SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
INFLAMÁVEIS
Características
Propriedades
Perigos e Riscos
INFLAMÁVEIS
Características:
São classificadas como inflamável ou substâncias inflamáveis todas
e quaisquer substâncias que se enquadram nas seguintes
características:
 Substâncias que ao ar e à temperatura ambiente possam se
aquecer e acabar por incendiar, sem fonte de aquecimento ativa;
 Sólidos que possam entrar em combustão através de centelha ou
atuação ligeira de fonte de ignição, e que continuam a queimar ou
formam braseiro por si próprios;
 Líquido que possuam baixa temperatura de combustão (entre 4
°C e 21 °C);
 Substâncias que em contato com água ou umidade do ar possam
produzir gases altamente inflamáveis. Por ex.: acetona, etanol, etc.
INFLAMÁVEIS
Características:
GÁS – substâncias que em condições normais de temperatura e pressão (25º
C e 760 mmHg) estão em estado gasoso.
GÁS COMBUSTÍVEL – é o gás que queima a qualquer temperatura.
VAPOR – é a fase gasosa de uma substância que a 25ºC e 760mmHg é líquida
ou sólida (vapores de água, gasolina, etc).
LÍQUIDO COMBUSTÍVEL – qualquer líquido que tenha ponto de fulgor igual
ou superior a 60ºC e inferior a 93ºC.
LÍQUIDO INFLAMÁVEL – qualquer líquido que tenha ponto de fulgor inferior a
60ºC. Queima à temperatura ambiente e qualquer foco de ignição pode
acendê-lo já que a sua temperatura de combustão é baixa. Ex: gasolina, álcool
etílico, etc.
SÓLIDOS COMBUSTÍVEIS – necessitam ser aquecidos até emitir vapores por
destilação e geralmente a sua temperatura de combustão situa-se acima dos
100ºC.
SÓLIDOS PULVERIZADOS – Partículas em suspensão no ar que se comportam
como gases inflamáveis podendo provocar explosões.
INFLAMÁVEIS
Características:
Gás Liquefeito de Petróleo
O GLP é composto por gases incolores (propano e butano) e tem odor
característico devido à presença da mercaptana. De uma forma geral, o GLP é
considerado um asfixiante simples, embora o butano puro tenha um Limites
de Tolerância (LT) de 470 ppm e grau de insalubridade médio.
Qual a diferença entre GLP e GNV?
Diferença entre GLP e GNV
Nunca confundir o GLP com GNV (Gás Natural Veicular). A confusão entre GLP
e GNV tem ocasionado diversos acidentes.
O GLP é um gás liquefeito armazenado em cilindros de baixa pressão (5 a 8
atm), enquanto o GNV é um gás permanente à base de metano comprimido
apenas em fase gasosa a pressões elevadas, em torno de 200 a 220 atm.
Devido a essas diferenças, os cilindros de GLP não são capazes de suportar o
enchimento de GNV em altas pressões, o que fatalmente resultará na
explosão do cilindro de GLP com possibilidade real de lesão grave ou morte.
INFLAMÁVEIS
Propriedades:
Todas as informações (características, propriedades, perigos e riscos) das
substâncias inflamáveis poderão ser verificadas nas respectivas fichas de
informação de segurança que acompanham os produtos fornecidos.
Substâncias Inflamáveis e Combustíveis:
Queimam com facilidade;
Podem produzir atmosferas explosivas em locais com
deficiência de ventilação;
Um derrame de líquido inflamável pode gerar um
incêndio que irá se movimentar, acompanhando o desnível existente no piso.
Incêndios em líquidos normalmente são mais difíceis de serem combatidos do
que em materiais sólidos, visto que é necessário extinguir o fogo toda
superfície atingida.
A projeção violenta do agente extintor sobre um líquido inflamado pode
provocar respingos ou seu transbordamento, cuja consequência poderá ser a
propagação do incêndio.
Em caso de gases, quando não é possível cortar o suprimento, o vazamento
seguirá gerando maiores volumes de mistura inflamável, que fatalmente
encontrará uma fonte de ignição em suas proximidades, provocando uma
explosão.
Perigos e Riscos:
INFLAMÁVEIS
INFLAMÁVEIS
Perigos e Riscos:
GASOLINA COMUM
Toxicidade aguda: Produto não classificado como tóxico agudo por via oral.
Pode causar náuseas e vômitos, se ingerido.
Corrosão/irritação à pele: Provoca irritação à pele com vermelhidão e
ressecamento.
Lesões oculares graves/ irritação ocular: Provoca irritação aos olhos com
vermelhidão, dor e lacrimejamento. O contato repetido dos olhos pode causar
conjuntivite crônica.
Sensibilização respiratória ou à pele: Pode ser absorvido pela pele e causar
dermatite crônica após contato prolongado. Não é esperado que provoque
sensibilização respiratória.
Pode provocar irritação das vias respiratórias com tosse, espirros e falta de ar.
Pode provocar sonolência, vertigem e dor de cabeça.
Pode causar dano ao sistema nervoso central e fígado por exposição repetida
e prolongada.
A aspiração para os pulmões pode resultar em pneumonite química.
Todas as informações quanto aos perigos e
riscos constam nas respectivas Fichas de
Informação de Segurança do Produto
Químico - FISPQ
INFLAMÁVEIS
Perigos e Riscos:
a) eliminar ou minimizar a emissão de vapores e gases inflamáveis;
INFLAMÁVEIS
Perigos e Riscos:
b) controlar a geração, acúmulo e descarga de eletricidade estática
- Eletricidade estática é gerada quando líquidos fluem através de tubulações,
válvulas e outros equipamentos.
- A continuidade elétrica e o correto aterramento asseguram que a
eletricidade estática não se acumule e cause uma centelha.
- Centelhas de cargas eletroestáticas podem ignitar muitas misturas
inflamáveis.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 3- Inflamáveis.pdf

