SlideShare uma empresa Scribd logo
Profª Janayna Lira
A vinda da familia real e a independência do brasil
A independência do Brasil, proclamada a 7 de
setembro de 1822, marcaria o fim da
dominação portuguesa e a conquista da
autonomia política,
mas,
quando ocorreu “o grito”, às margens do Rio
Ipiranga, o processo já estava consumado, pois
já havia iniciado anos antes.
Na Europa, Napoleão
Bonaparte havia
decretado, em 1806, o
Bloqueio Continental,
proibindo que os países
comercializassem com
a sua inimiga história –
a Inglaterra.
Portugal era parceiro econômico da Inglaterra e não aderiu ao
Bloqueio. Napoleão, então, envia tropas para invadir a região.
Com o apoio inglês, a
Corte portuguesa
foge para o Brasil.
Pela primeira vez uma
corte européia se
transferia para um
território colonial
A fuga foi organizada às
pressas, tendo em vista a
marcha das tropas
napoleônicas
A vinda da familia real e a independência do brasil
A presença da Corte no Brasil
levaria
D. João a adotar uma série de medidas
que mudariam a colônia,
dando início ao processo que levaria à
independência do Brasil, em 1822.
 Chegada da Corte portuguesa (1808)
 Rio de Janeiro, sede da governo: inversão
• Transformações na economia, na política e sociedade.
• Estabelecimento de instituições importantes da
administração.
A vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasil
 Abertura dos portos às nações amigas (1808)
Quebra do Pacto: fim do monopólio (exclusividade)
Autonomia crescente
 Liberação das manufaturas
 Tratado de Navegação e Comércio
 Produtos ingleses, 15%;
 Produtos portugueses, 16%;
 Demais nações, 24%.
 Tratado de Aliança e Amizade
 Promessa de redução e abolição do tráfico de
escravos, liberdade religiosa aos ingleses, direito aos
ingleses de extrair madeiras das matas brasileiras
para a construção de seus navios, proibia a instalação
dos tribunais da Inquisição no Brasil.
O Rio de Janeiro se torna, sede do Governo,
embora não possuísse a qualidade das cidades européias.
À época da chegada da Corte, o Rio de
Janeiro era pequeno, sujo e sem condições
de acomodar tanta gente.
Seus moradores eram, em sua maioria,
artesãos, comerciantes, ambulantes e
empregados do comércio.
A forma encontrada foi requisitar as
melhores casas da cidade.
Na porta das casas se colocava um edital
explicando a medida e carimbava-se “PR”
(Príncipe Regente)
Em poucos anos a
cidade do Rio de
Janeiro sofreu
grande
transformações:
surgiram bairros
luxuosos, drenagem
de pântanos.
A vinda da familia real e a independência do brasil
 Banco do Brasil
 Imprensa Régia: impressão do primeiro jornal oficial
do país, a Gazeta do Rio de Janeiro.
 Permissão para a instalação das primeiras instituições
de ensino superior
 Criação do Real Horto (atual Jardim Botânico)
 Biblioteca Real (atual Biblioteca Nacional do Brasil)
 Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios (atual Escola
de Belas-Artes)
 Contratou um grupo de artistas franceses para
coordenar os trabalhos
A vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasil
Essas medidas, no entanto, sóEssas medidas, no entanto, só
beneficiavam a nobreza, pois nãobeneficiavam a nobreza, pois não
estavam acessíveis a toda a população.estavam acessíveis a toda a população.
 Costumes importados da Europa
 Alto custo de vida
 Crescimento populacional (urbanização)
 Criação de cargos públicos para ocupar nobres
 Distribuição de títulos nobiliárquicos
 Aumento de impostos
(financiar despesas da Corte)
 O Congresso de Viena (1815)
• Restauração do Absolutismo europeu
• Pressão sobre D. João VI
 Brasil: Reino Unido a Portugal e Algarves (1815)
• Resposta ao Congresso
• Desagrado aos portugueses e satisfação aos brasileiros
• Na prática, Brasil vira sede do governo.
 O que foi: um movimento social (revolta) de caráter
emancipacionista ocorrido em Pernambuco em 1817.
 Causas: Insatisfação popular com a chegada e funcionamento
da corte portuguesa no Brasil - grande quantidade de
portugueses nos cargos públicos; insatisfação com impostos e
tributos criados no Brasil por D. João VI; influência do
Iluminismo; crise econômica; seca e miséria.
 Objetivo: conquista da independência do Brasil em relação a
Portugal. Queriam implantar um regime republicano no Brasil e
elaborar uma Constituição.
 Como foi: revoltosos dominaram Recife, implantaram novo
governo por 75 dias, fizeram uma Constituição.
 Resultado: reprimidos pelas tropas oficiais. Líderes presos e
condenados à morte.
 Movimento liberal, antiabsolutista, feito pela burguesia
portuguesa. Acelerou o processo de independência
brasileira. Representou uma busca dos portugueses para
resolver questões fundamentais para a reestruturação
política e econômica de Portugal.
 Pressão pela volta de D. João.
 Elaboração de uma Constituição.
 Restabelecimento do exclusivo comercial brasileiro.
• Ameaça de deposição de D. João VI
 Retorno a Lisboa (1821)
 D. Pedro assume como Príncipe regente
09 de jan de 1822
 D. Pedro e o a idéia de separatismo
• Expulsão de soldados portugueses contrários
• Aproximação da elite conservadora brasileira
(nomeação de José Bonifácio como ministro)
• Todo decreto vindo de Lisboa só seria executado com a
aprovação de d. Pedro:“Cumpra-se”.
Interessante perceber que a Independência do Brasil
foi conduzida pelo sucessor do trono português.
 Partido português:
• Interesses ligados à Metrópole, defendiam o
restabelecimento do Pacto Colonial.
 Partido brasileiro:
 Corrente radical ou democrática: governo liberal,
participação popular por meio de representantes
eleitos.
 Corrente conservadora ou aristocrata: maior
autonomia para o Brasil, apoiavam a separação
(Monarquia Constitucional), rejeitavam a
participação popular.
 Resposta à determinação
da corte para a sua volta.
 O grito do Ipiranga:
07 de setembro de 1822
Independência ou morte
 Império do Brasil
• Regime monárquico
• D. Pedro I: Imperador

