SlideShare uma empresa Scribd logo
A Biblioteca encantada
Era um dia igual a tantos outros e na casa de Joana celebrava-se o seu
aniversário. Ela tinha o secreto desejo de receber muitos livros, mas não teve
sorte, recebeu apenas um. Aquele livro, porém, parecia especial. Logo desde
que pegou nele, sentiu que era um livro diferente dos outros. Sentiu uma
vontade enorme de o ler e logo que acabou de jantar, foi para o seu quarto,
deitou-se na cama e começou a folhear o livro, imaginando cada palavra.
Quando perceberam que a Joana não estava na sala, os pais ficaram
preocupados. Tentaram abrir a porta do quarto, mas parecia estar trancada.
Joana, do lado de dentro, tentava abrir a porta e os pais, do lado de fora,
tentavam empurrá-la. Nada! A porta não se mexia.
De repente, o livro começou a fazer uns barulhos e, em alguns
segundos, ela foi sugada para dentro dele. Uma espécie de túnel mágico levou
a Joana a uma biblioteca com 50 andares, cheios de livros. Era um sonho! Ela
nem acreditava no que estava a ver. A sua vontade era passar lá muitas,
muitas horas, a ler, mas lembrou-se da sua família. Tinha de encontrar o
caminho de volta! Só havia um problema: não se via nenhuma saída. Joana
sentou-se no chão e pôs-se a pensar. Foi quando sentiu algo a aproximar-se
do seu nariz – era uma fada que lhe perguntou:
- O que fazes aqui?
A rapariga, assustada, abriu os olhos e gritou:
- Quem és tu?
- Sou a funcionária da Biblioteca Encantada. – respondeu a fada. – Acho
que já sei o que te aconteceu. Todos os meninos que desejam muito ler,
acabam por ser transportados para aqui!
- E agora, como posso regressar? – perguntou a menina.
A fada levou-a ao último andar onde estava a diretora da biblioteca que
lhe disse:
- Só podes sair daqui se responderes a uma pergunta: quantos livros
tem esta biblioteca? Dou-te uma pista: ela tem cinquenta andares, cada andar
tem quarenta prateleiras e em cada prateleira há trinta livros.
Joana suspirou de alívio. Era um problema de matemática e ela era boa
aluna a matemática. Pensou durante alguns minutos e depois anunciou à
directora que já tinha a resposta.
- Nesta biblioteca há sessenta mil livros!
As fadinhas ficaram impressionadas. Elas tinham a secreta esperança
que a menina pudesse ficar mais um pouco, mas ficaram contentes por a
verem feliz.
- Parabéns! Parabéns! – gritavam em coro.
De repente, a Joana sentiu uma leve pressão e, num abrir e fechar de
olhos, regressou a sua casa. Logo que chegou, os seus pais quiseram saber o
que tinha acontecido. Ela contou-lhes, mas eles não devem ter acreditado…
A partir daquele dia, quando se sentia entediada, lia um livro e entrava
no mundo encantado das palavras!
Escola Secundária da Trofa
Juliana Kyselytsya Lev – turma 601
6º ano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Actividade integradora
Actividade integradoraActividade integradora
Actividade integradora
becrecv
 
Em Casa do Vasco
Em Casa do VascoEm Casa do Vasco
Em Casa do Vasco
Msaude
 
Mensagem dili 2016
Mensagem dili 2016Mensagem dili 2016
Mensagem dili 2016
Risoleta Montez
 
Pedro, Olhos de Águia
Pedro, Olhos de ÁguiaPedro, Olhos de Águia
Pedro, Olhos de Águia
Alexandra Santos
 
Powerpoint diário cruzado...marta polt
Powerpoint diário cruzado...marta poltPowerpoint diário cruzado...marta polt
Powerpoint diário cruzado...marta polt
Clara Veiga
 
Relato6
Relato6Relato6
Relato6
Marisa Seara
 
O sapo apaixonado
O sapo apaixonadoO sapo apaixonado
O sapo apaixonado
isabelmonis
 
O Diário de Juliana
O Diário de JulianaO Diário de Juliana
O Diário de Juliana
Cybele Meyer
 
Maria benguela
Maria benguelaMaria benguela
Maria benguela
mnsuperturma6
 
Maria benguela[1]
Maria benguela[1]Maria benguela[1]
Maria benguela[1]
margrodrigues
 
