SlideShare uma empresa Scribd logo
A ARTE DE CONTAR
HISTÓRIAS
A voz do coração - Marielza
Tiscate
Quando a gente quer ouvir o coração
Para descobrir a fonte do amor
Que vai nos fazer mais leves, mais fortes
pra crescer
Quando a gente quer às vezes dói...
É olhar pra dentro bem nos olhos,
Desvendar mistérios, desatar mil nós.
Pra sair num vôo lindo, encontrar o outro
irmão
E dizer: "Bemvindo no meu coração."
“Os livros não são capazes de mudar o
mundo,
quem muda o mundo são as pessoas,
os livros só mudam pessoas”
Mário Quintana
Jesus era Mestre na arte de contar histórias.
Suas histórias são modelos de simplicidade,
clareza e concisão.
Suas metáforas, comparações
e perguntas ainda prendem a atenção até mesmo
dos ouvintes mais indispostos e indiferentes.
Seu uso do suspense, da surpresa, do contraste,
a Sua economia de expressão e o Seu apelo à
imaginação eram soberbos.
Jesus usava
constantemente este método de ensino.
“Sem parábolas nada lhes dizia”. Mateus 13:34
Por que usar a história?
• Elemento poderoso na formação moral
• Dá prazer
• Provoca sentimentos novos
• Aperfeiçoa outros
“ O livro é a chave de luz da porta estreita
de acesso aos planos superiores”(Kelvin
Van Dine)
Por que contar
histórias?
• As crianças demonstram grande prazer em ouvi-las;
• É um momento especial de grande interação entre adulto e criança;
• A criança percebe que o adulto está presente, está por inteiro dedicando-lhe
atenção;
• A história funciona como uma ponte entre o real e o imaginário;
• Liberta a imaginação, ajudando a criança a compreender melhor o seu mundo
através da vivência e da fantasia:
• A história favorece o desenvolvimento do aspecto cognitivo, enriquecendo e
ampliando experiências vividas, facilitando a organização dos conhecimentos
adquiridos;
• A criança em contato com diversos pontos de vista, amplia sua percepção de
tempo e espaço;
• Em contato com diferentes recursos, aumenta o seu vocabulário facilitando a
comunicação e o acesso a diferentes registros da nossa língua;
• É o momento em que a criança tem um referencial comum onde todos
compartilham e manifestam suas opiniões, emoções e experiências;
• O contato da criança com a história é feito através da leitura pelo adulto e do
manuseio do livro pela criança favorecendo a compreensão da função da
escrita e o processo da construção da leitura e da escrita.
Que história usar?
• Assunto interessante
• Movimentado
• Moralidade implícita
• Unidade
• Surpresas e movimento
• A história deve ser sempre um ponto de
partida para uma reflexão sobre a própria
vida em sociedade.
Etapas
Introdução
curta
Clímax
acentuado
Conclusão
satisfatória
História nem curta
nem longa demais
Como selecionar?
• Está dentro da proposta
da pedagogia do sentimento?
• Atende aos objetivos da aula?
• Está adequada ao tema?
• Não contém erros doutrinários?
• Atende aos interesses do grupo?
• Evitar fantasia, ficção ou fábulas.
Contar história é uma arte!
• Conhecer a história muito bem
• Ter confiança em si mesmo
• Narrar com naturalidade
• Ser comedido nos gestos
• Evitar tiques e cacoetes
• Atrair a atenção de todos
• Falar com voz agradável
• Sentir a história
• Gostar do que faz
Elementos Básicos da História
• 1)     Introdução: Apresenta e caracteriza as principais personagens,
focaliza o ambiente em que os fatos se desenrolam. O objetivo da
introdução é despertar o interesse, deve ser curta. Responde-se às
perguntas: Quem? Quando? Onde? Que?
• 2)Enredo: É o desenrolar dos fatos que compõem a historia,
• é a ação das personagens. Os eventos devem seguir-se regularmente,
aumentado o interesse do ouvinte até atingir o clímax.
• 3)  Clímax: É o ponto culminante da história. Uma história sem clímax é
como corpo sem alma; falta-lhe o essencial, a vida. Assim que se atinge o
clímax, deve-se partir logo para a conclusão.
• 4) Conclusão: Deve ser curta e satisfatória. Quando a história termina no
momento exato, há um suspiro de alívio. A conseqüência de cada um
determinará a parte da lição que lhe cabe.
• “Contar História pode ser algo mais que
uma mera diversão ou passa tempo. As
Histórias nos ensinam a viver, pois tratam
dos dilemas, perigos e destinos das
histórias do mundo. Por isso é preciso
fazer da aventura da linguagem um ritual,
um ato de magia. (Regina Scarpa)
“A alma humana está
cansada de ciência
sem sabedoria e
envenenada pelo
pensamento moderno.
O cérebro, nas
suas funções culturais,
precisa ser substituído
pelo coração, pela
educação do
sentimento”
Emannuel

