SlideShare uma empresa Scribd logo
A CONSTRUÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
ASPECTOS GEOGRÁFICOS DO
BRASIL
● NOME OFICIAL: REPÚBLICA FEDERATIVA
DO BRASIL
● 5º MAIOR PAÍS DO MUNDO EM EXTENSÃO
TERRITORIAL (8 515 767,049 KM²);
● 5º MAIS POPULOSO DO MUNDO (206
MILHÕES DE HABITANTES);
● DENSIDADE DEMOGRÁFICA – (23,8
HAB./KM²);
● CIDADE MAIS POPULOSA – SÃO PAULO (12
MILHÕES DE HABITANTES)
● 9º MAIOR PRODUTO INTERNO BRUTO EM
2015 (1,7 TRILHÃO DE DOLARES);
● 75º NO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO
HUMANO;
● MOEDA - REAL DESDE 1994;
● CAPITAL – BRASÍLIA DESDE 1960;
● BLOCO ECONÔMICO – MERCOSUL DESDE
1991;
● POSSUI EM SEU TERRITÓRIO GRANDES
RESERVAS MINERAIS (BAUXITA, OURO,
MANGANÊS, FERRO, COBRE, NIÓBIO, ETC...)
● POSSUI GRANDES RESERVAS DE PETRÓLEO
NA REGIÃO DO PRÉ-SAL;
● POTÊNCIA EMERGENTE NO CENÁRIO
GEOPOLÍTICO MUNDIAL;
CARAVELAS E NAUS PORTUGUESAS A CAMINHO DO
BRASIL
DESEMBARQUE DE PEDRO ALVARES CABRAL
A expansão marítimo-comercial
luso-espanhola
A EXPANSÃO MARÍTIMA PORTUGUESA
> Principais fatores que justificam o pioneirismo luso nas
grandes navegações;
Os tratados de limites
Tratado de Toledo (1480)
Tratado de Tordesilhas (1494)
7 DE JUNHO DE 1494 – DOCUMENTO DO TRATADO DE
TORDESILHAS
PRIMEIRA ATIVIDADE ECONÔMICA DO BRASIL
(EXPLORAÇÃO DE PAU-BRASIL)
A OCUPAÇÃO DO LITORAL DO BRASIL (CANA DE AÇÚCAR)
A construção do território brasileiro
A construção do território brasileiro
A construção do território brasileiro
BANDEIRANTES
• Atividade complementer à
açucareira;
• Principais centros de partida
do gado;
• Aprisionamento de índios;
• Procura por Ouro, Prata e
Diamantes.
 Atividade
complementar à
açucareira;
 Principais centros
de partida do
gado;
PECUÁRIA EXTENSIVA
SERTANEJO
• Apogeu e decadência da pecuária nordestina.
A construção do território brasileiro
A construção do território brasileiro
A construção do território brasileiro
A Revolução
Francesa
enfraquece a
aliança com a
Espanha e,
Portugal invade a
região dos Sete
Povos da Missão.
Em 1801 foi
realizado o Tratado
de Badajoz
determinou o
controle da região
dos Sete Povos
das Missões a
Portugal e
restabeleceu os
limites do Tratado
de Madri (1750).
PERÍODO
COLONIAL
(DELIMITADO
APENAS 17%).
9. SURINAME
(1661): Acordo com
a Holanda,
estabelecendo os
limites
acompanhando o
divisor de águas da
bacia Amazônica.
4.d. BOLÍVIA (1750):
Região do Guaporé.
2.a. ARGENTINA
(1750): Limite com
o rio Uruguai.
IMPÉRIO (DELIMITADO
CERCA DE 55%).
1. URUGUAI (1826):
limite no rio Jaguarão,
estabelecido no acordo
da Cisplatina.
3. PARAGUAI(1870):
Acordo com o Paraguai
estabelecido após a
Guerra do Paraguai
(1864-1870).
5. PERU (1874): Acordo
de Navegação na
região amazônica.
7. VENEZUELA (1859):
Acordo de Navegação
na região amazônica.
4.c. BOLÍVIA (1867):
domínio da região do
pantanal.
6. COLOMBIA (1853):
Acordo de Navegação
na região amazônica.
REPÚBLICA
2.b. ARGENTINA
(1890): Questão de
Palmas, evitando a
perda de territórios a
oeste do Paraná e
Santa Catarina.
10. GUIANA
FRANCESA(1900):
Embora em 1713
tivesse sido realizado o
Tratado de Utrech,
estabelecendo o limite
de fronteira natural no
rio Oiapoque, a França
tentou expandir seus
limites e, mais uma vez
o Barão do Rio Branco
conseguiu
diplomaticamente
resolver a questão.
8. GUIANA INGLESA
(1904): Conhecida
como a Questão do
Pirara, estabeleceu o
limite com a Inglaterra,
o Brasil não conseguiu
atingir a totalidade de
suas pretensões, mas
firmou o atual território
de Roraima.
4.e. QUESTÃO DO
ACRE (1903): Acordo
diplomático com a
Bolívia estabelecendo
a conquista do Acre
através com Tratado de
Petrópolis (1903).
6. COLOMBIA (1907):
Acordo de Navegação
na região amazônica.
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia
e Estatística: 1934.
 1946: Primeira divisão regional,
objetivando uniformizar e comparar os
estudos e levantamentos estatísticos
realizados por diversos órgãos
federais.
 Região Natural: Clima, relevo,
vegetação, levando-se em conta,
também, os limites interestaduais
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 1969: Nova divisão regional, regiões
homogêneas, características físicas,
demográficas e econômicas.
 Está em vigor, com as seguintes
alterações:
 1970 – Acre torna-se estado;