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
Ramiro Bicca
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Incofidencia mineira e baiana
Incofidencia mineira e baianaIncofidencia mineira e baiana
Incofidencia mineira e baiana
Fatima Freitas
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
Geová da Silva
 
Brasil Pré Colonial (1500 1530)
Brasil Pré Colonial (1500 1530)Brasil Pré Colonial (1500 1530)
Brasil Pré Colonial (1500 1530)
dmflores21
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
Nila Michele Bastos Santos
 
O fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasilO fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasil
Nome Sobrenome
 
8 2º reinado
8  2º reinado8  2º reinado
8 2º reinado
José Augusto Fiorin
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
Privada
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
Vivihistoria
 
America espanhola
America espanholaAmerica espanhola
America espanhola
joana71
 
Uniao iberica slide
Uniao iberica slideUniao iberica slide
Uniao iberica slide
Isabel Aguiar
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
isameucci
 
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesasBrasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
Edenilson Morais
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
Douglas Barraqui
 
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASILEMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
Isabel Aguiar
 

Mais procurados (20)

As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Incofidencia mineira e baiana
Incofidencia mineira e baianaIncofidencia mineira e baiana
Incofidencia mineira e baiana
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
 
Brasil Pré Colonial (1500 1530)
Brasil Pré Colonial (1500 1530)Brasil Pré Colonial (1500 1530)
Brasil Pré Colonial (1500 1530)
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
O fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasilO fim da escravidão negra no brasil
O fim da escravidão negra no brasil
 
8 2º reinado
8  2º reinado8  2º reinado
8 2º reinado
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
 
America espanhola
America espanholaAmerica espanhola
America espanhola
 
Uniao iberica slide
Uniao iberica slideUniao iberica slide
Uniao iberica slide
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
 
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesasBrasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
Brasil invasões estrangeiras - francesas e holandesas
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASILEMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL
 

Semelhante a A vinda da familia real e a independência do brasil

Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
A independência do brasil
A independência do brasilA independência do brasil
A independência do brasil
Janayna Lira
 
A revolução liberal e a independência do brasil
A revolução liberal e a independência do brasilA revolução liberal e a independência do brasil
A revolução liberal e a independência do brasil
helenasoares
 
Brasil independencia e constituicao 1824
Brasil independencia e constituicao 1824 Brasil independencia e constituicao 1824
Brasil independencia e constituicao 1824
Dismael Sagás
 
Brasil independencia e constituicao 1824
Brasil independencia e constituicao 1824 Brasil independencia e constituicao 1824
Brasil independencia e constituicao 1824
Dismael Sagás
 
