SlideShare uma empresa Scribd logo
Equipes de Alto
Desempenho
Por que
estamos aqui hoje
Abordar o tema Equipes de Alto Desempenho... Equipes
Metacompetentes:
• O que é uma equipe metacompetente?
• Quais suas características
Sandra Marques, pedagoga, pós graduada em Recursos Humanos
e Gestão Estratégica de Negócios pela FGV, Curso de
Especialização em Gestão de Pessoas pela FGV e Gestão de
Negócios pela BSP - Business School SP, Coach certificada pela
Sociedade Brasileira de Coaching.
Carreira executiva com mais de 20 anos de experiência na gestão
da área de Recursos Humanos em empresas nacionais dos
segmentos editorial, educacional, e-commerce e varejo,
conduzindo inúmeros projetos de desenvolvimento para
lideranças e equipes e em programas de formação e capacitação
para área de educação.
Personal Coach, Consultora de Desenvolvimento Humano e
Palestrante
Owner na SM Training Consultoria de Desenvolvimento Humano
Nos dias de hoje, não basta formar
equipes mais ou menos eficazes nas
organizações, o que interessa é
ter equipes de alto desempenho,
Equipes METACOMPETENTES
Equipes de alto desempenho
Fazem a diferença
“O mundo não vai superar sua crise atual usando o
mesmo pensamento que criou essa situação“
Albert Einstein
Os verdadeiros líderes ensinam as pessoas a fazerem
grandes coisas.
E quando o trabalho está feito, elas dizem:
“Nós é que fizemos.”
Lao-Tsé
Que tipo de profissional é você?
Em qual papel você se encaixa dentro da
equipe?
Em organizações algumas vezes
existem sistemas sutis (ou nem
tanto…) de sabotar o verdadeiro
trabalho em equipe. Aí começa a
brutal falta de coerência entre o
que se diz e o que se pratica…
Como construir uma equipe de alto
desempenho, uma equipe
metacompetente, aquela que tem
um foco nos resultados e equilibra os
processos internos com as pessoas e
com a inovação
Quais são nossos diferenciais como organização e
como equipe?
Nossa equipe está bem em que pontos?
Nossa equipe precisa melhorar em que aspectos?
Quais são as características de uma equipe
metacompetente?
Tem uma visão precisa do que querem alcançar:
Tanto gestores como equipes precisam ter clareza absoluta do
que querem alcançar. Se esta visão puder de alguma forma estar
conectada e contribuir para objetivos mais elevados, a
motivação vem quase que naturalmente, pois agrega um
significado concreto da contribuição individual ao coletivo,
mesmo que exija atividades rotineiras e repetitivas: eu sei como
minha parte contribui para o todo!
Características de uma equipe metacompetente
Tem em alto grau habilidades interpessoais e de comunicação:
É o conhecer a si mesmo e aos outros, e desenvolver a aceitação
da diversidade de atuações e pontos de vistas diferentes.
A comunicação flui com liberdade, se escuta mais do que se fala
e há uma troca de pensamentos e inclusive de sensações. Não
que os membros tenham que ser “amigos” mas, verdadeiros
companheiros, que se apoiam, se conhecem e se respeitam
entre si. As diferenças passam a ser valorizadas e são fonte de
criatividade e de geração de novas possibilidades.
Características de uma equipe metacompetente
Sabem resolver adequadamente seus conflitos:
É natural que no trabalho em equipe surjam divergências de
opinião. Cada um dos integrantes tem sua forma de ver a
situação, tem seus valores e prioridades.
Preciso reconhecer, aceitar e celebrar que pessoas pensem e
percebam a realidade de forma diferente da minha.
As pessoas que compõe a equipe precisam se sentir livres para
emitirem suas opiniões, sem medo de represálias.
A comunicação deve fluir livre, clara e transparente. Colocar
“panos quentes” não resolve conflitos, apenas os adia.
Características de uma equipe metacompetente
Inovam:
A inovação e a criatividade são muito presentes. As ideias novas
são abertamente discutidas, o que não significa que todas
sejam viáveis e implementadas, mas o espaço de inovação e
seus riscos são abertamente aceitos e estimulados na equipe.
Características de uma equipe metacompetente
Tem uma liderança inspiradora:
A coordenação das atividades usualmente é mandatória no
trabalho em equipe, para fazer convergir os esforços individuais.
O modelo “sargentão” deve ser transformado no modelo
“maestro”, junto com o desenvolvimento das competências. Há