 1974 – Guanabara se funde ao Rio de
Janeiro;
 1981 – Rondônia torna-se estado;
 1977 – Mato Grosso sofre divisão: Mato
Grosso e Mato Grosso do Sul;
 1988 – Goiás se fragmenta, originando
Tocantins; Territórios de Roraima e
Amapá tornam-se estados, Território de
Fernando de Noronha se integra a
Pernambuco.
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
Aplicabilidade:
 Elaboração de políticas públicas.
 Subsidiar o sistema de decisões quanto à localização de
atividades econômicas, sociais e tributárias.
 Subsidiar o planejamento, estudos e identificação das
estruturas espaciais de regiões metropolitanas e outras
formas de aglomerações urbanas e rurais.
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 Regionalização Geoeconômica (Complexos Regionais):
 Trata-se de uma regionalização não oficial, no entanto, bastante
utilizada em publicações geográficas;
 Criada por Pedro Pinchas Geiger em 1967;
 Três complexos regionais (regiões geoeconômicas):
 Amazônia,
 Centro-Sul,
 Nordeste.
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
AS DIFERENTES FORMAS DE
REGIONALIZAR O BRASIL
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 Divisão regional de Milton Santos
 Proposta pelo geógrafo Milton Santos e Maria Laura Silveira em
2001, no livro. Brasil: território e sociedade no início do século
XXI.
 Baseada nas características do território brasileiro.
 Pretende registrar a difusão diferencial do meio técnico-
científico-informacional.
 Quantidade de recursos tecnológicos avançados.
 Número de atividades econômicas modernas nas áreas
financeiras, comercial, de serviços, industrial e agropecuária.
GEÓGRAFO –MILTON SANTOS
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 Divisão regional de Milton
Santos
 Dividiu o Brasil em quatro
regiões: Amazônia, Nordeste,
Centro-Oeste, Concentrada
(Sul + Sudeste)
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 Divisão regional de Milton Santos
 Região Concentrada: abrange as
regiões Sul e Sudeste. Caracteriza-se
pela densidade do sistema de
relações que intensifica os fluxos de
mercadorias, capitais e informações.
 Elevados índices de urbanização e do
alto padrão de consumo das
empresas e de parte das famílias.
Centro econômico e financeiro.
 O seu núcleo é a metrópole paulista,
que desempenha funções de cidade
global e reforça o comando sobre o
território nacional.
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 Divisão regional de Milton Santos
 Centro-Oeste: caracteriza-se como
área de ocupação periférica,
apresentando áreas de agricultura
mecanizada, com uso intensivo de
fertilizantes e de defensivos
agrícolas, cuja produção é destinada
à exportação.
 A produção agropecuária ocorre em
fazendas modernas, comandadas por
empresas globais com sede na região
concentrada. Abrange os Estados de
Mato Grosso, Mato Grosso do Sul,
Goiás e Tocantins.
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 Divisão regional de Milton Santos
 Nordeste: mais antiga área de
povoamento do Brasil. Sempre teve
precária circulação de pessoas,
produtos, informação e dinheiro, em
razão da agricultura pouco intensiva
e da urbanização irregular.
 A prática de atividades econômicas
modernas e o uso de recursos
tecnológicos avançados ocorrem
apenas em determinadas áreas da
região. Inclui os Estados do
Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande
do Norte, Pernambuco, Alagoas,
Sergipe e Bahia.
As Diversas Formas de Regionalizar
o Brasil
AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
 Divisão regional de Milton Santos
 Amazônia: região de baixa
densidade populacional e com
poucos recursos tecnológicos. São
raras as áreas reservadas à
agricultura e a outras atividades mais
modernas.
 Predominam os transportes fluvial e
aéreo e apresenta poucos núcleos
centralizadores, com destaque para a
Zona Franca de Manaus.
 Abrange os Estados da região Norte,
menos o Tocantins.
meggapress.com – acessado em 04/03/2013
Zona Franca de Manaus.
A construção do território brasileiro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estado nação - país - território - etnia - raça
Estado   nação - país - território - etnia - raçaEstado   nação - país - território - etnia - raça
Estado nação - país - território - etnia - raça
Julio Siqueira
 
