SlideShare uma empresa Scribd logo
A EXPANSÃO PORTUGUESA
POLÍTICA COLONIAL Fixação territorial  Exploração comercial ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Ao serviço de Deus e do Lucro
CONDIÇÕES DA EXPANSÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
MOTIVAÇÕES ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Astrolábio—Destinados a estabelecer a posição dos navios no alto mar, pelo cálculo das latitudes, através da medição das alturas do sol e da Estrela Polar. Este astrolábio tinha como único objectivo medir a altura do sol, pois no Atlântico sul a Estrela Polar não era observada. Bússola, originária do Oriente, não se sabe a data exacta da sua introdução na Europa Medieval. Há quem atribua a sua invenção a Maricourt ou a Raimundo Lulo, nos fins do século XIII, mas a cartografia italiana e marroquina mostram o erro de tal afirmação. Em Portugal o mais antigo documento que se lhe refere é de 1416. O  Quadrante permitia medir a altura do sol, observando-se o horizonte através da ranhura na  extremidade da régua principal. Fazia-se então deslocar a peça anexa à haste curva superior, até que a sombra do sol incidisse sobre a abertura, procedendo-se depois, à leitura na escala. O quadrante também servia para medir a altura da estrela polar. Sobre uma vara longitudinal graduada deslizava-se outra outra transversal, de modo a que os seus extremos podiam fixar-se em duas estrelas, calculando-se, assim, a distância angular entre elas, tal como a hora e a latitude geográfica Instrumentos Náuticos
 
A CONQUISTA DA CIDADE DE CEUTA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
AS PRIMEIRAS VIAGENS DE (RE)DESCOBERTA: MADEIRA E AÇORES ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
EXPLORAÇÃO DA COSTA AFRICANA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
AS CONQUISTAS DO NORTE DE ÁFRICA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A POLÍTICA EXPANSIONISTA DE  D. JOÃO II ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
RIVALIDADE LUSO-CASTELHANA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
A DESCOBERTA DO BRASIL ,[object Object],[object Object]
 
OS PORTUGUESES NA ÁFRICA NEGRA ACTIVIDADE COMERCIAL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A PENETRAÇÃO PORTUGUESA NO MUNDO ASIÁTICO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Cartografia Planisfério T-O (século IX) Planisfério de Zona (Século XII) Planisfério dito de Cantino, este planisfério representa a África com bastante exactidão e é a mais antiga carta portuguesa e inclui um largo trecho de litoral brasileiro Planisfério de 1457, salienta-se a forma correcta como  a costa do Mediterrâneo está delineada, enquanto o restante foi construído de forma um pouco arbitrária.
As Principais figuras D. João I, Mestre de Avis(1357-1433), filho bastardo de D. Pedro I. Depois da Morte do Rei  D. Fernando é aclamado regedor e defensor do reino. É mais tarde aclamado rei de Portugal em 1385, vence a guerra com Castela, e é o progenitor da Ínclita geração. Infante D. Henrique (1394-1460), quinto filho de D. João I, é considerado como o grande impulsionador da nossa expansão ultramarina D. Afonso V(1432-1481). Filho de D. Duarte, abandona a política de descoberta e o seu reinado vai ser constituído por três grandes períodos: 1º vai da elevação ao trono até à batalha de Alfarrobeira. 2º são os feitos militares em África 3º é dominado pela política peninsular D. João II, o Príncipe Perfeito, filho de Afonso V, subiu ao trono em 1481, mas já exercia o poder antes de chegar ao trono devido as ausências do pai. D. João II, dirigia a política atlântica, a qual tinha como objectivo chegar à Índia.
Os nossos principais navegadores Foi capitão da armada que atingiu a ponta meridional de África, em viagem realizada em 1487-88. Além de comandar aquela armada, apenas se sabe que Bartolomeu Dias foi escuteiro da casa real, recebedor do armazém da Guiné entre 1494-97 e faleceu em 1500, quando soçobrou uma nau que capitaneava e seguia integrada na armada de Pedro Álvares Cabral, surpreendida por severa tempestade em águas do Atlântico sul. Nascido em Sines. Perito em navegação, D. João II encarregou-o de várias missões de responsabilidade. D. Manuel confirmou a escolha feita pelo predecessor, nomeou-o para capitanear a armada de descobrimento do caminho marítimo para a Índia, que partiu do Tejo em 8 de Julho de 1497. Essa expedição contava com as naus S. Gabriel, S. Rafael e a caravela Bérrio. Vasco da Gama desembarcou em Lisboa em fins de Agosto de 1499, demonstrando cabalmente a viabilidade de navegação para a Índia.
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

