SlideShare uma empresa Scribd logo
Ciências Naturais
3ºCiclo
Constituição do sistema cardiovascular
Coração
Ciclo cardíaco
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
O porco apresenta um elevado parentesco evolutivo com a
espécie humana, o que torna os seus órgãos semelhantes aos do
ser humano.
Coração
de porco
Coração
humano
2/6
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 3/6
Constituição do sistema
cardiovascular
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 4/6
Coração
Artéria
Veia
Sangue
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
O sistema cardiovascular é
constituído pelo sangue, pelo coração,
um órgão propulsor da corrente
sanguínea, e por vasos sanguíneos,
que asseguram a distribuição do
sangue a todas as partes do corpo.
5/6
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Coração
Órgão muscular, com cavidades e válvulas no seu interior,
que bombeia o sangue e permite a sua circulação por todo
o corpo através dos vasos sanguíneos.
Artérias
Vasos sanguíneos resistentes, espessos e elásticos, que conduzem o
sangue, sob pressão, do coração a todas as partes do corpo.
Veias
Vasos sanguíneos de grande calibre que conduzem o sangue de todas as
partes do corpo ao coração.
Capilares
Vasos sanguíneos muito pequenos e numerosos que permitem a troca de
substâncias com as diferentes células do corpo.
Órgãos do sistema cardiovascular
6/6
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Aurícula direita
Aurícula esquerda
Ventrículo direito
Ventrículo esquerdo
Veia cava superior
Veia cava inferior
Artéria pulmonar
Artéria aorta
Veias pulmonares
2/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 3/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Aurícula direita
Aurícula esquerda
Ventrículo direito
Ventrículo esquerdo
Veia cava superior
Veia cava inferior
Artéria pulmonar
Artéria aorta
Veias pulmonares
Válvula tricúspide
Válvula bicúspide
Válvulas semilunares
Miocárdio
Septo interventricular
4/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
O coração é um órgão muscular, organizado em quatro cavidades:
duas aurículas e dois ventrículos.
A parte direita do coração está separada da esquerda por septos.
5/9
Aurícula direita
Aurícula esquerda
Ventrículo direito
Ventrículo esquerdo
Septo
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 6/9
As aurículas comunicam
com os ventrículos através
de aberturas dotadas de válvulas
auriculoventriculares.
Também existem válvulas entre os ventrículos e as artérias — as
válvulas semilunares ou sigmoides.
Válvula tricúspide
Válvula bicúspide
Válvulas semilunares
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
 O sangue entra no coração
pelas aurículas.
 O sangue passa das
aurículas para os ventrículos.
 O sangue sai do coração
pelas artérias.
 O sangue chega ao coração
pelas veias.
7/9
As válvulas impedem o refluxo de
sangue, obrigando o fluido a circular
num único sentido.
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Válvula
tricúspide
Válvula
bicúspide
8/9
Válvulas
semilunares
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Estruturas e funções do coração
Veias cavas Recebem o sangue venoso (rico em dióxido de carbono) de todas as partes do
corpo.
Aurícula direita Recebe o sangue venoso das veias cavas e bombeia-o para o ventrículo direito.
Ventrículo direito Recebe o sangue venoso da aurícula direita e bombeia-o para os pulmões.
Artéria pulmonar Recebe o sangue do ventrículo direito e transporta-o para os pulmões.
Veias pulmonares Recebem o sangue arterial (rico em oxigénio) dos pulmões.
Aurícula esquerda Recebe o sangue arterial das veias pulmonares e bombeia-o para o ventrículo
esquerdo.
Ventrículo esquerdo Recebe o sangue arterial da aurícula esquerda e bombeia-o para todas as
partes do corpo.
Artéria aorta Recebe o sangue do ventrículo esquerdo e transporta-o para todas as partes
do corpo.
Válvulas
auriculoventriculares
Abrem para permitirem a passagem do sangue das aurículas para os
ventrículos e fecham, de seguida, para impedirem o retorno do sangue.
Válvulas
semilunares
Abrem para permitirem a passagem do sangue dos ventrículos para as
artérias e fecham, de seguida, para impedirem o retorno do sangue.
9/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 2/9
Ciclo cardíaco — Sequência de fenómenos que ocorrem no
coração durante um batimento cardíaco.
Num ciclo cardíaco podem ser consideradas três fases principais: a
diástole geral, a sístole auricular e a sístole ventricular.
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Diástole geral
Sístole auricular
Sístole ventricular
0,4 s
0,1 s
0,3 s
Ambas as aurículas e
ambos os ventrículos
estão relaxados
enquanto o coração se
enche passivamente
de sangue.
As aurículas contraem-se
e o sangue passa para os
ventrículos.
Os ventrículos contraem-se e
injetam o sangue nas artérias.
3/9
Ciclo cardíaco
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Diástole geral
As aurículas enchem-se de sangue.
O miocárdio está relaxado e a pressão é baixa.
As válvulas auriculoventriculares inicialmente
fechadas abrem-se com a pressão.
O sangue passa para os ventrículos de uma
forma passiva.
As válvulas semilunares estão fechadas.
4/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Sístole auricular
Passagem forçada do sangue para os
ventrículos.
Contração das aurículas e aumento da pressão.
Aumento da pressão nos ventrículos.
Fecho das válvulas auriculoventriculares.
As válvulas semilunares permanecem fechadas.
5/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Sístole ventricular
Abertura das válvulas semilunares.
Contração dos ventrículos e aumento da
pressão.
Passagem do sangue para a artéria aorta e
artéria pulmonar.
As válvulas auriculoventriculares permanecem
fechadas.
Diminuição da pressão nos ventrículos.
6/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Um ciclo cardíaco corresponde a um batimento cardíaco e dura
cerca de 0,8 segundos. O coração bate, em média, 80 vezes por
minuto, dependendo da idade e da atividade corporal.
Ritmo cardíaco — A frequência ou ritmo cardíaco é o número de
batimentos cardíacos por unidade de tempo, geralmente expresso
em batimentos por minuto (bpm).
7/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
0
20
40
60
80
100
120
0 0,3 0,6 0,9
Pressão(mmHg)
Tempo
Pressão ventricular
Pressão auricular
Sístole
auricular
Sístole
ventricular
Diástole
geral
Pressão sanguínea — É a força exercida pelo sangue sobre as
paredes dos vasos sanguíneos. Pode ser medida com um
tensiómetro.
8/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
