SlideShare uma empresa Scribd logo
FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA MATA SUL -FAMASUL
LICENCIATURA EM LETRAS
JOSILENE DE LIMA DA SILVA
RELATÓRIO DE OBSERVAÇÃO DE ESTÁGIO V
PALMARES – PE
2021
FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA MATA SUL -FAMASUL
LICENCIATURA EM LETRAS
JOSILENE DE LIMA DA SILVA
RELATÓRIO DE OBSERVAÇÃO DE ESTÁGIO V
Relatório apresentado como requisito obrigatório
da disciplina de Estágio Supervisionado, do curso
de Letras, pela Faculdade de Formação de
Professores da Mata Sul – FAMASUL.
Professor Orientador: Genilson Lins
PALMARES – PE
2021
1. Introdução
O presente relatório refere-se às experiências vivenciadas no estágio de observação
do ensino na escola em questão. Neste sentido, procura-se expressar reflexões acerca das
aulas observadas nas referidas turmas do erem Governador Eduardo Campos, na cidade de
Joaquim Nabuco-PE.
A importância desse período de acompanhamento das aulas justifica-se devido à
necessidade de aproximação e conhecimento da realidade escolar, e da elaboração de
diagnóstico dessa realidade como possibilidade para traçar o plano de ação para a docência.
Na tentativa de facilitar a conquista destes objetivos, foi necessárias fazer observações em
sala de aula, pois, acredita-se que a partir de um olhar atento seja possível aproximar a futura
prática docente às reais necessidades da turma.
2. Identificação da Escola
Nome: Erem Governador Eduardo Campos
Bairro: Centro
CEP: 55535-000
Endereço: Av. Manoel José da Costa Filho, S/N.
Cidade: Joaquim Nabuco
Modalidade de Ensino: Ensino Médio
Horário de Funcionamento:
Gestor (a): Alessandra Maria Santos da Silva
Coordenador (a): Elisabeth Malaquias Gomes
Telefone da escola: (81) 3682-1907
E-mail da escola: eremecab2014@outlook.com
3. Caracterização da Escola
A escola pertence à rede municipal de ensino e está localizada na zona urbana. Atua
nas modalidades de ensino médio. A escola possui atualmente, aproximadamente 1200
alunos, matriculados nos três turnos de funcionamento (manha, tarde e noite), 42 professores
efetivam, quatro funcionários contratados e todos eles são habilitados na área em que
lecionam seis funcionários administrativos, englobando secretários e auxiliares, e cinco
funcionários de manutenção e limpeza (merendeiras e serventes).
Quanto à estrutura física, é uma escola de médio porte, as salas são amplas, com
carteiras e cadeiras apropriadas, quadro branco e quadro verde. A escola possui quatro
banheiros, 15 salas de aula, existem várias dependências para realização de atividades tais
como: quadra esportiva para prática de educação física, laboratório de informática, biblioteca,
auditório, cozinha com alguns equipamentos e utensílios necessários. A escola dispõe de salas
administrativas (secretaria, sala da direção, coordenação, almoxarifado, de professores).
Para o desenvolvimento do trabalho pedagógico a escola disponibiliza Datashow,
televisor, computadores, notebook e internet, e acervo bibliográfico. A escola também oferece
materiais didáticos como papel ofício, giz e pincel.
Com relação ao planejamento e gestão escolar, a escola faz sistematicamente
reuniões com pais, alunos e profissionais da educação para discussão a respeito do Projeto
Político Pedagógico, portanto a gestão da escola é democrática, uma vez que é elaborada pela
comunidade escolar.
A concepção pedagógica adota pela instituição é a abordagem construtivista. Como
um espaço em que a prática pedagógica é entendida como uma prática de vida, de todos e
com todos, na perspectiva de formar cidadãos e cidadãs que integrem e contribuam para sua
comunidade. Uma escola democrática, competente e comprometida com a aprendizagem
significativa do aluno, buscando transformar informações em saberes necessários à vida dos
alunos.
A clientela atendida pela escola é bastante diversificada. A maioria dos alunos do
Médio é de famílias de baixa renda. A maioria dos alunos mora nos arredores em que a
instituição está inserida.
Quanto às atitudes em sala de aula, os problemas são comuns como em todas as
escolas, problemas de indisciplina, desrespeito entre colegas, desatenção e desinteresse, para
tentar resolver estes problemas, a escola usa de todos os meios que dispõe.
A escola trabalha com algumas medidas de prevenção como a entrada indevida de
pessoas a escola, controlar a entrada e saída de alunos, e a prevenção do uso e tráfico de
drogas desenvolvendo palestras orientadoras sobre os efeitos e consequências das drogas.
Mesmo com alguns problemas que ainda estão presentes na escola, a equipe docente
e administrativa tenta fazer a escola uma referência em comparação com outras nas mesmas
condições.
4. Desenvolvimento do Estágio:
Em meu primeiro contato com a escola campo de estágio, foi de extrema
importância, pois pude conhecer melhor o funcionamento da instituição de ensino em si, bem
como sua estrutura e ensinos disciplinares na mesma.
Em minhas observações na escola campo de estágio, revi educadores que outrora
foram meus educadores na instituição de ensino, tendo de certo modo outra visão, referente à
prática docente dos mesmos em sala de aula.
Na escola campo de estágio em meio às observações feitas, senti muito importante a
forma como os estagiários são tratados na instituição de ensino, de modo compreensivo e
acolhedor.
Foram observadas as práticas docentes no estágio da Língua Inglesa, docentes, dentre
os quais cada um possuía uma forma diferenciada de ensino em sua prática diária em sala de
aula, foram observados quatro docentes do sexo feminino e um apenas do sexo masculino.
Em meu primeiro dia de estágio da Língua Inglesa, estive na turma do 2º ano “A”, e
observei a prática docente da professora P1, onde observei que a mesma possui domínio de
sala e de conteúdo, e postura mediante a turma. A mesma é dinâmica nas atividades expostas
a turma. Os estudantes são interessados em meio às atividades expostas, porém em alguns
momentos da aula, muitos ficam dispersos.
No segundo momento, nas observações de estágio da Língua Inglesa, estive na turma
do 3º ano “A”, onde observei que os estudantes são interessados nas atividades propostas. A
professora P2, é dinâmica, compreensiva e possui uma relação de amizade com a turma,
dentro e fora da sala de aula.
Em minhas observações de estágio, estive também na turma do 2º ano “D”, onde
observei que os estudantes mostram-se interessados mediante as questões expostas aos
mesmos pela discente no âmbito de sala de aula. A professora P3, possui uma prática
pedagógica dinâmica e objetiva, que desperta o interesse dos discentes na aula em si.
Em outro momento, estive em observação novamente na turma do 3º ano “A”, onde
foi observada novamente a pratica docente da professora P2, sendo a mesma continua de
forma dinâmica com as atividades expostas em sala de aula.
Em minhas observações de estágio, estive em observação da turma do 1º ano “C”,