coerência entre o que o líder fala e o que faz, gerando com isto
alta credibilidade.
Características de uma equipe metacompetente
Tem flexibilidade nas tarefas:
As equipes exercem a flexibilidade, o que se opõe à definição
rígida de papéis e tarefas. Numa equipe metacompetente não se
ouve “isto não é tarefa minha” ou “esta não é uma atribuição
da minha área”. Todos estão comprometidos, há um sentido de
finalização das tarefas, que leva ao cumprimento dos objetivos.
São pessoas de cabeça aberta, que sabem trocar de papel
quando é preciso e incorporar o ponto de vista dos outros sem
por isso se sentirem com o ego tocado.
Características de uma equipe metacompetente
Criam um ambiente de confiança e cooperação:
O sentimento dominante é que “estamos todos no mesmo
barco”.
Nós remamos e nos esforçamos para colocar planos em ação,
segundo o melhor de nossas habilidades e competências.
Não existem sub-grupos ou pessoas que ficam isoladas
Características de uma equipe metacompetente
Integram os novatos e investem na aprendizagem:
Esta é uma preocupação constante, para integrar pessoas novas
ao espírito da equipe, assim como a postura de reciclagem e
aprendizagem constante de todos os integrantes. A arrogância
do “já sabemos” ou “já aprendemos” é minimizada.
Características de uma equipe metacompetente
Reconhecimento e apreço:
É essencial dar um retorno para a equipe de alto desempenho
funcionar bem. Não é possível avançar em um projeto sem um
feedback sobre o seu desenvolvimento e o reconhecimento pelo
seu trabalho e dedicação. Este feedback deve ser dado pelos
companheiros de equipe, pelos gestores ou pela própria
organização.
Características de uma equipe metacompetente
Estimulam o bom humor:
Um dos melhores indicadores do “estado de espírito” da equipe
é o grau de bom humor e descontração. A existência de
rancores, desmotivação, “corpo mole” e “cara feia” indicam a
existência de dificuldades, que mais cedo ou mais tarde vão se
manifestar.
Características de uma equipe metacompetente
Moral:
Se itens anteriores forem verdadeiros, a moral da equipe sobe
de forma natural. As pessoas se sentem motivadas e apoiadas
nas suas tarefas cotidianas. Cada membro sente que forma
parte de algo maior, mais abrangente, mas sente também que
tem um papel indispensável na engrenagem para que essa
maquinaria funcione.
Características de uma equipe metacompetente
Excelente produtividade:
Somente tem sentido uma equipe com estas características se
os resultados são extraordinários. São pessoas envolvidas em
um processo de melhoria continua, que cumprem os prazos e
objetivos e não se conformam em obter resultados “regulares”
e “medíocres”.
Características de uma equipe metacompetente
Quando este fatores são
sistematicamente buscados, a
equipe se torna um lugar especial
onde o individual e o coletivo se
harmonizam, gerando resultados
a todos.
Características de uma equipe metacompetente
A Equipe da qual faço parte… Nunca
Quase
Nunca
Às Vezes
Quase
Sempre
Sempre
1. Tem uma visão precisa do que quer alcançar
2. Tem em alto grau habilidades interpessoais
3. Sabe resolver adequadamente seus conflitos
4. Inova
5. Tem uma liderança inspiradora
6. Tem flexibilidade nas tarefas
7. Cria um ambiente de confiança e cooperação
8. Integra os novos e investem na aprendizagem
9. Tem reconhecimento e apreço
10. Estimula o bom humor
11. Tem uma moral elevada
12. Tem uma excelente produtividade
Teste – Os 12 mandamentos da equipe metacompetente
Onde Estamos?
Quais são nossos diferenciais como organização e como
equipe?
Nossa equipe está bem em que pontos?
Nossa equipe precisa melhorar em que aspectos?
O que? Como? Quem?
O que queremos alcançar enquanto equipe?
Quais são as ações necessárias?
Qual é o seu primeiro passo a ser dado já?
Obrigada !
“Só fazemos melhor aquilo que
repetidamente insistimos em melhorar.
A busca da excelência não deve ser um
objetivo, e sim um hábito.” Aristóteles
Obrigada !
Sandra Marques
smarques@smtraining.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
Comunicação Não Violenta e Escuta QualificadaComunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
Comunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
jorge luiz dos santos de souza
 
