SlideShare uma empresa Scribd logo
----------PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS----------------
Profª.: Larissa Ataíde
Cada língua tem seus mecanismos próprios de formação de novas palavras. No caso específico do
português, existem alguns processos, sendo que os dois mais importantes são a derivação e a
composição.Para que você possa diferenciar bem esses processos e,com isso, evitar erros na resolução de
exercícios, vamos inicialmente fazer a distinção entre três tipos de palavras:
1. Palavra primitiva: é toda palavra que não nasce de outra, dentro da língua portuguesa. A palavra primitiva
pode servir de ponto de partida para a formação de outras palavras.EX.: rua, sol, pedra, cidade etc.
2. Palavra derivada: é toda palavra que ser forma a partir de outra palavra pré-existente.
EX.: novidade (novo); ensolarada (sol), ferreiro (ferro) etc.
3. Palavra simples: são aquelas que possuem apenas um radical. EX.: cidade, casa, pedra.
4. Palavra composta: é toda palavra que se forma a partir da reunião de duas ou mais palavras (ou radicais).
EX.: pontapé (ponta+pé); azul-claro (azul+claro).
PRINCIPAIS PROCESSOS.................................................................................................................................
1. Derivação: é o processo pelo qual uma palavra nova (derivada) forma-se a partir de uma única outra
palavra já existente (chamada primitiva). Em geral, a derivação se dá pelo acréscimo de prefixo ou sufixo à
palavra primitiva. A derivação pode ocorrer das seguintes maneiras:
1.1. Derivação prefixal: quando acrescentamos um prefixo à palavra primitiva.
EX.: RE (prefixo) + fazer (palavra primitiva) = refazer (deriv. prefixal)
Vejamos alguns prefixos latinos e gregos mais utilizados:
PREFIXO LATINO PREFIXO GREGO SIGNIFICADO EXEMPLOS
PREFIXO
LATINO
PREFIXO
GREGO
Ab-, abs- Apo- Afastamento Abster Apogeu
Ambi- Anfi- Duplicidade Ambíguo Anfíbio
Bi- di- Dois Bípede Dígrafo
Ex- Ex- Para fora Ex ternar Êxodo
Supra Epi- Acima de Supra citar Epitáfio
1.2. Derivação sufixal: quando acrescentamos um sufixo à palavra primitiva.
EX.: ponta (palavra primitiva) + EIRO (sufixo) = ponteiro (deriv. sufixal)
Vejamos alguns sufixos latinos e gregos mais utilizados:
SUFIXO
LATINO
EXEMPLO SUFIXO
GREGO
EXEMPLO
-ada Paulada -ia Geologia
-eria Selvageria -ismo Catolicismo
-ável Amável -ose Micose
1.3. Derivação prefixal e sufixal: acréscimode um prefixo e um sufixo num mesmo radical.A derivação
prefixal e sufixal existe quando um prefixo e um sufixo são acrescentados à palavraprimitiva de formainde-
pendente, ou seja, sem a presença de um dos afixos a palavra continua tendo significado.
EX.: deslealmente ( des- prefixo e -mente sufixo ). Você pode observar que os dois afixos são independentes:
existem as palavras desleal e lealmente.Outros: desigualdade, reflorescer.
1.4. Derivação parassintética (ou parassíntese): ocorre quando a um determinado radical acrescentam-se,
ao mesmo tempo, um prefixo e um sufixo.
EX.: RE (prefixo) + pátria (palavra primitiva) + AR (sufixo) = repatriar (parassíntese),anoitecer, pernoitar.
Obs.:A palavra só é formada por parassíntese se, ao tirarmos o prefixo ou sufixo, ela deixar de ter sentido.
Não existe, por exemplo, patriar. Se, tirando o prefixo ou sufixo, a palavra continuar com sentido,dizemos que
ela foi formada por derivação prefixal e sufixal. Ex.: infelizmente.
1.5. Derivação regressiva ou deverbal: nesse caso, ao contrário dos anteriores, a palavra não aumenta
sua forma, e sim diminui, reduz-se.Esse processo dá origem a substantivos abstratos a partir de verbos e
ocorre com a substituição da terminação do verbo pelas desinências A, E, O.
Obs.: Convém notar que todo substantivo formado por derivação regressiva termina em A, E ou O e indica
uma ação. Para exemplificar esse processo, vamos considerar as duas palavra grifadas na frase:
O resgate dos passageiros foi feito através da âncora.
resgate: termina em -ee indica a ação de resgatar, portanto é formada por derivação regressiva
âncora: termina em -a, mas não indica ação, portanto não é formada por derivação regressiva. Trata-se de
uma palavra primitiva.