2-CURSO-NR-20-Básico.pptx capacitação power point
2-CURSO-NR-20-Básico.pptx capacitação power point2-CURSO-NR-20-Básico.pptx capacitação power point
2-CURSO-NR-20-Básico.pptx capacitação power point
HenriqueSilva511668
 

Semelhante a 3- Inflamáveis.pdf (6)

TREINAMENTO NR-20.pdf
TREINAMENTO NR-20.pdfTREINAMENTO NR-20.pdf
TREINAMENTO NR-20.pdf
 
2-CURSO-NR-20-Básico.pptx capacitação power point
2-CURSO-NR-20-Básico.pptx capacitação power point2-CURSO-NR-20-Básico.pptx capacitação power point
2-CURSO-NR-20-Básico.pptx capacitação power point
 
slide 3
slide 3 slide 3
slide 3
 
2-CURSO-NR-20-Básico.pdf
2-CURSO-NR-20-Básico.pdf2-CURSO-NR-20-Básico.pdf
2-CURSO-NR-20-Básico.pdf
 
NR-20-02-Inflamaveis.pdf
NR-20-02-Inflamaveis.pdfNR-20-02-Inflamaveis.pdf
NR-20-02-Inflamaveis.pdf
 
Treinamento NR 20 - Líquidos e Combustíveis Inflamáveis
Treinamento NR 20 - Líquidos e Combustíveis InflamáveisTreinamento NR 20 - Líquidos e Combustíveis Inflamáveis
Treinamento NR 20 - Líquidos e Combustíveis Inflamáveis
 

Mais de Thiago Thome

Mais de Thiago Thome (20)

