SlideShare uma empresa Scribd logo
9º. Ano do Ensino Fundamental Professora: Elisa B. Herrera Março / 2010 “ OS ISMOS DA ARTE MODERNA”
A Arte Pré-Moderna IMPRESSIONISMO : Claude Monet  Pierre Auguste Renoir e  Edgar Degas Impressionistas Brasileiros:
Introdução A primeira vez que o público teve contato com a obra dos impressionistas foi numa exposição coletiva realizada em Paris, em abril de 1874. Mas o público e a crítica reagiram muito mal ao novo movimento, pois ainda se mantinham fiéis aos princípios acadêmicos da pintura.  O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX.  Havia algumas considerações gerais, muito mais práticas do que teóricas, que os artistas seguiam em seus procedimentos técnicos para obter os resultados que caracterizaram a pintura impressionista.   Foi Èdouard Manet (1832-83) e amigos também artistas, concluíram  que a pretensão da arte tradicional, de que descobrira o modo de representar a natureza tal como a vemos, se baseava numa concepção errônea. Admitiram que a arte tradicional encontrara um meio de representar as pessoas e os objetos sob condições muito artificiais. (H. Gombrich, pág.512)
Édouard Manet-1814-  “ Monet trabalhando em seu barco”- 82.7x10cm-
CARACTERISTICAS DO IMPRESSIONISMO:- -Os artistas abandonaram seus ateliês e saem ao ar livre para explorar os diversos câmbios da luz ao longo do dia sobre os objetos e a natureza. - Ênfase nos temas da natureza, principalmente de paisagens; - Uso de técnicas de pintura que valorização a ação da luz natural; - Valorização da decomposição das cores; - Pinceladas soltas buscando os movimentos da cena retratada; - Uso de efeitos de sombras coloridas e luminosas. - O espectador é obrigado se afastar vários metros da obra para contemplá-la. -Uso das cores complementares (vermelho=verde, amarelo=lilás, azul=laranja). -Rompem com as regras da arte acadêmica, a arte tradicional, criando um novo estilo e conceitos na arte.
Claude Monet-(1840-1926)  Um dos maiores representantes do impressionismo,   nasceu na França, no ano de 1840. Incessante pesquisador da luz e seus efeitos, pintou vários motivos em diversas horas do dia, afim de estudar as mutações coloridas do ambiente com sua luminosidade.   Obras Destacadas: Mulheres no Jardim, neste contexto artístico, podemos citar a série de pinturas que realizou sobre a catedral de Rouen (1892-1894), onde o artista retratou a construção em diversos momentos do dia, com variações de luminosidade. Foi uma de suas pinturas, “Impressão: Nascer do Sol”, que deu nome ao movimento artístico impressionista. Suas obras de arte seguiam, como temática principal, as paisagens da natureza. Trabalhava de forma harmônica as cores e luzes, criando imagens belas e fortes.
Claude Monet- “Impressão, sol nascente”  -1872-1873- óleo s/tela, 48 x 63.5 –Museu Marmottan, Paris O titulo desse quadro, que se prestou na época a confusão aos olhos da crítica, tornou-se um elemento depreciativo par distinguir seu estilo. Graças a sua intensidade, a luz ainda baixa o envolve todo, elemento que cria a perspectiva. Equilíbrio e dinamismo coexistem nessa tela, na qual o mágico despertar da luz é captado com um breve instante visual.
Claude Monet-  “Impressão, sol nascente” -1872-1873- óleo s/tela, 48 x 63.5 –Museu Marmottan, Paris
Claude Monet
Claude Monet
Claude Monet
Claude Monet
Monet,   “Terraço à beira mar em Sainte-Adresse”-
Pierre August Renoir- (1841-1919- Nasceu em Limoges, cidade da França central, no dia 25 de fevereiro, do ano acima. Uma característica biográfica que o diferencia dos outros artistas impressionistas é que pertencia a uma família de classe trabalhadora.   O pai era alfaiate e sua mãe operária têxtil. A família  mudou –se para Paris onde o jovem artista, aos quatorze anos, entrou como aprendiz numa firma de pintores de porcelana. Era o sexto irmão de sete filho. Seu talento natural para as cores recebeu nova direção quando ele passou nos exames para a Ecole des Beux-Arts, ingressando no ateliê Charles Gleyre onde conheceu outros jovens pintores que, mais tarde, seriam rotulados impressionistas.
Os primeiros trabalhos desses rapazes foram ridicularizados pelas instituições artísticas parisienses e tiveram sua exposição recusada pelo Salão oficial. Para sobreviver, Renoir pintava retratos convencionais, mas também expunha suas obras rejeitadas pelo Salão no Salon des Refusés. Junto com Monet, amigo pessoal, formou o núcleo do grupo impressionista. Uma visita à Itália, entre 1881 e 1882, inspirou-o a buscar maior consistência para sua obra. As figuras tornaram-se mais imponentes e formais, e muita vez abordou temas da mitologia clássica. Nos seus últimos anos de vida, também se dedicou à escultura, com o auxílio de assistentes. Sofria de artrite e  apesar das graves limitações físicas, Renoir continuou trabalhando até o último dia de sua vida. Sua grande tela exposta no Louvre, As Banhistas, foi terminada em 1918. Em 1917, ele recebeu a visita de um jovem pintor chamado Henri Matisse, que estava destinado a transportar suas idéias sobre cor a uma nova era. Renoir morreu em Cagnes, no dia 3 de dezembro de 1919, aos 78 anos, e reconhecido como um dos maiores pintores da França.
Porcelana Limoges          Limoges é uma cidade francesa, fundada por volta de 10 AC pelo imperador Cesar Augustus, seu nome em occitano é Limòtges. Limoges é conhecida mundialmente pelo seus esmaltes medievais (' Esmaltes de Limoges ') sobre cobre, pela sua porcelana ( porcelana de Limoges ) e pelos seus barris de carvalho que são usados na produção de conhaque.
Renoir
Renoir
Pierre August Renoir “ Duas irmãs na varanda”
 