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaComunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Gabi1994Dinis
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
Marcelrh2009
 
Habilidades Interpessoais: Delegação
Habilidades Interpessoais: DelegaçãoHabilidades Interpessoais: Delegação
Habilidades Interpessoais: Delegação
Ricardo Kleber
 
Comunicacao nao violenta
Comunicacao nao violentaComunicacao nao violenta
Comunicacao nao violenta
Kenia Lima
 
O conflito
O conflitoO conflito
O conflito
Paulo Peixinho
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
Yara Nuñez
 
Comunicação Não Violenta
Comunicação Não ViolentaComunicação Não Violenta
Comunicação Não Violenta
jorge luiz dos santos de souza
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
Matheus Gomes
 
Gestão conflitos
Gestão conflitosGestão conflitos
Gestão conflitos
Hélder Santos
 
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBRPalestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
Alessandra Gonzaga
 
Inteligencia emocional no trabalho
Inteligencia emocional no trabalhoInteligencia emocional no trabalho
Inteligencia emocional no trabalho
Celso Stumpo de Oliveira
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoal
Leandro Lopes
 
Escuta Ativa
Escuta AtivaEscuta Ativa
Escuta Ativa
Anny Caroline Sousa
 
Grupos e Equipes
Grupos e EquipesGrupos e Equipes
Grupos e Equipes
JOSUE DIAS
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Manuela Selas
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
Camila Prada
 
Comunicação Não Violenta - Pilares, Princípios e Atitudes
Comunicação Não Violenta - Pilares, Princípios e AtitudesComunicação Não Violenta - Pilares, Princípios e Atitudes
Comunicação Não Violenta - Pilares, Princípios e Atitudes
Adriano Levy
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
Pedro Godoy
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na Liderança
Ismael
 

Mais procurados (20)

Comunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
Comunicação Não Violenta e Escuta QualificadaComunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
Comunicação Não Violenta e Escuta Qualificada
 
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaComunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
Habilidades Interpessoais: Delegação
Habilidades Interpessoais: DelegaçãoHabilidades Interpessoais: Delegação
Habilidades Interpessoais: Delegação
 
Comunicacao nao violenta
Comunicacao nao violentaComunicacao nao violenta
Comunicacao nao violenta
 
O conflito
O conflitoO conflito
O conflito
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
Comunicação Não Violenta
Comunicação Não ViolentaComunicação Não Violenta
Comunicação Não Violenta
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Gestão conflitos
Gestão conflitosGestão conflitos
Gestão conflitos
 
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBRPalestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
 
Inteligencia emocional no trabalho
Inteligencia emocional no trabalhoInteligencia emocional no trabalho
Inteligencia emocional no trabalho
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoal
 
Escuta Ativa
Escuta AtivaEscuta Ativa
Escuta Ativa
 
Grupos e Equipes
Grupos e EquipesGrupos e Equipes
Grupos e Equipes
 
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional   as 5 chaves fundamentaisInteligência emocional   as 5 chaves fundamentais
Inteligência emocional as 5 chaves fundamentais
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Comunicação Não Violenta - Pilares, Princípios e Atitudes
Comunicação Não Violenta - Pilares, Princípios e AtitudesComunicação Não Violenta - Pilares, Princípios e Atitudes
Comunicação Não Violenta - Pilares, Princípios e Atitudes
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na Liderança
 

Destaque

Palestra carreira e profissões jovens igreja são judas
Palestra carreira e profissões jovens igreja são judasPalestra carreira e profissões jovens igreja são judas
Palestra carreira e profissões jovens igreja são judas
Sandra Marques
 
Carreira e profissões introdução
Carreira e profissões introduçãoCarreira e profissões introdução
Carreira e profissões introdução
Sandra Marques
 
Destacando-se no mercado de trabalho
Destacando-se no mercado de trabalhoDestacando-se no mercado de trabalho
Destacando-se no mercado de trabalho
Kenneth Corrêa
 
Mercado de Trabalho
Mercado de TrabalhoMercado de Trabalho
Mercado de Trabalho
Rapport Assessoria
 