1.6. Derivação imprópria ou conversão: é a passagem de uma palavra pertencente a determinada classe
gramatical (substantivo, adjetivo, advérbio etc.) para outra classe.
EX.:fumar (é verbo) --> o fumar (é substantivo)// claro (é adjetivo) --> ela fala claro (é advérbio).
(Note que a palavra muda de classe gramatical sem sofrer modificação em sua forma.)
2.Composição: uma palavra é formada por composição quando, para constituí-la, juntam-se duas ou mais
palavras (ou radicais). A composição pode ser de dois tipos: justaposição e aglutinação.
2.1. Composição por justaposição: quando não há alteração/perda de fonética.
EX.: girassol (gira + sol), pé-de-moleque (pé + de + moleque)...
2.2. Composição por aglutinação: quando há alteração/perda fonética.
EX.: planalto (plano + alto), fidalgo (filho + de + algo) ...
PROCESSOS SECUNDÁRIOS...........................................................................................................................
Além dos dois processos principais já estudados (derivação e composição), temos ainda dois outros proces-
sos que, embora menos importantes, também contribuem para a formação de novas palavras em português.
São eles:
1. Hibridismo: uma palavra é formada por hibridismo quando na constituição dela entram palavras perten-
centes a idiomas diferentes.
EX.: sócio (latim) + logia(grego) = sociologia, automóvel (auto – grego + móvel – latim), burocracia (buro –
francês + cracia – grego).
2. Onomatopeia: consiste na criação de vocábulos através da tentativa de imitação de vozes ou sons da
natureza. EX.: tique-taque, reco-reco, zunzum, fonfom, cocoricó, boom!.
3. Abreviação ou redução: é a forma reduzida apresentada por algumas palavras:
Ex.:auto (automóvel), quilo (quilograma), moto (motocicleta).
4. Neologismo: é a criação de novas palavras para atender às necessidades dos falantes em contextos
específicos. Veja os neologismos num trecho do poema Amar de Carlos Drummond de Andrade:
(...)
Amar e malamar,
Amar, desamar,amar,
Sempre, e até de olhos vidrados, amar?
Obs.: Forma-se uma palavra por neologismo semântico, quando se dá um novo significado, somado ao que
já existe. Por exemplo, a palavra legal significa dentro da lei; a esse significado somamos outro: pessoa
boa, pessoa legal.
5. Siglonimização ou acrônimo: as siglas são formadas pela combinação das letras iniciais de uma
sequência de palavras que constitui um nome: EX.:IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística); IPTU
(Imposto Predial, Territorial e Urbano) etc.
6. Empréstimo linguístico: é o aportuguesamento de palavrasestrangeiras. EX.:estresse, estande, futebol,
bife, xampu,"show", "shopping center" etc. Observe que, nos dois últimos casos, não houve alteração na gra-
fia dos vocábulos.
7.Reduplicação ou redobro: consiste na repetição da sílaba radical de um vocábulo. É utilizada (o)na
estruturação das onomatopeias e, por apresentar conotação de carinho, figura nos nomes de parentesco na
linguagem infantil e nos hipocorísticos. EX.: papá (ou papai) - mamã (ou mamãe) - titio - Lulu – Zezé.
Obs.:dignos de nota são os casos de redobro intensivo:Ela é linda, linda. Vou já, já.
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO------------------------------------------------------------------------------------------------------------
01. (AMAN) Assinale a série de palavras em que todas são formadas por parassíntese:
a) acorrentar, esburacar, despedaçar, amanhecer
b) solução, passional, corrupção, visionário
c) enrijecer, deslealdade, tortura, vidente
d) biografia, macróbio, bibliografia, asteróide
02. (FUVEST) Assinale a alternativa em que uma das palavras não é formada por prefixação:
a) readquirir, predestinado, propor
b) irregular, amoral, demover
c) remeter, conter, antegozar
d) dever, deter, antever
03. (CESGRANRIO) Assinale a opção em que nem todas as palavras são de um mesmo radical:
a) noite, anoitecer, noitada
b) luz, luzeiro, alumiar
c) incrível, crente, crer
d) festa, festeiro, festejar
04. (SANTA CASA) Em qual dos exemplos abaixo está presente um caso de derivação parassintética?
a) Lá vem ele, vitorioso do combate.
b) Ora, vá plantar batatas!
c) Começou o ataque.
