SlideShare uma empresa Scribd logo
Não obstante as portas fechadas

        “Na tarde daquele dia, no lugar onde se encontravam os
discípulos, as portas estavam fechadas. Jesus veio colocar-se no meio
deles.”

                   Cristo ressuscitado não pede licença para entrar.
                   Não existe parede ou porta fechada que possa detê-Lo.
                   Cristo ressuscitado aparece onde e quando quer,
                   da maneira que quer e para quem quer.
                   Cristo ressuscitado não aceita os muros
                   que nós procuramos levantar entre bons e maus,
                   entre pagãos e cristãos, pretos e brancos, ricos e pobres.

                    Para Cristo não existe mais parede nem muro.
Para Cristo todos somos chamados à santidade.

Ele veio com a sua presença atravessar os nossos muros,
o nosso muro da falta de diálogo e de intransigência,
de egoísmo e de preconceitos, de rivalidade e de mesquinhez,
de comodismo e de mediocridade, de ganância e de injustiça,
o nosso muro de choro e lamentações
de solidão, de isolamento e falsidade.

Ele vem para aconchegar todos uns aos outros, para nos desejar a paz,
para nos mostrar as chagas da humanidade e nos dar a missão de curar essas
chagas.

Ele vem para nos reforçar a fé, para nos dar uma esperança sem limite,
uma caridade sem fingimento.
Ele vem ao nosso coração como entrou no Cenáculo, sem fazer barulho,
trazendo a paz e a alegria, dando luz a toda a nossa vida.

Ele vem transformar o nosso medo em coragem, a nossa tristeza em alegria,
a nossa morte em vida.
 Não adianta querermos fechar o nosso coração ao Cristo. No dia em que
Ele quiser, Ele vai entrar lá, tranquilamente…

               Pe. Lambert Noben , in “Três dias que abalaram o mundo”
                                                             (adaptado)


6
Pastoral da saúde                                                             3

A razão da Pastoral da Saúde está no facto de que ela existe " para que
todos tenham vida e a tenham em abundância" (Jo 10.10)

No seguimento desta frase bíblica pretendemos dar a
conhecer aos nossos paroquianos o que tem sido a nossa
atividade durante este primeiro ano de contacto com os
nossos doentes paroquiais.
Começamos então por conhecer quem está ligado aos
doentes da nossa paróquia, mais precisamente os nossos ministros da
comunhão, constituindo elos fundamentais entre o nosso grupo e os
doentes. Após termos feito o levantamento e as características dos doentes
com base na informação fornecida em reunião prévia, iniciamos as visitas a
alguns deles. Conversamos com eles e respetivas famílias inteirando-nos
das suas reais necessidades tanto espirituais como sociais procedendo
depois à elaboração de fichas com os seus nomes e moradas bem como
contactos.
Existem muitos doentes para visitar, o que será feito a seu tempo, pois
esbarramos muitas vezes com a dificuldade de moradas imprecisas o que
será ultrapassado. As visitas são realizadas de 4 em 4 meses ou se as
necessidades de solidão forem mais agudas são feitas num espaço de tempo
mais curto.
Até agora o que podemos depreender desta experiencia é que tem sido
muito gratificante para nós como para os doentes, pois manifestam muito
carinho para connosco acolhendo-nos de forma muito calorosa. Toda a
ajuda que podemos dispensar está a ser realizada, mantendo-nos em
contacto com o nosso Pároco para o apoio necessário.
Este serviço é um desafio pessoal, porque exige tempo e disposição interior
para acolher o doente, para o ouvir, para lhe fazer companhia e para lhe
anunciar o amor de Deus que o assiste e acompanha no seu sofrimento.
Esperamos então continuar a ajudar os nossos doentes da melhor forma
possível certos de que a nossa ajuda não é em vão.
Solicitamos que os paroquianos que estão doentes ou os seus familiares nos
manifestem o desejo de serem visitados pela Pastoral da Saúde.