As categorias da geografia
As categorias da geografiaAs categorias da geografia
As categorias da geografia
Jane Mary Lima Castro
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
Isabela Espíndola
 
Formação do território brasileiro!
Formação do território brasileiro!Formação do território brasileiro!
Formação do território brasileiro!
Marcelo Caetano
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
André Luiz Marques
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
Prof.Paulo/geografia
 
Estado nação, território e poder
Estado nação, território e poderEstado nação, território e poder
Estado nação, território e poder
Vinicius Coelho
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
guiodrumond
 
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
Cléber Figueiredo Beda de Ávila
 
7º ano unidade 6 - Nordeste do Brasil
7º ano   unidade 6 - Nordeste do Brasil7º ano   unidade 6 - Nordeste do Brasil
7º ano unidade 6 - Nordeste do Brasil
Christie Freitas
 
Populaçao brasileira
Populaçao brasileiraPopulaçao brasileira
Populaçao brasileira
Prof.Paulo/geografia
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
Suely Takahashi
 
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
karolpoa
 
Migraçoes
MigraçoesMigraçoes
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
profacacio
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
Carminha
 
O apartheid
O apartheidO apartheid
O apartheid
Evandir Araujo
 
Vegetação do brasil
Vegetação do brasilVegetação do brasil
Vegetação do brasil
João José Ferreira Tojal
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
Josi Zanette do Canto
 

Mais procurados (20)

Estado nação - país - território - etnia - raça
Estado   nação - país - território - etnia - raçaEstado   nação - país - território - etnia - raça
Estado nação - país - território - etnia - raça
 
As categorias da geografia
As categorias da geografiaAs categorias da geografia
As categorias da geografia
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
 
Formação do território brasileiro!
Formação do território brasileiro!Formação do território brasileiro!
Formação do território brasileiro!
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
 
Estado nação, território e poder
Estado nação, território e poderEstado nação, território e poder
Estado nação, território e poder
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
 
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
 
7º ano unidade 6 - Nordeste do Brasil
7º ano   unidade 6 - Nordeste do Brasil7º ano   unidade 6 - Nordeste do Brasil
7º ano unidade 6 - Nordeste do Brasil
 
Populaçao brasileira
Populaçao brasileiraPopulaçao brasileira
Populaçao brasileira
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
O Brasil no mundo - 7º Ano (2017)
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
 
Migraçoes
MigraçoesMigraçoes
Migraçoes
 
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
 
O apartheid
O apartheidO apartheid
O apartheid
 
Vegetação do brasil
Vegetação do brasilVegetação do brasil
Vegetação do brasil
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
 

Destaque

CARTOGRAFIA BÁSICA 1
CARTOGRAFIA  BÁSICA 1CARTOGRAFIA  BÁSICA 1
CARTOGRAFIA BÁSICA 1
Gustavo Silva de Souza
 
Climatologia geográfica
Climatologia geográficaClimatologia geográfica
Climatologia geográfica
Gustavo Silva de Souza
 
O mundo subdesenvolvido 2017
O mundo subdesenvolvido 2017O mundo subdesenvolvido 2017
O mundo subdesenvolvido 2017
Gustavo Silva de Souza
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Filmes - Disciplina de Geografia
Filmes - Disciplina de GeografiaFilmes - Disciplina de Geografia
Filmes - Disciplina de Geografia
Carina C.
 
O mundo subdesenvolvido (atualizado)
O mundo subdesenvolvido (atualizado)O mundo subdesenvolvido (atualizado)
O mundo subdesenvolvido (atualizado)
Gustavo Silva de Souza
 
Canadá
CanadáCanadá
Formação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografiaFormação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografia
otacio candido
 
Economia dos estados unidos
Economia dos estados unidosEconomia dos estados unidos
Economia dos estados unidos
Gustavo Silva de Souza
 
Cap 25 brasil colonia a expansão territorial
Cap 25 brasil colonia a expansão territorialCap 25 brasil colonia a expansão territorial
Cap 25 brasil colonia a expansão territorial
Auxiliadora
 
PROBLEMAS SOCIAIS
PROBLEMAS SOCIAISPROBLEMAS SOCIAIS
PROBLEMAS SOCIAIS
Gustavo Silva de Souza
 
Jogos de geografia
Jogos de geografiaJogos de geografia
Jogos de geografia
Josefa Libório
 
Aula 1 Frente 2
Aula 1 Frente 2 Aula 1 Frente 2
Aula 1 Frente 2
CADUCOCFRENTE2
 
Expansão territorial da colônia
Expansão territorial da colôniaExpansão territorial da colônia
Expansão territorial da colônia
Elton Zanoni
 
Dinâmicas para o ensino da geografia
Dinâmicas para o ensino da geografiaDinâmicas para o ensino da geografia
Dinâmicas para o ensino da geografia
Márcia Ajala
 
