SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Olá, aluno(a)! Está com dificuldade ou sem tempo para elaborar
essa MAPA? Iremos te ajudar!
Entre em contato
(63) 99129-5554
MAPA – BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO
FÍSICA - 51/2024
A antropometria compreende o estudo das características mensuráveis do corpo humano. Assim,
ela mede e avalia as características da forma e da composição do corpo dos seres humanos. No
cenário da educação física, podemos fazer uso da antropometria para o desenvolvimento e
acompanhamento de programas de exercícios físicos. Nesse contexto, frequentemente
avaliamos: a massa corporal, a estatura, os comprimentos e perímetros dos segmentos, bem
como as dobras cutâneas e a densidade corporal.
Fonte: BRANCO, B. H. M.; MATSUO, A. R.; FOLLMER, B. Medidas e avaliação em educação
física. Maringá: UniCesumar, 2019
Uma vez que a antropometria é uma ferramenta importante para o desenvolvimento e
acompanhamento de programas de exercícios físicos,nesta atividade MAPA suponha que você
foi convidado a estagiar em uma academia e uma das primeiras atividades foi acompanhar seu
professor supervisor em duas avaliações físicas
Para auxiliar o professor, ele lhe entregou um arquivo contendo 3 tarefas, com alguns registros
dessas avaliações para que sejam feitas as devidas análises, bem como algumas perguntas para
ele testar seus conhecimentos. Estas tarefas estão descritas no MODELO DE MAPA – MEDIDAS
E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA.
Assim, siga as orientações a seguir:
Orientações para a realização da atividade
- Faça o download do arquivo MODELO DE MAPA – MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO
FÍSICA, que se encontra no Material da Disciplina.
- Leia atentamente todas as informações e tire suas dúvidas com o professor mediador antes de
entregar sua atividade.
- Siga todas as orientações contidas no MODELO DE MAPA – MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM
EDUCAÇÃO FÍSICA.
- Utilize o livro (PDF) da disciplina como principal fonte de apoio.
- Antes de entregar a atividade, confira se o arquivo está correto (poderá ser entregue o arquivo
em formato Word ou PDF).
Orientações gerais
- Muito importante! Você deverá entregar essa atividade, apenas, por meio do MODELO DE
MAPA – MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA.
- Utilize o livro (PDF) da disciplina como principal fonte de apoio
- Cópias parcial ou total serão zeradas.
- Todas as atividades do curso são avaliadas conforme o que está sendo solicitado e as instruções
fornecidas. Assim, o descumprimento dessas orientações sempre acarreta algum desconto na
nota.
*Todas as informações a seguir estão descritas e organizadas no MODELO DE MAPA –
MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA.
FICHAS DE AVALIAÇÃO
# Ficha de avaliação 1
Data da avaliação: 27/02/2024
Avaliado(a): Carolina
Sexo: feminino
Data de nascimento: 11/09/1997
Massa Corporal: 78kg
Estatura: 1,62m
Circunferência da Cintura: 96cm
Dobras cutâneas
1° medida2° medida3° medida
Dobra cutânea do Peitoral: 15,5 mm 15,9 mm 15,7 mm
Dobra cutânea do Abdômen: 30,8 mm 34,1 mm 32,5 mm
Dobra cutânea do Tríceps: 26,9 mm 29,8 mm 28,4 mm
Dobra cutânea da Coxa: 26,1 mm 28,8 mm 27,5 mm
Dobra cutânea da Suprailíaca: 28,6 mm 31,7 mm 30,2 mm
Dobra cutânea da Axilar média: 18,6 mm 20,5 mm 19,6 mm
Dobra cutânea da Subescapular:28,0 mm 30,9 mm 29,5 mm
# Ficha de avaliação 2
Data da avaliação: 27/02/2024
Avaliado(a): João
Sexo: masculino
Data de nascimento: 15/09/1986
Massa Corporal: 78kg
Estatura: 1,79m
Circunferência da Cintura: 86cm
Dobras cutâneas
1° medida2° medida3° medida
Dobra cutânea do Peitoral: 5,0 mm 5,2 mm 4,7 mm