A pressão sanguínea que se faz sentir nas artérias é designada por
tensão ou pressão arterial e varia entre um valor máximo (120
mmHg), aquando da sístole ventricular, e um valor mínimo (80 mm
Hg), aquando da diástole.
9/9
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
No corpo humano, o sangue
circula no interior de vasos
sanguíneos de vários tipos e
com estruturas diferentes,
adaptadas às funções que
desempenham.
Artéria
Arteríola
Capilar
VénulaVeia
2/8
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Imagem ao microscópio
ótico de um corte transversal
de uma artéria (A) e de uma
veia (B).
3/8
A
B
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Artérias e arteríolas
4/8
Vasos de grande calibre.
Transportam o sangue do coração para os tecidos.
Possuem paredes espessas e elásticas.
Resistentes à elevada pressão sanguínea.
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Capilares
Vasos de diâmetro microscópico.
Possuem uma única camada de
células.
Permitem a troca de substâncias
com as células.
Produtos
azotados
Nutrientes
O2
CO2
5/8
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Veias e vénulas
Vasos de grande calibre.
Transportam o sangue dos órgãos para o
coração.
Possuem paredes menos espessas e elásticas
do que as artérias.
As maiores possuem válvulas.
6/8
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
As veias maiores estão dotadas de válvulas venosas no seu
interior, cuja função é impedir o refluxo de sangue e permitir que
este circule sempre no sentido do coração.
Músculo relaxado
7/8
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
A contração dos músculos impulsiona o sangue em direção ao
coração.
8/8
Músculo contraído
G5
Circulação do sangue
CienTIC 9
Ciências Naturais – 9.o ano
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
A circulação do sangue no interior dos
vasos sanguíneos é impulsionada pelas
contrações do coração, cujos ventrículos
injetam o fluido, sob pressão, nas artérias.
Numa circulação completa, podem ser
considerados dois trajetos: a circulação
pulmonar e a circulação sistémica.
2/7
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Circulação pulmonar — O sangue é
enviado aos pulmões e regressa dos
pulmões ao coração.
Resultado da hematose nos pulmões,
o sangue passa de venoso a arterial.
Sangue arterial — Sangue
enriquecido em oxigénio e pobre em
dióxido de carbono.
3/7
Ventrículo
direito
Artéria
pulmonar
Pulmões
Veias
pulmonares
Aurícula
esquerda
Circulação pulmonar
Sangue arterial
Sangue venoso
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Circulação pulmonar
O sangue sai do coração pela
artéria pulmonar.
Inicia-se no ventrículo direito.
No pulmão, o sangue passa de
venoso a arterial.
O sangue arterial regressa ao
coração pelas veias pulmonares.
O sangue arterial entra no
coração pela aurícula esquerda.
4/7
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Circulação sistémica — O sangue é
enviado aos órgãos e tecidos de todo
o corpo e regressa ao coração.
Resultado da hematose nos tecidos, o
sangue passa de arterial a venoso.
Sangue venoso — Sangue
enriquecido em oxigénio e pobre em
dióxido de carbono.
5/7
Ventrículo
esquerdo
Aurícula
direita
Órgãos
Veias
cavas
Artéria
aorta
Circulação sistémica
Sangue arterial
Sangue venoso
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Circulação sistémica
O sangue sai do coração pela
artéria aorta.
Inicia-se no ventrículo esquerdo.
Nos diferentes órgãos, o sangue
passa de arterial a venoso.
O sangue venoso regressa ao
coração pelas veias cavas.
O sangue venoso entra no
coração pela aurícula direita.
6/7
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Distribuição do volume de sangue no corpo humano
Circulação
sistémica
70%
Veias
54%
Capilares
5%
Artérias
11%
Circulação
pulmonar
18%
Coração
12%
7/7
G6
Doenças e saúde
do sistema cardiovascular
CienTIC 9
Ciências Naturais – 9.o ano
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
As doenças do sistema cardiovascular afetam o coração e os
vasos sanguíneos.
A maioria destas doenças resulta da acumulação de gorduras na
parede das artérias, um fenómeno conhecido por aterosclerose.
2/10
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
O enfarte do miocárdio acontece quando uma artéria coronária
fica obstruída por um coágulo de sangue e as células do músculo
cardíaco começam a morrer devido à falta de oxigénio e nutrientes
e à acumulação de produtos de excreção tóxicos.
3/10
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
O acidente vascular cerebral (AVC) decorre do entupimento
(isquemia) ou rompimento (hemorragia) de vasos sanguíneos
cerebrais. A perda de funções cerebrais é súbita.
Isquemia
Hemorragia
4/10
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
A angioplastia é uma operação realizada para alargar uma secção
de artéria que foi estreitada ou obstruída por um ateroma.
5/10
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Um cateter fino (tubo oco) é introduzido
numa artéria da perna ou do braço e
conduzido para o vaso afetado.
Uma vez posicionado na zona a tratar,
enche-se um minúsculo balão na ponta
do cateter para alargar a passagem
obstruída.
É colocada no local uma rede cilíndrica
expansível de aço inoxidável (stent)
para impedir nova obstrução da artéria.
6/10
Angioplastia
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
O coração artificial é um dispositivo mecânico, alimentado por
baterias, que substitui os ventrículos do coração em situações de
grave insuficiência cardíaca.
7/10
Aurícula direita
Aurícula esquerda
Ventrículo direito
Ventrículo esquerdo
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Cálculo de risco relativo de aterosclerose nos jovens
A hipertensão arterial está associada a um maior risco de
doenças cardiovasculares, particularmente o acidente vascular
cerebral.
A hipercolesterolemia (valores elevados de colesterol) é
prejudicial à saúde.
8/10
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
O tabagismo é, sem dúvida, um risco cardíaco.
Os fumadores de mais de um maço de cigarros por dia têm quatro
vezes mais enfartes do miocárdio do que os não fumadores.
9/10
Cálculo de risco relativo de aterosclerose nos jovens
Constituição do sistema cardiovascular
G1
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
A baixa incidência de doenças cardiovasculares verificada nos
habitantes de Creta deve-se a uma dieta rica em gorduras
monoinsaturadas. As taxas de incidência elevadas verificadas na
Finlândia foram atribuídas ao consumo de grandes quantidades de
gorduras saturadas.
10/10