Maria Benguela
Maria BenguelaMaria Benguela
Maria Benguela
florindaisidro
 
Maria benguela
Maria benguelaMaria benguela
Maria benguela
Liliana Rocha
 
Pp semana da leitura
Pp semana da leituraPp semana da leitura
Pp semana da leitura
Bibliotecas Escolares Gil Eanes
 
Maria benguela
Maria benguelaMaria benguela
Maria benguela
Anabela Mendonça
 
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Ana Macanario
 
A na mendes 2
A na mendes 2A na mendes 2
A na mendes 2
marocaba
 
"A vida nas palavras de Inês Tavares"
"A vida nas palavras de Inês Tavares"  "A vida nas palavras de Inês Tavares"
"A vida nas palavras de Inês Tavares"
marocaba
 

Mais procurados (17)

Actividade integradora
Actividade integradoraActividade integradora
Actividade integradora
 
Em Casa do Vasco
Em Casa do VascoEm Casa do Vasco
Em Casa do Vasco
 
Mensagem dili 2016
Mensagem dili 2016Mensagem dili 2016
Mensagem dili 2016
 
Pedro, Olhos de Águia
Pedro, Olhos de ÁguiaPedro, Olhos de Águia
Pedro, Olhos de Águia
 
Powerpoint diário cruzado...marta polt
Powerpoint diário cruzado...marta poltPowerpoint diário cruzado...marta polt
Powerpoint diário cruzado...marta polt
 
Relato6
Relato6Relato6
Relato6
 
O sapo apaixonado
O sapo apaixonadoO sapo apaixonado
O sapo apaixonado
 
O Diário de Juliana
O Diário de JulianaO Diário de Juliana
O Diário de Juliana
 
Maria benguela
Maria benguelaMaria benguela
Maria benguela
 
Maria benguela[1]
Maria benguela[1]Maria benguela[1]
Maria benguela[1]
 
Maria Benguela
Maria BenguelaMaria Benguela
Maria Benguela
 
Maria benguela
Maria benguelaMaria benguela
Maria benguela
 
Pp semana da leitura
Pp semana da leituraPp semana da leitura
Pp semana da leitura
 
Maria benguela
Maria benguelaMaria benguela
Maria benguela
 
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
Pnaic - Leitura deleite - A professora e a maleta
 
A na mendes 2
A na mendes 2A na mendes 2
A na mendes 2
 
"A vida nas palavras de Inês Tavares"
"A vida nas palavras de Inês Tavares"  "A vida nas palavras de Inês Tavares"
"A vida nas palavras de Inês Tavares"
 

Semelhante a A biblioteca encantada juliana lev 601

Sabores e dissaboresde um livro 1º ceb
Sabores e dissaboresde um livro 1º cebSabores e dissaboresde um livro 1º ceb
Sabores e dissaboresde um livro 1º ceb
Biblioteca Escolar
 
O livro feliz na biblioteca
O livro feliz na bibliotecaO livro feliz na biblioteca
O livro feliz na biblioteca
Bibliotecas Infante D. Henrique
 
A menina que odiava ler livros!
A menina que odiava ler livros!A menina que odiava ler livros!
A menina que odiava ler livros!
silviaholanda
 
04.02 livro fechado
04.02   livro fechado04.02   livro fechado
04.02 livro fechado
Masterliduina Moreira
 
Sabores e dissabores de um livro 2º ceb
Sabores e dissabores de um livro   2º cebSabores e dissabores de um livro   2º ceb
Sabores e dissabores de um livro 2º ceb
Biblioteca Escolar
 
Os dois fantasmas
Os dois fantasmasOs dois fantasmas
Os dois fantasmas
zialucio
 
Fantasmas
FantasmasFantasmas
Fantasmas
zialucio
 
A menina que não queria livros
A menina que não queria livrosA menina que não queria livros
A menina que não queria livros
popi97
 
O magico encontro
O magico encontroO magico encontro
O magico encontro
Letras Mágicas
 
Misterio na biblioteca
Misterio na bibliotecaMisterio na biblioteca
Misterio na biblioteca
Marisa Seara
 
54 misterio na_biblioteca
54 misterio na_biblioteca54 misterio na_biblioteca
54 misterio na_biblioteca
Maurício Guimarães
 
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Milena Sampaio
 
Livro Activo
Livro ActivoLivro Activo
Livro Activo
Livro ActivoLivro Activo
Livro Activo
lilianamatias
 
