacao Desempenho
Avaliacao Desempenho
Esc Sec Gama Barros
 
Modelo Aa Be Power Point
Modelo Aa Be   Power PointModelo Aa Be   Power Point
Modelo Aa Be Power Point
mariamanel
 
Objectivos da avaliação do desempenho
Objectivos da avaliação do desempenhoObjectivos da avaliação do desempenho
Objectivos da avaliação do desempenho
ANA GRALHEIRO
 
Plano de ensino 20160730 1341 (1)
Plano de ensino 20160730 1341 (1)Plano de ensino 20160730 1341 (1)
Plano de ensino 20160730 1341 (1)
Cairo Roberto
 
Portifolio Tsope CBT2022.pdf
Portifolio Tsope CBT2022.pdfPortifolio Tsope CBT2022.pdf
Portifolio Tsope CBT2022.pdf
SergioTsope
 
Directivas ccad 5
Directivas ccad 5Directivas ccad 5
Directivas ccad 5
lpaulas3
 
Guia prexii 2016
Guia prexii 2016Guia prexii 2016
Guia prexii 2016
pablonaba
 
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptxICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ureaSofiaCruzMedeiro
 
3-ENCONTRO-DE-PEDAGOGAS-2-CICLO-atual.ppt
3-ENCONTRO-DE-PEDAGOGAS-2-CICLO-atual.ppt3-ENCONTRO-DE-PEDAGOGAS-2-CICLO-atual.ppt
3-ENCONTRO-DE-PEDAGOGAS-2-CICLO-atual.ppt
AssistnciaSocialePsi
 
Auto avaliação da BE
Auto avaliação da BEAuto avaliação da BE
Auto avaliação da BE
Alcina Correia
 
Directivas ccad 6[1]
Directivas ccad 6[1]Directivas ccad 6[1]
Directivas ccad 6[1]
lpaulas3
 
Guia prexii 2015
Guia prexii 2015Guia prexii 2015
Guia prexii 2015
pablonaba
 
Orientações estágio educação infantil - cópia
  Orientações estágio educação infantil - cópia  Orientações estágio educação infantil - cópia
Orientações estágio educação infantil - cópia
Larissa Soares
 
Auto AvaliçãO Da Be Eb 2,3 Dr. A.R.P.
Auto AvaliçãO Da Be   Eb 2,3 Dr. A.R.P.Auto AvaliçãO Da Be   Eb 2,3 Dr. A.R.P.
Auto AvaliçãO Da Be Eb 2,3 Dr. A.R.P.
rbento
 
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/AgrupamentoModelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
mariaantoniadocarmo
 
Planejamento 2011
Planejamento 2011Planejamento 2011
Planejamento 2011
Paulo Tavares Alves
 
3º trabalho
3º trabalho3º trabalho
3º trabalho
cardona2010
 
2014 15 avaliacao-be_final
2014 15 avaliacao-be_final2014 15 avaliacao-be_final
2014 15 avaliacao-be_final
Ministério da Educação
 
Encontro TemáTico
Encontro  TemáTicoEncontro  TemáTico
Encontro TemáTico
Paulo Cardoso
 
Técnicas e Instrumentos de Avaliação Formativa – Construir e Aplicar
Técnicas e Instrumentos de Avaliação Formativa – Construir e AplicarTécnicas e Instrumentos de Avaliação Formativa – Construir e Aplicar
Técnicas e Instrumentos de Avaliação Formativa – Construir e Aplicar
João Paulo Freire
 

Semelhante a ADD – Agrupamento de Escolas de Marzovelos (20)

Avaliacao Desempenho
Avaliacao DesempenhoAvaliacao Desempenho
Avaliacao Desempenho
 
Modelo Aa Be Power Point
Modelo Aa Be   Power PointModelo Aa Be   Power Point
Modelo Aa Be Power Point
 
Objectivos da avaliação do desempenho
Objectivos da avaliação do desempenhoObjectivos da avaliação do desempenho
Objectivos da avaliação do desempenho
 
Plano de ensino 20160730 1341 (1)
Plano de ensino 20160730 1341 (1)Plano de ensino 20160730 1341 (1)
Plano de ensino 20160730 1341 (1)
 