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema circulatorio 9º
Sistema circulatorio 9ºSistema circulatorio 9º
Sistema circulatorio 9º
Carla Scala
 
Descalça vai para a fonte
Descalça vai para a fonteDescalça vai para a fonte
Descalça vai para a fonte
Helena Coutinho
 
Resumo despedidas em belém
Resumo despedidas em belémResumo despedidas em belém
Resumo despedidas em belém
João Martins
 
Testes
TestesTestes
(7) biologia e geologia 10º ano - o transporte nos animais
(7) biologia e geologia   10º ano - o transporte nos animais(7) biologia e geologia   10º ano - o transporte nos animais
(7) biologia e geologia 10º ano - o transporte nos animais
Hugo Martins
 
Resumos de ciências - 8.º Ano
Resumos de ciências - 8.º AnoResumos de ciências - 8.º Ano
Resumos de ciências - 8.º Ano
Ana Beatriz Gonçalves
 
Relatório de dissecação do coração de um mamífero.
Relatório de dissecação do coração de um mamífero.Relatório de dissecação do coração de um mamífero.
Relatório de dissecação do coração de um mamífero.
Rita Varejão
 
Proposição
ProposiçãoProposição
Proposição
Paula Oliveira Cruz
 
Ficha formativa de orações com correção
Ficha formativa de orações com correçãoFicha formativa de orações com correção
Ficha formativa de orações com correção
Raquel Antunes
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Cláudia Cardoso
 
Cantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumoCantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumo
Gijasilvelitz 2
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
Patrícia Santos
 
Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca
Lurdes Augusto
 
Teste poesia trovadoresca 10 ano
Teste poesia trovadoresca 10 anoTeste poesia trovadoresca 10 ano
Teste poesia trovadoresca 10 ano
Ronaldo Figo
 
Digestão
DigestãoDigestão
Digestão
margaridabt
 
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Isaura Mourão
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Raquel Antunes
 
Subclasses dos verbos exercícios
Subclasses dos verbos exercíciosSubclasses dos verbos exercícios
Subclasses dos verbos exercícios
quintaldasletras
 
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Inês Moreira
 
Teste 9º os lusíadas
Teste 9º os lusíadasTeste 9º os lusíadas
Teste 9º os lusíadas
Natália Carvalho
 

