SlideShare uma empresa Scribd logo
Características gerais
• Dividida em Roma Republicana e Roma Imperial.

• A princípio as manifestações artísticas estavam
  contidas à cidade de Roma, mas aos poucos
  expandiram-se pela Itália e pelo Mediterrâneo e
  receberam uma profunda influência da cultura grega.

• É uma arte realista e possui a diversidade de estilos.

• Ao contrário de outros povos, que retratavam seus
  imperadores, os romanos procuravam representar
  todos os habitantes do amplo Império, desde a classe
  média até os próprios escravos.
Pintura
• Restaram poucos quadros dessa época, mas, pela
  literatura antiga, sabe-se que os artistas romanos
  trabalharam uma grande variedade de temas,
  entre os quais se incluem acontecimentos
  históricos, mitos,cenas da vida cotidiana, retratos
  e natureza morta.
• Os Romanos já faziam imitações de
  revestimentos de mármore representando cenas
  mitológicas dentro de molduras individuais, e
  paisagens fantásticas que aparecem enquadradas
  por falsas janelas.
Escultura
• A escultura romana primitiva foi influenciada pelos
  etruscos e pelos gregos.
• Quando os romanos conquistaram a Grécia,
  trouxeram muitas estátuas gregas para Roma e
  encorajavam os artistas gregos a fazerem esculturas
  para os Romanos. Porém, os retratos romanos eram
  mais realistas que os dos gregos, principalmente no
  rosto.
• As estátuas e os relevos escultóricos situavam-se em
  edifícios públicos e privados. A escultura romana
  baseava-se em dois materiais: o mármore e o bronze.
  Poucas são as esculturas romanas que sobreviveram à
  corrosão provocada pelo tempo, ou mesmo à
  reutilização do material para outros fins.
Rômulo e Remo foram
                            deixados ainda bebês pela
                            mãe numa cesta sobre as
                            águas do rio Tibre, os irmãos
                            Rômulo e Remo foram salvos
                            por uma loba, que os
                            encontrou quando a cesta
                            havia encalhado na margem
                            do rio. Sobreviveram, sendo
                            amamentados pela própria
                            loba, até que um pastor,
                            Fáustulo, os achou.


Ele os criou, e quando
adultos, os gêmeos
descobriram sua origem,
retornando à terra natal.
Nos arredores do local,
fundaram uma nova cidade,
Roma. Posteriormente,
devido a um
desentendimento, Rômulo
matou Remo e se tornou o
primeiro rei de Roma.
Arquitetura
• Os romanos usaram como inspiração a arquitetura
  etrusca e grega para desenvolver seus projetos.
  Porém, não podemos falar em cópia, pois a
  arquitetura romana possuía muitos elementos
  inovadores e avanços nas técnicas de arquitetura.
• Os romanos conservaram as tradicionais ordens
  gregas (dórica, jônica e coríntia), mas inventaram
  outras duas: a toscana, uma espécie de ordem dórica
  sem estrias na fuste, e a composta, com um capitel
  criado a partir da mistura de elementos jônicos e
  coríntios.
Características principais
       da arquitetura
• Solidez nas construções (característica que herdaram
  dos etruscos);
• Uso do arco nas construções;
• Uso da abóbada (construção em forma de arco que
  preenche espaços entre arcos, muros e outros tipos
  de espaços); e
• Construções sóbrias, funcionais e luxuosas.
O Panteon é o principal
                        prédio romano. Foi
                        construído entre 118 e 125
                        d.C., durante o reinado do
                        Imperador Adriano, para
                        reunir a grande variedade
                        de deuses existentes em
                        todo o Império.




É o único edifício da
Antigüidade Clássica
que se encontra em
perfeito estado de
conservação.
Atualmente o Panteão
é um templo cristão.

Construído por: Marco
Vipsânio Agripa
Externamente o edifício,
                            Coliseu, era ornamentado por
                            esculturas que ficavam sobre
                            os arcos, e por três ordens de
                            colunas gregas (dóricas,
                            jônicas e coríntias). Essas
                            colunas eram na verdade
                            “meias colunas”, pois ficavam
                            presas à estrutura das
                            arcadas. Não tinham a função
                            de sustentar a construção,
                            mas de ornamentá-la.