Livro Activo
Livro ActivoLivro Activo
Livro Activo
guestc0ebd2d
 
Livro activo
Livro activoLivro activo
Livro activo
AnaParis
 
História de um livro activo...
História de um livro activo...História de um livro activo...
História de um livro activo...
guest8ee1c5a
 
Livro Activo
Livro ActivoLivro Activo
Livro Activo
florindaisidro
 
Livro activo
Livro activoLivro activo
Livro activo
lilianamatias
 
Era uma vez um LIVRO
Era uma vez um LIVROEra uma vez um LIVRO
Era uma vez um LIVRO
guestc0ebd2d
 

Semelhante a A biblioteca encantada juliana lev 601 (20)

Sabores e dissaboresde um livro 1º ceb
Sabores e dissaboresde um livro 1º cebSabores e dissaboresde um livro 1º ceb
Sabores e dissaboresde um livro 1º ceb
 
O livro feliz na biblioteca
O livro feliz na bibliotecaO livro feliz na biblioteca
O livro feliz na biblioteca
 
A menina que odiava ler livros!
A menina que odiava ler livros!A menina que odiava ler livros!
A menina que odiava ler livros!
 
04.02 livro fechado
04.02   livro fechado04.02   livro fechado
04.02 livro fechado
 
Sabores e dissabores de um livro 2º ceb
Sabores e dissabores de um livro   2º cebSabores e dissabores de um livro   2º ceb
Sabores e dissabores de um livro 2º ceb
 
Os dois fantasmas
Os dois fantasmasOs dois fantasmas
Os dois fantasmas
 
Fantasmas
FantasmasFantasmas
Fantasmas
 
A menina que não queria livros
A menina que não queria livrosA menina que não queria livros
A menina que não queria livros
 
O magico encontro
O magico encontroO magico encontro
O magico encontro
 
Misterio na biblioteca
Misterio na bibliotecaMisterio na biblioteca
Misterio na biblioteca
 
54 misterio na_biblioteca
54 misterio na_biblioteca54 misterio na_biblioteca
54 misterio na_biblioteca
 
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
 
Livro Activo
Livro ActivoLivro Activo
Livro Activo
 
Livro Activo
Livro ActivoLivro Activo
Livro Activo
 
Livro Activo
Livro ActivoLivro Activo
Livro Activo
 
Livro activo
Livro activoLivro activo
Livro activo
 
História de um livro activo...
História de um livro activo...História de um livro activo...
História de um livro activo...
 
Livro Activo
Livro ActivoLivro Activo
Livro Activo
 
Livro activo
Livro activoLivro activo
Livro activo
 
Era uma vez um LIVRO
Era uma vez um LIVROEra uma vez um LIVRO
Era uma vez um LIVRO
 

Mais de oliviaqueiroz4

Corpo jornal 1º periodo
Corpo  jornal 1º periodoCorpo  jornal 1º periodo
Corpo jornal 1º periodo
oliviaqueiroz4
 
Corpo jornal 1º periodo
Corpo  jornal 1º periodoCorpo  jornal 1º periodo
Corpo jornal 1º periodo
oliviaqueiroz4
 
Apresentação ratinho2012
Apresentação ratinho2012Apresentação ratinho2012
Apresentação ratinho2012
oliviaqueiroz4
 
Regulamento interno da biblioteca 2011 12
Regulamento interno da biblioteca 2011 12Regulamento interno da biblioteca 2011 12
Regulamento interno da biblioteca 2011 12
oliviaqueiroz4
 
Paa biblioteca 2011 12
Paa biblioteca 2011 12Paa biblioteca 2011 12
Paa biblioteca 2011 12
oliviaqueiroz4
 
Margarida fonseca santos
Margarida fonseca santosMargarida fonseca santos
Margarida fonseca santos
oliviaqueiroz4
 
Livros novos 2011 12
Livros novos 2011 12Livros novos 2011 12
Livros novos 2011 12
oliviaqueiroz4
 
Maabe problemáticas e conceitos implicados - sessão 2 - trabalho final
Maabe   problemáticas e conceitos implicados - sessão 2 - trabalho finalMaabe   problemáticas e conceitos implicados - sessão 2 - trabalho final
Maabe problemáticas e conceitos implicados - sessão 2 - trabalho final
oliviaqueiroz4
 
Comparatives
ComparativesComparatives
Comparatives
oliviaqueiroz4
 
Comparatives
ComparativesComparatives
Comparatives
oliviaqueiroz4
 

Mais de oliviaqueiroz4 (10)