Contactos através:

- Sr. Cónego Pita
- email: psaudesantaluzia@hotmail.com
- através do facebook: "Igreja de Santa Luzia"

                              A equipa da Pastoral da Saúde de Santa Luzia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Que mundo é esse (1) 1 João
Que mundo é esse (1) 1 JoãoQue mundo é esse (1) 1 João
Que mundo é esse (1) 1 João
Daniel Junior
 
Mirada sor Maria Troncatti_por
Mirada sor Maria Troncatti_porMirada sor Maria Troncatti_por
Mirada sor Maria Troncatti_por
Maike Loes
 
Roteiro homilético do 5.º domingo da quaresma ano c
Roteiro homilético do 5.º domingo da quaresma   ano cRoteiro homilético do 5.º domingo da quaresma   ano c
Roteiro homilético do 5.º domingo da quaresma ano c
José Luiz Silva Pinto
 
Folha informativa 15-01-2017
Folha informativa 15-01-2017Folha informativa 15-01-2017
Folha informativa 15-01-2017
Paróquia Pardilhó
 
O que é o evangelho
O que é o evangelhoO que é o evangelho
O que é o evangelho
PIBLondrina
 
Boletim 451 - 04/10/15
Boletim 451 - 04/10/15Boletim 451 - 04/10/15
Boletim 451 - 04/10/15
stanaami
 
Aula Jonatas 26: A mulher do fluxo de sangue
Aula Jonatas 26: A mulher do fluxo de sangueAula Jonatas 26: A mulher do fluxo de sangue
Aula Jonatas 26: A mulher do fluxo de sangue
Andre Nascimento
 
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 agosto 2021 por
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 agosto 2021 porMessaggio della Consigliera per le Missioni_14 agosto 2021 por
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 agosto 2021 por
Maike Loes
 
Xxxiii domingo do tempo comum ano b um novo dia
Xxxiii domingo do tempo comum ano b um novo diaXxxiii domingo do tempo comum ano b um novo dia
Xxxiii domingo do tempo comum ano b um novo dia
José Luiz Silva Pinto
 
Segunda carta do Aposto Paulo aos 1
Segunda carta do Aposto Paulo aos 1Segunda carta do Aposto Paulo aos 1
Segunda carta do Aposto Paulo aos 1
Mensagens Virtuais
 
Primeira Pedra
Primeira PedraPrimeira Pedra
Primeira Pedra
pr_afsalbergaria
 
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
José Luiz Silva Pinto
 
Pão da vida
Pão da vidaPão da vida
Pão da vida
pr_afsalbergaria
 
Paonosso l2
Paonosso l2Paonosso l2
Paonosso l2
Manoel Gamas
 
Boletim 569
Boletim 569Boletim 569
Folha informativa 25-06-2017
Folha informativa 25-06-2017Folha informativa 25-06-2017
Folha informativa 25-06-2017
Paróquia Pardilhó
 
MARCOS (PARTE 22) CONHECENDO JESUS PESSOALMENTE
MARCOS (PARTE 22) CONHECENDO JESUS PESSOALMENTEMARCOS (PARTE 22) CONHECENDO JESUS PESSOALMENTE
MARCOS (PARTE 22) CONHECENDO JESUS PESSOALMENTE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Folha informativa 30-04-2017
Folha informativa 30-04-2017Folha informativa 30-04-2017
Folha informativa 30-04-2017
Paróquia Pardilhó
 
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano cRoteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
José Luiz Silva Pinto
 

Mais procurados (19)

Que mundo é esse (1) 1 João
Que mundo é esse (1) 1 JoãoQue mundo é esse (1) 1 João
Que mundo é esse (1) 1 João
 
Mirada sor Maria Troncatti_por
Mirada sor Maria Troncatti_porMirada sor Maria Troncatti_por
Mirada sor Maria Troncatti_por
 
