SlideShare uma empresa Scribd logo
Arte Contemporânea




                     1
Lixo

Reciclagem


             2
Vik Muniz
• Vik Muniz (1961) é artista plástico
brasileiro, conhecido, por usar lixo e
componentes como açúcar e chocolate
em suas obras. É radicado em Nova York.
• Nascido em São Paulo com o nome de
Vicente José de Oliveira Muniz, chegou a
cursar Publicidade e Propaganda.
•Em 1983, passou a viver em Nova York.



                                       3
4
5
Tim Noble e Sue Webster

• Tim Noble e Sue Webster trabalham em
  Londres e já tiveram sua arte exposta em
  várias exposições de Arte Contemporânea
  da Royal Academy. Sua arte é um tanto
  quanto peculiar. A partir de um monte de
  objetos, “lixo” diretamente falando, eles
  conseguem produzir sombras incríveis. Os
  objetos são empilhados e usando um foco
  de luz o efeito é inacreditável. O lixo ganha
  forma e sombras aparecem na parede.
                                             6
7
8
Sakaya Ganz
• A artista plástica Sakaya Ganz, cria
  esculturas incríveis com objetos de
  plástico que seriam descartados. Ela
  já morou aqui no Brasil, em São
  Paulo, durante a sua infância;
  atualmente expõe suas obras nos
  Estados Unidos, Europa e Ásia.



                                     9
10
Sakaya Ganz
Mark Langan
• Mark Langan é um artista de
  Cleveland, Estados Unidos que cria
  incríveis quadros utilizando papelão. O
  resultado é surpreendente e o mais
  legal é que todo o trabalho do artista é
  artesanal. Como ele mesmo gosta de
  afirmar sua arte necessita apenas do
  papelão      provindos     de    caixas
  recicladas, um pouco de cola não-
  tóxica e um estilete.                  11
12
Mark Langan
Jason Mecier
• Jason      Mecier      trabalha      na
  Califórnia, Estado americano que
  concentra    grande       parte     das
  celebridades     do      mundo       do
  cinema, música e televisão dos
  Estados Unidos. Ele é um artista visual
  americano que utiliza lixo para retratar
  celebridades do mundo da arte, do
  cinema e da música.
                                         13
14
Jason Mecier
Sebastião Salgado
• Sebastião Ribeiro Salgado Júnior (1944) é um fotógrafo
  brasileiro reconhecido mundialmente por seu estilo único
  de fotografar. Nascido em Minas Gerais, é um dos mais
  respeitados fotojornalistas da atualidade. Dedicou-se a
  fazer crônicas sobre a vida das pessoas excluídas, trabalho
  que resultou na publicação de dez livros e realização de
  várias exposições, tendo recebido vários prêmios e
  homenagens na Europa e no continente americano.
  "Espero que a pessoa que entre nas minhas exposições
  não seja a mesma ao sair" diz Sebastião Salgado. "Eu
  acredito que uma pessoa comum pode ajudar muito, não
  apenas doando bens materiais, mas participando, sendo
  parte das trocas de ideias, estando realmente preocupada
  sobre o que está acontecendo no mundo“.                  15
Sebastião Salgado   16
Arte e Tecnologia

  Arte e Mídia


                    17
Incorporação de recursos
                                               tecnológicos na arte
                                        •
Arte e Tecnologia: Fenômeno em curso.




                                            Fotografia: 1839
                                        •   Cinema: 1888
                                        •   Vídeo: 1956
                                        •   Computador: 1946
                                        •   Fax: 1948
                                        •   Internet: 1962
                                        •   Computador pessoal: 1978
                                        •   Redes de comunicação: 1989
                                                                         18
Arte cinética: (a partir dos anos 50)
referencial na associação da arte e da tecnologia.




            Alexander Calder e Jean Tinguely     19
Arte cinética




http://www.youtube.com/watch?v=
rVd98NWSPEQ




                                  Abraham Palatnik   20
Arte participativa: (anos 60)
interferência do espectador como participante.




            Lygia Clark e Hélio Oiticica     21
Video-arte: (anos 70)




  http://www.youtube.com/watch?v=RkjxG_k0VDo



         Nam June Paik e Ryuichi Sakamoto      22
The Last Nine Minutes (1977):
emissão de televisão difundida por satélite em mais de
                                             25 países.




           http://peformancevideos.blogspot.com/2007/02/douglas-
           davis-last-nine-minutes-1977.html


                           Douglas Davis                           23
Regina Silveira: a partir da década de 1970
 as novas tecnologias inserem-se na arte brasileira.




       http://www.youtube.com/watch?v=HbY6Ngg21AQ
                                                    24
Júlio Plaza: está entre a primeira gração dos
                                    artistas do video.