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Textos reflexivos trabalho em equipe
Textos reflexivos   trabalho em equipeTextos reflexivos   trabalho em equipe
Textos reflexivos trabalho em equipe
Alekson Morais
 
A contação de histórias nas salas de aula
A contação de histórias nas salas de aulaA contação de histórias nas salas de aula
A contação de histórias nas salas de aula
jvsartevisual
 
Líderes de turma
Líderes de turmaLíderes de turma
Líderes de turma
PPTO1980
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Pauta de Reunião da educação Infantil
Pauta de Reunião da educação InfantilPauta de Reunião da educação Infantil
Pauta de Reunião da educação Infantil
Flaviaelcs
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Vania Diniz
 
Metodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slidesMetodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slides
Sandra Maria Straube
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
Joana Melazzo
 
Power point importância do brincar
Power point   importância do brincarPower point   importância do brincar
Power point importância do brincar
inesaalexandra
 
Sugestões para trabalhar a cultura africana na educação
Sugestões para trabalhar a cultura africana na educaçãoSugestões para trabalhar a cultura africana na educação
Sugestões para trabalhar a cultura africana na educação
jaqueegervasio
 
O Papel Social da Escola
O Papel Social da EscolaO Papel Social da Escola
O Papel Social da Escola
Heraldo Gonçalves Lima Junior
 
Power point, leitura é...
Power point, leitura é...Power point, leitura é...
Power point, leitura é...
Fan Santos
 
Roteiro para a entrevista semiestruturada para o diretor
Roteiro para a entrevista semiestruturada para o diretorRoteiro para a entrevista semiestruturada para o diretor
Roteiro para a entrevista semiestruturada para o diretor
pibiduergsmontenegro
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
Ananda Lima
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipe
aavbatista
 
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana LúciaProjeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Alexandre da Rosa
 
Projeto contra racismo na escola
Projeto contra racismo na escolaProjeto contra racismo na escola
Projeto contra racismo na escola
nivalda
 
Aula De Literatura Infantil
Aula De Literatura InfantilAula De Literatura Infantil
Aula De Literatura Infantil
roessencia
 
A importância de contar histórias
A importância de contar históriasA importância de contar histórias
A importância de contar histórias
Margarete Tesch
 

Mais procurados (20)

Textos reflexivos trabalho em equipe
Textos reflexivos   trabalho em equipeTextos reflexivos   trabalho em equipe
Textos reflexivos trabalho em equipe
 
A contação de histórias nas salas de aula
A contação de histórias nas salas de aulaA contação de histórias nas salas de aula
A contação de histórias nas salas de aula
 
Líderes de turma
Líderes de turmaLíderes de turma
Líderes de turma
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Curriculo
 
Pauta de Reunião da educação Infantil
Pauta de Reunião da educação InfantilPauta de Reunião da educação Infantil
Pauta de Reunião da educação Infantil
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
Avaliação da aprendizagem(e sua importância)
 
Metodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slidesMetodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slides
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
 
Power point importância do brincar
Power point   importância do brincarPower point   importância do brincar
Power point importância do brincar
 
Sugestões para trabalhar a cultura africana na educação
Sugestões para trabalhar a cultura africana na educaçãoSugestões para trabalhar a cultura africana na educação
Sugestões para trabalhar a cultura africana na educação
 
O Papel Social da Escola
O Papel Social da EscolaO Papel Social da Escola
O Papel Social da Escola
 
Power point, leitura é...
Power point, leitura é...Power point, leitura é...
Power point, leitura é...
 
