SlideShare uma empresa Scribd logo
ABCdaAgriculturaFamiliar
Como produzir
melancia
Como produzir
melancia
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Embrapa Informação Tecnológica
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Embrapa Informação Tecnológica
Brasília, DF
2006
Todos os direitos reservados.
A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em
parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei no. 9.610).
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação – CIP
Embrapa Informação Tecnológica
Como produzir melancia. – Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2006.
29 p. : il. – (ABC da Agricultura Familiar, 9).
Compilação e edição, CW Produções Ltda.
ISBN 85-7383-346-7
1.Adubação. 2. Colheita. 3. Doença. 4. Plantio. 5. Praga.
CDD 635.615
Exemplares desta publicação podem ser adquiridos na:
Embrapa Informação Tecnológica
Parque Estação Biológica (PqEB), Av. W3 Norte (final)
CEP 70770-901 Brasília, DF
Fone: (61) 3340-9999
Fax: (61) 3340-2753
vendas@sct.embrapa.br
www.sct.embrapa.br
Coordenação geral
Fernando do Amaral Pereira
Coordenação editorial
Lillian Alvares
Lucilene Maria de Andrade
Compilação e edição
CW Produções Ltda.
Revisão técnica
Marisa de Goes
Revisão de texto
Wesley José da Rocha
1ª edição
1ª impressão (2006): 1.000 exemplares
Editoração eletrônica
Mário César Moura de Aguiar
Capa
Carlos Eduardo Felice Barbeiro
Ilustração da capa
CW Produções Ltda.
(Eloi Neves Gameleira
Paulo Sérgio Soares)
©Embrapa2006
Apresentação
Empenhada em auxiliar o pequeno produtor, a
Embrapa lança o ABC da Agricultura Familiar, que
oferece valiosas instruções sobre o trabalho no campo.
Elaboradas em linguagem simples e objetiva,
as publicações abordam temas relacionados à
agropecuária e mostram como otimizar a atividade
rural. A criação de animais, técnicas de plantio,
práticas de controle de pragas e doenças, adubação
alternativa e fabricação de conservas de frutas são
alguns dos assuntos tratados.
De forma independente ou reunidas em
associações, as famílias poderão beneficiar-se
dessas informações e, com isso, diminuir custos,
aumentar a produção de alimentos, criar outras fontes
de renda e agregar valor a seus produtos.
Assim, a Embrapa cumpre o propósito adicional
de ajudar a fixar o homem no campo, pois coloca a
pesquisa a seu alcance e oferece alternativas de
melhoria na qualidade de vida.
Fernando do Amaral Pereira
Gerente-Geral
Embrapa InformaçãoTecnológica
Sumário
Características .......................................... 7
Clima ........................................................ 8
Como plantar ............................................. 8
Como adubar ............................................ 9
Que variedades plantar? ..........................10
Oquefazerenquanto
a planta cresce?......................................12
Como controlar as pragas .......................15
Como controlar as doenças ....................18
Colheita ..................................................20
Você sabia que a urina
de vaca pode ajudar na
produção da melancia?...........................22
Outras informações importantes .............24
6
7
Características
Um pé de melancia dura até 110 dias, e
seus ramos podem ter até três metros de
comprimento. A profundidade das raízes
depende do tipo de terra. Em terras boas, as
raízes podem crescer mais de um metro para
baixo. Nas terras argilosas, ou nas terras com
as camadas de baixo endurecidas, as raízes
não crescem normalmente.
As flores, que produzem os frutos,
duram apenas um dia; elas se abrem quando
o sol nasce e murcham à tarde. Só com a
ajuda de insetos polinizadores, como as
abelhas, é que existe a produção dos frutos.
Por isso, é bom ter algumas caixas de abelhas
perto da plantação.
FelicianoAlvesdeAraújo
8
Clima
A melancia não produz bem se o clima
formuitofriooumuitoquente;ouseaumidade
for alta. O ideal é que ela seja plantada em
local quente e seco, de preferência onde haja
temperatura alta durante o dia e umidade
baixa durante a noite. Umidade alta prejudica
a qualidade dos frutos, e temperaturas acima
de 35°C prejudicam a formação de flores e
de frutos.
As melhores regiões do Brasil para o
plantio da melancia estão no Sertão
Nordestino, também chamado Semi-Árido.
Como plantar
Distância entre as covas
O espaçamento no plantio pode variar:
três metros por um metro, três metros por dois
metros ou ainda três metros por três metros.
Use o que for mais conveniente.
9
O espaçamento maior é melhor porque:
• Melhora a ventilação.
• Diminui o ataque de pragas e do-
enças.
• Facilita o trabalho das abelhas.
Como fazer as covas?
Abra as covas com enxadão e lembre-
sedequeasmelanciasserãomelhoresemais
saborosasquantomaisbemfeitaseadubadas
forem as covas.
Como adubar
Se você plantar melancia somente para
consumo, use adubação alternativa conforme
é mostrado no título Adubação alternativa do
ABCdaAgriculturaFamiliar.Senãoforocaso,
pense sobre a possibilidade de usar adubos
químicos.
10
Adubação química
Aadubaçãoquímicaéimportanteparaa
melancia; ela complementa, para a planta, os
alimentos que estejam faltando no solo.
Portanto, se você puder fazê-la, sua produção
serámelhor.
Se desejar fazer a adubação química,
procure um técnico da Secretaria da
Agricultura, da Embrapa, da prefeitura ou de
alguma organização de assistência aos
agricultores. Ele vai dizer que tipo de adubo
químico deve ser usado, porque isso depende
do tipo de terra. Ele também indicará a hora
certa de usar o adubo e a quantidade que
deverá ser aplicada.
Que variedades plantar?
Asvariedadesdemelanciacultivadasno
Nordeste do Brasil são as japonesas e as
americanas.
11
As japonesas dão frutos arredondados,
de polpa firme (podem ser cortadas em fatias
finas), mas são menos saborosas que as
americanas.
As americanas dão frutos alongados,
maiores do que as japonesas, pesam entre 9
e 22 quilos e são muito mais saborosas do
que as japonesas.
Procure saber se na sua comunidade,
ou em uma comunidade próxima, existe um
banco de sementes e veja como se beneficiar
dele. Se não puder comprar ou se não existir
banco de sementes, peça sementes a um
vizinho ou a alguém que produza melancias