          http://www.youtube.com/watch?v=U9v-BCV7zJo

                                                       25
Artur Matuck: estabelece uma passagem para
  outra geração de criação de vídeo, que se afirma na
                                     década de 1980.




               http://www.youtube.com/watch?v=VjHly2B2SjE
                                                            26
Gary Hill: constõe vídeo-instalação, que permite
        discorrer sobre as questões do tempo e espaço na
 arte, quando combina diferentes imagens, apresentando
uma dimensão temporal desconhecida para o espectador
                                            participante.




                 http://www.youtube.com/watch?v=23njMQx0UuQ
                                                              27
Bill Viola: estimula o espectador a reagir ao
  objeto olhado de modo a se tornar quase uma
                        performance na cena.




          http://www.youtube.com/watch?v=D_urrt8X0l8
                                                       28
Digital Art: (anos 80) primeiros artistas que
desenvolveram uma pesquisa com computadores.




          Ben F. Laposky e Herbert W. Franke
                                               29
Digital Art: o computador é utilizado apenas como
 uma ferramenta para trabalhar os mesmos referenciais
                             das técnicas tradicionais.




                     Michael Noll (1963)
                                                     30
Digital Art: as imagens detêm formas
geométricas, como se tivessem associadas à máquina
                                       que as gera.




                 Frieder Nake e Georg Nees
                                                  31
Digital Art




       Waldemar Cordeiro e Jorge Moscati   32
Lilian Schwartz: a maioria dos artistas
americanos desenvolvia seus trabalhos associados a
             institutos de pesquisa computacional.




                   http://www.youtube.com/watch?v=JB0RZ0
                   4AAn0&feature=related
                                                           33
Digital Art: nos anos 80, com a disponibilidade de
 acesso aos computadores pessoais, a produção em arte
digital é redimensionada e muitos artistas encontram, na
   fotografia, uma efetiva possibilidade de criação digital.




                 Jean-Pierre Yvaral e Margot Lovejoy     34
Eduardo Kac: alia genética à arte.




                                     35
Harold Cohen: com o projeto Aaron (1983),
uma máquina com um programa que dá autonomia
                    para pintar no computador.




                                            36
William Latham: é um dos primeiros artistas a
criar formas semelhantes organismos vivos que passam
                 por mutação genética no computador.




                                                  37
Gilbertto Prado: adentra no mundo dos
                               games.




                                    38
André Parente: Visorama (1999), consiste num
 sistema de visualização de imagens panorâmicas. Esse
    sistema, de caráter imersivo, permite interação com
                       ambientes virtuais, foto-realistas.




                                                        39
Ciberespaço: a disseminação da arte na
                      rede

• Arte postal (1960): início da arte em rede.
• (1970) Utilização de fax e telefone para
  propiciar novas experiências de arte.
• Televisão, satélite, computador: ênfase na
  instantaneidade da troca de informações.




                                                40
Carmela Gross: novas mídias na
arte brasileira.




                                 41
SCIArts: o grupo trabalha com
tecnologia e a participação do público.




                                          42
Instalações interativas em
       realidade virtual - caves
• Instalações multimídias, de caráter interativo,
  abrangem o virtual.
• Em um momento que tem a sua volta
  inúmeras possibilidades tecnológicas, o artista
  cria, hibridiza, transforma o seu fazer, no
  entorno digital.



                                                43
Jeffrey Shaw: usa um dos primeiros
  dispositivos de realidade virtual na arte.




                                           44
Diana Domingues: permite ao interator se
   deslocar no piso e provocar alterações no som e nas
imagens projetadas nas paredes do que parece ser uma
                                        caverna digital.




                                                       45
Grafite




Banksy             46
47
48
Banksy - Londres - Inglaterra
49
Claudio Ethos - Los Angeles - EUA
50
Roa - Campobasso - Itália
51
Blu - Milão - Itália
52
Kobra - Nova York - EUA
53
Os Gêmeos (1974)




                   54
55
56
Nova York - EUA
Daniel Melim (1979)




                      57
Cranio




         58
59
60
Adriana Varejão. “Azulejaria em Carne Viva” series «Azulejaria com Incisão Horizontal»
                                                                                 61
1999 (madeira, alumínio, poliuretano e tinta de óleo)
62
Jeanne-Claude e Christo (1935)




                                          63
Reichstag, Berlin (1995)
64
The Umbrellas, Japan (1991)
Marina Abramovic (1946)




                                                 65
Marina Abramovic, 'The Artist Presents' (2010)
66
67
Gil Vicente, "Auto-retrato matando Bento XVI", 2005, carvão sobre papel 150x200 cm
Piero Manzoni (1933 —
1963). “Merda de artista”,
1961 e “Respiração de
artista”, 1960.
                             68
69
ORLAN - Mireille Suzanne Francette Porte (1947)
Lia Menna Barreto




                    70
71
Elías García Martínez, 'Ecce Homo', início século XIX.
 Nossa Senhora da Misericórdia de Borja (Espanha).
           Restauração de Cecilia Giménez.