Roteiro para a entrevista semiestruturada para o diretor
Roteiro para a entrevista semiestruturada para o diretorRoteiro para a entrevista semiestruturada para o diretor
Roteiro para a entrevista semiestruturada para o diretor
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipe
 
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana LúciaProjeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
 
Projeto contra racismo na escola
Projeto contra racismo na escolaProjeto contra racismo na escola
Projeto contra racismo na escola
 
Aula De Literatura Infantil
Aula De Literatura InfantilAula De Literatura Infantil
Aula De Literatura Infantil
 
A importância de contar histórias
A importância de contar históriasA importância de contar histórias
A importância de contar histórias
 

Semelhante a A arte de contar historias

A arte de contar
A arte de contarA arte de contar
A arte de contar
Dalila Melo
 
A arte de contar histórias renata bomfim
A arte de contar histórias renata bomfimA arte de contar histórias renata bomfim
A arte de contar histórias renata bomfim
letraefel
 
A Arte de Contar Histórias (Introdução)
A Arte de Contar Histórias (Introdução)A Arte de Contar Histórias (Introdução)
A Arte de Contar Histórias (Introdução)
letraefel
 
A Arte de Contar Histórias (Introdução)
A Arte de Contar Histórias (Introdução)A Arte de Contar Histórias (Introdução)
A Arte de Contar Histórias (Introdução)
letraefel
 
Como ouvir pessoas
Como ouvir pessoasComo ouvir pessoas
Como ouvir pessoas
LOCIMAR MASSALAI
 
A arte de contar histórias
A arte de contar históriasA arte de contar histórias
A arte de contar histórias
Jackson Santos
 
Estudo Contos de fadas e suas contribuições para o processo ensino-aprendizagem
Estudo Contos de fadas e suas contribuições para o processo ensino-aprendizagemEstudo Contos de fadas e suas contribuições para o processo ensino-aprendizagem
Estudo Contos de fadas e suas contribuições para o processo ensino-aprendizagem
unidadebetinho
 
Pontos para contar um conto
Pontos para contar um contoPontos para contar um conto
Pontos para contar um conto
a1980
 
Contação de histórias
Contação de históriasContação de histórias
Contação de histórias
Karen Kampa
 
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdfprojeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
Emiliamarques
 
Atv4marcia
Atv4marciaAtv4marcia
Contador de Histórias
Contador de HistóriasContador de Histórias
Contador de Histórias
Ainsf Eder Dalberto
 
Apostila salvador site
Apostila salvador siteApostila salvador site
Apostila salvador site
Rosi Dias
 
A Arte de contar histórias (1) (1).pptx
A Arte de contar histórias (1) (1).pptxA Arte de contar histórias (1) (1).pptx
A Arte de contar histórias (1) (1).pptx
AdelaideImprioEducad
 
Eva edilaine erika
Eva edilaine erikaEva edilaine erika
Eva edilaine erika
Fernando Pissuto
 
PNL - Metáforas
PNL - MetáforasPNL - Metáforas
PNL - Metáforas
Antonino Silva
 
Artigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanchesArtigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanches
waldilsonBarros1
 
PNL - Metáforas
PNL -  MetáforasPNL -  Metáforas
PNL - Metáforas
Antonino Silva
 
contacaodehistoriaalfredo2016.pptx
contacaodehistoriaalfredo2016.pptxcontacaodehistoriaalfredo2016.pptx
contacaodehistoriaalfredo2016.pptx
EduardoLima522172
 
sintonia, explicação, narrativa da comunicação - usp.pdf
sintonia, explicação, narrativa da comunicação - usp.pdfsintonia, explicação, narrativa da comunicação - usp.pdf
sintonia, explicação, narrativa da comunicação - usp.pdf
Instituto UniSer - Universo do Ser
 