d) Não vou mais me entristecer, vou é cantar.
05. (UF-MG) Em todas as frases, o termo grifado exemplifica corretamente o processo de formação
depalavras indicado, exceto em:
a) derivação parassintética - Onde se viu perversidade semelhante?
b) derivação prefixal - Não senhor, não procedinem percorri.
c) derivação regressiva - Preciso falar-lhe amanhã, sem falta.
d) derivação sufixal - As moças me achavam maçador, evidentemente.
06. (UF-MG) Em "O girassol da vida e o passatempo do tempo que passa não brincam nos lagos da lua",
há, respectivamente:
a) um elemento formado por aglutinação e outro por justaposição
b) um elemento formado por justaposição e outro por aglutinação
c) dois elementos formados por justaposição
d) dois elementos formados por aglutinação
07. (FURG-RS) A alternativa em que todas as palavras são formadas pelo mesmo processo de composição
é:
a) passatempo - destemido - subnutrido
b) pernilongo - pontiagudo - embora
c) leiteiro - histórico - desgraçado
d) cabisbaixo - pernalta - vaivém
08. (UNISINOS) O item em que a palavra não está corretamente classificada quanto ao seu processo de
formação é:
a) ataque - derivação regressiva
b) fornalha - derivação por sufixação
c) acorrentar - derivação parassintética
d) casebre - derivação imprópria
09. (UF-PR) A formação do vocábulo destacado na expressão "o canto das sereias" é:
a) composição por justaposição
b) derivação regressiva
c) derivação prefixal
d) derivação sufixal
10. (ES-UBERLÂNDIA) Todos os verbos seguintes são formados por parassíntese (derivação
parassintética), exceto:
a) endireitar
b) atormentar
c) enlouquecer
d) desvalorizar
11. (FUVEST) As palavras adivinhar - adivinho e adivinhação - têm a mesma raiz, por isso são cognatas.
Assinalar a alternativa em que não ocorrem três cognatos:
a) alguém - algo - algum
b) ler, leitura - lição
c) ensinar - ensino, ensinamento
d) candura - cândido - incandescência
12. (MACK) As palavras entardecer, desprestígio e oneroso, são formadas, respectivamente, por:
a) prefixação, sufixação e parassíntese
b) sufixação, prefixação e parassíntese
c) parassíntese, sufixação e prefixação
d) parassíntese, prefixação e sufixação
13. (FUVEST) Foram formadas pelo mesmo processo as seguintes palavras:
a) vendavais, naufrágios, polêmicas
b) descompõem, desempregados, desejava
c) estendendo, escritório, espírito
d) quietação, sabonete, nadador
14. (CESGRANRIO) Os vocábulos aprimorar e encerrarclassificam-se, quanto ao processo de formação de
palavras, respectivamente, em:
a) parassíntese - prefixação
b) parassíntese - parassíntese
c) prefixação - parassíntese
d) sufixação - prefixação e sufixação
15. (ETF-SP) Assinalar a alternativa em que as duas palavras são formadas por parassíntese:
a) indisciplinado - desperdiçar
b) incineração - indescritível
c) despedaçar - compostagem
d) endeusado - envergonhar
16. (ETF-SP) Assinalar a alternativa correta quanto à formação das seguintes palavras: girassol; destam-
pado; vinagre; irreal.
a) sufixação; parassíntese; aglutinação; prefixação
b) justaposição; prefixação e sufixação; aglutinação; prefixação
c) justaposição; prefixação e sufixação; sufixação; parassíntese
d) sufixação; parassíntese; derivação regressiva; sufixação
17. (PUC-RJ) A palavra engrossar apresenta o mesmo processo de formação de:
a) embalançar
b) abstrair
c) encaixotar
d) encobrir
18. Dê o processo de formação dos seguintes vocábulos:
a) laser: sigla (eminglês Light Amplification by Stimulated Emission)
b) guardanapo:estrangeirismo com aportuguesamento ( galicismo/oriunda do francês)
c) Cida:abreviação ou redução vocabular
d) otorrino:abreviação ou redução vocabular
e) extra:abreviação ou redução vocabular/ extra também é um prefixo.
f) CPF:sigla (Cadastro de Pessoa Física)
g) capim-gordura:hibridismo (radicais: tupi + português)
h) malmequer:composição por justaposição
i) ciciar:onomatopeia
j) choro:derivação regressiva
l) descabelar:derivação parassintética
m) bananal:hibridismo (radicais: africano + latino)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Substantivos e Adjetivos
Substantivos e AdjetivosSubstantivos e Adjetivos
Substantivos e Adjetivos
7 de Setembro
 
