SlideShare uma empresa Scribd logo
A Aceitação de Abel Deus aceitou o sacrifício de Fe Abel
O homem tinha de modo trágico mostrado que não estava disposto a obedecer totalmente,
deixando
de respeitar a única proibição do Éden. A graça de Deus, portanto, tinha de estar disposta
a fornecer
outro fundamento sobre o qual o homem pudesse ser justo diante de Deus. O sacrifício de
Abel sugere
que esse fundamento se firmou após a expulsão do jardim.
O sacrifício de Abel mostra de modo trágico o que as Escrituras declaram abertamente
sobre todo Mas não se tratava de mera formalidade da parte de Abel. A aprovação de
Deus não seria obtida
simplesmente com um procedimento exemplar. O escritor de Hebreus nos informa que foi a fé
de Abel
para com Deus que fez o seu sacrifício superior ao de Caim, e com base na fé ele "teve
testemunho de
ser justo" (Hebreus 11:4).
À semelhança de Abel, Caim era pecador, mas em vez de ter fé que o conduzisse à justificação,
ele era
"do Maligno" e, por conseguinte, "as suas obras eram más" (1 João 3:12). Ele também
sacrificou, mas o
seu sacrifício foi rejeitado. Depois disso, mansamente Deus admoestou a Caim, dizendo-lhe
que ele seria
aceito se agisse como Abel (Gênesis 4:7). A escolha era dele. Mas a oportunidade de optar pela
posição
correta diante de Deus, seguindo as suas determinações, se fez possível pela graça divina.
Escute a Deus e a Abel
O chamado de Deus a Adão e Eva era um convite de misericórdia a pecadores. Sua
declaração a
respeito da derrota da serpente era a estrela d'alva do dia vindouro da redenção. E Abel,
estando morto,
ainda fala de um Deus amoroso e paciente, que deseja comunhão com suas criaturas e está
disposto a
fazer concessões para consegui-la.
homem: que ele era um pecador. Mas Deus permitiu que Abel, um pecador, continuasse a
viver por meio
da oferta de um sacrifício para reconhecer o seu pecado. A informação que temos, sem entrar
em muitos
detalhes, é que: "Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta" (Gênesis 4:4).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Oração jabez
Oração jabezOração jabez
Oração jabez
Davi Montenegro
 
A oração de jabes
A oração de jabes A oração de jabes
A oração de jabes
Rovanildo Vieira Soares
 
COM LAÇOS DE AMOR… OSÉIAS 11:4
COM LAÇOS DE AMOR… OSÉIAS 11:4COM LAÇOS DE AMOR… OSÉIAS 11:4
COM LAÇOS DE AMOR… OSÉIAS 11:4
Marcos Nascimento
 
A Provisão de Deus no Monte do Sacrificio
A Provisão de Deus no Monte do SacrificioA Provisão de Deus no Monte do Sacrificio
A Provisão de Deus no Monte do Sacrificio
Márcio Martins
 
O que difere_o_filho_do_pai
O que difere_o_filho_do_paiO que difere_o_filho_do_pai
O que difere_o_filho_do_pai
Jose Moraes
 
Lição 5 (adultos) - Caim era do maligno
Lição 5 (adultos) - Caim era do malignoLição 5 (adultos) - Caim era do maligno
Lição 5 (adultos) - Caim era do maligno
Natalino das Neves Neves
 
A fé de abraão
A fé de abraãoA fé de abraão
A fé de abraão
Pr Pedro
 
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoLição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
O pecado e suas consequencias parte 1-22.02.2015
O pecado e suas consequencias parte 1-22.02.2015O pecado e suas consequencias parte 1-22.02.2015
O pecado e suas consequencias parte 1-22.02.2015
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Abraão, homem de fé
Abraão, homem de féAbraão, homem de fé
Abraão, homem de fé
Detetive Biblico
 
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restauradoLição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Erberson Pinheiro
 
Lição 05 jacó, um exemplo de caráter restaurado
Lição 05   jacó, um exemplo de caráter restauradoLição 05   jacó, um exemplo de caráter restaurado
Lição 05 jacó, um exemplo de caráter restaurado
Daniel Felipe Kroth
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Natalino das Neves Neves
 