Renoir Renoir
Renoir
Renoir
Renoir
Renoir
Edgar Degas, (1834-1917) -OBRAS-
Edgar Degas nasceu em Paris em 19 de julho de 1834.  Nascido numa família rica de banqueiros, teve uma educação esmerada freqüentando as melhores escolas da classe alta de Paris. Estudou Direito por pouco tempo, abandonando logo essa escolha para se dedicar totalmente as artes. Estudou na Itália, considerada então a escola de aperfeiçoamentos das artes naquela época. Os seus amigos e pessoas mais chegadas o consideravam um homem extravagante e bizarro. Na verdade não fazia nenhum esforço para ganhar ou conquistar a simpatia de pessoas aléias a sua amizade, muito menos com os críticos de arte. Desde muito jovem deixou entrever seu caráter difícil, era um homem temperamental. Não tinha uma boa relação com as mulheres, mesmo assim pintou-as em todos os momentos da vida cotidiana do mundo feminino. Tinha um olhar triste e melancólico. A morte prematura da sua mãe, com certeza teve um significado negativo na formação da sua personalidade. Por volta dos sessenta anos perdeu a visão e por graves problemas financeiros tornou-se um homem ainda mais fechado e solitário. Degas, morreu em Paris no dia 27 de setembro de 1917 aos 83 anos de idade.
Edgar Degas
Dance Class (Aula de dança)- Degas- 1871
Degas- “ The Dance Class”  (A aula de dança) –1876 c.
DEGAS “ Dancers Practicing at the Barre”  (Bailarinas praticando na barra)- 1876-77
Degas  – “Bailarinas em cor de rosa” -
Edgar Degas
Quatro dançarinas- (1899) Edgar Degas
Edgar Degas
DEGAS   -Seated Woman Having Her Hair Combed - 1892-95 (Mulher sentada peintiando os cabelos)-
DEGAS The Pedicure – 1873 (O pedólogo)
Edgar Degas  -  www.ricci-art.com/en/EdgarDegas.htm
Edgar Degas-   Madame Valpinçon com Crisântemos
(NÚS) DEGAS The Morning Bath  –  (O banho da manhã) -1883
DEGAS-  Woman in Her Bath Washing Her Leg –  (Mulher lavando a perna)  1883-84
DEGAS-   Retiring - 1883 c.
DEGAS The Tub – (O tubo)-1885-86 c. http://www.ocaiw.com/galleria_degas/index.php?lang=pt&gallery=nudo&id=73
Impressionismo no Brasil: Eliseu Visconti
(1866-1892) Eliseu d’Ângelo Visconti nasceu em 30 de julho de 1866, na  Vila de Santa Catarina , Província de Salerno, Itália. Filho de Gabriel d’Ângelo e de Christina Visconti, teria imigrado para o Brasil com um ano de idade. No entanto, informações posteriores, prestadas inclusive por seu filho, Tobias d'Ângelo Visconti, revelam que Visconti viajou para o Brasil já menino. Vem jovem para o Bairro do Andaraí, no Rio de Janeiro, e estuda música no Clube Mozart, na rua da Constituição. O precoce talento pelas artes plásticas prevaleceu após a Baronesa ver um de seus desenhos, representando a figura de uma camponesa romana. Foi o bastante para que, a conselho de sua protetora, deixasse de freqüentar as aulas de música, que já não lhe agradavam, e abraçasse os estudos de desenho e pintura.
Moça no trigal , 1913-Eliseu Visconti (18661944) Óleo sobre tela, 65 x 80 cm http://peregrinacultural.wordpress.com/2009/06/28/5-livros-do-romantismo-iv-a-escrava-isaura/
Eliseu Visconti Meditando , 1916 Eliseu Visconti (1866-1944), Brasil Óleo sobre tela 67 x 54 cm Coleção Particular http://peregrinacultural.wordpress.com/2009/06/28/5-livros-do-romantismo-iv-a-escrava-isaura /
 
