SlideShare uma empresa Scribd logo
Português, 12.º ano, Bloco n.º 24 Página 1 de 2
#ESTUDOEMCASA
Bloco N.º 24
DISCIPLINA Português
ANO(s) 12.º / 3.º Formação
ÁREA(S) DE CONHECIMENTO
APRENDIZAGENS
ESSENCIAIS/PERFIL DOS ALUNOS
Áreas de Competência do Perfil do Aluno
Linguagens e textos
Informação e comunicação
Raciocínio e resolução de problemas
Pensamento crítico e pensamento criativo
Desenvolvimento pessoal e autonomia.
Sensibilidade estética e artística
Aprendizagens Essenciais
• Leitura
Interpretar o texto, com especificação do sentido global e da
intencionalidade comunicativa.
Clarificar tema(s), subtemas, ideias principais, pontos de vista.
Utilizar criteriosamente procedimentos adequados ao registo e tratamento
da informação.
Exprimir, com fundamentação, pontos de vista suscitados por leituras
diversas.
• Educação Literária
Interpretar obras literárias portuguesas de diferentes autores e géneros,
produzidas no século XX.
Contextualizar textos literários portugueses do século XX em função de
grandes marcos históricos e culturais.
Mobilizar para a interpretação textual os conhecimentos adquiridos sobre os
elementos constitutivos do texto poético e do texto narrativo.
Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos manifestados nos textos.
Comparar textos de diferentes épocas em função dos temas, ideias, valores e
marcos históricos e culturais.
• Escrita
Escrever textos de opinião, apreciações críticas, exposições sobre um tema.
Planificar os textos a escrever, após pesquisa e seleção de informação
relevante.
Redigir com desenvoltura, consistência, adequação e correção os textos
planificados.
Bloco 24 – O conto “Sempre é uma companhia”, de Manuel da Fonseca
Português, 12.º ano, Bloco n.º 24 Página 2 de 2
Alentejo - Portugal
Tarefas / Atividades / Desafios
1. Lê atentamente o excerto do conto de Manuel da Fonseca “Sempre é uma
companhia”.
António Barrasquinho, o Batola, é um tipo bem achado. Não faz nada, levanta-se quando calha, e
ainda vem dormindo lá dos fundos da casa.
É a mulher quem abre a venda e avia aquela meia dúzia de fregueses de todas as
manhãzinhas. Feito isto, volta à lida da casa. Muito alta, grave, um rosto ossudo e um sossego de
maneiras que se vê logo que é ela quem ali põe e dispõe.
Pois quando entra para os fundos da casa, vem saindo o Batola com a cara redonda amarfanhada
num bocejo. Que pessoas tão diferentes! Ele quase lhe não chega ao ombro, atarracado, as pernas
arqueadas. De chapeirão caído para a nuca, lenço vermelho amarrado ao pescoço, vem tropeçando
nos caixotes até que lá consegue encostar-se ao umbral da porta. Fica assim um pedaço, a oscilar o
corpo, enquanto vai passando as mãos pela cara, como que para afastar os restos do sono. Os olhos,
semicerrados, abrem-se-lhe um pouco mais para os campos. Mas fecha-os logo, diante daquela
monotonia desolada.
2. Dá a tua opinião sobre António Barrasquinha, o Bartola, fundamentando
com elementos textuais as tuas observações.
3. Apresenta os traços caracterizadores da mulher do Bartola, justificando os
teus pontos de vista e ilustrando-os com o texto.
4. Lê o conto na íntegra. Em seguida, estabelece um paralelo entre as duas
personagens e explicita os sentimentos que estão na base do seu
relacionamento.
Atenção
Nas respostas a questões de interpretação tem em consideração o seguinte:
a) organiza o teu texto em três partes: introdução, desenvolvimento e
conclusão;
b) desenvolve as tuas ideias;
c) cita o texto literário que estás a interpretar;
d) usa conectores para estruturares as tuas ideias.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 24_Português_12.º_ano_Sempre é uma companhia, de Manuel da Fonseca (1).pdf

Semear A Leitura
Semear A LeituraSemear A Leitura
Semear A Leitura
colegiocolegio
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
Isabel Martins
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
Isabel Martins
 