170 a brasil colonial os primeiros 30 anos
170 a brasil colonial os primeiros 30 anos170 a brasil colonial os primeiros 30 anos
170 a brasil colonial os primeiros 30 anos
cristianoperinpissolato
 
A Expansão Portuguesa
A Expansão PortuguesaA Expansão Portuguesa
A Expansão Portuguesa
Zé Mário
 
História de Mato Grosso No Período Colonial
História de Mato Grosso No Período ColonialHistória de Mato Grosso No Período Colonial
História de Mato Grosso No Período Colonial
João Pereira
 
Período pre colonial e inicio da colonização brasileira
Período pre colonial e inicio da colonização brasileiraPeríodo pre colonial e inicio da colonização brasileira
Período pre colonial e inicio da colonização brasileira
Marco Vinícius Moreira Lamarão'
 
A Expansão Portuguesa
A Expansão PortuguesaA Expansão Portuguesa
A Expansão Portuguesa
guestd7ff71
 
EXPANSÃO 8ºano
EXPANSÃO 8ºanoEXPANSÃO 8ºano
EXPANSÃO 8ºano
Joao Guerra
 
Apostila complementar módulo 4
Apostila complementar módulo 4Apostila complementar módulo 4
Apostila complementar módulo 4
Marco Vinícius Moreira Lamarão'
 
Capitulo 02 a expansao da america portuguesa
Capitulo 02  a expansao da america portuguesaCapitulo 02  a expansao da america portuguesa
Capitulo 02 a expansao da america portuguesa
Educandário Imaculada Conceição
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
Professores História
 
Portugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Portugal: da Formação ao Descobrimento do BrasilPortugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Portugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Valéria Shoujofan
 
A expansao Portuguesa
A expansao PortuguesaA expansao Portuguesa
A expansao Portuguesa
sandrabranco
 
Expansão Portuguesa
Expansão PortuguesaExpansão Portuguesa
Expansão Portuguesa
Ana Barreiros
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Daniel Alves Bronstrup
 
O império português do oriente parte 3
O império português do oriente  parte 3O império português do oriente  parte 3
O império português do oriente parte 3
anabelasilvasobral
 
O império português
O império portuguêsO império português
O império português
Carla Freitas
 
A Colonizaçâo
A  ColonizaçâoA  Colonizaçâo
A Colonizaçâo
guest391db03
 
Os Portugueses Na Terra De Vera Cruz
Os Portugueses Na Terra De Vera CruzOs Portugueses Na Terra De Vera Cruz
Os Portugueses Na Terra De Vera Cruz
crie_historia8
 
Capitanias Hereditárias
Capitanias HereditáriasCapitanias Hereditárias
Capitanias Hereditárias
Valéria Shoujofan
 
A expansão territorial na américa portuguesa
A expansão territorial na américa portuguesaA expansão territorial na américa portuguesa
A expansão territorial na américa portuguesa
Vitor Ferreira
 
A Descoberta do Brasil
A Descoberta do BrasilA Descoberta do Brasil
A Descoberta do Brasil
Maria Cabral Campello
 

Mais procurados (20)

170 a brasil colonial os primeiros 30 anos
170 a brasil colonial os primeiros 30 anos170 a brasil colonial os primeiros 30 anos
170 a brasil colonial os primeiros 30 anos
 
A Expansão Portuguesa
A Expansão PortuguesaA Expansão Portuguesa
A Expansão Portuguesa
 