TDC2016SP - O guia da Carreira Open Source
TDC2016SP - O guia da Carreira Open SourceTDC2016SP - O guia da Carreira Open Source
TDC2016SP - O guia da Carreira Open Source
tdc-globalcode
 
Mp 3 educacao
Mp 3 educacaoMp 3 educacao
Mp 3 educacao
Luis Pedro
 
Criatividade fora do papel.
Criatividade fora do papel.Criatividade fora do papel.
Criatividade fora do papel.
Hanck
 
ETICA008
ETICA008ETICA008
Construção de equipes inovadoras - Forme o time certo para inovar!
Construção de equipes inovadoras - Forme o time certo para inovar!Construção de equipes inovadoras - Forme o time certo para inovar!
Construção de equipes inovadoras - Forme o time certo para inovar!
Rafaela Sanzi
 
Como lidar com tendências em design de interação
Como lidar com tendências em design de interaçãoComo lidar com tendências em design de interação
Como lidar com tendências em design de interação
UTFPR
 
Rotina de time de vendas - Inside Sales
Rotina de time de vendas - Inside Sales Rotina de time de vendas - Inside Sales
Rotina de time de vendas - Inside Sales
Thiago Gabri
 
Odyssey Books 18-24 Summaries
Odyssey Books 18-24 SummariesOdyssey Books 18-24 Summaries
Odyssey Books 18-24 Summaries
Carmel High School; Carmel, Indiana
 
O que a geração millennial está esperando das empresas
O que a geração millennial está esperando das empresasO que a geração millennial está esperando das empresas
O que a geração millennial está esperando das empresas
SocialBase
 
PTSD and Abnormal N-Acetylaspartate Levels
PTSD and Abnormal N-Acetylaspartate LevelsPTSD and Abnormal N-Acetylaspartate Levels
PTSD and Abnormal N-Acetylaspartate Levels
Kimberly Sitter
 
Dimensões da inovação
Dimensões da inovaçãoDimensões da inovação
Dimensões da inovação
Suelene Filgueiras
 
2005 Just in time coaching emotional intelligence
2005 Just in time coaching emotional intelligence2005 Just in time coaching emotional intelligence
2005 Just in time coaching emotional intelligence
Enio Velazco, Ph.D.
 
Aula inaugural strong
Aula inaugural strongAula inaugural strong
Aula inaugural strong
Eduardo Maróstica
 
Geração x, y , z
Geração x, y , zGeração x, y , z
Geração x, y , z
Angélica Maria Benedetti
 
Why Team work is important?
Why Team work is important?Why Team work is important?
Why Team work is important?
Grape5
 
Team Building: Creating Effective Teams
Team Building:  Creating Effective Teams Team Building:  Creating Effective Teams
Team Building: Creating Effective Teams
Dr. John Persico
 

Destaque (20)

Palestra carreira e profissões jovens igreja são judas
Palestra carreira e profissões jovens igreja são judasPalestra carreira e profissões jovens igreja são judas
Palestra carreira e profissões jovens igreja são judas
 
Carreira e profissões introdução
Carreira e profissões introduçãoCarreira e profissões introdução
Carreira e profissões introdução
 
Destacando-se no mercado de trabalho
Destacando-se no mercado de trabalhoDestacando-se no mercado de trabalho
Destacando-se no mercado de trabalho
 
Mercado de Trabalho
Mercado de TrabalhoMercado de Trabalho
Mercado de Trabalho
 
TDC2016SP - O guia da Carreira Open Source
TDC2016SP - O guia da Carreira Open SourceTDC2016SP - O guia da Carreira Open Source
TDC2016SP - O guia da Carreira Open Source
 
Mp 3 educacao
Mp 3 educacaoMp 3 educacao
Mp 3 educacao
 
Criatividade fora do papel.
Criatividade fora do papel.Criatividade fora do papel.
Criatividade fora do papel.
 
ETICA008
ETICA008ETICA008
ETICA008
 
Construção de equipes inovadoras - Forme o time certo para inovar!
Construção de equipes inovadoras - Forme o time certo para inovar!Construção de equipes inovadoras - Forme o time certo para inovar!
Construção de equipes inovadoras - Forme o time certo para inovar!
 