de bom sabor e que são boas para a região.
Atenção!
As sementes compradas são tratadas com
venenos para protegê-las das doenças. Se
possível,useluvasparaoplantio.Depoisdetocar
nas sementes, evite colocar as mãos na boca
ounosalimentos.Emseguida,lavebemasmãos
com muita água e sabão.
12
Em que época plantar?
Onde o clima é quente como no
Nordeste, você pode plantar em qualquer
época do ano. Mas é melhor plantar de maio
a setembro, porque chove menos nessa
época e isso ajuda a evitar as doenças.
Quantas sementes por cova?
Coloque quatro sementes em cada
cova, na profundidade de dois dedos (quatro
centímetros). Faça uma rega antes do plantio
para que as sementes fiquem em terra úmida.
Na época certa, faça o desbaste, conforme
explicado mais adiante.
O que fazer enquanto
a planta cresce?
Rega (irrigação)
O excesso de água deixa a melancia
sem gosto e pode rachar os frutos. Para evitar
isso, faça o seguinte:
13
• Da semeadura até a germinação,
regue todos os dias, com pouca água.
• Da germinação até a frutificação,
regue com menor freqüência e use
muita água.
• Da frutificação até a colheita, regue
poucasvezes,agoracompoucaágua.
• Quando os primeiros frutos estiverem
quase maduros, pare a rega. Às
vezes, porém, há necessidade de um
pouco de água, para que as plantas
não murchem.
Experimente usar uma garrafa de
plástico de dois litros, com furo na tampa,
cheia de água e enterrada pelo gargalo para
molhar as touceiras de melancia.
Desbaste de plantas
É a eliminação, na cova, das plantas
fracas ou que estão sobrando. Ele é neces-
sárioporquefortaleceaplantaquefica,eassim
ela produzirá mais. Faça o desbaste quando
14
as plantas tiverem três ou quatro folhas, entre
25 e 30 dias após o plantio. Deixe na cova só
a planta mais forte.
As plantas que você for tirar não devem
ser arrancadas. Suas raízes estão ema-
ranhadas com as da planta que vai ficar. Use
uma faca bem afiada e corte as plantas junto
da terra.
Desbaste de frutos
É a retirada de frutos quando a planta
está muito carregada e dos frutos com defeito.
Deixe de quatro a seis frutos por planta, pois
os frutos que ficarem crescerão mais. O
desbaste é feito quando os frutos maiores
tiverem meio palmo (11 cm). Dê os frutos
desbastados aos animais ou jogue em um
Atenção!
Se você plantou com uma distância de três
por dois metros ou de três por três metros,
deixe duas plantas por cova.
15
buraco longe da plantação. Você pode ainda
aproveitar esses frutos para fazer composto.
Se ainda não faz composto em sua
propriedade, leia o título Adubação alternativa
do ABC da Agricultura Familiar.
Atenção!
Durante o desbaste de frutos, as ramas não
devem ser cortadas.
Controle do mato (plantas daninhas)
Faça a capina do mato até que as ramas
cubram a terra e, assim, não deixem as plan-
tas daninhas crescer.
Como controlar as pragas
Verifique, todos os dias, se há pragas
na sua plantação de melancias. Para controlar
as pragas e doenças em hortas e pequenas
plantações, é melhor usar os métodos
alternativos de controle. Evite o uso de
16
produtos químicos comerciais. Leia o título
Controle alternativo de pragas e doenças das
plantas do ABC da Agricultura Familiar.
Pulgão
A principal praga da melancia são os
pulgões. Eles são insetos pequenos,
esverdeados ou pretos. Atacam a parte
debaixo das folhas e as brotações novas que
ficam enroladas. Se você perceber formigas
subindo e descendo nas plantas, olhe bem
que encontrará pulgões. Para matar os
pulgões, use a calda de fumo.
Lagarta-rosca
É uma lagarta que vive na terra e que,
aosertocada,seenrolaeficaquieta.Elaataca
de noite cortando as plantas. Tem cor pardo-
escura e se esconde durante o dia.
O combate caseiro é feito do seguinte
modo: à noitinha, coloque sacos de tecido
molhados perto das plantas e, na manhã
17
seguinte, cate as lagartas que se esconderam
embaixo dos sacos. Esse método serve
também para controlar lesmas.
Brocas
As brocas da melancia são lagartas
nascidas de ovos de mariposas. Existem dois
tipos de broca que comem os brotos novos,
as ramas, as flores e furam os frutos. As
plantas secam, e os frutos apodrecem.
Você pode combater as brocas com
armadilhas de luz.Aarmadilha luminosa nada
mais é do que uma lâmpada elétrica, ou
lampião, colocada acima de uma bacia com
água, ou óleo queimado. Essas armadilhas
são usadas à noite, pois a luz atrai as
mariposas,quecaemnabaciaemorrem.Elas
devem ser colocadas na plantação ou perto
dos pés de melancia.
Quando são poucos pés, basta uma
armadilha; quando são muitos, é preciso
distribuir armadilhas por vários lugares.
18
Vaquinhas
As vaquinhas são pequenos besouros
alaranjados ou verdes, com manchas
amarelas. Elas roem as folhas, deixando
apenas as nervuras. As fêmeas põem ovos
na terra, onde suas larvas atacam as raízes.
Como controlar
as doenças
Há várias doenças que atacam a
melancia, principalmente na época quente e
úmida.Asprincipaissãoaantracnose(queima
das folhas), o oídio (manchas brancas na
parte de baixo das folhas), a fusariose e o
mosaico(manchasamarelasouverde-claras).
Atenção!
Proteja as abelhas, nossas amigas que fazem
as plantas dar frutos. Nunca use inseticidas de
manhã, pois é o período em que as abelhas
visitam as flores. Se forem necessárias, faça
as pulverizações à tardinha.
19
As doenças se espalham de diversas
maneiras.
As sementes colhidas de plantas
doentes, os restos da plantação anterior, a
água de irrigação e a terra do lugar onde
cresceram plantas doentes são meios que
espalham as doenças com facilidade.
Você deve examinar as plantas e retirar
as partes murchas ou com manchas de cor
diferente. Essas partes devem ser levadas
para longe do cultivo.
Se houve problemas de doença num
lugar, faça a próxima plantação em outro.
Os restos da plantação anterior devem ser
queimados ou enterrados em local distante
da área de cultivo, ou mesmo aproveitados
no monte de composto.
Sevocêplantarapenasunspoucospés,
prefira métodos alternativos de controle de
doenças,conformeotítulo Controlealternativo
de pragas e doenças das plantas do ABC da
Agricultura Familiar.
20
Colheita
A melancia fica pronta para a colheita de
80 a 110 dias depois do plantio. Quando ela
está madura, a parte em contato com o chão