Mais procurados (20)

Sistema circulatorio 9º
Sistema circulatorio 9ºSistema circulatorio 9º
Sistema circulatorio 9º
 
Descalça vai para a fonte
Descalça vai para a fonteDescalça vai para a fonte
Descalça vai para a fonte
 
Resumo despedidas em belém
Resumo despedidas em belémResumo despedidas em belém
Resumo despedidas em belém
 
Testes
TestesTestes
Testes
 
(7) biologia e geologia 10º ano - o transporte nos animais
(7) biologia e geologia   10º ano - o transporte nos animais(7) biologia e geologia   10º ano - o transporte nos animais
(7) biologia e geologia 10º ano - o transporte nos animais
 
Resumos de ciências - 8.º Ano
Resumos de ciências - 8.º AnoResumos de ciências - 8.º Ano
Resumos de ciências - 8.º Ano
 
Relatório de dissecação do coração de um mamífero.
Relatório de dissecação do coração de um mamífero.Relatório de dissecação do coração de um mamífero.
Relatório de dissecação do coração de um mamífero.
 
Proposição
ProposiçãoProposição
Proposição
 
Ficha formativa de orações com correção
Ficha formativa de orações com correçãoFicha formativa de orações com correção
Ficha formativa de orações com correção
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Cantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumoCantigas de amigo - resumo
Cantigas de amigo - resumo
 
Sistema Respiratório
Sistema RespiratórioSistema Respiratório
Sistema Respiratório
 
Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca
 
Teste poesia trovadoresca 10 ano
Teste poesia trovadoresca 10 anoTeste poesia trovadoresca 10 ano
Teste poesia trovadoresca 10 ano
 
Digestão
DigestãoDigestão
Digestão
 
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
Teste de Avaliação nr. 1 (Biologia 10º)
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
 
Subclasses dos verbos exercícios
Subclasses dos verbos exercíciosSubclasses dos verbos exercícios
Subclasses dos verbos exercícios
 
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
 
Teste 9º os lusíadas
Teste 9º os lusíadasTeste 9º os lusíadas
Teste 9º os lusíadas
 

Semelhante a 10 cardiovascular

Sistema circulatorio 9º
Sistema circulatorio 9ºSistema circulatorio 9º
Sistema circulatorio 9º
Carla Scala
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Hotanilde Lima
 
sistema cardiovascular1234567893214569.ppt
sistema cardiovascular1234567893214569.pptsistema cardiovascular1234567893214569.ppt
sistema cardiovascular1234567893214569.ppt
AssisTeixeira2
 
Sistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratórioSistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratório
Leonardo Alves
 
Sistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratórioSistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratório
Leonardo Alves
 
Sistema Circulatorio
Sistema CirculatorioSistema Circulatorio
Sistema Circulatorio
António Pires
 
Unidade 6
Unidade 6Unidade 6
Sistema Circulatório por Marcio Colucci
Sistema Circulatório por Marcio ColucciSistema Circulatório por Marcio Colucci
Sistema Circulatório por Marcio Colucci
Marcio Colucci
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
mceducar
 
10º PTAS- sistemacirculatorio.pptx
10º PTAS- sistemacirculatorio.pptx10º PTAS- sistemacirculatorio.pptx
10º PTAS- sistemacirculatorio.pptx
Isaura Mourão
 
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Pelo Siro
 
sistemacirculatoriopowerpoint.pptvvvvvvvvx
sistemacirculatoriopowerpoint.pptvvvvvvvvxsistemacirculatoriopowerpoint.pptvvvvvvvvx
sistemacirculatoriopowerpoint.pptvvvvvvvvx
GracyPacheco1
 
08.sistema circulatrio corao
08.sistema circulatrio corao08.sistema circulatrio corao
08.sistema circulatrio corao
lindinalva alves da silva martins
 
Sistema circulatório.pdf
Sistema circulatório.pdfSistema circulatório.pdf
Sistema circulatório.pdf
LucasViana550059
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
URCA
 
Minicurso 2012 - SISTEMA CARDIOVASCULAR
Minicurso 2012 - SISTEMA CARDIOVASCULARMinicurso 2012 - SISTEMA CARDIOVASCULAR
Minicurso 2012 - SISTEMA CARDIOVASCULAR
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Tânia Reis
 
Sistema circulatório_Antônio
Sistema circulatório_AntônioSistema circulatório_Antônio
Sistema circulatório_Antônio
Marcia Regina
 
Sistema Circulatório.ppt
Sistema Circulatório.pptSistema Circulatório.ppt
Sistema Circulatório.ppt
ElisangelaSantosLope
 
Cap 04 circulação e excreção
Cap 04 circulação e excreçãoCap 04 circulação e excreção
Cap 04 circulação e excreção
Grazielly Katarinni Gomes Lemos
 

Semelhante a 10 cardiovascular (20)