Roteiro7.O.processo.de.emancipação.política.da.América.portuguesa.pdf
Roteiro7.O.processo.de.emancipação.política.da.América.portuguesa.pdfRoteiro7.O.processo.de.emancipação.política.da.América.portuguesa.pdf
Roteiro7.O.processo.de.emancipação.política.da.América.portuguesa.pdf
CristianeOliveiraCru
 
Família real no brasil
Família real no brasilFamília real no brasil
Família real no brasil
harlissoncarvalho
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
dinicmax
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
Isabel Aguiar
 
Processo de independência do brasil
Processo de independência do brasilProcesso de independência do brasil
Processo de independência do brasil
Carlos Teles de Menezes Junior
 
Revisão de história 2º ano 2º bimestre
Revisão de história 2º ano 2º bimestreRevisão de história 2º ano 2º bimestre
Revisão de história 2º ano 2º bimestre
eunamahcado
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
sueli ramos
 
Independência política brasileira
Independência política brasileiraIndependência política brasileira
Independência política brasileira
Fernanda Hellen
 
Brasil da independencia ao 2 reianado
Brasil  da independencia ao 2 reianadoBrasil  da independencia ao 2 reianado
Brasil da independencia ao 2 reianado
Professor de História
 
Processo de independência do Brasil
Processo de independência do BrasilProcesso de independência do Brasil
Processo de independência do Brasil
Ana Souza
 
Brasil colonia periodo_joanino_resumido
Brasil colonia periodo_joanino_resumidoBrasil colonia periodo_joanino_resumido
Brasil colonia periodo_joanino_resumido
Karla Fonseca
 
Revolução Liberal em Portugal
Revolução Liberal em PortugalRevolução Liberal em Portugal
Revolução Liberal em Portugal
Susana Simões
 
Manifestações contra a metrópole revoltas nativistas
Manifestações contra a metrópole revoltas nativistasManifestações contra a metrópole revoltas nativistas
Manifestações contra a metrópole revoltas nativistas
Ócio do Ofício
 
A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808
ProfessoresColeguium
 
Independência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptxIndependência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptx
MichaelAgnes2
 

Semelhante a A vinda da familia real e a independência do brasil (20)

Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
A independência do brasil
A independência do brasilA independência do brasil
A independência do brasil
 
A revolução liberal e a independência do brasil
A revolução liberal e a independência do brasilA revolução liberal e a independência do brasil
A revolução liberal e a independência do brasil
 
Brasil independencia e constituicao 1824
Brasil independencia e constituicao 1824 Brasil independencia e constituicao 1824
Brasil independencia e constituicao 1824
 
Brasil independencia e constituicao 1824
Brasil independencia e constituicao 1824 Brasil independencia e constituicao 1824
Brasil independencia e constituicao 1824
 
Roteiro7.O.processo.de.emancipação.política.da.América.portuguesa.pdf
Roteiro7.O.processo.de.emancipação.política.da.América.portuguesa.pdfRoteiro7.O.processo.de.emancipação.política.da.América.portuguesa.pdf
Roteiro7.O.processo.de.emancipação.política.da.América.portuguesa.pdf
 
Família real no brasil
Família real no brasilFamília real no brasil
Família real no brasil
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Processo de independência do brasil
Processo de independência do brasilProcesso de independência do brasil
Processo de independência do brasil
 
Revisão de história 2º ano 2º bimestre
Revisão de história 2º ano 2º bimestreRevisão de história 2º ano 2º bimestre
Revisão de história 2º ano 2º bimestre
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
 
Independência política brasileira
Independência política brasileiraIndependência política brasileira
Independência política brasileira
 
Brasil da independencia ao 2 reianado
Brasil  da independencia ao 2 reianadoBrasil  da independencia ao 2 reianado
Brasil da independencia ao 2 reianado
 
Processo de independência do Brasil
Processo de independência do BrasilProcesso de independência do Brasil
Processo de independência do Brasil
 
Brasil colonia periodo_joanino_resumido
Brasil colonia periodo_joanino_resumidoBrasil colonia periodo_joanino_resumido
Brasil colonia periodo_joanino_resumido
 
Revolução Liberal em Portugal
Revolução Liberal em PortugalRevolução Liberal em Portugal
Revolução Liberal em Portugal
 
Manifestações contra a metrópole revoltas nativistas
Manifestações contra a metrópole revoltas nativistasManifestações contra a metrópole revoltas nativistas
Manifestações contra a metrópole revoltas nativistas
 