onde observei a pratica docente do professor P4, o mesmo trabalha em sala de aula com os
discentes, de forma dinâmica e objetiva, onde desperta o interesse dos estudantes mediante as
atividades expostas em sala de aula.
Em um dado momento em minhas observações de estágio da Língua Inglesa, onde o
professor P4 é o docente da turma e trabalha de forma igualitária a turma anterior observada,
o docente é dinâmico, claro e objetivo nas atividades de sala de aula, expostas aos discentes.
Estive também em observação de estágio V da Língua Inglesa, na turma do 2º ano
“E”, onde o docente da turma é também o professor P4, o mesmo possui uma didática
diferenciada, por se tratar de uma turma de 2º ano, o docente é claro, objetivo, dinâmico e
exigente com a turma em meio às atividades expostas. Os estudantes mostram-se interessados
diante as questões norteadoras a turma em si.
Por fim, a turma observada no estagio V de Língua Inglesa, foi à turma do 2º ano
“D”, onde notei que a turma em si, é bem interessada na aula, pois a professora P5 é
dinâmica, clara, objetiva e possui domínio de conteúdos nas atividades e conteúdos nas
atividades e conteúdos expostos em sala de aula.
4.1 Observação
Nas observações feitas à turma do 2º ano “A”, notei que a turma em si, possui um
bom numero de estudantes, com aproximadamente 30 discentes, onde os mesmos no 1º
primeiro momento da aula em si, interagem nos assuntos abordados em sala de aula, e em
outro momento a maioria dos mesmos mostram-se desinteressados em meio às questões
propostas. A turma mostra-se comportada, não falando palavrões em sala de aula, apenas
algumas conversas paralelas.
A docente em si, possui boa aparência, presença, domínio de sala e de conteúdos. A
mesma tem postura de sala, sendo reservada naquilo que faz e que diz em sala de aula. A
docente em si interage bem com os alunos em sala de aula, porém nota-se que a mesma é
exigente com os mesmos. A aula em si foi dinâmica, pois a aula foi vivenciada com musicas,
o que despertou o interesse de muitos, na mesma.
Estive no 2º ano “A”, em apenas uma hora de aula, sendo o tempo em si insuficiente
no desenvolver dos estudantes com as atividades propostas, pois muitos dos discentes não
terminaram em tempo as tais. A aula em si houve a interdisciplinaridade e a contextualização,
pois a aula em si, ocorreu de forma dinâmica e interativa na turma. As formas de avaliação
foram às avaliações diagnostica formativa e somativa.
A turma do 3º ano “A” mostra-se muito interessada em meio às questões observadas
com a mesma em sala de aula. A turma em si possui um bom numero de estudantes, onde a
mesma é composta, aproximadamente por 40 alunos, sendo os mesmos divididos em dois
grupos, estando às aulas ainda no sistema hibrido de ensino, devido à pandemia.
A docente da turma possui uma boa aparência, oralidade, domínio de sala e
conteúdo, mostrando a mesma um modo diferenciado, divertido e dinâmico de trabalhar com
a turma em si. A professora é alegre e interage com a turma de forma positiva, dentro e fora
do ambiente de sala de aula.
Estive em observação no 3º ano “A”, uma h/a, sendo o tempo suficiente para o
decorrer das atividades propostas aos discentes, onde os mesmos concluíram de forma
positiva, o que lhe foi proposto em sala de aula. A docente na aula em si, utilizou como
recurso didático matéria impresso, e objetos da escola e sala de aula, tais como a mesa dos
estudantes e como plástico. Houve a interdisciplinaridade e a contextualização na aula em si,
pois os estudantes interagiram significantes expondo ideias e opiniões. Os modos de avaliação
mediante as aulas, e questões propostas, foram à avaliação diagnóstica, formativa e somativa.
A turma do 2º ano “D” é uma turma que se mostra bem envolvida nas temáticas de
sala de aula, a mesma é uma turma de aproximadamente 20 estudantes sendo a maioria dos
mesmos do sexo feminino, os estudantes interagem bem em sala de aula, mostrando se
interessados na mesma.
A educadora em si, possui boa aparência, bem como domínio de sala e conteúdo
expostos a turma, expondo de forma clara e objetiva aos discentes em si. A educadora
interage de forma positiva com os estudantes em sala de aula, sendo compreensiva com os
mesmos e permitindo que os discentes expressem ideias e opiniões sobre as temáticas de sala.
Estive na turma do 2º ano “D”, em apenas uma h/a, porém foi tempo suficiente para
que os estudantes concluíssem as atividades com êxito, os recursos didáticos que a mesma
utilizou foram fichas demonstrativas com frases e expressões cotidianas bem como textos,
dinâmica e matérias impressos. Houve na aula em si, interdisciplinaridade e contextualização,
pois os estudantes aprenderam utilizando exemplos da sua vida cotidiana e expressaram ideias
e opiniões, pertinentes aos assuntos abordados em sala de aula. Todos os planejamentos das
aulas observados estão de acordo com os descritos, a BNCC, bem como o Currículo de
Pernambuco. Os modos de avaliação utilizados na aula foram às avaliações
diagnosticas,formativas e somativas.
Em outro momento, estive novamente em observação a turma do 3º ano “A”, e notei
à mesma didática da educadora em si, bem como seu manuseio com a turma e questões
propostas. Os estudantes possuíam o mesmo comportamento e interação que havia observado
outrora na aula anteriormente observada. A aula em si, foi dinâmica, clara e objetiva. Onde foi
utilizada como forma dinâmica a musica internacional em sala de aula, despertando o
interesse e os sentimentos e emoções dos estudantes com relação a musica e letra da mesma,
vivenciada de forma dinâmica. Os critérios e formas de avaliação foram à avaliação
diagnostica formativa e somativa.
Nas observações de estágio V, na observação a turma em si, é interessada diante aos
conteúdos expostos, a turma em si possui aproximadamente 25 estudantes, onde nota-se que
os mesmos gostam das aulas dinâmicas e diferenciadas, pois chamam a atenção dos mesmos.
Os discentes possuem bom comportamento em sala de aula, e interagem bem com o educador
em meio às atividades propostas.
O educador em si, possui boa aparência, domínio de sala e de conteúdos sendo por
sua vez criativo e dinâmico na forma de transmitir os conteúdos aos discentes. O professor em
si, tem um comportamento amigável com a turma, tendo um bom relacionamento dentro e
fora da sala de aula com os discentes.
Estive no 1º ano “C” no 1º, 2º e 3º momentos da aula, sendo tempo suficiente na
execução das atividades propostas. Os estudantes interagiram bem na aula em si expressando
ideias e opiniões na aula em si, houve a interdisciplinaridade bem como a contextualização
em sala, onde a aula e a aprendizagem dos discentes ocorreram de forma significa. Os
recursos didáticos utilizados foram dinâmicos em sala, vídeos aulas, e Slides, e o uso
dicionários em sala de aula, a aula em si foi elaborada de acordo com os descritos, a BNCC e