Como lidar com tendências em design de interação
Como lidar com tendências em design de interaçãoComo lidar com tendências em design de interação
Como lidar com tendências em design de interação
 
Rotina de time de vendas - Inside Sales
Rotina de time de vendas - Inside Sales Rotina de time de vendas - Inside Sales
Rotina de time de vendas - Inside Sales
 
Odyssey Books 18-24 Summaries
Odyssey Books 18-24 SummariesOdyssey Books 18-24 Summaries
Odyssey Books 18-24 Summaries
 
O que a geração millennial está esperando das empresas
O que a geração millennial está esperando das empresasO que a geração millennial está esperando das empresas
O que a geração millennial está esperando das empresas
 
PTSD and Abnormal N-Acetylaspartate Levels
PTSD and Abnormal N-Acetylaspartate LevelsPTSD and Abnormal N-Acetylaspartate Levels
PTSD and Abnormal N-Acetylaspartate Levels
 
Dimensões da inovação
Dimensões da inovaçãoDimensões da inovação
Dimensões da inovação
 
2005 Just in time coaching emotional intelligence
2005 Just in time coaching emotional intelligence2005 Just in time coaching emotional intelligence
2005 Just in time coaching emotional intelligence
 
Aula inaugural strong
Aula inaugural strongAula inaugural strong
Aula inaugural strong
 
Geração x, y , z
Geração x, y , zGeração x, y , z
Geração x, y , z
 
Why Team work is important?
Why Team work is important?Why Team work is important?
Why Team work is important?
 
Team Building: Creating Effective Teams
Team Building:  Creating Effective Teams Team Building:  Creating Effective Teams
Team Building: Creating Effective Teams
 

Semelhante a 2016 fev 19_ palestra_equipe_metacompetente

Palestra equipe metacompetente
Palestra equipe metacompetentePalestra equipe metacompetente
Palestra equipe metacompetente
Sandra Marques
 
O Que Define um Líder Eficaz Explorando as Características Chave para o Sucesso
O Que Define um Líder Eficaz Explorando as Características Chave para o SucessoO Que Define um Líder Eficaz Explorando as Características Chave para o Sucesso
O Que Define um Líder Eficaz Explorando as Características Chave para o Sucesso
Pâmela Cristiane Lourenço
 
Formação de Equipes.
Formação de Equipes.Formação de Equipes.
Formação de Equipes.
Rui da Silveira Cruz Ventura
 
Formando grandes equipes
Formando grandes equipesFormando grandes equipes
Formando grandes equipes
Rui da Silveira Cruz Ventura
 
Liderança: A coerência entre o discurso e a prática
Liderança: A coerência entre o discurso e a práticaLiderança: A coerência entre o discurso e a prática
Liderança: A coerência entre o discurso e a prática
Gustavo D'Avila
 
Trabalho_em_Equipe.pptx
Trabalho_em_Equipe.pptxTrabalho_em_Equipe.pptx
Trabalho_em_Equipe.pptx
ErickOdilon
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em Equipe Trabalho em Equipe
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento OrganizacionalEvolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Treinamento Organizacional & Coaching Executivo
 
Discovery Week ZUP | Como ser uma organização orientada para produto? Produt...
Discovery Week ZUP |  Como ser uma organização orientada para produto? Produt...Discovery Week ZUP |  Como ser uma organização orientada para produto? Produt...
Discovery Week ZUP | Como ser uma organização orientada para produto? Produt...
Coletivo AÇÃO | Criando ambientes colaborativos e criativos
 
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo AçãoWebinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
Coletivo AÇÃO | Criando ambientes colaborativos e criativos
 
Lider Coach
Lider CoachLider Coach
Lider Coach
Claudine Hudson
 
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014AEquipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Sustentare Escola de Negócios
 
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇASEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
Roberto Luna Mendes Monteiro Filho
 
inMBA - Tema Liderança - Aula 1
inMBA - Tema Liderança - Aula 1inMBA - Tema Liderança - Aula 1
inMBA - Tema Liderança - Aula 1
Marcus Pimenta
 
Treinamento - Trabalho em Equipe
Treinamento - Trabalho em EquipeTreinamento - Trabalho em Equipe
Treinamento - Trabalho em Equipe
Vinicius Souza
 