Roteiro homilético do 5.º domingo da quaresma ano c
Roteiro homilético do 5.º domingo da quaresma   ano cRoteiro homilético do 5.º domingo da quaresma   ano c
Roteiro homilético do 5.º domingo da quaresma ano c
 
Folha informativa 15-01-2017
Folha informativa 15-01-2017Folha informativa 15-01-2017
Folha informativa 15-01-2017
 
O que é o evangelho
O que é o evangelhoO que é o evangelho
O que é o evangelho
 
Boletim 451 - 04/10/15
Boletim 451 - 04/10/15Boletim 451 - 04/10/15
Boletim 451 - 04/10/15
 
Aula Jonatas 26: A mulher do fluxo de sangue
Aula Jonatas 26: A mulher do fluxo de sangueAula Jonatas 26: A mulher do fluxo de sangue
Aula Jonatas 26: A mulher do fluxo de sangue
 
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 agosto 2021 por
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 agosto 2021 porMessaggio della Consigliera per le Missioni_14 agosto 2021 por
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 agosto 2021 por
 
Xxxiii domingo do tempo comum ano b um novo dia
Xxxiii domingo do tempo comum ano b um novo diaXxxiii domingo do tempo comum ano b um novo dia
Xxxiii domingo do tempo comum ano b um novo dia
 
Segunda carta do Aposto Paulo aos 1
Segunda carta do Aposto Paulo aos 1Segunda carta do Aposto Paulo aos 1
Segunda carta do Aposto Paulo aos 1
 
Primeira Pedra
Primeira PedraPrimeira Pedra
Primeira Pedra
 
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano cRoteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
Roteiro homilético do 15.º domingo do tempo comum – ano c
 
Pão da vida
Pão da vidaPão da vida
Pão da vida
 
Paonosso l2
Paonosso l2Paonosso l2
Paonosso l2
 
Boletim 569
Boletim 569Boletim 569
Boletim 569
 
Folha informativa 25-06-2017
Folha informativa 25-06-2017Folha informativa 25-06-2017
Folha informativa 25-06-2017
 
MARCOS (PARTE 22) CONHECENDO JESUS PESSOALMENTE
MARCOS (PARTE 22) CONHECENDO JESUS PESSOALMENTEMARCOS (PARTE 22) CONHECENDO JESUS PESSOALMENTE
MARCOS (PARTE 22) CONHECENDO JESUS PESSOALMENTE
 
Folha informativa 30-04-2017
Folha informativa 30-04-2017Folha informativa 30-04-2017
Folha informativa 30-04-2017
 
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano cRoteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
 

Semelhante a A caminho abril maio 2012 1

Avisos
AvisosAvisos
Avisos
Nuno Bessa
 
Jornal Balada da União
Jornal Balada da UniãoJornal Balada da União
Jornal Balada da União
Lili Nabais
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
saojosepascom
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
saojosepascom
 
Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015
saojosepascom
 
Mensagempascoa2015
Mensagempascoa2015Mensagempascoa2015
Mensagempascoa2015
Francisco De Assis
 
Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé
Conage
 
Missão 20+2.pptx
Missão 20+2.pptxMissão 20+2.pptx
Missão 20+2.pptx
luidcamilo2013gmail
 
384
384384
384
384384
Misericordia et misera
Misericordia et miseraMisericordia et misera
Misericordia et misera
jose fernandes
 
Jornal Novos horizontes - Novembro 2013
Jornal Novos horizontes - Novembro 2013Jornal Novos horizontes - Novembro 2013
Jornal Novos horizontes - Novembro 2013
Pascom Paroquia Nssc
 
Dc ca kerigma e catequese - 2015-02-08
Dc ca kerigma e catequese - 2015-02-08Dc ca kerigma e catequese - 2015-02-08
Dc ca kerigma e catequese - 2015-02-08
EQUIPADCA
 
Lançai as Redes novembro 2013
Lançai as Redes novembro 2013Lançai as Redes novembro 2013
Lançai as Redes novembro 2013
Secretariado Pv Sdpv-Santarém
 