PPT3-Morfologia
PPT3-MorfologiaPPT3-Morfologia
PPT3-Morfologia
Cristina Fontes
 
Resolução 2013 med_3a_prevestibular_gramatica_v1 - SAS
Resolução 2013 med_3a_prevestibular_gramatica_v1 - SASResolução 2013 med_3a_prevestibular_gramatica_v1 - SAS
Resolução 2013 med_3a_prevestibular_gramatica_v1 - SAS
jasonrplima
 
Processos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasProcessos de formação das palavras
Processos de formação das palavras
guest85fbf7c
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
Pri Aguiar
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
katiaourives
 
Processo de Formação das Palavras
Processo de Formação das PalavrasProcesso de Formação das Palavras
Processo de Formação das Palavras
Faell Vasconcelos
 
1 exercicio de estrutura das palavras
1 exercicio de estrutura das palavras1 exercicio de estrutura das palavras
1 exercicio de estrutura das palavras
Rita Leite Santos
 
Exercícios sobre Acentuação gráfica, 04
Exercícios sobre Acentuação gráfica, 04Exercícios sobre Acentuação gráfica, 04
Exercícios sobre Acentuação gráfica, 04
ma.no.el.ne.ves
 
Processos morfologicos formação_palavras
Processos morfologicos formação_palavrasProcessos morfologicos formação_palavras
Processos morfologicos formação_palavras
armindaalmeida
 
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficosExercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
ma.no.el.ne.ves
 
Processos de formação de palavras
Processos de formação de palavrasProcessos de formação de palavras
Processos de formação de palavras
Joaquim Safara
 
Processo De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das PalavrasProcesso De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das Palavras
guest75cb1b
 
Morfologia
MorfologiaMorfologia
Morfologia
Alex Santos
 
Formação de palavras (derivações e composições) aula 1
Formação de palavras (derivações e composições)  aula 1Formação de palavras (derivações e composições)  aula 1
Formação de palavras (derivações e composições) aula 1
Alice Silva
 
APOSTILA DE GRAMÁTICA. MORFOLOGIA. ESTRUTARA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS. PROFESSO...
APOSTILA DE GRAMÁTICA. MORFOLOGIA. ESTRUTARA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS. PROFESSO...APOSTILA DE GRAMÁTICA. MORFOLOGIA. ESTRUTARA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS. PROFESSO...
APOSTILA DE GRAMÁTICA. MORFOLOGIA. ESTRUTARA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS. PROFESSO...
Antônio Fernandes
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
gsbq
 
Letras e fonemas
Letras e fonemasLetras e fonemas
Letras e fonemas
alereis
 
A palavra parque como oxítona; fogo como dissilábica, fogos como monossilábic...
A palavra parque como oxítona; fogo como dissilábica, fogos como monossilábic...A palavra parque como oxítona; fogo como dissilábica, fogos como monossilábic...
A palavra parque como oxítona; fogo como dissilábica, fogos como monossilábic...
Leandro m
 
Formação das Palavras
Formação das PalavrasFormação das Palavras
Formação das Palavras
Cleber Reis
 

Mais procurados (20)

Substantivos e Adjetivos
Substantivos e AdjetivosSubstantivos e Adjetivos
Substantivos e Adjetivos
 
PPT3-Morfologia
PPT3-MorfologiaPPT3-Morfologia
PPT3-Morfologia
 
Resolução 2013 med_3a_prevestibular_gramatica_v1 - SAS
Resolução 2013 med_3a_prevestibular_gramatica_v1 - SASResolução 2013 med_3a_prevestibular_gramatica_v1 - SAS
Resolução 2013 med_3a_prevestibular_gramatica_v1 - SAS
 
Processos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasProcessos de formação das palavras
Processos de formação das palavras
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Processo de Formação das Palavras
Processo de Formação das PalavrasProcesso de Formação das Palavras
Processo de Formação das Palavras
 
1 exercicio de estrutura das palavras
1 exercicio de estrutura das palavras1 exercicio de estrutura das palavras
1 exercicio de estrutura das palavras
 
Exercícios sobre Acentuação gráfica, 04
Exercícios sobre Acentuação gráfica, 04Exercícios sobre Acentuação gráfica, 04
Exercícios sobre Acentuação gráfica, 04
 
Processos morfologicos formação_palavras
Processos morfologicos formação_palavrasProcessos morfologicos formação_palavras
Processos morfologicos formação_palavras
 
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficosExercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
Exercícios sobre ortografia e problemas ortográficos
 
Processos de formação de palavras
Processos de formação de palavrasProcessos de formação de palavras
Processos de formação de palavras
 
Processo De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das PalavrasProcesso De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das Palavras
 
Morfologia
MorfologiaMorfologia
Morfologia
 
Formação de palavras (derivações e composições) aula 1
Formação de palavras (derivações e composições)  aula 1Formação de palavras (derivações e composições)  aula 1
Formação de palavras (derivações e composições) aula 1
 
APOSTILA DE GRAMÁTICA. MORFOLOGIA. ESTRUTARA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS. PROFESSO...
APOSTILA DE GRAMÁTICA. MORFOLOGIA. ESTRUTARA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS. PROFESSO...APOSTILA DE GRAMÁTICA. MORFOLOGIA. ESTRUTARA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS. PROFESSO...
APOSTILA DE GRAMÁTICA. MORFOLOGIA. ESTRUTARA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS. PROFESSO...
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
 
Letras e fonemas
Letras e fonemasLetras e fonemas
Letras e fonemas
 
A palavra parque como oxítona; fogo como dissilábica, fogos como monossilábic...
A palavra parque como oxítona; fogo como dissilábica, fogos como monossilábic...A palavra parque como oxítona; fogo como dissilábica, fogos como monossilábic...
A palavra parque como oxítona; fogo como dissilábica, fogos como monossilábic...
 