Sistema circulatorio 9º
Sistema circulatorio 9ºSistema circulatorio 9º
Sistema circulatorio 9º
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
sistema cardiovascular1234567893214569.ppt
sistema cardiovascular1234567893214569.pptsistema cardiovascular1234567893214569.ppt
sistema cardiovascular1234567893214569.ppt
 
Sistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratórioSistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratório
 
Sistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratórioSistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratório
 
Sistema Circulatorio
Sistema CirculatorioSistema Circulatorio
Sistema Circulatorio
 
Unidade 6
Unidade 6Unidade 6
Unidade 6
 
Sistema Circulatório por Marcio Colucci
Sistema Circulatório por Marcio ColucciSistema Circulatório por Marcio Colucci
Sistema Circulatório por Marcio Colucci
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
10º PTAS- sistemacirculatorio.pptx
10º PTAS- sistemacirculatorio.pptx10º PTAS- sistemacirculatorio.pptx
10º PTAS- sistemacirculatorio.pptx
 
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
 
sistemacirculatoriopowerpoint.pptvvvvvvvvx
sistemacirculatoriopowerpoint.pptvvvvvvvvxsistemacirculatoriopowerpoint.pptvvvvvvvvx
sistemacirculatoriopowerpoint.pptvvvvvvvvx
 
08.sistema circulatrio corao
08.sistema circulatrio corao08.sistema circulatrio corao
08.sistema circulatrio corao
 
Sistema circulatório.pdf
Sistema circulatório.pdfSistema circulatório.pdf
Sistema circulatório.pdf
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Minicurso 2012 - SISTEMA CARDIOVASCULAR
Minicurso 2012 - SISTEMA CARDIOVASCULARMinicurso 2012 - SISTEMA CARDIOVASCULAR
Minicurso 2012 - SISTEMA CARDIOVASCULAR
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema circulatório_Antônio
Sistema circulatório_AntônioSistema circulatório_Antônio
Sistema circulatório_Antônio
 
Sistema Circulatório.ppt
Sistema Circulatório.pptSistema Circulatório.ppt
Sistema Circulatório.ppt
 
Cap 04 circulação e excreção
Cap 04 circulação e excreçãoCap 04 circulação e excreção
Cap 04 circulação e excreção
 

Mais de ruiricardobg

11 sistema linfatico
11 sistema linfatico11 sistema linfatico
11 sistema linfatico
ruiricardobg
 
08.2 disturbios e alimentacao saudavel
08.2 disturbios e alimentacao saudavel08.2 disturbios e alimentacao saudavel
08.2 disturbios e alimentacao saudavel
ruiricardobg
 
08.1 alimentos e nutrientes
08.1 alimentos e nutrientes08.1 alimentos e nutrientes
08.1 alimentos e nutrientes
ruiricardobg
 
07 meio interno
07 meio interno07 meio interno
07 meio interno
ruiricardobg
 
06 genetica1
06 genetica106 genetica1
06 genetica1
ruiricardobg
 
12 areas protegidas1
12 areas protegidas112 areas protegidas1
12 areas protegidas1
ruiricardobg
 
05 saude sit rep e contracecao
05 saude sit rep e contracecao05 saude sit rep e contracecao
05 saude sit rep e contracecao
ruiricardobg
 
04 fecundacao e gravidez
04 fecundacao e gravidez04 fecundacao e gravidez
04 fecundacao e gravidez
ruiricardobg
 
03 ciclos sexuais
03 ciclos sexuais03 ciclos sexuais
03 ciclos sexuais
ruiricardobg
 
11 gestao residuos e agua1
11 gestao residuos e agua111 gestao residuos e agua1
11 gestao residuos e agua1
ruiricardobg
 
10 recursos e utilizacao
10 recursos e utilizacao10 recursos e utilizacao
10 recursos e utilizacao
ruiricardobg
 
09 catastrofes1
09 catastrofes109 catastrofes1
09 catastrofes1
ruiricardobg
 
08 sucessoes ecologicas
08 sucessoes ecologicas08 sucessoes ecologicas
08 sucessoes ecologicas
ruiricardobg
 
07 materia e energia
07 materia e energia07 materia e energia
07 materia e energia
ruiricardobg
 
06 ecossistemas e fatores abioticos
06 ecossistemas e fatores abioticos06 ecossistemas e fatores abioticos
06 ecossistemas e fatores abioticos
ruiricardobg
 
02 reproducao mod1
02 reproducao mod102 reproducao mod1
02 reproducao mod1
ruiricardobg
 
04. biodiversidade estrutura celular
04. biodiversidade   estrutura celular04. biodiversidade   estrutura celular
04. biodiversidade estrutura celular
ruiricardobg
 
01 saude ind e com
01 saude ind e com01 saude ind e com
01 saude ind e com
ruiricardobg
 
03. intro microscopia
03. intro microscopia03. intro microscopia
03. intro microscopia
ruiricardobg
 
02 subsistemas
02 subsistemas02 subsistemas
02 subsistemas
ruiricardobg
 

Mais de ruiricardobg (20)