Dobra cutânea do Abdômen: 16,1 mm 16,9 mm 15,2 mm
Dobra cutânea do Tríceps: 9,5 mm 9,9 mm 9,3 mm
Dobra cutânea da Coxa: 18,2 mm 19,1 mm 18,1 mm
Dobra cutânea da Suprailíaca: 14,2 mm 14,9 mm 13,4 mm
Dobra cutânea da Axilar média: 9,0 mm 9,4 mm 9,2 mm
Dobra cutânea da Subescapular:15,2 mm 15,9 mm 15,4 mm
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS
Quando aplicamos um teste devemos verificar, primeiramente, para qual população ele foi
desenvolvido e, na sequência, respeitar e seguir as orientações dos protocolos, para que as
medidas/resultados, forneçam informações confiáveis.
Nesse contexto, responda às questões a seguir:
1) Segundo o material da disciplina, quais as orientações para realizar a medida da massa
corporal?
2) De acordo com o material da disciplina, quais as orientações para realizar a medida da
estatura?
3) Conforme consta no material da disciplina, quais são as duas formas de se realizar a medida
da circunferência da cintura?
4) A Figura 1 ilustra a localização de alguns dos pontos anatômicos para a mensuração das dobras
cutâneas:
Figura 1 - Pontos anatômicos para a mensuração das dobras cutâneas
Fonte: o autor.
Considerando essa figura, de acordo com a identificação da localização, preencha o quadro a
seguir com o nome da dobra cutânea:
Identificação da localizaçãoNome da dobra cutânea
1
2
3
4
5
6
7
5) De acordo com o material da disciplina, para a correta obtenção da medida das dobras
cutâneas, é necessário seguir algumas normas. De acordo com o material, quais são essas
normas?
ATIVIDADE 2 – ANÁLISE DA COMPOSIÇÃO CORPORAL
Considerando as informações das fichas de avaliação, nessa Atividade 2 você estimará o
percentual de gordura corporal, a massa gorda e a massa isenta de gordura da Carolina e do
João. Atenção, para realizar essas estimativas, você deverá consultar o livro da disciplina.
Para responder a essa atividade, preencha os campos a seguir com as informações solicitadas.
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize a fórmula de sete
dobras de Jackson, Pollock e Ward (1980).
2) Cálculo completo e o resultado do percentual de gordura corporal da Carolina. Utilize a fórmula
de Siri (1961).
3) Cálculo completo e o resultado da massa gorda e massa isenta de gordura da Carolina.
4) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal do João. Utilize a fórmula de sete dobras
de Jackson, Pollock e Ward (1980).
5) Cálculo completo e o resultado do percentual de gordura corporal do João. Utilize a fórmula de
Siri (1961).
6) Cálculo completo e o resultado da massa gorda e massa isenta de gordura do João.
ATIVIDADE 3 – ANÁLISE DA AVALIAÇÃO
A partir das informações das fichas de avaliação, nessa Atividade 3, você irá fazer algumas
análises e inferências relacionadas a aspectos da saúde da Carolina e do João.
Para responder essa atividade, preencha os campos a seguir com as informações solicitadas:
1) Resultado e diagnóstico do IMC da Carolina.
2) Considere a medida da circunferência de cintura da Carolina. De acordo com as informações
do livro da disciplina, ela está exposta a maiores riscos à saúde? Por quê?
3) Considere o percentual de gordura corporal da Carolina. De acordo a proposta de Heyward e
Stolarczyk (2000), apresentada no livro da disciplina, como está classificado o percentual de
gordura dela?
4) Resultado e diagnóstico do IMC do João.
5) Considere a medida da circunferência de cintura do João. De acordo com as informações do
livro da disciplina, ele está exposto a maiores riscos à saúde? Por quê?
6) Considere o percentual de gordura corporal do João. De acordo a proposta de Lohman,
Houtkooper e Going (1997), apresentada no livro da disciplina, como está classificado o
percentual de gordura dele?