Semelhante a A arte de contar historias (20)

A arte de contar
A arte de contarA arte de contar
A arte de contar
 
A arte de contar histórias renata bomfim
A arte de contar histórias renata bomfimA arte de contar histórias renata bomfim
A arte de contar histórias renata bomfim
 
A Arte de Contar Histórias (Introdução)
A Arte de Contar Histórias (Introdução)A Arte de Contar Histórias (Introdução)
A Arte de Contar Histórias (Introdução)
 
A Arte de Contar Histórias (Introdução)
A Arte de Contar Histórias (Introdução)A Arte de Contar Histórias (Introdução)
A Arte de Contar Histórias (Introdução)
 
Como ouvir pessoas
Como ouvir pessoasComo ouvir pessoas
Como ouvir pessoas
 
A arte de contar histórias
A arte de contar históriasA arte de contar histórias
A arte de contar histórias
 
Estudo Contos de fadas e suas contribuições para o processo ensino-aprendizagem
Estudo Contos de fadas e suas contribuições para o processo ensino-aprendizagemEstudo Contos de fadas e suas contribuições para o processo ensino-aprendizagem
Estudo Contos de fadas e suas contribuições para o processo ensino-aprendizagem
 
Pontos para contar um conto
Pontos para contar um contoPontos para contar um conto
Pontos para contar um conto
 
Contação de histórias
Contação de históriasContação de histórias
Contação de histórias
 
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdfprojeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
 
Atv4marcia
Atv4marciaAtv4marcia
Atv4marcia
 
Contador de Histórias
Contador de HistóriasContador de Histórias
Contador de Histórias
 
Apostila salvador site
Apostila salvador siteApostila salvador site
Apostila salvador site
 
A Arte de contar histórias (1) (1).pptx
A Arte de contar histórias (1) (1).pptxA Arte de contar histórias (1) (1).pptx
A Arte de contar histórias (1) (1).pptx
 
Eva edilaine erika
Eva edilaine erikaEva edilaine erika
Eva edilaine erika
 
PNL - Metáforas
PNL - MetáforasPNL - Metáforas
PNL - Metáforas
 
Artigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanchesArtigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanches
 
PNL - Metáforas
PNL -  MetáforasPNL -  Metáforas
PNL - Metáforas
 
contacaodehistoriaalfredo2016.pptx
contacaodehistoriaalfredo2016.pptxcontacaodehistoriaalfredo2016.pptx
contacaodehistoriaalfredo2016.pptx
 
sintonia, explicação, narrativa da comunicação - usp.pdf
sintonia, explicação, narrativa da comunicação - usp.pdfsintonia, explicação, narrativa da comunicação - usp.pdf
sintonia, explicação, narrativa da comunicação - usp.pdf
 

Mais de marcelosilveirazero1

Metodologia multi funcional
Metodologia multi funcionalMetodologia multi funcional
Metodologia multi funcional
marcelosilveirazero1
 
11 DICAS PARA VENCER O VÍCIO POR DOCES
11 DICAS PARA VENCER O VÍCIO POR DOCES11 DICAS PARA VENCER O VÍCIO POR DOCES
11 DICAS PARA VENCER O VÍCIO POR DOCES
marcelosilveirazero1
 
10 IDEIAS PARA TORNAR SUA ESCOLA MAIS ATIVA
10 IDEIAS PARA TORNAR SUA ESCOLA MAIS ATIVA10 IDEIAS PARA TORNAR SUA ESCOLA MAIS ATIVA
10 IDEIAS PARA TORNAR SUA ESCOLA MAIS ATIVA
marcelosilveirazero1
 
1 - Plano de aula (5ª e 6ª séries - 6º e 7º anos atuais) - voleibol
1 - Plano de aula (5ª e 6ª séries - 6º e 7º anos atuais) - voleibol 1 - Plano de aula (5ª e 6ª séries - 6º e 7º anos atuais) - voleibol
1 - Plano de aula (5ª e 6ª séries - 6º e 7º anos atuais) - voleibol
marcelosilveirazero1
 
