SlideShare uma empresa Scribd logo
2ª Conferência Anual Do Brasil – Itaú Securities



                    Maio de 2007
Aviso Importante


Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados
futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações
estão baseadas em certas suposições e análises feitas pela Companhia de acordo com a sua experiência e
o ambiente econômico e nas condições de mercado e nos eventos futuros esperados, muitos dos quais
estão fora do controle da Companhia. Fatores importantes que podem levar a diferenças significativas
entre os resultados reais e as declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros incluem a
estratégia de negócios da Companhia, as condições econômicas brasileira e internacional, tecnologia,
estratégia financeira, desenvolvimentos da indústria de serviços públicos, condições hidrológicas, condições
do mercado financeiro, incerteza a respeito dos resultados de suas operações futuras, planos, objetivos,
expectativas e intenções, entre outros. Em razão desses fatores, os resultados reais da Companhia podem
diferir significativamente daqueles indicados ou implícitos nas declarações de expectativas sobre eventos
ou resultados futuros.


As informações e opiniões aqui contidas não devem ser entendidas como recomendação a potenciais
investidores e nenhuma decisão de investimento deve se basear na veracidade, atualidade ou completude
dessas informações ou opiniões. Nenhum dos assessores da Companhia ou partes a eles relacionadas ou
seus representantes terá qualquer responsabilidade por quaisquer perdas que possam decorrer da utilização
ou do conteúdo desta apresentação.


Este material inclui declarações sobre eventos futuros sujeitas a riscos e incertezas, as quais baseiam-se nas
atuais expectativas e projeções sobre eventos futuros e tendências que podem afetar os negócios da
Companhia. Essas declarações incluem projeções de crescimento econômico e demanda e fornecimento
de energia, além de informações sobre posição competitiva, ambiente regulatório, potenciais
oportunidades de crescimento e outros assuntos. Inúmeros fatores podem afetar adversamente as
estimativas e suposições nas quais essas declarações se baseiam.
                                                                                                                 2
Presença Geográfica


Em 2006, Energias do Brasil distribuiu 24 TWh a 3,1 milhões de consumidores


                                                  LAJEADO                                  PEIXE ANGICAL

             ENERSUL                • Capacidade instalada: 250 MW                  • Capacidade instalada: 452
                                      (ajustado à participação da Energias do
 • Energia distribuída: 3.126 GWh                                                     MW
                                      Brasil)
 • Clientes: 690 mil
 • Municipios 73
 • Área de concessão: 328.316
   Km2
 • Nº de habitantes: 2,1 milhões
                                                                                                    CESA e ENERGEST

      PANTANAL ENERGÉTICA
                                                                                             • Capacidade instalada: 293
                                                                                               MW
 • Capacidade instalada: 31 MW


                                                                                                        ESCELSA
           COSTA RICA
                                                                                             • Energia distribuída : 8.060
 • Capacidade instalada: 17 MW                                                                 GWh
                                                                                             • Clientes: 1.059 miil
                                                                                             • Municípios: 70
                                                           BANDEIRANTE
                                                                                             • Área de concessão: 41.241
                                                  • Energia distribuída: 12.763                Km2
                                                    GWh                                      • Nº de habitantes: 3,2 milhões
          Legenda
                                                  • Clientes: 1.365 mil
               Geração                            • Municípios: 28
               Distribuição                       • Área de concessão: 9.644
                                                    Km2
                                                  • Nº de habitantes: 4,4 milhões
                                                                                                                               3
Estrutura Organizacional Atual


Foco em transparência e competitividade

                                               Grupo EDP                                         Mercado

                                              62,4%                                                     37,6%




             27,65% 1               60,0%                100,0%                            100,0%                  100,0%                            100,0%

                               Peixe                                                Enertrade
      Lajeado                                       Energest2                                              Bandeirante                          Enersul
                              Angical

                    100,0%                  51,0%                   100,0%                                                           100,0%

                         CESA2                               Pantanal
                                            Costa Rica                                                                         Escelsa
                                                            Energética3
                                                                Geração         Comercialização                                                 Distribuição

 Legenda

 % do Capital Total
 Notas:
 1 Capital votante, também representa o percentual da capacidade instalada alocada para a Energias do Brasil. A Energias do Brasil detém 23,05% do capital total.
 2   Inclui ativos de geração da Escelsa
 3   Inclui ativos de geração da Enersul


                                                                                                                                                                    4
Resultados 1T07
Desempenho Operacional

Volume de Energia Distribuída (GWh)      Volume de Energia Produzida (GWh)

               3,0%                                   104%




    Perdas Técnica e Comercial        Volume de Energia Comercializada (GWh)
                                                      2,4%




                                                                               6
Performance Financeira

           Receita Líquida (R$ milhões)                                 EBITDA (R$ milhões)

                              13,0%                                            20,2%




        EBITDA por Segmento de Negócio                                Lucro Líquido (R$ milhões)
                                                                              28,9%


Área de negócio                 1T07          1T06               ∆%

Distribuição                     246.1        223.1         10.3%
Geração                           94.5         47.4         99.5%
Comercialização                     6.6        17.6        -62.7%
Obs: O EBITDA consolidado considera eliminações entre empresas




                                                                                                   7
EBITDA 1T06 x 1&07 (R$ milhões)


                                          EBITDA (R$ milhões)
                                               +18           -10
                         +63        -7                                    -5   -23
                                                                                      +2        339

           +19
 282




1T06     Distribuição          Comercialização            Contingências        PMSO   Outros    1T07
Margem                  Geração                Tarifa *               PDD                      Margem
EBITDA                                                                                         EBITDA
 28,6%                                                                                          30,4%
* IRT da Enersul e alteração da BRR da Bandeirante



                                                                                                        8
Custos e Despesas


                  Os custos gerenciáveis apresentam potencial de redução, fruto dos
                  programas de eficiência
                Detalhamento dos Custos e                               Detalhamento dos Custos e
                      Despesas1 1T07                                     Despesas Gerenciáveis
                                                           Gastos Gerenciáveis         1º Trimestre
                                                                                                              Var.%
                                                           R$ milhões              2007    2006       Var.