o Currículo de Pernambuco, utilizando como forma de avaliação, as avaliações diagnostica,
formativa e somativa.
Em minhas observações de estágio de Língua Inglesa, estive em outro momento na
turma do 1º ano “A”, onde observei que a mesma é uma turma centrada, que interage bem em
sala de aula, a mesma possui aproximadamente 30 estudantes. Existe um determinado e
pequeno grupo da sala, que gostam de conversas paralelas e brincadeiras, o que faz com que o
educador em si, chame atenção dos discentes na hora da aula.
O educador possui boa aparência, boa oratória, sendo o mesmo dinâmico e criativo
na didática em sala de aula, o mesmo possui um bom relacionamento amigável com a turma
no âmbito escolar, dentro e fora da sala de aula em si. O professor em si, possui domínio de
sala e de conteúdo, se expressa bem e de forma compreensiva aos discentes.
Estive no 1º ano “A”, em um momento da aula em si, sendo uma h/a. a aula em si,
observada foi dinâmica e criativa, pois o educador utiliza exemplos da vida cotidiana dos
estudantes nas abordagens do conteúdo. O tempo em que estive em observação na turma em
si foi notório que o momento de fato foi suficiente nas execuções das atividades propostas em
si, na aula em si houve a interdisciplinaridade, bem como a contextualização, pois os
estudantes interagiram bem na aula, expressando ideias e opiniões pertinentes as temáticas
abordadas. Os recursos utilizados na aula observada foram material impresso, Datashow, com
exibição de slides, quadro negro e repassado aos discentes, de acordo com os descritores, a
BNCC, e o Currículo de Pernambuco. Foram utilizadas como método de avaliação, as
avaliações diagnosticas, formativa, e somativa, no processo de aprendizagem dos discentes.
Ao observar as turmas do ensino médio na escola campo de estágio, no estágio V,
estive em observação da turma do 2º ano “E”, onde notei que os estudantes em si, são bem
interessados com os conteúdos abordados bem como, com o educador em sala de aula.
A turma em si, é centrada e comportada, onde notei que muitos dos estudantes
expressam ideias e opiniões referentes aos conteúdos expostos, interessando-se na
compreensão dos mesmos. A turma possui aproximadamente 25 estudantes, no ensino médio
regular.
O docente em si, possui uma boa aparência, domínio de sala e de conteúdos, sendo o
mesmo criativo e dinâmico no repasse dos assuntos abordados aos estudantes. O mesmo é
calmo e tem um bom relacionamento com os discentes dentro e fora da sala de aula, no
âmbito escolar. A forma de repasse dos conteúdos é relevante ao desenvolvimento dos
discentes, sendo de modo compreensivo e visando a aprendizagem dos mesmos visando à
aprendizagem dos mesmos.
Contudo em observação na turma do 2º ano “E”, em dois momentos, ou seja, em
duas h/a, onde o tempo em si, foi suficiente na abordagem ao tema bem como na realização
das atividades propostas.
Ao observar a aula em si, notei que houve a interdisciplinaridade, bem como a
contextualização em sala de aula, pois os estudantes exporão com certa firmeza suas ideias e
opiniões referentes às turmas e atividades em questão abordada. A aula oferecida e repassada
aos discentes está de acordo com os descritores, bem como a BNCC, e o Currículo de
Pernambuco. Entre os recursos utilizados pelo docente na mesma, estão textos, dinâmica,
Datashow, na exibição de slides, bem como material impresso. Dentre os métodos de
avaliação utilizados pelo docente estão às avaliações diagnosticas, formativas e somativas,
onde a mesma estão inseridas visando o processo de aprendizagem dos discentes.
Por fim, nas observações de estágio V da Língua Inglesa, estive em outro momento
em observação na turma do 2º ano “D”, notei em minhas observações realizadas, que a turma
em si, interage bem em sala de aula, onde os mesmos identificam-se com a disciplina, onde
percebi que muitos dos estudantes interessam-se pela aula, bem como ficam atentos em meio
às explicações dos assuntos abordados pela educadora em sala. A turma em si, é focada e
centrada na aula, possuem bom comportamento, porém existem estudantes de certo grupo,
que em alguns momentos da aula em si, ficam dispersos, porém conseguem realizar as
atividades propostas. A turma possui aproximadamente 27 estudantes.
A docente por sua vez, possui boa aparência, domínio de sala e de conteúdo, sendo a
mesma em si, dinâmica e criativa no repasse das questões e abordagens temáticas em sala de
aula. A educadora possui um bom relacionamento com a turma, dentro e fora da sala de aula,
bem como no âmbito escolar, a mesma possui postura e segurança mediante a turma e nas
abordagens em si, utilizadas em sala.
Estive no 2º ano “D” em apenas um momento, ou seja, uma h/a, onde foi visto que o
tempo foi suficiente curto em relação às abordagens e explicações, bem como na execução
das atividades vivenciadas, porém por a atividade ter sido de consulta os estudantes em sua
maioria, concluíram a mesma com êxito. Na aula em si, houve a interdisciplinaridade, bem
como a contextualização em sala de aula, nas atividades abordadas e expostas, pois os
estudantes em si, interagem bem na mesma, expondo ideias e opiniões. A aprendizagem dos
mesmos ocorreu de forma significativa, os recursos utilizados na mesma foram com o uso do
dicionário, celulares e Datashow na exibição de slides, que contribuíram na aprendizagem dos
estudantes, bem como na realização das atividades propostas. A aula em si foi elaborada de
acordo com os descritores, a BNCC, e o Currículo de Pernambuco, utilizando como forma de
avaliação, a avaliação diagnostica formativa, bem como somativa, visando à aprendizagem e
o desenvolvimento dos estudantes em si.
5. Considerações finais
Ao realizar o estágio, percebi na prática educativa o dia a dia do professor que às vezes
nos revelam momentos bons e até mágicos ou situações totalmente inversas, mas, que nos
ensina a pensar melhor e refletir profundamente a nossa missão como educador. Portanto, o
estágio, e as observações foram muito importantes para o meu aprendizado, pois pude
perceber que ensinar não é muito fácil, é preciso ter habilidade, dinâmica e domínio de
conteúdo.
Quanto às aulas observadas, foi muito válido porque eu aprendi muito com os
professores, que ao abordar os conteúdos em sala de aula, é visível a participação dos alunos,
como também o desinteresse de alguns. Mas, mesmo diante das dificuldades pude presenciar
a criatividade, e boa vontade dos professores em deixarem o seu recado de maneira produtiva
de modo que, as aulas tornaram-se prazerosas e cativantes. E assim, os alunos mostraram
desenvoltura nas atividades propostas. Posso dizer então, que o estágio supervisionado foi
imprescindível para o meu aprendizado como futura professora.
Anexos
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff
537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff

