SlideShare uma empresa Scribd logo
EXAMES
APLICADOS À ENFERMAGEM
HEMOGRAMA
Profa. Amanda Xavier
COMPOSIÇÃO DO SANGUE
 Média de 5 L de sangue circulante (3 L de plasma e 2 L de células)
 Células sanguíneas:
Leucócitos;
Eritrócitos;
Plaquetas.
 As células são produzidas principalmente na medula óssea.
COMPOSIÇÃO DO SANGUE
 Células do sangue: hemácias, leucócitos e plaquetas.
 Plasma: água, íons (sódio, potássio, magnésio, cálcio), proteínas (albuminas e
imunoglobulinas), nutrientes (glicose, aminoácidos, vitaminas), hormônios,
resíduos (ureia), gases (O2 e CO2)
COMPOSIÇÃO DO SANGUE
 Hemácias: células anucleadas, que têm como função, transportar o oxigênio
para os tecidos.
 Leucócitos: estão relacionados com a imunidade e defesa do organismo.
Basófilos: combatem infecções parasitárias e alguns distúrbios alérgicos
Eosinófilos: combatem distúrbios alérgicos e infestações parasitárias
Linfócitos: combatem infecções virais e produzem anticorpos
Neutrófilos: combatem infecções bacterianas
Monócitos: combatem infecções graves.
 Plaquetas: estão relacionadas com a coagulação sanguínea.
EXAMES DE SANGUE E DA MEDULA ÓSSEA
 São fundamentais para diagnosticar alguns distúrbios do sangue:
Anemias;
Leucemia;
Problemas na coagulação do sangue;
Anormalidades do sangramento.
 Fundamentais para diagnosticar também a presença de inflamação, infecção e
distúrbios hereditários.
OBTENÇÃO DAS AMOSTRAS
 Punções capilares percutâneas (dedo da mão, dedo do pé, calcanhar);
 Coleta de sangue arterial ou venoso;
 Aspiração da medula óssea.
EXAMES DE SANGUE DE ROTINA
 Hemograma:
• Leucograma;
• Contagem diferencial de leucócitos;
• Eritrograma;
• Hematócrito: percentual do sangue ocupado pelas hemácias;
• Hemoglobina (Hb);
• Índices hematológicos: valores calculados do tamanho e do conteúdo de Hb
das hemácias;
• Volume corpuscular médio (VCM): média do tamanho das hemácias;
• Concentração de Hb corpuscular média (CHCM);
• Hb corpuscular média (HCM): quantidade de hemoglobina em cada hemácia;
• Amplitude da distribuição das hemácias (RDW);
• Contagem de plaquetas;
• Volume plaquetário médio (VPM).
Idade
Leucócitos
(x103/mm3)
Hemácias
(x106/mm3)
Hb (g/dL) Ht (%) VCM (fL)
Nascimento a 2
semanas
9,0 a 30,0 4,1 a 6,1 14,5 a 24,5 44 a 64 98 a 112
2 a 8 semanas 5,0 a 21,0 4,0 a 6,0 12,5 a 20,5 39 a 59 98 a 112
2 a 6 meses 5,0 a 19,0 3,8 a 5,6 10,7 a 17,3 35 a 49 83 a 97
6 meses a 1 ano 5,0 a 19,0 3,8 a 5,2 9,9 a 14,5 29 a 43 73 a 87
1 a 6 anos 5,0 a 19,0 3,9 a 5,3 9,5 a 14,1 30 a 40 70 a 84
6 a 16 anos 4,8 a 10,8 4,0 a 5,2 10,3 a 14,9 32 a 42 73 a 87
16 a 18 anos 4,8 a 10,8 4,2 a 5,4 11,1 a 15,7 34 a 44 75 a 89
>18 anos (homens) 5,0 a 10,0 4,5 a 5,5 14,0 a 17,4 42 a 52 84 a 96
>18 anos (mulheres) 5,0 a 10,0 4,0 a 5,0 12,0 a 16,0 36 a 48 84 a 96
Fonte: Fischbach & Dunning III. Exames Laboratoriais e Diagnósticos em Enfermagem. 9ª Edição. Guanabara Koogan,
2016.
Eritrograma Mulheres Homens
Eritrócitos (x106) 4,0 a 5,0 4,5 a 5,5
Hemoglobina (g/dL) 12,0 a 16,0 14,0 a 17,4
Hematócrito (%) 36 a 48 42 a 52
HCM (pg/célula) 28 a 34 28 a 34
VCM (fL) 84 a 96 84 a 96
CHCM (g/dL) 32 a 36 32 a 36
RDW (%) 11,5 a 14,5 11,5 a 14,5
Fonte: Fischbach & Dunning III. Exames Laboratoriais e Diagnósticos em Enfermagem. 9ª Edição.
Guanabara Koogan, 2016.
ERITROGRAMA – Valores de Referência
Eritrograma Homem 1 Mulher 1 Mulher 2
Eritrócitos (x106) 3,8 3,3 2,8
Hemoglobina (g/dL) 8,5 9,0 8,3
Hematócrito (%) 27 30 27
HCM (pg/célula) 22 27 28
VCM (fL) 71 90 100
CHCM (g/dL) 33 33 32
RDW (%) 16 17 16
Exame Resultado Possíveis Causas
Eritrócitos
Aumentados Policitemia, desidratação, diarreia grave
Diminuídos
Anemia, hemorragia, deficiência de ferro, doença
sistêmica (leucemia, lúpus)
Hemoglobina
Aumentada
Queimaduras graves, policitemia, insuficiência
cardíaca, doença pulmonar crônica, desidratação
Diminuída Anemia, hipertireoidismo, cirrose, talassemia
Hematócrito
Aumentado Desidratação, policitemia, choque
Diminuído
Anemia, perda sanguínea, hemólise, leucemia,
cirrose
Exame Resultado Possíveis Causas
VCM
Aumentado
Anemia perniciosa macrocítica / megaloblástica,
deficiência de vitamina B12 e/ou folato, abuso de