                                          Custos           Pessoal                  69,8       70,8    -1,0    -1,4%
                   Custos não          gerenciáveis
                  gerenciáveis                             Material                  9,7        8,1     1,5   18,6%
                                          R$ 226
                 R$ 549 milhões
                                         milhões           Serviços de Terceiros    78,6       67,3    11,3   16,8%
                     (71%)                (29%)
                                                           Provisões                36,5       21,6    14,9   68,9%

                                                           Outros                   31,7       19,9    11,8   59,4%

                                                           Total                   226,2   187,7       38,5   20,5%

                          R$ 775 milhões
                                                      Serviços de Terceiros        Provisões            Outros
                                                      + R$ 3,0 MM: O&M UHE         + R$ 10,5 MM:        + R$ 6,0 MM:
                                                      Peixe Angical                contingências        defasagem contábil
                                                                                   trabalhistas         Lajeado
Nota:                                                 + R$ 5,5 MM: Expansão
1   Exclui Depreciação e Amortização                  de mercado

                                                                                                                             9
Resultado Financeiro (R$ milhões)


Receitas Financeiras
 – Redução da remuneração de ativos regulatórios devido à queda da taxa
   Selic
Gastos Financeiros
 – Encerramento da capitalização dos encargos da dívida de Enerpeixe


                        Resultado Financeiro (R$ milhões)

                                            1T07     1T06     Var.%

              Receita Financeira            62.5     69.8     -10.5%

              Despesa Financeira            (99.7)   (91.0)    9.6%


              Resultado Cambial Líquido     (20.2)   (17.6)   14.8%

                SWAP - resultado líquido    (39.7)   (54.7)   -27.4%
                Variação cambial            19.5     37.1     -47.5%

              Total                         (57.4)   (38.8)   48.1%




                                                                          10
Investments and Indebtedness

           Endividamento – 1T07 (R$ Milhões)                                                          Dívida bruta por indexador
                    Evolução da Dívida Líquida                                                                         (Mar/07)
                                                                              1,8x*                                        3%
 3.126
                                                             1,6x*
                (734)                                        Dívida Líquida / Ebitda                                                    33%

                              (542)           1.850                         1.879
                                                                                                              60%


                                                                                                                                     4%

                                                                                                           US$                TJLP
Dívida Bruta   (-) Caixa e    (-) Ativos    Dívida Líquida                Dívida Líquida                   Pré-fixado         Taxas Flutuantes
   Mar.07        Valores     Regulatórios       Mar.07                        Dez.06
               Mobiliários
                                                                                                   ** Inclui Selic, CDI, IGP-M e INPC


      Investimentos * – não inclui LPT** (R$ MM)                                                      Programas de Universalização
                    658                                                                                    R$MM (inclui LPT **)
                    192                                                                                          105



                    466
                                                    76
                                                    22                                                                                  16
                                                    54
                2007 (E)                         1T07 (R)
                                                                                                               2007 (E)              1T07 (R)
                 Distribuição                    Geração

                                     * Não inclui capitalização de juros e/ou projetos novos   **LPT: Luz Para Todos

                                                                                                                                                 11
Crescimento & Criação de Valor
Crescimento & Criação de Valor


Nossa estratégia para nos tornarmos referência no setor elétrico brasileiro
baseia-se em 4 pilares




        Eficiência Operacional       Crescimento em Geração


      Know-how do Controlador           Disciplina Financeira




                                                                              13
Plataforma de Criação de Valor




                                                                                                                                                                                                                                               Programa OPEX
             New Organizational Structure

        Focused on transparency and competitiveness

                                                         EDP Group                                                Market

                                                       62.4%                                                             37.6%




              Lajeado
                     27.65% 1

                                       Peixe
                                      Angical
                                             60.0%                   100.0%

                                                             Energest 2
                                                                                                           100.0%

                                                                                                   Enertrade
                                                                                                                                     100.0%

                                                                                                                            Bandeirante                             Enersul
                                                                                                                                                                           100.0%
                                                                                                                                                                                                                       Projetos de TI
                                                                                                                                                                                                                       . Aliança
                            100.0%                   51.0%                        100.0%                                                                100.0%

                                  CESA2                                   Pantanal
                                                     Costa Rica                                                                                   Escelsa
                                                                         Energética3
                                                                          Generation         Commercialization                                                       Distribution

        Legend
        % of the Total Capit al




                                                                                                                                                                                                                       . Integração
         Notes:
         1 Voting capi tal, also represents the percentage of installed capacity allocated to Energias do Brasi l. Energias do Brasil holds 23.05% of its total capi tal
         2 Includes Escelsa’s generation assets
         3   Includes Enersul’s generation assets


                                                                                                                                                                                    3




                                                                                                                                                                                               Projeto Vanguarda -     . SitBrasil
                                                                                                                                                                                               Fase 1
                                                                                                                                                                                               • PDV
        Reorganização                                                                                                                                                                                         2006/7
        Societária
                                                                                                                                                                                                                        Projeto Vanguarda – Fase 2
                                                                                                                                                                                        2006
2005

                                                                                                                                                                                               Economias resultantes da 1ª
                                                                                                                                                                                                fase do Projeto Vanguarda       ~ R$ 68,4 MM



                                                                                                                                                                                                                                                               14
Geração – Capacidade Instalada (MW)

1,043 MW
1.018 MW

              Mimoso           S. João I       Peixe Angical                      Mascarenhas
                                                                     Lajeado
                                                 +452MW *                            4ª Máq.
                                                                                    +50MW *



              Coxim            S. João II
 516 MW
                                                                          Suiça      Alegre




            Costa Rica


                                                   São João: +25MW**      Jucu       Fruteiras




             Corumbá


                                                           Paraíso       Viçosa     Rio Bonito
           * Capaciidade adicionada em 2006
           ** Início da operação comercial em Abril de 2007
                                                                                                 15
Criando Oportunidades de Crescimento


Participação em leilões de energia eólica

Aquisição de ativos existentes

Usinas térmicas a carvão e biomassa: estudos preliminares

PCH em construção: +29 MW (Santa Fé)

Repotenciações: +50 MW (em estudo)

19 projetos de PCHs a serem apresentados à ANEEL: +438
MW

Estudos de viabilidade para 7 UHEs: +590 MW (235 MW em
parceria com a Eletronorte)

Autorização para construção de térmica a carvão mineral:
+350 MW (UTE Maranhão)

                                                            16
Projetos de PCH (Pequenas Centrais Hidrelétricas)

              As outorgas para exploração de PCHs dependem da
              aprovação de projetos básicos apresentados, não passando
              por leilão

              A Energias do Brasil tem hoje 19 registros ativos para
              elaboração de Projetos Básicos de PCHs
                                  Projetos em    Potência total
                      Local
                                  elaboração         (MW)
                       ES               4              74
                     ES/MG              4             100
                       SP               3              66
                       MS               3              65
                       GO               5             133
                      Total            19             438

               – Custo médio por projeto: R$ 550 mil

               – Data prevista para apresentação dos estudos na ANEEL: fev/08

               – Prazo previsto para emissão de outorga: 3-4 meses após a
                 apresentação dos estudos, mediante aprovação do projeto básico
                 elaborado