11 sistema linfatico
11 sistema linfatico11 sistema linfatico
11 sistema linfatico
 
08.2 disturbios e alimentacao saudavel
08.2 disturbios e alimentacao saudavel08.2 disturbios e alimentacao saudavel
08.2 disturbios e alimentacao saudavel
 
08.1 alimentos e nutrientes
08.1 alimentos e nutrientes08.1 alimentos e nutrientes
08.1 alimentos e nutrientes
 
07 meio interno
07 meio interno07 meio interno
07 meio interno
 
06 genetica1
06 genetica106 genetica1
06 genetica1
 
12 areas protegidas1
12 areas protegidas112 areas protegidas1
12 areas protegidas1
 
05 saude sit rep e contracecao
05 saude sit rep e contracecao05 saude sit rep e contracecao
05 saude sit rep e contracecao
 
04 fecundacao e gravidez
04 fecundacao e gravidez04 fecundacao e gravidez
04 fecundacao e gravidez
 
03 ciclos sexuais
03 ciclos sexuais03 ciclos sexuais
03 ciclos sexuais
 
11 gestao residuos e agua1
11 gestao residuos e agua111 gestao residuos e agua1
11 gestao residuos e agua1
 
10 recursos e utilizacao
10 recursos e utilizacao10 recursos e utilizacao
10 recursos e utilizacao
 
09 catastrofes1
09 catastrofes109 catastrofes1
09 catastrofes1
 
08 sucessoes ecologicas
08 sucessoes ecologicas08 sucessoes ecologicas
08 sucessoes ecologicas
 
07 materia e energia
07 materia e energia07 materia e energia
07 materia e energia
 
06 ecossistemas e fatores abioticos
06 ecossistemas e fatores abioticos06 ecossistemas e fatores abioticos
06 ecossistemas e fatores abioticos
 
02 reproducao mod1
02 reproducao mod102 reproducao mod1
02 reproducao mod1
 
04. biodiversidade estrutura celular
04. biodiversidade   estrutura celular04. biodiversidade   estrutura celular
04. biodiversidade estrutura celular
 
01 saude ind e com
01 saude ind e com01 saude ind e com
01 saude ind e com
 
03. intro microscopia
03. intro microscopia03. intro microscopia
03. intro microscopia
 