História de Mato Grosso No Período Colonial
História de Mato Grosso No Período ColonialHistória de Mato Grosso No Período Colonial
História de Mato Grosso No Período Colonial
 
Período pre colonial e inicio da colonização brasileira
Período pre colonial e inicio da colonização brasileiraPeríodo pre colonial e inicio da colonização brasileira
Período pre colonial e inicio da colonização brasileira
 
A Expansão Portuguesa
A Expansão PortuguesaA Expansão Portuguesa
A Expansão Portuguesa
 
EXPANSÃO 8ºano
EXPANSÃO 8ºanoEXPANSÃO 8ºano
EXPANSÃO 8ºano
 
Apostila complementar módulo 4
Apostila complementar módulo 4Apostila complementar módulo 4
Apostila complementar módulo 4
 
Capitulo 02 a expansao da america portuguesa
Capitulo 02  a expansao da america portuguesaCapitulo 02  a expansao da america portuguesa
Capitulo 02 a expansao da america portuguesa
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
Portugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Portugal: da Formação ao Descobrimento do BrasilPortugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
Portugal: da Formação ao Descobrimento do Brasil
 
A expansao Portuguesa
A expansao PortuguesaA expansao Portuguesa
A expansao Portuguesa
 
Expansão Portuguesa
Expansão PortuguesaExpansão Portuguesa
Expansão Portuguesa
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
 
O império português do oriente parte 3
O império português do oriente  parte 3O império português do oriente  parte 3
O império português do oriente parte 3
 
O império português
O império portuguêsO império português
O império português
 
A Colonizaçâo
A  ColonizaçâoA  Colonizaçâo
A Colonizaçâo
 
Os Portugueses Na Terra De Vera Cruz
Os Portugueses Na Terra De Vera CruzOs Portugueses Na Terra De Vera Cruz
Os Portugueses Na Terra De Vera Cruz
 
Capitanias Hereditárias
Capitanias HereditáriasCapitanias Hereditárias
Capitanias Hereditárias
 
A expansão territorial na américa portuguesa
A expansão territorial na américa portuguesaA expansão territorial na américa portuguesa
A expansão territorial na américa portuguesa
 
A Descoberta do Brasil
A Descoberta do BrasilA Descoberta do Brasil
A Descoberta do Brasil
 

Destaque

Slide do descobrimento do brasil
Slide do descobrimento do brasilSlide do descobrimento do brasil
Slide do descobrimento do brasil
LAERCIO BORGES
 
As condições da expansão portuguesa
As condições da expansão portuguesaAs condições da expansão portuguesa
As condições da expansão portuguesa
Maria Gomes
 
Estrutura interna da terra e dinâmica das placas
Estrutura interna da terra e dinâmica das placasEstrutura interna da terra e dinâmica das placas
Estrutura interna da terra e dinâmica das placas
João José Ferreira Tojal
 
Música na Sala de Aula
Música na Sala de AulaMúsica na Sala de Aula
Música na Sala de Aula
silsiane
 
Historia da musica
Historia da musicaHistoria da musica
Historia da musica
Felipe Pouchucq
 
Descobrimento Do Brasil
Descobrimento Do BrasilDescobrimento Do Brasil
Descobrimento Do Brasil
eloisa_cardoso
 
Os Templários e o descobrimento do Brasil
Os Templários e o descobrimento do BrasilOs Templários e o descobrimento do Brasil
Os Templários e o descobrimento do Brasil
Jose Renato Dos Santos
 
Música trabalho completo
Música trabalho completoMúsica trabalho completo
Música trabalho completo
dfis1997
 
Slides Musicalização
Slides MusicalizaçãoSlides Musicalização
Slides Musicalização
ntm.pedagogico
 
Descobrimento do brasil andréa lemos
Descobrimento do brasil    andréa lemosDescobrimento do brasil    andréa lemos
Descobrimento do brasil andréa lemos
Andrea Lemos
 
A musica o aluno e a sala de aula formação
A musica o aluno e a sala de aula formaçãoA musica o aluno e a sala de aula formação
A musica o aluno e a sala de aula formação
paulamarciabel
 