Template New.pdf
Template New.pdfTemplate New.pdf
Template New.pdf
 
6. Como abrir sua Empresa.pdf
6. Como abrir sua Empresa.pdf6. Como abrir sua Empresa.pdf
6. Como abrir sua Empresa.pdf
 
5. Plano de Negócios.pdf
5. Plano de Negócios.pdf5. Plano de Negócios.pdf
5. Plano de Negócios.pdf
 
4. Descobrindo a Oportunidade.pdf
4. Descobrindo a Oportunidade.pdf4. Descobrindo a Oportunidade.pdf
4. Descobrindo a Oportunidade.pdf
 
3. Empreendedorismo no Brasil.pdf
3. Empreendedorismo no Brasil.pdf3. Empreendedorismo no Brasil.pdf
3. Empreendedorismo no Brasil.pdf
 
2. O Empreendedor.pdf
2. O Empreendedor.pdf2. O Empreendedor.pdf
2. O Empreendedor.pdf
 
1. Introdução.pdf
1. Introdução.pdf1. Introdução.pdf
1. Introdução.pdf
 
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf
7. A Excelência no Atendimento a Clientes.pdf
 
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf
6. A Tecnologia no Atendimento ao Cliente.pdf
 
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf
5. O Processo de Atendimento ao Cliente.pdf
 
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf
4. O Perfil do Profissional de Atendimento.pdf
 
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf
3. O Negócio Chamado Atendimento ao Cliente.pdf
 
2. Quem é o Cliente.pdf
2. Quem é o Cliente.pdf2. Quem é o Cliente.pdf
2. Quem é o Cliente.pdf
 
Chefia e Liderança.pdf
Chefia e Liderança.pdfChefia e Liderança.pdf
Chefia e Liderança.pdf
 
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf
5. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS.pdf
 
4. RISCOS ADICIONAIS.pdf
4. RISCOS ADICIONAIS.pdf4. RISCOS ADICIONAIS.pdf
4. RISCOS ADICIONAIS.pdf
 
3. EPC & EPI.pdf
3. EPC & EPI.pdf3. EPC & EPI.pdf
3. EPC & EPI.pdf
 
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf
2. MEDIDAS DE CONTROLE.pdf
 
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf
1. RISCOS ELÉTRICOS.pdf
 
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf
2. ATO INSEGURO X CONDIÇÃO INSEGURA.pdf
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 