                                                         72

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arte e tecnologia
Arte e tecnologiaArte e tecnologia
Arte e tecnologia
Cristiane Seibt
 
Movimentos artísticos
Movimentos artísticosMovimentos artísticos
Movimentos artísticos
Bruno Costa
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
Mary Lopes
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
Ana Paula Silva
 
Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)
Samara Coimbra
 
Fotografia o exercício do olhar - Instituto Arte na Escola; Ana Maria Schultze
Fotografia o exercício do olhar - Instituto Arte na Escola; Ana Maria SchultzeFotografia o exercício do olhar - Instituto Arte na Escola; Ana Maria Schultze
Fotografia o exercício do olhar - Instituto Arte na Escola; Ana Maria Schultze
Andréia De Bernardi
 
História da arte arte moderna
História da arte   arte modernaHistória da arte   arte moderna
História da arte arte moderna
Lú Carvalho
 
Aula de arte urbana
Aula de arte urbanaAula de arte urbana
Aula de arte urbana
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Op art
Op artOp art
Op art
sheilabeca
 
Arte ambiental
Arte ambientalArte ambiental
Arte ambiental
Cristiane Seibt
 
Op art, Pop art e outras artes
Op art, Pop art e outras artesOp art, Pop art e outras artes
Op art, Pop art e outras artes
Marcio Duarte
 
Arte e corpo
Arte e corpoArte e corpo
Arte e corpo
gєαทє ℓiмα
 
Artes Visuais
Artes Visuais Artes Visuais
Artes Visuais
professoramariaraquel
 
Arte Contemporanea no Brasil
Arte Contemporanea no BrasilArte Contemporanea no Brasil
Arte Contemporanea no Brasil
pagodes
 
Body Art
Body ArtBody Art
Body Art
Luana Colosio
 
Expressionismo slide
Expressionismo slideExpressionismo slide
Expressionismo slide
Apoliana Oliveira
 
Artes Visuais
Artes VisuaisArtes Visuais
Artes Visuais
Júnior Maciel
 
O que é arte?
O que é arte?O que é arte?
O que é arte?
IF - Baiano
 
Arte cinética
Arte cinéticaArte cinética
Arte cinética
Karoline Oliveira
 
ARTE BRASILEIRA
ARTE BRASILEIRAARTE BRASILEIRA

Mais procurados (20)

Arte e tecnologia
Arte e tecnologiaArte e tecnologia
Arte e tecnologia
 
Movimentos artísticos
Movimentos artísticosMovimentos artísticos
Movimentos artísticos
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)
 
Fotografia o exercício do olhar - Instituto Arte na Escola; Ana Maria Schultze
Fotografia o exercício do olhar - Instituto Arte na Escola; Ana Maria SchultzeFotografia o exercício do olhar - Instituto Arte na Escola; Ana Maria Schultze
Fotografia o exercício do olhar - Instituto Arte na Escola; Ana Maria Schultze
 
História da arte arte moderna
História da arte   arte modernaHistória da arte   arte moderna
História da arte arte moderna
 
Aula de arte urbana
Aula de arte urbanaAula de arte urbana
Aula de arte urbana
 
Op art
Op artOp art
Op art
 
Arte ambiental
Arte ambientalArte ambiental
Arte ambiental
 
Op art, Pop art e outras artes
Op art, Pop art e outras artesOp art, Pop art e outras artes
Op art, Pop art e outras artes
 
Arte e corpo
Arte e corpoArte e corpo
Arte e corpo
 
Artes Visuais
Artes Visuais Artes Visuais
Artes Visuais
 
Arte Contemporanea no Brasil
Arte Contemporanea no BrasilArte Contemporanea no Brasil
Arte Contemporanea no Brasil
 
Body Art
Body ArtBody Art
Body Art
 
Expressionismo slide
Expressionismo slideExpressionismo slide
Expressionismo slide
 
Artes Visuais
Artes VisuaisArtes Visuais
Artes Visuais
 
O que é arte?
O que é arte?O que é arte?
O que é arte?
 