Slide historia
Slide historiaSlide historia
Slide historia
Celiamariag3
 
Descobrimento do brasil
Descobrimento do brasilDescobrimento do brasil
Descobrimento do brasil
Marco Santos
 
Descobrimento Do Brasil
Descobrimento Do  BrasilDescobrimento Do  Brasil
Descobrimento Do Brasil
Alex Ferreira dos Santos
 
MúSica
MúSicaMúSica
MúSica
martinsramon
 
Descobrimento do brasil
Descobrimento do brasilDescobrimento do brasil
Descobrimento do brasil
Lilian Larroca
 
Trabalho Sobre Musica
Trabalho Sobre MusicaTrabalho Sobre Musica
Trabalho Sobre Musica
guestbb1bca
 
A chegada dos portugueses e o encontro com os indígenas
A chegada dos portugueses e o encontro com os indígenasA chegada dos portugueses e o encontro com os indígenas
A chegada dos portugueses e o encontro com os indígenas
profdu
 
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Dalton Lopes Reis Jr.
 
Projeto Música na escola
Projeto Música na escolaProjeto Música na escola
Projeto Música na escola
Venicio Borges
 

Destaque (20)

Slide do descobrimento do brasil
Slide do descobrimento do brasilSlide do descobrimento do brasil
Slide do descobrimento do brasil
 
As condições da expansão portuguesa
As condições da expansão portuguesaAs condições da expansão portuguesa
As condições da expansão portuguesa
 
Estrutura interna da terra e dinâmica das placas
Estrutura interna da terra e dinâmica das placasEstrutura interna da terra e dinâmica das placas
Estrutura interna da terra e dinâmica das placas
 
Música na Sala de Aula
Música na Sala de AulaMúsica na Sala de Aula
Música na Sala de Aula
 
Historia da musica
Historia da musicaHistoria da musica
Historia da musica
 
Descobrimento Do Brasil
Descobrimento Do BrasilDescobrimento Do Brasil
Descobrimento Do Brasil
 
Os Templários e o descobrimento do Brasil
Os Templários e o descobrimento do BrasilOs Templários e o descobrimento do Brasil
Os Templários e o descobrimento do Brasil
 
Música trabalho completo
Música trabalho completoMúsica trabalho completo
Música trabalho completo
 
Slides Musicalização
Slides MusicalizaçãoSlides Musicalização
Slides Musicalização
 
Descobrimento do brasil andréa lemos
Descobrimento do brasil    andréa lemosDescobrimento do brasil    andréa lemos
Descobrimento do brasil andréa lemos
 
A musica o aluno e a sala de aula formação
A musica o aluno e a sala de aula formaçãoA musica o aluno e a sala de aula formação
A musica o aluno e a sala de aula formação
 
Slide historia
Slide historiaSlide historia
Slide historia
 
Descobrimento do brasil
Descobrimento do brasilDescobrimento do brasil
Descobrimento do brasil
 
Descobrimento Do Brasil
Descobrimento Do  BrasilDescobrimento Do  Brasil
Descobrimento Do Brasil
 
MúSica
MúSicaMúSica
MúSica
 
Descobrimento do brasil
Descobrimento do brasilDescobrimento do brasil
Descobrimento do brasil
 
Trabalho Sobre Musica
Trabalho Sobre MusicaTrabalho Sobre Musica
Trabalho Sobre Musica
 
A chegada dos portugueses e o encontro com os indígenas
A chegada dos portugueses e o encontro com os indígenasA chegada dos portugueses e o encontro com os indígenas
A chegada dos portugueses e o encontro com os indígenas
 
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
 
Projeto Música na escola
Projeto Música na escolaProjeto Música na escola
Projeto Música na escola
 

Semelhante a A expansao portuguesa

8 aexpansaoportuguesa
8 aexpansaoportuguesa8 aexpansaoportuguesa
8 aexpansaoportuguesa
R C
 
Portugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - DescobrimentosPortugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - Descobrimentos
131121
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
borgia
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
borgia
 