Relatório final miro
Relatório final miroRelatório final miro
Relatório final miro
Neuzy Quadros
 
Elementos tempo espaco
Elementos tempo espacoElementos tempo espaco
Elementos tempo espaco
Andrea Cortelazzi
 
Portifólio de estágio supervisionado, semestre 6
Portifólio de estágio supervisionado, semestre 6Portifólio de estágio supervisionado, semestre 6
Portifólio de estágio supervisionado, semestre 6
mikhaspeeka
 
DIAGNÓSTICO ESCOLAR – SEQUÊNCIA DIDÁTICA (MATEMÁTICA)
 DIAGNÓSTICO ESCOLAR – SEQUÊNCIA DIDÁTICA (MATEMÁTICA) DIAGNÓSTICO ESCOLAR – SEQUÊNCIA DIDÁTICA (MATEMÁTICA)
DIAGNÓSTICO ESCOLAR – SEQUÊNCIA DIDÁTICA (MATEMÁTICA)
Daniella Bezerra
 
O papel do professor na motivação dos alunos no ensino de língua inglesa
O papel do professor na motivação dos alunos no ensino de língua inglesaO papel do professor na motivação dos alunos no ensino de língua inglesa
O papel do professor na motivação dos alunos no ensino de língua inglesa
UNEB
 
As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos do sexto ano de língua i...
As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos do sexto ano de língua i...As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos do sexto ano de língua i...
As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos do sexto ano de língua i...
UNEB
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
renatalguterres
 
MONOGRAFIA DE ANA ZILÁ RAMOS OLIVEIRA DA SILVA
MONOGRAFIA DE ANA ZILÁ RAMOS OLIVEIRA DA SILVAMONOGRAFIA DE ANA ZILÁ RAMOS OLIVEIRA DA SILVA
MONOGRAFIA DE ANA ZILÁ RAMOS OLIVEIRA DA SILVA
UNEB
 
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Gabriele Agostini Martins
 
Portfólio de estágio supervisionado
Portfólio de estágio supervisionadoPortfólio de estágio supervisionado
Portfólio de estágio supervisionado
mikhaspeeka
 
Modelo de Apresentação do Seminário
Modelo de Apresentação do SeminárioModelo de Apresentação do Seminário
Modelo de Apresentação do Seminário
Marcelle Pires
 
Portifólio de victor
Portifólio de victorPortifólio de victor
Portifólio de victor
Victor Adriel Dos Santos
 
Seminário Integrador de Estágio Supervisionado
Seminário Integrador de Estágio SupervisionadoSeminário Integrador de Estágio Supervisionado
Seminário Integrador de Estágio Supervisionado
Arlene Oliveira
 
Acompanhamento de sala de aula
Acompanhamento de sala de aulaAcompanhamento de sala de aula
Acompanhamento de sala de aula
Escola Estadual Deputado Emílio Justo
 
1652548355442_Projecto Fernando.docx
1652548355442_Projecto Fernando.docx1652548355442_Projecto Fernando.docx
1652548355442_Projecto Fernando.docx
Anelia6
 
Portfólio ana carine o
Portfólio ana carine oPortfólio ana carine o
Portfólio ana carine o
familiaestagio
 
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
Relatório de estágio  11 (reparado) (1)Relatório de estágio  11 (reparado) (1)
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
Natália Ferreira
 
Discussões sobre o currículo prescrito e real - 2011
Discussões sobre o currículo prescrito e real - 2011Discussões sobre o currículo prescrito e real - 2011
Discussões sobre o currículo prescrito e real - 2011
Fernanda Rezende Pedroza
 
Portfólio tais
Portfólio taisPortfólio tais
Portfólio tais
familiaestagio
 
Portfólio tais
Portfólio taisPortfólio tais
Portfólio tais
familiaestagio
 

Semelhante a 537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff (20)

Relatório final miro
Relatório final miroRelatório final miro
Relatório final miro
 
Elementos tempo espaco
Elementos tempo espacoElementos tempo espaco
Elementos tempo espaco
 
Portifólio de estágio supervisionado, semestre 6
Portifólio de estágio supervisionado, semestre 6Portifólio de estágio supervisionado, semestre 6
Portifólio de estágio supervisionado, semestre 6
 
DIAGNÓSTICO ESCOLAR – SEQUÊNCIA DIDÁTICA (MATEMÁTICA)
 DIAGNÓSTICO ESCOLAR – SEQUÊNCIA DIDÁTICA (MATEMÁTICA) DIAGNÓSTICO ESCOLAR – SEQUÊNCIA DIDÁTICA (MATEMÁTICA)
DIAGNÓSTICO ESCOLAR – SEQUÊNCIA DIDÁTICA (MATEMÁTICA)
 
O papel do professor na motivação dos alunos no ensino de língua inglesa
O papel do professor na motivação dos alunos no ensino de língua inglesaO papel do professor na motivação dos alunos no ensino de língua inglesa
O papel do professor na motivação dos alunos no ensino de língua inglesa
 
As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos do sexto ano de língua i...
As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos do sexto ano de língua i...As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos do sexto ano de língua i...
As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos do sexto ano de língua i...
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
 
MONOGRAFIA DE ANA ZILÁ RAMOS OLIVEIRA DA SILVA
MONOGRAFIA DE ANA ZILÁ RAMOS OLIVEIRA DA SILVAMONOGRAFIA DE ANA ZILÁ RAMOS OLIVEIRA DA SILVA
MONOGRAFIA DE ANA ZILÁ RAMOS OLIVEIRA DA SILVA
 
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
Apresentação no II Seminário de Investigação Didática do Projeto Bolsa Alfabe...
 