álcool
Diminuído
Anemias hipocrômicas e microcíticas, anemias
por desordens crônicas e talassemia
HCM
Aumentado Anemia macrocítica
Diminuído Anemia microcítica
CHCM
Aumentado Esferocitose
Diminuído
Anemia ferropriva e/ou macrocítica, talassemia,
perda crônica de sangue
Leucograma
Adultos – Valor
Relativo (%)
Adultos – Valor
Absoluto (mm3)
Leucócitos -- 4.000 a 11.000
Neutrófilos – Bastões 3 a 6 100 a 400
Neutrófilos – Segmentados 50 a 62 2.000 a 7.500
Eosinófilos 0 a 3 100 a 400
Basófilos 0 a 1 0 a 100
Linfócitos 25 a 40 1.500 a 4.000
Monócitos 3 a 7 200 a 800
Metamielócitos 0 0
Fonte: Fischbach & Dunning III. Exames Laboratoriais e Diagnósticos em Enfermagem. 9ª Edição. Guanabara
Koogan, 2016.
LEUCOGRAMA – Valores de Referência
Linfócitos
 Neutrófilos – infecções bacterianas e fúngicas.
 Eosinófilos – infecções parasitárias e processos alérgicos.
 Basófilos – processos alérgicos (libera histamina e heparina).
 Linfócitos – infecções virais.
 Monócitos – infecções virais e bacterianas. Originam os macrófagos.
Exame Resultado Possível Diagnóstico
Leucócitos
Totais
Aumentados Leucocitose (infecção, leucemia, hemorragia aguda)
Diminuídos Leucopenia (depressão da medula óssea)
Neutrófilos
Aumentados
Neutrofilia (infecção bacteriana ou viral,
hemorragia, diabetes, necrose tecidual, exercício
físico intenso, esplenectomia)
Diminuídos
Neutropenia (infecções bacterianas graves,
epticemia, infecções virais)
Linfócitos
Aumentados
Linfocitose (indica infecção viral ou doença
autoimune, linfomas, leucemia, infecção bacteriana,
vírus HIV)
Diminuídos
Linfopenia (quimio e radioterapia, tumores
hipofisários, anemia, doença de Hodgkin,
tuberculose avançada, insuficiência renal)
Exame Resultado Possível Diagnóstico
Monócitos
Aumentados
Monocitose (indica infecção viral/bacteriana,
linfomas, câncer no estômago, mama e ovário)
Diminuídos
Monopenia (uso de prednisona, infecção, vírus
HIV, lesão da medula óssea)
Eosinófilos
Aumentados
Eosinofilia (indica processo alérgico, asmático ou
infecção intestinal por parasitas, leucemia
mieloide crônica, doenças cutâneas crônicas)
Diminuídos
Eosinopenia (infarto, infecções bacterianas, uso
de alguns medicamentos)
Basófilos
Aumentados
Basofilia (indica processo alérgico, leucemias,
doença de Hodgkin, policitemia, anemia)
Diminuídos
Basopenia (infecção, hipertireoidismo, estresse,
hereditária, uso de medicamentos)
Leucocitose
Fisiológica
Comum em gestantes,
RN, lactantes, após
exercícios físicos e
em pessoas com
febre.
Reativa
Relacionada com o
aumento de neutrófilos e
deve-se às infecções
bacterianas, inflamações,
necrose tecidual e
doenças metabólicas.
Patológica
Relacionada às doenças
mieloproliferativas (leucemias
mieloides, policitemia severa,
mieloesclerose) e
linfoproliferativas (leucemias
linfoides e alguns linfomas).
Leucopenia
(por neutropenia)
Fisiológica  Comum em africanos e descendentes.
Por drogas  Anti-inflamatórias, antibacterianas,
anticonvulsionantes, antidepressivas.
Por poluentes  Derivados do benzeno, fertilizantes,
agrotóxicos.
Reativa  Infecções bacterianas.
Imunológica  Neutropenia autoimune, neutropenia
neonatal.
Adultos Crianças
Contagem de plaquetas
(mm3)
140.000 a 400.000 150.00 a 450.000
VPM – Volume
plaquetário médio (fL)
7,4 a 10,4 7,4 a 10,4
Fonte: Fischbach & Dunning III. Exames Laboratoriais e Diagnósticos em Enfermagem. 9ª Edição.
Guanabara Koogan, 2016.
PLAQUETAS – Valores de Referência
Exame Resultado Possível Diagnóstico
Contagem
de plaquetas
Aumentada
Trombocitemia, trombocitose (leucemia,
policitemia, esplenectomia, anemia ferropriva,
asfixia, anemia, pancreatite crônica, linfomas,
tuberculose, infecções agudas)
Diminuída
Trombocitopenia (púrpura, anemias, infecções
virais e bacterianas, insuficiência cardíaca,
insuficiência de trombopoetina, infecção pelo
HIV, lesões na medula óssea, intoxicação etílica,
hiperesplenismo, insuficiência renal)
VPM
Aumentado
Púrpura, trombocitopenia causada por sepse,
hemorragia grave, leucemia, esplenectomia,
anemia
Diminuído Síndrome de Wiskott-Aldrich
2.Hemograma.pptx
2.Hemograma.pptx
2.Hemograma.pptx
2.Hemograma.pptx