Mais conteúdo relacionado

Mais de azulassessoriaacadem3

Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...azulassessoriaacadem3
 
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...azulassessoriaacadem3
 
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...azulassessoriaacadem3
 
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...azulassessoriaacadem3
 
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...azulassessoriaacadem3
 
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:azulassessoriaacadem3
 
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:azulassessoriaacadem3
 
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...azulassessoriaacadem3
 
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...azulassessoriaacadem3
 
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...azulassessoriaacadem3
 
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...azulassessoriaacadem3
 
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.azulassessoriaacadem3
 
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.azulassessoriaacadem3
 
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?azulassessoriaacadem3
 
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?azulassessoriaacadem3
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 

Mais de azulassessoriaacadem3 (20)

Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
 
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
Agora, você enfrentará um novo desafio. Receberá vistas isométricas de peças ...
 
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
 
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico       A projeção...
ETAPA 2: A Precisão da Projeção Ortogonal no Desenho Técnico A projeção...
 
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
 
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
Quando estamos trabalhando em um departamento de projetos, é de suma importân...
 
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
 
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
ETAPA 1: Iniciando no Desenho Técnico O desenho técnico serve como uma lingua...
 
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
 
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
PARTE 1: estruture o balanço patrimonial da empresa, usando o seguinte modelo:
 
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
 
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
4. Disserte sobre como o Senhor Jesus Cristo enxerga conflitos na igreja e qu...
 
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
 
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
2. Avalie a postura do pastor Epafrodito na condução do conflito, apresente p...
 
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
 
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
1. Classifique a natureza do conflito entre Loide e Sintique.
 
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
 
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
5. Em caso de sentença condenatória do Estado agressor, quais as penas?
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 

Último

Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 

Último (20)

Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 

6) Considere o percentual de gordura corporal do João. De acordo a proposta de Lohman, Houtkooper e Going (1997), apresentada no livro da disciplina, como está classificado o percentual de gordura dele?

