SlideShare uma empresa Scribd logo
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
1
Português – Ensino Básico
PARTE A
Lê o texto e depois responde ao que te é pedido.
O galo da velha Luciana
Há quem tenha um cão, um peixe, um gato, um pássaro ou
outro bicho qualquer, que a todo o momento envolve com um
enorme manto de carinho, um quentíssimo cobertor de amizade e
uma rosa perfumada de ternura.
A velha Luciana, baixinha, de rosto tisnado1 e cheio de
rugas, de corpo magro e curvado com o peso dos muitos anos que
carregava consigo, também tinha um bicho que estimava: um galo.
Sim, um galo. Um bicho esplêndido, em tudo igual aos outros galos. Tinha um par de
patas e outro de asas, penas, bico e crista. No entanto, as cores que o vestiam não eram
exatamente idênticas às dos outros galos que ciscavam nos caminhos e pátios e hortas do
Lugar da Ordem, um pequenino povoado encaixado numa das encostas da Serra do Marão.
Uma terra com muitas hortas, campos, casas velhas, caminhos estreitos, e bastantes
varandas floridas.
Uma velha aldeia, com um pequeno rio a correr vagarosamente lá ao fundo e a toda a
volta cercada por muitos penedos e densos matagais, cobertos de neve, no tempo do Natal,
e de ninhos, com o despertar da primavera.
As penas do galo da velha Luciana eram douradas e brilhavam nos dias de sol. O bico
era azul, da cor do céu nos dias quentes de verão. E a crista roxa, sempre levantada, fazia
lembrar a pétala de uma violeta gigante.
Nunca bicho semelhante aparecera naquela terra onde as raposas viviam por perto e
os lobos uivavam nas noites de nevoeiro.
António Mota, O galo da velha Luciana, Edições Gailivro, 2002 (excerto)
1
manchado.
Nome:___________________________________________________________ Data: ____/____/____
Escola: __________________________________________________________ Turma: ___________
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
2
Português – Ensino Básico
1. De acordo com o texto, por que motivos as pessoas têm animais de estimação?
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
2. Assinala com um X as opções que completam as frases de acordo com o sentido do
texto.
2.1. Luciana era uma senhora:
idosa e alta.
idosa, que ostentava no rosto as marcas dos muitos anos que já vivera.
jovem e baixinha.
idosa, de rosto tisnado e sem rugas.
2.2. O galo da Luciana era igual a tantos outros galos porque:
era muito colorido, com penas douradas.
tinha umas asas muito fortes e voava pela aldeia.
tinha quatro patas, um par de asas e penas.
tinha um par de asas, um par de patas, penas, um bico e uma crista.
2.3. O galo da Luciana era diferente dos outros galos porque:
não voava.
tinha penas compridas e um bico amarelo.
tinha penas douradas, um bico azul e uma crista roxa.
não tinha crista.
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
3
Português – Ensino Básico
“A velha Luciana (...) tinha um bicho que estimava:
um galo.”
3. Descreve a aldeia onde a Luciana vivia, utilizando expressões do texto.
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
4. Relaciona os nomes da coluna da esquerda com as caraterísticas da coluna da direita.
penas   velha
bico   estreito
crista   douradas
aldeia   azul
caminho   floridas
varandas   roxa
5. Explica, por palavras tuas, o significado da frase seguinte.
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
PARTE B
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
4
Português – Ensino Básico
Lê o texto e depois responde ao que te é pedido.
A lenda do Galo de Barcelos
O Galo de Barcelos é uma figura do artesanato português que se
tornou símbolo de Barcelos, bem como de Portugal. Tradicionalmente, é
decorado com estilizados corações vermelhos, pintas e flores de várias
cores, distribuídas em fundo preto.
Segundo a lenda, os habitantes de um burgo2 andavam
alarmados com um crime e, mais ainda, com o facto de não se ter
descoberto o criminoso que o cometera.
Certo dia, apareceu um galego3 que se tornou suspeito.
As autoridades resolveram prendê-lo e, apesar dos seus juramentos de
inocência, ninguém acreditou nele. Por isso, foi condenado à forca.
Antes de ser enforcado, pediu que o levassem à presença do juiz que o condenara.
Concedida a autorização, levaram-no à residência do magistrado4 que, nesse momento, se