81
8181
3 ciclo educacao_literaria
3 ciclo educacao_literaria3 ciclo educacao_literaria
3 ciclo educacao_literaria
Susana Amaral
 
Crônica1
Crônica1Crônica1
Metas curriculares 9ºano - educação literária
Metas curriculares   9ºano - educação literáriaMetas curriculares   9ºano - educação literária
Metas curriculares 9ºano - educação literária
António Fernandes
 
4 comparativo de metas curriculares - educação literária
4  comparativo de metas curriculares - educação literária4  comparativo de metas curriculares - educação literária
4 comparativo de metas curriculares - educação literária
António Fernandes
 
Catálogo nº33
Catálogo nº33Catálogo nº33
Catálogo nº33
Conceição Norberto
 
Catálogo nº10
Catálogo nº10Catálogo nº10
Catálogo nº10
Conceição Norberto
 
Literatura.ppt
Literatura.pptLiteratura.ppt
Literatura.ppt
AndrCamargo46
 
Tipologia e gêneros textuais
Tipologia e gêneros textuaisTipologia e gêneros textuais
Tipologia e gêneros textuais
Marcia Oliveira
 
3 ano
3 ano3 ano
PROJETO DE ESTÁGIO II LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE LINGUÍSTICA: as marc...
PROJETO DE ESTÁGIO II        LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE LINGUÍSTICA: as marc...PROJETO DE ESTÁGIO II        LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE LINGUÍSTICA: as marc...
PROJETO DE ESTÁGIO II LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE LINGUÍSTICA: as marc...
LOCIMAR MASSALAI
 
Slide projeto
Slide projetoSlide projeto
Slide projeto
Ivanete Silva Ferreira
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
Homero Alves de Lima
 
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIOPLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
IFMA
 
Metas curriculares 8ºano - educação literária
Metas curriculares   8ºano - educação literáriaMetas curriculares   8ºano - educação literária
Metas curriculares 8ºano - educação literária
António Fernandes
 
Catálogo nº19
Catálogo nº19Catálogo nº19
Catálogo nº19
Conceição Norberto
 
Funções da linguagem para o vestibular
Funções da linguagem para o vestibularFunções da linguagem para o vestibular
Funções da linguagem para o vestibular
Silene Faro
 

Semelhante a 24_Português_12.º_ano_Sempre é uma companhia, de Manuel da Fonseca (1).pdf (20)

Semear A Leitura
Semear A LeituraSemear A Leitura
Semear A Leitura
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
 
81
8181
81
 
3 ciclo educacao_literaria
3 ciclo educacao_literaria3 ciclo educacao_literaria
3 ciclo educacao_literaria
 
Crônica1
Crônica1Crônica1
Crônica1
 
Metas curriculares 9ºano - educação literária
Metas curriculares   9ºano - educação literáriaMetas curriculares   9ºano - educação literária
Metas curriculares 9ºano - educação literária
 
4 comparativo de metas curriculares - educação literária
4  comparativo de metas curriculares - educação literária4  comparativo de metas curriculares - educação literária
4 comparativo de metas curriculares - educação literária
 
Catálogo nº33
Catálogo nº33Catálogo nº33
Catálogo nº33
 
Catálogo nº10
Catálogo nº10Catálogo nº10
Catálogo nº10
 
Literatura.ppt
Literatura.pptLiteratura.ppt
Literatura.ppt
 
Tipologia e gêneros textuais
Tipologia e gêneros textuaisTipologia e gêneros textuais
Tipologia e gêneros textuais
 
3 ano
3 ano3 ano
3 ano
 
PROJETO DE ESTÁGIO II LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE LINGUÍSTICA: as marc...
PROJETO DE ESTÁGIO II        LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE LINGUÍSTICA: as marc...PROJETO DE ESTÁGIO II        LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE LINGUÍSTICA: as marc...
PROJETO DE ESTÁGIO II LEITURA, PRODUÇÃO E ANÁLISE LINGUÍSTICA: as marc...
 