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hemograma
HemogramaHemograma
Hemograma
Fábio Falcão
 
Distúrbios hematológicos
Distúrbios hematológicosDistúrbios hematológicos
Distúrbios hematológicos
Julai1991
 
Fisiologia renal
Fisiologia renalFisiologia renal
Fisiologia renal
Nathy Oliveira
 
Processo de Enfermagem na hemoterapia - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes.
Processo de Enfermagem na hemoterapia - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes.Processo de Enfermagem na hemoterapia - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes.
Processo de Enfermagem na hemoterapia - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes.
Lucas Fontes
 
Sistema endócrino
Sistema endócrino Sistema endócrino
Sistema endócrino
Mariane Gomes
 
Tireóide
Tireóide Tireóide
Tireóide
luana16032010
 
Hemotransfusão
Hemotransfusão Hemotransfusão
Hemotransfusão
resenfe2013
 
Hemoterapia 1
Hemoterapia 1Hemoterapia 1
Hemoterapia 1
janinemagalhaes
 
Hemograma
HemogramaHemograma
Hemograma
guest972db5
 
Sistema hematológico
Sistema hematológicoSistema hematológico
Sistema hematológico
Denise Terenzi
 
Exames laboratoriais - cardiologia
Exames laboratoriais -  cardiologiaExames laboratoriais -  cardiologia
Exames laboratoriais - cardiologia
resenfe2013
 
Hipertireoidismo e hipotireoidismo
Hipertireoidismo e hipotireoidismoHipertireoidismo e hipotireoidismo
Hipertireoidismo e hipotireoidismo
Walquer Sobrinho
 
Enzimas hepaticas
Enzimas hepaticasEnzimas hepaticas
Enzimas hepaticas
Cláudio de Almeida
 
Diuréticos
DiuréticosDiuréticos
Diuréticos
Nulciene freitas
 
03 sangue e hematopoese
03 sangue e hematopoese03 sangue e hematopoese
03 sangue e hematopoese
ÁreadaSaúde
 
Processos inflamatórios - agudo e crônico
Processos inflamatórios - agudo e crônicoProcessos inflamatórios - agudo e crônico
Processos inflamatórios - agudo e crônico
Marília Gomes
 
1a aula sangue (composição, caracterização geral e origem das células sangü...
1a aula   sangue (composição, caracterização geral e origem das células sangü...1a aula   sangue (composição, caracterização geral e origem das células sangü...
1a aula sangue (composição, caracterização geral e origem das células sangü...
Rodolfo Pimentel Oliveira
 
Hipertireodismo e Tireoidites
Hipertireodismo e Tireoidites   Hipertireodismo e Tireoidites
Hipertireodismo e Tireoidites
UEA - Universidade do Estado do Amazonas
 
Anemia Megaloblástica
Anemia MegaloblásticaAnemia Megaloblástica
Anemia Megaloblástica
Amanda Amate
 
Aula de Inflamacao
Aula de InflamacaoAula de Inflamacao
Aula de Inflamacao
Raimundo Tostes
 

Mais procurados (20)

Hemograma
HemogramaHemograma
Hemograma
 
Distúrbios hematológicos
Distúrbios hematológicosDistúrbios hematológicos
Distúrbios hematológicos
 
Fisiologia renal
Fisiologia renalFisiologia renal
Fisiologia renal
 
Processo de Enfermagem na hemoterapia - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes.
Processo de Enfermagem na hemoterapia - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes.Processo de Enfermagem na hemoterapia - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes.
Processo de Enfermagem na hemoterapia - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes.
 