Eliseu Visconti
Eliseu Visconti “ LAVADEIRAS”-  1891

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arte Moderna
Arte ModernaArte Moderna
Arte Moderna
valdeniDinamizador
 
História da arte arte moderna
História da arte   arte modernaHistória da arte   arte moderna
História da arte arte moderna
Lú Carvalho
 
História da arte - Arte Moderna - resumo
História da arte - Arte Moderna -  resumoHistória da arte - Arte Moderna -  resumo
História da arte - Arte Moderna - resumo
Andrea Dressler
 
Movimentos Artísticos
Movimentos ArtísticosMovimentos Artísticos
Movimentos Artísticos
713773
 
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilGaleria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Suzy Nobre
 
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e SurrealismoCubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Jorge Almeida
 
Gênero retrato e autorretrato
Gênero retrato e autorretratoGênero retrato e autorretrato
Gênero retrato e autorretrato
Junior Onildo
 
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro  - Arte ConcretaConcretismo Brasileiro  - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Andrea Dressler
 
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupoApresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
Avatar Cuamba
 
10 arte moderna
10 arte moderna10 arte moderna
10 arte moderna
Luciana Estivalet
 
Primeira metade do século XX
Primeira metade do século XXPrimeira metade do século XX
Primeira metade do século XX
CEF16
 
Missão artistica francesa, academicismo e impressionismo
Missão artistica francesa, academicismo e impressionismo Missão artistica francesa, academicismo e impressionismo
Missão artistica francesa, academicismo e impressionismo
Tauana Parreiras
 
Aula 5 Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aula 5   Fauvismo Expressionismo CubismoAula 5   Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aula 5 Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aline Okumura
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
Ellen_Assad
 
9 realismo e impressionismo
9 realismo e impressionismo9 realismo e impressionismo
9 realismo e impressionismo
Luciana Estivalet
 
NeoConcretismo Brasileiro
NeoConcretismo Brasileiro NeoConcretismo Brasileiro
NeoConcretismo Brasileiro
Andrea Dressler
 
Arte Século XX
Arte Século XXArte Século XX
Arte Século XX
Carlos Vieira
 
Modernismo Brasileiro
Modernismo BrasileiroModernismo Brasileiro
Modernismo Brasileiro
Andrea Dressler
 
O Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismosO Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismos
complementoindirecto
 
Artes impressionismo 8º
Artes impressionismo 8ºArtes impressionismo 8º
Artes impressionismo 8º
profgilvano
 

