SlideShare uma empresa Scribd logo
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
Rik Página 1
O Caule
- Tipos de caule e sua função de circulação
É a coluna principal do vegetal, geralmente aéreo, com ou sem clorofila.
A sua função é sustentar as folhas, flores, ramos, e frutos, ligá-los às raízes e
conduzir a seiva (água e sais minerais).
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
Rik Página 2
Os caules são classificados em: aéreos, subterrâneos e aquáticos.
1 - Aéreos:
Encontram-se em contato direto com o ar atmosférico.
Classificam-se em:
a) Erectos: desenvolvem-se verticalmente.
Tronco: mais ou menos cilíndrico, resistente e ramificado. Pode atingir
grandes alturas. Ex.: mangueira, abacateiro, laranjeira, etc..
Haste: pequeno, pouco resistente. Ex.: caule da couve, do feijão, etc..
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
Rik Página 3
Estipe: é cilíndrico e sem ramificações. Ex.: caule da palmeira.
Colmo: é cilíndrico e apresenta nós bastante nítidos. Podem ser oco (ex.:
bambu) ou cheios (ex.: cana de açúcar)
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
Rik Página 4
b) Rastejantes são caules que crescem horizontalmente sobre a superfície do
solo e são poucos resistentes. Podem apresentar raízes adventícias. Ex.:
morangueiro, aboboreira etc.
c) Trepadores são os caules das plantas conhecidas como trepadeiras. Podem
ser:
· Sarmentosos: apresentam elementos de fixação como, por exemplo, as
raízes adventícias. Ex.: ervilha, feijão etc.
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
Rik Página 5
2 - Subterrâneos
Localizam-se sob o solo. Entre eles estão: rizomas, tubérculos e bolbos.
a) Rizomas são caules que se desenvolvem sob a superfície do solo,
horizontalmente, produzindo raízes e elementos aéreos. Ex.: banana,
samambaia, etc.
b) Tubérculos são caules subterrâneos que armazenam substâncias nutritivas.
Ex.: batatinha. Uma maneira de se distinguir raiz de caule subterrâneo está
na presença de gemas nos caules ("olhos"), que não são encontradas na raiz.
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
Rik Página 6
c) Bolbos são caules envolvidos por um conjunto de folhas dispostas
circularmente. Ex.: cebola.
3 –
Aquáticos
São capazes de absorver a água através da epiderme.
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
Rik Página 7
Alguns caules apresentam modificações a fim de se adaptarem a uma
determinada circunstância. Entre os tipos de caules estão: gavinhas,
espinhos e claudódios.
Gavinhas são ramos modificados para a fixação. Ex.: videira.
Espinhos são ramos endurecidos e pontiagudos. Ex.: laranjeira. Os espinhos
estão fortemente ligados ao caule, ao contrário dos acúleos que são facilmente
destacáveis. Ex.: roseira.
FORMAÇÃO TECNOLÓGICA
Rik Página 8
Claudódios são caules compridos que assumem a função e o aspecto da folhas
quando estas faltam. Ex.: figo-da-índia.
Endereços de referência:
http://web.educom.pt/pr1305/plantas_.caule.htm
http://www.mundoeducacao mundoeducacao.com.br/biologia/tipos-caule.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Caule

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Raiz
RaizRaiz
As plantas
As plantasAs plantas
As plantas
CarlaSilva639671
 
Raizes respiratorias
Raizes respiratoriasRaizes respiratorias
Raizes respiratorias
Clara Lyz
 
Raízes tuberosas
Raízes tuberosasRaízes tuberosas
Anatofisiologia vegetal
Anatofisiologia vegetalAnatofisiologia vegetal
Anatofisiologia vegetal
le_firmino
 
Plantas: Raiz
Plantas: RaizPlantas: Raiz
Plantas: Raiz
00367p
 
Raiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e FolhaRaiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e Folha
Rosa Pereira
 
Biologia
BiologiaBiologia
Folha
FolhaFolha
Herbario =Dddd
Herbario  =DdddHerbario  =Dddd
Herbario =Dddd
anamendes21
 
Plantas
PlantasPlantas
Morfologia e anatomia de caule e raíz
Morfologia e anatomia de caule e raízMorfologia e anatomia de caule e raíz
Morfologia e anatomia de caule e raíz
letyap
 
Bio tqf orgveg
Bio tqf orgvegBio tqf orgveg
Bio tqf orgveg
arvoredenoz
 
Apresentação2 trabalho
Apresentação2 trabalhoApresentação2 trabalho
Apresentação2 trabalho
gabrielcaitano
 
Organologia vegetal
Organologia vegetalOrganologia vegetal
Organologia vegetal
Colégios particulares
 