A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808
 
Independência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptxIndependência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptx
 

Mais de Janayna Lira

Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
Janayna Lira
 
Os Fenicios
Os FeniciosOs Fenicios
Os Fenicios
Janayna Lira
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
Janayna Lira
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
Janayna Lira
 
Absolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e MercantilismoAbsolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e Mercantilismo
Janayna Lira
 
As grandes navegações
As grandes navegaçõesAs grandes navegações
As grandes navegações
Janayna Lira
 
Socialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismoSocialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismo
Janayna Lira
 
Rev industrial
Rev industrialRev industrial
Rev industrial
Janayna Lira
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Janayna Lira
 
Era napolônica
Era napolônicaEra napolônica
Era napolônica
Janayna Lira
 
Fenicios
FeniciosFenicios
Fenicios
Janayna Lira
 
A colonização do rio grande
A colonização do rio grandeA colonização do rio grande
A colonização do rio grande
Janayna Lira
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
Janayna Lira
 
Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)
Janayna Lira
 
Os primórdios da humanidade
Os primórdios da humanidadeOs primórdios da humanidade
Os primórdios da humanidade
Janayna Lira
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Janayna Lira
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Janayna Lira
 
O começo de tudo
O começo de tudoO começo de tudo
O começo de tudo
Janayna Lira
 
A origem do homem
A origem do homemA origem do homem
A origem do homem
Janayna Lira
 
O declínio do Imperio Romano
O declínio do Imperio RomanoO declínio do Imperio Romano
O declínio do Imperio Romano
Janayna Lira
 

Mais de Janayna Lira (20)

Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
 
Os Fenicios
Os FeniciosOs Fenicios
Os Fenicios
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
Absolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e MercantilismoAbsolutismo e Mercantilismo
Absolutismo e Mercantilismo
 
As grandes navegações
As grandes navegaçõesAs grandes navegações
As grandes navegações
 
Socialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismoSocialismo e anarquismo
Socialismo e anarquismo
 
Rev industrial
Rev industrialRev industrial
Rev industrial
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Era napolônica
Era napolônicaEra napolônica
Era napolônica
 
Fenicios
FeniciosFenicios
Fenicios
 
A colonização do rio grande
A colonização do rio grandeA colonização do rio grande
A colonização do rio grande
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)
 
Os primórdios da humanidade
Os primórdios da humanidadeOs primórdios da humanidade
Os primórdios da humanidade
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
O começo de tudo
O começo de tudoO começo de tudo
O começo de tudo
 
A origem do homem
A origem do homemA origem do homem
A origem do homem
 
O declínio do Imperio Romano
O declínio do Imperio RomanoO declínio do Imperio Romano
O declínio do Imperio Romano
 