Arte cinética
Arte cinéticaArte cinética
Arte cinética
 
ARTE BRASILEIRA
ARTE BRASILEIRAARTE BRASILEIRA
ARTE BRASILEIRA
 

Destaque

9 realismo e impressionismo
9 realismo e impressionismo9 realismo e impressionismo
9 realismo e impressionismo
Luciana Estivalet
 
8 neoclassicismo e romantismo
8 neoclassicismo e romantismo8 neoclassicismo e romantismo
8 neoclassicismo e romantismo
Luciana Estivalet
 
10 arte moderna
10 arte moderna10 arte moderna
10 arte moderna
Luciana Estivalet
 
2 pré história
2 pré história2 pré história
2 pré história
Luciana Estivalet
 
7 barroco
7 barroco7 barroco
6 renascimento michelangelo
6 renascimento michelangelo6 renascimento michelangelo
6 renascimento michelangelo
Luciana Estivalet
 
3 mesopotamia e egito
3 mesopotamia e egito3 mesopotamia e egito
3 mesopotamia e egito
Luciana Estivalet
 
6 renascimento parte 1
6 renascimento parte 16 renascimento parte 1
6 renascimento parte 1
Luciana Estivalet
 
6 renascimento leo
6 renascimento leo6 renascimento leo
6 renascimento leo
Luciana Estivalet
 
5 arte cristã primitiva
5 arte cristã primitiva5 arte cristã primitiva
5 arte cristã primitiva
Luciana Estivalet
 
4 grécia e roma
4 grécia e roma4 grécia e roma
4 grécia e roma
Luciana Estivalet
 
Arte pública
Arte públicaArte pública
Arte pública
Luciana Estivalet
 
Fundamentos da arte
Fundamentos da arteFundamentos da arte
Fundamentos da arte
Luciana Estivalet
 
Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922
seixasmarianas
 

Destaque (15)

9 realismo e impressionismo
9 realismo e impressionismo9 realismo e impressionismo
9 realismo e impressionismo
 
8 neoclassicismo e romantismo
8 neoclassicismo e romantismo8 neoclassicismo e romantismo
8 neoclassicismo e romantismo
 
10 arte moderna
10 arte moderna10 arte moderna
10 arte moderna
 
Cranio imagens
Cranio imagensCranio imagens
Cranio imagens
 
2 pré história
2 pré história2 pré história
2 pré história
 
7 barroco
7 barroco7 barroco
7 barroco
 
6 renascimento michelangelo
6 renascimento michelangelo6 renascimento michelangelo
6 renascimento michelangelo
 
3 mesopotamia e egito
3 mesopotamia e egito3 mesopotamia e egito
3 mesopotamia e egito
 
6 renascimento parte 1
6 renascimento parte 16 renascimento parte 1
6 renascimento parte 1
 
6 renascimento leo
6 renascimento leo6 renascimento leo
6 renascimento leo
 
5 arte cristã primitiva
5 arte cristã primitiva5 arte cristã primitiva
5 arte cristã primitiva
 
4 grécia e roma
4 grécia e roma4 grécia e roma
4 grécia e roma
 
Arte pública
Arte públicaArte pública
Arte pública
 
Fundamentos da arte
Fundamentos da arteFundamentos da arte
Fundamentos da arte
 
Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922
 

Semelhante a 11 arte contemporanea

Formação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Formação Continuada em Arte e Mídia/Web ArtFormação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Formação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Luciana Estivalet
 
Fluxus, Arte digital e Arte Eletrónica
Fluxus, Arte digital e Arte EletrónicaFluxus, Arte digital e Arte Eletrónica
Fluxus, Arte digital e Arte Eletrónica
Raquel Almeida
 
fluxus
fluxusfluxus
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Joana Queirós
 
História da Fotografia
História da FotografiaHistória da Fotografia
História da Fotografia
Karen Sica
 
Arte tecnologia a partir da segunda metade do XX
Arte tecnologia a partir da segunda metade do XXArte tecnologia a partir da segunda metade do XX
Arte tecnologia a partir da segunda metade do XX
Cândida Almeida
 
Arte tecnologia brasil_itaucultural
Arte tecnologia brasil_itauculturalArte tecnologia brasil_itaucultural
Arte tecnologia brasil_itaucultural
Venise Melo
 
Arte eletrónica
Arte eletrónicaArte eletrónica
Arte eletrónica
José Taveira
 
Arte eletrã³nica final
Arte eletrã³nica finalArte eletrã³nica final
Arte eletrã³nica final
Sandro Nascimento
 
Duarte, glaucia benini artemídia contemporânea japonesa a visão de um ocide...
Duarte, glaucia benini   artemídia contemporânea japonesa a visão de um ocide...Duarte, glaucia benini   artemídia contemporânea japonesa a visão de um ocide...
Duarte, glaucia benini artemídia contemporânea japonesa a visão de um ocide...
Acervo_DAC
 
Fluxus grupo
Fluxus grupoFluxus grupo
Fluxus grupo
Joao Rocha
 
Antecedentes da arte eletrônica
Antecedentes da arte eletrônicaAntecedentes da arte eletrônica
Antecedentes da arte eletrônica
Daniel Hora
 