02 subsistemas
02 subsistemas02 subsistemas
02 subsistemas
 

Último

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 

10 cardiovascular

  • 1. Ciências Naturais 3ºCiclo Constituição do sistema cardiovascular Coração Ciclo cardíaco
  • 2. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano O porco apresenta um elevado parentesco evolutivo com a espécie humana, o que torna os seus órgãos semelhantes aos do ser humano. Coração de porco Coração humano 2/6
  • 3. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 3/6 Constituição do sistema cardiovascular
  • 4. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 4/6 Coração Artéria Veia Sangue
  • 5. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano O sistema cardiovascular é constituído pelo sangue, pelo coração, um órgão propulsor da corrente sanguínea, e por vasos sanguíneos, que asseguram a distribuição do sangue a todas as partes do corpo. 5/6
  • 6. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Coração Órgão muscular, com cavidades e válvulas no seu interior, que bombeia o sangue e permite a sua circulação por todo o corpo através dos vasos sanguíneos. Artérias Vasos sanguíneos resistentes, espessos e elásticos, que conduzem o sangue, sob pressão, do coração a todas as partes do corpo. Veias Vasos sanguíneos de grande calibre que conduzem o sangue de todas as partes do corpo ao coração. Capilares Vasos sanguíneos muito pequenos e numerosos que permitem a troca de substâncias com as diferentes células do corpo. Órgãos do sistema cardiovascular 6/6
  • 7. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Aurícula direita Aurícula esquerda Ventrículo direito Ventrículo esquerdo Veia cava superior Veia cava inferior Artéria pulmonar Artéria aorta Veias pulmonares 2/9
  • 8. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 3/9
  • 9. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Aurícula direita Aurícula esquerda Ventrículo direito Ventrículo esquerdo Veia cava superior Veia cava inferior Artéria pulmonar Artéria aorta Veias pulmonares Válvula tricúspide Válvula bicúspide Válvulas semilunares Miocárdio Septo interventricular 4/9
  • 10. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano O coração é um órgão muscular, organizado em quatro cavidades: duas aurículas e dois ventrículos. A parte direita do coração está separada da esquerda por septos. 5/9 Aurícula direita Aurícula esquerda Ventrículo direito Ventrículo esquerdo Septo
  • 11. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 6/9 As aurículas comunicam com os ventrículos através de aberturas dotadas de válvulas auriculoventriculares. Também existem válvulas entre os ventrículos e as artérias — as válvulas semilunares ou sigmoides. Válvula tricúspide Válvula bicúspide Válvulas semilunares
  • 12. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano  O sangue entra no coração pelas aurículas.  O sangue passa das aurículas para os ventrículos.  O sangue sai do coração pelas artérias.  O sangue chega ao coração pelas veias. 7/9 As válvulas impedem o refluxo de sangue, obrigando o fluido a circular num único sentido.
  • 13. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Válvula tricúspide Válvula bicúspide 8/9 Válvulas semilunares
  • 14. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Estruturas e funções do coração Veias cavas Recebem o sangue venoso (rico em dióxido de carbono) de todas as partes do corpo. Aurícula direita Recebe o sangue venoso das veias cavas e bombeia-o para o ventrículo direito. Ventrículo direito Recebe o sangue venoso da aurícula direita e bombeia-o para os pulmões. Artéria pulmonar Recebe o sangue do ventrículo direito e transporta-o para os pulmões. Veias pulmonares Recebem o sangue arterial (rico em oxigénio) dos pulmões. Aurícula esquerda Recebe o sangue arterial das veias pulmonares e bombeia-o para o ventrículo esquerdo. Ventrículo esquerdo Recebe o sangue arterial da aurícula esquerda e bombeia-o para todas as partes do corpo. Artéria aorta Recebe o sangue do ventrículo esquerdo e transporta-o para todas as partes do corpo. Válvulas auriculoventriculares Abrem para permitirem a passagem do sangue das aurículas para os ventrículos e fecham, de seguida, para impedirem o retorno do sangue. Válvulas semilunares Abrem para permitirem a passagem do sangue dos ventrículos para as artérias e fecham, de seguida, para impedirem o retorno do sangue. 9/9
  • 15. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 2/9 Ciclo cardíaco — Sequência de fenómenos que ocorrem no coração durante um batimento cardíaco. Num ciclo cardíaco podem ser consideradas três fases principais: a diástole geral, a sístole auricular e a sístole ventricular.
  • 16. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Diástole geral Sístole auricular Sístole ventricular 0,4 s 0,1 s 0,3 s Ambas as aurículas e ambos os ventrículos estão relaxados enquanto o coração se enche passivamente de sangue. As aurículas contraem-se e o sangue passa para os ventrículos. Os ventrículos contraem-se e injetam o sangue nas artérias. 3/9 Ciclo cardíaco
  • 17. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Diástole geral As aurículas enchem-se de sangue. O miocárdio está relaxado e a pressão é baixa. As válvulas auriculoventriculares inicialmente fechadas abrem-se com a pressão. O sangue passa para os ventrículos de uma forma passiva. As válvulas semilunares estão fechadas. 4/9
  • 18. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Sístole auricular Passagem forçada do sangue para os ventrículos. Contração das aurículas e aumento da pressão. Aumento da pressão nos ventrículos. Fecho das válvulas auriculoventriculares. As válvulas semilunares permanecem fechadas. 5/9
  • 19. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Sístole ventricular Abertura das válvulas semilunares. Contração dos ventrículos e aumento da pressão. Passagem do sangue para a artéria aorta e artéria pulmonar. As válvulas auriculoventriculares permanecem fechadas. Diminuição da pressão nos ventrículos. 6/9
  • 20. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Um ciclo cardíaco corresponde a um batimento cardíaco e dura cerca de 0,8 segundos. O coração bate, em média, 80 vezes por minuto, dependendo da idade e da atividade corporal. Ritmo cardíaco — A frequência ou ritmo cardíaco é o número de batimentos cardíacos por unidade de tempo, geralmente expresso em batimentos por minuto (bpm). 7/9
  • 21. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano 0 20 40 60 80 100 120 0 0,3 0,6 0,9 Pressão(mmHg) Tempo Pressão ventricular Pressão auricular Sístole auricular Sístole ventricular Diástole geral Pressão sanguínea — É a força exercida pelo sangue sobre as paredes dos vasos sanguíneos. Pode ser medida com um tensiómetro. 8/9
