SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof. Antonio Marcos N. dos Reis
 A TERRA DE CANAÃ
 DURANTE A ÉPOCA
 DOS JUÍZES
A CRISE PEDE SUPERAÇÃO
O Povo não consegue mais enfrentar os desafios
  que aparecem
A causa mais próxima,que determinou o fim da
  experiência do tribalismo foi o aparecimento
 dos filisteus
QUEM ERAM OS FILISTEUS
  São chamados
   pelos egípcios de
   “ Povos do mar”
  Eles vinham das
   ilhas do Mar
   Mediterrâneo e
   da Grécia
O POVO PEDE UM REI: POR QUE
UM REI?
                1º dificuldades econômicas
                 – “revolução da boiada!”( 1
                 Sam.11,5;Pr 14,4)

                2º a crescente
                 desigualdade social: Umas
                 tribos se enriquecem mais
                 do outras e o juiz tem que
                 procurar fazer as pazes
3º Falta de um governo central
  enfraquece o povo junto aos
  inimigos
4º Um exército de voluntários
  não tem motivação suficiente
  para morrer...(Jz 5
5º A desigualdade crescente
  produz de novo bandos
  armados de mercenários ao
  serviço do príncipe mais
  poderoso.
ALERTA DE SAMUEL:
O que significa ter um Rei? 1Sam.8,10-18

         - Ele cobraria logo impostos diretos e
           indiretos
         - Qualquer propriedade seria de direito do rei
         - Ele teria direitos legais sobre as
           pessoas( alistamento-posse sobre as jovens)
AFINAL CHEGA O REI: SAUL(1010 a.C)
Três histórias sobre a eleição de Saul:
 1 Sam.9,10-0 – Unção
 1 Sam.10,9-27 – sorteio
 1 Sam.11,1-15 - aclamação
A mais provável é a 3ª versão
Características do reinado de Saul
- Não havia estado propriamente dito

- Não havia uma maquina administrativa
   nem palácio real

- O rei era mais comandante militar que
   soberano(1Sam.8,20)
A ASCENSÃO DE DAVI
1 Sam.16 – 2 Sam.6
  Saul reinou por poucos anos porque:
  se apoderou da função sacerdotal(1 Sam. 13,1-15)
  desobedeceu à ordem de extermínio( 1 Sam.15,7-9|)
  se deixou levar pelo ciúme contra o jovem Daví
 DAVI APARECE COMO UM
  JOVEM VALENTE E
  CORAJOSO,CAPAZ DE
  AGLUTINAR O POVO AO
  SEU REDOR.

 PERSEGUIDO,TORNA-SE ELE
  TAMBÉM HAPIRU,O
  “LAMPIÃO DE
  CANAÔ,JUNTO COM
  OUTROS ( 1 Sam.22,1-2)
 ENFIM É UNGIDO REI DE
  JUDÁ,EM HEBRON
DAVI,LIDER DOS
CAMPONESES
EMPOBRECIDOS

  POLITICAMENTE:

  Reorganizou as tribos
  Começou a levantar impostos
  Recrutou militares(1 Cr.27,1-5)
  Conquistou Jerusalém( 2
   Sam.5,6-12)
  Conquistou quase todos os
   territórios circunvisinhos
 MILITARMENTE:


 Constituiu dois exércitos: uma guarda pessoal e
  um exército profissional( 2 Sam.8,16;8,18)
 Derrotou definitivamente os filisteus
 Conquistou a Planície da palestina
 SOCIALMENTE:
 Não cobrou tributos diretos das tribos
 iniciou o comércio internacional
 Procurou beneficiar o povo com os impostos
  arrecadados
 Deixou ampla autonomia as assembléias locais das
  tribos
 A RELIGIÃO


 Trouxe a Arca para Jerusalém
 Nomeou um sacerdote
  cânaneu(Sadoc) para agradar
  os povos submetidos
 Nomeou um sacerdote das
  tribos(Abiatar) para agradar
  os israelitas
 Quis construir o templo,mas
  não pode.
COM O REI DAVI INICIA-SE A
TEOLOGIA DAVIDICA
 ELA SE BASEIA SOBRE:
 a profecia de Natã( 2 Sam.7,1-14),que assegura para
  sempre o trono a Davi e aos seus descendentes
 um estilo de governo que agrada a Javé,fundamentado
  em Dt. 17,14-20 e Dt.15,1-11
 Os salmos 02;89;132,bem expressam
 esta teologia,no sentido que:
  a religião sustenta o reinado
  o rei está sempre acima de qualquer
  crítica,sendo um filho de deus
  o sacerdote está sempre a serviço do rei
A SUCESSÃO DE DAVI
 Davi fica 7 anos rei em Hebron,reinando sobre a
  tribo de Judá,a sua tribo
 Através de uma hábil diplomacia e uma certa
  esperteza,aos poucos,conquista todas as outras
  tribos
 Davi é ungido rei sobre todo Israel e Judá( 2 Sam
  5,1-5)
 Ele será rei de dois povos irmãos,jamais conseguiu
  unificar todas as tribos(2 Sam 20,1-2)
OUTRO DAVI APARECE...
 Davi deixa de ser o rei
  modelo,se envolvendo em
  tramas de corte e traições:
  o próprio filho Absalão o
  trairá
 Ele mesmo se deixa levar
  pela paixão e pelo
  pecado(2 Sam.11)
 Começa a oprimir o povo
  com a corvéia( 2
  Sam.20,24)
SALOMÃO,O REI-IMPERADOR
  Salomão,filho de
  Bersabéia,o filho mais
  querido de Davi,
  acaba vencendo a
  corrida pela sucessão
  dinástica;
 Ele aperfeiçoa o sistema
  administrativo do pai.
                Davi,ampliando
  o território do seu reino,o
  tinha organizado em 12
  distritos
  administrativos,deixando,poré
  m a cada distrito o nome das
  12 tribos
 Salomão aperfeiçoou os
  distritos mas mudando o
  nome.O que não agradou o
  povo
O QUE FOI IMPORTANTE NO REINADO DE
     SALOMÃO

