SlideShare uma empresa Scribd logo
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Fev/2016
NR 10 – Posturas e
Vestuários - SEP
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
A postura de trabalho
Durante a jornada de trabalho é fundamental, conforme as
características peculiares de cada função, que os trabalhadores
executem suas tarefas com uma correta postura, com objetivo de
não comprometer a integridade física e a saúde.
O esgotamento físico e emocional, muitas vezes causados a partir
dos fatores que envolvem os problemas posturais do indivíduo no
ambiente laboral, diminui o rendimento do trabalhador, podendo
proporcionar desde enxaqueca, lombalgia, hipercifose e tendinite,
até doenças crônicas, como por exemplo: a escoliose e a hérnia de
disco comprometer a integridade física e a saúde.
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
A postura de trabalho
Foi na segunda Guerra Mundial que os aliados agrupados com os
mais diferentes biotipos, jamais visto em um exército, que
começaram a perceber que o armamento precisava ser projetado,
montado, desmontado e usado em função do "tamanho" do soldado
ou serviço de engenharia.
Identificador sonoro de Aeronaves
(antes da invenção dos Radares)
Era possível detectar alvos a distâncias
de até 12km
1940
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
DORT (distúrbios osteomusculares
relacionados ao trabalho)
A possibilidade do profissional desenvolver ou não DORT está ligada a
fatores diversos que incluem o tipo de trabalho que sua função exige, seus
hábitos, suas condições físicas e, até mesmo, o seu local de trabalho.
Esforços conjuntos, desenvolvidos de comum acordo entre o profissional e
os demais membros de sua equipe e da empresa, incluindo pessoas com
maior poder de decisão, certamente poderão contribuir, de forma eficaz,
para a redução dos riscos potenciais ou reais, causadores de DORT.
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Medidas de controle
As adoções das medidas a seguir, sistematicamente aplicadas,
reduzem ou eliminam consistentemente a probabilidade de
ocorrência de DORT.
• Primeiramente, o prevencionista deve analisar as situações
de riscos às quais o profissional está exposto ao executar o
trabalho.
• Depois, deve minimizar estes riscos, descobrindo a melhor
forma de reduzir os movimentos repetitivos e os esforços
excessivos.
• A seguir, deve neutralizar as posturas incômodas do
profissional, providenciando posicionamento para o trabalho
que leve em conta o necessário relaxamento dos ombros,
costas e pescoço, bem como a manutenção do tronco na
posição vertical, ficando os braços junto ao corpo.
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
O local de trabalho
Tão importante quanto às ferramentas e equipamentos de proteção
adequados, ao desenvolvimento das atividades laborais do posto de
trabalho, o local (micro e macro ambiente) deverá ser projetado de
acordo com as características e o tipo de trabalho que cada um
desempenha.
O Bom Condicionamento Físico do Profissional
Mesmo que o profissional e o seu empregador levem em
consideração práticas ergonômicas na empresa, talvez o seu
trabalho exija uma força maior e uma melhor condição física. Manter
a boa forma física e saber aproveitar os eventuais intervalos para
um exercício de respiração e de relaxamento é inegavelmente uma
boa maneira de se minimizar riscos e evitar problemas.
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Vestimenta – Roupas Adequadas
As vestimentas de trabalho devem ser adequadas às atividades,
devendo contemplar a condutibilidade, inflamabilidade e influências
eletromagnéticas
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Vestimenta – Roupas Adequadas
Vestimenta de trabalho é, no caso em análise, entendida como mais
um equipamento de proteção, destinada à proteção do tronco e
membros superiores e inferiores contra os diversos riscos elétricos
e, especialmente, protegê-los dos seus efeitos:
• Condutibilidade: as vestimentas não deverão possuir
elementos condutivos.
• Inflamabilidade: criar proteção contra os efeitos
térmicos do arco elétrico, que podem provocar a
ignição das roupas.
• Influências eletromagnéticas: criar proteção contra
os efeitos provocados por campos eletromagnéticos
com intensidade que tenha potencial de risco;
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Ensaio
realizado
com arco
voltaico de
600 A
por 3 seg
Tecido
com
Pyrovatec
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Tecidos sem tratamento
retardador de chamas
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Ensaio de Fogo
com explosão
de transformador
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
clique aqui
Ensaio de vestimenta
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Conservação da Vestimenta
A durabilidade de seu uniforme de trabalho depende da maneira
como ele é lavado e também da conservação em local limpo e seco
para que não deixem o tecido desgastado e não indicado para a
utilização em serviço
Os cuidados são essenciais para aumentar a vida útil do seu
uniforme, que definitivamente, será utilizado todos os dias e por
isso, deve manter a sua boa aparência
.
Fev/2016
TREINAMENTO
NR - 10 / Sistema Elétrico de
Potência
10
Fev/2016
Gerência de Treinamento