Mais procurados (20)

Arte Moderna
Arte ModernaArte Moderna
Arte Moderna
 
História da arte arte moderna
História da arte   arte modernaHistória da arte   arte moderna
História da arte arte moderna
 
História da arte - Arte Moderna - resumo
História da arte - Arte Moderna -  resumoHistória da arte - Arte Moderna -  resumo
História da arte - Arte Moderna - resumo
 
Movimentos Artísticos
Movimentos ArtísticosMovimentos Artísticos
Movimentos Artísticos
 
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilGaleria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
 
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e SurrealismoCubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
 
Gênero retrato e autorretrato
Gênero retrato e autorretratoGênero retrato e autorretrato
Gênero retrato e autorretrato
 
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro  - Arte ConcretaConcretismo Brasileiro  - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
 
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupoApresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
Apresentacao arte moderna e contemporânea v grupo
 
10 arte moderna
10 arte moderna10 arte moderna
10 arte moderna
 
Primeira metade do século XX
Primeira metade do século XXPrimeira metade do século XX
Primeira metade do século XX
 
Missão artistica francesa, academicismo e impressionismo
Missão artistica francesa, academicismo e impressionismo Missão artistica francesa, academicismo e impressionismo
Missão artistica francesa, academicismo e impressionismo
 
Aula 5 Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aula 5   Fauvismo Expressionismo CubismoAula 5   Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aula 5 Fauvismo Expressionismo Cubismo
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
9 realismo e impressionismo
9 realismo e impressionismo9 realismo e impressionismo
9 realismo e impressionismo
 
NeoConcretismo Brasileiro
NeoConcretismo Brasileiro NeoConcretismo Brasileiro
NeoConcretismo Brasileiro
 
Arte Século XX
Arte Século XXArte Século XX
Arte Século XX
 
Modernismo Brasileiro
Modernismo BrasileiroModernismo Brasileiro
Modernismo Brasileiro
 
O Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismosO Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismos
 
Artes impressionismo 8º
Artes impressionismo 8ºArtes impressionismo 8º
Artes impressionismo 8º
 

Destaque

História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte ModernaHistória da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
Andrea Dressler
 
O Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismosO Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismos
complementoindirecto
 
Avaliação diagnóstica arte 9 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 9 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 9 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 9 ano 2013
Fabiola Oliveira
 
9º ano avaliação de arte 1º bimestre
9º ano avaliação de arte 1º bimestre9º ano avaliação de arte 1º bimestre
9º ano avaliação de arte 1º bimestre
Fabiola Oliveira
 
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembroAvaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Moesio Alves
 
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Fabiola Oliveira
 
História da arte - Tendências da Arte Contemporânea
História da arte   - Tendências da Arte ContemporâneaHistória da arte   - Tendências da Arte Contemporânea
História da arte - Tendências da Arte Contemporânea
Andrea Dressler
 
Tarsila do amaral estrada de ferro por simone helen drumond
Tarsila do amaral estrada de ferro por simone helen drumondTarsila do amaral estrada de ferro por simone helen drumond
Tarsila do amaral estrada de ferro por simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
ATEO-ATHEIST
ATEO-ATHEISTATEO-ATHEIST
ATEO-ATHEIST
Miryana P.
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Ily Bellula
 
A Arte ContemporâNea
A   Arte ContemporâNeaA   Arte ContemporâNea
A Arte ContemporâNea
rosangela13
 
Prova de artes 3º ano
Prova de artes   3º anoProva de artes   3º ano
Prova de artes 3º ano
Escolaedisonlobao
 
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismoImpressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Carlos Pinheiro
 
Prova Artes 1 ano médio
Prova Artes 1 ano médioProva Artes 1 ano médio
Prova Artes 1 ano médio
Geo Honório
 
6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato
Fabiola Oliveira
 
Avaliação de Arte 2º Ensino Médio
Avaliação de Arte 2º Ensino MédioAvaliação de Arte 2º Ensino Médio
Avaliação de Arte 2º Ensino Médio
Marcia Oliveira
 