Formação das Palavras
Formação das PalavrasFormação das Palavras
Formação das Palavras
 

Semelhante a 36

Formação de palavra (paratextos)
Formação de palavra (paratextos)Formação de palavra (paratextos)
Formação de palavra (paratextos)
Paula Oliveira Cruz
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
Andriane Cursino
 
Gramática 11º ano
Gramática 11º anoGramática 11º ano
Gramática 11º ano
Luis Antonio
 
Processos de formação de palavras
Processos de formação de palavrasProcessos de formação de palavras
Processos de formação de palavras
Olivaldo Ferreira
 
Processos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasProcessos de formação das palavras
Processos de formação das palavras
guest85fbf7c
 
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
josé ribamar
 
Resumão de português
Resumão de portuguêsResumão de português
Resumão de português
Camilla Gagliardi dos Santos
 
Aula 12 verbo i
Aula 12   verbo iAula 12   verbo i
Aula 12 verbo i
Jonatas Carlos
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
Keu Oliveira
 
[Trabalho_de_Portoguês]
[Trabalho_de_Portoguês][Trabalho_de_Portoguês]
[Trabalho_de_Portoguês]
Danny_9
 
Processos de formação de palavras .pptx
Processos de formação de palavras  .pptxProcessos de formação de palavras  .pptx
Processos de formação de palavras .pptx
LucasCorreiaCostaLop
 
Processo De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das PalavrasProcesso De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das Palavras
Angela Santos
 
Estrutura das Palavras
Estrutura das Palavras Estrutura das Palavras
Estrutura das Palavras
conca66
 
Estrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleEstrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelle
conca66
 
Estrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleEstrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelle
conca66
 
Aula 10
Aula 10Aula 10
Aula 10
gsbq
 
Aula 10
Aula 10Aula 10
Aula 10
gsbq
 
375869124-Estrutura-e-Formacao-Das-Palavras.pptx
375869124-Estrutura-e-Formacao-Das-Palavras.pptx375869124-Estrutura-e-Formacao-Das-Palavras.pptx
375869124-Estrutura-e-Formacao-Das-Palavras.pptx
ssuser3646a1
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
Ayla De Sá Marques
 
Portugues segunda aula bv
Portugues segunda aula bvPortugues segunda aula bv
Portugues segunda aula bv
Wellington Moreira
 

Semelhante a 36 (20)

Formação de palavra (paratextos)
Formação de palavra (paratextos)Formação de palavra (paratextos)
Formação de palavra (paratextos)
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Gramática 11º ano
Gramática 11º anoGramática 11º ano
Gramática 11º ano
 
Processos de formação de palavras
Processos de formação de palavrasProcessos de formação de palavras
Processos de formação de palavras
 
Processos de formação das palavras
Processos de formação das palavrasProcessos de formação das palavras
Processos de formação das palavras
 
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
Processosdeformaodaspalavras 100517201716-phpapp01
 
Resumão de português
Resumão de portuguêsResumão de português
Resumão de português
 
Aula 12 verbo i
Aula 12   verbo iAula 12   verbo i
Aula 12 verbo i
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
[Trabalho_de_Portoguês]
[Trabalho_de_Portoguês][Trabalho_de_Portoguês]
[Trabalho_de_Portoguês]
 
Processos de formação de palavras .pptx
Processos de formação de palavras  .pptxProcessos de formação de palavras  .pptx
Processos de formação de palavras .pptx
 
Processo De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das PalavrasProcesso De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das Palavras
 
Estrutura das Palavras
Estrutura das Palavras Estrutura das Palavras
Estrutura das Palavras
 
Estrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleEstrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelle
 
Estrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelleEstrutura das palavras michelle
Estrutura das palavras michelle
 
Aula 10
Aula 10Aula 10
Aula 10
 
Aula 10
Aula 10Aula 10
Aula 10
 
375869124-Estrutura-e-Formacao-Das-Palavras.pptx
375869124-Estrutura-e-Formacao-Das-Palavras.pptx375869124-Estrutura-e-Formacao-Das-Palavras.pptx
375869124-Estrutura-e-Formacao-Das-Palavras.pptx
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Portugues segunda aula bv
Portugues segunda aula bvPortugues segunda aula bv
Portugues segunda aula bv
 

Mais de moisaniel furtado

Lima barreto
Lima barretoLima barreto
Lima barreto
moisaniel furtado
 
Augusto dos anjos
Augusto dos anjosAugusto dos anjos
Augusto dos anjos
moisaniel furtado
 
Subordinadas subst3ano (1)
Subordinadas subst3ano (1)Subordinadas subst3ano (1)
Subordinadas subst3ano (1)
moisaniel furtado
 
2569188 simulado-portugues
2569188 simulado-portugues2569188 simulado-portugues
2569188 simulado-portugues
moisaniel furtado
 
Atividade 01-30-questoes (1)
Atividade 01-30-questoes (1)Atividade 01-30-questoes (1)
Atividade 01-30-questoes (1)
moisaniel furtado
 
Literatura 1º-ano
Literatura 1º-anoLiteratura 1º-ano
Literatura 1º-ano
moisaniel furtado
 