Orgaos vegetais
Orgaos vegetaisOrgaos vegetais
Orgaos vegetais
jonathacioly
 
Raízes e sementes
Raízes e sementesRaízes e sementes
Raízes e sementes
Airton Dos Santos
 
Herborizaçao Material Botanico
Herborizaçao Material BotanicoHerborizaçao Material Botanico
Herborizaçao Material Botanico
Fagner Aquino
 
Anatomia vegetal raiz_aula_2
Anatomia vegetal raiz_aula_2Anatomia vegetal raiz_aula_2
Anatomia vegetal raiz_aula_2
Faculdade Guaraí
 
Diversidade das plantas
Diversidade das plantasDiversidade das plantas
Diversidade das plantas
Pelo Siro
 

Mais procurados (20)

Raiz
RaizRaiz
Raiz
 
As plantas
As plantasAs plantas
As plantas
 
Raizes respiratorias
Raizes respiratoriasRaizes respiratorias
Raizes respiratorias
 
Raízes tuberosas
Raízes tuberosasRaízes tuberosas
Raízes tuberosas
 
Anatofisiologia vegetal
Anatofisiologia vegetalAnatofisiologia vegetal
Anatofisiologia vegetal
 
Plantas: Raiz
Plantas: RaizPlantas: Raiz
Plantas: Raiz
 
Raiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e FolhaRaiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e Folha
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Folha
FolhaFolha
Folha
 
Herbario =Dddd
Herbario  =DdddHerbario  =Dddd
Herbario =Dddd
 
Plantas
PlantasPlantas
Plantas
 
Morfologia e anatomia de caule e raíz
Morfologia e anatomia de caule e raízMorfologia e anatomia de caule e raíz
Morfologia e anatomia de caule e raíz
 
Bio tqf orgveg
Bio tqf orgvegBio tqf orgveg
Bio tqf orgveg
 
Apresentação2 trabalho
Apresentação2 trabalhoApresentação2 trabalho
Apresentação2 trabalho
 
Organologia vegetal
Organologia vegetalOrganologia vegetal
Organologia vegetal
 
Orgaos vegetais
Orgaos vegetaisOrgaos vegetais
Orgaos vegetais
 
Raízes e sementes
Raízes e sementesRaízes e sementes
Raízes e sementes
 
Herborizaçao Material Botanico
Herborizaçao Material BotanicoHerborizaçao Material Botanico
Herborizaçao Material Botanico
 
Anatomia vegetal raiz_aula_2
Anatomia vegetal raiz_aula_2Anatomia vegetal raiz_aula_2
Anatomia vegetal raiz_aula_2
 
Diversidade das plantas
Diversidade das plantasDiversidade das plantas
Diversidade das plantas
 

Destaque

Reflexão
ReflexãoReflexão
Reflexão
rrodrigues57
 
O estudo dos solos
O estudo dos solosO estudo dos solos
O estudo dos solos
rrodrigues57
 
Grelha de avaliação
Grelha de avaliaçãoGrelha de avaliação
Grelha de avaliação
rrodrigues57
 
6 morfologia vegetal_hormonas
6 morfologia vegetal_hormonas6 morfologia vegetal_hormonas
6 morfologia vegetal_hormonas
rrodrigues57
 
5 morfologia vegetal_sementes
5 morfologia vegetal_sementes5 morfologia vegetal_sementes
5 morfologia vegetal_sementes
rrodrigues57
 
Reflexão
ReflexãoReflexão
Reflexão
rrodrigues57
 
Aromaticas pesquisa orientada
Aromaticas pesquisa orientadaAromaticas pesquisa orientada
Aromaticas pesquisa orientada
rrodrigues57
 
4 morfologia vegetal_flores
4 morfologia vegetal_flores4 morfologia vegetal_flores
4 morfologia vegetal_flores
rrodrigues57
 
Pãezinhos
PãezinhosPãezinhos
Pãezinhos
rrodrigues57
 
3 morfologia vegetal_folhas
3 morfologia vegetal_folhas3 morfologia vegetal_folhas
3 morfologia vegetal_folhas
rrodrigues57
 
3 morfologia vegetal_folhas
3 morfologia vegetal_folhas3 morfologia vegetal_folhas
3 morfologia vegetal_folhas
rrodrigues57
 
Planificações 1º período áreas curriculares
Planificações 1º período áreas curricularesPlanificações 1º período áreas curriculares
Planificações 1º período áreas curriculares
Rogério Vara
 
Grelha de avaliação de competências
Grelha de avaliação de competênciasGrelha de avaliação de competências
Grelha de avaliação de competências
joaomengo
 