2 - Plano de aula (7ª e 8ª séries - 8º e 9º anos atuais) - voleibol
2 - Plano de aula (7ª e 8ª séries - 8º e 9º anos atuais) - voleibol 2 - Plano de aula (7ª e 8ª séries - 8º e 9º anos atuais) - voleibol
2 - Plano de aula (7ª e 8ª séries - 8º e 9º anos atuais) - voleibol
marcelosilveirazero1
 
Treinamento funcional terapêutico
Treinamento funcional terapêuticoTreinamento funcional terapêutico
Treinamento funcional terapêutico
marcelosilveirazero1
 
Exercícios para joelho e quadril
Exercícios para joelho e quadrilExercícios para joelho e quadril
Exercícios para joelho e quadril
marcelosilveirazero1
 
53 exercícios de Pilates e funcional
53 exercícios de Pilates e funcional53 exercícios de Pilates e funcional
53 exercícios de Pilates e funcional
marcelosilveirazero1
 
50 exercícios de Pilates e funcional para lombar
50 exercícios de Pilates e funcional para lombar50 exercícios de Pilates e funcional para lombar
50 exercícios de Pilates e funcional para lombar
marcelosilveirazero1
 
Projeto agita marechal 2018
Projeto agita marechal 2018Projeto agita marechal 2018
Projeto agita marechal 2018
marcelosilveirazero1
 
Psicomtricidade brinquedos e jogos 1
Psicomtricidade brinquedos e jogos 1Psicomtricidade brinquedos e jogos 1
Psicomtricidade brinquedos e jogos 1
marcelosilveirazero1
 
Veja - autismo
Veja - autismoVeja - autismo
Veja - autismo
marcelosilveirazero1
 
Geoffroy - Alongamento para todos
Geoffroy - Alongamento para todosGeoffroy - Alongamento para todos
Geoffroy - Alongamento para todos
marcelosilveirazero1
 
Desengasgamento infantil
Desengasgamento infantilDesengasgamento infantil
Desengasgamento infantil
marcelosilveirazero1
 
Projeto dificuldade de aprendizagem por simone helen drumond
Projeto dificuldade de aprendizagem por simone helen drumondProjeto dificuldade de aprendizagem por simone helen drumond
Projeto dificuldade de aprendizagem por simone helen drumond
marcelosilveirazero1
 
Autismo e realidade
Autismo e realidadeAutismo e realidade
Autismo e realidade
marcelosilveirazero1
 
Atividade autismo
Atividade autismoAtividade autismo
Atividade autismo
marcelosilveirazero1
 
Brincadeiras e jogos Típicos do Brasil
Brincadeiras e  jogos Típicos do BrasilBrincadeiras e  jogos Típicos do Brasil
Brincadeiras e jogos Típicos do Brasil
marcelosilveirazero1
 
Atividades e propostas criativas para crianças de até 4 anos
Atividades e propostas criativas para crianças de até 4 anosAtividades e propostas criativas para crianças de até 4 anos
Atividades e propostas criativas para crianças de até 4 anos
marcelosilveirazero1
 
Livro brinquedos e brincadeiras
Livro brinquedos e brincadeirasLivro brinquedos e brincadeiras
Livro brinquedos e brincadeiras
marcelosilveirazero1
 

Mais de marcelosilveirazero1 (20)

Metodologia multi funcional
Metodologia multi funcionalMetodologia multi funcional
Metodologia multi funcional
 
11 DICAS PARA VENCER O VÍCIO POR DOCES
11 DICAS PARA VENCER O VÍCIO POR DOCES11 DICAS PARA VENCER O VÍCIO POR DOCES
11 DICAS PARA VENCER O VÍCIO POR DOCES
 
10 IDEIAS PARA TORNAR SUA ESCOLA MAIS ATIVA
10 IDEIAS PARA TORNAR SUA ESCOLA MAIS ATIVA10 IDEIAS PARA TORNAR SUA ESCOLA MAIS ATIVA
10 IDEIAS PARA TORNAR SUA ESCOLA MAIS ATIVA
 