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Denilson Parreira Dos Reis
 
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Andreza Andrade
 
Projeto tarsila
Projeto tarsilaProjeto tarsila
Projeto tarsila
sandramirandan
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
Josycrissantos
 

Destaque (20)

História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte ModernaHistória da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
História da arte - Os ismos - Movimentos da Arte Moderna
 
O Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismosO Modernismo e os seus -ismos
O Modernismo e os seus -ismos
 
Avaliação diagnóstica arte 9 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 9 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 9 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 9 ano 2013
 
9º ano avaliação de arte 1º bimestre
9º ano avaliação de arte 1º bimestre9º ano avaliação de arte 1º bimestre
9º ano avaliação de arte 1º bimestre
 
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembroAvaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
Avaliação de global de artes 6º e 7º ano setembro
 
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
Avaliação diagnóstica arte 8 ano 2013
 
História da arte - Tendências da Arte Contemporânea
História da arte   - Tendências da Arte ContemporâneaHistória da arte   - Tendências da Arte Contemporânea
História da arte - Tendências da Arte Contemporânea
 
Tarsila do amaral estrada de ferro por simone helen drumond
Tarsila do amaral estrada de ferro por simone helen drumondTarsila do amaral estrada de ferro por simone helen drumond
Tarsila do amaral estrada de ferro por simone helen drumond
 
ATEO-ATHEIST
ATEO-ATHEISTATEO-ATHEIST
ATEO-ATHEIST
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
A Arte ContemporâNea
A   Arte ContemporâNeaA   Arte ContemporâNea
A Arte ContemporâNea
 
Prova de artes 3º ano
Prova de artes   3º anoProva de artes   3º ano
Prova de artes 3º ano
 
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismoImpressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
Impressionismo, neo-impressionismo e pós-impressionismo
 
Prova Artes 1 ano médio
Prova Artes 1 ano médioProva Artes 1 ano médio
Prova Artes 1 ano médio
 
6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato6º ano diferenciação figurativo e abstrato
6º ano diferenciação figurativo e abstrato
 
Avaliação de Arte 2º Ensino Médio
Avaliação de Arte 2º Ensino MédioAvaliação de Arte 2º Ensino Médio
Avaliação de Arte 2º Ensino Médio
 
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
Avaliação bimestral de artes 1º bimestre 2015
 
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
Avaliações artes-primeiro-bimestre-.
 
Projeto tarsila
Projeto tarsilaProjeto tarsila
Projeto tarsila
 
Simulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arteSimulado 6º ano arte
Simulado 6º ano arte
 

Semelhante a 9o. ano os ismos da arte moderna- Os Impressionistas: monet- renoir- degas)-2010-

O Impressionismo
O ImpressionismoO Impressionismo
O Impressionismo
Meire Falco
 
Apresentação sobre Impressionismo
Apresentação sobre ImpressionismoApresentação sobre Impressionismo
Apresentação sobre Impressionismo
C111atiusca
 
Material de Apoio Termo III (8° Ano)
Material de Apoio Termo III (8° Ano)Material de Apoio Termo III (8° Ano)
Material de Apoio Termo III (8° Ano)
kamismilonas
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Jorge Almeida
 
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
ArtesElisa
 
Trabalho De Historia
Trabalho De HistoriaTrabalho De Historia
Trabalho De Historia
guest2932aa
 
Trabalho De Historia
Trabalho De HistoriaTrabalho De Historia
Trabalho De Historia
rita margarida
 
Seminários história da arte 04
Seminários história da arte   04Seminários história da arte   04
Seminários história da arte 04
Gabriela Lemos
 
Impressionismo e Expressionismo - 3ª A - 2011
Impressionismo e Expressionismo - 3ª A - 2011Impressionismo e Expressionismo - 3ª A - 2011
Impressionismo e Expressionismo - 3ª A - 2011
Maria Inês de Souza Vitorino Justino
 
Claude Monet
Claude MonetClaude Monet
Claude Monet
Patrícia Dias
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
CEF16
 
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
www.historiadasartes.com
 
Impressionismo
Impressionismo Impressionismo
Impressionismo
Ellen_Assad
 
Impressionismo
Impressionismo Impressionismo
Impressionismo
Ellen_Assad
 
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
Carlos Benjoino Bidu
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
HistóRia
HistóRiaHistóRia
HistóRia
zucolandia
 