                                                                                  17
Geração – Estudos de Viabilidade de UHEs

             As concessões para exploração de UHEs são leiloadas em
             leilões públicos

             A Energias do Brasil tem hoje 7 estudos de viabilidade de UHEs
                                         Estudos em           Potência total
                      Local
                                         elaboração               (MW)
                       TO*                    2                    235
                       MS                     3                    215
                       MG                     2                    140
                      Total                   7                    590
              * Estudos desenvolvidos em parceria com a Eletronorte

               – Custo total estimado dos estudos: R$ 12,8 milhões (esses custos são
                 integralmente reembolsados pelo vencedor do leilão)

               – Data limite para apresentação dos estudos na ANEEL: ago/08

               – O prazo para inclusão dos aproveitamentos hidrelétricos em leilões
                 de energia é decidido pela ANEEL




                                                                                       18
Geração – UTE Maranhão

Em abril/07, a Energias do Brasil adquiriu os direitos do projeto da UTE Maranhão

O projeto já possui Licença Prévia Ambiental e está cadastrado no leilão de
energia de junho/07

 – Capacidade instalada: 350 MW

 – Investimento total estimado: US$ 450 milhões

 – Prazo de construção: 42 meses após obtenção da Licença de Instalação




                                                                                    19
Geração – Cronograma de Contratação



        Potencial de revenda a preços atrativos

               Cronograma de contratação *                                   Preços em Leilões Recentes
                                                                                                                             126,77
                                                                                                                                      121,81
                                                                                                                    114,28
                          Preço Atual: R$76/MWh                                                            106,95


                                                                                                   83,13
                                                                                           75,46
                                                                                   67,33
                 37%        41%     41%       41%                          57,51


                                                         86%
     100%


                 63%
                            59%     59%       59%


                                                         14%

   2006-2011      2012      2013    2014      2015       2016              2005-   2006-   2007-   2008-   2008-    2009-    2010-    2011-
                                                                            08      08      08      08      H30      H30      H30      H30

            Energia Contratada      Energia Descontratada                  Leilão de Energia Velha          Leilão de Energia Nova/Botox




* Potência assegurada total de 609 MW médios (capacidade instalada de 1,018 MW)

                                                                                                                                               20
Governança Corporativa




                                  9 Conselheiros
                     (2 independentes e 2 votados por acionistas
                                   minoritários)




                                      4 Comitês
         Auditoria    Sustentabilidade & Gov. Corp.   Supervisão   Remuneração




                                                                          Políticas
 Código de Ética       Sarbanes-
                       Sarbanes-Oxley           Transparência        (Dividendos/Negoc./
                                                                     (Dividendos/Negoc./
                                                                           Disclosure)
                                                                           Disclosure)

                                                                                           21
Capitalização de Mercado


      Melhor Cia Aberta                 Menção                  Gov. Corporativa                    Finalista                      Inclusão
      Melhor Cia Aberta
            2005                        Honrosa                 de Cias. Abertas                                                   em 2006
            2005




                                            Capitalização de Mercado: R$ 5,4 bilhões
210                                                                                                                                              70.000
200                                                                                                                                             +100%
                                                                                                                                                 60.000
190
180                                                                                                                                             +99%
                                                                                                                                                 50.000
170
160
                                                                                                                                                +92%
                                                                                                                                                 40.000
150                                                                                                                                              +81%
140                                                                                                                                              30.000
130
                                                                                                                                                 20.000
120
110
                                                                                                                                                 10.000
100
 90                                                                                                                                               0
12/07/2005   06/09/2005 04/11/2005     1/3/2006   03/03/2006   03/05/2006 29/06/2006   24/08/2006 23/10/2006    21/12/2006   23/02/2007   23/04/2007

                  Volume R$ ENBR3                    ENBR3                     Ibovespa                    IEE                      IBX


  Atualizado até 30 de Abril de 2007

                                                                                                                                                       22
www.energiasdobrasil.com.br




          Maio de 2007

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desafios na contratação de energia
Desafios na contratação de energiaDesafios na contratação de energia
Desafios na contratação de energia
Câmara de Comercialização de Energia Elétrica
 
Mercado de energia e novos negócios sr. paulo cezar coelho tavares
Mercado de energia e novos negócios   sr. paulo cezar coelho tavaresMercado de energia e novos negócios   sr. paulo cezar coelho tavares
Mercado de energia e novos negócios sr. paulo cezar coelho tavares
CPFL RI
 
Café Aberje Campinas - Estratégias de Relacionamento com Investidores
Café Aberje Campinas - Estratégias de Relacionamento com InvestidoresCafé Aberje Campinas - Estratégias de Relacionamento com Investidores
Café Aberje Campinas - Estratégias de Relacionamento com Investidores
CPFL RI
 
Integração no Mercosul
Integração no MercosulIntegração no Mercosul
Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET
Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET
Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET
Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP
 
Revista Visão Ampla 10ª edição
Revista Visão Ampla 10ª ediçãoRevista Visão Ampla 10ª edição
Revista Visão Ampla 10ª edição
Ampla Energia S.A.
 
XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012
XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012
XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012
CBE2012
 
Apresentação Institucional Novembro/20
Apresentação Institucional Novembro/20Apresentação Institucional Novembro/20
Apresentação Institucional Novembro/20
ersa_ri
 
Apresentação corporativa apimec 2010
Apresentação corporativa apimec 2010Apresentação corporativa apimec 2010
Apresentação corporativa apimec 2010
MPX_RI
 
Apresentação iv encontro_com_investidores_distribuição
Apresentação iv encontro_com_investidores_distribuiçãoApresentação iv encontro_com_investidores_distribuição
Apresentação iv encontro_com_investidores_distribuição
CPFL RI
 
Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do ...
Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do ...Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do ...
Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do ...
Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP
 

Mais procurados (11)

Desafios na contratação de energia
Desafios na contratação de energiaDesafios na contratação de energia
Desafios na contratação de energia
 
Mercado de energia e novos negócios sr. paulo cezar coelho tavares
Mercado de energia e novos negócios   sr. paulo cezar coelho tavaresMercado de energia e novos negócios   sr. paulo cezar coelho tavares
Mercado de energia e novos negócios sr. paulo cezar coelho tavares
 
Café Aberje Campinas - Estratégias de Relacionamento com Investidores
Café Aberje Campinas - Estratégias de Relacionamento com InvestidoresCafé Aberje Campinas - Estratégias de Relacionamento com Investidores
Café Aberje Campinas - Estratégias de Relacionamento com Investidores
 
Integração no Mercosul
Integração no MercosulIntegração no Mercosul
Integração no Mercosul
 
Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET
Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET
Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET
 
Revista Visão Ampla 10ª edição
Revista Visão Ampla 10ª ediçãoRevista Visão Ampla 10ª edição
Revista Visão Ampla 10ª edição
 
XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012
XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012
XIV CBE - MESA 1 - Antonio Carlos Tovar - 23 out 2012
 
Apresentação Institucional Novembro/20
Apresentação Institucional Novembro/20Apresentação Institucional Novembro/20
Apresentação Institucional Novembro/20
 
Apresentação corporativa apimec 2010
Apresentação corporativa apimec 2010Apresentação corporativa apimec 2010
Apresentação corporativa apimec 2010
 
Apresentação iv encontro_com_investidores_distribuição
Apresentação iv encontro_com_investidores_distribuiçãoApresentação iv encontro_com_investidores_distribuição
Apresentação iv encontro_com_investidores_distribuição
 
Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do ...
Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do ...Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do ...
Apresentação José Manoel Biagi Amorim – Diretor da Mesa de Op. de Energia do ...
 