Corpo jornal 1º periodo
Corpo  jornal 1º periodoCorpo  jornal 1º periodo
Corpo jornal 1º periodo
 
Corpo jornal 1º periodo
Corpo  jornal 1º periodoCorpo  jornal 1º periodo
Corpo jornal 1º periodo
 
Apresentação ratinho2012
Apresentação ratinho2012Apresentação ratinho2012
Apresentação ratinho2012
 
Regulamento interno da biblioteca 2011 12
Regulamento interno da biblioteca 2011 12Regulamento interno da biblioteca 2011 12
Regulamento interno da biblioteca 2011 12
 
Paa biblioteca 2011 12
Paa biblioteca 2011 12Paa biblioteca 2011 12
Paa biblioteca 2011 12
 
Margarida fonseca santos
Margarida fonseca santosMargarida fonseca santos
Margarida fonseca santos
 
Livros novos 2011 12
Livros novos 2011 12Livros novos 2011 12
Livros novos 2011 12
 
Maabe problemáticas e conceitos implicados - sessão 2 - trabalho final
Maabe   problemáticas e conceitos implicados - sessão 2 - trabalho finalMaabe   problemáticas e conceitos implicados - sessão 2 - trabalho final
Maabe problemáticas e conceitos implicados - sessão 2 - trabalho final
 
Comparatives
ComparativesComparatives
Comparatives
 
Comparatives
ComparativesComparatives
Comparatives
 

Último

Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 

Último (20)

Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 

A biblioteca encantada juliana lev 601

  • 1. A Biblioteca encantada Era um dia igual a tantos outros e na casa de Joana celebrava-se o seu aniversário. Ela tinha o secreto desejo de receber muitos livros, mas não teve sorte, recebeu apenas um. Aquele livro, porém, parecia especial. Logo desde que pegou nele, sentiu que era um livro diferente dos outros. Sentiu uma vontade enorme de o ler e logo que acabou de jantar, foi para o seu quarto, deitou-se na cama e começou a folhear o livro, imaginando cada palavra. Quando perceberam que a Joana não estava na sala, os pais ficaram preocupados. Tentaram abrir a porta do quarto, mas parecia estar trancada. Joana, do lado de dentro, tentava abrir a porta e os pais, do lado de fora, tentavam empurrá-la. Nada! A porta não se mexia. De repente, o livro começou a fazer uns barulhos e, em alguns segundos, ela foi sugada para dentro dele. Uma espécie de túnel mágico levou a Joana a uma biblioteca com 50 andares, cheios de livros. Era um sonho! Ela nem acreditava no que estava a ver. A sua vontade era passar lá muitas, muitas horas, a ler, mas lembrou-se da sua família. Tinha de encontrar o caminho de volta! Só havia um problema: não se via nenhuma saída. Joana sentou-se no chão e pôs-se a pensar. Foi quando sentiu algo a aproximar-se do seu nariz – era uma fada que lhe perguntou: - O que fazes aqui? A rapariga, assustada, abriu os olhos e gritou: - Quem és tu? - Sou a funcionária da Biblioteca Encantada. – respondeu a fada. – Acho que já sei o que te aconteceu. Todos os meninos que desejam muito ler, acabam por ser transportados para aqui! - E agora, como posso regressar? – perguntou a menina. A fada levou-a ao último andar onde estava a diretora da biblioteca que lhe disse:
  • 2. - Só podes sair daqui se responderes a uma pergunta: quantos livros tem esta biblioteca? Dou-te uma pista: ela tem cinquenta andares, cada andar tem quarenta prateleiras e em cada prateleira há trinta livros. Joana suspirou de alívio. Era um problema de matemática e ela era boa aluna a matemática. Pensou durante alguns minutos e depois anunciou à directora que já tinha a resposta. - Nesta biblioteca há sessenta mil livros! As fadinhas ficaram impressionadas. Elas tinham a secreta esperança que a menina pudesse ficar mais um pouco, mas ficaram contentes por a verem feliz. - Parabéns! Parabéns! – gritavam em coro. De repente, a Joana sentiu uma leve pressão e, num abrir e fechar de olhos, regressou a sua casa. Logo que chegou, os seus pais quiseram saber o que tinha acontecido. Ela contou-lhes, mas eles não devem ter acreditado… A partir daquele dia, quando se sentia entediada, lia um livro e entrava no mundo encantado das palavras! Escola Secundária da Trofa Juliana Kyselytsya Lev – turma 601 6º ano