 Incentivou a cultura e se
  apresentou como um rei sábio
 Estabeleceu relações
  diplamaticas com outros
  Países
 Aumentou o
  comércio,especialmente via
  mar( Os navios de
  Tarsis),trazendo muita
  riqueza, em ouro e outros
  metais preciosos
 Foi um grande
  construtor,aumentando e
  aperfeiçoando a infra-
  estrutura do País

 Introduziu cavalos e carros
  de guerra no exército

 Construiu o templo

 Transformou a confederação
  das 12 tribos em um
  verdadeiro império
O QUE FOI RUIM E DESAGRADOU NO
SEU REINADO
  Não respeitou as
   autonomias
   locais,mudando até de
   nome os distritos que seu
   pai lhe tinha deixado
  Começou a cobrar
   pesados impostos,usando
   os distritos como meio de
   arrecadação
  Aumentou muito os
   trabalhos
   forçados( corvéia)
 Enriqueceu enormemente
  às custas do povo e
  favoreceu funcionários da
  sua tribo ( nepotismo)
 Teve muitas mulheres
  estrangeiras,favorecendo
  o sincretismo religioso
 Centralizou o culto no
  Templo,desconhecendo
  os santuários locais
 Os sacerdotes se
  tornaram meros
  funcionários de corte.
 Javé se tornou o deus
  da dinastia davídica
A CRISE BATE ÀS PORTAS
 Se ainda em vida,Salomão mantinha o respeito do
  povo,não foi assim com seu filho Roboão.
 Ele não soube escutar as queixas do povo que queria
  ser aliviado do jugo,que afetava de forma especial as
  tribos do Norte...
AS REEVINDICAÇÕES
 As tribos do norte - pois o povo sempre ficou
  dividido) exigiam o fim dos trabalhos forçados.
 Roboão não aceita.Querendo ser duro como o
  pai,mas sem a autoridade moral dele,acaba
  provocando a separação das 11 tribos do Norte ( 1 Rs.
  12,1-20)
 ESTAMOS NO ANO DE 931 a.C.)
DIVISÃO DO REINO
 Reino de Israel,no
  Norte – 11 tribos
 800 mil habitantes –
  capital:Siquém e
  depois Samaria
 Reino de Judá,no Sul –
  1 tribo – 200 mil
  habitantes, capital,
  Jerusalém
REINO DE ISRAEL
 Tem como capital Siquém,cidade histórica,cheia
  de simbolismo,especialmente pelas tribos que
  estavam em Canaã.Em seguida Samaria.
 Jeroboão é o primeiro rei.Não há sucessão
  dinástica
 A história deste reino é breve e conturbada
OS SAMARITANOS
 A origem dos
 Samaritanos remonta à
 época da destruição do
 reino de Israel e à
 deportação do seu povo
 pelos assírios.

 A políticas do Assírios era misturar
 as populações, desenraizado-as de
 suas terras.
 Assim os lugares vazios da Samaria
 foram preenchidos por outros povos
 ali deportados,dando origem a um
 povo novo: Os Samaritanos
 A Bíblia condena quase todos os reis de Israel,de
  forma especial Acaz e sua mulher Jezabel,no
  tempo do Profeta Elias
 O reino de Israel é destruído pelos Assírios em
  722 a.C. e deportam boa parte da população
 No reino de Israel atuam os profetas Amós e
  Oséias
O REINO DE JUDÁ
 Reino pequeno, 200 mil habitantes,somente uma
  tribo e a forte herança da sucessão davídica na
  cidade de Jerusalém.
 Poucos reis escapam do julgamento do autor
  bíblico,embora bem menos severo de Israel.
 Judá,com a sua capital passou a ter um papel
  muito importante por causa do templo e da
  sucessão davídica,especialmente depois do fim do
  reino de Israel.
 Entre os reis bons se destacam:
    EZEQUIAS – 716-687 -
    JOSIAS – 640 – 609 –
    Os profetas que atuam no reino de Judá são Isaías e
     Miquéias
    O reino de Judá termina com a deportação para
     Babilônia em 586-87 a.C.
 Compare a história de davi com a história política do
  nosso País
 O que buscam os políticos?
Prof. Antonio Marcos N. dos Reis
www.pamnr.blogspot.com
www.profamnr.blogspot.com
antonio_ead@hotmail.com
 06/02/12                                      37

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do AT - Samuel 1 e 2
Panorama do AT - Samuel 1 e 2Panorama do AT - Samuel 1 e 2
Panorama do AT - Samuel 1 e 2
Respirando Deus
 
Aula 5 - Números
Aula 5 - NúmerosAula 5 - Números
Aula 5 - Números
Gustavo Zimmermann
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
Respirando Deus
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Livro de ester
Livro de esterLivro de ester
Livro de ester
César Augusto Fernandes
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
mbrandao7
 