Esaú o profano
Esaú o profanoEsaú o profano
Esaú o profano
Sidinei Kauer
 
Resiliência
ResiliênciaResiliência
Resiliência
Sidinei Kauer
 
LBA LIÇÃO 4 - A provisão de deus no monte do sacrifício
LBA LIÇÃO 4 - A provisão de deus no monte do sacrifícioLBA LIÇÃO 4 - A provisão de deus no monte do sacrifício
LBA LIÇÃO 4 - A provisão de deus no monte do sacrifício
Natalino das Neves Neves
 
Casa eterna
Casa eternaCasa eterna
Abraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da féAbraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da fé
Márcio Martins
 
O QUE DIFERE O FILHO DO PAI
O QUE DIFERE O FILHO DO PAIO QUE DIFERE O FILHO DO PAI
O QUE DIFERE O FILHO DO PAI
ASD Remanescentes
 
Enoque: O modelo da perfeição
Enoque: O modelo da perfeiçãoEnoque: O modelo da perfeição
Enoque: O modelo da perfeição
Ezequiel Gomes
 

Mais procurados (20)

Oração jabez
Oração jabezOração jabez
Oração jabez
 
A oração de jabes
A oração de jabes A oração de jabes
A oração de jabes
 
COM LAÇOS DE AMOR… OSÉIAS 11:4
COM LAÇOS DE AMOR… OSÉIAS 11:4COM LAÇOS DE AMOR… OSÉIAS 11:4
COM LAÇOS DE AMOR… OSÉIAS 11:4
 
A Provisão de Deus no Monte do Sacrificio
A Provisão de Deus no Monte do SacrificioA Provisão de Deus no Monte do Sacrificio
A Provisão de Deus no Monte do Sacrificio
 
O que difere_o_filho_do_pai
O que difere_o_filho_do_paiO que difere_o_filho_do_pai
O que difere_o_filho_do_pai
 
Lição 5 (adultos) - Caim era do maligno
Lição 5 (adultos) - Caim era do malignoLição 5 (adultos) - Caim era do maligno
Lição 5 (adultos) - Caim era do maligno
 
A fé de abraão
A fé de abraãoA fé de abraão
A fé de abraão
 
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoLição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
 
O pecado e suas consequencias parte 1-22.02.2015
O pecado e suas consequencias parte 1-22.02.2015O pecado e suas consequencias parte 1-22.02.2015
O pecado e suas consequencias parte 1-22.02.2015
 
Abraão, homem de fé
Abraão, homem de féAbraão, homem de fé
Abraão, homem de fé
 
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restauradoLição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
 
Lição 05 jacó, um exemplo de caráter restaurado
Lição 05   jacó, um exemplo de caráter restauradoLição 05   jacó, um exemplo de caráter restaurado
Lição 05 jacó, um exemplo de caráter restaurado
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
 
Esaú o profano
Esaú o profanoEsaú o profano
Esaú o profano
 
Resiliência
ResiliênciaResiliência
Resiliência
 
LBA LIÇÃO 4 - A provisão de deus no monte do sacrifício
LBA LIÇÃO 4 - A provisão de deus no monte do sacrifícioLBA LIÇÃO 4 - A provisão de deus no monte do sacrifício
LBA LIÇÃO 4 - A provisão de deus no monte do sacrifício
 
Casa eterna
Casa eternaCasa eterna
Casa eterna
 
Abraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da féAbraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da fé
 
O QUE DIFERE O FILHO DO PAI
O QUE DIFERE O FILHO DO PAIO QUE DIFERE O FILHO DO PAI
O QUE DIFERE O FILHO DO PAI
 
Enoque: O modelo da perfeição
Enoque: O modelo da perfeiçãoEnoque: O modelo da perfeição
Enoque: O modelo da perfeição
 

Semelhante a A aceitação de abel deus aceitou o sacrifício de fe abel

Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a DeusLição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Caim Era do Maligno-Lição 05-4ºTrimestre de 2015
Caim Era do Maligno-Lição 05-4ºTrimestre de 2015Caim Era do Maligno-Lição 05-4ºTrimestre de 2015
Caim Era do Maligno-Lição 05-4ºTrimestre de 2015
Pr. Andre Luiz
 