banqueteava5 com alguns amigos. O galego voltou a afirmar a sua inocência e apontou para
um galo assado que estava sobre a mesa, exclamando:
– É tão certo eu estar inocente, como certo é esse galo cantar quando me enforcarem.
Risos e comentários não se fizeram esperar, mas, pelo sim e pelo não, ninguém tocou
no galo. O que parecia impossível tornou-se, porém, realidade! Quando o peregrino estava a
ser enforcado, o galo assado ergueu-se na mesa e cantou. Já ninguém duvidava das
afirmações de inocência do condenado.
O juiz correu à forca e viu, com espanto, o pobre homem de corda ao pescoço.
Todavia, o nó lasso6 impedia a sanção. Imediatamente solto, foi mandado em paz.
disponível em: http://www.cm-barcelos.pt/visitar-barcelos/barcelos/lenda-do-galo (com supressões)
2
povoação;
3
habitante proveniente da Galiza, região do Norte de Espanha;
4
juiz;
5
fazia uma refeição rica;
6
largo.
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
5
Português – Ensino Básico
6. Assinala com um X as opções que completam as frases de acordo com o sentido do
texto.
6.1. Na tua opinião, o texto que acabaste de ler:
aconteceu mesmo.
é uma história antiga, uma lenda.
6.2. Segundo a lenda, a população andava muito alarmada porque:
tinha morrido um juiz importante.
não descobriam o culpado de um crime.
7. Transcreve do texto frases que comprovem que as autoridades decidiram culpar o
galego pelo crime ocorrido.
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
8. O que disse o galego que aconteceria se estivesse
inocente?
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
6
Português – Ensino Básico
9. O galego foi solto e assim nasceu a lenda do Galo de Barcelos.
9.1. Assinala com V (verdadeiro) ou F (falso) as seguintes afirmações.
A população acreditava na inocência do galego e estava revoltada.
O galo, que estava prestes a ser servido como refeição, levantou-se e cantou.
As pessoas descobriram quem cometeu o crime.
O Galo de Barcelos é uma figura de artesanato totalmente preta.
O Galo de Barcelos tornou-se um símbolo de Barcelos e de Portugal.
10.A figura do galo aparece representada com finalidades distintas nos dois textos (parte
A e parte B). Liga corretamente.
1º texto 
 refeição
 figura de artesanato
2º texto 
 animal de estimação
PARTE C
Gramática
11.Assinala com um X as opções corretas.
11.1. “Luciana” é um:
nome próprio, género feminino, número plural.
nome comum, género feminino, número plural.
nome próprio, género masculino, número plural.
nome próprio, género feminino, número singular.
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
7
Português – Ensino Básico
O galo tinha as penas douradas.
11.2. “Pomar” é um:
nome próprio, género masculino, número singular.
nome comum coletivo, género feminino, número plural.
nome comum coletivo, género masculino, número singular.
nome próprio, género masculino, número singular.
12.Escreve o grau aumentativo e o grau diminutivo das palavras seguintes.
13.Liga corretamente.
Um enxame é   um conjunto de aves.
Um cardume é   um conjunto de abelhas.
Uma alcateia é   um conjunto de ovelhas.
Um bando é   um conjunto de lobos.
Uma manada é   um conjunto de vacas.
Um rebanho é   um conjunto de peixes.
14.Lê a seguinte frase.
14.1. Classifica as palavras destacadas.
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
casa
________________
________________
porta
________________
________________
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
8
Português – Ensino Básico
“Trinta dias tem novembro, abril, junho e setembro,
De vinte e oito, ou vinte e nove só há um,
E os outros têm trinta e um.”
14.2. Reescreve a frase anterior, substituindo “O galo” por um pronome pessoal
adequado.
__________________________________________________________________________
15.Classifica as palavras do quadro quanto à sua acentuação, colocando um X nas
opções corretas.
Quanto à acentuação
esdrúxula grave aguda
esplêndido
magro
pássaro
Marão
estreitos
16.Lê o texto que se segue e sublinha os quantificadores numerais presentes.
AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO
9
Português – Ensino Básico
PARTE D
Escrita
17.Escreve um texto sobre um animal de estimação que gostasses de ter. Descreve
como ele seria, os cuidados que terias, as brincadeiras que poderiam fazer juntos, etc.
___________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
FIM