4. êxodo
4. êxodo4. êxodo
4. êxodo
mbrandao7
 
17. Cronograma dos Reis
17. Cronograma dos Reis17. Cronograma dos Reis
17. Cronograma dos Reis
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lição 12 - A Volta do Exílio e a Preservação do Povo de Israel
Lição 12 - A Volta do Exílio e a Preservação do Povo de IsraelLição 12 - A Volta do Exílio e a Preservação do Povo de Israel
Lição 12 - A Volta do Exílio e a Preservação do Povo de Israel
Éder Tomé
 
7 juizes
7   juizes7   juizes
7 juizes
PIB Penha
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rute
mbrandao7
 
O Livro de Jó
O Livro de JóO Livro de Jó
O Livro de Jó
Escola Dominical Adnv
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Estudo do livro de juízes
Estudo do livro de juízesEstudo do livro de juízes
Estudo do livro de juízes
raianderson santos silva
 
56 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Ester)
56   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Ester)56   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Ester)
56 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Ester)
Robson Tavares Fernandes
 
Livros Históricos
Livros  HistóricosLivros  Históricos
Livros Históricos
Moisés Sampaio
 
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetasJuízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
emilsonribeiro
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
mbrandao7
 
Lição 10 - A Monarquia em Israel
Lição 10 - A Monarquia em IsraelLição 10 - A Monarquia em Israel
Lição 10 - A Monarquia em Israel
Éder Tomé
 
10 periodo de israel em canaa e juizes
10  periodo de israel em canaa e juizes10  periodo de israel em canaa e juizes
10 periodo de israel em canaa e juizes
PIB Penha
 

Mais procurados (20)

Panorama do AT - Samuel 1 e 2
Panorama do AT - Samuel 1 e 2Panorama do AT - Samuel 1 e 2
Panorama do AT - Samuel 1 e 2
 
Aula 5 - Números
Aula 5 - NúmerosAula 5 - Números
Aula 5 - Números
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
 
Livro de ester
Livro de esterLivro de ester
Livro de ester
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
 
4. êxodo
4. êxodo4. êxodo
4. êxodo
 
17. Cronograma dos Reis
17. Cronograma dos Reis17. Cronograma dos Reis
17. Cronograma dos Reis
 
Lição 12 - A Volta do Exílio e a Preservação do Povo de Israel
Lição 12 - A Volta do Exílio e a Preservação do Povo de IsraelLição 12 - A Volta do Exílio e a Preservação do Povo de Israel
Lição 12 - A Volta do Exílio e a Preservação do Povo de Israel
 
7 juizes
7   juizes7   juizes
7 juizes
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rute
 
O Livro de Jó
O Livro de JóO Livro de Jó
O Livro de Jó
 
29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías29. O profeta Isaías
29. O profeta Isaías
 
Estudo do livro de juízes
Estudo do livro de juízesEstudo do livro de juízes
Estudo do livro de juízes
 
56 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Ester)
56   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Ester)56   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Ester)
56 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Ester)
 
Livros Históricos
Livros  HistóricosLivros  Históricos
Livros Históricos
 
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetasJuízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
Juízes, os reinos de Israel, divisão, reunificação e os profetas
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
 
Lição 10 - A Monarquia em Israel
Lição 10 - A Monarquia em IsraelLição 10 - A Monarquia em Israel
Lição 10 - A Monarquia em Israel
 
10 periodo de israel em canaa e juizes
10  periodo de israel em canaa e juizes10  periodo de israel em canaa e juizes
10 periodo de israel em canaa e juizes
 

Destaque

A passagem do modelo tribal para monarquia imperio de davi e salomão.
A passagem do modelo tribal para monarquia  imperio de davi e salomão.A passagem do modelo tribal para monarquia  imperio de davi e salomão.
A passagem do modelo tribal para monarquia imperio de davi e salomão.
sosreligiao
 
OS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELOS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUEL
mbrandao7
 
Panorama do at aulas 07, 08 e 09 semiba
Panorama do at   aulas 07, 08 e 09 semibaPanorama do at   aulas 07, 08 e 09 semiba
Panorama do at aulas 07, 08 e 09 semiba
Seminário Bíblico Aliança
 
Arqueologia monarquia semiba
Arqueologia monarquia semibaArqueologia monarquia semiba
Arqueologia monarquia semiba
Seminário Bíblico Aliança
 
História da Igreja no Brasil (1922-1945)
História da Igreja no Brasil (1922-1945)História da Igreja no Brasil (1922-1945)
História da Igreja no Brasil (1922-1945)
Jossadan Ventura
 
Teologia do antigo testamento slide do dia 2 de dezembro aa
Teologia do antigo testamento slide do dia 2 de dezembro aaTeologia do antigo testamento slide do dia 2 de dezembro aa
Teologia do antigo testamento slide do dia 2 de dezembro aa
Jose Ventura
 
Apresentação de 2 Reis - Trabalho de HLAT - Teologia ULBRA 2015/1
Apresentação de 2 Reis - Trabalho de HLAT - Teologia ULBRA 2015/1Apresentação de 2 Reis - Trabalho de HLAT - Teologia ULBRA 2015/1
Apresentação de 2 Reis - Trabalho de HLAT - Teologia ULBRA 2015/1
cesarmrios
 
História - Reino de Israel / Perseguição - ISUL
História - Reino de Israel / Perseguição - ISULHistória - Reino de Israel / Perseguição - ISUL
História - Reino de Israel / Perseguição - ISUL
Miguel Deitos
 