Lançai as redes novembro 2013
Lançai as redes novembro 2013Lançai as redes novembro 2013
Lançai as redes novembro 2013
Pedro Vargas
 
Convite
ConviteConvite
Convite
Klenze Soares
 
Missão como transmissao da "Alegria do Evangelho"
Missão como transmissao da "Alegria do Evangelho"Missão como transmissao da "Alegria do Evangelho"
Missão como transmissao da "Alegria do Evangelho"
Jeremias Moisés
 
A alegria do Evangelho
A alegria do EvangelhoA alegria do Evangelho
A alegria do Evangelho
EQUIPADCA
 
Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015
saojosepascom
 
Mensagem Quaresmal
Mensagem QuaresmalMensagem Quaresmal
Mensagem Quaresmal
catequesedesilves
 

Semelhante a A caminho abril maio 2012 1 (20)

Avisos
AvisosAvisos
Avisos
 
Jornal Balada da União
Jornal Balada da UniãoJornal Balada da União
Jornal Balada da União
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
 
Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015
 
Mensagempascoa2015
Mensagempascoa2015Mensagempascoa2015
Mensagempascoa2015
 
Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé
 
Missão 20+2.pptx
Missão 20+2.pptxMissão 20+2.pptx
Missão 20+2.pptx
 
384
384384
384
 
384
384384
384
 
Misericordia et misera
Misericordia et miseraMisericordia et misera
Misericordia et misera
 
Jornal Novos horizontes - Novembro 2013
Jornal Novos horizontes - Novembro 2013Jornal Novos horizontes - Novembro 2013
Jornal Novos horizontes - Novembro 2013
 
Dc ca kerigma e catequese - 2015-02-08
Dc ca kerigma e catequese - 2015-02-08Dc ca kerigma e catequese - 2015-02-08
Dc ca kerigma e catequese - 2015-02-08
 
Lançai as Redes novembro 2013
Lançai as Redes novembro 2013Lançai as Redes novembro 2013
Lançai as Redes novembro 2013
 
Lançai as redes novembro 2013
Lançai as redes novembro 2013Lançai as redes novembro 2013
Lançai as redes novembro 2013
 
Convite
ConviteConvite
Convite
 
Missão como transmissao da "Alegria do Evangelho"
Missão como transmissao da "Alegria do Evangelho"Missão como transmissao da "Alegria do Evangelho"
Missão como transmissao da "Alegria do Evangelho"
 
A alegria do Evangelho
A alegria do EvangelhoA alegria do Evangelho
A alegria do Evangelho
 
Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015
 
Mensagem Quaresmal
Mensagem QuaresmalMensagem Quaresmal
Mensagem Quaresmal
 

Mais de gerardofreitas

A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2
gerardofreitas
 
A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2
gerardofreitas
 
A caminho dez jan 2013 1
A caminho dez jan 2013 1A caminho dez jan 2013 1
A caminho dez jan 2013 1
gerardofreitas
 
A caminho dez jan 2013
A caminho dez jan 2013A caminho dez jan 2013
A caminho dez jan 2013
gerardofreitas
 
A caminho dez jan 2013 3
A caminho dez jan 2013 3A caminho dez jan 2013 3
A caminho dez jan 2013 3
gerardofreitas
 
A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2
gerardofreitas
 
A caminho dez jan 2013 1
A caminho dez jan 2013 1A caminho dez jan 2013 1
A caminho dez jan 2013 1
gerardofreitas
 
A caminho dez jan 2013
A caminho dez jan 2013A caminho dez jan 2013
A caminho dez jan 2013
gerardofreitas
 
A caminho out nov 2012 2
A caminho out nov 2012 2A caminho out nov 2012 2
A caminho out nov 2012 2
gerardofreitas
 
A caminho out nov 2012 1
A caminho out nov 2012 1A caminho out nov 2012 1
A caminho out nov 2012 1
gerardofreitas
 
A caminho out nov 2012 4
A caminho out nov 2012 4A caminho out nov 2012 4
A caminho out nov 2012 4
gerardofreitas
 