Exercícios sobre homônimos e parônimos
Exercícios sobre homônimos e parônimosExercícios sobre homônimos e parônimos
Exercícios sobre homônimos e parônimos
moisaniel furtado
 
13 encontros vocálicos
13 encontros vocálicos13 encontros vocálicos
13 encontros vocálicos
moisaniel furtado
 
18947899 quadro-das-desinencias
18947899 quadro-das-desinencias18947899 quadro-das-desinencias
18947899 quadro-das-desinencias
moisaniel furtado
 

Mais de moisaniel furtado (9)

Lima barreto
Lima barretoLima barreto
Lima barreto
 
Augusto dos anjos
Augusto dos anjosAugusto dos anjos
Augusto dos anjos
 
Subordinadas subst3ano (1)
Subordinadas subst3ano (1)Subordinadas subst3ano (1)
Subordinadas subst3ano (1)
 
2569188 simulado-portugues
2569188 simulado-portugues2569188 simulado-portugues
2569188 simulado-portugues
 
Atividade 01-30-questoes (1)
Atividade 01-30-questoes (1)Atividade 01-30-questoes (1)
Atividade 01-30-questoes (1)
 
Literatura 1º-ano
Literatura 1º-anoLiteratura 1º-ano
Literatura 1º-ano
 
Exercícios sobre homônimos e parônimos
Exercícios sobre homônimos e parônimosExercícios sobre homônimos e parônimos
Exercícios sobre homônimos e parônimos
 
13 encontros vocálicos
13 encontros vocálicos13 encontros vocálicos
13 encontros vocálicos
 
18947899 quadro-das-desinencias
18947899 quadro-das-desinencias18947899 quadro-das-desinencias
18947899 quadro-das-desinencias
 