Doc9 dsea relatório final 12 13
Doc9 dsea relatório final 12 13Doc9 dsea relatório final 12 13
Doc9 dsea relatório final 12 13
mfcpestana
 
Grelha de avaliação
Grelha de avaliaçãoGrelha de avaliação
Grelha de avaliação
rrodrigues57
 
Pei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexiaPei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexia
Leo Silva
 

Destaque (16)

Reflexão
ReflexãoReflexão
Reflexão
 
O estudo dos solos
O estudo dos solosO estudo dos solos
O estudo dos solos
 
Grelha de avaliação
Grelha de avaliaçãoGrelha de avaliação
Grelha de avaliação
 
6 morfologia vegetal_hormonas
6 morfologia vegetal_hormonas6 morfologia vegetal_hormonas
6 morfologia vegetal_hormonas
 
5 morfologia vegetal_sementes
5 morfologia vegetal_sementes5 morfologia vegetal_sementes
5 morfologia vegetal_sementes
 
Reflexão
ReflexãoReflexão
Reflexão
 
Aromaticas pesquisa orientada
Aromaticas pesquisa orientadaAromaticas pesquisa orientada
Aromaticas pesquisa orientada
 
4 morfologia vegetal_flores
4 morfologia vegetal_flores4 morfologia vegetal_flores
4 morfologia vegetal_flores
 
Pãezinhos
PãezinhosPãezinhos
Pãezinhos
 
3 morfologia vegetal_folhas
3 morfologia vegetal_folhas3 morfologia vegetal_folhas
3 morfologia vegetal_folhas
 
3 morfologia vegetal_folhas
3 morfologia vegetal_folhas3 morfologia vegetal_folhas
3 morfologia vegetal_folhas
 
Planificações 1º período áreas curriculares
Planificações 1º período áreas curricularesPlanificações 1º período áreas curriculares
Planificações 1º período áreas curriculares
 
Grelha de avaliação de competências
Grelha de avaliação de competênciasGrelha de avaliação de competências
Grelha de avaliação de competências
 
Doc9 dsea relatório final 12 13
Doc9 dsea relatório final 12 13Doc9 dsea relatório final 12 13
Doc9 dsea relatório final 12 13
 
Grelha de avaliação
Grelha de avaliaçãoGrelha de avaliação
Grelha de avaliação
 
Pei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexiaPei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexia
 

Semelhante a 2 morfologia vegetal_caule

Raiz
RaizRaiz
ESTUDO DIRIGIDO BOTÂNICA
ESTUDO DIRIGIDO BOTÂNICAESTUDO DIRIGIDO BOTÂNICA
ESTUDO DIRIGIDO BOTÂNICA
Railenne De Oliveira Celestino
 
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
ISJ
 
Caule 2012 aula
Caule 2012 aulaCaule 2012 aula
Caule 2012 aula
Priscila Belintani
 
Plantas.pptx
Plantas.pptxPlantas.pptx
Plantas.pptx
marcosfelipetb
 
O caule
O cauleO caule
O caule
Dinis Morais
 
7º ano reino plantae 1
7º ano    reino plantae 17º ano    reino plantae 1
7º ano reino plantae 1
Simone Maia
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
Joaquim André
 
morfologia_Externa_Plantas_.ppt
morfologia_Externa_Plantas_.pptmorfologia_Externa_Plantas_.ppt
morfologia_Externa_Plantas_.ppt
silvino10
 
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
VERONICA47548
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
Joaquim André
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
Joaquim André
 
MorfologiaVegetal.ppt
MorfologiaVegetal.pptMorfologiaVegetal.ppt
MorfologiaVegetal.ppt
Sabrina Nascimento
 
caule-110325181521-phpapp01 (1).ppt
caule-110325181521-phpapp01 (1).pptcaule-110325181521-phpapp01 (1).ppt
caule-110325181521-phpapp01 (1).ppt
EmersonVinicius7
 
Caule
CauleCaule
Morfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.mMorfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.m
le_firmino
 
Caule
CauleCaule
Caule
CauleCaule
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
veraalvesmatmar
 
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
veraalvesmatmar
 

Semelhante a 2 morfologia vegetal_caule (20)