fica amarelada. Além disso, se for batida com
o dedo ou com a mão fechada, ela produzirá
umsomoco.Aocolheramelancia,deixeotalo
na fruta para evitar a podridão depois da
colheita.
Produtividade
Cada pé pode produzir até 30 quilos de
melancia. Um hectare pode produzir de
20.000 a 50.000 quilos. Quanto mais você
cuidar de sua plantação, tanto mais ela
produzirá.
Classificação dos frutos
Se for vender numa grande feira, faça a
classificação dos frutos, pois, dessa forma,
você ganhará mais.Aclassificação é baseada
no peso, no formato e na coloração dos frutos.
21
• A melancia com peso superior a nove
quilos, com formato e cor normais, é
classificada como extra ou especial.
• De seis a nove quilos, é classificada
como de primeira qualidade.
• Abaixo de seis quilos, é classificada
como fraca ou borréia. É conhecida
também como cabeça-de-gato,
tamboeira ou pororoca.
Transporte
O transporte inadequado pode estragar
bastante as melancias; seja muito cuidadoso
nessa hora. Não se esqueça de que um fruto
com casca bem conservada, sem arranhões
ou machucados, tem preço mais alto.
O piso do veiculo que transportar os
frutos deve estar bem forrado com palha de
arroz ou capim seco. Não despreze os
cuidados com o transporte. Depois de todo o
seu trabalho, cuide para que os frutos
cheguem bem ao mercado.
22
Empilhamento
Para evitar danos aos frutos, não
empilhe mais do que seis camadas. Acima
deseis,osfrutosdascamadasinferioresficam
prejudicados.
Você sabia que a urina
de vaca pode ajudar na
produção da melancia?
Como adubo
A urina de vaca possui muitos alimentos
bons para o desenvolvimento e para a
produtividade das plantas. Ela tem potássio,
nitrogênio, cálcio, fósforo, magnésio, enxofre,
ferro, cobre, manganês, sódio, zinco e boro.
É um tipo de adubo mais completo do
que os que são vendidos, além de não custar
nada. Usando urina de vaca como adubo para
aplicar nas folhas, você pode deixar de usar
muitos produtos químicos.
23
No controle de pragas e doenças
A urina de vaca dá mais força à planta,
melhora sua produção e ajuda na resistência
às pragas e às doenças.
Atenção!
Geralmente, a vaca urina no início da ordenha.
Aproveite esse momento para coletar.
A urina não tem micróbios prejudiciais à
saúde das pessoas e dos animais. Para que
seuefeitosejamantido,eladeveserguardada
em vasilha de plástico, por até 12 meses.
Mistura e aplicação
• Nunca use urina pura. Aplique a urina
de vaca misturada com água.
• Misture meio litro de urina com 100
litros de água, ou um quarto de litro
com 50 litros de água.
24
• Apliquenasfolhasdasplantascomum
pulverizador, em intervalos de sete a
quinze dias.Aprimeira aplicação deve
ser feita no pé da planta, logo depois
de ela nascer.
Outras informações
importantes
As sementes da melancia são um
alimento de grande valor. Elas contêm muitos
sais minerais, vitaminas, óleos essenciais e
proteínas, que são muito importantes para o
organismo das pessoas. Sementes cruas e
secas, depois de moídas e peneiradas,
formam um pó que pode ser misturado a
alimentos como massas, sopas, bolos,
biscoitos e cuscuzes.
Atenção!
Só use a urina se ela estiver bem diluída em
água. Se for aplicada pura, ela prejudicará a
planta.
25
Uso medicinal
Comermelanciaémuitoimportantepara
a saúde.
O suco, feito da parte carnuda, é muito
bom, pois:
• Elimina o ácido úrico, causador da
gota (conhecida como reumatismo
gotoso) e da formação de pedras nos
rins.
• Limpa o estômago e os intestinos.
• Ajuda a controlar a pressão alta.
• Diminui a acidez do estômago,
conhecida como queima ou azia.
• Ajuda no tratamento da inflamação
das vias urinárias.
• Elimina gases e dores intestinais.
• Ajuda no tratamento da bronquite
crônica.
• Ajuda no tratamento do reumatismo
e da artrite (inflamação nas arti-
culaçõesoujuntas).
26
Para tratar a erisipela (inflamação aguda
da pele), aplique suco da polpa e da casca
da melancia sobre a parte afetada, como
cataplasma.
O chá das sementes da melancia, secas
e trituradas, ajuda no tratamento da pressão
alta. Tome, sem açúcar, três xícaras de chá
por dia: uma antes do café da manhã, outra
antes do almoço e, a última, de noite, antes
de se deitar.
Documento principal para a elaboração deste
texto: CARVALHO, R. N. de. Cultivo da
melancia para a agricultura familiar. Brasília,
DF: Embrapa Informação Tecnológica, 1999.
27
Para mais informações e esclarecimentos,
procure um técnico da extensão rural, da
Embrapa, da prefeitura ou de alguma
organização de assistência aos agricultores.
Atenção!
28
29
Forme uma associação
com seus vizinhos
Quando você se associa com outros
membros de sua comunidade, as vantagens
são muitas, pois:
• Fica mais fácil procurar as autoridades
e pedir apoio para os projetos.
• Os associados podem comprar
máquinas e aparelhos em conjunto.
• Fica mais fácil obter crédito.
• Juntos, os associados podem vender
melhor sua produção.
• Os associados podem organizar
mutirões.
A união faz a força!
30
31
Títulos lançados
• Como organizar uma associação
• Como plantar abacaxi
• Como plantar hortaliças
• Controle alternativo de pragas e
doenças das plantas
• Caupi: o feijão do Sertão
• Como cultivar a bananeira
• Adubação alternativa
• Cultivo de peixes
• Como produzir melancia
• Alimentação das criações na seca
• Conservas caseiras de frutas
Impressão e acabamento
Embrapa Informação Tecnológica
Informação Tecnológica
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
CGPE:5842
ISBN85-7383-346-7
9788573833461
Com o lançamento do ,
a Embrapa coloca à disposição do pequeno produtor
valiosas instruções sobre as atividades do campo.
Numa linguagem simples e objetiva, os títulos abordam
a criação de animais, técnicas de plantio, práticas
de controle de pragas e doenças, adubação alternativa
e fabricação de conservas de frutas, dentre outros
assuntos que exemplificam como otimizar o trabalho rural.
Inicialmente produzidas para atender demandas por
informação do Semi-Árido nordestino, as recomendações
apresentadas são de aplicabilidade prática também
em outras regiões do País.
Com o a Embrapa
demonstra o compromisso assumido com
o sucesso da agricultura familiar.
ABC da Agricultura Familiar
ABC da Agricultura Familiar,