Regionalização
RegionalizaçãoRegionalização
Regionalização
flaviocosac
 
Atividades ludicas de geografia
Atividades ludicas de geografiaAtividades ludicas de geografia
Atividades ludicas de geografia
Ramon Santos
 
As relações entre o espaço geográfico e a globalização
As relações entre o espaço geográfico e a globalizaçãoAs relações entre o espaço geográfico e a globalização
As relações entre o espaço geográfico e a globalização
paulotmo
 
Brasil expansão territorial
Brasil expansão territorialBrasil expansão territorial
Geografia cap 1 a 18
Geografia cap 1 a 18Geografia cap 1 a 18
Geografia cap 1 a 18
Giorgia Marrone
 

Destaque (20)

CARTOGRAFIA BÁSICA 1
CARTOGRAFIA  BÁSICA 1CARTOGRAFIA  BÁSICA 1
CARTOGRAFIA BÁSICA 1
 
Climatologia geográfica
Climatologia geográficaClimatologia geográfica
Climatologia geográfica
 
O mundo subdesenvolvido 2017
O mundo subdesenvolvido 2017O mundo subdesenvolvido 2017
O mundo subdesenvolvido 2017
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Filmes - Disciplina de Geografia
Filmes - Disciplina de GeografiaFilmes - Disciplina de Geografia
Filmes - Disciplina de Geografia
 
O mundo subdesenvolvido (atualizado)
O mundo subdesenvolvido (atualizado)O mundo subdesenvolvido (atualizado)
O mundo subdesenvolvido (atualizado)
 
Canadá
CanadáCanadá
Canadá
 
Formação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografiaFormação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografia
 
Economia dos estados unidos
Economia dos estados unidosEconomia dos estados unidos
Economia dos estados unidos
 
Cap 25 brasil colonia a expansão territorial
Cap 25 brasil colonia a expansão territorialCap 25 brasil colonia a expansão territorial
Cap 25 brasil colonia a expansão territorial
 
PROBLEMAS SOCIAIS
PROBLEMAS SOCIAISPROBLEMAS SOCIAIS
PROBLEMAS SOCIAIS
 
Jogos de geografia
Jogos de geografiaJogos de geografia
Jogos de geografia
 
Aula 1 Frente 2
Aula 1 Frente 2 Aula 1 Frente 2
Aula 1 Frente 2
 
Expansão territorial da colônia
Expansão territorial da colôniaExpansão territorial da colônia
Expansão territorial da colônia
 
Dinâmicas para o ensino da geografia
Dinâmicas para o ensino da geografiaDinâmicas para o ensino da geografia
Dinâmicas para o ensino da geografia
 
Regionalização
RegionalizaçãoRegionalização
Regionalização
 
Atividades ludicas de geografia
Atividades ludicas de geografiaAtividades ludicas de geografia
Atividades ludicas de geografia
 
As relações entre o espaço geográfico e a globalização
As relações entre o espaço geográfico e a globalizaçãoAs relações entre o espaço geográfico e a globalização
As relações entre o espaço geográfico e a globalização
 
Brasil expansão territorial
Brasil expansão territorialBrasil expansão territorial
Brasil expansão territorial
 
Geografia cap 1 a 18
Geografia cap 1 a 18Geografia cap 1 a 18
Geografia cap 1 a 18
 

Semelhante a A construção do território brasileiro

guarulhos-umpoucodahistriaecuriosidades-170427011122.docx
guarulhos-umpoucodahistriaecuriosidades-170427011122.docxguarulhos-umpoucodahistriaecuriosidades-170427011122.docx
guarulhos-umpoucodahistriaecuriosidades-170427011122.docx
DanieleSantos948891
 
Nordeste, um novo projeto
Nordeste, um novo projetoNordeste, um novo projeto
Nordeste, um novo projeto
Luis Nassif
 
Guarulhos - Um pouco da história e curiosidades
Guarulhos - Um pouco da história e curiosidadesGuarulhos - Um pouco da história e curiosidades
Guarulhos - Um pouco da história e curiosidades
Renata Grechia
 
Brasil conflitos e cooperação na bacia platina
Brasil   conflitos e cooperação na bacia platinaBrasil   conflitos e cooperação na bacia platina
Brasil conflitos e cooperação na bacia platina
flaviocosac
 
Urbanização e industrialização no Brasil
Urbanização e industrialização no Brasil Urbanização e industrialização no Brasil
Urbanização e industrialização no Brasil
ELTONDASILVARODRIGUE
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
Mariane Ferreira
 
A HistóRia De Minas Gerais
A HistóRia De Minas GeraisA HistóRia De Minas Gerais
A HistóRia De Minas Gerais
guest08f72e7
 
REGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTEREGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTE
Michelle Mariana
 
O TerritóRio Brasileiro
O TerritóRio BrasileiroO TerritóRio Brasileiro
O TerritóRio Brasileiro
leila Cardoso
 