HistóRia
HistóRiaHistóRia
HistóRia
allstargirl
 
Trabalho pintores internacionais
Trabalho pintores internacionaisTrabalho pintores internacionais
Trabalho pintores internacionais
PIEF OEIRAS
 
Pós impressionismo
Pós impressionismoPós impressionismo
Pós impressionismo
Cristiane Seibt
 

Semelhante a 9o. ano os ismos da arte moderna- Os Impressionistas: monet- renoir- degas)-2010- (20)

O Impressionismo
O ImpressionismoO Impressionismo
O Impressionismo
 
Apresentação sobre Impressionismo
Apresentação sobre ImpressionismoApresentação sobre Impressionismo
Apresentação sobre Impressionismo
 
Material de Apoio Termo III (8° Ano)
Material de Apoio Termo III (8° Ano)Material de Apoio Termo III (8° Ano)
Material de Apoio Termo III (8° Ano)
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
9o. Ano - Impressionismo -Claude Monet-
 
Trabalho De Historia
Trabalho De HistoriaTrabalho De Historia
Trabalho De Historia
 
Trabalho De Historia
Trabalho De HistoriaTrabalho De Historia
Trabalho De Historia
 
Seminários história da arte 04
Seminários história da arte   04Seminários história da arte   04
Seminários história da arte 04
 
Impressionismo e Expressionismo - 3ª A - 2011
Impressionismo e Expressionismo - 3ª A - 2011Impressionismo e Expressionismo - 3ª A - 2011
Impressionismo e Expressionismo - 3ª A - 2011
 
Claude Monet
Claude MonetClaude Monet
Claude Monet
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
 
Impressionismo
Impressionismo Impressionismo
Impressionismo
 
Impressionismo
Impressionismo Impressionismo
Impressionismo
 
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
HistóRia
HistóRiaHistóRia
HistóRia
 
HistóRia
HistóRiaHistóRia
HistóRia
 
Trabalho pintores internacionais
Trabalho pintores internacionaisTrabalho pintores internacionais
Trabalho pintores internacionais
 
Pós impressionismo
Pós impressionismoPós impressionismo
Pós impressionismo
 

Último

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 

9o. ano os ismos da arte moderna- Os Impressionistas: monet- renoir- degas)-2010-