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a (10) NR10 - SEP - Posturas e Vestuários.pptx

Aula 03 (1)
Aula 03 (1)Aula 03 (1)
Aula 03 (1)
engcivilmz
 
Exercicios
ExerciciosExercicios
Exercicios
catarinitabio
 
3. EPC & EPI.pdf
3. EPC & EPI.pdf3. EPC & EPI.pdf
3. EPC & EPI.pdf
Thiago Thome
 
Imei 2010 2011 - ficha formativa nº1 resolvida
Imei 2010 2011 - ficha formativa nº1 resolvidaImei 2010 2011 - ficha formativa nº1 resolvida
Imei 2010 2011 - ficha formativa nº1 resolvida
teacherpereira
 
NR 10 - Eletricidade (Noções Básicas).pptx
NR 10 - Eletricidade (Noções Básicas).pptxNR 10 - Eletricidade (Noções Básicas).pptx
NR 10 - Eletricidade (Noções Básicas).pptx
JeffersonMonteiro46
 
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 6
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 6CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 6
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 6
Fernando S. S. Barbosa
 
nr 18.pptx
nr 18.pptxnr 18.pptx
nr 18.pptx
FabioBellucio1
 
NR_10_SEP_Equipamentos_de_Protecao_Indiv.pdf
NR_10_SEP_Equipamentos_de_Protecao_Indiv.pdfNR_10_SEP_Equipamentos_de_Protecao_Indiv.pdf
NR_10_SEP_Equipamentos_de_Protecao_Indiv.pdf
JoshuaBrown621645
 
01 nr10 multiplicadores modulo 01 e 02
01  nr10 multiplicadores modulo 01 e 0201  nr10 multiplicadores modulo 01 e 02
01 nr10 multiplicadores modulo 01 e 02
Jú Loly Liza Santos
 
NR 06 - EPI.pptx
NR 06 - EPI.pptxNR 06 - EPI.pptx
NR 06 - EPI.pptx
RafaelPacopedra
 
Epi
EpiEpi
Epi
jnassin
 
(4) NR 10 - SEP - Condições Impeditivas.pptx
(4) NR 10 - SEP - Condições Impeditivas.pptx(4) NR 10 - SEP - Condições Impeditivas.pptx
(4) NR 10 - SEP - Condições Impeditivas.pptx
EngenheiroBenevides
 
EPIs - NR6 - AULA 7.pdf
EPIs - NR6 - AULA 7.pdfEPIs - NR6 - AULA 7.pdf
EPIs - NR6 - AULA 7.pdf
GleicySantos11
 
Apostila Equipamentos de Proteção Individual
Apostila Equipamentos de Proteção IndividualApostila Equipamentos de Proteção Individual
Apostila Equipamentos de Proteção Individual
Ikaika Epi
 
Apost 2 10 12
Apost  2 10 12Apost  2 10 12
Apost 2 10 12
Cristiano Ortega
 
Guia Essencial de EPIs
Guia Essencial de EPIsGuia Essencial de EPIs
Guia Essencial de EPIs
Zanel EPIs de Raspa e Vaqueta
 
Os warley santos barbosa
Os   warley santos barbosaOs   warley santos barbosa
Os warley santos barbosa
EdsonFranaBeckhan
 
SLIDE+NR+17+-+Ergonomia.pptx
SLIDE+NR+17+-+Ergonomia.pptxSLIDE+NR+17+-+Ergonomia.pptx
SLIDE+NR+17+-+Ergonomia.pptx
FlvioSegredo
 
Diretriz de segurança do trabalho
Diretriz de segurança do trabalhoDiretriz de segurança do trabalho
Diretriz de segurança do trabalho
RENATA PEDROSA SANTOS
 
232150736 treinamento-ep is
232150736 treinamento-ep is232150736 treinamento-ep is
232150736 treinamento-ep is
Dilcemar Mendes
 

Semelhante a (10) NR10 - SEP - Posturas e Vestuários.pptx (20)

Aula 03 (1)
Aula 03 (1)Aula 03 (1)
Aula 03 (1)
 