No Coliseu realizavam-se
apresentações teatrais,
circenses e as famosas
lutas de gladiadores.
Ainda hoje é um dos
maiores edifícios do
mundo. Foi tão bem
planejado que inspirou os
projetos dos estádios
atuais.

Contruido por :
Vespasiano, filho de Tito
Características do museu
• A solução em duas fases envolveu a
  reorganização do edifício longo e linear num
  compacto museu em forma de U à volta de um
  pátio central.
• Uma pirâmide de vidro forma a entrada principal
  e proporciona o acesso direto às galerias em cada
  uma das três alas do museu. A pirâmide serve
  também, de forma crítica, como clarabóia para
  um, muito largo, edifício de expansão construído
  por baixo do pátio de modo a fornecer apoio
  técnico e amenidades públicas necessárias num
  museu moderno.
Coleções do Louvre
• Coleção Grega e Romana: Sua coleção inclui peças de
  toda a região do Mediterrâneo desde o Neolítico até o
  Helenismo, passando pela civilização cicládica e a
  cultura cipriota.Pontos altos deste vasto departamento
  são a Dama de Auxerre, a Vitória de Samotrácia, a
  Vênus de Milo, os retratos de Agripa, Marcellus e
  MarcoAurélio, o Gladiador Borghese, o Apolo de
  Piombino, a Diana de Versalhes, o Hermes amarrando
  as sandálias, e o vaso Hércules e Anteu, de Eufrônio.
“Artemisa caçadora”




“Homero”




                                 “Apolo”
“Sarcófago monumental”




                         “Cleoménes”
Coleções do Louvre
• Coleção Egípcia: com mais de 50 mil objetos,
  abrange desde de o Antigo Egito até a arte copta
  (A arte copta é a arte dos povos cristianizados no
  Egito, que se desenvolveu entre os séculos IV e
  VII), incluindo os períodos helenístico, romano e
  bizantino, e seu conjunto oferece uma ampla
  visão da cultura e sociedade egípcias em todos os
  seus aspectos. Departamento criado por volta de
  1826.
“Estátua
                  do Deus
              Egípcio Sekhmet”




“Sarcófago”
“Esfinge de Tânis”




“Múmia desconhecida”
Principais obras do Louvre
                  “Madona das
                  Rochas” ... De
                  Leonardo da
                      Vinci




 “Dama de
Auxerre” ... De                     “Navio dos
 um artista                        Loucos” ... De
  anônimo                           Hieronymus
                                       Bosch
“Vitória de
 Samotrácia” ...
Peça encontra e
    artista
 desconhecido

                   “Vênus de Milo”...
                   De Alexandros de
                      Antíoquia
“Monalisa” ... De
Leonardo da Vinci
Turma 2C14

  Josué
 Juliana
 Karoline

  2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

6o. ano a arte romana
6o. ano   a arte romana6o. ano   a arte romana
6o. ano a arte romana
ArtesElisa
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
Sílvia Mendonça
 
Arte Romana www.professorpalmito.com.br
Arte Romana www.professorpalmito.com.brArte Romana www.professorpalmito.com.br
Arte Romana www.professorpalmito.com.br
Prof Palmito Rocha
 
Arte Em Roma
Arte Em RomaArte Em Roma
Arte Em Roma
Sílvia Mendonça
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Mateus Cardoso
 
Arte romana 2
Arte romana 2Arte romana 2
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Joyce Santos
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
Andrea Dressler
 
Arte romana
Arte romana Arte romana
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Cristiane Seibt
 
A Arte De Roma CláSsica
A Arte De Roma CláSsicaA Arte De Roma CláSsica
A Arte De Roma CláSsica
guestcf1461dc
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
Carla Camuso
 
Cultura do senado
Cultura do senadoCultura do senado
Cultura do senado
Karyn XP
 
Arte romana a arte romana desenvolveu
Arte romana a arte romana desenvolveuArte romana a arte romana desenvolveu
Arte romana a arte romana desenvolveu
axeljunior
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
ceufaias
 