  • 1. 9º. Ano do Ensino Fundamental Professora: Elisa B. Herrera Março / 2010 “ OS ISMOS DA ARTE MODERNA”
  • 2. A Arte Pré-Moderna IMPRESSIONISMO : Claude Monet Pierre Auguste Renoir e Edgar Degas Impressionistas Brasileiros:
  • 3. Introdução A primeira vez que o público teve contato com a obra dos impressionistas foi numa exposição coletiva realizada em Paris, em abril de 1874. Mas o público e a crítica reagiram muito mal ao novo movimento, pois ainda se mantinham fiéis aos princípios acadêmicos da pintura. O Impressionismo foi um movimento artístico que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX. Havia algumas considerações gerais, muito mais práticas do que teóricas, que os artistas seguiam em seus procedimentos técnicos para obter os resultados que caracterizaram a pintura impressionista.  Foi Èdouard Manet (1832-83) e amigos também artistas, concluíram que a pretensão da arte tradicional, de que descobrira o modo de representar a natureza tal como a vemos, se baseava numa concepção errônea. Admitiram que a arte tradicional encontrara um meio de representar as pessoas e os objetos sob condições muito artificiais. (H. Gombrich, pág.512)
  • 4. Édouard Manet-1814- “ Monet trabalhando em seu barco”- 82.7x10cm-
  • 5. CARACTERISTICAS DO IMPRESSIONISMO:- -Os artistas abandonaram seus ateliês e saem ao ar livre para explorar os diversos câmbios da luz ao longo do dia sobre os objetos e a natureza. - Ênfase nos temas da natureza, principalmente de paisagens; - Uso de técnicas de pintura que valorização a ação da luz natural; - Valorização da decomposição das cores; - Pinceladas soltas buscando os movimentos da cena retratada; - Uso de efeitos de sombras coloridas e luminosas. - O espectador é obrigado se afastar vários metros da obra para contemplá-la. -Uso das cores complementares (vermelho=verde, amarelo=lilás, azul=laranja). -Rompem com as regras da arte acadêmica, a arte tradicional, criando um novo estilo e conceitos na arte.
  • 6. Claude Monet-(1840-1926) Um dos maiores representantes do impressionismo, nasceu na França, no ano de 1840. Incessante pesquisador da luz e seus efeitos, pintou vários motivos em diversas horas do dia, afim de estudar as mutações coloridas do ambiente com sua luminosidade.  Obras Destacadas: Mulheres no Jardim, neste contexto artístico, podemos citar a série de pinturas que realizou sobre a catedral de Rouen (1892-1894), onde o artista retratou a construção em diversos momentos do dia, com variações de luminosidade. Foi uma de suas pinturas, “Impressão: Nascer do Sol”, que deu nome ao movimento artístico impressionista. Suas obras de arte seguiam, como temática principal, as paisagens da natureza. Trabalhava de forma harmônica as cores e luzes, criando imagens belas e fortes.
  • 7. Claude Monet- “Impressão, sol nascente” -1872-1873- óleo s/tela, 48 x 63.5 –Museu Marmottan, Paris O titulo desse quadro, que se prestou na época a confusão aos olhos da crítica, tornou-se um elemento depreciativo par distinguir seu estilo. Graças a sua intensidade, a luz ainda baixa o envolve todo, elemento que cria a perspectiva. Equilíbrio e dinamismo coexistem nessa tela, na qual o mágico despertar da luz é captado com um breve instante visual.
  • 8. Claude Monet- “Impressão, sol nascente” -1872-1873- óleo s/tela, 48 x 63.5 –Museu Marmottan, Paris
  • 13. Monet, “Terraço à beira mar em Sainte-Adresse”-
  • 14. Pierre August Renoir- (1841-1919- Nasceu em Limoges, cidade da França central, no dia 25 de fevereiro, do ano acima. Uma característica biográfica que o diferencia dos outros artistas impressionistas é que pertencia a uma família de classe trabalhadora. O pai era alfaiate e sua mãe operária têxtil. A família mudou –se para Paris onde o jovem artista, aos quatorze anos, entrou como aprendiz numa firma de pintores de porcelana. Era o sexto irmão de sete filho. Seu talento natural para as cores recebeu nova direção quando ele passou nos exames para a Ecole des Beux-Arts, ingressando no ateliê Charles Gleyre onde conheceu outros jovens pintores que, mais tarde, seriam rotulados impressionistas.