Exercicios
ExerciciosExercicios
Exercicios
 
3. EPC & EPI.pdf
3. EPC & EPI.pdf3. EPC & EPI.pdf
3. EPC & EPI.pdf
 
Imei 2010 2011 - ficha formativa nº1 resolvida
Imei 2010 2011 - ficha formativa nº1 resolvidaImei 2010 2011 - ficha formativa nº1 resolvida
Imei 2010 2011 - ficha formativa nº1 resolvida
 
NR 10 - Eletricidade (Noções Básicas).pptx
NR 10 - Eletricidade (Noções Básicas).pptxNR 10 - Eletricidade (Noções Básicas).pptx
NR 10 - Eletricidade (Noções Básicas).pptx
 
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 6
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 6CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 6
CIEFF-CEULJI/ULBRA-2014-Parte 6
 
nr 18.pptx
nr 18.pptxnr 18.pptx
nr 18.pptx
 
NR_10_SEP_Equipamentos_de_Protecao_Indiv.pdf
NR_10_SEP_Equipamentos_de_Protecao_Indiv.pdfNR_10_SEP_Equipamentos_de_Protecao_Indiv.pdf
NR_10_SEP_Equipamentos_de_Protecao_Indiv.pdf
 
01 nr10 multiplicadores modulo 01 e 02
01  nr10 multiplicadores modulo 01 e 0201  nr10 multiplicadores modulo 01 e 02
01 nr10 multiplicadores modulo 01 e 02
 
NR 06 - EPI.pptx
NR 06 - EPI.pptxNR 06 - EPI.pptx
NR 06 - EPI.pptx
 
Epi
EpiEpi
Epi
 
(4) NR 10 - SEP - Condições Impeditivas.pptx
(4) NR 10 - SEP - Condições Impeditivas.pptx(4) NR 10 - SEP - Condições Impeditivas.pptx
(4) NR 10 - SEP - Condições Impeditivas.pptx
 
EPIs - NR6 - AULA 7.pdf
EPIs - NR6 - AULA 7.pdfEPIs - NR6 - AULA 7.pdf
EPIs - NR6 - AULA 7.pdf
 
Apostila Equipamentos de Proteção Individual
Apostila Equipamentos de Proteção IndividualApostila Equipamentos de Proteção Individual
Apostila Equipamentos de Proteção Individual
 
Apost 2 10 12
Apost  2 10 12Apost  2 10 12
Apost 2 10 12
 
Guia Essencial de EPIs
Guia Essencial de EPIsGuia Essencial de EPIs
Guia Essencial de EPIs
 
Os warley santos barbosa
Os   warley santos barbosaOs   warley santos barbosa
Os warley santos barbosa
 
SLIDE+NR+17+-+Ergonomia.pptx
SLIDE+NR+17+-+Ergonomia.pptxSLIDE+NR+17+-+Ergonomia.pptx
SLIDE+NR+17+-+Ergonomia.pptx
 
Diretriz de segurança do trabalho
Diretriz de segurança do trabalhoDiretriz de segurança do trabalho
Diretriz de segurança do trabalho
 
232150736 treinamento-ep is
232150736 treinamento-ep is232150736 treinamento-ep is
232150736 treinamento-ep is
 

Mais de EngenheiroBenevides

32640278-Tabelas-de-Dimensionamento-de-Concreto-Armado-Arquivo-Unico.pdf
32640278-Tabelas-de-Dimensionamento-de-Concreto-Armado-Arquivo-Unico.pdf32640278-Tabelas-de-Dimensionamento-de-Concreto-Armado-Arquivo-Unico.pdf
32640278-Tabelas-de-Dimensionamento-de-Concreto-Armado-Arquivo-Unico.pdf
EngenheiroBenevides
 
Esquema do Aço em Forno Elétrico.pptx
Esquema do Aço em Forno Elétrico.pptxEsquema do Aço em Forno Elétrico.pptx
Esquema do Aço em Forno Elétrico.pptx
EngenheiroBenevides
 
Ferramentas Portáteis.ppt
Ferramentas Portáteis.pptFerramentas Portáteis.ppt
Ferramentas Portáteis.ppt
EngenheiroBenevides
 