Último

quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 

36

  • 1. ----------PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS---------------- Profª.: Larissa Ataíde Cada língua tem seus mecanismos próprios de formação de novas palavras. No caso específico do português, existem alguns processos, sendo que os dois mais importantes são a derivação e a composição.Para que você possa diferenciar bem esses processos e,com isso, evitar erros na resolução de exercícios, vamos inicialmente fazer a distinção entre três tipos de palavras: 1. Palavra primitiva: é toda palavra que não nasce de outra, dentro da língua portuguesa. A palavra primitiva pode servir de ponto de partida para a formação de outras palavras.EX.: rua, sol, pedra, cidade etc. 2. Palavra derivada: é toda palavra que ser forma a partir de outra palavra pré-existente. EX.: novidade (novo); ensolarada (sol), ferreiro (ferro) etc. 3. Palavra simples: são aquelas que possuem apenas um radical. EX.: cidade, casa, pedra. 4. Palavra composta: é toda palavra que se forma a partir da reunião de duas ou mais palavras (ou radicais). EX.: pontapé (ponta+pé); azul-claro (azul+claro). PRINCIPAIS PROCESSOS................................................................................................................................. 1. Derivação: é o processo pelo qual uma palavra nova (derivada) forma-se a partir de uma única outra palavra já existente (chamada primitiva). Em geral, a derivação se dá pelo acréscimo de prefixo ou sufixo à palavra primitiva. A derivação pode ocorrer das seguintes maneiras: 1.1. Derivação prefixal: quando acrescentamos um prefixo à palavra primitiva. EX.: RE (prefixo) + fazer (palavra primitiva) = refazer (deriv. prefixal) Vejamos alguns prefixos latinos e gregos mais utilizados: PREFIXO LATINO PREFIXO GREGO SIGNIFICADO EXEMPLOS PREFIXO LATINO PREFIXO GREGO Ab-, abs- Apo- Afastamento Abster Apogeu Ambi- Anfi- Duplicidade Ambíguo Anfíbio Bi- di- Dois Bípede Dígrafo Ex- Ex- Para fora Ex ternar Êxodo Supra Epi- Acima de Supra citar Epitáfio 1.2. Derivação sufixal: quando acrescentamos um sufixo à palavra primitiva. EX.: ponta (palavra primitiva) + EIRO (sufixo) = ponteiro (deriv. sufixal) Vejamos alguns sufixos latinos e gregos mais utilizados: SUFIXO LATINO EXEMPLO SUFIXO GREGO EXEMPLO -ada Paulada -ia Geologia -eria Selvageria -ismo Catolicismo -ável Amável -ose Micose 1.3. Derivação prefixal e sufixal: acréscimode um prefixo e um sufixo num mesmo radical.A derivação prefixal e sufixal existe quando um prefixo e um sufixo são acrescentados à palavraprimitiva de formainde- pendente, ou seja, sem a presença de um dos afixos a palavra continua tendo significado. EX.: deslealmente ( des- prefixo e -mente sufixo ). Você pode observar que os dois afixos são independentes: existem as palavras desleal e lealmente.Outros: desigualdade, reflorescer. 1.4. Derivação parassintética (ou parassíntese): ocorre quando a um determinado radical acrescentam-se, ao mesmo tempo, um prefixo e um sufixo. EX.: RE (prefixo) + pátria (palavra primitiva) + AR (sufixo) = repatriar (parassíntese),anoitecer, pernoitar. Obs.:A palavra só é formada por parassíntese se, ao tirarmos o prefixo ou sufixo, ela deixar de ter sentido. Não existe, por exemplo, patriar. Se, tirando o prefixo ou sufixo, a palavra continuar com sentido,dizemos que ela foi formada por derivação prefixal e sufixal. Ex.: infelizmente.
  • 2. 1.5. Derivação regressiva ou deverbal: nesse caso, ao contrário dos anteriores, a palavra não aumenta sua forma, e sim diminui, reduz-se.Esse processo dá origem a substantivos abstratos a partir de verbos e ocorre com a substituição da terminação do verbo pelas desinências A, E, O. Obs.: Convém notar que todo substantivo formado por derivação regressiva termina em A, E ou O e indica uma ação. Para exemplificar esse processo, vamos considerar as duas palavra grifadas na frase: O resgate dos passageiros foi feito através da âncora. resgate: termina em -ee indica a ação de resgatar, portanto é formada por derivação regressiva âncora: termina em -a, mas não indica ação, portanto não é formada por derivação regressiva. Trata-se de uma palavra primitiva. 1.6. Derivação imprópria ou conversão: é a passagem de uma palavra pertencente a determinada classe gramatical (substantivo, adjetivo, advérbio etc.) para outra classe. EX.:fumar (é verbo) --> o fumar (é substantivo)// claro (é adjetivo) --> ela fala claro (é advérbio). (Note que a palavra muda de classe gramatical sem sofrer modificação em sua forma.) 2.Composição: uma palavra é formada por composição quando, para constituí-la, juntam-se duas ou mais palavras (ou radicais). A composição pode ser de dois tipos: justaposição e aglutinação. 2.1. Composição por justaposição: quando não há alteração/perda de fonética. EX.: girassol (gira + sol), pé-de-moleque (pé + de + moleque)... 2.2. Composição por aglutinação: quando há alteração/perda fonética. EX.: planalto (plano + alto), fidalgo (filho + de + algo) ... PROCESSOS SECUNDÁRIOS........................................................................................................................... Além dos dois processos principais já estudados (derivação e composição), temos ainda dois outros proces- sos que, embora menos importantes, também contribuem para a formação de novas palavras em português. São eles: 1. Hibridismo: uma palavra é formada por hibridismo quando na constituição dela entram palavras perten- centes a idiomas diferentes. EX.: sócio (latim) + logia(grego) = sociologia, automóvel (auto – grego + móvel – latim), burocracia (buro – francês + cracia – grego). 2. Onomatopeia: consiste na criação de vocábulos através da tentativa de imitação de vozes ou sons da natureza. EX.: tique-taque, reco-reco, zunzum, fonfom, cocoricó, boom!. 3. Abreviação ou redução: é a forma reduzida apresentada por algumas palavras: Ex.:auto (automóvel), quilo (quilograma), moto (motocicleta). 4. Neologismo: é a criação de novas palavras para atender às necessidades dos falantes em contextos específicos. Veja os neologismos num trecho do poema Amar de Carlos Drummond de Andrade: (...) Amar e malamar, Amar, desamar,amar, Sempre, e até de olhos vidrados, amar? Obs.: Forma-se uma palavra por neologismo semântico, quando se dá um novo significado, somado ao que já existe. Por exemplo, a palavra legal significa dentro da lei; a esse significado somamos outro: pessoa boa, pessoa legal. 5. Siglonimização ou acrônimo: as siglas são formadas pela combinação das letras iniciais de uma sequência de palavras que constitui um nome: EX.:IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística); IPTU (Imposto Predial, Territorial e Urbano) etc. 6. Empréstimo linguístico: é o aportuguesamento de palavrasestrangeiras. EX.:estresse, estande, futebol, bife, xampu,"show", "shopping center" etc. Observe que, nos dois últimos casos, não houve alteração na gra- fia dos vocábulos.