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 2PER_PORTUGUES_3_FICHA.pdf

Teste 1B- 6.º Ano - outubro 2023-2024.docx
Teste 1B- 6.º Ano - outubro 2023-2024.docxTeste 1B- 6.º Ano - outubro 2023-2024.docx
Teste 1B- 6.º Ano - outubro 2023-2024.docx
Miranda Goreti
 
Atividades de leitura e escrita , interpretação O galo e a raposa
Atividades de leitura e escrita , interpretação O galo e a raposaAtividades de leitura e escrita , interpretação O galo e a raposa
Atividades de leitura e escrita , interpretação O galo e a raposa
Roseli Aparecida Tavares
 
Teste_portugues_3_ano_3_periodo_Maio.pdf
Teste_portugues_3_ano_3_periodo_Maio.pdfTeste_portugues_3_ano_3_periodo_Maio.pdf
Teste_portugues_3_ano_3_periodo_Maio.pdf
JoaquimAlves48
 
Ficha de Trabalho: os Nomes
Ficha de Trabalho: os NomesFicha de Trabalho: os Nomes
Ficha de Trabalho: os Nomes
A. Simoes
 
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguisticaResumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
ameliamardm
 
PortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies IniciaisPortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies Iniciais
fabiane molon rodrigues
 
PortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies IniciaisPortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies Iniciais
fabiane molon rodrigues
 
PortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies IniciaisPortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies Iniciais
fabiane molon rodrigues
 
Afamliadaspalavras 130302112014-phpapp01
Afamliadaspalavras 130302112014-phpapp01Afamliadaspalavras 130302112014-phpapp01
Afamliadaspalavras 130302112014-phpapp01
Maria Carvalho
 
Ficha habitat
Ficha habitatFicha habitat
Ficha habitat
Centro Sílaba Tónica
 
Ficha de avaliação texto narrativo 7
Ficha de avaliação   texto narrativo 7Ficha de avaliação   texto narrativo 7
Ficha de avaliação texto narrativo 7
Lúcia Martins
 
-Ficha-Trimestral-Pascoa-Portugues-3-º-ano.docx
-Ficha-Trimestral-Pascoa-Portugues-3-º-ano.docx-Ficha-Trimestral-Pascoa-Portugues-3-º-ano.docx
-Ficha-Trimestral-Pascoa-Portugues-3-º-ano.docx
DanielSousa911392
 
Teste cef módulo 16 (1)
Teste cef  módulo 16 (1)Teste cef  módulo 16 (1)
Teste cef módulo 16 (1)
Cristina Martins
 
Revisões para o teste
Revisões para o testeRevisões para o teste
Revisões para o teste
Gonçalo Silva
 
Av for por_fev
Av for por_fevAv for por_fev
Av for por_fev
jotapimentel
 
Teste 12 Ano
Teste  12 Ano Teste  12 Ano
Teste 12 Ano
Victor Nunes
 
Fichas de ortografia 1
Fichas de ortografia 1Fichas de ortografia 1
Fichas de ortografia 1
JoanaReis24
 
Português: sílabas e acentuação- Ficha de Trabalho
Português: sílabas e acentuação- Ficha de TrabalhoPortuguês: sílabas e acentuação- Ficha de Trabalho
Português: sílabas e acentuação- Ficha de Trabalho
A. Simoes
 
port.3º ano.doc
port.3º ano.docport.3º ano.doc
port.3º ano.doc
HelenaGuerra13
 
port.3º ano 1º semestre.doc
port.3º ano 1º semestre.docport.3º ano 1º semestre.doc
port.3º ano 1º semestre.doc
HelenaGuerra13
 