Sistema endócrino
Sistema endócrino Sistema endócrino
Sistema endócrino
 
Tireóide
Tireóide Tireóide
Tireóide
 
Hemotransfusão
Hemotransfusão Hemotransfusão
Hemotransfusão
 
Hemoterapia 1
Hemoterapia 1Hemoterapia 1
Hemoterapia 1
 
Hemograma
HemogramaHemograma
Hemograma
 
Sistema hematológico
Sistema hematológicoSistema hematológico
Sistema hematológico
 
Exames laboratoriais - cardiologia
Exames laboratoriais -  cardiologiaExames laboratoriais -  cardiologia
Exames laboratoriais - cardiologia
 
Hipertireoidismo e hipotireoidismo
Hipertireoidismo e hipotireoidismoHipertireoidismo e hipotireoidismo
Hipertireoidismo e hipotireoidismo
 
Enzimas hepaticas
Enzimas hepaticasEnzimas hepaticas
Enzimas hepaticas
 
Diuréticos
DiuréticosDiuréticos
Diuréticos
 
03 sangue e hematopoese
03 sangue e hematopoese03 sangue e hematopoese
03 sangue e hematopoese
 
Processos inflamatórios - agudo e crônico
Processos inflamatórios - agudo e crônicoProcessos inflamatórios - agudo e crônico
Processos inflamatórios - agudo e crônico
 
1a aula sangue (composição, caracterização geral e origem das células sangü...
1a aula   sangue (composição, caracterização geral e origem das células sangü...1a aula   sangue (composição, caracterização geral e origem das células sangü...
1a aula sangue (composição, caracterização geral e origem das células sangü...
 
Hipertireodismo e Tireoidites
Hipertireodismo e Tireoidites   Hipertireodismo e Tireoidites
Hipertireodismo e Tireoidites
 
Anemia Megaloblástica
Anemia MegaloblásticaAnemia Megaloblástica
Anemia Megaloblástica
 
Aula de Inflamacao
Aula de InflamacaoAula de Inflamacao
Aula de Inflamacao
 

Semelhante a 2.Hemograma.pptx

1 c
1  c1  c
Aula inicial de laboratorio clínico
Aula inicial de laboratorio clínicoAula inicial de laboratorio clínico
Aula inicial de laboratorio clínico
ReginaReiniger
 
Aula 3: Dra. Neysimélia Villela (Coord. do Serv. de TMO)
 Aula 3: Dra. Neysimélia Villela (Coord. do Serv. de TMO)  Aula 3: Dra. Neysimélia Villela (Coord. do Serv. de TMO)
Aula 3: Dra. Neysimélia Villela (Coord. do Serv. de TMO)
Hospital de Câncer de Barretos
 
Aula 1 Interpretação de exames.ppt
Aula 1 Interpretação de exames.pptAula 1 Interpretação de exames.ppt
Aula 1 Interpretação de exames.ppt
Daniele Bernard Viana
 
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptxQuestionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
ssuserf1aeac2
 
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Peculiaridades do hemograma  - InicialPeculiaridades do hemograma  - Inicial
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Janderson Physios
 
Slides de Aula - Unidade II.pdf
Slides de Aula - Unidade II.pdfSlides de Aula - Unidade II.pdf
Slides de Aula - Unidade II.pdf
BrunoMatson1
 
Interpretacao leucograma
Interpretacao leucogramaInterpretacao leucograma
Interpretacao leucograma
ReginaReiniger
 
tcc-e-learn
tcc-e-learntcc-e-learn
tcc-e-learn
maurohs
 
Leucemia
LeucemiaLeucemia
Leucemia
subtilduda
 
Resumo hemato
Resumo hematoResumo hemato
Resumo hemato
Anderson Galvao
 
Anemias abordagem clínica
Anemias abordagem clínicaAnemias abordagem clínica
Anemias abordagem clínica
ERALDO DOS SANTOS
 
Exames complementares
Exames complementaresExames complementares
Exames complementares
Ramon Mendes
 