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ABC Adubação alternativa
ABC Adubação alternativaABC Adubação alternativa
ABC Adubação alternativa
Lenildo Araujo
 
ABC Como plantar hortaliças
ABC Como plantar hortaliçasABC Como plantar hortaliças
ABC Como plantar hortaliças
Lenildo Araujo
 
ABC Alimentação das criações na seca
ABC Alimentação das criações na secaABC Alimentação das criações na seca
ABC Alimentação das criações na seca
Lenildo Araujo
 
ABC Como Garantir Água na Seca
ABC Como Garantir Água na SecaABC Como Garantir Água na Seca
ABC Como Garantir Água na Seca
Lenildo Araujo
 
Abelhas sem-ferrao
Abelhas sem-ferraoAbelhas sem-ferrao
Abelhas sem-ferrao
Lenildo Araujo
 
ABC Caupi feijão do sertão
ABC Caupi feijão do sertãoABC Caupi feijão do sertão
ABC Caupi feijão do sertão
Lenildo Araujo
 
Abc da agricultura minhocultura
Abc da agricultura minhoculturaAbc da agricultura minhocultura
Abc da agricultura minhocultura
Lenildo Araujo
 
ABC Criação de bovinos de leite no semiarido
ABC Criação de bovinos de leite no semiaridoABC Criação de bovinos de leite no semiarido
ABC Criação de bovinos de leite no semiarido
Lenildo Araujo
 
Abc da agricultura como alimentar enxames
Abc da agricultura como alimentar enxamesAbc da agricultura como alimentar enxames
Abc da agricultura como alimentar enxames
Lenildo Araujo
 
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno PorteComo Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
João Siqueira da Mata
 
Abc da agricultura como capturar enxames em voo
Abc da agricultura como capturar enxames em vooAbc da agricultura como capturar enxames em voo
Abc da agricultura como capturar enxames em voo
Lenildo Araujo
 
Abc da agricultura como capturar enxames com caixais
Abc da agricultura como capturar enxames com caixaisAbc da agricultura como capturar enxames com caixais
Abc da agricultura como capturar enxames com caixais
Lenildo Araujo
 
Peixes
PeixesPeixes
ABC Umbuzeiro valorize o que e seu
ABC Umbuzeiro valorize o que e seuABC Umbuzeiro valorize o que e seu
ABC Umbuzeiro valorize o que e seu
Lenildo Araujo
 

Mais procurados (14)

ABC Adubação alternativa
ABC Adubação alternativaABC Adubação alternativa
ABC Adubação alternativa
 
ABC Como plantar hortaliças
ABC Como plantar hortaliçasABC Como plantar hortaliças
ABC Como plantar hortaliças
 
ABC Alimentação das criações na seca
ABC Alimentação das criações na secaABC Alimentação das criações na seca
ABC Alimentação das criações na seca
 
ABC Como Garantir Água na Seca
ABC Como Garantir Água na SecaABC Como Garantir Água na Seca
ABC Como Garantir Água na Seca
 
Abelhas sem-ferrao
Abelhas sem-ferraoAbelhas sem-ferrao
Abelhas sem-ferrao
 
ABC Caupi feijão do sertão
ABC Caupi feijão do sertãoABC Caupi feijão do sertão
ABC Caupi feijão do sertão
 
Abc da agricultura minhocultura
Abc da agricultura minhoculturaAbc da agricultura minhocultura
Abc da agricultura minhocultura
 
ABC Criação de bovinos de leite no semiarido
ABC Criação de bovinos de leite no semiaridoABC Criação de bovinos de leite no semiarido
ABC Criação de bovinos de leite no semiarido
 
Abc da agricultura como alimentar enxames
Abc da agricultura como alimentar enxamesAbc da agricultura como alimentar enxames
Abc da agricultura como alimentar enxames
 
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno PorteComo Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
Como Implantar e Conduzir uma Horta de Pequeno Porte
 
Abc da agricultura como capturar enxames em voo
Abc da agricultura como capturar enxames em vooAbc da agricultura como capturar enxames em voo
Abc da agricultura como capturar enxames em voo
 
Abc da agricultura como capturar enxames com caixais
Abc da agricultura como capturar enxames com caixaisAbc da agricultura como capturar enxames com caixais
Abc da agricultura como capturar enxames com caixais
 
Peixes
PeixesPeixes
Peixes
 
ABC Umbuzeiro valorize o que e seu
ABC Umbuzeiro valorize o que e seuABC Umbuzeiro valorize o que e seu
ABC Umbuzeiro valorize o que e seu
 

Semelhante a Abc melancia

Abc abacaxi
Abc abacaxiAbc abacaxi
Abc abacaxi
pauloweimann
 
Abc hortaliças
Abc hortaliçasAbc hortaliças
Abc hortaliças
pauloweimann
 
Apostila Embrapa Como plantar hortaliça
Apostila Embrapa Como plantar hortaliçaApostila Embrapa Como plantar hortaliça
Apostila Embrapa Como plantar hortaliça
Evelyn Golin
 
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp0221438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
Ronildo Barros Pereira
 
Abc caju
Abc cajuAbc caju
Abc caju
pauloweimann
 
Abc bananeira
Abc bananeiraAbc bananeira
Abc bananeira
pauloweimann
 
Abc feijão caupi
Abc feijão caupiAbc feijão caupi
Abc feijão caupi
pauloweimann
 
Pragas em-hortas
Pragas em-hortasPragas em-hortas
Pragas em-hortas
IPVC.ESTG
 
Abc controle de pragas
Abc controle de pragasAbc controle de pragas
Abc controle de pragas
pauloweimann
 
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantasABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
Lenildo Araujo
 
Abc umbuzeiro
Abc umbuzeiroAbc umbuzeiro
Abc umbuzeiro
pauloweimann
 
Horta organica
Horta organicaHorta organica
Horta organica
Lindon Johnsons Lemos
 
Abc guandu petrolina
Abc guandu petrolinaAbc guandu petrolina
Abc guandu petrolina
pauloweimann
 
Manual combate a broca rcm
Manual combate a broca rcmManual combate a broca rcm
Manual combate a broca rcm
Paulo André Colucci Kawasaki
 
Manual combate broca-do-café na Região do Cerrado Mineiro
Manual combate broca-do-café na Região do Cerrado MineiroManual combate broca-do-café na Região do Cerrado Mineiro
Manual combate broca-do-café na Região do Cerrado Mineiro
Revista Cafeicultura
 
82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa
Patty Melo
 
Revista aprendiz
Revista aprendizRevista aprendiz
Revista aprendiz
AprendizRuralPardinho
 
Oficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem domésticaOficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem doméstica
Alexandre Panerai
 
Folha 319 mais uniformidade na formação do cafezal
Folha 319   mais uniformidade na formação do cafezalFolha 319   mais uniformidade na formação do cafezal
Folha 319 mais uniformidade na formação do cafezal
Gabriela Rodrigues
 