A vinda da familia real e a independência do brasil

  • 3. A independência do Brasil, proclamada a 7 de setembro de 1822, marcaria o fim da dominação portuguesa e a conquista da autonomia política, mas, quando ocorreu “o grito”, às margens do Rio Ipiranga, o processo já estava consumado, pois já havia iniciado anos antes.
  • 4. Na Europa, Napoleão Bonaparte havia decretado, em 1806, o Bloqueio Continental, proibindo que os países comercializassem com a sua inimiga história – a Inglaterra.
  • 5. Portugal era parceiro econômico da Inglaterra e não aderiu ao Bloqueio. Napoleão, então, envia tropas para invadir a região.
  • 6. Com o apoio inglês, a Corte portuguesa foge para o Brasil. Pela primeira vez uma corte européia se transferia para um território colonial A fuga foi organizada às pressas, tendo em vista a marcha das tropas napoleônicas
  • 8. A presença da Corte no Brasil levaria D. João a adotar uma série de medidas que mudariam a colônia, dando início ao processo que levaria à independência do Brasil, em 1822.
  • 9.  Chegada da Corte portuguesa (1808)  Rio de Janeiro, sede da governo: inversão • Transformações na economia, na política e sociedade. • Estabelecimento de instituições importantes da administração.
  • 12.  Abertura dos portos às nações amigas (1808) Quebra do Pacto: fim do monopólio (exclusividade) Autonomia crescente  Liberação das manufaturas
  • 13.  Tratado de Navegação e Comércio  Produtos ingleses, 15%;  Produtos portugueses, 16%;  Demais nações, 24%.  Tratado de Aliança e Amizade  Promessa de redução e abolição do tráfico de escravos, liberdade religiosa aos ingleses, direito aos ingleses de extrair madeiras das matas brasileiras para a construção de seus navios, proibia a instalação dos tribunais da Inquisição no Brasil.
  • 14. O Rio de Janeiro se torna, sede do Governo, embora não possuísse a qualidade das cidades européias.
  • 15. À época da chegada da Corte, o Rio de Janeiro era pequeno, sujo e sem condições de acomodar tanta gente. Seus moradores eram, em sua maioria, artesãos, comerciantes, ambulantes e empregados do comércio. A forma encontrada foi requisitar as melhores casas da cidade. Na porta das casas se colocava um edital explicando a medida e carimbava-se “PR” (Príncipe Regente)
  • 16. Em poucos anos a cidade do Rio de Janeiro sofreu grande transformações: surgiram bairros luxuosos, drenagem de pântanos.
  • 18.  Banco do Brasil  Imprensa Régia: impressão do primeiro jornal oficial do país, a Gazeta do Rio de Janeiro.  Permissão para a instalação das primeiras instituições de ensino superior  Criação do Real Horto (atual Jardim Botânico)  Biblioteca Real (atual Biblioteca Nacional do Brasil)  Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios (atual Escola de Belas-Artes)  Contratou um grupo de artistas franceses para coordenar os trabalhos
  • 21. Essas medidas, no entanto, sóEssas medidas, no entanto, só beneficiavam a nobreza, pois nãobeneficiavam a nobreza, pois não estavam acessíveis a toda a população.estavam acessíveis a toda a população.
  • 22.  Costumes importados da Europa  Alto custo de vida  Crescimento populacional (urbanização)  Criação de cargos públicos para ocupar nobres  Distribuição de títulos nobiliárquicos  Aumento de impostos (financiar despesas da Corte)
  • 23.  O Congresso de Viena (1815) • Restauração do Absolutismo europeu • Pressão sobre D. João VI  Brasil: Reino Unido a Portugal e Algarves (1815) • Resposta ao Congresso • Desagrado aos portugueses e satisfação aos brasileiros • Na prática, Brasil vira sede do governo.
  • 24.  O que foi: um movimento social (revolta) de caráter emancipacionista ocorrido em Pernambuco em 1817.  Causas: Insatisfação popular com a chegada e funcionamento da corte portuguesa no Brasil - grande quantidade de portugueses nos cargos públicos; insatisfação com impostos e tributos criados no Brasil por D. João VI; influência do Iluminismo; crise econômica; seca e miséria.  Objetivo: conquista da independência do Brasil em relação a Portugal. Queriam implantar um regime republicano no Brasil e elaborar uma Constituição.  Como foi: revoltosos dominaram Recife, implantaram novo governo por 75 dias, fizeram uma Constituição.  Resultado: reprimidos pelas tropas oficiais. Líderes presos e condenados à morte.
  • 25.  Movimento liberal, antiabsolutista, feito pela burguesia portuguesa. Acelerou o processo de independência brasileira. Representou uma busca dos portugueses para resolver questões fundamentais para a reestruturação política e econômica de Portugal.  Pressão pela volta de D. João.  Elaboração de uma Constituição.  Restabelecimento do exclusivo comercial brasileiro. • Ameaça de deposição de D. João VI  Retorno a Lisboa (1821)  D. Pedro assume como Príncipe regente
  • 26. 09 de jan de 1822
  • 27.  D. Pedro e o a idéia de separatismo • Expulsão de soldados portugueses contrários • Aproximação da elite conservadora brasileira (nomeação de José Bonifácio como ministro) • Todo decreto vindo de Lisboa só seria executado com a aprovação de d. Pedro:“Cumpra-se”. Interessante perceber que a Independência do Brasil foi conduzida pelo sucessor do trono português.
  • 28.  Partido português: • Interesses ligados à Metrópole, defendiam o restabelecimento do Pacto Colonial.  Partido brasileiro:  Corrente radical ou democrática: governo liberal, participação popular por meio de representantes eleitos.  Corrente conservadora ou aristocrata: maior autonomia para o Brasil, apoiavam a separação (Monarquia Constitucional), rejeitavam a participação popular.
  • 29.  Resposta à determinação da corte para a sua volta.  O grito do Ipiranga: 07 de setembro de 1822 Independência ou morte  Império do Brasil • Regime monárquico • D. Pedro I: Imperador