Leucemia slide
Leucemia   slideLeucemia   slide
Leucemia slide
Gildo Oliveira
 
Ehrlichia
EhrlichiaEhrlichia
Ehrlichia
Daiane Cellant
 
Anemias lourdes2
Anemias lourdes2Anemias lourdes2
Anemias lourdes2
ERALDO DOS SANTOS
 
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Maxwell Castro
 
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Maxwell Castro
 
8. Sepse - Cardec.ppt
8. Sepse - Cardec.ppt8. Sepse - Cardec.ppt
8. Sepse - Cardec.ppt
MEDUFPI90
 
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptxEnfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
FranchescaPereira
 

Semelhante a 2.Hemograma.pptx (20)

1 c
1  c1  c
1 c
 
Aula inicial de laboratorio clínico
Aula inicial de laboratorio clínicoAula inicial de laboratorio clínico
Aula inicial de laboratorio clínico
 
Aula 3: Dra. Neysimélia Villela (Coord. do Serv. de TMO)
 Aula 3: Dra. Neysimélia Villela (Coord. do Serv. de TMO)  Aula 3: Dra. Neysimélia Villela (Coord. do Serv. de TMO)
Aula 3: Dra. Neysimélia Villela (Coord. do Serv. de TMO)
 
Aula 1 Interpretação de exames.ppt
Aula 1 Interpretação de exames.pptAula 1 Interpretação de exames.ppt
Aula 1 Interpretação de exames.ppt
 
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptxQuestionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
Questionário de hemogramas - arquivo de revisão.pptx
 
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Peculiaridades do hemograma  - InicialPeculiaridades do hemograma  - Inicial
Peculiaridades do hemograma - Inicial
 
Slides de Aula - Unidade II.pdf
Slides de Aula - Unidade II.pdfSlides de Aula - Unidade II.pdf
Slides de Aula - Unidade II.pdf
 
Interpretacao leucograma
Interpretacao leucogramaInterpretacao leucograma
Interpretacao leucograma
 
tcc-e-learn
tcc-e-learntcc-e-learn
tcc-e-learn
 
Leucemia
LeucemiaLeucemia
Leucemia
 
Resumo hemato
Resumo hematoResumo hemato
Resumo hemato
 
Anemias abordagem clínica
Anemias abordagem clínicaAnemias abordagem clínica
Anemias abordagem clínica
 
Exames complementares
Exames complementaresExames complementares
Exames complementares
 
Leucemia slide
Leucemia   slideLeucemia   slide
Leucemia slide
 
Ehrlichia
EhrlichiaEhrlichia
Ehrlichia
 
Anemias lourdes2
Anemias lourdes2Anemias lourdes2
Anemias lourdes2
 
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
 
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
 
8. Sepse - Cardec.ppt
8. Sepse - Cardec.ppt8. Sepse - Cardec.ppt
8. Sepse - Cardec.ppt
 
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptxEnfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
 

Mais de AdrianoCosta696471

Equilíbrio Ácido-base, detalhes e considerações
Equilíbrio Ácido-base, detalhes e consideraçõesEquilíbrio Ácido-base, detalhes e considerações
Equilíbrio Ácido-base, detalhes e considerações
AdrianoCosta696471
 
principais verminoses dos seres humanos.pptx
principais verminoses dos seres humanos.pptxprincipais verminoses dos seres humanos.pptx
principais verminoses dos seres humanos.pptx
AdrianoCosta696471
 
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importânciasvitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
AdrianoCosta696471
 
Tuberculose e Hanseníase, doenças negligenciadas
Tuberculose e Hanseníase, doenças negligenciadasTuberculose e Hanseníase, doenças negligenciadas
Tuberculose e Hanseníase, doenças negligenciadas
AdrianoCosta696471
 
PROTOCOLO DE CIRURGIA SEGURA enfermagem.pptx
PROTOCOLO DE CIRURGIA SEGURA enfermagem.pptxPROTOCOLO DE CIRURGIA SEGURA enfermagem.pptx
PROTOCOLO DE CIRURGIA SEGURA enfermagem.pptx
AdrianoCosta696471
 
Aula 01 -Clínica Cirúrgica.pptx
Aula 01 -Clínica Cirúrgica.pptxAula 01 -Clínica Cirúrgica.pptx
Aula 01 -Clínica Cirúrgica.pptx
AdrianoCosta696471
 
Trauma vertebromedular.pdf
Trauma vertebromedular.pdfTrauma vertebromedular.pdf
Trauma vertebromedular.pdf
AdrianoCosta696471
 
4.Exames de urina.pptx
4.Exames de urina.pptx4.Exames de urina.pptx
4.Exames de urina.pptx
AdrianoCosta696471
 
Biossegurança 02 CME.pptx
Biossegurança 02 CME.pptxBiossegurança 02 CME.pptx
Biossegurança 02 CME.pptx
AdrianoCosta696471
 
CENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO - CME AULA 01.pptx
CENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO - CME AULA 01.pptxCENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO - CME AULA 01.pptx
CENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO - CME AULA 01.pptx
AdrianoCosta696471
 
Aula 1_Introdução aos Exames Complementares.pdf
Aula 1_Introdução aos Exames Complementares.pdfAula 1_Introdução aos Exames Complementares.pdf
Aula 1_Introdução aos Exames Complementares.pdf
AdrianoCosta696471
 
Aula 02 - Estrutura, função e processos do DNA.pptx
Aula 02 - Estrutura, função e processos do DNA.pptxAula 02 - Estrutura, função e processos do DNA.pptx
Aula 02 - Estrutura, função e processos do DNA.pptx
AdrianoCosta696471
 

Mais de AdrianoCosta696471 (12)

Equilíbrio Ácido-base, detalhes e considerações
Equilíbrio Ácido-base, detalhes e consideraçõesEquilíbrio Ácido-base, detalhes e considerações
Equilíbrio Ácido-base, detalhes e considerações
 
principais verminoses dos seres humanos.pptx
principais verminoses dos seres humanos.pptxprincipais verminoses dos seres humanos.pptx
principais verminoses dos seres humanos.pptx
 
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importânciasvitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
 
Tuberculose e Hanseníase, doenças negligenciadas
Tuberculose e Hanseníase, doenças negligenciadasTuberculose e Hanseníase, doenças negligenciadas
Tuberculose e Hanseníase, doenças negligenciadas
 
PROTOCOLO DE CIRURGIA SEGURA enfermagem.pptx
PROTOCOLO DE CIRURGIA SEGURA enfermagem.pptxPROTOCOLO DE CIRURGIA SEGURA enfermagem.pptx
PROTOCOLO DE CIRURGIA SEGURA enfermagem.pptx
 
Aula 01 -Clínica Cirúrgica.pptx
Aula 01 -Clínica Cirúrgica.pptxAula 01 -Clínica Cirúrgica.pptx
Aula 01 -Clínica Cirúrgica.pptx
 
Trauma vertebromedular.pdf
Trauma vertebromedular.pdfTrauma vertebromedular.pdf
Trauma vertebromedular.pdf
 
4.Exames de urina.pptx
4.Exames de urina.pptx4.Exames de urina.pptx
4.Exames de urina.pptx
 
Biossegurança 02 CME.pptx
Biossegurança 02 CME.pptxBiossegurança 02 CME.pptx
Biossegurança 02 CME.pptx
 
CENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO - CME AULA 01.pptx
CENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO - CME AULA 01.pptxCENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO - CME AULA 01.pptx
CENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO - CME AULA 01.pptx
 
Aula 1_Introdução aos Exames Complementares.pdf
Aula 1_Introdução aos Exames Complementares.pdfAula 1_Introdução aos Exames Complementares.pdf
Aula 1_Introdução aos Exames Complementares.pdf
 
Aula 02 - Estrutura, função e processos do DNA.pptx
Aula 02 - Estrutura, função e processos do DNA.pptxAula 02 - Estrutura, função e processos do DNA.pptx
Aula 02 - Estrutura, função e processos do DNA.pptx
 