Revista aprendiz2012
Revista aprendiz2012Revista aprendiz2012
Revista aprendiz2012
AprendizRuralPardinho
 

Semelhante a Abc melancia (20)

Abc abacaxi
Abc abacaxiAbc abacaxi
Abc abacaxi
 
Abc hortaliças
Abc hortaliçasAbc hortaliças
Abc hortaliças
 
Apostila Embrapa Como plantar hortaliça
Apostila Embrapa Como plantar hortaliçaApostila Embrapa Como plantar hortaliça
Apostila Embrapa Como plantar hortaliça
 
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp0221438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
21438184 como-plantar-hortalicas-131211194443-phpapp02
 
Abc caju
Abc cajuAbc caju
Abc caju
 
Abc bananeira
Abc bananeiraAbc bananeira
Abc bananeira
 
Abc feijão caupi
Abc feijão caupiAbc feijão caupi
Abc feijão caupi
 
Pragas em-hortas
Pragas em-hortasPragas em-hortas
Pragas em-hortas
 
Abc controle de pragas
Abc controle de pragasAbc controle de pragas
Abc controle de pragas
 
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantasABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
ABC Controle alternativo de pragas e doenças das plantas
 
Abc umbuzeiro
Abc umbuzeiroAbc umbuzeiro
Abc umbuzeiro
 
Horta organica
Horta organicaHorta organica
Horta organica
 
Abc guandu petrolina
Abc guandu petrolinaAbc guandu petrolina
Abc guandu petrolina
 
Manual combate a broca rcm
Manual combate a broca rcmManual combate a broca rcm
Manual combate a broca rcm
 
Manual combate broca-do-café na Região do Cerrado Mineiro
Manual combate broca-do-café na Região do Cerrado MineiroManual combate broca-do-café na Região do Cerrado Mineiro
Manual combate broca-do-café na Região do Cerrado Mineiro
 
82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa82. como fazer uma horta em casa
82. como fazer uma horta em casa
 
Revista aprendiz
Revista aprendizRevista aprendiz
Revista aprendiz
 
Oficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem domésticaOficina faça compostagem doméstica
Oficina faça compostagem doméstica
 
Folha 319 mais uniformidade na formação do cafezal
Folha 319   mais uniformidade na formação do cafezalFolha 319   mais uniformidade na formação do cafezal
Folha 319 mais uniformidade na formação do cafezal
 
Revista aprendiz2012
Revista aprendiz2012Revista aprendiz2012
Revista aprendiz2012
 

Mais de pauloweimann

Mais e mais receitas
Mais e mais receitasMais e mais receitas
Mais e mais receitas
pauloweimann
 
Receitobas sorvetes e outras
Receitobas sorvetes e outrasReceitobas sorvetes e outras
Receitobas sorvetes e outras
pauloweimann
 
900 piadas
900 piadas900 piadas
900 piadas
pauloweimann
 
Rexetas
RexetasRexetas
Rexetas
pauloweimann
 
Muitas receitas
Muitas receitasMuitas receitas
Muitas receitas
pauloweimann
 
Ataque e defesa astral
Ataque e defesa astralAtaque e defesa astral
Ataque e defesa astral
pauloweimann
 
As ervas de a a z
As ervas de a a zAs ervas de a a z
As ervas de a a z
pauloweimann
 
Apocalipse para mosquitos moscas e afins
Apocalipse para mosquitos moscas e afinsApocalipse para mosquitos moscas e afins
Apocalipse para mosquitos moscas e afins
pauloweimann
 
Acessando o hemisfério direito do cérebro lidia peychaux
Acessando o hemisfério direito do cérebro   lidia peychauxAcessando o hemisfério direito do cérebro   lidia peychaux
Acessando o hemisfério direito do cérebro lidia peychaux
pauloweimann
 
A arca perdida da alianca tudor parfitt
A arca perdida da alianca   tudor parfittA arca perdida da alianca   tudor parfitt
A arca perdida da alianca tudor parfitt
pauloweimann
 
A abobada energetica k. h. scheer
A abobada energetica   k. h. scheerA abobada energetica   k. h. scheer
A abobada energetica k. h. scheer
pauloweimann
 
666 o limiar do inferno - jay anson
666   o limiar do inferno - jay anson666   o limiar do inferno - jay anson
666 o limiar do inferno - jay anson
pauloweimann
 
50 chás-e-seus-benefícios
50 chás-e-seus-benefícios50 chás-e-seus-benefícios
50 chás-e-seus-benefícios
pauloweimann
 
22 regras-de-ouro-para-adivinhos
22 regras-de-ouro-para-adivinhos22 regras-de-ouro-para-adivinhos
22 regras-de-ouro-para-adivinhos
pauloweimann
 
Receltas
ReceltasReceltas
Receltas
pauloweimann
 
Receituxas
ReceituxasReceituxas
Receituxas
pauloweimann
 
Receituxas variadas
Receituxas variadasReceituxas variadas
Receituxas variadas
pauloweimann
 
Receitouxas
ReceitouxasReceitouxas
Receitouxas
pauloweimann
 
Receitoukas
ReceitoukasReceitoukas
Receitoukas
pauloweimann
 
Receitolas
ReceitolasReceitolas
Receitolas
pauloweimann
 

Mais de pauloweimann (20)

Mais e mais receitas
Mais e mais receitasMais e mais receitas
Mais e mais receitas
 
Receitobas sorvetes e outras
Receitobas sorvetes e outrasReceitobas sorvetes e outras
Receitobas sorvetes e outras
 
900 piadas
900 piadas900 piadas
900 piadas
 
Rexetas
RexetasRexetas
Rexetas
 
Muitas receitas
Muitas receitasMuitas receitas
Muitas receitas
 
Ataque e defesa astral
Ataque e defesa astralAtaque e defesa astral
Ataque e defesa astral
 
As ervas de a a z
As ervas de a a zAs ervas de a a z
As ervas de a a z
 
Apocalipse para mosquitos moscas e afins
Apocalipse para mosquitos moscas e afinsApocalipse para mosquitos moscas e afins
Apocalipse para mosquitos moscas e afins
 
Acessando o hemisfério direito do cérebro lidia peychaux
Acessando o hemisfério direito do cérebro   lidia peychauxAcessando o hemisfério direito do cérebro   lidia peychaux
Acessando o hemisfério direito do cérebro lidia peychaux
 
A arca perdida da alianca tudor parfitt
A arca perdida da alianca   tudor parfittA arca perdida da alianca   tudor parfitt
A arca perdida da alianca tudor parfitt
 
