SlideShare uma empresa Scribd logo
A Arte de ComunicarA Arte de Comunicar
ComunicaComunicaçção eão e
AprendizagemAprendizagem
A Arte de Comunicar eA Arte de Comunicar e
EstarEstar
O entusiasmo colocado na resoluO entusiasmo colocado na resoluçção de um problema que seão de um problema que se
consegue resolverconsegue resolver éé contagioso, reforcontagioso, reforçça a confiana a confiançça ea e éé motivadormotivador
para novos êxitos.para novos êxitos.
Reagir com indignaReagir com indignaçção imediata nãoão imediata não éé solusoluççãoão…… éé necessnecessááriorio
deixar que os ânimos arrefedeixar que os ânimos arrefeççamam…… reforreforççar a autoar a auto--estimaestima…… fazerfazer
sugestões para a melhoriasugestões para a melhoria –– no tempo certono tempo certo..
Saber conviver com os fracassosSaber conviver com os fracassos…… transformandotransformando--os em êxitosos em êxitos –– aa
principal diferenprincipal diferençça entre pessimistas e optimistas esta entre pessimistas e optimistas estáá na formana forma
como explicam as suas derrotas. Os pessimistas atribuem as culpacomo explicam as suas derrotas. Os pessimistas atribuem as culpass
ààs suas prs suas próóprias deficiênciasprias deficiências –– imagem negativa que têm de siimagem negativa que têm de si
prpróóprios. Os optimistas encaram o futuro com confianprios. Os optimistas encaram o futuro com confianççaa…… cadacada
derrota encerra para eles a semente do futuro êxitoderrota encerra para eles a semente do futuro êxito..
Importância da expressão facialImportância da expressão facial –– ssóó um sorriso autêntico e honestoum sorriso autêntico e honesto
éé contagiantecontagiante……
Comunicar – capacidade de estabelecer contacto com...
Fundamentos de uma comunicação:
Contacto visual... olhar para a pessoa;
Linguagem corporal de atendimento... corpo inclinado...
gestos de encorajamento...;
Qualidades vocais... tom de voz... expressão facial...;
Acompanhamento verbal... não mudar de tema;
Saber falar com o corpo;
O entusiasmo... reforça a confiança... é motivador;
O optimismo... Reforça a conquista para o êxito;
Concentrar-se na mensagem... Palavras simples e de fácil
compreensão.
ELEMENTOS BELEMENTOS BÁÁSICOS DASICOS DA
COMUNICACOMUNICAÇÇÃOÃO
EMISSOREMISSOR
MENSAGEMMENSAGEM
RECEPTORRECEPTOR
SIGNIFICADOSIGNIFICADO
RURUÍÍDO (distDO (distúúrbios)rbios)
Comunicamos 75% da nossa VIDAComunicamos 75% da nossa VIDA
IMPACTO DA MENSAGEM:IMPACTO DA MENSAGEM:
Expressão facial 55%Expressão facial 55%
Tonalidade vocal 38%Tonalidade vocal 38%
COMPETÊNCIAS NÃOCOMPETÊNCIAS NÃO
VERBAISVERBAIS
Contacto ocularContacto ocular
Acenos de cabeAcenos de cabeççaa
Postura corporal e gestosPostura corporal e gestos
Distância interDistância inter--pessoalpessoal
Tom e ritmo de vozTom e ritmo de voz
Expressões faciaisExpressões faciais
VestuVestuááriorio
Contacto fContacto fíísicosico
COMPETÊNCIAS VERBAISCOMPETÊNCIAS VERBAIS
EncorajamentosEncorajamentos
Questões abertas e fechadasQuestões abertas e fechadas
ParParááfrases ou reflexões de contefrases ou reflexões de conteúúdodo
FeedbackFeedback
ConfrontaConfrontaççãoão
InterpretaInterpretaççãoão
Falar em PFalar em Púúblicoblico
PronPronúúnciancia
Tom de VozTom de Voz
ConcentrarConcentrar--se na mensagemse na mensagem
Palavras simplesPalavras simples
BreveBreve
Olhar interessadoOlhar interessado
PosturaPostura
Rosto AbertoRosto Aberto
Aspectos Fundamentais daAspectos Fundamentais da
RelaRelaçção Interpessoal...ão Interpessoal...
QualificaQualificaçção das mensagensão das mensagens
As mensagens devem ser directas;As mensagens devem ser directas;
Assumir pessoalmente o que se pretende dizer...;Assumir pessoalmente o que se pretende dizer...;
A mensagem deve ser clara e semA mensagem deve ser clara e sem ““duploduplo”” sentido ou significado...;sentido ou significado...;
Afirmar claramente as suas necessidades e sentimentos...;Afirmar claramente as suas necessidades e sentimentos...;