  • 1. Olá, aluno(a)! Está com dificuldade ou sem tempo para elaborar essa MAPA? Iremos te ajudar! Entre em contato (63) 99129-5554 MAPA – BEDU - MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - 51/2024 A antropometria compreende o estudo das características mensuráveis do corpo humano. Assim, ela mede e avalia as características da forma e da composição do corpo dos seres humanos. No cenário da educação física, podemos fazer uso da antropometria para o desenvolvimento e acompanhamento de programas de exercícios físicos. Nesse contexto, frequentemente avaliamos: a massa corporal, a estatura, os comprimentos e perímetros dos segmentos, bem como as dobras cutâneas e a densidade corporal. Fonte: BRANCO, B. H. M.; MATSUO, A. R.; FOLLMER, B. Medidas e avaliação em educação física. Maringá: UniCesumar, 2019 Uma vez que a antropometria é uma ferramenta importante para o desenvolvimento e acompanhamento de programas de exercícios físicos,nesta atividade MAPA suponha que você foi convidado a estagiar em uma academia e uma das primeiras atividades foi acompanhar seu professor supervisor em duas avaliações físicas Para auxiliar o professor, ele lhe entregou um arquivo contendo 3 tarefas, com alguns registros dessas avaliações para que sejam feitas as devidas análises, bem como algumas perguntas para
  • 2. ele testar seus conhecimentos. Estas tarefas estão descritas no MODELO DE MAPA – MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA. Assim, siga as orientações a seguir: Orientações para a realização da atividade - Faça o download do arquivo MODELO DE MAPA – MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA, que se encontra no Material da Disciplina. - Leia atentamente todas as informações e tire suas dúvidas com o professor mediador antes de entregar sua atividade. - Siga todas as orientações contidas no MODELO DE MAPA – MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA. - Utilize o livro (PDF) da disciplina como principal fonte de apoio. - Antes de entregar a atividade, confira se o arquivo está correto (poderá ser entregue o arquivo em formato Word ou PDF). Orientações gerais - Muito importante! Você deverá entregar essa atividade, apenas, por meio do MODELO DE MAPA – MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA. - Utilize o livro (PDF) da disciplina como principal fonte de apoio - Cópias parcial ou total serão zeradas. - Todas as atividades do curso são avaliadas conforme o que está sendo solicitado e as instruções fornecidas. Assim, o descumprimento dessas orientações sempre acarreta algum desconto na nota. *Todas as informações a seguir estão descritas e organizadas no MODELO DE MAPA – MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA. FICHAS DE AVALIAÇÃO # Ficha de avaliação 1 Data da avaliação: 27/02/2024 Avaliado(a): Carolina Sexo: feminino Data de nascimento: 11/09/1997 Massa Corporal: 78kg Estatura: 1,62m Circunferência da Cintura: 96cm Dobras cutâneas 1° medida2° medida3° medida Dobra cutânea do Peitoral: 15,5 mm 15,9 mm 15,7 mm Dobra cutânea do Abdômen: 30,8 mm 34,1 mm 32,5 mm Dobra cutânea do Tríceps: 26,9 mm 29,8 mm 28,4 mm Dobra cutânea da Coxa: 26,1 mm 28,8 mm 27,5 mm Dobra cutânea da Suprailíaca: 28,6 mm 31,7 mm 30,2 mm Dobra cutânea da Axilar média: 18,6 mm 20,5 mm 19,6 mm Dobra cutânea da Subescapular:28,0 mm 30,9 mm 29,5 mm # Ficha de avaliação 2 Data da avaliação: 27/02/2024 Avaliado(a): João Sexo: masculino Data de nascimento: 15/09/1986 Massa Corporal: 78kg
  • 3. Estatura: 1,79m Circunferência da Cintura: 86cm Dobras cutâneas 1° medida2° medida3° medida Dobra cutânea do Peitoral: 5,0 mm 5,2 mm 4,7 mm Dobra cutânea do Abdômen: 16,1 mm 16,9 mm 15,2 mm Dobra cutânea do Tríceps: 9,5 mm 9,9 mm 9,3 mm Dobra cutânea da Coxa: 18,2 mm 19,1 mm 18,1 mm Dobra cutânea da Suprailíaca: 14,2 mm 14,9 mm 13,4 mm Dobra cutânea da Axilar média: 9,0 mm 9,4 mm 9,2 mm Dobra cutânea da Subescapular:15,2 mm 15,9 mm 15,4 mm ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS Quando aplicamos um teste devemos verificar, primeiramente, para qual população ele foi desenvolvido e, na sequência, respeitar e seguir as orientações dos protocolos, para que as medidas/resultados, forneçam informações confiáveis. Nesse contexto, responda às questões a seguir: 1) Segundo o material da disciplina, quais as orientações para realizar a medida da massa corporal? 2) De acordo com o material da disciplina, quais as orientações para realizar a medida da estatura? 3) Conforme consta no material da disciplina, quais são as duas formas de se realizar a medida da circunferência da cintura? 4) A Figura 1 ilustra a localização de alguns dos pontos anatômicos para a mensuração das dobras cutâneas:
  • 4. Figura 1 - Pontos anatômicos para a mensuração das dobras cutâneas Fonte: o autor. Considerando essa figura, de acordo com a identificação da localização, preencha o quadro a seguir com o nome da dobra cutânea: Identificação da localizaçãoNome da dobra cutânea 1 2 3 4 5 6 7 5) De acordo com o material da disciplina, para a correta obtenção da medida das dobras cutâneas, é necessário seguir algumas normas. De acordo com o material, quais são essas normas? ATIVIDADE 2 – ANÁLISE DA COMPOSIÇÃO CORPORAL Considerando as informações das fichas de avaliação, nessa Atividade 2 você estimará o percentual de gordura corporal, a massa gorda e a massa isenta de gordura da Carolina e do João. Atenção, para realizar essas estimativas, você deverá consultar o livro da disciplina. Para responder a essa atividade, preencha os campos a seguir com as informações solicitadas. 1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize a fórmula de sete dobras de Jackson, Pollock e Ward (1980). 2) Cálculo completo e o resultado do percentual de gordura corporal da Carolina. Utilize a fórmula de Siri (1961). 3) Cálculo completo e o resultado da massa gorda e massa isenta de gordura da Carolina. 4) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal do João. Utilize a fórmula de sete dobras de Jackson, Pollock e Ward (1980). 5) Cálculo completo e o resultado do percentual de gordura corporal do João. Utilize a fórmula de Siri (1961). 6) Cálculo completo e o resultado da massa gorda e massa isenta de gordura do João. ATIVIDADE 3 – ANÁLISE DA AVALIAÇÃO A partir das informações das fichas de avaliação, nessa Atividade 3, você irá fazer algumas análises e inferências relacionadas a aspectos da saúde da Carolina e do João. Para responder essa atividade, preencha os campos a seguir com as informações solicitadas: 1) Resultado e diagnóstico do IMC da Carolina. 2) Considere a medida da circunferência de cintura da Carolina. De acordo com as informações do livro da disciplina, ela está exposta a maiores riscos à saúde? Por quê?
  • 5. 3) Considere o percentual de gordura corporal da Carolina. De acordo a proposta de Heyward e Stolarczyk (2000), apresentada no livro da disciplina, como está classificado o percentual de gordura dela? 4) Resultado e diagnóstico do IMC do João. 5) Considere a medida da circunferência de cintura do João. De acordo com as informações do livro da disciplina, ele está exposto a maiores riscos à saúde? Por quê? 6) Considere o percentual de gordura corporal do João. De acordo a proposta de Lohman, Houtkooper e Going (1997), apresentada no livro da disciplina, como está classificado o percentual de gordura dele?