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a DeusLição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Éder Tomé
 
Caim e Abel. O pecado da inveja.
Caim e Abel. O pecado da inveja.Caim e Abel. O pecado da inveja.
Caim e Abel. O pecado da inveja.
Paróquia Imaculdo Coração de Maria
 
Caim era do maligno andre
Caim era do maligno   andreCaim era do maligno   andre
Caim era do maligno andre
ANTONIO CORDEIRO DA SILVA - ADORADOR
 
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNOLIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
Lourinaldo Serafim
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIOLIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
Lourinaldo Serafim
 
Elias na Caverna.docx
Elias na Caverna.docxElias na Caverna.docx
Elias na Caverna.docx
RenataCostaFerreira2
 
Caim Era do Maligno
 Caim Era do Maligno Caim Era do Maligno
Caim Era do Maligno
Ev.Antonio Vieira
 
2015 4º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 05.pptx2015 4º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 05.pptx
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 lição 05 adultos
4º trimestre 2015 lição 05 adultos4º trimestre 2015 lição 05 adultos
4º trimestre 2015 lição 05 adultos
Joel Silva
 
Lição 5 caim era do maligno
Lição 5   caim era do malignoLição 5   caim era do maligno
Lição 5 caim era do maligno
Andrew Guimarães
 
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do SacrifícioLição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Andrew Guimarães
 

Semelhante a A aceitação de abel deus aceitou o sacrifício de fe abel (14)

Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a DeusLição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
 
Caim Era do Maligno-Lição 05-4ºTrimestre de 2015
Caim Era do Maligno-Lição 05-4ºTrimestre de 2015Caim Era do Maligno-Lição 05-4ºTrimestre de 2015
Caim Era do Maligno-Lição 05-4ºTrimestre de 2015
 
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a DeusLição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
Lição 2 - Abel, Exemplo de Caráter que Agrada a Deus
 
Caim e Abel. O pecado da inveja.
Caim e Abel. O pecado da inveja.Caim e Abel. O pecado da inveja.
Caim e Abel. O pecado da inveja.
 
Caim era do maligno andre
Caim era do maligno   andreCaim era do maligno   andre
Caim era do maligno andre
 
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNOLIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
 
LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIOLIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
 
Elias na Caverna.docx
Elias na Caverna.docxElias na Caverna.docx
Elias na Caverna.docx
 
Caim Era do Maligno
 Caim Era do Maligno Caim Era do Maligno
Caim Era do Maligno
 
2015 4º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 05.pptx2015 4º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 05.pptx
 
4º trimestre 2015 lição 05 adultos
4º trimestre 2015 lição 05 adultos4º trimestre 2015 lição 05 adultos
4º trimestre 2015 lição 05 adultos
 
Lição 5 caim era do maligno
Lição 5   caim era do malignoLição 5   caim era do maligno
Lição 5 caim era do maligno
 
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do SacrifícioLição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
 

Mais de antonio ferreira

kathryn-kuhlman-nada-e-impossivel-para-Deus
  kathryn-kuhlman-nada-e-impossivel-para-Deus   kathryn-kuhlman-nada-e-impossivel-para-Deus
kathryn-kuhlman-nada-e-impossivel-para-Deus
antonio ferreira
 
A unçao dos ancioes ..O pai o filho o espirito santo transmissores de gloria
 A unçao dos ancioes ..O pai o filho o espirito santo transmissores de gloria  A unçao dos ancioes ..O pai o filho o espirito santo transmissores de gloria
A unçao dos ancioes ..O pai o filho o espirito santo transmissores de gloria
antonio ferreira
 