Aula 02 arte digital
Aula 02 arte digitalAula 02 arte digital
Aula 02 arte digital
Venise Melo
 
Web Art, Vídeo Arte e Museus de Arte Moderna/Contemporânea
Web Art, Vídeo Arte e Museus de Arte Moderna/ContemporâneaWeb Art, Vídeo Arte e Museus de Arte Moderna/Contemporânea
Web Art, Vídeo Arte e Museus de Arte Moderna/Contemporânea
Manuella Nascimento
 
CAP 1. Fotografia -PERSPECTIVA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2022.pptx
CAP 1. Fotografia -PERSPECTIVA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2022.pptxCAP 1. Fotografia -PERSPECTIVA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2022.pptx
CAP 1. Fotografia -PERSPECTIVA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2022.pptx
TATE9
 
Carmem
CarmemCarmem
Trabalho final Fluxus
Trabalho final Fluxus Trabalho final Fluxus
Trabalho final Fluxus
Raquel Pinto
 
Arte eletronica
Arte eletronicaArte eletronica
Arte eletronica
Unallowed
 
Arte Electrónica
Arte ElectrónicaArte Electrónica
Arte Electrónica
José Costa
 
Arte digital - Laurence Gartel
Arte digital - Laurence GartelArte digital - Laurence Gartel
Arte digital - Laurence Gartel
Catarina Vaz
 

Semelhante a 11 arte contemporanea (20)

Formação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Formação Continuada em Arte e Mídia/Web ArtFormação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Formação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
 
Fluxus, Arte digital e Arte Eletrónica
Fluxus, Arte digital e Arte EletrónicaFluxus, Arte digital e Arte Eletrónica
Fluxus, Arte digital e Arte Eletrónica
 
fluxus
fluxusfluxus
fluxus
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
História da Fotografia
História da FotografiaHistória da Fotografia
História da Fotografia
 
Arte tecnologia a partir da segunda metade do XX
Arte tecnologia a partir da segunda metade do XXArte tecnologia a partir da segunda metade do XX
Arte tecnologia a partir da segunda metade do XX
 
Arte tecnologia brasil_itaucultural
Arte tecnologia brasil_itauculturalArte tecnologia brasil_itaucultural
Arte tecnologia brasil_itaucultural
 
Arte eletrónica
Arte eletrónicaArte eletrónica
Arte eletrónica
 
Arte eletrã³nica final
Arte eletrã³nica finalArte eletrã³nica final
Arte eletrã³nica final
 
Duarte, glaucia benini artemídia contemporânea japonesa a visão de um ocide...
Duarte, glaucia benini   artemídia contemporânea japonesa a visão de um ocide...Duarte, glaucia benini   artemídia contemporânea japonesa a visão de um ocide...
Duarte, glaucia benini artemídia contemporânea japonesa a visão de um ocide...
 
Fluxus grupo
Fluxus grupoFluxus grupo
Fluxus grupo
 
Antecedentes da arte eletrônica
Antecedentes da arte eletrônicaAntecedentes da arte eletrônica
Antecedentes da arte eletrônica
 
Aula 02 arte digital
Aula 02 arte digitalAula 02 arte digital
Aula 02 arte digital
 
Web Art, Vídeo Arte e Museus de Arte Moderna/Contemporânea
Web Art, Vídeo Arte e Museus de Arte Moderna/ContemporâneaWeb Art, Vídeo Arte e Museus de Arte Moderna/Contemporânea
Web Art, Vídeo Arte e Museus de Arte Moderna/Contemporânea
 
CAP 1. Fotografia -PERSPECTIVA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2022.pptx
CAP 1. Fotografia -PERSPECTIVA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2022.pptxCAP 1. Fotografia -PERSPECTIVA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2022.pptx
CAP 1. Fotografia -PERSPECTIVA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2022.pptx
 
Carmem
CarmemCarmem
Carmem
 
Trabalho final Fluxus
Trabalho final Fluxus Trabalho final Fluxus
Trabalho final Fluxus
 
Arte eletronica
Arte eletronicaArte eletronica
Arte eletronica
 
Arte Electrónica
Arte ElectrónicaArte Electrónica
Arte Electrónica
 
Arte digital - Laurence Gartel
Arte digital - Laurence GartelArte digital - Laurence Gartel
Arte digital - Laurence Gartel
 

Mais de Luciana Estivalet

O que aprender com o dinheiro
O que aprender com o dinheiroO que aprender com o dinheiro
O que aprender com o dinheiro
Luciana Estivalet
 