1 - Plano de aula (5ª e 6ª séries - 6º e 7º anos atuais) - voleibol
1 - Plano de aula (5ª e 6ª séries - 6º e 7º anos atuais) - voleibol 1 - Plano de aula (5ª e 6ª séries - 6º e 7º anos atuais) - voleibol
1 - Plano de aula (5ª e 6ª séries - 6º e 7º anos atuais) - voleibol
 
2 - Plano de aula (7ª e 8ª séries - 8º e 9º anos atuais) - voleibol
2 - Plano de aula (7ª e 8ª séries - 8º e 9º anos atuais) - voleibol 2 - Plano de aula (7ª e 8ª séries - 8º e 9º anos atuais) - voleibol
2 - Plano de aula (7ª e 8ª séries - 8º e 9º anos atuais) - voleibol
 
Treinamento funcional terapêutico
Treinamento funcional terapêuticoTreinamento funcional terapêutico
Treinamento funcional terapêutico
 
Exercícios para joelho e quadril
Exercícios para joelho e quadrilExercícios para joelho e quadril
Exercícios para joelho e quadril
 
53 exercícios de Pilates e funcional
53 exercícios de Pilates e funcional53 exercícios de Pilates e funcional
53 exercícios de Pilates e funcional
 
50 exercícios de Pilates e funcional para lombar
50 exercícios de Pilates e funcional para lombar50 exercícios de Pilates e funcional para lombar
50 exercícios de Pilates e funcional para lombar
 
Projeto agita marechal 2018
Projeto agita marechal 2018Projeto agita marechal 2018
Projeto agita marechal 2018
 
Psicomtricidade brinquedos e jogos 1
Psicomtricidade brinquedos e jogos 1Psicomtricidade brinquedos e jogos 1
Psicomtricidade brinquedos e jogos 1
 
Veja - autismo
Veja - autismoVeja - autismo
Veja - autismo
 
Geoffroy - Alongamento para todos
Geoffroy - Alongamento para todosGeoffroy - Alongamento para todos
Geoffroy - Alongamento para todos
 
Desengasgamento infantil
Desengasgamento infantilDesengasgamento infantil
Desengasgamento infantil
 
Projeto dificuldade de aprendizagem por simone helen drumond
Projeto dificuldade de aprendizagem por simone helen drumondProjeto dificuldade de aprendizagem por simone helen drumond
Projeto dificuldade de aprendizagem por simone helen drumond
 
Autismo e realidade
Autismo e realidadeAutismo e realidade
Autismo e realidade
 
Atividade autismo
Atividade autismoAtividade autismo
Atividade autismo
 
Brincadeiras e jogos Típicos do Brasil
Brincadeiras e  jogos Típicos do BrasilBrincadeiras e  jogos Típicos do Brasil
Brincadeiras e jogos Típicos do Brasil
 
Atividades e propostas criativas para crianças de até 4 anos
Atividades e propostas criativas para crianças de até 4 anosAtividades e propostas criativas para crianças de até 4 anos
Atividades e propostas criativas para crianças de até 4 anos
 
Livro brinquedos e brincadeiras
Livro brinquedos e brincadeirasLivro brinquedos e brincadeiras
Livro brinquedos e brincadeiras
 

Último

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 

Último (20)