As mensagens devem separar e distinguir os factos das opiniões..As mensagens devem separar e distinguir os factos das opiniões...;.;
Envie uma (e sEnvie uma (e sóó uma) mensagem de cada vez...;uma) mensagem de cada vez...;
Envie as suas mensagens imediatamente...;Envie as suas mensagens imediatamente...;
As mensagens não devem conterAs mensagens não devem conter ““segundas intensegundas intenççõesões””...;...;
As suas mensagens devem fornecer algum apoio...;As suas mensagens devem fornecer algum apoio...;
As suas mensagens verbais e não verbais devem ser congruentes...As suas mensagens verbais e não verbais devem ser congruentes...;;
ComunicaComunicaçções sintonizadas com a FORMULAões sintonizadas com a FORMULAÇÇÃO DE OBJECTIVOS:ÃO DE OBJECTIVOS:
Positivos...Positivos... Ajuda a concentraremAjuda a concentrarem--se naquilo que querem atingir e não naquilo quese naquilo que querem atingir e não naquilo que
querem evitar...;querem evitar...;
EspecEspecííficos, desafiadores mas realistasficos, desafiadores mas realistas... produzem melhor rendimento...;... produzem melhor rendimento...;
Objectivos quase impossObjectivos quase impossííveis de ultrapassar...veis de ultrapassar... As expectativas de sucessoAs expectativas de sucesso
ficarão extremamente reduzidas...ficarão extremamente reduzidas...
... Mas... Nem sempre aquilo que se diz... Mas... Nem sempre aquilo que se diz éé o que se pensa...o que se pensa...ààs vezes vale maiss vezes vale mais
escutar o coraescutar o coraçção....ão....
Reacções face aos comportamentos dos atletas e às situações da
competição
Boa jogada
Fazer – reforçar imediatamente. Deixar que eles saibam como aprecia tanto o seu
esforço, como o resultado.
Não fazer – considerar que o esforço máximo dos atletas é um “dado adquirido” e
“uma obrigação”.
Erros/Falhanços
Fazer – encorajar imediatamente após os erros cometidos. É nestas alturas que
eles precisam de mais apoio. Dar também de uma forma encorajadora, instruções
para corrigir o que esteve mal, dizendo-lhes as coisas boas para a melhoria.
Não fazer – punir ou castigar quando as coisas correm mal ou menos bem. A
punição não é a substituição do atleta, pode ser também a punição não verbal que
trará consequências trágicas.
Comportamentos inadequados/Falta de atenção
Fazer – manter a ordem estabelecendo expectativas claras… todos os atletas
(mesmo os que estão no banco) fazem parte de uma e só equipa
Não fazer – ameaçar constantemente os atletas como forma de prevenir
comportamentos de indisciplina. Se o atleta recusar cooperar, perceba que o
deverá retirar (calmamente) da equipa por algum tempo. Não recorrer a medidas
físicas correctivas. Estabelecer desde o início normas e regras comportamentais
claras e bem definidas, porque o objectivo é sempre ajudar os atletas a
melhorarem as suas capacidades.
Os agentes desportivos têm de transmitir um imagem de:
Serenidade
competência
Liderança
Responsabilidade
“Quem só sabe de Medicina, nem de Medicina sabe” –
Abel Salazar
80% do que se diz não é ouvido
10% do que se ouviu não é compreendido
5% do que se compreendeu pensa-se que não tem
interesse
5% é retido para sempre.
O CONHECIMENTO CIENTÍFICO NO FUTEBOL AINDA É ESCASSO E POUCO
CONSISTENTE
AS METODOLOGIAS “INOVADORAS” CONSTITUEM AINDA MATÉRIA QUASE
OFENSIVA PARA AQUELES QUE JULGAM QUE NO FUTEBOL JÁ TUDO
ESTÁ INVENTADO!
POR ISSO QUEREMOS LANÇAR UMA PEDRA NO CHARCO:
FUTEBOL MAIS VERDADEIRO
MAIS COMPANHEIRISMO
MAIS SERIEDADE
MAIS COMPETÊNCIA
É no presente onde se situam as nossas obrigações...
No passado, repousam as nossas recordações...
No futuro, dirigem-se as nossas esperanças
(Ozanam, s/d)
A arte de Comunicar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comportamento Corporativo
Comportamento CorporativoComportamento Corporativo
Comportamento Corporativo
Daniel de Carvalho Luz
 