Semelhante a 2PER_PORTUGUES_3_FICHA.pdf (20)

Teste 1B- 6.º Ano - outubro 2023-2024.docx
Teste 1B- 6.º Ano - outubro 2023-2024.docxTeste 1B- 6.º Ano - outubro 2023-2024.docx
Teste 1B- 6.º Ano - outubro 2023-2024.docx
 
Atividades de leitura e escrita , interpretação O galo e a raposa
Atividades de leitura e escrita , interpretação O galo e a raposaAtividades de leitura e escrita , interpretação O galo e a raposa
Atividades de leitura e escrita , interpretação O galo e a raposa
 
Teste_portugues_3_ano_3_periodo_Maio.pdf
Teste_portugues_3_ano_3_periodo_Maio.pdfTeste_portugues_3_ano_3_periodo_Maio.pdf
Teste_portugues_3_ano_3_periodo_Maio.pdf
 
Ficha de Trabalho: os Nomes
Ficha de Trabalho: os NomesFicha de Trabalho: os Nomes
Ficha de Trabalho: os Nomes
 
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguisticaResumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
 
PortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies IniciaisPortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies Iniciais
 
PortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies IniciaisPortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies Iniciais
 
PortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies IniciaisPortuguêS XséRies Iniciais
PortuguêS XséRies Iniciais
 
Afamliadaspalavras 130302112014-phpapp01
Afamliadaspalavras 130302112014-phpapp01Afamliadaspalavras 130302112014-phpapp01
Afamliadaspalavras 130302112014-phpapp01
 
Ficha habitat
Ficha habitatFicha habitat
Ficha habitat
 
Ficha de avaliação texto narrativo 7
Ficha de avaliação   texto narrativo 7Ficha de avaliação   texto narrativo 7
Ficha de avaliação texto narrativo 7
 
-Ficha-Trimestral-Pascoa-Portugues-3-º-ano.docx
-Ficha-Trimestral-Pascoa-Portugues-3-º-ano.docx-Ficha-Trimestral-Pascoa-Portugues-3-º-ano.docx
-Ficha-Trimestral-Pascoa-Portugues-3-º-ano.docx
 
Teste cef módulo 16 (1)
Teste cef  módulo 16 (1)Teste cef  módulo 16 (1)
Teste cef módulo 16 (1)
 
Revisões para o teste
Revisões para o testeRevisões para o teste
Revisões para o teste
 
Av for por_fev
Av for por_fevAv for por_fev
Av for por_fev
 
Teste 12 Ano
Teste  12 Ano Teste  12 Ano
Teste 12 Ano
 
Fichas de ortografia 1
Fichas de ortografia 1Fichas de ortografia 1
Fichas de ortografia 1
 
Português: sílabas e acentuação- Ficha de Trabalho
Português: sílabas e acentuação- Ficha de TrabalhoPortuguês: sílabas e acentuação- Ficha de Trabalho
Português: sílabas e acentuação- Ficha de Trabalho
 
port.3º ano.doc
port.3º ano.docport.3º ano.doc
port.3º ano.doc
 
port.3º ano 1º semestre.doc
port.3º ano 1º semestre.docport.3º ano 1º semestre.doc
port.3º ano 1º semestre.doc
 