Destaque

Blog y la educación
Blog y la educaciónBlog y la educación
Blog y la educación
galosaa99
 
Rum
RumRum
Bibliotheken und Linked Open Data Extended
Bibliotheken und Linked Open Data ExtendedBibliotheken und Linked Open Data Extended
Bibliotheken und Linked Open Data Extended
Magnus Pfeffer
 
Tutorial Retrica
Tutorial RetricaTutorial Retrica
Tutorial Retrica
EduNantes99
 
Carlos martinez la web
Carlos martinez la webCarlos martinez la web
Carlos martinez la web
tipisito
 
Tics2do
Tics2doTics2do
Calentamiento global rubi
Calentamiento global rubiCalentamiento global rubi
Calentamiento global rubi
rubicyrus
 
Aval 8 ano(locom_sentds_imune_nerv)
Aval 8 ano(locom_sentds_imune_nerv)Aval 8 ano(locom_sentds_imune_nerv)
Aval 8 ano(locom_sentds_imune_nerv)
Ercio Novaes
 
Programm 4. Berliner Brandschutz-Fachgespräch Sept. 2014
Programm 4. Berliner Brandschutz-Fachgespräch Sept. 2014Programm 4. Berliner Brandschutz-Fachgespräch Sept. 2014
Programm 4. Berliner Brandschutz-Fachgespräch Sept. 2014
Brandschutz Akademie Berlin
 
Cvv222222
Cvv222222Cvv222222
Cvv222222
mikscott
 
Resultados 1T06
Resultados 1T06Resultados 1T06
Resultados 1T06
EDP - Energias do Brasil
 
Tintin y el loto azul
Tintin y el loto azulTintin y el loto azul
Tintin y el loto azul
Fernando_Gallego
 
Resumen cap #1
Resumen cap #1Resumen cap #1
Avances de tema protocolo de-investigacion (1)
Avances de  tema protocolo de-investigacion (1)Avances de  tema protocolo de-investigacion (1)
Avances de tema protocolo de-investigacion (1)
Kjair595
 
A revolução começou
A revolução começouA revolução começou
A revolução começou
250487
 
empresa
empresaempresa
empresa
clayaris13
 
Presentació app IONotice AMPA Lola Anglada
Presentació app IONotice AMPA Lola AngladaPresentació app IONotice AMPA Lola Anglada
Presentació app IONotice AMPA Lola Anglada
AMPALolaAnglada
 

Destaque (19)

Blog y la educación
Blog y la educaciónBlog y la educación
Blog y la educación
 
Rum
RumRum
Rum
 
Bibliotheken und Linked Open Data Extended
Bibliotheken und Linked Open Data ExtendedBibliotheken und Linked Open Data Extended
Bibliotheken und Linked Open Data Extended
 
1202 dt b_ftt_flyer_d
1202 dt b_ftt_flyer_d1202 dt b_ftt_flyer_d
1202 dt b_ftt_flyer_d
 
Tutorial Retrica
Tutorial RetricaTutorial Retrica
Tutorial Retrica
 
Carlos martinez la web
Carlos martinez la webCarlos martinez la web
Carlos martinez la web
 
Tics2do
Tics2doTics2do
Tics2do
 
Calentamiento global rubi
Calentamiento global rubiCalentamiento global rubi
Calentamiento global rubi
 
Aval 8 ano(locom_sentds_imune_nerv)
Aval 8 ano(locom_sentds_imune_nerv)Aval 8 ano(locom_sentds_imune_nerv)
Aval 8 ano(locom_sentds_imune_nerv)
 
Programm 4. Berliner Brandschutz-Fachgespräch Sept. 2014
Programm 4. Berliner Brandschutz-Fachgespräch Sept. 2014Programm 4. Berliner Brandschutz-Fachgespräch Sept. 2014
Programm 4. Berliner Brandschutz-Fachgespräch Sept. 2014
 
Cvv222222
Cvv222222Cvv222222
Cvv222222
 
Resultados 1T06
Resultados 1T06Resultados 1T06
Resultados 1T06
 
Tintin y el loto azul
Tintin y el loto azulTintin y el loto azul
Tintin y el loto azul
 
Diploma de licenciatura
Diploma de licenciaturaDiploma de licenciatura
Diploma de licenciatura
 
Resumen cap #1
Resumen cap #1Resumen cap #1
Resumen cap #1
 
Avances de tema protocolo de-investigacion (1)
Avances de  tema protocolo de-investigacion (1)Avances de  tema protocolo de-investigacion (1)
Avances de tema protocolo de-investigacion (1)
 
A revolução começou
A revolução começouA revolução começou
A revolução começou
 
empresa
empresaempresa
empresa
 
Presentació app IONotice AMPA Lola Anglada
Presentació app IONotice AMPA Lola AngladaPresentació app IONotice AMPA Lola Anglada
Presentació app IONotice AMPA Lola Anglada
 

Semelhante a 2ª Conferência Anual do Brasil – Itaú Securities

Geração Distribuida - Oportunidades
Geração Distribuida - OportunidadesGeração Distribuida - Oportunidades
Geração Distribuida - Oportunidades
Prime Work Consultoria
 
Perspectivas do Setor Elétrico
Perspectivas do Setor ElétricoPerspectivas do Setor Elétrico
Perspectivas do Setor Elétrico
ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica
 
Workshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
Workshop - Melhores práticas de Relações com InvestidoresWorkshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
Workshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
CPFL RI
 
Workshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
Workshop - Melhores práticas de Relações com InvestidoresWorkshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
Workshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
CPFL RI
 