Motivação para a mudança
Motivação para a mudançaMotivação para a mudança
Motivação para a mudança
francisleide
 
Saia da bolha: use sua capacidade de interagir no mundo da TI
Saia da bolha: use sua capacidade de interagir no mundo da TISaia da bolha: use sua capacidade de interagir no mundo da TI
Saia da bolha: use sua capacidade de interagir no mundo da TI
ilegra
 
Teste de inteligencia
Teste de inteligenciaTeste de inteligencia
Teste de inteligencia
Tânia Miranda
 
Assertividade - Você acredita que as suas crenças podem influenciar o seu suc...
Assertividade - Você acredita que as suas crenças podem influenciar o seu suc...Assertividade - Você acredita que as suas crenças podem influenciar o seu suc...
Assertividade - Você acredita que as suas crenças podem influenciar o seu suc...
Dolores Bordignon
 
10 comunicação assertiva
10 comunicação assertiva10 comunicação assertiva
10 comunicação assertiva
António Revez
 
Sucesso
SucessoSucesso
Resiliencia
ResilienciaResiliencia
Atitudes
AtitudesAtitudes
Como lidar com o estresse a partir da Inteligência Emocional e o Conceito Str...
Como lidar com o estresse a partir da Inteligência Emocional e o Conceito Str...Como lidar com o estresse a partir da Inteligência Emocional e o Conceito Str...
Como lidar com o estresse a partir da Inteligência Emocional e o Conceito Str...
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Superando a pressão e o stress no trabalho policial
Superando a pressão e o stress no trabalho policialSuperando a pressão e o stress no trabalho policial
Superando a pressão e o stress no trabalho policial
noticiadacaserna
 
Resiliência2
Resiliência2Resiliência2
Resiliência2
pr_afsalbergaria
 
assertividade
assertividadeassertividade
assertividade
Sousa1973
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na Liderança
Ismael
 
100 maneiras de motivar sua equipe parte 1
100 maneiras de motivar sua equipe parte 1100 maneiras de motivar sua equipe parte 1
100 maneiras de motivar sua equipe parte 1
Wende Mendes
 
Oratória e marketing pessoal employer
Oratória e marketing pessoal employerOratória e marketing pessoal employer
Oratória e marketing pessoal employer
Antonio Moreira
 
Guia de resolução de conflitos
Guia de resolução de conflitosGuia de resolução de conflitos
Guia de resolução de conflitos
Niloar Bissani
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
Viviane Gonçalves
 
10 características de quem se auto motiva
10 características de quem se auto motiva10 características de quem se auto motiva
10 características de quem se auto motiva
Priscila Stuani
 

Mais procurados (19)

Comportamento Corporativo
Comportamento CorporativoComportamento Corporativo
Comportamento Corporativo
 
Motivação para a mudança
Motivação para a mudançaMotivação para a mudança
Motivação para a mudança
 
Saia da bolha: use sua capacidade de interagir no mundo da TI
Saia da bolha: use sua capacidade de interagir no mundo da TISaia da bolha: use sua capacidade de interagir no mundo da TI
Saia da bolha: use sua capacidade de interagir no mundo da TI
 
Teste de inteligencia
Teste de inteligenciaTeste de inteligencia
Teste de inteligencia
 
Assertividade - Você acredita que as suas crenças podem influenciar o seu suc...
Assertividade - Você acredita que as suas crenças podem influenciar o seu suc...Assertividade - Você acredita que as suas crenças podem influenciar o seu suc...
Assertividade - Você acredita que as suas crenças podem influenciar o seu suc...
 
10 comunicação assertiva
10 comunicação assertiva10 comunicação assertiva
10 comunicação assertiva
 
Sucesso
SucessoSucesso
Sucesso
 
Resiliencia
ResilienciaResiliencia
Resiliencia
 
Atitudes
AtitudesAtitudes
Atitudes
 
Como lidar com o estresse a partir da Inteligência Emocional e o Conceito Str...
Como lidar com o estresse a partir da Inteligência Emocional e o Conceito Str...Como lidar com o estresse a partir da Inteligência Emocional e o Conceito Str...
Como lidar com o estresse a partir da Inteligência Emocional e o Conceito Str...
 