Portfólio de estágio supervisionado
Portfólio de estágio supervisionadoPortfólio de estágio supervisionado
Portfólio de estágio supervisionado
 
Modelo de Apresentação do Seminário
Modelo de Apresentação do SeminárioModelo de Apresentação do Seminário
Modelo de Apresentação do Seminário
 
Portifólio de victor
Portifólio de victorPortifólio de victor
Portifólio de victor
 
Seminário Integrador de Estágio Supervisionado
Seminário Integrador de Estágio SupervisionadoSeminário Integrador de Estágio Supervisionado
Seminário Integrador de Estágio Supervisionado
 
Acompanhamento de sala de aula
Acompanhamento de sala de aulaAcompanhamento de sala de aula
Acompanhamento de sala de aula
 
1652548355442_Projecto Fernando.docx
1652548355442_Projecto Fernando.docx1652548355442_Projecto Fernando.docx
1652548355442_Projecto Fernando.docx
 
Portfólio ana carine o
Portfólio ana carine oPortfólio ana carine o
Portfólio ana carine o
 
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
Relatório de estágio  11 (reparado) (1)Relatório de estágio  11 (reparado) (1)
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
 
Discussões sobre o currículo prescrito e real - 2011
Discussões sobre o currículo prescrito e real - 2011Discussões sobre o currículo prescrito e real - 2011
Discussões sobre o currículo prescrito e real - 2011
 
Portfólio tais
Portfólio taisPortfólio tais
Portfólio tais
 
Portfólio tais
Portfólio taisPortfólio tais
Portfólio tais
 

Mais de CristviaFerreira

gabaritos_preliminares.pdfdddddddddddddddddddddddddd
gabaritos_preliminares.pdfddddddddddddddddddddddddddgabaritos_preliminares.pdfdddddddddddddddddddddddddd
gabaritos_preliminares.pdfdddddddddddddddddddddddddd
CristviaFerreira
 
2021_PV_licenciatura_letras_ingleddddddddds.pdf
2021_PV_licenciatura_letras_ingleddddddddds.pdf2021_PV_licenciatura_letras_ingleddddddddds.pdf
2021_PV_licenciatura_letras_ingleddddddddds.pdf
CristviaFerreira
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ffffffffffffffffff-04.pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ffffffffffffffffff-04.pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ffffffffffffffffff-04.pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ffffffffffffffffff-04.pdf
CristviaFerreira
 
dpd,+16+Marluci+pronto.pdfeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
dpd,+16+Marluci+pronto.pdfeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeedpd,+16+Marluci+pronto.pdfeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
dpd,+16+Marluci+pronto.pdfeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
CristviaFerreira
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
carlaconti,+RELATÓRIO+DE+ESTÁGIO+DE+OBSERVAÇÃO.pdf
carlaconti,+RELATÓRIO+DE+ESTÁGIO+DE+OBSERVAÇÃO.pdfcarlaconti,+RELATÓRIO+DE+ESTÁGIO+DE+OBSERVAÇÃO.pdf
carlaconti,+RELATÓRIO+DE+ESTÁGIO+DE+OBSERVAÇÃO.pdf
CristviaFerreira
 
modelo-de-relatorio-de-estagio-20-09-2021-1-1.doc
modelo-de-relatorio-de-estagio-20-09-2021-1-1.docmodelo-de-relatorio-de-estagio-20-09-2021-1-1.doc
modelo-de-relatorio-de-estagio-20-09-2021-1-1.doc
CristviaFerreira
 

Mais de CristviaFerreira (7)

gabaritos_preliminares.pdfdddddddddddddddddddddddddd
gabaritos_preliminares.pdfddddddddddddddddddddddddddgabaritos_preliminares.pdfdddddddddddddddddddddddddd
gabaritos_preliminares.pdfdddddddddddddddddddddddddd
 
2021_PV_licenciatura_letras_ingleddddddddds.pdf
2021_PV_licenciatura_letras_ingleddddddddds.pdf2021_PV_licenciatura_letras_ingleddddddddds.pdf
2021_PV_licenciatura_letras_ingleddddddddds.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ffffffffffffffffff-04.pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ffffffffffffffffff-04.pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ffffffffffffffffff-04.pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ffffffffffffffffff-04.pdf
 
dpd,+16+Marluci+pronto.pdfeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
dpd,+16+Marluci+pronto.pdfeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeedpd,+16+Marluci+pronto.pdfeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
dpd,+16+Marluci+pronto.pdfeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
carlaconti,+RELATÓRIO+DE+ESTÁGIO+DE+OBSERVAÇÃO.pdf
carlaconti,+RELATÓRIO+DE+ESTÁGIO+DE+OBSERVAÇÃO.pdfcarlaconti,+RELATÓRIO+DE+ESTÁGIO+DE+OBSERVAÇÃO.pdf
carlaconti,+RELATÓRIO+DE+ESTÁGIO+DE+OBSERVAÇÃO.pdf
 
modelo-de-relatorio-de-estagio-20-09-2021-1-1.doc
modelo-de-relatorio-de-estagio-20-09-2021-1-1.docmodelo-de-relatorio-de-estagio-20-09-2021-1-1.doc
modelo-de-relatorio-de-estagio-20-09-2021-1-1.doc
 