4 história da a arte r
4 história da a   arte r4 história da a   arte r
4 história da a arte r
André Figundio
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Mírian Carlos
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
guestcf1461dc
 
A arte romana
A arte romana A arte romana
A arte romana
cabee1995
 
A arquitectura romana
A arquitectura romanaA arquitectura romana
A arquitectura romana
António Silva
 

Mais procurados (20)

6o. ano a arte romana
6o. ano   a arte romana6o. ano   a arte romana
6o. ano a arte romana
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
Arte Romana www.professorpalmito.com.br
Arte Romana www.professorpalmito.com.brArte Romana www.professorpalmito.com.br
Arte Romana www.professorpalmito.com.br
 
Arte Em Roma
Arte Em RomaArte Em Roma
Arte Em Roma
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte romana 2
Arte romana 2Arte romana 2
Arte romana 2
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
Arte romana
Arte romana Arte romana
Arte romana
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
A Arte De Roma CláSsica
A Arte De Roma CláSsicaA Arte De Roma CláSsica
A Arte De Roma CláSsica
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
Cultura do senado
Cultura do senadoCultura do senado
Cultura do senado
 
Arte romana a arte romana desenvolveu
Arte romana a arte romana desenvolveuArte romana a arte romana desenvolveu
Arte romana a arte romana desenvolveu
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
 
4 história da a arte r
4 história da a   arte r4 história da a   arte r
4 história da a arte r
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
A arte romana
A arte romana A arte romana
A arte romana
 
A arquitectura romana
A arquitectura romanaA arquitectura romana
A arquitectura romana
 

Destaque

Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
Paulinho Cezimbra
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
MGQ
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Marcioveras
 
A Arte romana
A Arte romanaA Arte romana
A Arte romana
João Almeida
 
2C15 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
2C15 Arte Romana e Museu do Louvre 20122C15 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
2C15 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
www.historiadasartes.com
 
Arte etrusca
Arte etruscaArte etrusca
Arte etrusca1GL13-14
 
roma
romaroma
roma
cleusa
 
Imagenes de roma
Imagenes de roma Imagenes de roma
Imagenes de roma
josefinarevalo
 
A10 artepaleocristã_HARTEI
A10 artepaleocristã_HARTEIA10 artepaleocristã_HARTEI
A10 artepaleocristã_HARTEI
Camila
 
El surrealismo
El surrealismoEl surrealismo
El surrealismo
Ana Morales
 
Arte gótica
Arte góticaArte gótica
Arte gótica
Marcioveras
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
Geovane Albertino
 
Idade média arte bizantina
Idade média   arte bizantinaIdade média   arte bizantina
Idade média arte bizantina
Ediaimo Borges
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
Professor Gilson Nunes
 
Arte romano arquitectura 2010 2011
Arte romano arquitectura 2010 2011Arte romano arquitectura 2010 2011
Arte romano arquitectura 2010 2011
luismillanalonso
 
Roma
RomaRoma
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
Karine Barros
 
Arte cristã primitiva e arte bizantina
Arte cristã primitiva e arte bizantinaArte cristã primitiva e arte bizantina
Arte cristã primitiva e arte bizantina
Cristiane Seibt
 
Arte bizantina-Resumo
Arte bizantina-ResumoArte bizantina-Resumo
Arte bizantina-Resumo
Taynan Weslley
 
A arte paleocristã
A arte paleocristãA arte paleocristã
A arte paleocristã
ma.no.el.ne.ves
 

Destaque (20)

Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
A Arte romana
A Arte romanaA Arte romana
A Arte romana
 
2C15 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
2C15 Arte Romana e Museu do Louvre 20122C15 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
2C15 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
 
Arte etrusca
Arte etruscaArte etrusca
Arte etrusca
 
roma
romaroma
roma
 
Imagenes de roma
Imagenes de roma Imagenes de roma
Imagenes de roma
 
A10 artepaleocristã_HARTEI
A10 artepaleocristã_HARTEIA10 artepaleocristã_HARTEI
A10 artepaleocristã_HARTEI
 