2.Hemograma.pptx

  • 2. COMPOSIÇÃO DO SANGUE  Média de 5 L de sangue circulante (3 L de plasma e 2 L de células)  Células sanguíneas: Leucócitos; Eritrócitos; Plaquetas.  As células são produzidas principalmente na medula óssea.
  • 3. COMPOSIÇÃO DO SANGUE  Células do sangue: hemácias, leucócitos e plaquetas.  Plasma: água, íons (sódio, potássio, magnésio, cálcio), proteínas (albuminas e imunoglobulinas), nutrientes (glicose, aminoácidos, vitaminas), hormônios, resíduos (ureia), gases (O2 e CO2)
  • 4. COMPOSIÇÃO DO SANGUE  Hemácias: células anucleadas, que têm como função, transportar o oxigênio para os tecidos.  Leucócitos: estão relacionados com a imunidade e defesa do organismo. Basófilos: combatem infecções parasitárias e alguns distúrbios alérgicos Eosinófilos: combatem distúrbios alérgicos e infestações parasitárias Linfócitos: combatem infecções virais e produzem anticorpos Neutrófilos: combatem infecções bacterianas Monócitos: combatem infecções graves.  Plaquetas: estão relacionadas com a coagulação sanguínea.
  • 5.
  • 6. EXAMES DE SANGUE E DA MEDULA ÓSSEA  São fundamentais para diagnosticar alguns distúrbios do sangue: Anemias; Leucemia; Problemas na coagulação do sangue; Anormalidades do sangramento.  Fundamentais para diagnosticar também a presença de inflamação, infecção e distúrbios hereditários.
  • 7. OBTENÇÃO DAS AMOSTRAS  Punções capilares percutâneas (dedo da mão, dedo do pé, calcanhar);  Coleta de sangue arterial ou venoso;  Aspiração da medula óssea.
  • 8. EXAMES DE SANGUE DE ROTINA  Hemograma: • Leucograma; • Contagem diferencial de leucócitos; • Eritrograma; • Hematócrito: percentual do sangue ocupado pelas hemácias; • Hemoglobina (Hb); • Índices hematológicos: valores calculados do tamanho e do conteúdo de Hb das hemácias; • Volume corpuscular médio (VCM): média do tamanho das hemácias; • Concentração de Hb corpuscular média (CHCM); • Hb corpuscular média (HCM): quantidade de hemoglobina em cada hemácia; • Amplitude da distribuição das hemácias (RDW); • Contagem de plaquetas; • Volume plaquetário médio (VPM).
  • 9. Idade Leucócitos (x103/mm3) Hemácias (x106/mm3) Hb (g/dL) Ht (%) VCM (fL) Nascimento a 2 semanas 9,0 a 30,0 4,1 a 6,1 14,5 a 24,5 44 a 64 98 a 112 2 a 8 semanas 5,0 a 21,0 4,0 a 6,0 12,5 a 20,5 39 a 59 98 a 112 2 a 6 meses 5,0 a 19,0 3,8 a 5,6 10,7 a 17,3 35 a 49 83 a 97 6 meses a 1 ano 5,0 a 19,0 3,8 a 5,2 9,9 a 14,5 29 a 43 73 a 87 1 a 6 anos 5,0 a 19,0 3,9 a 5,3 9,5 a 14,1 30 a 40 70 a 84 6 a 16 anos 4,8 a 10,8 4,0 a 5,2 10,3 a 14,9 32 a 42 73 a 87 16 a 18 anos 4,8 a 10,8 4,2 a 5,4 11,1 a 15,7 34 a 44 75 a 89 >18 anos (homens) 5,0 a 10,0 4,5 a 5,5 14,0 a 17,4 42 a 52 84 a 96 >18 anos (mulheres) 5,0 a 10,0 4,0 a 5,0 12,0 a 16,0 36 a 48 84 a 96 Fonte: Fischbach & Dunning III. Exames Laboratoriais e Diagnósticos em Enfermagem. 9ª Edição. Guanabara Koogan, 2016.
  • 10.
  • 11.
  • 12. Eritrograma Mulheres Homens Eritrócitos (x106) 4,0 a 5,0 4,5 a 5,5 Hemoglobina (g/dL) 12,0 a 16,0 14,0 a 17,4 Hematócrito (%) 36 a 48 42 a 52 HCM (pg/célula) 28 a 34 28 a 34 VCM (fL) 84 a 96 84 a 96 CHCM (g/dL) 32 a 36 32 a 36 RDW (%) 11,5 a 14,5 11,5 a 14,5 Fonte: Fischbach & Dunning III. Exames Laboratoriais e Diagnósticos em Enfermagem. 9ª Edição. Guanabara Koogan, 2016. ERITROGRAMA – Valores de Referência
  • 13. Eritrograma Homem 1 Mulher 1 Mulher 2 Eritrócitos (x106) 3,8 3,3 2,8 Hemoglobina (g/dL) 8,5 9,0 8,3 Hematócrito (%) 27 30 27 HCM (pg/célula) 22 27 28 VCM (fL) 71 90 100 CHCM (g/dL) 33 33 32 RDW (%) 16 17 16
  • 14.
  • 15. Exame Resultado Possíveis Causas Eritrócitos Aumentados Policitemia, desidratação, diarreia grave Diminuídos Anemia, hemorragia, deficiência de ferro, doença sistêmica (leucemia, lúpus) Hemoglobina Aumentada Queimaduras graves, policitemia, insuficiência cardíaca, doença pulmonar crônica, desidratação Diminuída Anemia, hipertireoidismo, cirrose, talassemia Hematócrito Aumentado Desidratação, policitemia, choque Diminuído Anemia, perda sanguínea, hemólise, leucemia, cirrose