537184948-relatorio-ingles.docxffffjjjjjjjjjjjjjjjjjjff

  • 1. FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA MATA SUL -FAMASUL LICENCIATURA EM LETRAS JOSILENE DE LIMA DA SILVA RELATÓRIO DE OBSERVAÇÃO DE ESTÁGIO V PALMARES – PE 2021
  • 2. FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA MATA SUL -FAMASUL LICENCIATURA EM LETRAS JOSILENE DE LIMA DA SILVA RELATÓRIO DE OBSERVAÇÃO DE ESTÁGIO V Relatório apresentado como requisito obrigatório da disciplina de Estágio Supervisionado, do curso de Letras, pela Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul – FAMASUL. Professor Orientador: Genilson Lins PALMARES – PE 2021
  • 3. 1. Introdução O presente relatório refere-se às experiências vivenciadas no estágio de observação do ensino na escola em questão. Neste sentido, procura-se expressar reflexões acerca das aulas observadas nas referidas turmas do erem Governador Eduardo Campos, na cidade de Joaquim Nabuco-PE. A importância desse período de acompanhamento das aulas justifica-se devido à necessidade de aproximação e conhecimento da realidade escolar, e da elaboração de diagnóstico dessa realidade como possibilidade para traçar o plano de ação para a docência. Na tentativa de facilitar a conquista destes objetivos, foi necessárias fazer observações em sala de aula, pois, acredita-se que a partir de um olhar atento seja possível aproximar a futura prática docente às reais necessidades da turma. 2. Identificação da Escola Nome: Erem Governador Eduardo Campos Bairro: Centro CEP: 55535-000 Endereço: Av. Manoel José da Costa Filho, S/N. Cidade: Joaquim Nabuco Modalidade de Ensino: Ensino Médio Horário de Funcionamento: Gestor (a): Alessandra Maria Santos da Silva Coordenador (a): Elisabeth Malaquias Gomes Telefone da escola: (81) 3682-1907 E-mail da escola: eremecab2014@outlook.com 3. Caracterização da Escola A escola pertence à rede municipal de ensino e está localizada na zona urbana. Atua nas modalidades de ensino médio. A escola possui atualmente, aproximadamente 1200 alunos, matriculados nos três turnos de funcionamento (manha, tarde e noite), 42 professores efetivam, quatro funcionários contratados e todos eles são habilitados na área em que
  • 4. lecionam seis funcionários administrativos, englobando secretários e auxiliares, e cinco funcionários de manutenção e limpeza (merendeiras e serventes). Quanto à estrutura física, é uma escola de médio porte, as salas são amplas, com carteiras e cadeiras apropriadas, quadro branco e quadro verde. A escola possui quatro banheiros, 15 salas de aula, existem várias dependências para realização de atividades tais como: quadra esportiva para prática de educação física, laboratório de informática, biblioteca, auditório, cozinha com alguns equipamentos e utensílios necessários. A escola dispõe de salas administrativas (secretaria, sala da direção, coordenação, almoxarifado, de professores). Para o desenvolvimento do trabalho pedagógico a escola disponibiliza Datashow, televisor, computadores, notebook e internet, e acervo bibliográfico. A escola também oferece materiais didáticos como papel ofício, giz e pincel. Com relação ao planejamento e gestão escolar, a escola faz sistematicamente reuniões com pais, alunos e profissionais da educação para discussão a respeito do Projeto Político Pedagógico, portanto a gestão da escola é democrática, uma vez que é elaborada pela comunidade escolar. A concepção pedagógica adota pela instituição é a abordagem construtivista. Como um espaço em que a prática pedagógica é entendida como uma prática de vida, de todos e com todos, na perspectiva de formar cidadãos e cidadãs que integrem e contribuam para sua comunidade. Uma escola democrática, competente e comprometida com a aprendizagem significativa do aluno, buscando transformar informações em saberes necessários à vida dos alunos. A clientela atendida pela escola é bastante diversificada. A maioria dos alunos do Médio é de famílias de baixa renda. A maioria dos alunos mora nos arredores em que a instituição está inserida. Quanto às atitudes em sala de aula, os problemas são comuns como em todas as escolas, problemas de indisciplina, desrespeito entre colegas, desatenção e desinteresse, para tentar resolver estes problemas, a escola usa de todos os meios que dispõe. A escola trabalha com algumas medidas de prevenção como a entrada indevida de pessoas a escola, controlar a entrada e saída de alunos, e a prevenção do uso e tráfico de drogas desenvolvendo palestras orientadoras sobre os efeitos e consequências das drogas. Mesmo com alguns problemas que ainda estão presentes na escola, a equipe docente e administrativa tenta fazer a escola uma referência em comparação com outras nas mesmas condições.
  • 5. 4. Desenvolvimento do Estágio: Em meu primeiro contato com a escola campo de estágio, foi de extrema importância, pois pude conhecer melhor o funcionamento da instituição de ensino em si, bem como sua estrutura e ensinos disciplinares na mesma. Em minhas observações na escola campo de estágio, revi educadores que outrora foram meus educadores na instituição de ensino, tendo de certo modo outra visão, referente à prática docente dos mesmos em sala de aula. Na escola campo de estágio em meio às observações feitas, senti muito importante a forma como os estagiários são tratados na instituição de ensino, de modo compreensivo e acolhedor. Foram observadas as práticas docentes no estágio da Língua Inglesa, docentes, dentre os quais cada um possuía uma forma diferenciada de ensino em sua prática diária em sala de aula, foram observados quatro docentes do sexo feminino e um apenas do sexo masculino. Em meu primeiro dia de estágio da Língua Inglesa, estive na turma do 2º ano “A”, e observei a prática docente da professora P1, onde observei que a mesma possui domínio de sala e de conteúdo, e postura mediante a turma. A mesma é dinâmica nas atividades expostas a turma. Os estudantes são interessados em meio às atividades expostas, porém em alguns momentos da aula, muitos ficam dispersos. No segundo momento, nas observações de estágio da Língua Inglesa, estive na turma do 3º ano “A”, onde observei que os estudantes são interessados nas atividades propostas. A professora P2, é dinâmica, compreensiva e possui uma relação de amizade com a turma, dentro e fora da sala de aula. Em minhas observações de estágio, estive também na turma do 2º ano “D”, onde observei que os estudantes mostram-se interessados mediante as questões expostas aos mesmos pela discente no âmbito de sala de aula. A professora P3, possui uma prática pedagógica dinâmica e objetiva, que desperta o interesse dos discentes na aula em si. Em outro momento, estive em observação novamente na turma do 3º ano “A”, onde foi observada novamente a pratica docente da professora P2, sendo a mesma continua de forma dinâmica com as atividades expostas em sala de aula. Em minhas observações de estágio, estive em observação da turma do 1º ano “C”, onde observei a pratica docente do professor P4, o mesmo trabalha em sala de aula com os discentes, de forma dinâmica e objetiva, onde desperta o interesse dos estudantes mediante as atividades expostas em sala de aula.