MAQUINAS.ppt
MAQUINAS.pptMAQUINAS.ppt
MAQUINAS.ppt
EngenheiroBenevides
 
PG-27-00206 Anexo B - JOGO DE TRANPARÊNCIAS PADRÃO PARA TREINAMENTO EM ESPAÇO...
PG-27-00206 Anexo B - JOGO DE TRANPARÊNCIAS PADRÃO PARA TREINAMENTO EM ESPAÇO...PG-27-00206 Anexo B - JOGO DE TRANPARÊNCIAS PADRÃO PARA TREINAMENTO EM ESPAÇO...
PG-27-00206 Anexo B - JOGO DE TRANPARÊNCIAS PADRÃO PARA TREINAMENTO EM ESPAÇO...
EngenheiroBenevides
 
Desenho de Instalacoes Hidraulicas.ppt
Desenho de Instalacoes Hidraulicas.pptDesenho de Instalacoes Hidraulicas.ppt
Desenho de Instalacoes Hidraulicas.ppt
EngenheiroBenevides
 
Desenho de Instalacoes Eletricas.ppt
Desenho de Instalacoes Eletricas.pptDesenho de Instalacoes Eletricas.ppt
Desenho de Instalacoes Eletricas.ppt
EngenheiroBenevides
 
desenho II.pdf
desenho II.pdfdesenho II.pdf
desenho II.pdf
EngenheiroBenevides
 
Desenho de Instalacoes Sanitarias.ppt
Desenho de Instalacoes Sanitarias.pptDesenho de Instalacoes Sanitarias.ppt
Desenho de Instalacoes Sanitarias.ppt
EngenheiroBenevides
 
DESENHO_DE_PROJETOS.pdf
DESENHO_DE_PROJETOS.pdfDESENHO_DE_PROJETOS.pdf
DESENHO_DE_PROJETOS.pdf
EngenheiroBenevides
 
05 - Noções de Desenho Técnico.pdf
05 - Noções de Desenho Técnico.pdf05 - Noções de Desenho Técnico.pdf
05 - Noções de Desenho Técnico.pdf
EngenheiroBenevides
 
APR - Montagem de andaimes e trabalhos em altura TECAM - REV 00-1.doc
APR - Montagem de andaimes e trabalhos em altura TECAM - REV 00-1.docAPR - Montagem de andaimes e trabalhos em altura TECAM - REV 00-1.doc
APR - Montagem de andaimes e trabalhos em altura TECAM - REV 00-1.doc
EngenheiroBenevides
 
040_APR - DESMONTAGEM PONTE ROLANTE.doc
040_APR - DESMONTAGEM PONTE ROLANTE.doc040_APR - DESMONTAGEM PONTE ROLANTE.doc
040_APR - DESMONTAGEM PONTE ROLANTE.doc
EngenheiroBenevides
 
(9) NR10 - SEP - Equipamentos e Ferramentas de Trabalho.pptx
(9) NR10 - SEP - Equipamentos e Ferramentas de Trabalho.pptx(9) NR10 - SEP - Equipamentos e Ferramentas de Trabalho.pptx
(9) NR10 - SEP - Equipamentos e Ferramentas de Trabalho.pptx
EngenheiroBenevides
 
(13) NR10 - SEP - Acidentes típicos e Responsabilidades.pptx
(13) NR10 - SEP - Acidentes típicos e Responsabilidades.pptx(13) NR10 - SEP - Acidentes típicos e Responsabilidades.pptx
(13) NR10 - SEP - Acidentes típicos e Responsabilidades.pptx
EngenheiroBenevides
 
(7) NR10 - SEP - Liberação de instalação para serviços.pptx
(7) NR10 - SEP - Liberação de instalação para serviços.pptx(7) NR10 - SEP - Liberação de instalação para serviços.pptx
(7) NR10 - SEP - Liberação de instalação para serviços.pptx
EngenheiroBenevides
 
ESPA_O_CONFINADO.ppt
ESPA_O_CONFINADO.pptESPA_O_CONFINADO.ppt
ESPA_O_CONFINADO.ppt
EngenheiroBenevides
 

Mais de EngenheiroBenevides (17)

32640278-Tabelas-de-Dimensionamento-de-Concreto-Armado-Arquivo-Unico.pdf
32640278-Tabelas-de-Dimensionamento-de-Concreto-Armado-Arquivo-Unico.pdf32640278-Tabelas-de-Dimensionamento-de-Concreto-Armado-Arquivo-Unico.pdf
32640278-Tabelas-de-Dimensionamento-de-Concreto-Armado-Arquivo-Unico.pdf
 