Feng Shui da Prosperidade
Feng Shui da ProsperidadeFeng Shui da Prosperidade
Feng Shui da Prosperidade
Luciana Estivalet
 
Feng Shui no ambiente de trabalho
Feng Shui no ambiente de trabalhoFeng Shui no ambiente de trabalho
Feng Shui no ambiente de trabalho
Luciana Estivalet
 
Dicas de feng shui
Dicas de feng shuiDicas de feng shui
Dicas de feng shui
Luciana Estivalet
 
Sala de Aula Saudável
Sala de Aula SaudávelSala de Aula Saudável
Sala de Aula Saudável
Luciana Estivalet
 
Livreto aromaterapia
Livreto aromaterapiaLivreto aromaterapia
Livreto aromaterapia
Luciana Estivalet
 
Dissertação de mestrado: gravura em metal
Dissertação de mestrado: gravura em metalDissertação de mestrado: gravura em metal
Dissertação de mestrado: gravura em metal
Luciana Estivalet
 
TFG formação continuada em artes visuais.
TFG formação continuada em artes visuais.TFG formação continuada em artes visuais.
TFG formação continuada em artes visuais.
Luciana Estivalet
 
Processos de gravação da gravura em metal
Processos de gravação da gravura em metalProcessos de gravação da gravura em metal
Processos de gravação da gravura em metal
Luciana Estivalet
 
Conservação, cuidados e vocabulário da gravura
Conservação, cuidados e vocabulário da gravuraConservação, cuidados e vocabulário da gravura
Conservação, cuidados e vocabulário da gravura
Luciana Estivalet
 
A história da gravura
A história da gravuraA história da gravura
A história da gravura
Luciana Estivalet
 
A gravura no rio grande do sul
A gravura no rio grande do sulA gravura no rio grande do sul
A gravura no rio grande do sul
Luciana Estivalet
 
Gravura metal
Gravura metalGravura metal
Gravura metal
Luciana Estivalet
 
Pacote gráfico escritorio
Pacote gráfico escritorioPacote gráfico escritorio
Pacote gráfico escritorio
Luciana Estivalet
 
Um conto de natal
Um conto de natalUm conto de natal
Um conto de natal
Luciana Estivalet
 
Cartão de visitas feng shui modelos
Cartão de visitas feng shui modelosCartão de visitas feng shui modelos
Cartão de visitas feng shui modelos
Luciana Estivalet
 
Halloween crianças
Halloween criançasHalloween crianças
Halloween crianças
Luciana Estivalet
 
Halloween
HalloweenHalloween
Arte protesto
Arte protestoArte protesto
Arte protesto
Luciana Estivalet
 
Historias em quadrões
Historias em quadrõesHistorias em quadrões
Historias em quadrões
Luciana Estivalet
 

Mais de Luciana Estivalet (20)

O que aprender com o dinheiro
O que aprender com o dinheiroO que aprender com o dinheiro
O que aprender com o dinheiro
 
Feng Shui da Prosperidade
Feng Shui da ProsperidadeFeng Shui da Prosperidade
Feng Shui da Prosperidade
 
Feng Shui no ambiente de trabalho
Feng Shui no ambiente de trabalhoFeng Shui no ambiente de trabalho
Feng Shui no ambiente de trabalho
 
Dicas de feng shui
Dicas de feng shuiDicas de feng shui
Dicas de feng shui
 
Sala de Aula Saudável
Sala de Aula SaudávelSala de Aula Saudável
Sala de Aula Saudável
 
Livreto aromaterapia
Livreto aromaterapiaLivreto aromaterapia
Livreto aromaterapia
 
Dissertação de mestrado: gravura em metal
Dissertação de mestrado: gravura em metalDissertação de mestrado: gravura em metal
Dissertação de mestrado: gravura em metal
 
TFG formação continuada em artes visuais.
TFG formação continuada em artes visuais.TFG formação continuada em artes visuais.
TFG formação continuada em artes visuais.
 
Processos de gravação da gravura em metal
Processos de gravação da gravura em metalProcessos de gravação da gravura em metal
Processos de gravação da gravura em metal
 
Conservação, cuidados e vocabulário da gravura
Conservação, cuidados e vocabulário da gravuraConservação, cuidados e vocabulário da gravura
Conservação, cuidados e vocabulário da gravura
 
A história da gravura
A história da gravuraA história da gravura
A história da gravura
 
A gravura no rio grande do sul
A gravura no rio grande do sulA gravura no rio grande do sul
A gravura no rio grande do sul
 
Gravura metal
Gravura metalGravura metal
Gravura metal
 
Pacote gráfico escritorio
Pacote gráfico escritorioPacote gráfico escritorio
Pacote gráfico escritorio
 