Superando a pressão e o stress no trabalho policial
Superando a pressão e o stress no trabalho policialSuperando a pressão e o stress no trabalho policial
Superando a pressão e o stress no trabalho policial
 
Resiliência2
Resiliência2Resiliência2
Resiliência2
 
assertividade
assertividadeassertividade
assertividade
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na Liderança
 
100 maneiras de motivar sua equipe parte 1
100 maneiras de motivar sua equipe parte 1100 maneiras de motivar sua equipe parte 1
100 maneiras de motivar sua equipe parte 1
 
Oratória e marketing pessoal employer
Oratória e marketing pessoal employerOratória e marketing pessoal employer
Oratória e marketing pessoal employer
 
Guia de resolução de conflitos
Guia de resolução de conflitosGuia de resolução de conflitos
Guia de resolução de conflitos
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
 
10 características de quem se auto motiva
10 características de quem se auto motiva10 características de quem se auto motiva
10 características de quem se auto motiva
 

Destaque

Coaching
CoachingCoaching
Coaching
Claudio Roberto
 
Tarefa sistematica
Tarefa sistematicaTarefa sistematica
Tarefa sistematica
Futbol Tactico Brasil
 
exercicios_futebol_anolasco
exercicios_futebol_anolascoexercicios_futebol_anolasco
exercicios_futebol_anolasco
Cesar Braga
 
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Futbol Tactico Brasil
 
Treinamento TéCnico TáTico
Treinamento TéCnico TáTicoTreinamento TéCnico TáTico
Treinamento TéCnico TáTico
jaguahand
 
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativoFutebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
Renato Schmitt
 
A receita da bola no futebol
A receita da bola no futebolA receita da bola no futebol
A receita da bola no futebol
Renato Schmitt
 
24 pressing-futbol[2]
24 pressing-futbol[2]24 pressing-futbol[2]
24 pressing-futbol[2]
ari rios cossio
 
Exercicios de pressing e posse de bola
Exercicios de pressing e posse de bolaExercicios de pressing e posse de bola
Exercicios de pressing e posse de bola
Pedro Sousa
 
NUEVOS ESQUEMAS Y FUNCIONES DE LOS FUTBOLISTAS
NUEVOS ESQUEMAS Y FUNCIONES DE LOS FUTBOLISTASNUEVOS ESQUEMAS Y FUNCIONES DE LOS FUTBOLISTAS
NUEVOS ESQUEMAS Y FUNCIONES DE LOS FUTBOLISTAS
Javier Graziottin Alonso
 
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Fundação Real Madrid
 
Sistemas de juego futbol
Sistemas de juego futbolSistemas de juego futbol
Sistemas de juego futbol
alencito
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Fundação Real Madrid
 
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoFC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
Renato Moreira
 
Treinos em construção
Treinos em construçãoTreinos em construção
Treinos em construção
Humberto Bettencourt
 
Modelo de Jogo do FC Bayern Munique
Modelo de Jogo do FC Bayern MuniqueModelo de Jogo do FC Bayern Munique
Modelo de Jogo do FC Bayern Munique
Fundação Real Madrid
 
Periodização - Prolongamento do estado de forma
Periodização - Prolongamento do estado de formaPeriodização - Prolongamento do estado de forma
Periodização - Prolongamento do estado de forma
Fundação Real Madrid
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Fundação Real Madrid
 
GUIA TACTICA DEL BARCELONA F.C 2011 - 2012
GUIA TACTICA DEL BARCELONA F.C 2011 - 2012GUIA TACTICA DEL BARCELONA F.C 2011 - 2012
GUIA TACTICA DEL BARCELONA F.C 2011 - 2012
OCTAVIO ENRQIUE RIVERA BARROS
 
Sistema 1 4-3-3
Sistema 1 4-3-3Sistema 1 4-3-3
Sistema 1 4-3-3
Futbol_Ofensivo
 

Destaque (20)

Coaching
CoachingCoaching
Coaching
 
Tarefa sistematica
Tarefa sistematicaTarefa sistematica
Tarefa sistematica
 
exercicios_futebol_anolasco
exercicios_futebol_anolascoexercicios_futebol_anolasco
exercicios_futebol_anolasco
 
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
 
Treinamento TéCnico TáTico
Treinamento TéCnico TáTicoTreinamento TéCnico TáTico
Treinamento TéCnico TáTico
 
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativoFutebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
Futebol total - técnio, tático, físico e admistrativo
 
A receita da bola no futebol
A receita da bola no futebolA receita da bola no futebol
A receita da bola no futebol
 
24 pressing-futbol[2]
24 pressing-futbol[2]24 pressing-futbol[2]
24 pressing-futbol[2]
 
Exercicios de pressing e posse de bola
Exercicios de pressing e posse de bolaExercicios de pressing e posse de bola
Exercicios de pressing e posse de bola
 
NUEVOS ESQUEMAS Y FUNCIONES DE LOS FUTBOLISTAS
NUEVOS ESQUEMAS Y FUNCIONES DE LOS FUTBOLISTASNUEVOS ESQUEMAS Y FUNCIONES DE LOS FUTBOLISTAS
NUEVOS ESQUEMAS Y FUNCIONES DE LOS FUTBOLISTAS
 