Esquema do Aço em Forno Elétrico.pptx
Esquema do Aço em Forno Elétrico.pptxEsquema do Aço em Forno Elétrico.pptx
Esquema do Aço em Forno Elétrico.pptx
 
Ferramentas Portáteis.ppt
Ferramentas Portáteis.pptFerramentas Portáteis.ppt
Ferramentas Portáteis.ppt
 
MAQUINAS.ppt
MAQUINAS.pptMAQUINAS.ppt
MAQUINAS.ppt
 
PG-27-00206 Anexo B - JOGO DE TRANPARÊNCIAS PADRÃO PARA TREINAMENTO EM ESPAÇO...
PG-27-00206 Anexo B - JOGO DE TRANPARÊNCIAS PADRÃO PARA TREINAMENTO EM ESPAÇO...PG-27-00206 Anexo B - JOGO DE TRANPARÊNCIAS PADRÃO PARA TREINAMENTO EM ESPAÇO...
PG-27-00206 Anexo B - JOGO DE TRANPARÊNCIAS PADRÃO PARA TREINAMENTO EM ESPAÇO...
 
Desenho de Instalacoes Hidraulicas.ppt
Desenho de Instalacoes Hidraulicas.pptDesenho de Instalacoes Hidraulicas.ppt
Desenho de Instalacoes Hidraulicas.ppt
 
Desenho de Instalacoes Eletricas.ppt
Desenho de Instalacoes Eletricas.pptDesenho de Instalacoes Eletricas.ppt
Desenho de Instalacoes Eletricas.ppt
 
desenho II.pdf
desenho II.pdfdesenho II.pdf
desenho II.pdf
 
Desenho de Instalacoes Sanitarias.ppt
Desenho de Instalacoes Sanitarias.pptDesenho de Instalacoes Sanitarias.ppt
Desenho de Instalacoes Sanitarias.ppt
 
DESENHO_DE_PROJETOS.pdf
DESENHO_DE_PROJETOS.pdfDESENHO_DE_PROJETOS.pdf
DESENHO_DE_PROJETOS.pdf
 
05 - Noções de Desenho Técnico.pdf
05 - Noções de Desenho Técnico.pdf05 - Noções de Desenho Técnico.pdf
05 - Noções de Desenho Técnico.pdf
 
APR - Montagem de andaimes e trabalhos em altura TECAM - REV 00-1.doc
APR - Montagem de andaimes e trabalhos em altura TECAM - REV 00-1.docAPR - Montagem de andaimes e trabalhos em altura TECAM - REV 00-1.doc
APR - Montagem de andaimes e trabalhos em altura TECAM - REV 00-1.doc
 
040_APR - DESMONTAGEM PONTE ROLANTE.doc
040_APR - DESMONTAGEM PONTE ROLANTE.doc040_APR - DESMONTAGEM PONTE ROLANTE.doc
040_APR - DESMONTAGEM PONTE ROLANTE.doc
 
(9) NR10 - SEP - Equipamentos e Ferramentas de Trabalho.pptx
(9) NR10 - SEP - Equipamentos e Ferramentas de Trabalho.pptx(9) NR10 - SEP - Equipamentos e Ferramentas de Trabalho.pptx
(9) NR10 - SEP - Equipamentos e Ferramentas de Trabalho.pptx
 
(13) NR10 - SEP - Acidentes típicos e Responsabilidades.pptx
(13) NR10 - SEP - Acidentes típicos e Responsabilidades.pptx(13) NR10 - SEP - Acidentes típicos e Responsabilidades.pptx
(13) NR10 - SEP - Acidentes típicos e Responsabilidades.pptx
 
(7) NR10 - SEP - Liberação de instalação para serviços.pptx
(7) NR10 - SEP - Liberação de instalação para serviços.pptx(7) NR10 - SEP - Liberação de instalação para serviços.pptx
(7) NR10 - SEP - Liberação de instalação para serviços.pptx
 