  • 16. Exame Resultado Possíveis Causas VCM Aumentado Anemia perniciosa macrocítica / megaloblástica, deficiência de vitamina B12 e/ou folato, abuso de álcool Diminuído Anemias hipocrômicas e microcíticas, anemias por desordens crônicas e talassemia HCM Aumentado Anemia macrocítica Diminuído Anemia microcítica CHCM Aumentado Esferocitose Diminuído Anemia ferropriva e/ou macrocítica, talassemia, perda crônica de sangue
  • 17. Leucograma Adultos – Valor Relativo (%) Adultos – Valor Absoluto (mm3) Leucócitos -- 4.000 a 11.000 Neutrófilos – Bastões 3 a 6 100 a 400 Neutrófilos – Segmentados 50 a 62 2.000 a 7.500 Eosinófilos 0 a 3 100 a 400 Basófilos 0 a 1 0 a 100 Linfócitos 25 a 40 1.500 a 4.000 Monócitos 3 a 7 200 a 800 Metamielócitos 0 0 Fonte: Fischbach & Dunning III. Exames Laboratoriais e Diagnósticos em Enfermagem. 9ª Edição. Guanabara Koogan, 2016. LEUCOGRAMA – Valores de Referência
  • 18. Linfócitos  Neutrófilos – infecções bacterianas e fúngicas.  Eosinófilos – infecções parasitárias e processos alérgicos.  Basófilos – processos alérgicos (libera histamina e heparina).  Linfócitos – infecções virais.  Monócitos – infecções virais e bacterianas. Originam os macrófagos.
  • 19.
  • 20.
  • 21. Exame Resultado Possível Diagnóstico Leucócitos Totais Aumentados Leucocitose (infecção, leucemia, hemorragia aguda) Diminuídos Leucopenia (depressão da medula óssea) Neutrófilos Aumentados Neutrofilia (infecção bacteriana ou viral, hemorragia, diabetes, necrose tecidual, exercício físico intenso, esplenectomia) Diminuídos Neutropenia (infecções bacterianas graves, epticemia, infecções virais) Linfócitos Aumentados Linfocitose (indica infecção viral ou doença autoimune, linfomas, leucemia, infecção bacteriana, vírus HIV) Diminuídos Linfopenia (quimio e radioterapia, tumores hipofisários, anemia, doença de Hodgkin, tuberculose avançada, insuficiência renal)
  • 22. Exame Resultado Possível Diagnóstico Monócitos Aumentados Monocitose (indica infecção viral/bacteriana, linfomas, câncer no estômago, mama e ovário) Diminuídos Monopenia (uso de prednisona, infecção, vírus HIV, lesão da medula óssea) Eosinófilos Aumentados Eosinofilia (indica processo alérgico, asmático ou infecção intestinal por parasitas, leucemia mieloide crônica, doenças cutâneas crônicas) Diminuídos Eosinopenia (infarto, infecções bacterianas, uso de alguns medicamentos) Basófilos Aumentados Basofilia (indica processo alérgico, leucemias, doença de Hodgkin, policitemia, anemia) Diminuídos Basopenia (infecção, hipertireoidismo, estresse, hereditária, uso de medicamentos)
  • 23. Leucocitose Fisiológica Comum em gestantes, RN, lactantes, após exercícios físicos e em pessoas com febre. Reativa Relacionada com o aumento de neutrófilos e deve-se às infecções bacterianas, inflamações, necrose tecidual e doenças metabólicas. Patológica Relacionada às doenças mieloproliferativas (leucemias mieloides, policitemia severa, mieloesclerose) e linfoproliferativas (leucemias linfoides e alguns linfomas).
  • 24. Leucopenia (por neutropenia) Fisiológica  Comum em africanos e descendentes. Por drogas  Anti-inflamatórias, antibacterianas, anticonvulsionantes, antidepressivas. Por poluentes  Derivados do benzeno, fertilizantes, agrotóxicos. Reativa  Infecções bacterianas. Imunológica  Neutropenia autoimune, neutropenia neonatal.
  • 25. Adultos Crianças Contagem de plaquetas (mm3) 140.000 a 400.000 150.00 a 450.000 VPM – Volume plaquetário médio (fL) 7,4 a 10,4 7,4 a 10,4 Fonte: Fischbach & Dunning III. Exames Laboratoriais e Diagnósticos em Enfermagem. 9ª Edição. Guanabara Koogan, 2016. PLAQUETAS – Valores de Referência
  • 26.
  • 27. Exame Resultado Possível Diagnóstico Contagem de plaquetas Aumentada Trombocitemia, trombocitose (leucemia, policitemia, esplenectomia, anemia ferropriva, asfixia, anemia, pancreatite crônica, linfomas, tuberculose, infecções agudas) Diminuída Trombocitopenia (púrpura, anemias, infecções virais e bacterianas, insuficiência cardíaca, insuficiência de trombopoetina, infecção pelo HIV, lesões na medula óssea, intoxicação etílica, hiperesplenismo, insuficiência renal) VPM Aumentado Púrpura, trombocitopenia causada por sepse, hemorragia grave, leucemia, esplenectomia, anemia Diminuído Síndrome de Wiskott-Aldrich