A caminho out nov 2012 3
A caminho out nov 2012 3A caminho out nov 2012 3
A caminho out nov 2012 3
gerardofreitas
 
Agosto setembro 2012 4
Agosto setembro 2012 4Agosto setembro 2012 4
Agosto setembro 2012 4
gerardofreitas
 
Agosto setembro 2012 3
Agosto setembro 2012 3Agosto setembro 2012 3
Agosto setembro 2012 3
gerardofreitas
 
Agosto setembro 2012 2
Agosto setembro 2012 2Agosto setembro 2012 2
Agosto setembro 2012 2
gerardofreitas
 
Agosto setembro 2012 1
Agosto setembro 2012 1Agosto setembro 2012 1
Agosto setembro 2012 1
gerardofreitas
 
A caminho jun jul 2012 3
A caminho jun jul 2012 3A caminho jun jul 2012 3
A caminho jun jul 2012 3
gerardofreitas
 
A caminho jun jul 2012 1
A caminho jun jul 2012 1A caminho jun jul 2012 1
A caminho jun jul 2012 1
gerardofreitas
 
A caminho jun jul 2012 4
A caminho jun jul 2012 4A caminho jun jul 2012 4
A caminho jun jul 2012 4
gerardofreitas
 
A caminho jun jul 2012 2
A caminho jun jul 2012 2A caminho jun jul 2012 2
A caminho jun jul 2012 2
gerardofreitas
 

Mais de gerardofreitas (20)

A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2
 
A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2
 
A caminho dez jan 2013 1
A caminho dez jan 2013 1A caminho dez jan 2013 1
A caminho dez jan 2013 1
 
A caminho dez jan 2013
A caminho dez jan 2013A caminho dez jan 2013
A caminho dez jan 2013
 
A caminho dez jan 2013 3
A caminho dez jan 2013 3A caminho dez jan 2013 3
A caminho dez jan 2013 3
 
A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2A caminho dez jan 2013 2
A caminho dez jan 2013 2
 
A caminho dez jan 2013 1
A caminho dez jan 2013 1A caminho dez jan 2013 1
A caminho dez jan 2013 1
 
A caminho dez jan 2013
A caminho dez jan 2013A caminho dez jan 2013
A caminho dez jan 2013
 
A caminho out nov 2012 2
A caminho out nov 2012 2A caminho out nov 2012 2
A caminho out nov 2012 2
 
A caminho out nov 2012 1
A caminho out nov 2012 1A caminho out nov 2012 1
A caminho out nov 2012 1
 
A caminho out nov 2012 4
A caminho out nov 2012 4A caminho out nov 2012 4
A caminho out nov 2012 4
 
A caminho out nov 2012 3
A caminho out nov 2012 3A caminho out nov 2012 3
A caminho out nov 2012 3
 
Agosto setembro 2012 4
Agosto setembro 2012 4Agosto setembro 2012 4
Agosto setembro 2012 4
 
Agosto setembro 2012 3
Agosto setembro 2012 3Agosto setembro 2012 3
Agosto setembro 2012 3
 
Agosto setembro 2012 2
Agosto setembro 2012 2Agosto setembro 2012 2
Agosto setembro 2012 2
 
Agosto setembro 2012 1
Agosto setembro 2012 1Agosto setembro 2012 1
Agosto setembro 2012 1
 
A caminho jun jul 2012 3
A caminho jun jul 2012 3A caminho jun jul 2012 3
A caminho jun jul 2012 3
 
A caminho jun jul 2012 1
A caminho jun jul 2012 1A caminho jun jul 2012 1
A caminho jun jul 2012 1
 
A caminho jun jul 2012 4
A caminho jun jul 2012 4A caminho jun jul 2012 4
A caminho jun jul 2012 4
 
A caminho jun jul 2012 2
A caminho jun jul 2012 2A caminho jun jul 2012 2
A caminho jun jul 2012 2
 