Descobrimentos portugueses mip
Descobrimentos portugueses mipDescobrimentos portugueses mip
Descobrimentos portugueses mip
Cristina Alves
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítima
cattonia
 
2 Exp Marit Portug
2 Exp Marit Portug2 Exp Marit Portug
2 Exp Marit Portug
Renato Coutinho
 
Expansaoportuguesa
ExpansaoportuguesaExpansaoportuguesa
Expansaoportuguesa
Ana Matias
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
Vasco da gama
Vasco da gamaVasco da gama
Vasco da gama
andreaires
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
blogsala2a
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
blogsala2a
 
O Expansionismo Europeu
O Expansionismo EuropeuO Expansionismo Europeu
O Expansionismo Europeu
danielafirmino3
 
trabalho de história
trabalho de históriatrabalho de história
trabalho de história
PauloNeto
 
Expansão marítima
Expansão marítimaExpansão marítima
Expansão marítima
Nilton Sá
 
Portugal nos séculos XV e XVI
Portugal nos séculos XV e XVIPortugal nos séculos XV e XVI
Portugal nos séculos XV e XVI
cruchinho
 
Rp brandão seminário_histcol_mb
Rp brandão seminário_histcol_mbRp brandão seminário_histcol_mb
Rp brandão seminário_histcol_mb
Maike Piragibe Cavalcante
 
Aminhaescola.net
Aminhaescola.netAminhaescola.net
Aminhaescola.net
daniela_pita
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
Professora Natália de Oliveira
 
Apontamentos historia a expansão marítima portuguesa
Apontamentos historia a expansão marítima portuguesaApontamentos historia a expansão marítima portuguesa
Apontamentos historia a expansão marítima portuguesa
Marta Pacheco
 

Semelhante a A expansao portuguesa (20)

8 aexpansaoportuguesa
8 aexpansaoportuguesa8 aexpansaoportuguesa
8 aexpansaoportuguesa
 
Portugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - DescobrimentosPortugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - Descobrimentos
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
 
Descobrimentos portugueses mip
Descobrimentos portugueses mipDescobrimentos portugueses mip
Descobrimentos portugueses mip
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítima
 
2 Exp Marit Portug
2 Exp Marit Portug2 Exp Marit Portug
2 Exp Marit Portug
 
Expansaoportuguesa
ExpansaoportuguesaExpansaoportuguesa
Expansaoportuguesa
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
 
Vasco da gama
Vasco da gamaVasco da gama
Vasco da gama
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
O Expansionismo Europeu
O Expansionismo EuropeuO Expansionismo Europeu
O Expansionismo Europeu
 
trabalho de história
trabalho de históriatrabalho de história
trabalho de história
 
Expansão marítima
Expansão marítimaExpansão marítima
Expansão marítima
 
Portugal nos séculos XV e XVI
Portugal nos séculos XV e XVIPortugal nos séculos XV e XVI
Portugal nos séculos XV e XVI
 
Rp brandão seminário_histcol_mb
Rp brandão seminário_histcol_mbRp brandão seminário_histcol_mb
Rp brandão seminário_histcol_mb
 
Aminhaescola.net
Aminhaescola.netAminhaescola.net
Aminhaescola.net
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
Apontamentos historia a expansão marítima portuguesa
Apontamentos historia a expansão marítima portuguesaApontamentos historia a expansão marítima portuguesa
Apontamentos historia a expansão marítima portuguesa
 

Mais de josepinho

Historia-Cultura-Artes-2018.pdf
Historia-Cultura-Artes-2018.pdfHistoria-Cultura-Artes-2018.pdf
Historia-Cultura-Artes-2018.pdf
josepinho
 
MÓDULO 1 - HCA.pdf
MÓDULO 1 - HCA.pdfMÓDULO 1 - HCA.pdf
MÓDULO 1 - HCA.pdf
josepinho
 
Cronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugalCronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugal
josepinho
 
Os estilos artísticos
Os estilos artísticosOs estilos artísticos
Os estilos artísticos
josepinho
 