ESPA_O_CONFINADO.ppt
ESPA_O_CONFINADO.pptESPA_O_CONFINADO.ppt
ESPA_O_CONFINADO.ppt
 

(10) NR10 - SEP - Posturas e Vestuários.pptx

  • 1. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Fev/2016 NR 10 – Posturas e Vestuários - SEP
  • 2. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 A postura de trabalho Durante a jornada de trabalho é fundamental, conforme as características peculiares de cada função, que os trabalhadores executem suas tarefas com uma correta postura, com objetivo de não comprometer a integridade física e a saúde. O esgotamento físico e emocional, muitas vezes causados a partir dos fatores que envolvem os problemas posturais do indivíduo no ambiente laboral, diminui o rendimento do trabalhador, podendo proporcionar desde enxaqueca, lombalgia, hipercifose e tendinite, até doenças crônicas, como por exemplo: a escoliose e a hérnia de disco comprometer a integridade física e a saúde.
  • 3. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 A postura de trabalho Foi na segunda Guerra Mundial que os aliados agrupados com os mais diferentes biotipos, jamais visto em um exército, que começaram a perceber que o armamento precisava ser projetado, montado, desmontado e usado em função do "tamanho" do soldado ou serviço de engenharia. Identificador sonoro de Aeronaves (antes da invenção dos Radares) Era possível detectar alvos a distâncias de até 12km 1940
  • 4. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 DORT (distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho) A possibilidade do profissional desenvolver ou não DORT está ligada a fatores diversos que incluem o tipo de trabalho que sua função exige, seus hábitos, suas condições físicas e, até mesmo, o seu local de trabalho. Esforços conjuntos, desenvolvidos de comum acordo entre o profissional e os demais membros de sua equipe e da empresa, incluindo pessoas com maior poder de decisão, certamente poderão contribuir, de forma eficaz, para a redução dos riscos potenciais ou reais, causadores de DORT.
  • 5. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Medidas de controle As adoções das medidas a seguir, sistematicamente aplicadas, reduzem ou eliminam consistentemente a probabilidade de ocorrência de DORT. • Primeiramente, o prevencionista deve analisar as situações de riscos às quais o profissional está exposto ao executar o trabalho. • Depois, deve minimizar estes riscos, descobrindo a melhor forma de reduzir os movimentos repetitivos e os esforços excessivos. • A seguir, deve neutralizar as posturas incômodas do profissional, providenciando posicionamento para o trabalho que leve em conta o necessário relaxamento dos ombros, costas e pescoço, bem como a manutenção do tronco na posição vertical, ficando os braços junto ao corpo.
  • 6. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 O local de trabalho Tão importante quanto às ferramentas e equipamentos de proteção adequados, ao desenvolvimento das atividades laborais do posto de trabalho, o local (micro e macro ambiente) deverá ser projetado de acordo com as características e o tipo de trabalho que cada um desempenha. O Bom Condicionamento Físico do Profissional Mesmo que o profissional e o seu empregador levem em consideração práticas ergonômicas na empresa, talvez o seu trabalho exija uma força maior e uma melhor condição física. Manter a boa forma física e saber aproveitar os eventuais intervalos para um exercício de respiração e de relaxamento é inegavelmente uma boa maneira de se minimizar riscos e evitar problemas.
  • 7. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10
  • 8. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Vestimenta – Roupas Adequadas As vestimentas de trabalho devem ser adequadas às atividades, devendo contemplar a condutibilidade, inflamabilidade e influências eletromagnéticas
  • 9. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Vestimenta – Roupas Adequadas Vestimenta de trabalho é, no caso em análise, entendida como mais um equipamento de proteção, destinada à proteção do tronco e membros superiores e inferiores contra os diversos riscos elétricos e, especialmente, protegê-los dos seus efeitos: • Condutibilidade: as vestimentas não deverão possuir elementos condutivos. • Inflamabilidade: criar proteção contra os efeitos térmicos do arco elétrico, que podem provocar a ignição das roupas. • Influências eletromagnéticas: criar proteção contra os efeitos provocados por campos eletromagnéticos com intensidade que tenha potencial de risco;
  • 10. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10
  • 11. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Ensaio realizado com arco voltaico de 600 A por 3 seg Tecido com Pyrovatec
  • 12. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Tecidos sem tratamento retardador de chamas
  • 13. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Ensaio de Fogo com explosão de transformador
  • 14. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 clique aqui Ensaio de vestimenta
  • 15. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10
  • 16. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Conservação da Vestimenta A durabilidade de seu uniforme de trabalho depende da maneira como ele é lavado e também da conservação em local limpo e seco para que não deixem o tecido desgastado e não indicado para a utilização em serviço Os cuidados são essenciais para aumentar a vida útil do seu uniforme, que definitivamente, será utilizado todos os dias e por isso, deve manter a sua boa aparência .
  • 17. Fev/2016 TREINAMENTO NR - 10 / Sistema Elétrico de Potência 10 Fev/2016 Gerência de Treinamento

Notas do Editor

  1. Confirmar nome do curso.