Don gossett há poder em suas palavras
Don gossett   há poder em suas palavrasDon gossett   há poder em suas palavras
Don gossett há poder em suas palavras
antonio ferreira
 
como-deus-pode-e-vai-salvar-seu-casamento
  como-deus-pode-e-vai-salvar-seu-casamento  como-deus-pode-e-vai-salvar-seu-casamento
como-deus-pode-e-vai-salvar-seu-casamento
antonio ferreira
 
jorge-linhares-artimanhas-das-trevas-e-do-o-inimigo
  jorge-linhares-artimanhas-das-trevas-e-do-o-inimigo  jorge-linhares-artimanhas-das-trevas-e-do-o-inimigo
jorge-linhares-artimanhas-das-trevas-e-do-o-inimigo
antonio ferreira
 
evidencia-que-exige-um-veredito-josh-mc-dowell
 evidencia-que-exige-um-veredito-josh-mc-dowell evidencia-que-exige-um-veredito-josh-mc-dowell
evidencia-que-exige-um-veredito-josh-mc-dowell
antonio ferreira
 
Carta de amor de deus
Carta de amor de deusCarta de amor de deus
Carta de amor de deus
antonio ferreira
 
Características do sacerdócio de samuel
Características do sacerdócio de samuelCaracterísticas do sacerdócio de samuel
Características do sacerdócio de samuel
antonio ferreira
 
Caracteristicas da pessoa sob influência de jezabel
Caracteristicas da pessoa sob influência de jezabelCaracteristicas da pessoa sob influência de jezabel
Caracteristicas da pessoa sob influência de jezabel
antonio ferreira
 
Cara de leão
Cara de leãoCara de leão
Cara de leão
antonio ferreira
 
Campanha obede edom terceira semana
Campanha obede edom terceira semanaCampanha obede edom terceira semana
Campanha obede edom terceira semana
antonio ferreira
 
Buscar me-eis e me achareis
Buscar me-eis e me achareisBuscar me-eis e me achareis
Buscar me-eis e me achareis
antonio ferreira
 
Caminho no meio do mar
Caminho no meio do marCaminho no meio do mar
Caminho no meio do mar
antonio ferreira
 
Benefícios da obediência
Benefícios da obediênciaBenefícios da obediência
Benefícios da obediência
antonio ferreira
 
Bençãos em cristo
Bençãos em cristoBençãos em cristo
Bençãos em cristo
antonio ferreira
 
Benção e maldição ml 1
Benção e maldição ml 1Benção e maldição ml 1
Benção e maldição ml 1
antonio ferreira
 
Benção das alianças 2010
Benção das alianças 2010Benção das alianças 2010
Benção das alianças 2010
antonio ferreira
 
Avidaquevence 110324204737-phpapp02
Avidaquevence 110324204737-phpapp02Avidaquevence 110324204737-phpapp02
Avidaquevence 110324204737-phpapp02
antonio ferreira
 
Benção apostólica
Benção apostólicaBenção apostólica
Benção apostólica
antonio ferreira
 
Autoridade
AutoridadeAutoridade
Autoridade
antonio ferreira
 

Mais de antonio ferreira (20)

kathryn-kuhlman-nada-e-impossivel-para-Deus
  kathryn-kuhlman-nada-e-impossivel-para-Deus   kathryn-kuhlman-nada-e-impossivel-para-Deus
kathryn-kuhlman-nada-e-impossivel-para-Deus
 
A unçao dos ancioes ..O pai o filho o espirito santo transmissores de gloria
 A unçao dos ancioes ..O pai o filho o espirito santo transmissores de gloria  A unçao dos ancioes ..O pai o filho o espirito santo transmissores de gloria
A unçao dos ancioes ..O pai o filho o espirito santo transmissores de gloria
 
Don gossett há poder em suas palavras
Don gossett   há poder em suas palavrasDon gossett   há poder em suas palavras
Don gossett há poder em suas palavras
 
como-deus-pode-e-vai-salvar-seu-casamento
  como-deus-pode-e-vai-salvar-seu-casamento  como-deus-pode-e-vai-salvar-seu-casamento
como-deus-pode-e-vai-salvar-seu-casamento
 
jorge-linhares-artimanhas-das-trevas-e-do-o-inimigo
  jorge-linhares-artimanhas-das-trevas-e-do-o-inimigo  jorge-linhares-artimanhas-das-trevas-e-do-o-inimigo
jorge-linhares-artimanhas-das-trevas-e-do-o-inimigo
 
evidencia-que-exige-um-veredito-josh-mc-dowell
 evidencia-que-exige-um-veredito-josh-mc-dowell evidencia-que-exige-um-veredito-josh-mc-dowell
evidencia-que-exige-um-veredito-josh-mc-dowell
 