Portifolio Tsope CBT2022.pdf
Portifolio Tsope CBT2022.pdfPortifolio Tsope CBT2022.pdf
Portifolio Tsope CBT2022.pdf
 
Directivas ccad 5
Directivas ccad 5Directivas ccad 5
Directivas ccad 5
 
Guia prexii 2016
Guia prexii 2016Guia prexii 2016
Guia prexii 2016
 
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptxICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
 
3-ENCONTRO-DE-PEDAGOGAS-2-CICLO-atual.ppt
3-ENCONTRO-DE-PEDAGOGAS-2-CICLO-atual.ppt3-ENCONTRO-DE-PEDAGOGAS-2-CICLO-atual.ppt
3-ENCONTRO-DE-PEDAGOGAS-2-CICLO-atual.ppt
 
Auto avaliação da BE
Auto avaliação da BEAuto avaliação da BE
Auto avaliação da BE
 
Directivas ccad 6[1]
Directivas ccad 6[1]Directivas ccad 6[1]
Directivas ccad 6[1]
 
Guia prexii 2015
Guia prexii 2015Guia prexii 2015
Guia prexii 2015
 
Orientações estágio educação infantil - cópia
  Orientações estágio educação infantil - cópia  Orientações estágio educação infantil - cópia
Orientações estágio educação infantil - cópia
 
Auto AvaliçãO Da Be Eb 2,3 Dr. A.R.P.
Auto AvaliçãO Da Be   Eb 2,3 Dr. A.R.P.Auto AvaliçãO Da Be   Eb 2,3 Dr. A.R.P.
Auto AvaliçãO Da Be Eb 2,3 Dr. A.R.P.
 
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/AgrupamentoModelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
 
Planejamento 2011
Planejamento 2011Planejamento 2011
Planejamento 2011
 
3º trabalho
3º trabalho3º trabalho
3º trabalho
 
2014 15 avaliacao-be_final
2014 15 avaliacao-be_final2014 15 avaliacao-be_final
2014 15 avaliacao-be_final
 
Encontro TemáTico
Encontro  TemáTicoEncontro  TemáTico
Encontro TemáTico
 
Técnicas e Instrumentos de Avaliação Formativa – Construir e Aplicar
Técnicas e Instrumentos de Avaliação Formativa – Construir e AplicarTécnicas e Instrumentos de Avaliação Formativa – Construir e Aplicar
Técnicas e Instrumentos de Avaliação Formativa – Construir e Aplicar
 

Mais de Fátima Lares Correia

O capitão miau miau
O capitão miau miauO capitão miau miau
O capitão miau miau
Fátima Lares Correia
 
O pirata pata de lata
O pirata pata de lataO pirata pata de lata
O pirata pata de lata
Fátima Lares Correia
 
As cores
As coresAs cores
Pimpona a galinha tonta
Pimpona a galinha tontaPimpona a galinha tonta
Pimpona a galinha tonta
Fátima Lares Correia
 
O livro dos corações
O livro dos coraçõesO livro dos corações
O livro dos corações
Fátima Lares Correia
 
O Cotãozinho e os seus irmãos
O Cotãozinho e os seus irmãosO Cotãozinho e os seus irmãos
O Cotãozinho e os seus irmãos
Fátima Lares Correia
 
Marcelina
MarcelinaMarcelina
Dia mundial da alimentação-"Exposição"
Dia mundial da alimentação-"Exposição"Dia mundial da alimentação-"Exposição"
Dia mundial da alimentação-"Exposição"
Fátima Lares Correia
 
Papá por favor apanha me a lua
Papá por favor apanha me a luaPapá por favor apanha me a lua
Papá por favor apanha me a lua
Fátima Lares Correia
 
Eu e o_meu_papa
Eu e o_meu_papaEu e o_meu_papa
Eu e o_meu_papa
Fátima Lares Correia
 
Imagens do circo
Imagens do circoImagens do circo
Imagens do circo
Fátima Lares Correia
 
Apresentação o primeiro natal
Apresentação o primeiro natalApresentação o primeiro natal
Apresentação o primeiro natal
Fátima Lares Correia
 