A caminho abril maio 2012 1

  • 1. Não obstante as portas fechadas “Na tarde daquele dia, no lugar onde se encontravam os discípulos, as portas estavam fechadas. Jesus veio colocar-se no meio deles.” Cristo ressuscitado não pede licença para entrar. Não existe parede ou porta fechada que possa detê-Lo. Cristo ressuscitado aparece onde e quando quer, da maneira que quer e para quem quer. Cristo ressuscitado não aceita os muros que nós procuramos levantar entre bons e maus, entre pagãos e cristãos, pretos e brancos, ricos e pobres. Para Cristo não existe mais parede nem muro. Para Cristo todos somos chamados à santidade. Ele veio com a sua presença atravessar os nossos muros, o nosso muro da falta de diálogo e de intransigência, de egoísmo e de preconceitos, de rivalidade e de mesquinhez, de comodismo e de mediocridade, de ganância e de injustiça, o nosso muro de choro e lamentações de solidão, de isolamento e falsidade. Ele vem para aconchegar todos uns aos outros, para nos desejar a paz, para nos mostrar as chagas da humanidade e nos dar a missão de curar essas chagas. Ele vem para nos reforçar a fé, para nos dar uma esperança sem limite, uma caridade sem fingimento. Ele vem ao nosso coração como entrou no Cenáculo, sem fazer barulho, trazendo a paz e a alegria, dando luz a toda a nossa vida. Ele vem transformar o nosso medo em coragem, a nossa tristeza em alegria, a nossa morte em vida. Não adianta querermos fechar o nosso coração ao Cristo. No dia em que Ele quiser, Ele vai entrar lá, tranquilamente… Pe. Lambert Noben , in “Três dias que abalaram o mundo” (adaptado) 6
  • 2. Pastoral da saúde 3 A razão da Pastoral da Saúde está no facto de que ela existe " para que todos tenham vida e a tenham em abundância" (Jo 10.10) No seguimento desta frase bíblica pretendemos dar a conhecer aos nossos paroquianos o que tem sido a nossa atividade durante este primeiro ano de contacto com os nossos doentes paroquiais. Começamos então por conhecer quem está ligado aos doentes da nossa paróquia, mais precisamente os nossos ministros da comunhão, constituindo elos fundamentais entre o nosso grupo e os doentes. Após termos feito o levantamento e as características dos doentes com base na informação fornecida em reunião prévia, iniciamos as visitas a alguns deles. Conversamos com eles e respetivas famílias inteirando-nos das suas reais necessidades tanto espirituais como sociais procedendo depois à elaboração de fichas com os seus nomes e moradas bem como contactos. Existem muitos doentes para visitar, o que será feito a seu tempo, pois esbarramos muitas vezes com a dificuldade de moradas imprecisas o que será ultrapassado. As visitas são realizadas de 4 em 4 meses ou se as necessidades de solidão forem mais agudas são feitas num espaço de tempo mais curto. Até agora o que podemos depreender desta experiencia é que tem sido muito gratificante para nós como para os doentes, pois manifestam muito carinho para connosco acolhendo-nos de forma muito calorosa. Toda a ajuda que podemos dispensar está a ser realizada, mantendo-nos em contacto com o nosso Pároco para o apoio necessário. Este serviço é um desafio pessoal, porque exige tempo e disposição interior para acolher o doente, para o ouvir, para lhe fazer companhia e para lhe anunciar o amor de Deus que o assiste e acompanha no seu sofrimento. Esperamos então continuar a ajudar os nossos doentes da melhor forma possível certos de que a nossa ajuda não é em vão. Solicitamos que os paroquianos que estão doentes ou os seus familiares nos manifestem o desejo de serem visitados pela Pastoral da Saúde. Contactos através: - Sr. Cónego Pita - email: psaudesantaluzia@hotmail.com - através do facebook: "Igreja de Santa Luzia" A equipa da Pastoral da Saúde de Santa Luzia