Curso "Agricultura paulista na agricultura brasileira - transformação, estrut...
Curso "Agricultura paulista na agricultura brasileira - transformação, estrut...Curso "Agricultura paulista na agricultura brasileira - transformação, estrut...
Curso "Agricultura paulista na agricultura brasileira - transformação, estrut...
Agricultura Sao Paulo
 
Unidade_1__GeoRural_ged_106.pptx
Unidade_1__GeoRural_ged_106.pptxUnidade_1__GeoRural_ged_106.pptx
Unidade_1__GeoRural_ged_106.pptx
RaimundoMarreirodeAl
 
Bola rural 1.pptx
Bola rural 1.pptxBola rural 1.pptx
Bola rural 1.pptx
RaimundoMarreirodeAl
 
Demétrio brasil território e expansão
Demétrio brasil território e expansãoDemétrio brasil território e expansão
Demétrio brasil território e expansão
Deto - Geografia
 
2 a divisao-politica_do_brasil_-_regioes_brasileiras
2 a divisao-politica_do_brasil_-_regioes_brasileiras2 a divisao-politica_do_brasil_-_regioes_brasileiras
2 a divisao-politica_do_brasil_-_regioes_brasileiras
Lucas Cechinel
 
Agricultura brasileira
Agricultura brasileiraAgricultura brasileira
Agricultura brasileira
João José Ferreira Tojal
 
Apostila de geografia do brasil pg56
Apostila de geografia do brasil pg56Apostila de geografia do brasil pg56
Apostila de geografia do brasil pg56
kisb1337
 
Atividade 2 forum
Atividade 2 forumAtividade 2 forum
Atividade 2 forum
sandra_rubio
 
TCD GEOGRAFIA DO BRASIL
TCD GEOGRAFIA DO BRASILTCD GEOGRAFIA DO BRASIL
TCD GEOGRAFIA DO BRASIL
Rodrigo Lopes
 
A formaçao territoral do Brasil
A formaçao territoral do Brasil A formaçao territoral do Brasil
A formaçao territoral do Brasil
joannabaptistadoamaral
 
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por MesoregiõesAspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Francine Lunardi - GRADUAÇÃO
 

Semelhante a A construção do território brasileiro (20)

guarulhos-umpoucodahistriaecuriosidades-170427011122.docx
guarulhos-umpoucodahistriaecuriosidades-170427011122.docxguarulhos-umpoucodahistriaecuriosidades-170427011122.docx
guarulhos-umpoucodahistriaecuriosidades-170427011122.docx
 
Nordeste, um novo projeto
Nordeste, um novo projetoNordeste, um novo projeto
Nordeste, um novo projeto
 
Guarulhos - Um pouco da história e curiosidades
Guarulhos - Um pouco da história e curiosidadesGuarulhos - Um pouco da história e curiosidades
Guarulhos - Um pouco da história e curiosidades
 
Brasil conflitos e cooperação na bacia platina
Brasil   conflitos e cooperação na bacia platinaBrasil   conflitos e cooperação na bacia platina
Brasil conflitos e cooperação na bacia platina
 
Urbanização e industrialização no Brasil
Urbanização e industrialização no Brasil Urbanização e industrialização no Brasil
Urbanização e industrialização no Brasil
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
A HistóRia De Minas Gerais
A HistóRia De Minas GeraisA HistóRia De Minas Gerais
A HistóRia De Minas Gerais
 
REGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTEREGIÃO SUDESTE
REGIÃO SUDESTE
 
O TerritóRio Brasileiro
O TerritóRio BrasileiroO TerritóRio Brasileiro
O TerritóRio Brasileiro
 
Curso "Agricultura paulista na agricultura brasileira - transformação, estrut...
Curso "Agricultura paulista na agricultura brasileira - transformação, estrut...Curso "Agricultura paulista na agricultura brasileira - transformação, estrut...
Curso "Agricultura paulista na agricultura brasileira - transformação, estrut...
 
Unidade_1__GeoRural_ged_106.pptx
Unidade_1__GeoRural_ged_106.pptxUnidade_1__GeoRural_ged_106.pptx
Unidade_1__GeoRural_ged_106.pptx
 
Bola rural 1.pptx
Bola rural 1.pptxBola rural 1.pptx
Bola rural 1.pptx
 
Demétrio brasil território e expansão
Demétrio brasil território e expansãoDemétrio brasil território e expansão
Demétrio brasil território e expansão
 
2 a divisao-politica_do_brasil_-_regioes_brasileiras
2 a divisao-politica_do_brasil_-_regioes_brasileiras2 a divisao-politica_do_brasil_-_regioes_brasileiras
2 a divisao-politica_do_brasil_-_regioes_brasileiras
 
Agricultura brasileira
Agricultura brasileiraAgricultura brasileira
Agricultura brasileira
 
Apostila de geografia do brasil pg56
Apostila de geografia do brasil pg56Apostila de geografia do brasil pg56
Apostila de geografia do brasil pg56
 