  • 3. 7.Reduplicação ou redobro: consiste na repetição da sílaba radical de um vocábulo. É utilizada (o)na estruturação das onomatopeias e, por apresentar conotação de carinho, figura nos nomes de parentesco na linguagem infantil e nos hipocorísticos. EX.: papá (ou papai) - mamã (ou mamãe) - titio - Lulu – Zezé. Obs.:dignos de nota são os casos de redobro intensivo:Ela é linda, linda. Vou já, já. EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO------------------------------------------------------------------------------------------------------------ 01. (AMAN) Assinale a série de palavras em que todas são formadas por parassíntese: a) acorrentar, esburacar, despedaçar, amanhecer b) solução, passional, corrupção, visionário c) enrijecer, deslealdade, tortura, vidente d) biografia, macróbio, bibliografia, asteróide 02. (FUVEST) Assinale a alternativa em que uma das palavras não é formada por prefixação: a) readquirir, predestinado, propor b) irregular, amoral, demover c) remeter, conter, antegozar d) dever, deter, antever 03. (CESGRANRIO) Assinale a opção em que nem todas as palavras são de um mesmo radical: a) noite, anoitecer, noitada b) luz, luzeiro, alumiar c) incrível, crente, crer d) festa, festeiro, festejar 04. (SANTA CASA) Em qual dos exemplos abaixo está presente um caso de derivação parassintética? a) Lá vem ele, vitorioso do combate. b) Ora, vá plantar batatas! c) Começou o ataque. d) Não vou mais me entristecer, vou é cantar. 05. (UF-MG) Em todas as frases, o termo grifado exemplifica corretamente o processo de formação depalavras indicado, exceto em: a) derivação parassintética - Onde se viu perversidade semelhante? b) derivação prefixal - Não senhor, não procedinem percorri. c) derivação regressiva - Preciso falar-lhe amanhã, sem falta. d) derivação sufixal - As moças me achavam maçador, evidentemente. 06. (UF-MG) Em "O girassol da vida e o passatempo do tempo que passa não brincam nos lagos da lua", há, respectivamente: a) um elemento formado por aglutinação e outro por justaposição b) um elemento formado por justaposição e outro por aglutinação c) dois elementos formados por justaposição d) dois elementos formados por aglutinação 07. (FURG-RS) A alternativa em que todas as palavras são formadas pelo mesmo processo de composição é: a) passatempo - destemido - subnutrido b) pernilongo - pontiagudo - embora c) leiteiro - histórico - desgraçado d) cabisbaixo - pernalta - vaivém 08. (UNISINOS) O item em que a palavra não está corretamente classificada quanto ao seu processo de formação é: a) ataque - derivação regressiva b) fornalha - derivação por sufixação c) acorrentar - derivação parassintética d) casebre - derivação imprópria 09. (UF-PR) A formação do vocábulo destacado na expressão "o canto das sereias" é: a) composição por justaposição b) derivação regressiva c) derivação prefixal d) derivação sufixal 10. (ES-UBERLÂNDIA) Todos os verbos seguintes são formados por parassíntese (derivação parassintética), exceto:
  • 4. a) endireitar b) atormentar c) enlouquecer d) desvalorizar 11. (FUVEST) As palavras adivinhar - adivinho e adivinhação - têm a mesma raiz, por isso são cognatas. Assinalar a alternativa em que não ocorrem três cognatos: a) alguém - algo - algum b) ler, leitura - lição c) ensinar - ensino, ensinamento d) candura - cândido - incandescência 12. (MACK) As palavras entardecer, desprestígio e oneroso, são formadas, respectivamente, por: a) prefixação, sufixação e parassíntese b) sufixação, prefixação e parassíntese c) parassíntese, sufixação e prefixação d) parassíntese, prefixação e sufixação 13. (FUVEST) Foram formadas pelo mesmo processo as seguintes palavras: a) vendavais, naufrágios, polêmicas b) descompõem, desempregados, desejava c) estendendo, escritório, espírito d) quietação, sabonete, nadador 14. (CESGRANRIO) Os vocábulos aprimorar e encerrarclassificam-se, quanto ao processo de formação de palavras, respectivamente, em: a) parassíntese - prefixação b) parassíntese - parassíntese c) prefixação - parassíntese d) sufixação - prefixação e sufixação 15. (ETF-SP) Assinalar a alternativa em que as duas palavras são formadas por parassíntese: a) indisciplinado - desperdiçar b) incineração - indescritível c) despedaçar - compostagem d) endeusado - envergonhar 16. (ETF-SP) Assinalar a alternativa correta quanto à formação das seguintes palavras: girassol; destam- pado; vinagre; irreal. a) sufixação; parassíntese; aglutinação; prefixação b) justaposição; prefixação e sufixação; aglutinação; prefixação c) justaposição; prefixação e sufixação; sufixação; parassíntese d) sufixação; parassíntese; derivação regressiva; sufixação 17. (PUC-RJ) A palavra engrossar apresenta o mesmo processo de formação de: a) embalançar b) abstrair c) encaixotar d) encobrir 18. Dê o processo de formação dos seguintes vocábulos: a) laser: sigla (eminglês Light Amplification by Stimulated Emission) b) guardanapo:estrangeirismo com aportuguesamento ( galicismo/oriunda do francês) c) Cida:abreviação ou redução vocabular d) otorrino:abreviação ou redução vocabular e) extra:abreviação ou redução vocabular/ extra também é um prefixo. f) CPF:sigla (Cadastro de Pessoa Física) g) capim-gordura:hibridismo (radicais: tupi + português)
  • 5. h) malmequer:composição por justaposição i) ciciar:onomatopeia j) choro:derivação regressiva l) descabelar:derivação parassintética m) bananal:hibridismo (radicais: africano + latino)