  • 6. Em um dado momento em minhas observações de estágio da Língua Inglesa, onde o professor P4 é o docente da turma e trabalha de forma igualitária a turma anterior observada, o docente é dinâmico, claro e objetivo nas atividades de sala de aula, expostas aos discentes. Estive também em observação de estágio V da Língua Inglesa, na turma do 2º ano “E”, onde o docente da turma é também o professor P4, o mesmo possui uma didática diferenciada, por se tratar de uma turma de 2º ano, o docente é claro, objetivo, dinâmico e exigente com a turma em meio às atividades expostas. Os estudantes mostram-se interessados diante as questões norteadoras a turma em si. Por fim, a turma observada no estagio V de Língua Inglesa, foi à turma do 2º ano “D”, onde notei que a turma em si, é bem interessada na aula, pois a professora P5 é dinâmica, clara, objetiva e possui domínio de conteúdos nas atividades e conteúdos nas atividades e conteúdos expostos em sala de aula. 4.1 Observação Nas observações feitas à turma do 2º ano “A”, notei que a turma em si, possui um bom numero de estudantes, com aproximadamente 30 discentes, onde os mesmos no 1º primeiro momento da aula em si, interagem nos assuntos abordados em sala de aula, e em outro momento a maioria dos mesmos mostram-se desinteressados em meio às questões propostas. A turma mostra-se comportada, não falando palavrões em sala de aula, apenas algumas conversas paralelas. A docente em si, possui boa aparência, presença, domínio de sala e de conteúdos. A mesma tem postura de sala, sendo reservada naquilo que faz e que diz em sala de aula. A docente em si interage bem com os alunos em sala de aula, porém nota-se que a mesma é exigente com os mesmos. A aula em si foi dinâmica, pois a aula foi vivenciada com musicas, o que despertou o interesse de muitos, na mesma. Estive no 2º ano “A”, em apenas uma hora de aula, sendo o tempo em si insuficiente no desenvolver dos estudantes com as atividades propostas, pois muitos dos discentes não terminaram em tempo as tais. A aula em si houve a interdisciplinaridade e a contextualização, pois a aula em si, ocorreu de forma dinâmica e interativa na turma. As formas de avaliação foram às avaliações diagnostica formativa e somativa. A turma do 3º ano “A” mostra-se muito interessada em meio às questões observadas com a mesma em sala de aula. A turma em si possui um bom numero de estudantes, onde a
  • 7. mesma é composta, aproximadamente por 40 alunos, sendo os mesmos divididos em dois grupos, estando às aulas ainda no sistema hibrido de ensino, devido à pandemia. A docente da turma possui uma boa aparência, oralidade, domínio de sala e conteúdo, mostrando a mesma um modo diferenciado, divertido e dinâmico de trabalhar com a turma em si. A professora é alegre e interage com a turma de forma positiva, dentro e fora do ambiente de sala de aula. Estive em observação no 3º ano “A”, uma h/a, sendo o tempo suficiente para o decorrer das atividades propostas aos discentes, onde os mesmos concluíram de forma positiva, o que lhe foi proposto em sala de aula. A docente na aula em si, utilizou como recurso didático matéria impresso, e objetos da escola e sala de aula, tais como a mesa dos estudantes e como plástico. Houve a interdisciplinaridade e a contextualização na aula em si, pois os estudantes interagiram significantes expondo ideias e opiniões. Os modos de avaliação mediante as aulas, e questões propostas, foram à avaliação diagnóstica, formativa e somativa. A turma do 2º ano “D” é uma turma que se mostra bem envolvida nas temáticas de sala de aula, a mesma é uma turma de aproximadamente 20 estudantes sendo a maioria dos mesmos do sexo feminino, os estudantes interagem bem em sala de aula, mostrando se interessados na mesma. A educadora em si, possui boa aparência, bem como domínio de sala e conteúdo expostos a turma, expondo de forma clara e objetiva aos discentes em si. A educadora interage de forma positiva com os estudantes em sala de aula, sendo compreensiva com os mesmos e permitindo que os discentes expressem ideias e opiniões sobre as temáticas de sala. Estive na turma do 2º ano “D”, em apenas uma h/a, porém foi tempo suficiente para que os estudantes concluíssem as atividades com êxito, os recursos didáticos que a mesma utilizou foram fichas demonstrativas com frases e expressões cotidianas bem como textos, dinâmica e matérias impressos. Houve na aula em si, interdisciplinaridade e contextualização, pois os estudantes aprenderam utilizando exemplos da sua vida cotidiana e expressaram ideias e opiniões, pertinentes aos assuntos abordados em sala de aula. Todos os planejamentos das aulas observados estão de acordo com os descritos, a BNCC, bem como o Currículo de Pernambuco. Os modos de avaliação utilizados na aula foram às avaliações diagnosticas,formativas e somativas. Em outro momento, estive novamente em observação a turma do 3º ano “A”, e notei à mesma didática da educadora em si, bem como seu manuseio com a turma e questões propostas. Os estudantes possuíam o mesmo comportamento e interação que havia observado outrora na aula anteriormente observada. A aula em si, foi dinâmica, clara e objetiva. Onde foi
  • 8. utilizada como forma dinâmica a musica internacional em sala de aula, despertando o interesse e os sentimentos e emoções dos estudantes com relação a musica e letra da mesma, vivenciada de forma dinâmica. Os critérios e formas de avaliação foram à avaliação diagnostica formativa e somativa. Nas observações de estágio V, na observação a turma em si, é interessada diante aos conteúdos expostos, a turma em si possui aproximadamente 25 estudantes, onde nota-se que os mesmos gostam das aulas dinâmicas e diferenciadas, pois chamam a atenção dos mesmos. Os discentes possuem bom comportamento em sala de aula, e interagem bem com o educador em meio às atividades propostas. O educador em si, possui boa aparência, domínio de sala e de conteúdos sendo por sua vez criativo e dinâmico na forma de transmitir os conteúdos aos discentes. O professor em si, tem um comportamento amigável com a turma, tendo um bom relacionamento dentro e fora da sala de aula com os discentes. Estive no 1º ano “C” no 1º, 2º e 3º momentos da aula, sendo tempo suficiente na execução das atividades propostas. Os estudantes interagiram bem na aula em si expressando ideias e opiniões na aula em si, houve a interdisciplinaridade bem como a contextualização em sala, onde a aula e a aprendizagem dos discentes ocorreram de forma significa. Os recursos didáticos utilizados foram dinâmicos em sala, vídeos