Atlas3ed
Atlas3edAtlas3ed
Atlas3ed
odairkanela
 
Geração Elétrica Nuclear: as quatro transições e o futuro
Geração Elétrica Nuclear: as quatro transições e o futuroGeração Elétrica Nuclear: as quatro transições e o futuro
Geração Elétrica Nuclear: as quatro transições e o futuro
Leonam Guimarães
 
SMART_GRID.pptx
SMART_GRID.pptxSMART_GRID.pptx
SMART_GRID.pptx
BarbaraMoraisGianesi
 
Matriz Energética da Região do Algarve
Matriz Energética da Região do AlgarveMatriz Energética da Região do Algarve
Matriz Energética da Região do Algarve
AREAL
 
Apresentação Manoel Zaroni Torres - Pres. da Tractebel Energia
Apresentação Manoel Zaroni Torres - Pres. da Tractebel EnergiaApresentação Manoel Zaroni Torres - Pres. da Tractebel Energia
Apresentação Manoel Zaroni Torres - Pres. da Tractebel Energia
Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP
 
APIMEC 2012
APIMEC 2012APIMEC 2012
APIMEC 2012
Cteep
 
Geração Elétrica Nuclear: desmistificação e desenvolvimento
Geração Elétrica Nuclear: desmistificação e desenvolvimentoGeração Elétrica Nuclear: desmistificação e desenvolvimento
Geração Elétrica Nuclear: desmistificação e desenvolvimento
Leonam Guimarães
 
PANORAMA ENERGÉTICO BRASILEIRO: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO COM ÊNFASE NO ESTA...
PANORAMA ENERGÉTICO BRASILEIRO: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO COM ÊNFASE NO ESTA...PANORAMA ENERGÉTICO BRASILEIRO: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO COM ÊNFASE NO ESTA...
PANORAMA ENERGÉTICO BRASILEIRO: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO COM ÊNFASE NO ESTA...
Rafael Silveira
 
Tutoria: Modelo Institucional do Setor Elétrico
Tutoria: Modelo Institucional do Setor ElétricoTutoria: Modelo Institucional do Setor Elétrico
Tutoria: Modelo Institucional do Setor Elétrico
Gustavo Chaves
 
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor ElétricoAgenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica
 
Projeto guama dhiogo_rodrigues_ipog
Projeto guama dhiogo_rodrigues_ipogProjeto guama dhiogo_rodrigues_ipog
Projeto guama dhiogo_rodrigues_ipog
Dhiogo Rodrigues
 
Apresentação 3T12
Apresentação 3T12Apresentação 3T12
Apresentação 3T12
Cteep
 
Corporate Presentation CPFL Energia - Maio 2017
Corporate Presentation CPFL Energia - Maio 2017Corporate Presentation CPFL Energia - Maio 2017
Corporate Presentation CPFL Energia - Maio 2017
CPFL RI
 
Apresentação Institucional Agosto/20
Apresentação Institucional Agosto/20Apresentação Institucional Agosto/20
Apresentação Institucional Agosto/20
ersa_ri
 
Projeto prda energia
Projeto prda   energiaProjeto prda   energia
Projeto prda energia
ws_mathues
 
4 projeto prda alternativas energéticas sustentáveis para amazônia 2
4 projeto  prda   alternativas energéticas sustentáveis para amazônia 24 projeto  prda   alternativas energéticas sustentáveis para amazônia 2
4 projeto prda alternativas energéticas sustentáveis para amazônia 2
ws_mathues
 

Semelhante a 2ª Conferência Anual do Brasil – Itaú Securities (20)

Geração Distribuida - Oportunidades
Geração Distribuida - OportunidadesGeração Distribuida - Oportunidades
Geração Distribuida - Oportunidades
 
Perspectivas do Setor Elétrico
Perspectivas do Setor ElétricoPerspectivas do Setor Elétrico
Perspectivas do Setor Elétrico
 
Workshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
Workshop - Melhores práticas de Relações com InvestidoresWorkshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
Workshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
 
Workshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
Workshop - Melhores práticas de Relações com InvestidoresWorkshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
Workshop - Melhores práticas de Relações com Investidores
 
Atlas3ed
Atlas3edAtlas3ed
Atlas3ed
 
Geração Elétrica Nuclear: as quatro transições e o futuro
Geração Elétrica Nuclear: as quatro transições e o futuroGeração Elétrica Nuclear: as quatro transições e o futuro
Geração Elétrica Nuclear: as quatro transições e o futuro
 
SMART_GRID.pptx
SMART_GRID.pptxSMART_GRID.pptx
SMART_GRID.pptx
 
Matriz Energética da Região do Algarve
Matriz Energética da Região do AlgarveMatriz Energética da Região do Algarve
Matriz Energética da Região do Algarve
 
Apresentação Manoel Zaroni Torres - Pres. da Tractebel Energia
Apresentação Manoel Zaroni Torres - Pres. da Tractebel EnergiaApresentação Manoel Zaroni Torres - Pres. da Tractebel Energia
Apresentação Manoel Zaroni Torres - Pres. da Tractebel Energia
 
APIMEC 2012
APIMEC 2012APIMEC 2012
APIMEC 2012
 
Geração Elétrica Nuclear: desmistificação e desenvolvimento
Geração Elétrica Nuclear: desmistificação e desenvolvimentoGeração Elétrica Nuclear: desmistificação e desenvolvimento
Geração Elétrica Nuclear: desmistificação e desenvolvimento
 
PANORAMA ENERGÉTICO BRASILEIRO: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO COM ÊNFASE NO ESTA...
PANORAMA ENERGÉTICO BRASILEIRO: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO COM ÊNFASE NO ESTA...PANORAMA ENERGÉTICO BRASILEIRO: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO COM ÊNFASE NO ESTA...
PANORAMA ENERGÉTICO BRASILEIRO: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO COM ÊNFASE NO ESTA...
 