Porto 1914
Porto 1914Porto 1914
Porto 1914
josepinho
 
Avaliação rubricas
Avaliação rubricas Avaliação rubricas
Avaliação rubricas
josepinho
 
Revisão protestantismo e contrarreforma
Revisão protestantismo e contrarreformaRevisão protestantismo e contrarreforma
Revisão protestantismo e contrarreforma
josepinho
 
Revisão protestantismo e contrarreforma
Revisão protestantismo e contrarreformaRevisão protestantismo e contrarreforma
Revisão protestantismo e contrarreforma
josepinho
 
Pp contai aos vossos pais ...fotos
Pp  contai aos vossos pais ...fotosPp  contai aos vossos pais ...fotos
Pp contai aos vossos pais ...fotos
josepinho
 
Crise do século xiv
Crise do século xivCrise do século xiv
Crise do século xiv
josepinho
 
Regime salazarista
Regime salazaristaRegime salazarista
Regime salazarista
josepinho
 
Sessão Escolar - Parlamento do Jovens
Sessão Escolar - Parlamento do JovensSessão Escolar - Parlamento do Jovens
Sessão Escolar - Parlamento do Jovens
josepinho
 
Pp cultura
Pp culturaPp cultura
Pp cultura
josepinho
 
Fim da monarquia
Fim da monarquiaFim da monarquia
Fim da monarquia
josepinho
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
josepinho
 
Resumo da primeira república
Resumo da primeira repúblicaResumo da primeira república
Resumo da primeira república
josepinho
 
Piramide feudal
Piramide feudalPiramide feudal
Piramide feudal
josepinho
 
A ii guerra_m
A ii guerra_mA ii guerra_m
A ii guerra_m
josepinho
 
Revolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesaRevolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesa
josepinho
 
A independência dos EUA ppt
A independência dos EUA pptA independência dos EUA ppt
A independência dos EUA ppt
josepinho
 

Mais de josepinho (20)

Historia-Cultura-Artes-2018.pdf
Historia-Cultura-Artes-2018.pdfHistoria-Cultura-Artes-2018.pdf
Historia-Cultura-Artes-2018.pdf
 
MÓDULO 1 - HCA.pdf
MÓDULO 1 - HCA.pdfMÓDULO 1 - HCA.pdf
MÓDULO 1 - HCA.pdf
 
Cronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugalCronologia da-historia-de-portugal
Cronologia da-historia-de-portugal
 
Os estilos artísticos
Os estilos artísticosOs estilos artísticos
Os estilos artísticos
 
Porto 1914
Porto 1914Porto 1914
Porto 1914
 
Avaliação rubricas
Avaliação rubricas Avaliação rubricas
Avaliação rubricas
 
Revisão protestantismo e contrarreforma
Revisão protestantismo e contrarreformaRevisão protestantismo e contrarreforma
Revisão protestantismo e contrarreforma
 
Revisão protestantismo e contrarreforma
Revisão protestantismo e contrarreformaRevisão protestantismo e contrarreforma
Revisão protestantismo e contrarreforma
 
Pp contai aos vossos pais ...fotos
Pp  contai aos vossos pais ...fotosPp  contai aos vossos pais ...fotos
Pp contai aos vossos pais ...fotos
 
Crise do século xiv
Crise do século xivCrise do século xiv
Crise do século xiv
 
Regime salazarista
Regime salazaristaRegime salazarista
Regime salazarista
 
Sessão Escolar - Parlamento do Jovens
Sessão Escolar - Parlamento do JovensSessão Escolar - Parlamento do Jovens
Sessão Escolar - Parlamento do Jovens
 
Pp cultura
Pp culturaPp cultura
Pp cultura
 
Fim da monarquia
Fim da monarquiaFim da monarquia
Fim da monarquia
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Resumo da primeira república
Resumo da primeira repúblicaResumo da primeira república
Resumo da primeira república
 
Piramide feudal
Piramide feudalPiramide feudal
Piramide feudal
 
A ii guerra_m
A ii guerra_mA ii guerra_m
A ii guerra_m
 
Revolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesaRevolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesa
 