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 

A arte de contar historias

  • 1. A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS
  • 2. A voz do coração - Marielza Tiscate Quando a gente quer ouvir o coração Para descobrir a fonte do amor Que vai nos fazer mais leves, mais fortes pra crescer Quando a gente quer às vezes dói... É olhar pra dentro bem nos olhos, Desvendar mistérios, desatar mil nós. Pra sair num vôo lindo, encontrar o outro irmão E dizer: "Bemvindo no meu coração."
  • 3. “Os livros não são capazes de mudar o mundo, quem muda o mundo são as pessoas, os livros só mudam pessoas” Mário Quintana
  • 4. Jesus era Mestre na arte de contar histórias. Suas histórias são modelos de simplicidade, clareza e concisão. Suas metáforas, comparações e perguntas ainda prendem a atenção até mesmo dos ouvintes mais indispostos e indiferentes. Seu uso do suspense, da surpresa, do contraste, a Sua economia de expressão e o Seu apelo à imaginação eram soberbos. Jesus usava constantemente este método de ensino. “Sem parábolas nada lhes dizia”. Mateus 13:34
  • 5. Por que usar a história? • Elemento poderoso na formação moral • Dá prazer • Provoca sentimentos novos • Aperfeiçoa outros “ O livro é a chave de luz da porta estreita de acesso aos planos superiores”(Kelvin Van Dine)
  • 6. Por que contar histórias? • As crianças demonstram grande prazer em ouvi-las; • É um momento especial de grande interação entre adulto e criança; • A criança percebe que o adulto está presente, está por inteiro dedicando-lhe atenção; • A história funciona como uma ponte entre o real e o imaginário; • Liberta a imaginação, ajudando a criança a compreender melhor o seu mundo através da vivência e da fantasia: • A história favorece o desenvolvimento do aspecto cognitivo, enriquecendo e ampliando experiências vividas, facilitando a organização dos conhecimentos adquiridos; • A criança em contato com diversos pontos de vista, amplia sua percepção de tempo e espaço; • Em contato com diferentes recursos, aumenta o seu vocabulário facilitando a comunicação e o acesso a diferentes registros da nossa língua; • É o momento em que a criança tem um referencial comum onde todos compartilham e manifestam suas opiniões, emoções e experiências; • O contato da criança com a história é feito através da leitura pelo adulto e do manuseio do livro pela criança favorecendo a compreensão da função da escrita e o processo da construção da leitura e da escrita.
  • 7. Que história usar? • Assunto interessante • Movimentado • Moralidade implícita • Unidade • Surpresas e movimento • A história deve ser sempre um ponto de partida para uma reflexão sobre a própria vida em sociedade.
  • 9. Como selecionar? • Está dentro da proposta da pedagogia do sentimento? • Atende aos objetivos da aula? • Está adequada ao tema? • Não contém erros doutrinários? • Atende aos interesses do grupo? • Evitar fantasia, ficção ou fábulas.
  • 10. Contar história é uma arte! • Conhecer a história muito bem • Ter confiança em si mesmo • Narrar com naturalidade • Ser comedido nos gestos • Evitar tiques e cacoetes • Atrair a atenção de todos • Falar com voz agradável • Sentir a história • Gostar do que faz
  • 11. Elementos Básicos da História • 1)     Introdução: Apresenta e caracteriza as principais personagens, focaliza o ambiente em que os fatos se desenrolam. O objetivo da introdução é despertar o interesse, deve ser curta. Responde-se às perguntas: Quem? Quando? Onde? Que? • 2)Enredo: É o desenrolar dos fatos que compõem a historia, • é a ação das personagens. Os eventos devem seguir-se regularmente, aumentado o interesse do ouvinte até atingir o clímax. • 3)  Clímax: É o ponto culminante da história. Uma história sem clímax é como corpo sem alma; falta-lhe o essencial, a vida. Assim que se atinge o clímax, deve-se partir logo para a conclusão. • 4) Conclusão: Deve ser curta e satisfatória. Quando a história termina no momento exato, há um suspiro de alívio. A conseqüência de cada um determinará a parte da lição que lhe cabe.
  • 12. • “Contar História pode ser algo mais que uma mera diversão ou passa tempo. As Histórias nos ensinam a viver, pois tratam dos dilemas, perigos e destinos das histórias do mundo. Por isso é preciso fazer da aventura da linguagem um ritual, um ato de magia. (Regina Scarpa)
  • 13. “A alma humana está cansada de ciência sem sabedoria e envenenada pelo pensamento moderno. O cérebro, nas suas funções culturais, precisa ser substituído pelo coração, pela educação do sentimento” Emannuel