Tutoria: Modelo Institucional do Setor Elétrico
Tutoria: Modelo Institucional do Setor ElétricoTutoria: Modelo Institucional do Setor Elétrico
Tutoria: Modelo Institucional do Setor Elétrico
 
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor ElétricoAgenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
Agenda Setorial 2019: Perspectivas da Regulação do Setor Elétrico
 
Projeto guama dhiogo_rodrigues_ipog
Projeto guama dhiogo_rodrigues_ipogProjeto guama dhiogo_rodrigues_ipog
Projeto guama dhiogo_rodrigues_ipog
 
Apresentação 3T12
Apresentação 3T12Apresentação 3T12
Apresentação 3T12
 
Corporate Presentation CPFL Energia - Maio 2017
Corporate Presentation CPFL Energia - Maio 2017Corporate Presentation CPFL Energia - Maio 2017
Corporate Presentation CPFL Energia - Maio 2017
 
Apresentação Institucional Agosto/20
Apresentação Institucional Agosto/20Apresentação Institucional Agosto/20
Apresentação Institucional Agosto/20
 
Projeto prda energia
Projeto prda   energiaProjeto prda   energia
Projeto prda energia
 
4 projeto prda alternativas energéticas sustentáveis para amazônia 2
4 projeto  prda   alternativas energéticas sustentáveis para amazônia 24 projeto  prda   alternativas energéticas sustentáveis para amazônia 2
4 projeto prda alternativas energéticas sustentáveis para amazônia 2
 

Mais de EDP - Energias do Brasil

Apresentação Institucional
Apresentação InstitucionalApresentação Institucional
Apresentação Institucional
EDP - Energias do Brasil
 
Evento IFRS: adaptation of international accounting standards in EDP Energias...
Evento IFRS: adaptation of international accounting standards in EDP Energias...Evento IFRS: adaptation of international accounting standards in EDP Energias...
Evento IFRS: adaptation of international accounting standards in EDP Energias...
EDP - Energias do Brasil
 
Evento IFRS: adequação às normas internacionais de contabilidade no Grupo EDP...
Evento IFRS: adequação às normas internacionais de contabilidade no Grupo EDP...Evento IFRS: adequação às normas internacionais de contabilidade no Grupo EDP...
Evento IFRS: adequação às normas internacionais de contabilidade no Grupo EDP...
EDP - Energias do Brasil
 
Apresentação Resultados 1T10
Apresentação Resultados 1T10Apresentação Resultados 1T10
Apresentação Resultados 1T10
EDP - Energias do Brasil
 
G:\Ri\Website\Arquivos Para Site\ApresentaçõEs\ApresentaçõEs\2010\100308 Ap...
G:\Ri\Website\Arquivos Para Site\ApresentaçõEs\ApresentaçõEs\2010\100308   Ap...G:\Ri\Website\Arquivos Para Site\ApresentaçõEs\ApresentaçõEs\2010\100308   Ap...
G:\Ri\Website\Arquivos Para Site\ApresentaçõEs\ApresentaçõEs\2010\100308 Ap...
EDP - Energias do Brasil
 
EDP Energias do Brasil Presentation
EDP Energias do Brasil PresentationEDP Energias do Brasil Presentation
EDP Energias do Brasil Presentation
EDP - Energias do Brasil
 
Apresentação EDP Energias do Brasil
Apresentação EDP Energias do BrasilApresentação EDP Energias do Brasil
Apresentação EDP Energias do Brasil
EDP - Energias do Brasil
 
3Q09 Results
3Q09 Results3Q09 Results
2Q09 Results
2Q09 Results2Q09 Results
1Q09 Results
1Q09 Results1Q09 Results
Resultados 3T09
Resultados 3T09Resultados 3T09
Resultados 3T09
EDP - Energias do Brasil
 
Resultados 2T09
Resultados 2T09Resultados 2T09
Resultados 2T09
EDP - Energias do Brasil
 
Resultados 1T09
Resultados 1T09Resultados 1T09
Resultados 1T09
EDP - Energias do Brasil
 
1Q08 Results
1Q08 Results1Q08 Results
4Q08 Results
4Q08 Results4Q08 Results
3Q08 Results
3Q08 Results3Q08 Results
2Q08 Results
2Q08 Results2Q08 Results
Resultados 2T08
Resultados 2T08Resultados 2T08
Resultados 2T08
EDP - Energias do Brasil
 
Resultados 3T08
Resultados 3T08Resultados 3T08
Resultados 3T08
EDP - Energias do Brasil
 
Resultados 4T08
Resultados 4T08Resultados 4T08
Resultados 4T08
EDP - Energias do Brasil
 

Mais de EDP - Energias do Brasil (20)

Apresentação Institucional
Apresentação InstitucionalApresentação Institucional
Apresentação Institucional
 
Evento IFRS: adaptation of international accounting standards in EDP Energias...
Evento IFRS: adaptation of international accounting standards in EDP Energias...Evento IFRS: adaptation of international accounting standards in EDP Energias...
Evento IFRS: adaptation of international accounting standards in EDP Energias...
 
Evento IFRS: adequação às normas internacionais de contabilidade no Grupo EDP...
Evento IFRS: adequação às normas internacionais de contabilidade no Grupo EDP...Evento IFRS: adequação às normas internacionais de contabilidade no Grupo EDP...
Evento IFRS: adequação às normas internacionais de contabilidade no Grupo EDP...
 
Apresentação Resultados 1T10
Apresentação Resultados 1T10Apresentação Resultados 1T10
Apresentação Resultados 1T10
 
G:\Ri\Website\Arquivos Para Site\ApresentaçõEs\ApresentaçõEs\2010\100308 Ap...
G:\Ri\Website\Arquivos Para Site\ApresentaçõEs\ApresentaçõEs\2010\100308   Ap...G:\Ri\Website\Arquivos Para Site\ApresentaçõEs\ApresentaçõEs\2010\100308   Ap...
G:\Ri\Website\Arquivos Para Site\ApresentaçõEs\ApresentaçõEs\2010\100308 Ap...
 
EDP Energias do Brasil Presentation
EDP Energias do Brasil PresentationEDP Energias do Brasil Presentation
EDP Energias do Brasil Presentation
 
Apresentação EDP Energias do Brasil
Apresentação EDP Energias do BrasilApresentação EDP Energias do Brasil
Apresentação EDP Energias do Brasil
 