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
 
Sistemas de juego futbol
Sistemas de juego futbolSistemas de juego futbol
Sistemas de juego futbol
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoFC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
 
Treinos em construção
Treinos em construçãoTreinos em construção
Treinos em construção
 
Modelo de Jogo do FC Bayern Munique
Modelo de Jogo do FC Bayern MuniqueModelo de Jogo do FC Bayern Munique
Modelo de Jogo do FC Bayern Munique
 
Periodização - Prolongamento do estado de forma
Periodização - Prolongamento do estado de formaPeriodização - Prolongamento do estado de forma
Periodização - Prolongamento do estado de forma
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
 
GUIA TACTICA DEL BARCELONA F.C 2011 - 2012
GUIA TACTICA DEL BARCELONA F.C 2011 - 2012GUIA TACTICA DEL BARCELONA F.C 2011 - 2012
GUIA TACTICA DEL BARCELONA F.C 2011 - 2012
 
Sistema 1 4-3-3
Sistema 1 4-3-3Sistema 1 4-3-3
Sistema 1 4-3-3
 

Semelhante a A arte de Comunicar

Slides 27 03 2002
Slides 27 03 2002Slides 27 03 2002
Slides 27 03 2002
taniamaciel
 
PALESTRA VENCER COM S
PALESTRA VENCER COM SPALESTRA VENCER COM S
PALESTRA VENCER COM S
Lafaiete Ramos Palestrante
 
Inteligencia_Emocional_na_Lideranca
Inteligencia_Emocional_na_LiderancaInteligencia_Emocional_na_Lideranca
Inteligencia_Emocional_na_Lideranca
CarlaMCAlmeida
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
Lilian Moreira
 
Apresentação Hero
Apresentação HeroApresentação Hero
Apresentação Hero
Fokus Desenvolvimento Humano
 
COMPETENCIAS EMOCIONAIS - VERNY.ppt
COMPETENCIAS EMOCIONAIS - VERNY.pptCOMPETENCIAS EMOCIONAIS - VERNY.ppt
COMPETENCIAS EMOCIONAIS - VERNY.ppt
GernciadeSupervisoEd
 
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência EmocionalJornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
monicasepeda22
 
Treinamentos Comportamentais - Psicóloga Patrícia Sena
Treinamentos Comportamentais - Psicóloga Patrícia SenaTreinamentos Comportamentais - Psicóloga Patrícia Sena
Treinamentos Comportamentais - Psicóloga Patrícia Sena
Patrícia Sena
 
Trein etiqueta empresarial_fev_2013_2
Trein etiqueta empresarial_fev_2013_2Trein etiqueta empresarial_fev_2013_2
Trein etiqueta empresarial_fev_2013_2
Josilane Marques
 
Ebook Saúde Emocional e Bem-Estar.pptx
Ebook Saúde Emocional e Bem-Estar.pptxEbook Saúde Emocional e Bem-Estar.pptx
Ebook Saúde Emocional e Bem-Estar.pptx
Gilson Tavares
 
Gestão de Conflitos
Gestão de ConflitosGestão de Conflitos
Gestão de Conflitos
Élita Silva
 
Técnicas para aumentar a autoconfiança
Técnicas para aumentar a autoconfiançaTécnicas para aumentar a autoconfiança
Técnicas para aumentar a autoconfiança
Teresa Batista
 
VOCÊ POSSUI UMA COMUNICAÇÃO VENDEDORA?
VOCÊ POSSUI UMA COMUNICAÇÃO VENDEDORA?VOCÊ POSSUI UMA COMUNICAÇÃO VENDEDORA?
VOCÊ POSSUI UMA COMUNICAÇÃO VENDEDORA?
Tatiane Souza
 
Embaixada do Riso
Embaixada do RisoEmbaixada do Riso
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
Luís Caramurú
 
Liderança e comunicação com foco na gestão de pessoas
Liderança e comunicação com foco na gestão de pessoasLiderança e comunicação com foco na gestão de pessoas
Liderança e comunicação com foco na gestão de pessoas
PaulaSandoval55
 
Train the-trainer
Train the-trainerTrain the-trainer
Train the-trainer
HigorMario
 
Marketin
MarketinMarketin
Marketin
luizjorges
 
Dinamica colaboracao
Dinamica colaboracaoDinamica colaboracao
Dinamica colaboracao
Lechef Gourmand
 
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãO
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãOSucesso, PerseverançA E MotivaçãO
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãO
frsalviano
 

Semelhante a A arte de Comunicar (20)