3- Inflamáveis.pdf

  • 2. INFLAMÁVEIS Características: São classificadas como inflamável ou substâncias inflamáveis todas e quaisquer substâncias que se enquadram nas seguintes características:  Substâncias que ao ar e à temperatura ambiente possam se aquecer e acabar por incendiar, sem fonte de aquecimento ativa;  Sólidos que possam entrar em combustão através de centelha ou atuação ligeira de fonte de ignição, e que continuam a queimar ou formam braseiro por si próprios;  Líquido que possuam baixa temperatura de combustão (entre 4 °C e 21 °C);  Substâncias que em contato com água ou umidade do ar possam produzir gases altamente inflamáveis. Por ex.: acetona, etanol, etc.
  • 3. INFLAMÁVEIS Características: GÁS – substâncias que em condições normais de temperatura e pressão (25º C e 760 mmHg) estão em estado gasoso. GÁS COMBUSTÍVEL – é o gás que queima a qualquer temperatura. VAPOR – é a fase gasosa de uma substância que a 25ºC e 760mmHg é líquida ou sólida (vapores de água, gasolina, etc). LÍQUIDO COMBUSTÍVEL – qualquer líquido que tenha ponto de fulgor igual ou superior a 60ºC e inferior a 93ºC. LÍQUIDO INFLAMÁVEL – qualquer líquido que tenha ponto de fulgor inferior a 60ºC. Queima à temperatura ambiente e qualquer foco de ignição pode acendê-lo já que a sua temperatura de combustão é baixa. Ex: gasolina, álcool etílico, etc. SÓLIDOS COMBUSTÍVEIS – necessitam ser aquecidos até emitir vapores por destilação e geralmente a sua temperatura de combustão situa-se acima dos 100ºC. SÓLIDOS PULVERIZADOS – Partículas em suspensão no ar que se comportam como gases inflamáveis podendo provocar explosões.
  • 4. INFLAMÁVEIS Características: Gás Liquefeito de Petróleo O GLP é composto por gases incolores (propano e butano) e tem odor característico devido à presença da mercaptana. De uma forma geral, o GLP é considerado um asfixiante simples, embora o butano puro tenha um Limites de Tolerância (LT) de 470 ppm e grau de insalubridade médio. Qual a diferença entre GLP e GNV? Diferença entre GLP e GNV Nunca confundir o GLP com GNV (Gás Natural Veicular). A confusão entre GLP e GNV tem ocasionado diversos acidentes. O GLP é um gás liquefeito armazenado em cilindros de baixa pressão (5 a 8 atm), enquanto o GNV é um gás permanente à base de metano comprimido apenas em fase gasosa a pressões elevadas, em torno de 200 a 220 atm. Devido a essas diferenças, os cilindros de GLP não são capazes de suportar o enchimento de GNV em altas pressões, o que fatalmente resultará na explosão do cilindro de GLP com possibilidade real de lesão grave ou morte.
  • 5. INFLAMÁVEIS Propriedades: Todas as informações (características, propriedades, perigos e riscos) das substâncias inflamáveis poderão ser verificadas nas respectivas fichas de informação de segurança que acompanham os produtos fornecidos.
  • 6. Substâncias Inflamáveis e Combustíveis: Queimam com facilidade; Podem produzir atmosferas explosivas em locais com deficiência de ventilação; Um derrame de líquido inflamável pode gerar um incêndio que irá se movimentar, acompanhando o desnível existente no piso. Incêndios em líquidos normalmente são mais difíceis de serem combatidos do que em materiais sólidos, visto que é necessário extinguir o fogo toda superfície atingida. A projeção violenta do agente extintor sobre um líquido inflamado pode provocar respingos ou seu transbordamento, cuja consequência poderá ser a propagação do incêndio. Em caso de gases, quando não é possível cortar o suprimento, o vazamento seguirá gerando maiores volumes de mistura inflamável, que fatalmente encontrará uma fonte de ignição em suas proximidades, provocando uma explosão. Perigos e Riscos: INFLAMÁVEIS
  • 7. INFLAMÁVEIS Perigos e Riscos: GASOLINA COMUM Toxicidade aguda: Produto não classificado como tóxico agudo por via oral. Pode causar náuseas e vômitos, se ingerido. Corrosão/irritação à pele: Provoca irritação à pele com vermelhidão e ressecamento. Lesões oculares graves/ irritação ocular: Provoca irritação aos olhos com vermelhidão, dor e lacrimejamento. O contato repetido dos olhos pode causar conjuntivite crônica. Sensibilização respiratória ou à pele: Pode ser absorvido pela pele e causar dermatite crônica após contato prolongado. Não é esperado que provoque sensibilização respiratória. Pode provocar irritação das vias respiratórias com tosse, espirros e falta de ar. Pode provocar sonolência, vertigem e dor de cabeça. Pode causar dano ao sistema nervoso central e fígado por exposição repetida e prolongada. A aspiração para os pulmões pode resultar em pneumonite química. Todas as informações quanto aos perigos e riscos constam nas respectivas Fichas de Informação de Segurança do Produto Químico - FISPQ
  • 8. INFLAMÁVEIS Perigos e Riscos: a) eliminar ou minimizar a emissão de vapores e gases inflamáveis;
  • 9. INFLAMÁVEIS Perigos e Riscos: b) controlar a geração, acúmulo e descarga de eletricidade estática - Eletricidade estática é gerada quando líquidos fluem através de tubulações, válvulas e outros equipamentos. - A continuidade elétrica e o correto aterramento asseguram que a eletricidade estática não se acumule e cause uma centelha. - Centelhas de cargas eletroestáticas podem ignitar muitas misturas inflamáveis.