Origens do Reino de Israel - ANTES DE 1220 a.C. a 587 a.C
Origens do Reino de Israel - ANTES DE 1220 a.C. a 587 a.COrigens do Reino de Israel - ANTES DE 1220 a.C. a 587 a.C
Origens do Reino de Israel - ANTES DE 1220 a.C. a 587 a.C
Jossadan Ventura
 
Profetismo
ProfetismoProfetismo
O profetismo
O profetismoO profetismo
EBD PIB Araruama - O Reino Unido de Israel
EBD PIB Araruama - O Reino Unido de IsraelEBD PIB Araruama - O Reino Unido de Israel
EBD PIB Araruama - O Reino Unido de Israel
Andre Nascimento
 
Arqueologia bíblica aula 4
Arqueologia bíblica   aula 4Arqueologia bíblica   aula 4
Arqueologia bíblica aula 4
Seminário Bíblico Aliança
 
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
Amor pela EBD
 
EZEQUIEL, O HOMEM DAS VISÕES
EZEQUIEL, O HOMEM DAS VISÕESEZEQUIEL, O HOMEM DAS VISÕES
EZEQUIEL, O HOMEM DAS VISÕES
Antonio Marcos
 
Panorama 1 samuel
Panorama 1 samuelPanorama 1 samuel
Panorama 1 samuel
Fabio Miranda
 
Aula os hebreus
Aula os hebreusAula os hebreus
Aula os hebreus
tyromello
 
11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Formas de governo
Formas de governoFormas de governo
Formas de governo
Abner de Paula
 
Como Será Viver no Céu
Como Será Viver no CéuComo Será Viver no Céu
Como Será Viver no Céu
Walter Mendes
 

Destaque (20)

A passagem do modelo tribal para monarquia imperio de davi e salomão.
A passagem do modelo tribal para monarquia  imperio de davi e salomão.A passagem do modelo tribal para monarquia  imperio de davi e salomão.
A passagem do modelo tribal para monarquia imperio de davi e salomão.
 
OS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELOS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUEL
 
Panorama do at aulas 07, 08 e 09 semiba
Panorama do at   aulas 07, 08 e 09 semibaPanorama do at   aulas 07, 08 e 09 semiba
Panorama do at aulas 07, 08 e 09 semiba
 
Arqueologia monarquia semiba
Arqueologia monarquia semibaArqueologia monarquia semiba
Arqueologia monarquia semiba
 
História da Igreja no Brasil (1922-1945)
História da Igreja no Brasil (1922-1945)História da Igreja no Brasil (1922-1945)
História da Igreja no Brasil (1922-1945)
 
Teologia do antigo testamento slide do dia 2 de dezembro aa
Teologia do antigo testamento slide do dia 2 de dezembro aaTeologia do antigo testamento slide do dia 2 de dezembro aa
Teologia do antigo testamento slide do dia 2 de dezembro aa
 
Apresentação de 2 Reis - Trabalho de HLAT - Teologia ULBRA 2015/1
Apresentação de 2 Reis - Trabalho de HLAT - Teologia ULBRA 2015/1Apresentação de 2 Reis - Trabalho de HLAT - Teologia ULBRA 2015/1
Apresentação de 2 Reis - Trabalho de HLAT - Teologia ULBRA 2015/1
 
História - Reino de Israel / Perseguição - ISUL
História - Reino de Israel / Perseguição - ISULHistória - Reino de Israel / Perseguição - ISUL
História - Reino de Israel / Perseguição - ISUL
 
Origens do Reino de Israel - ANTES DE 1220 a.C. a 587 a.C
Origens do Reino de Israel - ANTES DE 1220 a.C. a 587 a.COrigens do Reino de Israel - ANTES DE 1220 a.C. a 587 a.C
Origens do Reino de Israel - ANTES DE 1220 a.C. a 587 a.C
 
Profetismo
ProfetismoProfetismo
Profetismo
 
O profetismo
O profetismoO profetismo
O profetismo
 
EBD PIB Araruama - O Reino Unido de Israel
EBD PIB Araruama - O Reino Unido de IsraelEBD PIB Araruama - O Reino Unido de Israel
EBD PIB Araruama - O Reino Unido de Israel
 
Arqueologia bíblica aula 4
Arqueologia bíblica   aula 4Arqueologia bíblica   aula 4
Arqueologia bíblica aula 4
 
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
2 Reis - O Reino Dividido + Queda Reino do Norte
 
EZEQUIEL, O HOMEM DAS VISÕES
EZEQUIEL, O HOMEM DAS VISÕESEZEQUIEL, O HOMEM DAS VISÕES
EZEQUIEL, O HOMEM DAS VISÕES
 
Panorama 1 samuel
Panorama 1 samuelPanorama 1 samuel
Panorama 1 samuel
 
Aula os hebreus
Aula os hebreusAula os hebreus
Aula os hebreus
 
11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes
 
Formas de governo
Formas de governoFormas de governo
Formas de governo
 
Como Será Viver no Céu
Como Será Viver no CéuComo Será Viver no Céu
Como Será Viver no Céu
 

Semelhante a A MONARQUIA EM ISRAEL

10 1 e 2 reis
10   1 e 2 reis10   1 e 2 reis
10 1 e 2 reis
PIB Penha
 
Os livros de 1 e 2 Reis
Os livros de 1 e 2 ReisOs livros de 1 e 2 Reis
Os livros de 1 e 2 Reis
Alberto Simonton
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persas
fernandacarolinestang
 
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 3
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 3IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 3
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 3
Rubens Sohn
 