Atividade 2 forum
Atividade 2 forumAtividade 2 forum
Atividade 2 forum
 
TCD GEOGRAFIA DO BRASIL
TCD GEOGRAFIA DO BRASILTCD GEOGRAFIA DO BRASIL
TCD GEOGRAFIA DO BRASIL
 
A formaçao territoral do Brasil
A formaçao territoral do Brasil A formaçao territoral do Brasil
A formaçao territoral do Brasil
 
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por MesoregiõesAspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
Aspectos Sociais e Culturais de Santa Catarina divididos por Mesoregiões
 

Mais de Gustavo Silva de Souza

Um mundo desigual
Um mundo desigualUm mundo desigual
Um mundo desigual
Gustavo Silva de Souza
 
Cartografia sb 2018
Cartografia sb 2018Cartografia sb 2018
Cartografia sb 2018
Gustavo Silva de Souza
 
O mundo subdesenvolvido 2018
O mundo subdesenvolvido 2018O mundo subdesenvolvido 2018
O mundo subdesenvolvido 2018
Gustavo Silva de Souza
 
População do brasil
População do brasilPopulação do brasil
População do brasil
Gustavo Silva de Souza
 
Aspectos físicos da América 2017
Aspectos físicos da América 2017Aspectos físicos da América 2017
Aspectos físicos da América 2017
Gustavo Silva de Souza
 
Revolução industrial 8 c e 8d
Revolução industrial 8 c e 8dRevolução industrial 8 c e 8d
Revolução industrial 8 c e 8d
Gustavo Silva de Souza
 
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPAASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
Gustavo Silva de Souza
 
O quadro natural africano 2017
O quadro natural africano 2017O quadro natural africano 2017
O quadro natural africano 2017
Gustavo Silva de Souza
 
Cartografia básica
Cartografia básicaCartografia básica
Cartografia básica
Gustavo Silva de Souza
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
Gustavo Silva de Souza
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
Gustavo Silva de Souza
 
ÁSIA O QUADRO HUMANO E SOCIAL
ÁSIA O QUADRO HUMANO E SOCIALÁSIA O QUADRO HUMANO E SOCIAL
ÁSIA O QUADRO HUMANO E SOCIAL
Gustavo Silva de Souza
 
ÁSIA humano
ÁSIA humanoÁSIA humano
Geologia geral 6 ano do ef ou 1 ano do em
Geologia geral 6 ano do ef ou 1 ano do emGeologia geral 6 ano do ef ou 1 ano do em
Geologia geral 6 ano do ef ou 1 ano do em
Gustavo Silva de Souza
 
O QUADRO NATURAL ASIÁTICO
O QUADRO NATURAL ASIÁTICOO QUADRO NATURAL ASIÁTICO
O QUADRO NATURAL ASIÁTICO
Gustavo Silva de Souza
 
áFrica socioeconômico
áFrica socioeconômicoáFrica socioeconômico
áFrica socioeconômico
Gustavo Silva de Souza
 
Islamismo (resumo)
Islamismo (resumo)Islamismo (resumo)
Islamismo (resumo)
Gustavo Silva de Souza
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
Gustavo Silva de Souza
 
Os biomas brasileiros
Os biomas brasileirosOs biomas brasileiros
Os biomas brasileiros
Gustavo Silva de Souza
 
O quadro natural africano
O quadro natural africanoO quadro natural africano
O quadro natural africano
Gustavo Silva de Souza
 

Mais de Gustavo Silva de Souza (20)

Um mundo desigual
Um mundo desigualUm mundo desigual
Um mundo desigual
 
Cartografia sb 2018
Cartografia sb 2018Cartografia sb 2018
Cartografia sb 2018
 
O mundo subdesenvolvido 2018
O mundo subdesenvolvido 2018O mundo subdesenvolvido 2018
O mundo subdesenvolvido 2018
 
População do brasil
População do brasilPopulação do brasil
População do brasil
 
Aspectos físicos da América 2017
Aspectos físicos da América 2017Aspectos físicos da América 2017
Aspectos físicos da América 2017
 
Revolução industrial 8 c e 8d
Revolução industrial 8 c e 8dRevolução industrial 8 c e 8d
Revolução industrial 8 c e 8d
 
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPAASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
ASPECTOS FÍSICOS DA EUROPA
 
O quadro natural africano 2017
O quadro natural africano 2017O quadro natural africano 2017
O quadro natural africano 2017
 
Cartografia básica
Cartografia básicaCartografia básica
Cartografia básica
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
 
ÁSIA O QUADRO HUMANO E SOCIAL
ÁSIA O QUADRO HUMANO E SOCIALÁSIA O QUADRO HUMANO E SOCIAL
ÁSIA O QUADRO HUMANO E SOCIAL
 
ÁSIA humano
ÁSIA humanoÁSIA humano
ÁSIA humano
 
Geologia geral 6 ano do ef ou 1 ano do em
Geologia geral 6 ano do ef ou 1 ano do emGeologia geral 6 ano do ef ou 1 ano do em
Geologia geral 6 ano do ef ou 1 ano do em
 