Um conto de natal
Um conto de natalUm conto de natal
Um conto de natal
 
Cartão de visitas feng shui modelos
Cartão de visitas feng shui modelosCartão de visitas feng shui modelos
Cartão de visitas feng shui modelos
 
Halloween crianças
Halloween criançasHalloween crianças
Halloween crianças
 
Halloween
HalloweenHalloween
Halloween
 
Arte protesto
Arte protestoArte protesto
Arte protesto
 
Historias em quadrões
Historias em quadrõesHistorias em quadrões
Historias em quadrões
 

11 arte contemporanea

  • 3. Vik Muniz • Vik Muniz (1961) é artista plástico brasileiro, conhecido, por usar lixo e componentes como açúcar e chocolate em suas obras. É radicado em Nova York. • Nascido em São Paulo com o nome de Vicente José de Oliveira Muniz, chegou a cursar Publicidade e Propaganda. •Em 1983, passou a viver em Nova York. 3
  • 4. 4
  • 5. 5
  • 6. Tim Noble e Sue Webster • Tim Noble e Sue Webster trabalham em Londres e já tiveram sua arte exposta em várias exposições de Arte Contemporânea da Royal Academy. Sua arte é um tanto quanto peculiar. A partir de um monte de objetos, “lixo” diretamente falando, eles conseguem produzir sombras incríveis. Os objetos são empilhados e usando um foco de luz o efeito é inacreditável. O lixo ganha forma e sombras aparecem na parede. 6
  • 7. 7
  • 8. 8
  • 9. Sakaya Ganz • A artista plástica Sakaya Ganz, cria esculturas incríveis com objetos de plástico que seriam descartados. Ela já morou aqui no Brasil, em São Paulo, durante a sua infância; atualmente expõe suas obras nos Estados Unidos, Europa e Ásia. 9
  • 11. Mark Langan • Mark Langan é um artista de Cleveland, Estados Unidos que cria incríveis quadros utilizando papelão. O resultado é surpreendente e o mais legal é que todo o trabalho do artista é artesanal. Como ele mesmo gosta de afirmar sua arte necessita apenas do papelão provindos de caixas recicladas, um pouco de cola não- tóxica e um estilete. 11
  • 13. Jason Mecier • Jason Mecier trabalha na Califórnia, Estado americano que concentra grande parte das celebridades do mundo do cinema, música e televisão dos Estados Unidos. Ele é um artista visual americano que utiliza lixo para retratar celebridades do mundo da arte, do cinema e da música. 13
  • 15. Sebastião Salgado • Sebastião Ribeiro Salgado Júnior (1944) é um fotógrafo brasileiro reconhecido mundialmente por seu estilo único de fotografar. Nascido em Minas Gerais, é um dos mais respeitados fotojornalistas da atualidade. Dedicou-se a fazer crônicas sobre a vida das pessoas excluídas, trabalho que resultou na publicação de dez livros e realização de várias exposições, tendo recebido vários prêmios e homenagens na Europa e no continente americano. "Espero que a pessoa que entre nas minhas exposições não seja a mesma ao sair" diz Sebastião Salgado. "Eu acredito que uma pessoa comum pode ajudar muito, não apenas doando bens materiais, mas participando, sendo parte das trocas de ideias, estando realmente preocupada sobre o que está acontecendo no mundo“. 15
  • 17. Arte e Tecnologia Arte e Mídia 17
  • 18. Incorporação de recursos tecnológicos na arte • Arte e Tecnologia: Fenômeno em curso. Fotografia: 1839 • Cinema: 1888 • Vídeo: 1956 • Computador: 1946 • Fax: 1948 • Internet: 1962 • Computador pessoal: 1978 • Redes de comunicação: 1989 18
  • 19. Arte cinética: (a partir dos anos 50) referencial na associação da arte e da tecnologia. Alexander Calder e Jean Tinguely 19
  • 21. Arte participativa: (anos 60) interferência do espectador como participante. Lygia Clark e Hélio Oiticica 21
  • 22. Video-arte: (anos 70) http://www.youtube.com/watch?v=RkjxG_k0VDo Nam June Paik e Ryuichi Sakamoto 22
  • 23. The Last Nine Minutes (1977): emissão de televisão difundida por satélite em mais de 25 países. http://peformancevideos.blogspot.com/2007/02/douglas- davis-last-nine-minutes-1977.html Douglas Davis 23
  • 24. Regina Silveira: a partir da década de 1970 as novas tecnologias inserem-se na arte brasileira. http://www.youtube.com/watch?v=HbY6Ngg21AQ 24
  • 25. Júlio Plaza: está entre a primeira gração dos artistas do video. http://www.youtube.com/watch?v=U9v-BCV7zJo 25