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasLição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Maxsuel Aquino
 
comentario biblico-1 reis (moody)
comentario biblico-1 reis (moody)comentario biblico-1 reis (moody)
comentario biblico-1 reis (moody)
leniogravacoes
 
Licao 6 3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Licao 6  3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para faceLicao 6  3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Licao 6 3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Vilma Longuini
 
Reis e profetas - aula 1
Reis e profetas  - aula 1Reis e profetas  - aula 1
Reis e profetas - aula 1
Moisés Sampaio
 
Egito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e GréciaEgito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e Grécia
BriefCase
 
Aula 13 - Juízes
Aula 13 - JuízesAula 13 - Juízes
Aula 13 - Juízes
ibrdoamor
 
5 hebreus fenicios-e_persas
5 hebreus fenicios-e_persas5 hebreus fenicios-e_persas
5 hebreus fenicios-e_persas
Lucas Cechinel
 
A era de ouro de israel
A era de ouro de israelA era de ouro de israel
A era de ouro de israel
Ítalo Reis
 
PROFETAS MENORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
PROFETAS MENORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)PROFETAS MENORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
PROFETAS MENORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
I & II Samuel.ppt
I & II Samuel.pptI & II Samuel.ppt
I & II Samuel.ppt
DouglasMoraes54
 
Historia de israel aula 14 e 15 reino dividido e exilio
Historia de israel aula 14 e 15 reino dividido e exilioHistoria de israel aula 14 e 15 reino dividido e exilio
Historia de israel aula 14 e 15 reino dividido e exilio
RICARDO CARDOSO
 
O Povo Hebreu
O Povo HebreuO Povo Hebreu
O Povo Hebreu
Alex Macedo
 
A civilização hebraica simone
A civilização hebraica simoneA civilização hebraica simone
A civilização hebraica simone
Janete Garcia de Freitas
 
Reis e cronicas.ppt
Reis e cronicas.pptReis e cronicas.ppt
Reis e cronicas.ppt
GardLages
 
09 enc juizes reis profetas
09 enc juizes reis profetas09 enc juizes reis profetas
09 enc juizes reis profetas
Catequese Anjos dos Céus
 
Povo Hebreu na Antiguidade
Povo Hebreu na AntiguidadePovo Hebreu na Antiguidade
Povo Hebreu na Antiguidade
Luísa Duarte
 

Semelhante a A MONARQUIA EM ISRAEL (20)

10 1 e 2 reis
10   1 e 2 reis10   1 e 2 reis
10 1 e 2 reis
 
Os livros de 1 e 2 Reis
Os livros de 1 e 2 ReisOs livros de 1 e 2 Reis
Os livros de 1 e 2 Reis
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persas
 
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 3
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 3IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 3
IBADEP MÉDIO - HISTÓRIA DE ISRAEL AULA 3
 
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasLição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
 
comentario biblico-1 reis (moody)
comentario biblico-1 reis (moody)comentario biblico-1 reis (moody)
comentario biblico-1 reis (moody)
 
Licao 6 3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Licao 6  3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para faceLicao 6  3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Licao 6 3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
 
Reis e profetas - aula 1
Reis e profetas  - aula 1Reis e profetas  - aula 1
Reis e profetas - aula 1
 
Egito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e GréciaEgito, Palestina e Grécia
Egito, Palestina e Grécia
 
Aula 13 - Juízes
Aula 13 - JuízesAula 13 - Juízes
Aula 13 - Juízes
 
5 hebreus fenicios-e_persas
5 hebreus fenicios-e_persas5 hebreus fenicios-e_persas
5 hebreus fenicios-e_persas
 
A era de ouro de israel
A era de ouro de israelA era de ouro de israel
A era de ouro de israel
 
PROFETAS MENORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
PROFETAS MENORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)PROFETAS MENORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
PROFETAS MENORES (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
 
I & II Samuel.ppt
I & II Samuel.pptI & II Samuel.ppt
I & II Samuel.ppt
 
Historia de israel aula 14 e 15 reino dividido e exilio
Historia de israel aula 14 e 15 reino dividido e exilioHistoria de israel aula 14 e 15 reino dividido e exilio
Historia de israel aula 14 e 15 reino dividido e exilio
 
O Povo Hebreu
O Povo HebreuO Povo Hebreu
O Povo Hebreu
 
A civilização hebraica simone
A civilização hebraica simoneA civilização hebraica simone
A civilização hebraica simone
 
Reis e cronicas.ppt
Reis e cronicas.pptReis e cronicas.ppt
Reis e cronicas.ppt
 
09 enc juizes reis profetas
09 enc juizes reis profetas09 enc juizes reis profetas
09 enc juizes reis profetas
 
Povo Hebreu na Antiguidade
Povo Hebreu na AntiguidadePovo Hebreu na Antiguidade
Povo Hebreu na Antiguidade
 

Mais de Antonio Marcos

ESTER, UMA LINDA RAINHA
ESTER, UMA LINDA RAINHAESTER, UMA LINDA RAINHA
ESTER, UMA LINDA RAINHA
Antonio Marcos
 
ELISEU, UM HOMEM MILAGROSO
ELISEU, UM HOMEM MILAGROSOELISEU, UM HOMEM MILAGROSO
ELISEU, UM HOMEM MILAGROSO
Antonio Marcos
 