3Q09 Results
3Q09 Results3Q09 Results
3Q09 Results
 
2Q09 Results
2Q09 Results2Q09 Results
2Q09 Results
 
1Q09 Results
1Q09 Results1Q09 Results
1Q09 Results
 
Resultados 3T09
Resultados 3T09Resultados 3T09
Resultados 3T09
 
Resultados 2T09
Resultados 2T09Resultados 2T09
Resultados 2T09
 
Resultados 1T09
Resultados 1T09Resultados 1T09
Resultados 1T09
 
1Q08 Results
1Q08 Results1Q08 Results
1Q08 Results
 
4Q08 Results
4Q08 Results4Q08 Results
4Q08 Results
 
3Q08 Results
3Q08 Results3Q08 Results
3Q08 Results
 
2Q08 Results
2Q08 Results2Q08 Results
2Q08 Results
 
Resultados 2T08
Resultados 2T08Resultados 2T08
Resultados 2T08
 
Resultados 3T08
Resultados 3T08Resultados 3T08
Resultados 3T08
 
Resultados 4T08
Resultados 4T08Resultados 4T08
Resultados 4T08
 

2ª Conferência Anual do Brasil – Itaú Securities

  • 1. 2ª Conferência Anual Do Brasil – Itaú Securities Maio de 2007
  • 2. Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações estão baseadas em certas suposições e análises feitas pela Companhia de acordo com a sua experiência e o ambiente econômico e nas condições de mercado e nos eventos futuros esperados, muitos dos quais estão fora do controle da Companhia. Fatores importantes que podem levar a diferenças significativas entre os resultados reais e as declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros incluem a estratégia de negócios da Companhia, as condições econômicas brasileira e internacional, tecnologia, estratégia financeira, desenvolvimentos da indústria de serviços públicos, condições hidrológicas, condições do mercado financeiro, incerteza a respeito dos resultados de suas operações futuras, planos, objetivos, expectativas e intenções, entre outros. Em razão desses fatores, os resultados reais da Companhia podem diferir significativamente daqueles indicados ou implícitos nas declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros. As informações e opiniões aqui contidas não devem ser entendidas como recomendação a potenciais investidores e nenhuma decisão de investimento deve se basear na veracidade, atualidade ou completude dessas informações ou opiniões. Nenhum dos assessores da Companhia ou partes a eles relacionadas ou seus representantes terá qualquer responsabilidade por quaisquer perdas que possam decorrer da utilização ou do conteúdo desta apresentação. Este material inclui declarações sobre eventos futuros sujeitas a riscos e incertezas, as quais baseiam-se nas atuais expectativas e projeções sobre eventos futuros e tendências que podem afetar os negócios da Companhia. Essas declarações incluem projeções de crescimento econômico e demanda e fornecimento de energia, além de informações sobre posição competitiva, ambiente regulatório, potenciais oportunidades de crescimento e outros assuntos. Inúmeros fatores podem afetar adversamente as estimativas e suposições nas quais essas declarações se baseiam. 2
  • 3. Presença Geográfica Em 2006, Energias do Brasil distribuiu 24 TWh a 3,1 milhões de consumidores LAJEADO PEIXE ANGICAL ENERSUL • Capacidade instalada: 250 MW • Capacidade instalada: 452 (ajustado à participação da Energias do • Energia distribuída: 3.126 GWh MW Brasil) • Clientes: 690 mil • Municipios 73 • Área de concessão: 328.316 Km2 • Nº de habitantes: 2,1 milhões CESA e ENERGEST PANTANAL ENERGÉTICA • Capacidade instalada: 293 MW • Capacidade instalada: 31 MW ESCELSA COSTA RICA • Energia distribuída : 8.060 • Capacidade instalada: 17 MW GWh • Clientes: 1.059 miil • Municípios: 70 BANDEIRANTE • Área de concessão: 41.241 • Energia distribuída: 12.763 Km2 GWh • Nº de habitantes: 3,2 milhões Legenda • Clientes: 1.365 mil Geração • Municípios: 28 Distribuição • Área de concessão: 9.644 Km2 • Nº de habitantes: 4,4 milhões 3
  • 4. Estrutura Organizacional Atual Foco em transparência e competitividade Grupo EDP Mercado 62,4% 37,6% 27,65% 1 60,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% Peixe Enertrade Lajeado Energest2 Bandeirante Enersul Angical 100,0% 51,0% 100,0% 100,0% CESA2 Pantanal Costa Rica Escelsa Energética3 Geração Comercialização Distribuição Legenda % do Capital Total Notas: 1 Capital votante, também representa o percentual da capacidade instalada alocada para a Energias do Brasil. A Energias do Brasil detém 23,05% do capital total. 2 Inclui ativos de geração da Escelsa 3 Inclui ativos de geração da Enersul 4
  • 6. Desempenho Operacional Volume de Energia Distribuída (GWh) Volume de Energia Produzida (GWh) 3,0% 104% Perdas Técnica e Comercial Volume de Energia Comercializada (GWh) 2,4% 6
  • 7. Performance Financeira Receita Líquida (R$ milhões) EBITDA (R$ milhões) 13,0% 20,2% EBITDA por Segmento de Negócio Lucro Líquido (R$ milhões) 28,9% Área de negócio 1T07 1T06 ∆% Distribuição 246.1 223.1 10.3% Geração 94.5 47.4 99.5% Comercialização 6.6 17.6 -62.7% Obs: O EBITDA consolidado considera eliminações entre empresas 7
  • 8. EBITDA 1T06 x 1&07 (R$ milhões) EBITDA (R$ milhões) +18 -10 +63 -7 -5 -23 +2 339 +19 282 1T06 Distribuição Comercialização Contingências PMSO Outros 1T07 Margem Geração Tarifa * PDD Margem EBITDA EBITDA 28,6% 30,4% * IRT da Enersul e alteração da BRR da Bandeirante 8
  • 9. Custos e Despesas Os custos gerenciáveis apresentam potencial de redução, fruto dos programas de eficiência Detalhamento dos Custos e Detalhamento dos Custos e Despesas1 1T07 Despesas Gerenciáveis Gastos Gerenciáveis 1º Trimestre Var.% R$ milhões 2007 2006 Var. Custos Pessoal 69,8 70,8 -1,0 -1,4% Custos não gerenciáveis gerenciáveis Material 9,7 8,1 1,5 18,6% R$ 226 R$ 549 milhões milhões Serviços de Terceiros 78,6 67,3 11,3 16,8% (71%) (29%) Provisões 36,5 21,6 14,9 68,9% Outros 31,7 19,9 11,8 59,4% Total 226,2 187,7 38,5 20,5% R$ 775 milhões Serviços de Terceiros Provisões Outros + R$ 3,0 MM: O&M UHE + R$ 10,5 MM: + R$ 6,0 MM: Peixe Angical contingências defasagem contábil trabalhistas Lajeado Nota: + R$ 5,5 MM: Expansão 1 Exclui Depreciação e Amortização de mercado 9