  • 26. Artur Matuck: estabelece uma passagem para outra geração de criação de vídeo, que se afirma na década de 1980. http://www.youtube.com/watch?v=VjHly2B2SjE 26
  • 27. Gary Hill: constõe vídeo-instalação, que permite discorrer sobre as questões do tempo e espaço na arte, quando combina diferentes imagens, apresentando uma dimensão temporal desconhecida para o espectador participante. http://www.youtube.com/watch?v=23njMQx0UuQ 27
  • 28. Bill Viola: estimula o espectador a reagir ao objeto olhado de modo a se tornar quase uma performance na cena. http://www.youtube.com/watch?v=D_urrt8X0l8 28
  • 29. Digital Art: (anos 80) primeiros artistas que desenvolveram uma pesquisa com computadores. Ben F. Laposky e Herbert W. Franke 29
  • 30. Digital Art: o computador é utilizado apenas como uma ferramenta para trabalhar os mesmos referenciais das técnicas tradicionais. Michael Noll (1963) 30
  • 31. Digital Art: as imagens detêm formas geométricas, como se tivessem associadas à máquina que as gera. Frieder Nake e Georg Nees 31
  • 32. Digital Art Waldemar Cordeiro e Jorge Moscati 32
  • 33. Lilian Schwartz: a maioria dos artistas americanos desenvolvia seus trabalhos associados a institutos de pesquisa computacional. http://www.youtube.com/watch?v=JB0RZ0 4AAn0&feature=related 33
  • 34. Digital Art: nos anos 80, com a disponibilidade de acesso aos computadores pessoais, a produção em arte digital é redimensionada e muitos artistas encontram, na fotografia, uma efetiva possibilidade de criação digital. Jean-Pierre Yvaral e Margot Lovejoy 34
  • 35. Eduardo Kac: alia genética à arte. 35
  • 36. Harold Cohen: com o projeto Aaron (1983), uma máquina com um programa que dá autonomia para pintar no computador. 36
  • 37. William Latham: é um dos primeiros artistas a criar formas semelhantes organismos vivos que passam por mutação genética no computador. 37
  • 38. Gilbertto Prado: adentra no mundo dos games. 38
  • 39. André Parente: Visorama (1999), consiste num sistema de visualização de imagens panorâmicas. Esse sistema, de caráter imersivo, permite interação com ambientes virtuais, foto-realistas. 39
  • 40. Ciberespaço: a disseminação da arte na rede • Arte postal (1960): início da arte em rede. • (1970) Utilização de fax e telefone para propiciar novas experiências de arte. • Televisão, satélite, computador: ênfase na instantaneidade da troca de informações. 40
  • 41. Carmela Gross: novas mídias na arte brasileira. 41
  • 42. SCIArts: o grupo trabalha com tecnologia e a participação do público. 42
  • 43. Instalações interativas em realidade virtual - caves • Instalações multimídias, de caráter interativo, abrangem o virtual. • Em um momento que tem a sua volta inúmeras possibilidades tecnológicas, o artista cria, hibridiza, transforma o seu fazer, no entorno digital. 43
  • 44. Jeffrey Shaw: usa um dos primeiros dispositivos de realidade virtual na arte. 44
  • 45. Diana Domingues: permite ao interator se deslocar no piso e provocar alterações no som e nas imagens projetadas nas paredes do que parece ser uma caverna digital. 45
  • 47. 47
  • 48. 48 Banksy - Londres - Inglaterra
  • 49. 49 Claudio Ethos - Los Angeles - EUA
  • 50. 50 Roa - Campobasso - Itália
  • 51. 51 Blu - Milão - Itália
  • 52. 52 Kobra - Nova York - EUA
  • 53. 53
  • 55. 55
  • 58. Cranio 58
  • 59. 59
  • 60. 60
  • 61. Adriana Varejão. “Azulejaria em Carne Viva” series «Azulejaria com Incisão Horizontal» 61 1999 (madeira, alumínio, poliuretano e tinta de óleo)
  • 62. 62
  • 63. Jeanne-Claude e Christo (1935) 63 Reichstag, Berlin (1995)
  • 65. Marina Abramovic (1946) 65 Marina Abramovic, 'The Artist Presents' (2010)
  • 66. 66
  • 67. 67 Gil Vicente, "Auto-retrato matando Bento XVI", 2005, carvão sobre papel 150x200 cm
  • 68. Piero Manzoni (1933 — 1963). “Merda de artista”, 1961 e “Respiração de artista”, 1960. 68
  • 69. 69 ORLAN - Mireille Suzanne Francette Porte (1947)
  • 71. 71
  • 72. Elías García Martínez, 'Ecce Homo', início século XIX. Nossa Senhora da Misericórdia de Borja (Espanha). Restauração de Cecilia Giménez. 72