Último

A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 

2PER_PORTUGUES_3_FICHA.pdf

  • 1. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 1 Português – Ensino Básico PARTE A Lê o texto e depois responde ao que te é pedido. O galo da velha Luciana Há quem tenha um cão, um peixe, um gato, um pássaro ou outro bicho qualquer, que a todo o momento envolve com um enorme manto de carinho, um quentíssimo cobertor de amizade e uma rosa perfumada de ternura. A velha Luciana, baixinha, de rosto tisnado1 e cheio de rugas, de corpo magro e curvado com o peso dos muitos anos que carregava consigo, também tinha um bicho que estimava: um galo. Sim, um galo. Um bicho esplêndido, em tudo igual aos outros galos. Tinha um par de patas e outro de asas, penas, bico e crista. No entanto, as cores que o vestiam não eram exatamente idênticas às dos outros galos que ciscavam nos caminhos e pátios e hortas do Lugar da Ordem, um pequenino povoado encaixado numa das encostas da Serra do Marão. Uma terra com muitas hortas, campos, casas velhas, caminhos estreitos, e bastantes varandas floridas. Uma velha aldeia, com um pequeno rio a correr vagarosamente lá ao fundo e a toda a volta cercada por muitos penedos e densos matagais, cobertos de neve, no tempo do Natal, e de ninhos, com o despertar da primavera. As penas do galo da velha Luciana eram douradas e brilhavam nos dias de sol. O bico era azul, da cor do céu nos dias quentes de verão. E a crista roxa, sempre levantada, fazia lembrar a pétala de uma violeta gigante. Nunca bicho semelhante aparecera naquela terra onde as raposas viviam por perto e os lobos uivavam nas noites de nevoeiro. António Mota, O galo da velha Luciana, Edições Gailivro, 2002 (excerto) 1 manchado. Nome:___________________________________________________________ Data: ____/____/____ Escola: __________________________________________________________ Turma: ___________
  • 2. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 2 Português – Ensino Básico 1. De acordo com o texto, por que motivos as pessoas têm animais de estimação? __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ 2. Assinala com um X as opções que completam as frases de acordo com o sentido do texto. 2.1. Luciana era uma senhora: idosa e alta. idosa, que ostentava no rosto as marcas dos muitos anos que já vivera. jovem e baixinha. idosa, de rosto tisnado e sem rugas. 2.2. O galo da Luciana era igual a tantos outros galos porque: era muito colorido, com penas douradas. tinha umas asas muito fortes e voava pela aldeia. tinha quatro patas, um par de asas e penas. tinha um par de asas, um par de patas, penas, um bico e uma crista. 2.3. O galo da Luciana era diferente dos outros galos porque: não voava. tinha penas compridas e um bico amarelo. tinha penas douradas, um bico azul e uma crista roxa. não tinha crista.
  • 3. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 3 Português – Ensino Básico “A velha Luciana (...) tinha um bicho que estimava: um galo.” 3. Descreve a aldeia onde a Luciana vivia, utilizando expressões do texto. __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ 4. Relaciona os nomes da coluna da esquerda com as caraterísticas da coluna da direita. penas   velha bico   estreito crista   douradas aldeia   azul caminho   floridas varandas   roxa 5. Explica, por palavras tuas, o significado da frase seguinte. _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ PARTE B
  • 4. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 4 Português – Ensino Básico Lê o texto e depois responde ao que te é pedido. A lenda do Galo de Barcelos O Galo de Barcelos é uma figura do artesanato português que se tornou símbolo de Barcelos, bem como de Portugal. Tradicionalmente, é decorado com estilizados corações vermelhos, pintas e flores de várias cores, distribuídas em fundo preto. Segundo a lenda, os habitantes de um burgo2 andavam alarmados com um crime e, mais ainda, com o facto de não se ter descoberto o criminoso que o cometera. Certo dia, apareceu um galego3 que se tornou suspeito. As autoridades resolveram prendê-lo e, apesar dos seus juramentos de inocência, ninguém acreditou nele. Por isso, foi condenado à forca. Antes de ser enforcado, pediu que o levassem à presença do juiz que o condenara. Concedida a autorização, levaram-no à residência do magistrado4 que, nesse momento, se banqueteava5 com alguns amigos. O galego voltou a afirmar a sua inocência e apontou para um galo assado que estava sobre a mesa, exclamando: – É tão certo eu estar inocente, como certo é esse galo cantar quando me enforcarem. Risos e comentários não se fizeram esperar, mas, pelo sim e pelo não, ninguém tocou no galo. O que parecia impossível tornou-se, porém, realidade! Quando o peregrino estava a ser enforcado, o galo assado ergueu-se na mesa e cantou. Já ninguém duvidava das afirmações de inocência do condenado. O juiz correu à forca e viu, com espanto, o pobre homem de corda ao pescoço. Todavia, o nó lasso6 impedia a sanção. Imediatamente solto, foi mandado em paz. disponível em: http://www.cm-barcelos.pt/visitar-barcelos/barcelos/lenda-do-galo (com supressões) 2 povoação; 3 habitante proveniente da Galiza, região do Norte de Espanha; 4 juiz; 5 fazia uma refeição rica; 6 largo.
  • 5. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 5 Português – Ensino Básico 6. Assinala com um X as opções que completam as frases de acordo com o sentido do texto. 6.1. Na tua opinião, o texto que acabaste de ler: aconteceu mesmo. é uma história antiga, uma lenda. 6.2. Segundo a lenda, a população andava muito alarmada porque: tinha morrido um juiz importante. não descobriam o culpado de um crime. 7. Transcreve do texto frases que comprovem que as autoridades decidiram culpar o galego pelo crime ocorrido. __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ 8. O que disse o galego que aconteceria se estivesse inocente? _______________________________________________ _______________________________________________ _______________________________________________ _______________________________________________ _______________________________________________
  • 6. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 6 Português – Ensino Básico 9. O galego foi solto e assim nasceu a lenda do Galo de Barcelos. 9.1. Assinala com V (verdadeiro) ou F (falso) as seguintes afirmações. A população acreditava na inocência do galego e estava revoltada. O galo, que estava prestes a ser servido como refeição, levantou-se e cantou. As pessoas descobriram quem cometeu o crime. O Galo de Barcelos é uma figura de artesanato totalmente preta. O Galo de Barcelos tornou-se um símbolo de Barcelos e de Portugal. 10.A figura do galo aparece representada com finalidades distintas nos dois textos (parte A e parte B). Liga corretamente. 1º texto   refeição  figura de artesanato 2º texto   animal de estimação PARTE C Gramática 11.Assinala com um X as opções corretas. 11.1. “Luciana” é um: nome próprio, género feminino, número plural. nome comum, género feminino, número plural. nome próprio, género masculino, número plural. nome próprio, género feminino, número singular.
  • 7. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 7 Português – Ensino Básico O galo tinha as penas douradas. 11.2. “Pomar” é um: nome próprio, género masculino, número singular. nome comum coletivo, género feminino, número plural. nome comum coletivo, género masculino, número singular. nome próprio, género masculino, número singular. 12.Escreve o grau aumentativo e o grau diminutivo das palavras seguintes. 13.Liga corretamente. Um enxame é   um conjunto de aves. Um cardume é   um conjunto de abelhas. Uma alcateia é   um conjunto de ovelhas. Um bando é   um conjunto de lobos. Uma manada é   um conjunto de vacas. Um rebanho é   um conjunto de peixes. 14.Lê a seguinte frase. 14.1. Classifica as palavras destacadas. __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ casa ________________ ________________ porta ________________ ________________
  • 8. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 8 Português – Ensino Básico “Trinta dias tem novembro, abril, junho e setembro, De vinte e oito, ou vinte e nove só há um, E os outros têm trinta e um.” 14.2. Reescreve a frase anterior, substituindo “O galo” por um pronome pessoal adequado. __________________________________________________________________________ 15.Classifica as palavras do quadro quanto à sua acentuação, colocando um X nas opções corretas. Quanto à acentuação esdrúxula grave aguda esplêndido magro pássaro Marão estreitos 16.Lê o texto que se segue e sublinha os quantificadores numerais presentes.
  • 9. AVALIAÇÃO TRIMESTRAL (2º PERÍODO) - PORTUGUÊS - 3º ANO 9 Português – Ensino Básico PARTE D Escrita 17.Escreve um texto sobre um animal de estimação que gostasses de ter. Descreve como ele seria, os cuidados que terias, as brincadeiras que poderiam fazer juntos, etc. ___________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________ FIM