LIDERANÇA.pdf
LIDERANÇA.pdfLIDERANÇA.pdf
LIDERANÇA.pdf
MarianaTakitane1
 
PMI CEARA | Bate-papo nas Redes | Liderança Ágil com Management 3.0
PMI CEARA | Bate-papo nas Redes | Liderança Ágil com Management 3.0PMI CEARA | Bate-papo nas Redes | Liderança Ágil com Management 3.0
PMI CEARA | Bate-papo nas Redes | Liderança Ágil com Management 3.0
Coletivo AÇÃO | Criando ambientes colaborativos e criativos
 
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectivaCoaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Andrea Oliveira
 
1559707744 e book--_guia_para_liderar_uma_equipe_de_vendas_bem-sucedida_-_dal...
1559707744 e book--_guia_para_liderar_uma_equipe_de_vendas_bem-sucedida_-_dal...1559707744 e book--_guia_para_liderar_uma_equipe_de_vendas_bem-sucedida_-_dal...
1559707744 e book--_guia_para_liderar_uma_equipe_de_vendas_bem-sucedida_-_dal...
HOME
 
Equipe 5
Equipe 5Equipe 5
Equipe 5
Daniela Garcia
 

Semelhante a 2016 fev 19_ palestra_equipe_metacompetente (20)

Palestra equipe metacompetente
Palestra equipe metacompetentePalestra equipe metacompetente
Palestra equipe metacompetente
 
O Que Define um Líder Eficaz Explorando as Características Chave para o Sucesso
O Que Define um Líder Eficaz Explorando as Características Chave para o SucessoO Que Define um Líder Eficaz Explorando as Características Chave para o Sucesso
O Que Define um Líder Eficaz Explorando as Características Chave para o Sucesso
 
Formação de Equipes.
Formação de Equipes.Formação de Equipes.
Formação de Equipes.
 
Formando grandes equipes
Formando grandes equipesFormando grandes equipes
Formando grandes equipes
 
Liderança: A coerência entre o discurso e a prática
Liderança: A coerência entre o discurso e a práticaLiderança: A coerência entre o discurso e a prática
Liderança: A coerência entre o discurso e a prática
 
Trabalho_em_Equipe.pptx
Trabalho_em_Equipe.pptxTrabalho_em_Equipe.pptx
Trabalho_em_Equipe.pptx
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em Equipe Trabalho em Equipe
Trabalho em Equipe
 
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento OrganizacionalEvolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
Evolução Inteligente Coaching Executivo & Treinamento Organizacional
 
Discovery Week ZUP | Como ser uma organização orientada para produto? Produt...
Discovery Week ZUP |  Como ser uma organização orientada para produto? Produt...Discovery Week ZUP |  Como ser uma organização orientada para produto? Produt...
Discovery Week ZUP | Como ser uma organização orientada para produto? Produt...
 
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo AçãoWebinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
Webinar: Introdução ao Management 3.0 | Coletivo Ação
 
Lider Coach
Lider CoachLider Coach
Lider Coach
 
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014AEquipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
Equipes de Alta Performance - Atividade de preparação + EQ - 2014A
 
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇASEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
SEMINÁRIO COMUNICAÇÃO E LIDERANÇA
 
inMBA - Tema Liderança - Aula 1
inMBA - Tema Liderança - Aula 1inMBA - Tema Liderança - Aula 1
inMBA - Tema Liderança - Aula 1
 
Treinamento - Trabalho em Equipe
Treinamento - Trabalho em EquipeTreinamento - Trabalho em Equipe
Treinamento - Trabalho em Equipe
 
LIDERANÇA.pdf
LIDERANÇA.pdfLIDERANÇA.pdf
LIDERANÇA.pdf
 
PMI CEARA | Bate-papo nas Redes | Liderança Ágil com Management 3.0
PMI CEARA | Bate-papo nas Redes | Liderança Ágil com Management 3.0PMI CEARA | Bate-papo nas Redes | Liderança Ágil com Management 3.0
PMI CEARA | Bate-papo nas Redes | Liderança Ágil com Management 3.0
 
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectivaCoaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectiva
 
1559707744 e book--_guia_para_liderar_uma_equipe_de_vendas_bem-sucedida_-_dal...
1559707744 e book--_guia_para_liderar_uma_equipe_de_vendas_bem-sucedida_-_dal...1559707744 e book--_guia_para_liderar_uma_equipe_de_vendas_bem-sucedida_-_dal...
1559707744 e book--_guia_para_liderar_uma_equipe_de_vendas_bem-sucedida_-_dal...
 