ELIAS, UM HOMEM DE FOGO
ELIAS, UM HOMEM DE FOGOELIAS, UM HOMEM DE FOGO
ELIAS, UM HOMEM DE FOGO
Antonio Marcos
 
O SÁBIO REI SALOMÃO
O SÁBIO REI SALOMÃOO SÁBIO REI SALOMÃO
O SÁBIO REI SALOMÃO
Antonio Marcos
 
DAVI, O REI – PARTE II
DAVI, O REI – PARTE IIDAVI, O REI – PARTE II
DAVI, O REI – PARTE II
Antonio Marcos
 
DAVI, O REI – PARTE I
DAVI, O REI – PARTE IDAVI, O REI – PARTE I
DAVI, O REI – PARTE I
Antonio Marcos
 
DAVI, O PASTORZINHO
DAVI, O PASTORZINHODAVI, O PASTORZINHO
DAVI, O PASTORZINHO
Antonio Marcos
 
SAUL, UM REI BONITO E TOLO
SAUL, UM REI BONITO E TOLOSAUL, UM REI BONITO E TOLO
SAUL, UM REI BONITO E TOLOAntonio Marcos
 
SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS
SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUSSAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS
SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUSAntonio Marcos
 
RUTE, UMA HISTÓRIA DE AMOR
RUTE, UMA HISTÓRIA DE AMORRUTE, UMA HISTÓRIA DE AMOR
RUTE, UMA HISTÓRIA DE AMOR
Antonio Marcos
 
O PEQUENO EXÉRCITO DE GIDEÃO
O PEQUENO EXÉRCITO DE GIDEÃOO PEQUENO EXÉRCITO DE GIDEÃO
O PEQUENO EXÉRCITO DE GIDEÃO
Antonio Marcos
 
SANSÃO, UM FORTE HOMEM DE DEUS
SANSÃO, UM FORTE HOMEM DE DEUSSANSÃO, UM FORTE HOMEM DE DEUS
SANSÃO, UM FORTE HOMEM DE DEUS
Antonio Marcos
 
JOSUÉ ASSUME O COMANDO
JOSUÉ ASSUME O COMANDOJOSUÉ ASSUME O COMANDO
JOSUÉ ASSUME O COMANDO
Antonio Marcos
 
QUARENTA ANOS
QUARENTA ANOSQUARENTA ANOS
QUARENTA ANOS
Antonio Marcos
 
ADEUS, FARAÓ!
ADEUS, FARAÓ!ADEUS, FARAÓ!
ADEUS, FARAÓ!
Antonio Marcos
 
UM FILHO FAVORITO QUE SE TORNOU ESCRAVO
UM FILHO FAVORITO QUE SE TORNOU ESCRAVOUM FILHO FAVORITO QUE SE TORNOU ESCRAVO
UM FILHO FAVORITO QUE SE TORNOU ESCRAVOAntonio Marcos
 
DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO
DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃODEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO
DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO
Antonio Marcos
 
A PROMESSA DE DEUS A ABAÃO
A PROMESSA DE DEUS A ABAÃOA PROMESSA DE DEUS A ABAÃO
A PROMESSA DE DEUS A ABAÃO
Antonio Marcos
 

Mais de Antonio Marcos (20)

ESTER, UMA LINDA RAINHA
ESTER, UMA LINDA RAINHAESTER, UMA LINDA RAINHA
ESTER, UMA LINDA RAINHA
 
ELISEU, UM HOMEM MILAGROSO
ELISEU, UM HOMEM MILAGROSOELISEU, UM HOMEM MILAGROSO
ELISEU, UM HOMEM MILAGROSO
 
ELIAS, UM HOMEM DE FOGO
ELIAS, UM HOMEM DE FOGOELIAS, UM HOMEM DE FOGO
ELIAS, UM HOMEM DE FOGO
 
REIS BONS E REIS MAUS
REIS BONS E REIS MAUSREIS BONS E REIS MAUS
REIS BONS E REIS MAUS
 
O SÁBIO REI SALOMÃO
O SÁBIO REI SALOMÃOO SÁBIO REI SALOMÃO
O SÁBIO REI SALOMÃO
 
DAVI, O REI – PARTE II
DAVI, O REI – PARTE IIDAVI, O REI – PARTE II
DAVI, O REI – PARTE II
 
DAVI, O REI – PARTE I
DAVI, O REI – PARTE IDAVI, O REI – PARTE I
DAVI, O REI – PARTE I
 
DAVI, O PASTORZINHO
DAVI, O PASTORZINHODAVI, O PASTORZINHO
DAVI, O PASTORZINHO
 
SAUL, UM REI BONITO E TOLO
SAUL, UM REI BONITO E TOLOSAUL, UM REI BONITO E TOLO
SAUL, UM REI BONITO E TOLO
 
SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS
SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUSSAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS
SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS
 
RUTE, UMA HISTÓRIA DE AMOR
RUTE, UMA HISTÓRIA DE AMORRUTE, UMA HISTÓRIA DE AMOR
RUTE, UMA HISTÓRIA DE AMOR
 
O PEQUENO EXÉRCITO DE GIDEÃO
O PEQUENO EXÉRCITO DE GIDEÃOO PEQUENO EXÉRCITO DE GIDEÃO
O PEQUENO EXÉRCITO DE GIDEÃO
 
SANSÃO, UM FORTE HOMEM DE DEUS
SANSÃO, UM FORTE HOMEM DE DEUSSANSÃO, UM FORTE HOMEM DE DEUS
SANSÃO, UM FORTE HOMEM DE DEUS
 
JOSUÉ ASSUME O COMANDO
JOSUÉ ASSUME O COMANDOJOSUÉ ASSUME O COMANDO
JOSUÉ ASSUME O COMANDO
 
QUARENTA ANOS
QUARENTA ANOSQUARENTA ANOS
QUARENTA ANOS
 
ADEUS, FARAÓ!
ADEUS, FARAÓ!ADEUS, FARAÓ!
ADEUS, FARAÓ!
 