Raiz
RaizRaiz
Raiz
 
ESTUDO DIRIGIDO BOTÂNICA
ESTUDO DIRIGIDO BOTÂNICAESTUDO DIRIGIDO BOTÂNICA
ESTUDO DIRIGIDO BOTÂNICA
 
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
 
Caule 2012 aula
Caule 2012 aulaCaule 2012 aula
Caule 2012 aula
 
Plantas.pptx
Plantas.pptxPlantas.pptx
Plantas.pptx
 
O caule
O cauleO caule
O caule
 
7º ano reino plantae 1
7º ano    reino plantae 17º ano    reino plantae 1
7º ano reino plantae 1
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
 
morfologia_Externa_Plantas_.ppt
morfologia_Externa_Plantas_.pptmorfologia_Externa_Plantas_.ppt
morfologia_Externa_Plantas_.ppt
 
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
1 anokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.pptx
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
 
Diversidade nas plantas
Diversidade nas plantasDiversidade nas plantas
Diversidade nas plantas
 
MorfologiaVegetal.ppt
MorfologiaVegetal.pptMorfologiaVegetal.ppt
MorfologiaVegetal.ppt
 
caule-110325181521-phpapp01 (1).ppt
caule-110325181521-phpapp01 (1).pptcaule-110325181521-phpapp01 (1).ppt
caule-110325181521-phpapp01 (1).ppt
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
Morfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.mMorfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.m
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
 
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
212072789-diversidade-nas-plantas-5-º-ano.pdf
 

Último

Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 

2 morfologia vegetal_caule

  • 1. FORMAÇÃO TECNOLÓGICA Rik Página 1 O Caule - Tipos de caule e sua função de circulação É a coluna principal do vegetal, geralmente aéreo, com ou sem clorofila. A sua função é sustentar as folhas, flores, ramos, e frutos, ligá-los às raízes e conduzir a seiva (água e sais minerais).
  • 2. FORMAÇÃO TECNOLÓGICA Rik Página 2 Os caules são classificados em: aéreos, subterrâneos e aquáticos. 1 - Aéreos: Encontram-se em contato direto com o ar atmosférico. Classificam-se em: a) Erectos: desenvolvem-se verticalmente. Tronco: mais ou menos cilíndrico, resistente e ramificado. Pode atingir grandes alturas. Ex.: mangueira, abacateiro, laranjeira, etc.. Haste: pequeno, pouco resistente. Ex.: caule da couve, do feijão, etc..
  • 3. FORMAÇÃO TECNOLÓGICA Rik Página 3 Estipe: é cilíndrico e sem ramificações. Ex.: caule da palmeira. Colmo: é cilíndrico e apresenta nós bastante nítidos. Podem ser oco (ex.: bambu) ou cheios (ex.: cana de açúcar)
  • 4. FORMAÇÃO TECNOLÓGICA Rik Página 4 b) Rastejantes são caules que crescem horizontalmente sobre a superfície do solo e são poucos resistentes. Podem apresentar raízes adventícias. Ex.: morangueiro, aboboreira etc. c) Trepadores são os caules das plantas conhecidas como trepadeiras. Podem ser: · Sarmentosos: apresentam elementos de fixação como, por exemplo, as raízes adventícias. Ex.: ervilha, feijão etc.
  • 5. FORMAÇÃO TECNOLÓGICA Rik Página 5 2 - Subterrâneos Localizam-se sob o solo. Entre eles estão: rizomas, tubérculos e bolbos. a) Rizomas são caules que se desenvolvem sob a superfície do solo, horizontalmente, produzindo raízes e elementos aéreos. Ex.: banana, samambaia, etc. b) Tubérculos são caules subterrâneos que armazenam substâncias nutritivas. Ex.: batatinha. Uma maneira de se distinguir raiz de caule subterrâneo está na presença de gemas nos caules ("olhos"), que não são encontradas na raiz.
  • 6. FORMAÇÃO TECNOLÓGICA Rik Página 6 c) Bolbos são caules envolvidos por um conjunto de folhas dispostas circularmente. Ex.: cebola. 3 – Aquáticos São capazes de absorver a água através da epiderme.
  • 7. FORMAÇÃO TECNOLÓGICA Rik Página 7 Alguns caules apresentam modificações a fim de se adaptarem a uma determinada circunstância. Entre os tipos de caules estão: gavinhas, espinhos e claudódios. Gavinhas são ramos modificados para a fixação. Ex.: videira. Espinhos são ramos endurecidos e pontiagudos. Ex.: laranjeira. Os espinhos estão fortemente ligados ao caule, ao contrário dos acúleos que são facilmente destacáveis. Ex.: roseira.
  • 8. FORMAÇÃO TECNOLÓGICA Rik Página 8 Claudódios são caules compridos que assumem a função e o aspecto da folhas quando estas faltam. Ex.: figo-da-índia. Endereços de referência: http://web.educom.pt/pr1305/plantas_.caule.htm http://www.mundoeducacao mundoeducacao.com.br/biologia/tipos-caule.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Caule