Equipe 5
Equipe 5Equipe 5
Equipe 5
 

Último

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 

2016 fev 19_ palestra_equipe_metacompetente

  • 2.
  • 3. Por que estamos aqui hoje Abordar o tema Equipes de Alto Desempenho... Equipes Metacompetentes: • O que é uma equipe metacompetente? • Quais suas características
  • 4. Sandra Marques, pedagoga, pós graduada em Recursos Humanos e Gestão Estratégica de Negócios pela FGV, Curso de Especialização em Gestão de Pessoas pela FGV e Gestão de Negócios pela BSP - Business School SP, Coach certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching. Carreira executiva com mais de 20 anos de experiência na gestão da área de Recursos Humanos em empresas nacionais dos segmentos editorial, educacional, e-commerce e varejo, conduzindo inúmeros projetos de desenvolvimento para lideranças e equipes e em programas de formação e capacitação para área de educação. Personal Coach, Consultora de Desenvolvimento Humano e Palestrante Owner na SM Training Consultoria de Desenvolvimento Humano
  • 5. Nos dias de hoje, não basta formar equipes mais ou menos eficazes nas organizações, o que interessa é ter equipes de alto desempenho, Equipes METACOMPETENTES
  • 6. Equipes de alto desempenho Fazem a diferença “O mundo não vai superar sua crise atual usando o mesmo pensamento que criou essa situação“ Albert Einstein Os verdadeiros líderes ensinam as pessoas a fazerem grandes coisas. E quando o trabalho está feito, elas dizem: “Nós é que fizemos.” Lao-Tsé
  • 7. Que tipo de profissional é você? Em qual papel você se encaixa dentro da equipe?
  • 8. Em organizações algumas vezes existem sistemas sutis (ou nem tanto…) de sabotar o verdadeiro trabalho em equipe. Aí começa a brutal falta de coerência entre o que se diz e o que se pratica…
  • 9. Como construir uma equipe de alto desempenho, uma equipe metacompetente, aquela que tem um foco nos resultados e equilibra os processos internos com as pessoas e com a inovação
  • 10. Quais são nossos diferenciais como organização e como equipe? Nossa equipe está bem em que pontos? Nossa equipe precisa melhorar em que aspectos?
  • 11. Quais são as características de uma equipe metacompetente?
  • 12. Tem uma visão precisa do que querem alcançar: Tanto gestores como equipes precisam ter clareza absoluta do que querem alcançar. Se esta visão puder de alguma forma estar conectada e contribuir para objetivos mais elevados, a motivação vem quase que naturalmente, pois agrega um significado concreto da contribuição individual ao coletivo, mesmo que exija atividades rotineiras e repetitivas: eu sei como minha parte contribui para o todo! Características de uma equipe metacompetente
  • 13. Tem em alto grau habilidades interpessoais e de comunicação: É o conhecer a si mesmo e aos outros, e desenvolver a aceitação da diversidade de atuações e pontos de vistas diferentes. A comunicação flui com liberdade, se escuta mais do que se fala e há uma troca de pensamentos e inclusive de sensações. Não que os membros tenham que ser “amigos” mas, verdadeiros companheiros, que se apoiam, se conhecem e se respeitam entre si. As diferenças passam a ser valorizadas e são fonte de criatividade e de geração de novas possibilidades. Características de uma equipe metacompetente
  • 14. Sabem resolver adequadamente seus conflitos: É natural que no trabalho em equipe surjam divergências de opinião. Cada um dos integrantes tem sua forma de ver a situação, tem seus valores e prioridades. Preciso reconhecer, aceitar e celebrar que pessoas pensem e percebam a realidade de forma diferente da minha. As pessoas que compõe a equipe precisam se sentir livres para emitirem suas opiniões, sem medo de represálias. A comunicação deve fluir livre, clara e transparente. Colocar “panos quentes” não resolve conflitos, apenas os adia. Características de uma equipe metacompetente
  • 15. Inovam: A inovação e a criatividade são muito presentes. As ideias novas são abertamente discutidas, o que não significa que todas sejam viáveis e implementadas, mas o espaço de inovação e seus riscos são abertamente aceitos e estimulados na equipe. Características de uma equipe metacompetente