O QUADRO NATURAL ASIÁTICO
O QUADRO NATURAL ASIÁTICOO QUADRO NATURAL ASIÁTICO
O QUADRO NATURAL ASIÁTICO
 
áFrica socioeconômico
áFrica socioeconômicoáFrica socioeconômico
áFrica socioeconômico
 
Islamismo (resumo)
Islamismo (resumo)Islamismo (resumo)
Islamismo (resumo)
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
 
Os biomas brasileiros
Os biomas brasileirosOs biomas brasileiros
Os biomas brasileiros
 
O quadro natural africano
O quadro natural africanoO quadro natural africano
O quadro natural africano
 

Último

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 

A construção do território brasileiro

  • 1. A CONSTRUÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
  • 2. ASPECTOS GEOGRÁFICOS DO BRASIL ● NOME OFICIAL: REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ● 5º MAIOR PAÍS DO MUNDO EM EXTENSÃO TERRITORIAL (8 515 767,049 KM²); ● 5º MAIS POPULOSO DO MUNDO (206 MILHÕES DE HABITANTES); ● DENSIDADE DEMOGRÁFICA – (23,8 HAB./KM²); ● CIDADE MAIS POPULOSA – SÃO PAULO (12 MILHÕES DE HABITANTES) ● 9º MAIOR PRODUTO INTERNO BRUTO EM 2015 (1,7 TRILHÃO DE DOLARES); ● 75º NO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO; ● MOEDA - REAL DESDE 1994; ● CAPITAL – BRASÍLIA DESDE 1960; ● BLOCO ECONÔMICO – MERCOSUL DESDE 1991; ● POSSUI EM SEU TERRITÓRIO GRANDES RESERVAS MINERAIS (BAUXITA, OURO, MANGANÊS, FERRO, COBRE, NIÓBIO, ETC...) ● POSSUI GRANDES RESERVAS DE PETRÓLEO NA REGIÃO DO PRÉ-SAL; ● POTÊNCIA EMERGENTE NO CENÁRIO GEOPOLÍTICO MUNDIAL;
  • 3. CARAVELAS E NAUS PORTUGUESAS A CAMINHO DO BRASIL
  • 4. DESEMBARQUE DE PEDRO ALVARES CABRAL
  • 7. > Principais fatores que justificam o pioneirismo luso nas grandes navegações;
  • 8. Os tratados de limites Tratado de Toledo (1480)
  • 10. 7 DE JUNHO DE 1494 – DOCUMENTO DO TRATADO DE TORDESILHAS
  • 11. PRIMEIRA ATIVIDADE ECONÔMICA DO BRASIL (EXPLORAÇÃO DE PAU-BRASIL)
  • 12. A OCUPAÇÃO DO LITORAL DO BRASIL (CANA DE AÇÚCAR)
  • 16. BANDEIRANTES • Atividade complementer à açucareira; • Principais centros de partida do gado; • Aprisionamento de índios; • Procura por Ouro, Prata e Diamantes.
  • 17.  Atividade complementar à açucareira;  Principais centros de partida do gado; PECUÁRIA EXTENSIVA
  • 19. • Apogeu e decadência da pecuária nordestina.
  • 23. A Revolução Francesa enfraquece a aliança com a Espanha e, Portugal invade a região dos Sete Povos da Missão. Em 1801 foi realizado o Tratado de Badajoz determinou o controle da região dos Sete Povos das Missões a Portugal e restabeleceu os limites do Tratado de Madri (1750).
  • 24. PERÍODO COLONIAL (DELIMITADO APENAS 17%). 9. SURINAME (1661): Acordo com a Holanda, estabelecendo os limites acompanhando o divisor de águas da bacia Amazônica. 4.d. BOLÍVIA (1750): Região do Guaporé. 2.a. ARGENTINA (1750): Limite com o rio Uruguai. IMPÉRIO (DELIMITADO CERCA DE 55%). 1. URUGUAI (1826): limite no rio Jaguarão, estabelecido no acordo da Cisplatina. 3. PARAGUAI(1870): Acordo com o Paraguai estabelecido após a Guerra do Paraguai (1864-1870). 5. PERU (1874): Acordo de Navegação na região amazônica. 7. VENEZUELA (1859): Acordo de Navegação na região amazônica. 4.c. BOLÍVIA (1867): domínio da região do pantanal. 6. COLOMBIA (1853): Acordo de Navegação na região amazônica. REPÚBLICA 2.b. ARGENTINA (1890): Questão de Palmas, evitando a perda de territórios a oeste do Paraná e Santa Catarina. 10. GUIANA FRANCESA(1900): Embora em 1713 tivesse sido realizado o Tratado de Utrech, estabelecendo o limite de fronteira natural no rio Oiapoque, a França tentou expandir seus limites e, mais uma vez o Barão do Rio Branco conseguiu diplomaticamente resolver a questão. 8. GUIANA INGLESA (1904): Conhecida como a Questão do Pirara, estabeleceu o limite com a Inglaterra, o Brasil não conseguiu atingir a totalidade de suas pretensões, mas firmou o atual território de Roraima. 4.e. QUESTÃO DO ACRE (1903): Acordo diplomático com a Bolívia estabelecendo a conquista do Acre através com Tratado de Petrópolis (1903). 6. COLOMBIA (1907): Acordo de Navegação na região amazônica.
  • 25. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística: 1934.  1946: Primeira divisão regional, objetivando uniformizar e comparar os estudos e levantamentos estatísticos realizados por diversos órgãos federais.  Região Natural: Clima, relevo, vegetação, levando-se em conta, também, os limites interestaduais