A abobada energetica k. h. scheer
A abobada energetica   k. h. scheerA abobada energetica   k. h. scheer
A abobada energetica k. h. scheer
 
666 o limiar do inferno - jay anson
666   o limiar do inferno - jay anson666   o limiar do inferno - jay anson
666 o limiar do inferno - jay anson
 
50 chás-e-seus-benefícios
50 chás-e-seus-benefícios50 chás-e-seus-benefícios
50 chás-e-seus-benefícios
 
22 regras-de-ouro-para-adivinhos
22 regras-de-ouro-para-adivinhos22 regras-de-ouro-para-adivinhos
22 regras-de-ouro-para-adivinhos
 
Receltas
ReceltasReceltas
Receltas
 
Receituxas
ReceituxasReceituxas
Receituxas
 
Receituxas variadas
Receituxas variadasReceituxas variadas
Receituxas variadas
 
Receitouxas
ReceitouxasReceitouxas
Receitouxas
 
Receitoukas
ReceitoukasReceitoukas
Receitoukas
 
Receitolas
ReceitolasReceitolas
Receitolas
 

Último

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 

Último (20)

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 

Abc melancia

  • 2. Como produzir melancia Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Informação Tecnológica Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Embrapa Informação Tecnológica Brasília, DF 2006
  • 3. Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei no. 9.610). Dados Internacionais de Catalogação na Publicação – CIP Embrapa Informação Tecnológica Como produzir melancia. – Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2006. 29 p. : il. – (ABC da Agricultura Familiar, 9). Compilação e edição, CW Produções Ltda. ISBN 85-7383-346-7 1.Adubação. 2. Colheita. 3. Doença. 4. Plantio. 5. Praga. CDD 635.615 Exemplares desta publicação podem ser adquiridos na: Embrapa Informação Tecnológica Parque Estação Biológica (PqEB), Av. W3 Norte (final) CEP 70770-901 Brasília, DF Fone: (61) 3340-9999 Fax: (61) 3340-2753 vendas@sct.embrapa.br www.sct.embrapa.br Coordenação geral Fernando do Amaral Pereira Coordenação editorial Lillian Alvares Lucilene Maria de Andrade Compilação e edição CW Produções Ltda. Revisão técnica Marisa de Goes Revisão de texto Wesley José da Rocha 1ª edição 1ª impressão (2006): 1.000 exemplares Editoração eletrônica Mário César Moura de Aguiar Capa Carlos Eduardo Felice Barbeiro Ilustração da capa CW Produções Ltda. (Eloi Neves Gameleira Paulo Sérgio Soares) ©Embrapa2006
  • 4. Apresentação Empenhada em auxiliar o pequeno produtor, a Embrapa lança o ABC da Agricultura Familiar, que oferece valiosas instruções sobre o trabalho no campo. Elaboradas em linguagem simples e objetiva, as publicações abordam temas relacionados à agropecuária e mostram como otimizar a atividade rural. A criação de animais, técnicas de plantio, práticas de controle de pragas e doenças, adubação alternativa e fabricação de conservas de frutas são alguns dos assuntos tratados. De forma independente ou reunidas em associações, as famílias poderão beneficiar-se dessas informações e, com isso, diminuir custos, aumentar a produção de alimentos, criar outras fontes de renda e agregar valor a seus produtos. Assim, a Embrapa cumpre o propósito adicional de ajudar a fixar o homem no campo, pois coloca a pesquisa a seu alcance e oferece alternativas de melhoria na qualidade de vida. Fernando do Amaral Pereira Gerente-Geral Embrapa InformaçãoTecnológica
  • 5.
  • 6. Sumário Características .......................................... 7 Clima ........................................................ 8 Como plantar ............................................. 8 Como adubar ............................................ 9 Que variedades plantar? ..........................10 Oquefazerenquanto a planta cresce?......................................12 Como controlar as pragas .......................15 Como controlar as doenças ....................18 Colheita ..................................................20 Você sabia que a urina de vaca pode ajudar na produção da melancia?...........................22 Outras informações importantes .............24
  • 7. 6
  • 8. 7 Características Um pé de melancia dura até 110 dias, e seus ramos podem ter até três metros de comprimento. A profundidade das raízes depende do tipo de terra. Em terras boas, as raízes podem crescer mais de um metro para baixo. Nas terras argilosas, ou nas terras com as camadas de baixo endurecidas, as raízes não crescem normalmente. As flores, que produzem os frutos, duram apenas um dia; elas se abrem quando o sol nasce e murcham à tarde. Só com a ajuda de insetos polinizadores, como as abelhas, é que existe a produção dos frutos. Por isso, é bom ter algumas caixas de abelhas perto da plantação. FelicianoAlvesdeAraújo
  • 9. 8 Clima A melancia não produz bem se o clima formuitofriooumuitoquente;ouseaumidade for alta. O ideal é que ela seja plantada em local quente e seco, de preferência onde haja temperatura alta durante o dia e umidade baixa durante a noite. Umidade alta prejudica a qualidade dos frutos, e temperaturas acima de 35°C prejudicam a formação de flores e de frutos. As melhores regiões do Brasil para o plantio da melancia estão no Sertão Nordestino, também chamado Semi-Árido. Como plantar Distância entre as covas O espaçamento no plantio pode variar: três metros por um metro, três metros por dois metros ou ainda três metros por três metros. Use o que for mais conveniente.
  • 10. 9 O espaçamento maior é melhor porque: • Melhora a ventilação. • Diminui o ataque de pragas e do- enças. • Facilita o trabalho das abelhas. Como fazer as covas? Abra as covas com enxadão e lembre- sedequeasmelanciasserãomelhoresemais saborosasquantomaisbemfeitaseadubadas forem as covas. Como adubar Se você plantar melancia somente para consumo, use adubação alternativa conforme é mostrado no título Adubação alternativa do ABCdaAgriculturaFamiliar.Senãoforocaso, pense sobre a possibilidade de usar adubos químicos.
  • 11. 10 Adubação química Aadubaçãoquímicaéimportanteparaa melancia; ela complementa, para a planta, os alimentos que estejam faltando no solo. Portanto, se você puder fazê-la, sua produção serámelhor. Se desejar fazer a adubação química, procure um técnico da Secretaria da Agricultura, da Embrapa, da prefeitura ou de alguma organização de assistência aos agricultores. Ele vai dizer que tipo de adubo químico deve ser usado, porque isso depende do tipo de terra. Ele também indicará a hora certa de usar o adubo e a quantidade que deverá ser aplicada. Que variedades plantar? Asvariedadesdemelanciacultivadasno Nordeste do Brasil são as japonesas e as americanas.