  • 16. Tem uma liderança inspiradora: A coordenação das atividades usualmente é mandatória no trabalho em equipe, para fazer convergir os esforços individuais. O modelo “sargentão” deve ser transformado no modelo “maestro”, junto com o desenvolvimento das competências. Há coerência entre o que o líder fala e o que faz, gerando com isto alta credibilidade. Características de uma equipe metacompetente
  • 17. Tem flexibilidade nas tarefas: As equipes exercem a flexibilidade, o que se opõe à definição rígida de papéis e tarefas. Numa equipe metacompetente não se ouve “isto não é tarefa minha” ou “esta não é uma atribuição da minha área”. Todos estão comprometidos, há um sentido de finalização das tarefas, que leva ao cumprimento dos objetivos. São pessoas de cabeça aberta, que sabem trocar de papel quando é preciso e incorporar o ponto de vista dos outros sem por isso se sentirem com o ego tocado. Características de uma equipe metacompetente
  • 18. Criam um ambiente de confiança e cooperação: O sentimento dominante é que “estamos todos no mesmo barco”. Nós remamos e nos esforçamos para colocar planos em ação, segundo o melhor de nossas habilidades e competências. Não existem sub-grupos ou pessoas que ficam isoladas Características de uma equipe metacompetente
  • 19. Integram os novatos e investem na aprendizagem: Esta é uma preocupação constante, para integrar pessoas novas ao espírito da equipe, assim como a postura de reciclagem e aprendizagem constante de todos os integrantes. A arrogância do “já sabemos” ou “já aprendemos” é minimizada. Características de uma equipe metacompetente
  • 20. Reconhecimento e apreço: É essencial dar um retorno para a equipe de alto desempenho funcionar bem. Não é possível avançar em um projeto sem um feedback sobre o seu desenvolvimento e o reconhecimento pelo seu trabalho e dedicação. Este feedback deve ser dado pelos companheiros de equipe, pelos gestores ou pela própria organização. Características de uma equipe metacompetente
  • 21. Estimulam o bom humor: Um dos melhores indicadores do “estado de espírito” da equipe é o grau de bom humor e descontração. A existência de rancores, desmotivação, “corpo mole” e “cara feia” indicam a existência de dificuldades, que mais cedo ou mais tarde vão se manifestar. Características de uma equipe metacompetente
  • 22. Moral: Se itens anteriores forem verdadeiros, a moral da equipe sobe de forma natural. As pessoas se sentem motivadas e apoiadas nas suas tarefas cotidianas. Cada membro sente que forma parte de algo maior, mais abrangente, mas sente também que tem um papel indispensável na engrenagem para que essa maquinaria funcione. Características de uma equipe metacompetente
  • 23. Excelente produtividade: Somente tem sentido uma equipe com estas características se os resultados são extraordinários. São pessoas envolvidas em um processo de melhoria continua, que cumprem os prazos e objetivos e não se conformam em obter resultados “regulares” e “medíocres”. Características de uma equipe metacompetente
  • 24. Quando este fatores são sistematicamente buscados, a equipe se torna um lugar especial onde o individual e o coletivo se harmonizam, gerando resultados a todos. Características de uma equipe metacompetente
  • 25. A Equipe da qual faço parte… Nunca Quase Nunca Às Vezes Quase Sempre Sempre 1. Tem uma visão precisa do que quer alcançar 2. Tem em alto grau habilidades interpessoais 3. Sabe resolver adequadamente seus conflitos 4. Inova 5. Tem uma liderança inspiradora 6. Tem flexibilidade nas tarefas 7. Cria um ambiente de confiança e cooperação 8. Integra os novos e investem na aprendizagem 9. Tem reconhecimento e apreço 10. Estimula o bom humor 11. Tem uma moral elevada 12. Tem uma excelente produtividade Teste – Os 12 mandamentos da equipe metacompetente
  • 26. Onde Estamos? Quais são nossos diferenciais como organização e como equipe? Nossa equipe está bem em que pontos? Nossa equipe precisa melhorar em que aspectos? O que? Como? Quem? O que queremos alcançar enquanto equipe? Quais são as ações necessárias? Qual é o seu primeiro passo a ser dado já?
  • 27.
  • 28. Obrigada ! “Só fazemos melhor aquilo que repetidamente insistimos em melhorar. A busca da excelência não deve ser um objetivo, e sim um hábito.” Aristóteles Obrigada ! Sandra Marques smarques@smtraining.com.br