  • 26. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  1969: Nova divisão regional, regiões homogêneas, características físicas, demográficas e econômicas.  Está em vigor, com as seguintes alterações:  1970 – Acre torna-se estado;  1974 – Guanabara se funde ao Rio de Janeiro;  1981 – Rondônia torna-se estado;  1977 – Mato Grosso sofre divisão: Mato Grosso e Mato Grosso do Sul;  1988 – Goiás se fragmenta, originando Tocantins; Territórios de Roraima e Amapá tornam-se estados, Território de Fernando de Noronha se integra a Pernambuco.
  • 27. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
  • 28. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL
  • 29. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL Aplicabilidade:  Elaboração de políticas públicas.  Subsidiar o sistema de decisões quanto à localização de atividades econômicas, sociais e tributárias.  Subsidiar o planejamento, estudos e identificação das estruturas espaciais de regiões metropolitanas e outras formas de aglomerações urbanas e rurais.
  • 30. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  Regionalização Geoeconômica (Complexos Regionais):  Trata-se de uma regionalização não oficial, no entanto, bastante utilizada em publicações geográficas;  Criada por Pedro Pinchas Geiger em 1967;  Três complexos regionais (regiões geoeconômicas):  Amazônia,  Centro-Sul,  Nordeste.
  • 31. AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL AS DIFERENTES FORMAS DE REGIONALIZAR O BRASIL
  • 32. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  Divisão regional de Milton Santos  Proposta pelo geógrafo Milton Santos e Maria Laura Silveira em 2001, no livro. Brasil: território e sociedade no início do século XXI.  Baseada nas características do território brasileiro.  Pretende registrar a difusão diferencial do meio técnico- científico-informacional.  Quantidade de recursos tecnológicos avançados.  Número de atividades econômicas modernas nas áreas financeiras, comercial, de serviços, industrial e agropecuária.
  • 34. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  Divisão regional de Milton Santos  Dividiu o Brasil em quatro regiões: Amazônia, Nordeste, Centro-Oeste, Concentrada (Sul + Sudeste)
  • 35. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  Divisão regional de Milton Santos  Região Concentrada: abrange as regiões Sul e Sudeste. Caracteriza-se pela densidade do sistema de relações que intensifica os fluxos de mercadorias, capitais e informações.  Elevados índices de urbanização e do alto padrão de consumo das empresas e de parte das famílias. Centro econômico e financeiro.  O seu núcleo é a metrópole paulista, que desempenha funções de cidade global e reforça o comando sobre o território nacional.
  • 36. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  Divisão regional de Milton Santos  Centro-Oeste: caracteriza-se como área de ocupação periférica, apresentando áreas de agricultura mecanizada, com uso intensivo de fertilizantes e de defensivos agrícolas, cuja produção é destinada à exportação.  A produção agropecuária ocorre em fazendas modernas, comandadas por empresas globais com sede na região concentrada. Abrange os Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Tocantins.
  • 37. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  Divisão regional de Milton Santos  Nordeste: mais antiga área de povoamento do Brasil. Sempre teve precária circulação de pessoas, produtos, informação e dinheiro, em razão da agricultura pouco intensiva e da urbanização irregular.  A prática de atividades econômicas modernas e o uso de recursos tecnológicos avançados ocorrem apenas em determinadas áreas da região. Inclui os Estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.
  • 38. As Diversas Formas de Regionalizar o Brasil AS NOVAS FRONTEIRAS DO CAPITALISMO GLOBAL  Divisão regional de Milton Santos  Amazônia: região de baixa densidade populacional e com poucos recursos tecnológicos. São raras as áreas reservadas à agricultura e a outras atividades mais modernas.  Predominam os transportes fluvial e aéreo e apresenta poucos núcleos centralizadores, com destaque para a Zona Franca de Manaus.  Abrange os Estados da região Norte, menos o Tocantins. meggapress.com – acessado em 04/03/2013 Zona Franca de Manaus.