Slides 27 03 2002
Slides 27 03 2002Slides 27 03 2002
Slides 27 03 2002
 
PALESTRA VENCER COM S
PALESTRA VENCER COM SPALESTRA VENCER COM S
PALESTRA VENCER COM S
 
Inteligencia_Emocional_na_Lideranca
Inteligencia_Emocional_na_LiderancaInteligencia_Emocional_na_Lideranca
Inteligencia_Emocional_na_Lideranca
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Apresentação Hero
Apresentação HeroApresentação Hero
Apresentação Hero
 
COMPETENCIAS EMOCIONAIS - VERNY.ppt
COMPETENCIAS EMOCIONAIS - VERNY.pptCOMPETENCIAS EMOCIONAIS - VERNY.ppt
COMPETENCIAS EMOCIONAIS - VERNY.ppt
 
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência EmocionalJornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
 
Treinamentos Comportamentais - Psicóloga Patrícia Sena
Treinamentos Comportamentais - Psicóloga Patrícia SenaTreinamentos Comportamentais - Psicóloga Patrícia Sena
Treinamentos Comportamentais - Psicóloga Patrícia Sena
 
Trein etiqueta empresarial_fev_2013_2
Trein etiqueta empresarial_fev_2013_2Trein etiqueta empresarial_fev_2013_2
Trein etiqueta empresarial_fev_2013_2
 
Ebook Saúde Emocional e Bem-Estar.pptx
Ebook Saúde Emocional e Bem-Estar.pptxEbook Saúde Emocional e Bem-Estar.pptx
Ebook Saúde Emocional e Bem-Estar.pptx
 
Gestão de Conflitos
Gestão de ConflitosGestão de Conflitos
Gestão de Conflitos
 
Técnicas para aumentar a autoconfiança
Técnicas para aumentar a autoconfiançaTécnicas para aumentar a autoconfiança
Técnicas para aumentar a autoconfiança
 
VOCÊ POSSUI UMA COMUNICAÇÃO VENDEDORA?
VOCÊ POSSUI UMA COMUNICAÇÃO VENDEDORA?VOCÊ POSSUI UMA COMUNICAÇÃO VENDEDORA?
VOCÊ POSSUI UMA COMUNICAÇÃO VENDEDORA?
 
Embaixada do Riso
Embaixada do RisoEmbaixada do Riso
Embaixada do Riso
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Liderança e comunicação com foco na gestão de pessoas
Liderança e comunicação com foco na gestão de pessoasLiderança e comunicação com foco na gestão de pessoas
Liderança e comunicação com foco na gestão de pessoas
 
Train the-trainer
Train the-trainerTrain the-trainer
Train the-trainer
 
Marketin
MarketinMarketin
Marketin
 
Dinamica colaboracao
Dinamica colaboracaoDinamica colaboracao
Dinamica colaboracao
 
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãO
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãOSucesso, PerseverançA E MotivaçãO
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãO
 

Mais de Claudio Roberto

Course Uefa A
Course Uefa ACourse Uefa A
Course Uefa A
Claudio Roberto
 
Tactical Periodization
Tactical PeriodizationTactical Periodization
Tactical Periodization
Claudio Roberto
 
Modelo de Jogo
Modelo de Jogo  Modelo de Jogo
Modelo de Jogo
Claudio Roberto
 
Análise Tática de Futebol
Análise Tática de FutebolAnálise Tática de Futebol
Análise Tática de Futebol
Claudio Roberto
 
Football Coach | Claudio Roberto
Football Coach | Claudio RobertoFootball Coach | Claudio Roberto
Football Coach | Claudio Roberto
Claudio Roberto
 
O Treinador mediante as inovações tecnológicas
O Treinador mediante as inovações tecnológicasO Treinador mediante as inovações tecnológicas
O Treinador mediante as inovações tecnológicas
Claudio Roberto
 
CD. Monte Carlo 2016
CD. Monte Carlo 2016CD. Monte Carlo 2016
CD. Monte Carlo 2016
Claudio Roberto
 
O treino das competências psicológicas
O treino das competências psicológicasO treino das competências psicológicas
O treino das competências psicológicas
Claudio Roberto
 
Palestra inicial ceara
Palestra inicial cearaPalestra inicial ceara
Palestra inicial ceara
Claudio Roberto
 

Mais de Claudio Roberto (9)

Course Uefa A
Course Uefa ACourse Uefa A
Course Uefa A
 
Tactical Periodization
Tactical PeriodizationTactical Periodization
Tactical Periodization
 
Modelo de Jogo
Modelo de Jogo  Modelo de Jogo
Modelo de Jogo
 
Análise Tática de Futebol
Análise Tática de FutebolAnálise Tática de Futebol
Análise Tática de Futebol
 
Football Coach | Claudio Roberto
Football Coach | Claudio RobertoFootball Coach | Claudio Roberto
Football Coach | Claudio Roberto
 