aulas, e Slides, e o uso dicionários em sala de aula, a aula em si foi elaborada de acordo com os descritos, a BNCC e o Currículo de Pernambuco, utilizando como forma de avaliação, as avaliações diagnostica, formativa e somativa. Em minhas observações de estágio de Língua Inglesa, estive em outro momento na turma do 1º ano “A”, onde observei que a mesma é uma turma centrada, que interage bem em sala de aula, a mesma possui aproximadamente 30 estudantes. Existe um determinado e pequeno grupo da sala, que gostam de conversas paralelas e brincadeiras, o que faz com que o educador em si, chame atenção dos discentes na hora da aula. O educador possui boa aparência, boa oratória, sendo o mesmo dinâmico e criativo na didática em sala de aula, o mesmo possui um bom relacionamento amigável com a turma no âmbito escolar, dentro e fora da sala de aula em si. O professor em si, possui domínio de sala e de conteúdo, se expressa bem e de forma compreensiva aos discentes. Estive no 1º ano “A”, em um momento da aula em si, sendo uma h/a. a aula em si, observada foi dinâmica e criativa, pois o educador utiliza exemplos da vida cotidiana dos estudantes nas abordagens do conteúdo. O tempo em que estive em observação na turma em si foi notório que o momento de fato foi suficiente nas execuções das atividades propostas em
  • 9. si, na aula em si houve a interdisciplinaridade, bem como a contextualização, pois os estudantes interagiram bem na aula, expressando ideias e opiniões pertinentes as temáticas abordadas. Os recursos utilizados na aula observada foram material impresso, Datashow, com exibição de slides, quadro negro e repassado aos discentes, de acordo com os descritores, a BNCC, e o Currículo de Pernambuco. Foram utilizadas como método de avaliação, as avaliações diagnosticas, formativa, e somativa, no processo de aprendizagem dos discentes. Ao observar as turmas do ensino médio na escola campo de estágio, no estágio V, estive em observação da turma do 2º ano “E”, onde notei que os estudantes em si, são bem interessados com os conteúdos abordados bem como, com o educador em sala de aula. A turma em si, é centrada e comportada, onde notei que muitos dos estudantes expressam ideias e opiniões referentes aos conteúdos expostos, interessando-se na compreensão dos mesmos. A turma possui aproximadamente 25 estudantes, no ensino médio regular. O docente em si, possui uma boa aparência, domínio de sala e de conteúdos, sendo o mesmo criativo e dinâmico no repasse dos assuntos abordados aos estudantes. O mesmo é calmo e tem um bom relacionamento com os discentes dentro e fora da sala de aula, no âmbito escolar. A forma de repasse dos conteúdos é relevante ao desenvolvimento dos discentes, sendo de modo compreensivo e visando a aprendizagem dos mesmos visando à aprendizagem dos mesmos. Contudo em observação na turma do 2º ano “E”, em dois momentos, ou seja, em duas h/a, onde o tempo em si, foi suficiente na abordagem ao tema bem como na realização das atividades propostas. Ao observar a aula em si, notei que houve a interdisciplinaridade, bem como a contextualização em sala de aula, pois os estudantes exporão com certa firmeza suas ideias e opiniões referentes às turmas e atividades em questão abordada. A aula oferecida e repassada aos discentes está de acordo com os descritores, bem como a BNCC, e o Currículo de Pernambuco. Entre os recursos utilizados pelo docente na mesma, estão textos, dinâmica, Datashow, na exibição de slides, bem como material impresso. Dentre os métodos de avaliação utilizados pelo docente estão às avaliações diagnosticas, formativas e somativas, onde a mesma estão inseridas visando o processo de aprendizagem dos discentes. Por fim, nas observações de estágio V da Língua Inglesa, estive em outro momento em observação na turma do 2º ano “D”, notei em minhas observações realizadas, que a turma em si, interage bem em sala de aula, onde os mesmos identificam-se com a disciplina, onde percebi que muitos dos estudantes interessam-se pela aula, bem como ficam atentos em meio
  • 10. às explicações dos assuntos abordados pela educadora em sala. A turma em si, é focada e centrada na aula, possuem bom comportamento, porém existem estudantes de certo grupo, que em alguns momentos da aula em si, ficam dispersos, porém conseguem realizar as atividades propostas. A turma possui aproximadamente 27 estudantes. A docente por sua vez, possui boa aparência, domínio de sala e de conteúdo, sendo a mesma em si, dinâmica e criativa no repasse das questões e abordagens temáticas em sala de aula. A educadora possui um bom relacionamento com a turma, dentro e fora da sala de aula, bem como no âmbito escolar, a mesma possui postura e segurança mediante a turma e nas abordagens em si, utilizadas em sala. Estive no 2º ano “D” em apenas um momento, ou seja, uma h/a, onde foi visto que o tempo foi suficiente curto em relação às abordagens e explicações, bem como na execução das atividades vivenciadas, porém por a atividade ter sido de consulta os estudantes em sua maioria, concluíram a mesma com êxito. Na aula em si, houve a interdisciplinaridade, bem como a contextualização em sala de aula, nas atividades abordadas e expostas, pois os estudantes em si, interagem bem na mesma, expondo ideias e opiniões. A aprendizagem dos mesmos ocorreu de forma significativa, os recursos utilizados na mesma foram com o uso do dicionário, celulares e Datashow na exibição de slides, que contribuíram na aprendizagem dos estudantes, bem como na realização das atividades propostas. A aula em si foi elaborada de acordo com os descritores, a BNCC, e o Currículo de Pernambuco, utilizando como forma de avaliação, a avaliação diagnostica formativa, bem como somativa, visando à aprendizagem e o desenvolvimento dos estudantes em si. 5. Considerações finais Ao realizar o estágio, percebi na prática educativa o dia a dia do professor que às vezes nos revelam momentos bons e até mágicos ou situações totalmente inversas, mas, que nos ensina a pensar melhor e refletir profundamente a nossa missão como educador. Portanto, o estágio, e as observações foram muito importantes para o meu aprendizado, pois pude perceber que ensinar não é muito fácil, é preciso ter habilidade, dinâmica e domínio de conteúdo. Quanto às aulas observadas, foi muito válido porque eu aprendi muito com os professores, que ao abordar os conteúdos em sala de aula, é visível a participação dos alunos, como também o desinteresse de alguns. Mas, mesmo diante das dificuldades pude presenciar a criatividade, e boa vontade dos professores em deixarem o seu recado de maneira produtiva
  • 11. de modo que, as aulas tornaram-se prazerosas e cativantes. E assim, os alunos mostraram desenvoltura nas atividades propostas. Posso dizer então, que o estágio supervisionado foi imprescindível para o meu aprendizado como futura professora.