Floresta de agua
Floresta de aguaFloresta de agua
Floresta de agua
Fátima Lares Correia
 
Quadradinho e seus amigos
Quadradinho e seus amigosQuadradinho e seus amigos
Quadradinho e seus amigos
Fátima Lares Correia
 
A ovelhinha dá me lã - apresentação
A ovelhinha dá me lã - apresentaçãoA ovelhinha dá me lã - apresentação
A ovelhinha dá me lã - apresentação
Fátima Lares Correia
 
O nascimento de jesus
O nascimento de jesusO nascimento de jesus
O nascimento de jesus
Fátima Lares Correia
 
Exposição-Castanhas
Exposição-CastanhasExposição-Castanhas
Exposição-Castanhas
Fátima Lares Correia
 
Sala 3 a lagartinha
Sala 3 a lagartinhaSala 3 a lagartinha
Sala 3 a lagartinha
Fátima Lares Correia
 

Mais de Fátima Lares Correia (20)

O capitão miau miau
O capitão miau miauO capitão miau miau
O capitão miau miau
 
O pirata pata de lata
O pirata pata de lataO pirata pata de lata
O pirata pata de lata
 
As cores
As coresAs cores
As cores
 
Ciclo de vida da galinha
Ciclo de vida da galinhaCiclo de vida da galinha
Ciclo de vida da galinha
 
Pimpona a galinha tonta
Pimpona a galinha tontaPimpona a galinha tonta
Pimpona a galinha tonta
 
O livro dos corações
O livro dos coraçõesO livro dos corações
O livro dos corações
 
O Cotãozinho e os seus irmãos
O Cotãozinho e os seus irmãosO Cotãozinho e os seus irmãos
O Cotãozinho e os seus irmãos
 
Natal cowall imagens
Natal cowall imagensNatal cowall imagens
Natal cowall imagens
 
Marcelina
MarcelinaMarcelina
Marcelina
 
Dia mundial da alimentação-"Exposição"
Dia mundial da alimentação-"Exposição"Dia mundial da alimentação-"Exposição"
Dia mundial da alimentação-"Exposição"
 
Papá por favor apanha me a lua
Papá por favor apanha me a luaPapá por favor apanha me a lua
Papá por favor apanha me a lua
 
Eu e o_meu_papa
Eu e o_meu_papaEu e o_meu_papa
Eu e o_meu_papa
 
Imagens do circo
Imagens do circoImagens do circo
Imagens do circo
 
Apresentação o primeiro natal
Apresentação o primeiro natalApresentação o primeiro natal
Apresentação o primeiro natal
 
Floresta de agua
Floresta de aguaFloresta de agua
Floresta de agua
 
Quadradinho e seus amigos
Quadradinho e seus amigosQuadradinho e seus amigos
Quadradinho e seus amigos
 
A ovelhinha dá me lã - apresentação
A ovelhinha dá me lã - apresentaçãoA ovelhinha dá me lã - apresentação
A ovelhinha dá me lã - apresentação
 
O nascimento de jesus
O nascimento de jesusO nascimento de jesus
O nascimento de jesus
 
Exposição-Castanhas
Exposição-CastanhasExposição-Castanhas
Exposição-Castanhas
 
Sala 3 a lagartinha
Sala 3 a lagartinhaSala 3 a lagartinha
Sala 3 a lagartinha
 

Último

Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 

Último (20)

Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 

ADD – Agrupamento de Escolas de Marzovelos

  • 1. ADD – Agrupamento de Escolas de Marzovelos 2009/2010 2010/2011 Fátima Lares - Coordenadora do Departamento de Educação Pré-escolar
  • 2. ADD - Calendarização Docentes dos Quadros PRAZOS ACTIVIDADES Até 31 de Outubro de 2010 Apresentação facultativa do pedido de observação de aulas; Apresentação facultativa de objectivos individuais. Até 31 de Outubro de 2010 Entrega de requerimento de dispensa de avaliação dos docentes que requeiram aposentação em 2010-2011. Até 30 Novembro de 2010 Aprovação dos instrumentos de registo pelo Cons. Pedagógico (se o normativo legal for publicado em tempo útil). Até 31 Maio de 2011 Observação de aulas. Até 31 de Agosto de 2011 Entrega, ao avaliador, do relatório de auto-avaliação. Até 9 de Setembro de 2011 Entrega das propostas de avaliação aos avaliados. Até 16 de Setembro de 2011 Requerimento de entrevista individual (facultativa). Até 23 de Setembro de 2011 Realização de entrevistas individuais pelos avaliadores, se requeridas. Até 26 de Setembro de 2011 Entrega das propostas de avaliação ao Júri de Avaliação. Até 14 de Outubro de 2011 Reuniões da CCAD e do Júri de Avaliação. Até 21 de Outubro de 2011 Comunicação da avaliação final aos avaliados. Até 7 de Novembro de 2011 Apresentação de eventuais reclamações ao Júri de Avaliação. Até 28 de Novembro de 2011 Decisão do Júri de Avaliação sobre eventuais reclamações. Até 14 de Dezembro de 2011 Apresentação de eventuais recursos ao Júri especial de recurso. Até 28 de Dezembro de 2011 Decisão do Júri especial de recurso. Até 31 de Dezembro de 2011 Conclusão de todo o processo de avaliação de desempenho.
  • 3. ADD - Calendarização Docentes contratados PRAZOS ACTIVIDADES Até 15 dias úteis após o início do contrato Entrega facultativa de objectivos individuais Pedido facultativo de observação de aulas Até 15 dias úteis antes de terminar o contrato Entrega, ao avaliador, do relatório de auto-avaliação Até 10 dias antes do termo do contrato Entrega, ao avaliado, da proposta de avaliação Nos 5 dias úteis após a entrega da avaliação Requerimento de entrevista individual (facultativa) Nos 10 dias úteis após requeridas . Realização de entrevistas individuais pelos avaliadores; . Entrega das propostas de avaliação ao júri de avaliação . Reuniões da CCAD e do Júri de Avaliação Nos 10 dias úteis seguintes Comunicação da avaliação final ao avaliado 10 dias úteis após a comunicação da avaliação Apresentação de eventuais reclamações ao Júri de Avaliação 15 dias úteis Decisão do Júri de Avaliação sobre eventuais reclamações 10 dias úteis após ter conhecimento da decisão da reclamação Apresentação de eventuais recursos ao Júri especial de recurso 10 dias úteis Decisão do Júri especial de recurso Até 31 de Dezembro de 2011 Conclusão de todo o processo de avaliação de desempenho
  • 4. ADD - Calendarização Docentes com AVALIAÇÃO ATRAVÉS DE PONDERAÇÃO CURRICULAR PRAZOS ACTIVIDADES Até 30 de Setembro de 2010 Requerimento para avaliação de ponderação curricular Até dia 15 de Junho de 2011 Entrega do trabalho cientifico se tal foi requerido Até 31 de Agosto de 2011 Entrega da documentação necessária à ponderação curricular. Apreciação do trabalho cientifico pelo Júri de avaliação. Até 9 de Setembro de 2011 Entrega das propostas de avaliação ao avaliado Até 16 de Setembro de 2011 Requerimento de entrevista individual Até 23 de Setembro de 2011 Realização de entrevistas individuais pelos avaliadores, se requeridas Até 26 de Setembro de 2011 Entrega das propostas de avaliação ao Júri de Avaliação Até 14 de Outubro de 2011 Reuniões da CCAD e do Júri de Avaliação Até 21 de Outubro de 2011 Comunicação da avaliação final ao avaliado Até 7 de Novembro de 2011 Apresentação de eventuais reclamações ao Júri de Avaliação Até 28 de Novembro de 2011 Decisão do Júri de Avaliação sobre eventuais reclamações Até 14 de Dezembro de 2011 Apresentação de eventuais recursos ao Júri especial de recurso Até 28 de Dezembro de 2011 Decisão do Júri especial de recurso Até 31 de Dezembro de 2011 Conclusão de todo o processo de avaliação de desempenho