UM FILHO FAVORITO QUE SE TORNOU ESCRAVO
UM FILHO FAVORITO QUE SE TORNOU ESCRAVOUM FILHO FAVORITO QUE SE TORNOU ESCRAVO
UM FILHO FAVORITO QUE SE TORNOU ESCRAVO
 
JACÓ, O ENGANADOR
JACÓ, O ENGANADORJACÓ, O ENGANADOR
JACÓ, O ENGANADOR
 
DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO
DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃODEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO
DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO
 
A PROMESSA DE DEUS A ABAÃO
A PROMESSA DE DEUS A ABAÃOA PROMESSA DE DEUS A ABAÃO
A PROMESSA DE DEUS A ABAÃO
 

A MONARQUIA EM ISRAEL

  • 1. Prof. Antonio Marcos N. dos Reis
  • 2.  A TERRA DE CANAÃ DURANTE A ÉPOCA DOS JUÍZES
  • 3. A CRISE PEDE SUPERAÇÃO O Povo não consegue mais enfrentar os desafios que aparecem A causa mais próxima,que determinou o fim da experiência do tribalismo foi o aparecimento dos filisteus
  • 4. QUEM ERAM OS FILISTEUS  São chamados pelos egípcios de “ Povos do mar”  Eles vinham das ilhas do Mar Mediterrâneo e da Grécia
  • 5. O POVO PEDE UM REI: POR QUE UM REI?  1º dificuldades econômicas – “revolução da boiada!”( 1 Sam.11,5;Pr 14,4)  2º a crescente desigualdade social: Umas tribos se enriquecem mais do outras e o juiz tem que procurar fazer as pazes
  • 6. 3º Falta de um governo central enfraquece o povo junto aos inimigos 4º Um exército de voluntários não tem motivação suficiente para morrer...(Jz 5 5º A desigualdade crescente produz de novo bandos armados de mercenários ao serviço do príncipe mais poderoso.
  • 7. ALERTA DE SAMUEL: O que significa ter um Rei? 1Sam.8,10-18 - Ele cobraria logo impostos diretos e indiretos - Qualquer propriedade seria de direito do rei - Ele teria direitos legais sobre as pessoas( alistamento-posse sobre as jovens)
  • 8. AFINAL CHEGA O REI: SAUL(1010 a.C) Três histórias sobre a eleição de Saul: 1 Sam.9,10-0 – Unção 1 Sam.10,9-27 – sorteio 1 Sam.11,1-15 - aclamação A mais provável é a 3ª versão
  • 9. Características do reinado de Saul - Não havia estado propriamente dito - Não havia uma maquina administrativa nem palácio real - O rei era mais comandante militar que soberano(1Sam.8,20)
  • 10. A ASCENSÃO DE DAVI 1 Sam.16 – 2 Sam.6  Saul reinou por poucos anos porque:  se apoderou da função sacerdotal(1 Sam. 13,1-15)  desobedeceu à ordem de extermínio( 1 Sam.15,7-9|)  se deixou levar pelo ciúme contra o jovem Daví
  • 11.  DAVI APARECE COMO UM JOVEM VALENTE E CORAJOSO,CAPAZ DE AGLUTINAR O POVO AO SEU REDOR.  PERSEGUIDO,TORNA-SE ELE TAMBÉM HAPIRU,O “LAMPIÃO DE CANAÔ,JUNTO COM OUTROS ( 1 Sam.22,1-2)  ENFIM É UNGIDO REI DE JUDÁ,EM HEBRON
  • 12.
  • 13. DAVI,LIDER DOS CAMPONESES EMPOBRECIDOS  POLITICAMENTE:  Reorganizou as tribos  Começou a levantar impostos  Recrutou militares(1 Cr.27,1-5)  Conquistou Jerusalém( 2 Sam.5,6-12)  Conquistou quase todos os territórios circunvisinhos
  • 14.  MILITARMENTE:  Constituiu dois exércitos: uma guarda pessoal e um exército profissional( 2 Sam.8,16;8,18)  Derrotou definitivamente os filisteus  Conquistou a Planície da palestina
  • 15.  SOCIALMENTE:  Não cobrou tributos diretos das tribos  iniciou o comércio internacional  Procurou beneficiar o povo com os impostos arrecadados  Deixou ampla autonomia as assembléias locais das tribos
  • 16.  A RELIGIÃO  Trouxe a Arca para Jerusalém  Nomeou um sacerdote cânaneu(Sadoc) para agradar os povos submetidos  Nomeou um sacerdote das tribos(Abiatar) para agradar os israelitas  Quis construir o templo,mas não pode.
  • 17. COM O REI DAVI INICIA-SE A TEOLOGIA DAVIDICA  ELA SE BASEIA SOBRE:  a profecia de Natã( 2 Sam.7,1-14),que assegura para sempre o trono a Davi e aos seus descendentes  um estilo de governo que agrada a Javé,fundamentado em Dt. 17,14-20 e Dt.15,1-11
  • 18.  Os salmos 02;89;132,bem expressam esta teologia,no sentido que:  a religião sustenta o reinado  o rei está sempre acima de qualquer crítica,sendo um filho de deus  o sacerdote está sempre a serviço do rei
  • 19. A SUCESSÃO DE DAVI  Davi fica 7 anos rei em Hebron,reinando sobre a tribo de Judá,a sua tribo  Através de uma hábil diplomacia e uma certa esperteza,aos poucos,conquista todas as outras tribos  Davi é ungido rei sobre todo Israel e Judá( 2 Sam 5,1-5)  Ele será rei de dois povos irmãos,jamais conseguiu unificar todas as tribos(2 Sam 20,1-2)