El surrealismo
El surrealismoEl surrealismo
El surrealismo
 
Arte gótica
Arte góticaArte gótica
Arte gótica
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
 
Idade média arte bizantina
Idade média   arte bizantinaIdade média   arte bizantina
Idade média arte bizantina
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
 
Arte romano arquitectura 2010 2011
Arte romano arquitectura 2010 2011Arte romano arquitectura 2010 2011
Arte romano arquitectura 2010 2011
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Realismo
Realismo Realismo
Realismo
 
Arte cristã primitiva e arte bizantina
Arte cristã primitiva e arte bizantinaArte cristã primitiva e arte bizantina
Arte cristã primitiva e arte bizantina
 
Arte bizantina-Resumo
Arte bizantina-ResumoArte bizantina-Resumo
Arte bizantina-Resumo
 
A arte paleocristã
A arte paleocristãA arte paleocristã
A arte paleocristã
 

Semelhante a 2c14 Arte Romana e Museu do Louvre 2012

2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp012c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
Alexandre Santana
 
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
CLEBER LUIS DAMACENO
 
4 arte romana 2020
4 arte romana 20204 arte romana 2020
4 arte romana 2020
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Antiguidade clássica romanos
Antiguidade clássica   romanosAntiguidade clássica   romanos
Antiguidade clássica romanos
Maiara Giordani
 
Arte Grega e Romana.docx
Arte Grega e Romana.docxArte Grega e Romana.docx
Arte Grega e Romana.docx
ronaldocamilo8
 
arte romana e suas características artisticas
arte romana e suas características artisticasarte romana e suas características artisticas
arte romana e suas características artisticas
profjuliaalvino
 
A Arte Romana : arquitetura, pinturas, murais
A Arte Romana : arquitetura, pinturas, muraisA Arte Romana : arquitetura, pinturas, murais
A Arte Romana : arquitetura, pinturas, murais
profjuliaalvino
 
Arte em roma
Arte em romaArte em roma
Arte em roma
Angeli Arte Educadora
 
A arte romana
A arte romanaA arte romana
A arte romana
Edenilson Morais
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte em roma
Arte em romaArte em roma
Arte em roma
Luís K.
 
A Arte em Roma
A Arte em RomaA Arte em Roma
A Arte em Roma
Cinthya Nascimento
 
Roma
RomaRoma
Roma
RomaRoma
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
Priscila Bolzan
 
Cultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romana
Carlos Vieira
 
Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2
cattonia
 
A arte e o urbanismo romano
A arte e o urbanismo romanoA arte e o urbanismo romano
A arte e o urbanismo romano
Maria Gomes
 
Arte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptxArte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptx
LeilaLima41
 
A9 arte romana_HARTEI
A9 arte romana_HARTEIA9 arte romana_HARTEI
A9 arte romana_HARTEI
Camila
 

Semelhante a 2c14 Arte Romana e Museu do Louvre 2012 (20)

2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp012c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
 
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
 
4 arte romana 2020
4 arte romana 20204 arte romana 2020
4 arte romana 2020
 
Antiguidade clássica romanos
Antiguidade clássica   romanosAntiguidade clássica   romanos
Antiguidade clássica romanos
 
Arte Grega e Romana.docx
Arte Grega e Romana.docxArte Grega e Romana.docx
Arte Grega e Romana.docx
 
arte romana e suas características artisticas
arte romana e suas características artisticasarte romana e suas características artisticas
arte romana e suas características artisticas
 
A Arte Romana : arquitetura, pinturas, murais
A Arte Romana : arquitetura, pinturas, muraisA Arte Romana : arquitetura, pinturas, murais
A Arte Romana : arquitetura, pinturas, murais
 
Arte em roma
Arte em romaArte em roma
Arte em roma
 
A arte romana
A arte romanaA arte romana
A arte romana
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte em roma
Arte em romaArte em roma
Arte em roma
 
A Arte em Roma
A Arte em RomaA Arte em Roma
A Arte em Roma
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
 
Cultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romana
 
Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2
 
A arte e o urbanismo romano
A arte e o urbanismo romanoA arte e o urbanismo romano
A arte e o urbanismo romano
 