  • 15. Os primeiros trabalhos desses rapazes foram ridicularizados pelas instituições artísticas parisienses e tiveram sua exposição recusada pelo Salão oficial. Para sobreviver, Renoir pintava retratos convencionais, mas também expunha suas obras rejeitadas pelo Salão no Salon des Refusés. Junto com Monet, amigo pessoal, formou o núcleo do grupo impressionista. Uma visita à Itália, entre 1881 e 1882, inspirou-o a buscar maior consistência para sua obra. As figuras tornaram-se mais imponentes e formais, e muita vez abordou temas da mitologia clássica. Nos seus últimos anos de vida, também se dedicou à escultura, com o auxílio de assistentes. Sofria de artrite e apesar das graves limitações físicas, Renoir continuou trabalhando até o último dia de sua vida. Sua grande tela exposta no Louvre, As Banhistas, foi terminada em 1918. Em 1917, ele recebeu a visita de um jovem pintor chamado Henri Matisse, que estava destinado a transportar suas idéias sobre cor a uma nova era. Renoir morreu em Cagnes, no dia 3 de dezembro de 1919, aos 78 anos, e reconhecido como um dos maiores pintores da França.
  • 16. Porcelana Limoges Limoges é uma cidade francesa, fundada por volta de 10 AC pelo imperador Cesar Augustus, seu nome em occitano é Limòtges. Limoges é conhecida mundialmente pelo seus esmaltes medievais (' Esmaltes de Limoges ') sobre cobre, pela sua porcelana ( porcelana de Limoges ) e pelos seus barris de carvalho que são usados na produção de conhaque.
  • 19. Pierre August Renoir “ Duas irmãs na varanda”
  • 20.  
  • 27. Edgar Degas nasceu em Paris em 19 de julho de 1834. Nascido numa família rica de banqueiros, teve uma educação esmerada freqüentando as melhores escolas da classe alta de Paris. Estudou Direito por pouco tempo, abandonando logo essa escolha para se dedicar totalmente as artes. Estudou na Itália, considerada então a escola de aperfeiçoamentos das artes naquela época. Os seus amigos e pessoas mais chegadas o consideravam um homem extravagante e bizarro. Na verdade não fazia nenhum esforço para ganhar ou conquistar a simpatia de pessoas aléias a sua amizade, muito menos com os críticos de arte. Desde muito jovem deixou entrever seu caráter difícil, era um homem temperamental. Não tinha uma boa relação com as mulheres, mesmo assim pintou-as em todos os momentos da vida cotidiana do mundo feminino. Tinha um olhar triste e melancólico. A morte prematura da sua mãe, com certeza teve um significado negativo na formação da sua personalidade. Por volta dos sessenta anos perdeu a visão e por graves problemas financeiros tornou-se um homem ainda mais fechado e solitário. Degas, morreu em Paris no dia 27 de setembro de 1917 aos 83 anos de idade.
  • 29. Dance Class (Aula de dança)- Degas- 1871
  • 30. Degas- “ The Dance Class” (A aula de dança) –1876 c.
  • 31. DEGAS “ Dancers Practicing at the Barre” (Bailarinas praticando na barra)- 1876-77
  • 32. Degas – “Bailarinas em cor de rosa” -
  • 36. DEGAS -Seated Woman Having Her Hair Combed - 1892-95 (Mulher sentada peintiando os cabelos)-
  • 37. DEGAS The Pedicure – 1873 (O pedólogo)
  • 38. Edgar Degas - www.ricci-art.com/en/EdgarDegas.htm
  • 39. Edgar Degas- Madame Valpinçon com Crisântemos
  • 40. (NÚS) DEGAS The Morning Bath – (O banho da manhã) -1883
  • 41. DEGAS- Woman in Her Bath Washing Her Leg – (Mulher lavando a perna) 1883-84
  • 42. DEGAS- Retiring - 1883 c.
  • 43. DEGAS The Tub – (O tubo)-1885-86 c. http://www.ocaiw.com/galleria_degas/index.php?lang=pt&gallery=nudo&id=73
  • 44. Impressionismo no Brasil: Eliseu Visconti
  • 45. (1866-1892) Eliseu d’Ângelo Visconti nasceu em 30 de julho de 1866, na Vila de Santa Catarina , Província de Salerno, Itália. Filho de Gabriel d’Ângelo e de Christina Visconti, teria imigrado para o Brasil com um ano de idade. No entanto, informações posteriores, prestadas inclusive por seu filho, Tobias d'Ângelo Visconti, revelam que Visconti viajou para o Brasil já menino. Vem jovem para o Bairro do Andaraí, no Rio de Janeiro, e estuda música no Clube Mozart, na rua da Constituição. O precoce talento pelas artes plásticas prevaleceu após a Baronesa ver um de seus desenhos, representando a figura de uma camponesa romana. Foi o bastante para que, a conselho de sua protetora, deixasse de freqüentar as aulas de música, que já não lhe agradavam, e abraçasse os estudos de desenho e pintura.
  • 46. Moça no trigal , 1913-Eliseu Visconti (18661944) Óleo sobre tela, 65 x 80 cm http://peregrinacultural.wordpress.com/2009/06/28/5-livros-do-romantismo-iv-a-escrava-isaura/
  • 47. Eliseu Visconti Meditando , 1916 Eliseu Visconti (1866-1944), Brasil Óleo sobre tela 67 x 54 cm Coleção Particular http://peregrinacultural.wordpress.com/2009/06/28/5-livros-do-romantismo-iv-a-escrava-isaura /
  • 48.  
  • 50. Eliseu Visconti “ LAVADEIRAS”- 1891