A independência dos EUA ppt
A independência dos EUA pptA independência dos EUA ppt
A independência dos EUA ppt
 

A expansao portuguesa

  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5. Astrolábio—Destinados a estabelecer a posição dos navios no alto mar, pelo cálculo das latitudes, através da medição das alturas do sol e da Estrela Polar. Este astrolábio tinha como único objectivo medir a altura do sol, pois no Atlântico sul a Estrela Polar não era observada. Bússola, originária do Oriente, não se sabe a data exacta da sua introdução na Europa Medieval. Há quem atribua a sua invenção a Maricourt ou a Raimundo Lulo, nos fins do século XIII, mas a cartografia italiana e marroquina mostram o erro de tal afirmação. Em Portugal o mais antigo documento que se lhe refere é de 1416. O Quadrante permitia medir a altura do sol, observando-se o horizonte através da ranhura na extremidade da régua principal. Fazia-se então deslocar a peça anexa à haste curva superior, até que a sombra do sol incidisse sobre a abertura, procedendo-se depois, à leitura na escala. O quadrante também servia para medir a altura da estrela polar. Sobre uma vara longitudinal graduada deslizava-se outra outra transversal, de modo a que os seus extremos podiam fixar-se em duas estrelas, calculando-se, assim, a distância angular entre elas, tal como a hora e a latitude geográfica Instrumentos Náuticos
  • 6.  
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.  
  • 13.
  • 14.  
  • 15.
  • 16.  
  • 17.
  • 18.
  • 19. Cartografia Planisfério T-O (século IX) Planisfério de Zona (Século XII) Planisfério dito de Cantino, este planisfério representa a África com bastante exactidão e é a mais antiga carta portuguesa e inclui um largo trecho de litoral brasileiro Planisfério de 1457, salienta-se a forma correcta como a costa do Mediterrâneo está delineada, enquanto o restante foi construído de forma um pouco arbitrária.
  • 20. As Principais figuras D. João I, Mestre de Avis(1357-1433), filho bastardo de D. Pedro I. Depois da Morte do Rei D. Fernando é aclamado regedor e defensor do reino. É mais tarde aclamado rei de Portugal em 1385, vence a guerra com Castela, e é o progenitor da Ínclita geração. Infante D. Henrique (1394-1460), quinto filho de D. João I, é considerado como o grande impulsionador da nossa expansão ultramarina D. Afonso V(1432-1481). Filho de D. Duarte, abandona a política de descoberta e o seu reinado vai ser constituído por três grandes períodos: 1º vai da elevação ao trono até à batalha de Alfarrobeira. 2º são os feitos militares em África 3º é dominado pela política peninsular D. João II, o Príncipe Perfeito, filho de Afonso V, subiu ao trono em 1481, mas já exercia o poder antes de chegar ao trono devido as ausências do pai. D. João II, dirigia a política atlântica, a qual tinha como objectivo chegar à Índia.
  • 21. Os nossos principais navegadores Foi capitão da armada que atingiu a ponta meridional de África, em viagem realizada em 1487-88. Além de comandar aquela armada, apenas se sabe que Bartolomeu Dias foi escuteiro da casa real, recebedor do armazém da Guiné entre 1494-97 e faleceu em 1500, quando soçobrou uma nau que capitaneava e seguia integrada na armada de Pedro Álvares Cabral, surpreendida por severa tempestade em águas do Atlântico sul. Nascido em Sines. Perito em navegação, D. João II encarregou-o de várias missões de responsabilidade. D. Manuel confirmou a escolha feita pelo predecessor, nomeou-o para capitanear a armada de descobrimento do caminho marítimo para a Índia, que partiu do Tejo em 8 de Julho de 1497. Essa expedição contava com as naus S. Gabriel, S. Rafael e a caravela Bérrio. Vasco da Gama desembarcou em Lisboa em fins de Agosto de 1499, demonstrando cabalmente a viabilidade de navegação para a Índia.
  • 22.