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15. ADD – Escala de Avaliação MENÇÃO QUALITATIVA PONTUAÇÃO Despacho nº16034/2010, de 22 de Outubro EXCELENTE De 9 a 10 Valor médio = 9,5 Desempenho que, para além, da satisfação dos requisitos essenciais, se caracteriza, no conjunto das dimensões, por níveis elevados de iniciativa, colaboração, e investimento a que acresce, para o nível de EXCELENTE, o reconhecimento da sua influência e papel de referência na escola e na profissão. MUITO BOM De 8 a 8,9 Valor médio = 8,5 Desempenho que, para além, da satisfação dos requisitos essenciais, se caracteriza, no conjunto das dimensões, por níveis elevados de iniciativa, colaboração, e investimento BOM De 6,5 a 7,9 Valor médio = 7,2 Desempenho correspondente, sem limitações, ao essencial dos indicadores enunciados REGULAR De 5 a 6,4 Valor médio = 5,7 Desempenho com limitações no essencial dos indicadores enunciados INSUFICIENTE De 1 a 4,9 Valor médio = 3,0 Desempenhos com graves limitações no essencial dos indicadores enunciados
  • 16. ADD – Escala de Avaliação INSUFICIENTE = 3,0 REGULAR = 5,7 BOM = 7,2 MUITO BOM = 8,5 EXCELENTE = 9,5 Nunca Às vezes Muitas vezes Sempre Nenhum Algum Bastante Muito Nenhuma evidência (P) Iniciativa planificada (D) Iniciativa planificada e implementada (C) Iniciativa planificada, implementada e avaliada (A) Iniciativa planificada, implementada, avaliada e revista Não é uma prática do professor/não se passa nada do que é afirmado/não se procede nada da maneira indicada Faz-se algo nesse sentido, embora não seja de forma sistemática/é feito algo ocasionalmente, aleatoriamente, isoladamente A forma de actuar/maneira de proceder indicada é prática habitual do professor/é feita regularmente/faz parte da rotina do professor È prática regular, sistemática e tem preocupação de melhoria Tem reconhecimento É uma referência Serve de modelo
  • 17. ADD - Legislação Despacho n.º 16 034/2010 22 de Out de 2010 /// Estabelece a nível nacional os padrões de desempenho docente Despacho normativo n.º 24/2010 23 de Set de 2010 /// Estabelece os critérios a aplicar na realização da ponderação curricular prevista no n.º 9 do artigo 40.º do Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário Portaria n.º 926/2010 20 de Set de 2010 /// Estabelece os procedimentos a adoptar nos casos em que, por força do exercício de cargos ou funções, não possa haver lugar a observação de aulas, necessária à progressão aos 3.º e 5.º escalões e à obtenção das menções de Muito bom e Excelente
  • 18. ADD - Legislação Despacho n.º 14420/2010 15 de Set de 2010 /// Aprova as fichas de avaliação global do desempenho do pessoal docente Decreto Regulamentar n.º 2/2010 23 de Jun de 2010 /// Regulamenta o sistema de avaliação do desempenho do pessoal docente da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário e revoga os Decretos Regulamentares n.os 2/2008, de 10 de Janeiro, 11/2008, de 23 de Maio, 1-A/2009, de 5 de Janeiro, e 14/2009, de 21 de Agosto Decreto-Lei n.º 75/2010 23 de Jun de 2010 /// Procede à décima alteração ao Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 139-A/90, de 28 de Abril
  • 19. ADD - Legislação Decreto-Lei n.º 220/2009 8 de Set de 2009 /// Aprova o regime jurídico da habilitação profissional para a docência nos domínios de habilitação não abrangidos pelo Decreto-Lei n.º 43/2007, de 22 de Fevereiro. Portaria n.º 756/2009 14 de Jul de 2009 /// Estabelece as regras de designação de docentes para a função de professor bibliotecário e para a função de coordenador interconcelhio para as bibliotecas escolares Portaria n.º 212/2009 23 de Fev de 2009 /// Identifica os requisitos que conferem habilitação profissional para a docência nos grupos de recrutamento de educação especial, a que se refere a alínea e) do artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 27/2006, de 10 de Fevereiro