Arte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptxArte romana e grega.pptx
Arte romana e grega.pptx
 
A9 arte romana_HARTEI
A9 arte romana_HARTEIA9 arte romana_HARTEI
A9 arte romana_HARTEI
 

Mais de www.historiadasartes.com

Museu...Programa de Criança?
Museu...Programa de Criança?Museu...Programa de Criança?
Museu...Programa de Criança?
www.historiadasartes.com
 
Cinema 2c16 2012
Cinema 2c16 2012Cinema 2c16 2012
Cinema 2c16 2012
www.historiadasartes.com
 
Releitura Fotográfica com Brinquedos
Releitura Fotográfica com BrinquedosReleitura Fotográfica com Brinquedos
Releitura Fotográfica com Brinquedos
www.historiadasartes.com
 
Picasso super heroes
Picasso super heroesPicasso super heroes
Picasso super heroes
www.historiadasartes.com
 
2c26 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c26 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c26 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c26 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
www.historiadasartes.com
 
2c26 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
2c26 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 20122c26 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
2c26 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
www.historiadasartes.com
 
2c16 Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia 2012
2c16 Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia 20122c16 Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia 2012
2c16 Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia 2012
www.historiadasartes.com
 
2c16 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c16 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c16 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c16 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
www.historiadasartes.com
 
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
www.historiadasartes.com
 
2c14 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
2c14 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 20122c14 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
2c14 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
www.historiadasartes.com
 
Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, na Rússia, Turma 2c12
Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, na Rússia, Turma 2c12Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, na Rússia, Turma 2c12
Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, na Rússia, Turma 2c12
www.historiadasartes.com
 
2C26 Arte Gótica e British Museum 2012
2C26 Arte Gótica e British Museum 20122C26 Arte Gótica e British Museum 2012
2C26 Arte Gótica e British Museum 2012
www.historiadasartes.com
 
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 20122C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
www.historiadasartes.com
 
2C16 Arte Gótica e British Museum 2012
2C16 Arte Gótica e British Museum 20122C16 Arte Gótica e British Museum 2012
2C16 Arte Gótica e British Museum 2012
www.historiadasartes.com
 
2C16 Arte Barroca e Museu do Prado 2012
2C16 Arte Barroca e Museu do Prado 20122C16 Arte Barroca e Museu do Prado 2012
2C16 Arte Barroca e Museu do Prado 2012
www.historiadasartes.com
 
2C14 Romantismo e National Gallery of Art of Washington 2012
2C14 Romantismo e National Gallery of Art of Washington 20122C14 Romantismo e National Gallery of Art of Washington 2012
2C14 Romantismo e National Gallery of Art of Washington 2012
www.historiadasartes.com
 
Fotografia no Masp 2012
Fotografia no Masp 2012Fotografia no Masp 2012
Fotografia no Masp 2012
www.historiadasartes.com
 
Introdução a Arte
Introdução a ArteIntrodução a Arte
Introdução a Arte
www.historiadasartes.com
 
Análise Estética
Análise EstéticaAnálise Estética
Análise Estética
www.historiadasartes.com
 
2c26 Arte Egito e Museu do Cairo 2012
2c26 Arte Egito e Museu do Cairo 20122c26 Arte Egito e Museu do Cairo 2012
2c26 Arte Egito e Museu do Cairo 2012
www.historiadasartes.com
 

Mais de www.historiadasartes.com (20)

Museu...Programa de Criança?
Museu...Programa de Criança?Museu...Programa de Criança?
Museu...Programa de Criança?
 
Cinema 2c16 2012
Cinema 2c16 2012Cinema 2c16 2012
Cinema 2c16 2012
 
Releitura Fotográfica com Brinquedos
Releitura Fotográfica com BrinquedosReleitura Fotográfica com Brinquedos
Releitura Fotográfica com Brinquedos
 
Picasso super heroes
Picasso super heroesPicasso super heroes
Picasso super heroes
 
2c26 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c26 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c26 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c26 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
 
2c26 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
2c26 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 20122c26 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
2c26 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
 
2c16 Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia 2012
2c16 Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia 20122c16 Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia 2012
2c16 Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia 2012
 