Carta de amor de deus
Carta de amor de deusCarta de amor de deus
Carta de amor de deus
 
Características do sacerdócio de samuel
Características do sacerdócio de samuelCaracterísticas do sacerdócio de samuel
Características do sacerdócio de samuel
 
Caracteristicas da pessoa sob influência de jezabel
Caracteristicas da pessoa sob influência de jezabelCaracteristicas da pessoa sob influência de jezabel
Caracteristicas da pessoa sob influência de jezabel
 
Cara de leão
Cara de leãoCara de leão
Cara de leão
 
Campanha obede edom terceira semana
Campanha obede edom terceira semanaCampanha obede edom terceira semana
Campanha obede edom terceira semana
 
Buscar me-eis e me achareis
Buscar me-eis e me achareisBuscar me-eis e me achareis
Buscar me-eis e me achareis
 
Caminho no meio do mar
Caminho no meio do marCaminho no meio do mar
Caminho no meio do mar
 
Benefícios da obediência
Benefícios da obediênciaBenefícios da obediência
Benefícios da obediência
 
Bençãos em cristo
Bençãos em cristoBençãos em cristo
Bençãos em cristo
 
Benção e maldição ml 1
Benção e maldição ml 1Benção e maldição ml 1
Benção e maldição ml 1
 
Benção das alianças 2010
Benção das alianças 2010Benção das alianças 2010
Benção das alianças 2010
 
Avidaquevence 110324204737-phpapp02
Avidaquevence 110324204737-phpapp02Avidaquevence 110324204737-phpapp02
Avidaquevence 110324204737-phpapp02
 
Benção apostólica
Benção apostólicaBenção apostólica
Benção apostólica
 
Autoridade
AutoridadeAutoridade
Autoridade
 

A aceitação de abel deus aceitou o sacrifício de fe abel

  • 1. A Aceitação de Abel Deus aceitou o sacrifício de Fe Abel O homem tinha de modo trágico mostrado que não estava disposto a obedecer totalmente, deixando de respeitar a única proibição do Éden. A graça de Deus, portanto, tinha de estar disposta a fornecer outro fundamento sobre o qual o homem pudesse ser justo diante de Deus. O sacrifício de Abel sugere que esse fundamento se firmou após a expulsão do jardim. O sacrifício de Abel mostra de modo trágico o que as Escrituras declaram abertamente sobre todo Mas não se tratava de mera formalidade da parte de Abel. A aprovação de Deus não seria obtida simplesmente com um procedimento exemplar. O escritor de Hebreus nos informa que foi a fé de Abel para com Deus que fez o seu sacrifício superior ao de Caim, e com base na fé ele "teve testemunho de ser justo" (Hebreus 11:4). À semelhança de Abel, Caim era pecador, mas em vez de ter fé que o conduzisse à justificação, ele era "do Maligno" e, por conseguinte, "as suas obras eram más" (1 João 3:12). Ele também sacrificou, mas o seu sacrifício foi rejeitado. Depois disso, mansamente Deus admoestou a Caim, dizendo-lhe que ele seria aceito se agisse como Abel (Gênesis 4:7). A escolha era dele. Mas a oportunidade de optar pela posição correta diante de Deus, seguindo as suas determinações, se fez possível pela graça divina. Escute a Deus e a Abel O chamado de Deus a Adão e Eva era um convite de misericórdia a pecadores. Sua declaração a respeito da derrota da serpente era a estrela d'alva do dia vindouro da redenção. E Abel, estando morto, ainda fala de um Deus amoroso e paciente, que deseja comunhão com suas criaturas e está disposto a fazer concessões para consegui-la.
  • 2. homem: que ele era um pecador. Mas Deus permitiu que Abel, um pecador, continuasse a viver por meio da oferta de um sacrifício para reconhecer o seu pecado. A informação que temos, sem entrar em muitos detalhes, é que: "Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta" (Gênesis 4:4).