  • 20. OUTRO DAVI APARECE...  Davi deixa de ser o rei modelo,se envolvendo em tramas de corte e traições: o próprio filho Absalão o trairá  Ele mesmo se deixa levar pela paixão e pelo pecado(2 Sam.11)  Começa a oprimir o povo com a corvéia( 2 Sam.20,24)
  • 21. SALOMÃO,O REI-IMPERADOR  Salomão,filho de Bersabéia,o filho mais querido de Davi, acaba vencendo a corrida pela sucessão dinástica;
  • 22.  Ele aperfeiçoa o sistema administrativo do pai. Davi,ampliando o território do seu reino,o tinha organizado em 12 distritos administrativos,deixando,poré m a cada distrito o nome das 12 tribos  Salomão aperfeiçoou os distritos mas mudando o nome.O que não agradou o povo
  • 23. O QUE FOI IMPORTANTE NO REINADO DE SALOMÃO  Incentivou a cultura e se apresentou como um rei sábio  Estabeleceu relações diplamaticas com outros Países  Aumentou o comércio,especialmente via mar( Os navios de Tarsis),trazendo muita riqueza, em ouro e outros metais preciosos
  • 24.  Foi um grande construtor,aumentando e aperfeiçoando a infra- estrutura do País  Introduziu cavalos e carros de guerra no exército  Construiu o templo  Transformou a confederação das 12 tribos em um verdadeiro império
  • 25. O QUE FOI RUIM E DESAGRADOU NO SEU REINADO  Não respeitou as autonomias locais,mudando até de nome os distritos que seu pai lhe tinha deixado  Começou a cobrar pesados impostos,usando os distritos como meio de arrecadação  Aumentou muito os trabalhos forçados( corvéia)
  • 26.  Enriqueceu enormemente às custas do povo e favoreceu funcionários da sua tribo ( nepotismo)  Teve muitas mulheres estrangeiras,favorecendo o sincretismo religioso  Centralizou o culto no Templo,desconhecendo os santuários locais
  • 27.  Os sacerdotes se tornaram meros funcionários de corte.  Javé se tornou o deus da dinastia davídica
  • 28. A CRISE BATE ÀS PORTAS  Se ainda em vida,Salomão mantinha o respeito do povo,não foi assim com seu filho Roboão.  Ele não soube escutar as queixas do povo que queria ser aliviado do jugo,que afetava de forma especial as tribos do Norte...
  • 29. AS REEVINDICAÇÕES  As tribos do norte - pois o povo sempre ficou dividido) exigiam o fim dos trabalhos forçados.  Roboão não aceita.Querendo ser duro como o pai,mas sem a autoridade moral dele,acaba provocando a separação das 11 tribos do Norte ( 1 Rs. 12,1-20)  ESTAMOS NO ANO DE 931 a.C.)
  • 30. DIVISÃO DO REINO  Reino de Israel,no Norte – 11 tribos 800 mil habitantes – capital:Siquém e depois Samaria Reino de Judá,no Sul – 1 tribo – 200 mil habitantes, capital, Jerusalém
  • 31. REINO DE ISRAEL  Tem como capital Siquém,cidade histórica,cheia de simbolismo,especialmente pelas tribos que estavam em Canaã.Em seguida Samaria.  Jeroboão é o primeiro rei.Não há sucessão dinástica  A história deste reino é breve e conturbada
  • 32. OS SAMARITANOS  A origem dos Samaritanos remonta à época da destruição do reino de Israel e à deportação do seu povo pelos assírios. A políticas do Assírios era misturar as populações, desenraizado-as de suas terras. Assim os lugares vazios da Samaria foram preenchidos por outros povos ali deportados,dando origem a um povo novo: Os Samaritanos
  • 33.  A Bíblia condena quase todos os reis de Israel,de forma especial Acaz e sua mulher Jezabel,no tempo do Profeta Elias  O reino de Israel é destruído pelos Assírios em 722 a.C. e deportam boa parte da população  No reino de Israel atuam os profetas Amós e Oséias
  • 34. O REINO DE JUDÁ  Reino pequeno, 200 mil habitantes,somente uma tribo e a forte herança da sucessão davídica na cidade de Jerusalém.  Poucos reis escapam do julgamento do autor bíblico,embora bem menos severo de Israel.  Judá,com a sua capital passou a ter um papel muito importante por causa do templo e da sucessão davídica,especialmente depois do fim do reino de Israel.
  • 35.  Entre os reis bons se destacam:  EZEQUIAS – 716-687 -  JOSIAS – 640 – 609 –  Os profetas que atuam no reino de Judá são Isaías e Miquéias  O reino de Judá termina com a deportação para Babilônia em 586-87 a.C.
  • 36.  Compare a história de davi com a história política do nosso País  O que buscam os políticos?
  • 37. Prof. Antonio Marcos N. dos Reis www.pamnr.blogspot.com www.profamnr.blogspot.com antonio_ead@hotmail.com 06/02/12 37