2c16 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c16 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c16 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c16 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
 
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
 
2c14 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
2c14 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 20122c14 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
2c14 Expressionismo e Museu Van Gogh, Holanda 2012
 
Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, na Rússia, Turma 2c12
Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, na Rússia, Turma 2c12Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, na Rússia, Turma 2c12
Realismo e Museu Hermitage, São Petersburgo, na Rússia, Turma 2c12
 
2C26 Arte Gótica e British Museum 2012
2C26 Arte Gótica e British Museum 20122C26 Arte Gótica e British Museum 2012
2C26 Arte Gótica e British Museum 2012
 
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 20122C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
2C16 Renascimento e Galeria de Uffizi, Itália 2012
 
2C16 Arte Gótica e British Museum 2012
2C16 Arte Gótica e British Museum 20122C16 Arte Gótica e British Museum 2012
2C16 Arte Gótica e British Museum 2012
 
2C16 Arte Barroca e Museu do Prado 2012
2C16 Arte Barroca e Museu do Prado 20122C16 Arte Barroca e Museu do Prado 2012
2C16 Arte Barroca e Museu do Prado 2012
 
2C14 Romantismo e National Gallery of Art of Washington 2012
2C14 Romantismo e National Gallery of Art of Washington 20122C14 Romantismo e National Gallery of Art of Washington 2012
2C14 Romantismo e National Gallery of Art of Washington 2012
 
Fotografia no Masp 2012
Fotografia no Masp 2012Fotografia no Masp 2012
Fotografia no Masp 2012
 
Introdução a Arte
Introdução a ArteIntrodução a Arte
Introdução a Arte
 
Análise Estética
Análise EstéticaAnálise Estética
Análise Estética
 
2c26 Arte Egito e Museu do Cairo 2012
2c26 Arte Egito e Museu do Cairo 20122c26 Arte Egito e Museu do Cairo 2012
2c26 Arte Egito e Museu do Cairo 2012
 

Último

UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 

Último (20)

UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 

2c14 Arte Romana e Museu do Louvre 2012

  • 1.
  • 2. Características gerais • Dividida em Roma Republicana e Roma Imperial. • A princípio as manifestações artísticas estavam contidas à cidade de Roma, mas aos poucos expandiram-se pela Itália e pelo Mediterrâneo e receberam uma profunda influência da cultura grega. • É uma arte realista e possui a diversidade de estilos. • Ao contrário de outros povos, que retratavam seus imperadores, os romanos procuravam representar todos os habitantes do amplo Império, desde a classe média até os próprios escravos.
  • 3. Pintura • Restaram poucos quadros dessa época, mas, pela literatura antiga, sabe-se que os artistas romanos trabalharam uma grande variedade de temas, entre os quais se incluem acontecimentos históricos, mitos,cenas da vida cotidiana, retratos e natureza morta. • Os Romanos já faziam imitações de revestimentos de mármore representando cenas mitológicas dentro de molduras individuais, e paisagens fantásticas que aparecem enquadradas por falsas janelas.
  • 4. Escultura • A escultura romana primitiva foi influenciada pelos etruscos e pelos gregos. • Quando os romanos conquistaram a Grécia, trouxeram muitas estátuas gregas para Roma e encorajavam os artistas gregos a fazerem esculturas para os Romanos. Porém, os retratos romanos eram mais realistas que os dos gregos, principalmente no rosto. • As estátuas e os relevos escultóricos situavam-se em edifícios públicos e privados. A escultura romana baseava-se em dois materiais: o mármore e o bronze. Poucas são as esculturas romanas que sobreviveram à corrosão provocada pelo tempo, ou mesmo à reutilização do material para outros fins.
  • 5. Rômulo e Remo foram deixados ainda bebês pela mãe numa cesta sobre as águas do rio Tibre, os irmãos Rômulo e Remo foram salvos por uma loba, que os encontrou quando a cesta havia encalhado na margem do rio. Sobreviveram, sendo amamentados pela própria loba, até que um pastor, Fáustulo, os achou. Ele os criou, e quando adultos, os gêmeos descobriram sua origem, retornando à terra natal. Nos arredores do local, fundaram uma nova cidade, Roma. Posteriormente, devido a um desentendimento, Rômulo matou Remo e se tornou o primeiro rei de Roma.
  • 6. Arquitetura • Os romanos usaram como inspiração a arquitetura etrusca e grega para desenvolver seus projetos. Porém, não podemos falar em cópia, pois a arquitetura romana possuía muitos elementos inovadores e avanços nas técnicas de arquitetura. • Os romanos conservaram as tradicionais ordens gregas (dórica, jônica e coríntia), mas inventaram outras duas: a toscana, uma espécie de ordem dórica sem estrias na fuste, e a composta, com um capitel criado a partir da mistura de elementos jônicos e coríntios.
  • 7. Características principais da arquitetura • Solidez nas construções (característica que herdaram dos etruscos); • Uso do arco nas construções; • Uso da abóbada (construção em forma de arco que preenche espaços entre arcos, muros e outros tipos de espaços); e • Construções sóbrias, funcionais e luxuosas.
  • 8. O Panteon é o principal prédio romano. Foi construído entre 118 e 125 d.C., durante o reinado do Imperador Adriano, para reunir a grande variedade de deuses existentes em todo o Império. É o único edifício da Antigüidade Clássica que se encontra em perfeito estado de conservação. Atualmente o Panteão é um templo cristão. Construído por: Marco Vipsânio Agripa
  • 9. Externamente o edifício, Coliseu, era ornamentado por esculturas que ficavam sobre os arcos, e por três ordens de colunas gregas (dóricas, jônicas e coríntias). Essas colunas eram na verdade “meias colunas”, pois ficavam presas à estrutura das arcadas. Não tinham a função de sustentar a construção, mas de ornamentá-la. No Coliseu realizavam-se apresentações teatrais, circenses e as famosas lutas de gladiadores. Ainda hoje é um dos maiores edifícios do mundo. Foi tão bem planejado que inspirou os projetos dos estádios atuais. Contruido por : Vespasiano, filho de Tito
  • 10.
  • 11.
  • 12. Características do museu • A solução em duas fases envolveu a reorganização do edifício longo e linear num compacto museu em forma de U à volta de um pátio central. • Uma pirâmide de vidro forma a entrada principal e proporciona o acesso direto às galerias em cada uma das três alas do museu. A pirâmide serve também, de forma crítica, como clarabóia para um, muito largo, edifício de expansão construído por baixo do pátio de modo a fornecer apoio técnico e amenidades públicas necessárias num museu moderno.
  • 13. Coleções do Louvre • Coleção Grega e Romana: Sua coleção inclui peças de toda a região do Mediterrâneo desde o Neolítico até o Helenismo, passando pela civilização cicládica e a cultura cipriota.Pontos altos deste vasto departamento são a Dama de Auxerre, a Vitória de Samotrácia, a Vênus de Milo, os retratos de Agripa, Marcellus e MarcoAurélio, o Gladiador Borghese, o Apolo de Piombino, a Diana de Versalhes, o Hermes amarrando as sandálias, e o vaso Hércules e Anteu, de Eufrônio.
  • 15. “Sarcófago monumental” “Cleoménes”
  • 16. Coleções do Louvre • Coleção Egípcia: com mais de 50 mil objetos, abrange desde de o Antigo Egito até a arte copta (A arte copta é a arte dos povos cristianizados no Egito, que se desenvolveu entre os séculos IV e VII), incluindo os períodos helenístico, romano e bizantino, e seu conjunto oferece uma ampla visão da cultura e sociedade egípcias em todos os seus aspectos. Departamento criado por volta de 1826.
  • 17. “Estátua do Deus Egípcio Sekhmet” “Sarcófago”
  • 19. Principais obras do Louvre “Madona das Rochas” ... De Leonardo da Vinci “Dama de Auxerre” ... De “Navio dos um artista Loucos” ... De anônimo Hieronymus Bosch
  • 20. “Vitória de Samotrácia” ... Peça encontra e artista desconhecido “Vênus de Milo”... De Alexandros de Antíoquia
  • 22. Turma 2C14 Josué Juliana Karoline 2012