  • 22. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano A pressão sanguínea que se faz sentir nas artérias é designada por tensão ou pressão arterial e varia entre um valor máximo (120 mmHg), aquando da sístole ventricular, e um valor mínimo (80 mm Hg), aquando da diástole. 9/9
  • 23. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano No corpo humano, o sangue circula no interior de vasos sanguíneos de vários tipos e com estruturas diferentes, adaptadas às funções que desempenham. Artéria Arteríola Capilar VénulaVeia 2/8
  • 24. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Imagem ao microscópio ótico de um corte transversal de uma artéria (A) e de uma veia (B). 3/8 A B
  • 25. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Artérias e arteríolas 4/8 Vasos de grande calibre. Transportam o sangue do coração para os tecidos. Possuem paredes espessas e elásticas. Resistentes à elevada pressão sanguínea.
  • 26. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Capilares Vasos de diâmetro microscópico. Possuem uma única camada de células. Permitem a troca de substâncias com as células. Produtos azotados Nutrientes O2 CO2 5/8
  • 27. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Veias e vénulas Vasos de grande calibre. Transportam o sangue dos órgãos para o coração. Possuem paredes menos espessas e elásticas do que as artérias. As maiores possuem válvulas. 6/8
  • 28. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano As veias maiores estão dotadas de válvulas venosas no seu interior, cuja função é impedir o refluxo de sangue e permitir que este circule sempre no sentido do coração. Músculo relaxado 7/8
  • 29. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano A contração dos músculos impulsiona o sangue em direção ao coração. 8/8 Músculo contraído
  • 30. G5 Circulação do sangue CienTIC 9 Ciências Naturais – 9.o ano
  • 31. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano A circulação do sangue no interior dos vasos sanguíneos é impulsionada pelas contrações do coração, cujos ventrículos injetam o fluido, sob pressão, nas artérias. Numa circulação completa, podem ser considerados dois trajetos: a circulação pulmonar e a circulação sistémica. 2/7
  • 32. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Circulação pulmonar — O sangue é enviado aos pulmões e regressa dos pulmões ao coração. Resultado da hematose nos pulmões, o sangue passa de venoso a arterial. Sangue arterial — Sangue enriquecido em oxigénio e pobre em dióxido de carbono. 3/7 Ventrículo direito Artéria pulmonar Pulmões Veias pulmonares Aurícula esquerda Circulação pulmonar Sangue arterial Sangue venoso
  • 33. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Circulação pulmonar O sangue sai do coração pela artéria pulmonar. Inicia-se no ventrículo direito. No pulmão, o sangue passa de venoso a arterial. O sangue arterial regressa ao coração pelas veias pulmonares. O sangue arterial entra no coração pela aurícula esquerda. 4/7
  • 34. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Circulação sistémica — O sangue é enviado aos órgãos e tecidos de todo o corpo e regressa ao coração. Resultado da hematose nos tecidos, o sangue passa de arterial a venoso. Sangue venoso — Sangue enriquecido em oxigénio e pobre em dióxido de carbono. 5/7 Ventrículo esquerdo Aurícula direita Órgãos Veias cavas Artéria aorta Circulação sistémica Sangue arterial Sangue venoso
  • 35. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Circulação sistémica O sangue sai do coração pela artéria aorta. Inicia-se no ventrículo esquerdo. Nos diferentes órgãos, o sangue passa de arterial a venoso. O sangue venoso regressa ao coração pelas veias cavas. O sangue venoso entra no coração pela aurícula direita. 6/7
  • 36. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Distribuição do volume de sangue no corpo humano Circulação sistémica 70% Veias 54% Capilares 5% Artérias 11% Circulação pulmonar 18% Coração 12% 7/7
  • 37. G6 Doenças e saúde do sistema cardiovascular CienTIC 9 Ciências Naturais – 9.o ano
  • 38. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano As doenças do sistema cardiovascular afetam o coração e os vasos sanguíneos. A maioria destas doenças resulta da acumulação de gorduras na parede das artérias, um fenómeno conhecido por aterosclerose. 2/10
  • 39. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano O enfarte do miocárdio acontece quando uma artéria coronária fica obstruída por um coágulo de sangue e as células do músculo cardíaco começam a morrer devido à falta de oxigénio e nutrientes e à acumulação de produtos de excreção tóxicos. 3/10
  • 40. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano O acidente vascular cerebral (AVC) decorre do entupimento (isquemia) ou rompimento (hemorragia) de vasos sanguíneos cerebrais. A perda de funções cerebrais é súbita. Isquemia Hemorragia 4/10
  • 41. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano A angioplastia é uma operação realizada para alargar uma secção de artéria que foi estreitada ou obstruída por um ateroma. 5/10
  • 42. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Um cateter fino (tubo oco) é introduzido numa artéria da perna ou do braço e conduzido para o vaso afetado. Uma vez posicionado na zona a tratar, enche-se um minúsculo balão na ponta do cateter para alargar a passagem obstruída. É colocada no local uma rede cilíndrica expansível de aço inoxidável (stent) para impedir nova obstrução da artéria. 6/10 Angioplastia
  • 43. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano O coração artificial é um dispositivo mecânico, alimentado por baterias, que substitui os ventrículos do coração em situações de grave insuficiência cardíaca. 7/10 Aurícula direita Aurícula esquerda Ventrículo direito Ventrículo esquerdo
  • 44. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano Cálculo de risco relativo de aterosclerose nos jovens A hipertensão arterial está associada a um maior risco de doenças cardiovasculares, particularmente o acidente vascular cerebral. A hipercolesterolemia (valores elevados de colesterol) é prejudicial à saúde. 8/10
  • 45. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano O tabagismo é, sem dúvida, um risco cardíaco. Os fumadores de mais de um maço de cigarros por dia têm quatro vezes mais enfartes do miocárdio do que os não fumadores. 9/10 Cálculo de risco relativo de aterosclerose nos jovens
  • 46. Constituição do sistema cardiovascular G1 CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano A baixa incidência de doenças cardiovasculares verificada nos habitantes de Creta deve-se a uma dieta rica em gorduras monoinsaturadas. As taxas de incidência elevadas verificadas na Finlândia foram atribuídas ao consumo de grandes quantidades de gorduras saturadas. 10/10