O Treinador mediante as inovações tecnológicas
O Treinador mediante as inovações tecnológicasO Treinador mediante as inovações tecnológicas
O Treinador mediante as inovações tecnológicas
 
CD. Monte Carlo 2016
CD. Monte Carlo 2016CD. Monte Carlo 2016
CD. Monte Carlo 2016
 
O treino das competências psicológicas
O treino das competências psicológicasO treino das competências psicológicas
O treino das competências psicológicas
 
Palestra inicial ceara
Palestra inicial cearaPalestra inicial ceara
Palestra inicial ceara
 

A arte de Comunicar

  • 1. A Arte de ComunicarA Arte de Comunicar ComunicaComunicaçção eão e AprendizagemAprendizagem
  • 2. A Arte de Comunicar eA Arte de Comunicar e EstarEstar
  • 3. O entusiasmo colocado na resoluO entusiasmo colocado na resoluçção de um problema que seão de um problema que se consegue resolverconsegue resolver éé contagioso, reforcontagioso, reforçça a confiana a confiançça ea e éé motivadormotivador para novos êxitos.para novos êxitos. Reagir com indignaReagir com indignaçção imediata nãoão imediata não éé solusoluççãoão…… éé necessnecessááriorio deixar que os ânimos arrefedeixar que os ânimos arrefeççamam…… reforreforççar a autoar a auto--estimaestima…… fazerfazer sugestões para a melhoriasugestões para a melhoria –– no tempo certono tempo certo.. Saber conviver com os fracassosSaber conviver com os fracassos…… transformandotransformando--os em êxitosos em êxitos –– aa principal diferenprincipal diferençça entre pessimistas e optimistas esta entre pessimistas e optimistas estáá na formana forma como explicam as suas derrotas. Os pessimistas atribuem as culpacomo explicam as suas derrotas. Os pessimistas atribuem as culpass ààs suas prs suas próóprias deficiênciasprias deficiências –– imagem negativa que têm de siimagem negativa que têm de si prpróóprios. Os optimistas encaram o futuro com confianprios. Os optimistas encaram o futuro com confianççaa…… cadacada derrota encerra para eles a semente do futuro êxitoderrota encerra para eles a semente do futuro êxito.. Importância da expressão facialImportância da expressão facial –– ssóó um sorriso autêntico e honestoum sorriso autêntico e honesto éé contagiantecontagiante……
  • 4. Comunicar – capacidade de estabelecer contacto com... Fundamentos de uma comunicação: Contacto visual... olhar para a pessoa; Linguagem corporal de atendimento... corpo inclinado... gestos de encorajamento...; Qualidades vocais... tom de voz... expressão facial...; Acompanhamento verbal... não mudar de tema; Saber falar com o corpo; O entusiasmo... reforça a confiança... é motivador; O optimismo... Reforça a conquista para o êxito; Concentrar-se na mensagem... Palavras simples e de fácil compreensão.
  • 5. ELEMENTOS BELEMENTOS BÁÁSICOS DASICOS DA COMUNICACOMUNICAÇÇÃOÃO
  • 6. EMISSOREMISSOR MENSAGEMMENSAGEM RECEPTORRECEPTOR SIGNIFICADOSIGNIFICADO RURUÍÍDO (distDO (distúúrbios)rbios) Comunicamos 75% da nossa VIDAComunicamos 75% da nossa VIDA IMPACTO DA MENSAGEM:IMPACTO DA MENSAGEM: Expressão facial 55%Expressão facial 55% Tonalidade vocal 38%Tonalidade vocal 38%
  • 8. Contacto ocularContacto ocular Acenos de cabeAcenos de cabeççaa Postura corporal e gestosPostura corporal e gestos Distância interDistância inter--pessoalpessoal Tom e ritmo de vozTom e ritmo de voz Expressões faciaisExpressões faciais VestuVestuááriorio Contacto fContacto fíísicosico
  • 10. EncorajamentosEncorajamentos Questões abertas e fechadasQuestões abertas e fechadas ParParááfrases ou reflexões de contefrases ou reflexões de conteúúdodo FeedbackFeedback ConfrontaConfrontaççãoão InterpretaInterpretaççãoão
  • 11. Falar em PFalar em Púúblicoblico
  • 12. PronPronúúnciancia Tom de VozTom de Voz ConcentrarConcentrar--se na mensagemse na mensagem Palavras simplesPalavras simples BreveBreve Olhar interessadoOlhar interessado PosturaPostura Rosto AbertoRosto Aberto
  • 13. Aspectos Fundamentais daAspectos Fundamentais da RelaRelaçção Interpessoal...ão Interpessoal... QualificaQualificaçção das mensagensão das mensagens