  • 12. 11 As japonesas dão frutos arredondados, de polpa firme (podem ser cortadas em fatias finas), mas são menos saborosas que as americanas. As americanas dão frutos alongados, maiores do que as japonesas, pesam entre 9 e 22 quilos e são muito mais saborosas do que as japonesas. Procure saber se na sua comunidade, ou em uma comunidade próxima, existe um banco de sementes e veja como se beneficiar dele. Se não puder comprar ou se não existir banco de sementes, peça sementes a um vizinho ou a alguém que produza melancias de bom sabor e que são boas para a região. Atenção! As sementes compradas são tratadas com venenos para protegê-las das doenças. Se possível,useluvasparaoplantio.Depoisdetocar nas sementes, evite colocar as mãos na boca ounosalimentos.Emseguida,lavebemasmãos com muita água e sabão.
  • 13. 12 Em que época plantar? Onde o clima é quente como no Nordeste, você pode plantar em qualquer época do ano. Mas é melhor plantar de maio a setembro, porque chove menos nessa época e isso ajuda a evitar as doenças. Quantas sementes por cova? Coloque quatro sementes em cada cova, na profundidade de dois dedos (quatro centímetros). Faça uma rega antes do plantio para que as sementes fiquem em terra úmida. Na época certa, faça o desbaste, conforme explicado mais adiante. O que fazer enquanto a planta cresce? Rega (irrigação) O excesso de água deixa a melancia sem gosto e pode rachar os frutos. Para evitar isso, faça o seguinte:
  • 14. 13 • Da semeadura até a germinação, regue todos os dias, com pouca água. • Da germinação até a frutificação, regue com menor freqüência e use muita água. • Da frutificação até a colheita, regue poucasvezes,agoracompoucaágua. • Quando os primeiros frutos estiverem quase maduros, pare a rega. Às vezes, porém, há necessidade de um pouco de água, para que as plantas não murchem. Experimente usar uma garrafa de plástico de dois litros, com furo na tampa, cheia de água e enterrada pelo gargalo para molhar as touceiras de melancia. Desbaste de plantas É a eliminação, na cova, das plantas fracas ou que estão sobrando. Ele é neces- sárioporquefortaleceaplantaquefica,eassim ela produzirá mais. Faça o desbaste quando
  • 15. 14 as plantas tiverem três ou quatro folhas, entre 25 e 30 dias após o plantio. Deixe na cova só a planta mais forte. As plantas que você for tirar não devem ser arrancadas. Suas raízes estão ema- ranhadas com as da planta que vai ficar. Use uma faca bem afiada e corte as plantas junto da terra. Desbaste de frutos É a retirada de frutos quando a planta está muito carregada e dos frutos com defeito. Deixe de quatro a seis frutos por planta, pois os frutos que ficarem crescerão mais. O desbaste é feito quando os frutos maiores tiverem meio palmo (11 cm). Dê os frutos desbastados aos animais ou jogue em um Atenção! Se você plantou com uma distância de três por dois metros ou de três por três metros, deixe duas plantas por cova.
  • 16. 15 buraco longe da plantação. Você pode ainda aproveitar esses frutos para fazer composto. Se ainda não faz composto em sua propriedade, leia o título Adubação alternativa do ABC da Agricultura Familiar. Atenção! Durante o desbaste de frutos, as ramas não devem ser cortadas. Controle do mato (plantas daninhas) Faça a capina do mato até que as ramas cubram a terra e, assim, não deixem as plan- tas daninhas crescer. Como controlar as pragas Verifique, todos os dias, se há pragas na sua plantação de melancias. Para controlar as pragas e doenças em hortas e pequenas plantações, é melhor usar os métodos alternativos de controle. Evite o uso de
  • 17. 16 produtos químicos comerciais. Leia o título Controle alternativo de pragas e doenças das plantas do ABC da Agricultura Familiar. Pulgão A principal praga da melancia são os pulgões. Eles são insetos pequenos, esverdeados ou pretos. Atacam a parte debaixo das folhas e as brotações novas que ficam enroladas. Se você perceber formigas subindo e descendo nas plantas, olhe bem que encontrará pulgões. Para matar os pulgões, use a calda de fumo. Lagarta-rosca É uma lagarta que vive na terra e que, aosertocada,seenrolaeficaquieta.Elaataca de noite cortando as plantas. Tem cor pardo- escura e se esconde durante o dia. O combate caseiro é feito do seguinte modo: à noitinha, coloque sacos de tecido molhados perto das plantas e, na manhã
  • 18. 17 seguinte, cate as lagartas que se esconderam embaixo dos sacos. Esse método serve também para controlar lesmas. Brocas As brocas da melancia são lagartas nascidas de ovos de mariposas. Existem dois tipos de broca que comem os brotos novos, as ramas, as flores e furam os frutos. As plantas secam, e os frutos apodrecem. Você pode combater as brocas com armadilhas de luz.Aarmadilha luminosa nada mais é do que uma lâmpada elétrica, ou lampião, colocada acima de uma bacia com água, ou óleo queimado. Essas armadilhas são usadas à noite, pois a luz atrai as mariposas,quecaemnabaciaemorrem.Elas devem ser colocadas na plantação ou perto dos pés de melancia. Quando são poucos pés, basta uma armadilha; quando são muitos, é preciso distribuir armadilhas por vários lugares.
  • 19. 18 Vaquinhas As vaquinhas são pequenos besouros alaranjados ou verdes, com manchas amarelas. Elas roem as folhas, deixando apenas as nervuras. As fêmeas põem ovos na terra, onde suas larvas atacam as raízes. Como controlar as doenças Há várias doenças que atacam a melancia, principalmente na época quente e úmida.Asprincipaissãoaantracnose(queima das folhas), o oídio (manchas brancas na parte de baixo das folhas), a fusariose e o mosaico(manchasamarelasouverde-claras). Atenção! Proteja as abelhas, nossas amigas que fazem as plantas dar frutos. Nunca use inseticidas de manhã, pois é o período em que as abelhas visitam as flores. Se forem necessárias, faça as pulverizações à tardinha.
  • 20. 19 As doenças se espalham de diversas maneiras. As sementes colhidas de plantas doentes, os restos da plantação anterior, a água de irrigação e a terra do lugar onde cresceram plantas doentes são meios que espalham as doenças com facilidade. Você deve examinar as plantas e retirar as partes murchas ou com manchas de cor diferente. Essas partes devem ser levadas para longe do cultivo. Se houve problemas de doença num lugar, faça a próxima plantação em outro. Os restos da plantação anterior devem ser queimados ou enterrados em local distante da área de cultivo, ou mesmo aproveitados no monte de composto. Sevocêplantarapenasunspoucospés, prefira métodos alternativos de controle de doenças,conformeotítulo Controlealternativo de pragas e doenças das plantas do ABC da Agricultura Familiar.