Slide projeto
Slide projetoSlide projeto
Slide projeto
 
Aula 02 redação
Aula 02 redaçãoAula 02 redação
Aula 02 redação
 
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIOPLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
 
Metas curriculares 8ºano - educação literária
Metas curriculares   8ºano - educação literáriaMetas curriculares   8ºano - educação literária
Metas curriculares 8ºano - educação literária
 
Catálogo nº19
Catálogo nº19Catálogo nº19
Catálogo nº19
 
Funções da linguagem para o vestibular
Funções da linguagem para o vestibularFunções da linguagem para o vestibular
Funções da linguagem para o vestibular
 

Último

Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 

Último (20)

Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 

24_Português_12.º_ano_Sempre é uma companhia, de Manuel da Fonseca (1).pdf

  • 1. Português, 12.º ano, Bloco n.º 24 Página 1 de 2 #ESTUDOEMCASA Bloco N.º 24 DISCIPLINA Português ANO(s) 12.º / 3.º Formação ÁREA(S) DE CONHECIMENTO APRENDIZAGENS ESSENCIAIS/PERFIL DOS ALUNOS Áreas de Competência do Perfil do Aluno Linguagens e textos Informação e comunicação Raciocínio e resolução de problemas Pensamento crítico e pensamento criativo Desenvolvimento pessoal e autonomia. Sensibilidade estética e artística Aprendizagens Essenciais • Leitura Interpretar o texto, com especificação do sentido global e da intencionalidade comunicativa. Clarificar tema(s), subtemas, ideias principais, pontos de vista. Utilizar criteriosamente procedimentos adequados ao registo e tratamento da informação. Exprimir, com fundamentação, pontos de vista suscitados por leituras diversas. • Educação Literária Interpretar obras literárias portuguesas de diferentes autores e géneros, produzidas no século XX. Contextualizar textos literários portugueses do século XX em função de grandes marcos históricos e culturais. Mobilizar para a interpretação textual os conhecimentos adquiridos sobre os elementos constitutivos do texto poético e do texto narrativo. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos manifestados nos textos. Comparar textos de diferentes épocas em função dos temas, ideias, valores e marcos históricos e culturais. • Escrita Escrever textos de opinião, apreciações críticas, exposições sobre um tema. Planificar os textos a escrever, após pesquisa e seleção de informação relevante. Redigir com desenvoltura, consistência, adequação e correção os textos planificados. Bloco 24 – O conto “Sempre é uma companhia”, de Manuel da Fonseca
  • 2. Português, 12.º ano, Bloco n.º 24 Página 2 de 2 Alentejo - Portugal Tarefas / Atividades / Desafios 1. Lê atentamente o excerto do conto de Manuel da Fonseca “Sempre é uma companhia”. António Barrasquinho, o Batola, é um tipo bem achado. Não faz nada, levanta-se quando calha, e ainda vem dormindo lá dos fundos da casa. É a mulher quem abre a venda e avia aquela meia dúzia de fregueses de todas as manhãzinhas. Feito isto, volta à lida da casa. Muito alta, grave, um rosto ossudo e um sossego de maneiras que se vê logo que é ela quem ali põe e dispõe. Pois quando entra para os fundos da casa, vem saindo o Batola com a cara redonda amarfanhada num bocejo. Que pessoas tão diferentes! Ele quase lhe não chega ao ombro, atarracado, as pernas arqueadas. De chapeirão caído para a nuca, lenço vermelho amarrado ao pescoço, vem tropeçando nos caixotes até que lá consegue encostar-se ao umbral da porta. Fica assim um pedaço, a oscilar o corpo, enquanto vai passando as mãos pela cara, como que para afastar os restos do sono. Os olhos, semicerrados, abrem-se-lhe um pouco mais para os campos. Mas fecha-os logo, diante daquela monotonia desolada. 2. Dá a tua opinião sobre António Barrasquinha, o Bartola, fundamentando com elementos textuais as tuas observações. 3. Apresenta os traços caracterizadores da mulher do Bartola, justificando os teus pontos de vista e ilustrando-os com o texto. 4. Lê o conto na íntegra. Em seguida, estabelece um paralelo entre as duas personagens e explicita os sentimentos que estão na base do seu relacionamento. Atenção Nas respostas a questões de interpretação tem em consideração o seguinte: a) organiza o teu texto em três partes: introdução, desenvolvimento e conclusão; b) desenvolve as tuas ideias; c) cita o texto literário que estás a interpretar; d) usa conectores para estruturares as tuas ideias.