  • 14. As mensagens devem ser directas;As mensagens devem ser directas; Assumir pessoalmente o que se pretende dizer...;Assumir pessoalmente o que se pretende dizer...; A mensagem deve ser clara e semA mensagem deve ser clara e sem ““duploduplo”” sentido ou significado...;sentido ou significado...; Afirmar claramente as suas necessidades e sentimentos...;Afirmar claramente as suas necessidades e sentimentos...; As mensagens devem separar e distinguir os factos das opiniões..As mensagens devem separar e distinguir os factos das opiniões...;.; Envie uma (e sEnvie uma (e sóó uma) mensagem de cada vez...;uma) mensagem de cada vez...; Envie as suas mensagens imediatamente...;Envie as suas mensagens imediatamente...; As mensagens não devem conterAs mensagens não devem conter ““segundas intensegundas intenççõesões””...;...; As suas mensagens devem fornecer algum apoio...;As suas mensagens devem fornecer algum apoio...; As suas mensagens verbais e não verbais devem ser congruentes...As suas mensagens verbais e não verbais devem ser congruentes...;; ComunicaComunicaçções sintonizadas com a FORMULAões sintonizadas com a FORMULAÇÇÃO DE OBJECTIVOS:ÃO DE OBJECTIVOS: Positivos...Positivos... Ajuda a concentraremAjuda a concentrarem--se naquilo que querem atingir e não naquilo quese naquilo que querem atingir e não naquilo que querem evitar...;querem evitar...; EspecEspecííficos, desafiadores mas realistasficos, desafiadores mas realistas... produzem melhor rendimento...;... produzem melhor rendimento...; Objectivos quase impossObjectivos quase impossííveis de ultrapassar...veis de ultrapassar... As expectativas de sucessoAs expectativas de sucesso ficarão extremamente reduzidas...ficarão extremamente reduzidas... ... Mas... Nem sempre aquilo que se diz... Mas... Nem sempre aquilo que se diz éé o que se pensa...o que se pensa...ààs vezes vale maiss vezes vale mais escutar o coraescutar o coraçção....ão....
  • 15. Reacções face aos comportamentos dos atletas e às situações da competição Boa jogada Fazer – reforçar imediatamente. Deixar que eles saibam como aprecia tanto o seu esforço, como o resultado. Não fazer – considerar que o esforço máximo dos atletas é um “dado adquirido” e “uma obrigação”. Erros/Falhanços Fazer – encorajar imediatamente após os erros cometidos. É nestas alturas que eles precisam de mais apoio. Dar também de uma forma encorajadora, instruções para corrigir o que esteve mal, dizendo-lhes as coisas boas para a melhoria. Não fazer – punir ou castigar quando as coisas correm mal ou menos bem. A punição não é a substituição do atleta, pode ser também a punição não verbal que trará consequências trágicas. Comportamentos inadequados/Falta de atenção Fazer – manter a ordem estabelecendo expectativas claras… todos os atletas (mesmo os que estão no banco) fazem parte de uma e só equipa Não fazer – ameaçar constantemente os atletas como forma de prevenir comportamentos de indisciplina. Se o atleta recusar cooperar, perceba que o deverá retirar (calmamente) da equipa por algum tempo. Não recorrer a medidas físicas correctivas. Estabelecer desde o início normas e regras comportamentais claras e bem definidas, porque o objectivo é sempre ajudar os atletas a melhorarem as suas capacidades.
  • 16. Os agentes desportivos têm de transmitir um imagem de: Serenidade competência Liderança Responsabilidade “Quem só sabe de Medicina, nem de Medicina sabe” – Abel Salazar 80% do que se diz não é ouvido 10% do que se ouviu não é compreendido 5% do que se compreendeu pensa-se que não tem interesse 5% é retido para sempre.
  • 17. O CONHECIMENTO CIENTÍFICO NO FUTEBOL AINDA É ESCASSO E POUCO CONSISTENTE AS METODOLOGIAS “INOVADORAS” CONSTITUEM AINDA MATÉRIA QUASE OFENSIVA PARA AQUELES QUE JULGAM QUE NO FUTEBOL JÁ TUDO ESTÁ INVENTADO! POR ISSO QUEREMOS LANÇAR UMA PEDRA NO CHARCO: FUTEBOL MAIS VERDADEIRO MAIS COMPANHEIRISMO MAIS SERIEDADE MAIS COMPETÊNCIA
  • 18. É no presente onde se situam as nossas obrigações... No passado, repousam as nossas recordações... No futuro, dirigem-se as nossas esperanças (Ozanam, s/d)