  • 10. Resultado Financeiro (R$ milhões) Receitas Financeiras – Redução da remuneração de ativos regulatórios devido à queda da taxa Selic Gastos Financeiros – Encerramento da capitalização dos encargos da dívida de Enerpeixe Resultado Financeiro (R$ milhões) 1T07 1T06 Var.% Receita Financeira 62.5 69.8 -10.5% Despesa Financeira (99.7) (91.0) 9.6% Resultado Cambial Líquido (20.2) (17.6) 14.8% SWAP - resultado líquido (39.7) (54.7) -27.4% Variação cambial 19.5 37.1 -47.5% Total (57.4) (38.8) 48.1% 10
  • 11. Investments and Indebtedness Endividamento – 1T07 (R$ Milhões) Dívida bruta por indexador Evolução da Dívida Líquida (Mar/07) 1,8x* 3% 3.126 1,6x* (734) Dívida Líquida / Ebitda 33% (542) 1.850 1.879 60% 4% US$ TJLP Dívida Bruta (-) Caixa e (-) Ativos Dívida Líquida Dívida Líquida Pré-fixado Taxas Flutuantes Mar.07 Valores Regulatórios Mar.07 Dez.06 Mobiliários ** Inclui Selic, CDI, IGP-M e INPC Investimentos * – não inclui LPT** (R$ MM) Programas de Universalização 658 R$MM (inclui LPT **) 192 105 466 76 22 16 54 2007 (E) 1T07 (R) 2007 (E) 1T07 (R) Distribuição Geração * Não inclui capitalização de juros e/ou projetos novos **LPT: Luz Para Todos 11
  • 13. Crescimento & Criação de Valor Nossa estratégia para nos tornarmos referência no setor elétrico brasileiro baseia-se em 4 pilares Eficiência Operacional Crescimento em Geração Know-how do Controlador Disciplina Financeira 13
  • 14. Plataforma de Criação de Valor Programa OPEX New Organizational Structure Focused on transparency and competitiveness EDP Group Market 62.4% 37.6% Lajeado 27.65% 1 Peixe Angical 60.0% 100.0% Energest 2 100.0% Enertrade 100.0% Bandeirante Enersul 100.0% Projetos de TI . Aliança 100.0% 51.0% 100.0% 100.0% CESA2 Pantanal Costa Rica Escelsa Energética3 Generation Commercialization Distribution Legend % of the Total Capit al . Integração Notes: 1 Voting capi tal, also represents the percentage of installed capacity allocated to Energias do Brasi l. Energias do Brasil holds 23.05% of its total capi tal 2 Includes Escelsa’s generation assets 3 Includes Enersul’s generation assets 3 Projeto Vanguarda - . SitBrasil Fase 1 • PDV Reorganização 2006/7 Societária Projeto Vanguarda – Fase 2 2006 2005 Economias resultantes da 1ª fase do Projeto Vanguarda ~ R$ 68,4 MM 14
  • 15. Geração – Capacidade Instalada (MW) 1,043 MW 1.018 MW Mimoso S. João I Peixe Angical Mascarenhas Lajeado +452MW * 4ª Máq. +50MW * Coxim S. João II 516 MW Suiça Alegre Costa Rica São João: +25MW** Jucu Fruteiras Corumbá Paraíso Viçosa Rio Bonito * Capaciidade adicionada em 2006 ** Início da operação comercial em Abril de 2007 15
  • 16. Criando Oportunidades de Crescimento Participação em leilões de energia eólica Aquisição de ativos existentes Usinas térmicas a carvão e biomassa: estudos preliminares PCH em construção: +29 MW (Santa Fé) Repotenciações: +50 MW (em estudo) 19 projetos de PCHs a serem apresentados à ANEEL: +438 MW Estudos de viabilidade para 7 UHEs: +590 MW (235 MW em parceria com a Eletronorte) Autorização para construção de térmica a carvão mineral: +350 MW (UTE Maranhão) 16
  • 17. Projetos de PCH (Pequenas Centrais Hidrelétricas) As outorgas para exploração de PCHs dependem da aprovação de projetos básicos apresentados, não passando por leilão A Energias do Brasil tem hoje 19 registros ativos para elaboração de Projetos Básicos de PCHs Projetos em Potência total Local elaboração (MW) ES 4 74 ES/MG 4 100 SP 3 66 MS 3 65 GO 5 133 Total 19 438 – Custo médio por projeto: R$ 550 mil – Data prevista para apresentação dos estudos na ANEEL: fev/08 – Prazo previsto para emissão de outorga: 3-4 meses após a apresentação dos estudos, mediante aprovação do projeto básico elaborado 17
  • 18. Geração – Estudos de Viabilidade de UHEs As concessões para exploração de UHEs são leiloadas em leilões públicos A Energias do Brasil tem hoje 7 estudos de viabilidade de UHEs Estudos em Potência total Local elaboração (MW) TO* 2 235 MS 3 215 MG 2 140 Total 7 590 * Estudos desenvolvidos em parceria com a Eletronorte – Custo total estimado dos estudos: R$ 12,8 milhões (esses custos são integralmente reembolsados pelo vencedor do leilão) – Data limite para apresentação dos estudos na ANEEL: ago/08 – O prazo para inclusão dos aproveitamentos hidrelétricos em leilões de energia é decidido pela ANEEL 18
  • 19. Geração – UTE Maranhão Em abril/07, a Energias do Brasil adquiriu os direitos do projeto da UTE Maranhão O projeto já possui Licença Prévia Ambiental e está cadastrado no leilão de energia de junho/07 – Capacidade instalada: 350 MW – Investimento total estimado: US$ 450 milhões – Prazo de construção: 42 meses após obtenção da Licença de Instalação 19
  • 20. Geração – Cronograma de Contratação Potencial de revenda a preços atrativos Cronograma de contratação * Preços em Leilões Recentes 126,77 121,81 114,28 Preço Atual: R$76/MWh 106,95 83,13 75,46 67,33 37% 41% 41% 41% 57,51 86% 100% 63% 59% 59% 59% 14% 2006-2011 2012 2013 2014 2015 2016 2005- 2006- 2007- 2008- 2008- 2009- 2010- 2011- 08 08 08 08 H30 H30 H30 H30 Energia Contratada Energia Descontratada Leilão de Energia Velha Leilão de Energia Nova/Botox * Potência assegurada total de 609 MW médios (capacidade instalada de 1,018 MW) 20
  • 21. Governança Corporativa 9 Conselheiros (2 independentes e 2 votados por acionistas minoritários) 4 Comitês Auditoria Sustentabilidade & Gov. Corp. Supervisão Remuneração Políticas Código de Ética Sarbanes- Sarbanes-Oxley Transparência (Dividendos/Negoc./ (Dividendos/Negoc./ Disclosure) Disclosure) 21
  • 22. Capitalização de Mercado Melhor Cia Aberta Menção Gov. Corporativa Finalista Inclusão Melhor Cia Aberta 2005 Honrosa de Cias. Abertas em 2006 2005 Capitalização de Mercado: R$ 5,4 bilhões 210 70.000 200 +100% 60.000 190 180 +99% 50.000 170 160 +92% 40.000 150 +81% 140 30.000 130 20.000 120 110 10.000 100 90 0 12/07/2005 06/09/2005 04/11/2005 1/3/2006 03/03/2006 03/05/2006 29/06/2006 24/08/2006 23/10/2006 21/12/2006 23/02/2007 23/04/2007 Volume R$ ENBR3 ENBR3 Ibovespa IEE IBX Atualizado até 30 de Abril de 2007 22