  • 21. 20 Colheita A melancia fica pronta para a colheita de 80 a 110 dias depois do plantio. Quando ela está madura, a parte em contato com o chão fica amarelada. Além disso, se for batida com o dedo ou com a mão fechada, ela produzirá umsomoco.Aocolheramelancia,deixeotalo na fruta para evitar a podridão depois da colheita. Produtividade Cada pé pode produzir até 30 quilos de melancia. Um hectare pode produzir de 20.000 a 50.000 quilos. Quanto mais você cuidar de sua plantação, tanto mais ela produzirá. Classificação dos frutos Se for vender numa grande feira, faça a classificação dos frutos, pois, dessa forma, você ganhará mais.Aclassificação é baseada no peso, no formato e na coloração dos frutos.
  • 22. 21 • A melancia com peso superior a nove quilos, com formato e cor normais, é classificada como extra ou especial. • De seis a nove quilos, é classificada como de primeira qualidade. • Abaixo de seis quilos, é classificada como fraca ou borréia. É conhecida também como cabeça-de-gato, tamboeira ou pororoca. Transporte O transporte inadequado pode estragar bastante as melancias; seja muito cuidadoso nessa hora. Não se esqueça de que um fruto com casca bem conservada, sem arranhões ou machucados, tem preço mais alto. O piso do veiculo que transportar os frutos deve estar bem forrado com palha de arroz ou capim seco. Não despreze os cuidados com o transporte. Depois de todo o seu trabalho, cuide para que os frutos cheguem bem ao mercado.
  • 23. 22 Empilhamento Para evitar danos aos frutos, não empilhe mais do que seis camadas. Acima deseis,osfrutosdascamadasinferioresficam prejudicados. Você sabia que a urina de vaca pode ajudar na produção da melancia? Como adubo A urina de vaca possui muitos alimentos bons para o desenvolvimento e para a produtividade das plantas. Ela tem potássio, nitrogênio, cálcio, fósforo, magnésio, enxofre, ferro, cobre, manganês, sódio, zinco e boro. É um tipo de adubo mais completo do que os que são vendidos, além de não custar nada. Usando urina de vaca como adubo para aplicar nas folhas, você pode deixar de usar muitos produtos químicos.
  • 24. 23 No controle de pragas e doenças A urina de vaca dá mais força à planta, melhora sua produção e ajuda na resistência às pragas e às doenças. Atenção! Geralmente, a vaca urina no início da ordenha. Aproveite esse momento para coletar. A urina não tem micróbios prejudiciais à saúde das pessoas e dos animais. Para que seuefeitosejamantido,eladeveserguardada em vasilha de plástico, por até 12 meses. Mistura e aplicação • Nunca use urina pura. Aplique a urina de vaca misturada com água. • Misture meio litro de urina com 100 litros de água, ou um quarto de litro com 50 litros de água.
  • 25. 24 • Apliquenasfolhasdasplantascomum pulverizador, em intervalos de sete a quinze dias.Aprimeira aplicação deve ser feita no pé da planta, logo depois de ela nascer. Outras informações importantes As sementes da melancia são um alimento de grande valor. Elas contêm muitos sais minerais, vitaminas, óleos essenciais e proteínas, que são muito importantes para o organismo das pessoas. Sementes cruas e secas, depois de moídas e peneiradas, formam um pó que pode ser misturado a alimentos como massas, sopas, bolos, biscoitos e cuscuzes. Atenção! Só use a urina se ela estiver bem diluída em água. Se for aplicada pura, ela prejudicará a planta.
  • 26. 25 Uso medicinal Comermelanciaémuitoimportantepara a saúde. O suco, feito da parte carnuda, é muito bom, pois: • Elimina o ácido úrico, causador da gota (conhecida como reumatismo gotoso) e da formação de pedras nos rins. • Limpa o estômago e os intestinos. • Ajuda a controlar a pressão alta. • Diminui a acidez do estômago, conhecida como queima ou azia. • Ajuda no tratamento da inflamação das vias urinárias. • Elimina gases e dores intestinais. • Ajuda no tratamento da bronquite crônica. • Ajuda no tratamento do reumatismo e da artrite (inflamação nas arti- culaçõesoujuntas).
  • 27. 26 Para tratar a erisipela (inflamação aguda da pele), aplique suco da polpa e da casca da melancia sobre a parte afetada, como cataplasma. O chá das sementes da melancia, secas e trituradas, ajuda no tratamento da pressão alta. Tome, sem açúcar, três xícaras de chá por dia: uma antes do café da manhã, outra antes do almoço e, a última, de noite, antes de se deitar. Documento principal para a elaboração deste texto: CARVALHO, R. N. de. Cultivo da melancia para a agricultura familiar. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 1999.
  • 28. 27 Para mais informações e esclarecimentos, procure um técnico da extensão rural, da Embrapa, da prefeitura ou de alguma organização de assistência aos agricultores. Atenção!
  • 29. 28
  • 30. 29 Forme uma associação com seus vizinhos Quando você se associa com outros membros de sua comunidade, as vantagens são muitas, pois: • Fica mais fácil procurar as autoridades e pedir apoio para os projetos. • Os associados podem comprar máquinas e aparelhos em conjunto. • Fica mais fácil obter crédito. • Juntos, os associados podem vender melhor sua produção. • Os associados podem organizar mutirões. A união faz a força!
  • 31. 30
  • 32. 31 Títulos lançados • Como organizar uma associação • Como plantar abacaxi • Como plantar hortaliças • Controle alternativo de pragas e doenças das plantas • Caupi: o feijão do Sertão • Como cultivar a bananeira • Adubação alternativa • Cultivo de peixes • Como produzir melancia • Alimentação das criações na seca • Conservas caseiras de frutas
  • 33. Impressão e acabamento Embrapa Informação Tecnológica
  • 34. Informação Tecnológica Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CGPE:5842 ISBN85-7383-346-7 9788573833461 Com o lançamento do , a Embrapa coloca à disposição do pequeno produtor valiosas instruções sobre as atividades do campo. Numa linguagem simples e objetiva, os títulos abordam a criação de animais, técnicas de plantio, práticas de controle de pragas e doenças, adubação alternativa e fabricação de conservas de frutas, dentre outros assuntos que exemplificam como otimizar o trabalho rural. Inicialmente produzidas para atender demandas por informação do Semi-Árido nordestino, as recomendações apresentadas são de aplicabilidade prática também em outras regiões do País. Com o a Embrapa demonstra o compromisso assumido com o sucesso da agricultura familiar. ABC da Agricultura Familiar ABC da Agricultura Familiar,