SlideShare uma empresa Scribd logo
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA
ADMINISTRAÇÃO
Teoria Geral da Administração – CAD 103
Isabella Reis
Fev/2014
Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas – FACE
ORGANIZAÇÕES E A SOCIEDADE
 A sociedade humana é formada por organizações
que fornecem os meios para o atendimento de
necessidades das pessoas.
2
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
Saúde Água e
Energia
Segurança
Pública
Alimentação Diversão Educação
ORGANIZAÇÕES E A SOCIEDADE
 Uma organização é um sistema de recursos que
procura realizar algum tipo de objetivo (ou
conjunto de objetivos).
3
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
Pessoas
Informação
Conhecimento
Espaço
Tempo
Dinheiro
Instalações
Organização Objetivos
ORGANIZAÇÕES E A SOCIEDADE
 Organizações → Meios para subsistência de
muitas pessoas (sistema de remuneração:
salários, abonos, lucros distribuídos) →
Possibilidade de aquisição de bens e serviços.
 E assim se forma a dinâmica do sistema social e
econômico que vivemos!
 Importância das organizações e do seu
desempenho para a sociedade – vivemos em uma
sociedade organizacional!
4
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
ORGANIZAÇÕES E SUA ADMINISTRAÇÃO
 Necessidade de uma boa Administração, pois é
ela que proporcionará à organização a capacidade
de utilizar corretamente seus recursos e
atingir seus objetivos, ou seja, de ter um bom
desempenho.
 Os conceitos de Eficácia e Eficiência para indicar
o desempenho de uma organização...
5
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
ORGANIZAÇÕES E SUA ADMINISTRAÇÃO
 Eficácia
 Palavra usada para indicar que a organização
realiza seus objetivos (índice de vendas, nível
de produção, etc).
 Quanto mais alto o grau de realização dos objetivos,
mais a organização é eficaz.
 Eficiência
 Palavra usada para indicar que a organização utiliza
produtivamente, ou de maneira econômica,
seus recursos (matéria-prima, tempo, etc).
 Quanto mais alto o grau de produtividade ou
economia na utilização dos recursos, mais eficiente a
organização é.
6
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
ADMINISTRAÇÃO: CONCEITO E PROCESSO
 Administração é processo de tomar decisões sobre
objetivos e utilização de recursos.
 O processo administrativo abrange cinco tipos
principais de decisões, chamados também de
funções ou processos:
 Planejamento;
 Organização;
 Liderança;
 Execução;
 Controle.
7
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
8
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
Liderança
Planejamento
Organização
Execução
Controle
TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO
 Importância social das organizações.
 Importância dos gestores destas organizações.
 Justificativa para o desenvolvimento e estudo da
Teoria Geral da Administração.
9
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
TERMOS DE ESTUDO
 Teorias são explicações, interpretações ou proposições sobre
a administração e as organizações.
 Ex: Teoria das Relações Humanas.
 Enfoque é um pensamento, abordagem ou perspectiva, ou
seja, é um aspecto particular das organizações ou uma
forma de estudá-las.
 Ex: Enfoque comportamental.
 Escola é uma linha de pensamento ou conjunto de autores
que usaram o mesmo enfoque e raciocínio para analisar a
administração e as organizações.
 Ex: Escola de Relações Humanas.
10
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
TERMOS DE ESTUDO
 Modelo de gestão/administração é um conjunto de
doutrinas e técnicas para se administrar relacionado à uma
cultura específica.
 Ex: Modelo japonês de administração (associado à qualidade).
 Modelo de organização é um conjunto de características que
definem organizações e a forma como são administradas.
 Ex: modelo mecanicista de organização.
 Doutrina (preceito) é um princípio de conduta
administrativa com regras e valores.
 Ex: Administração científica e a doutrina de eficiência.
 Técnicas são soluções para problemas administrativos.
 Ex: Sistemas de controle, Organogramas, Manuais de
procedimentos.
11
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
DA REVOLUÇÃO URBANA À
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
As primeiras formas de
administração que se ouviu falar...
REVOLUÇÃO URBANA
 4.000 a.C. – região do Oriente Médio atual:
surgimento das primeiras cidades e estados.
 Criação de práticas administrativas que se
estabilizaram e evoluíram nos séculos seguintes.
Algumas contribuições:
 Formação de uma classe de dirigentes profissionais, os
sacerdotes-reis;
 Formação de uma classe de funcionários públicos;
 Invenção de uma contabilidade primitiva;
 Legislação;
 Estrutura de colaboração e coordenação entre cidades-
estados;
 Planejamento de longo prazo;
 Administração de grandes projetos de construção;
 Exércitos profissionais especializados.
13
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
AS PRIMEIRAS ORGANIZAÇÕES E SEUS
ADMINISTRADORES
 3.000 a.C. – civilização suméria na região do atual
Iraque.
 Abundância de água na região – “sociedade de
irrigação” – pequenas comunidades auto suficientes
interligadas.
 Construção de templos administrativos – funcionários
de contabilidade primitiva; uso de placas de argila
onde registravam o recebimento, armazenagem e
desembolso de produtos.
 Criação da administração pública. 14
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
EGITO
 Principais símbolos de aptidões técnicas e
administrativas – pirâmides
 Problemas com administração de mão de obra;
 Coordenação de arquitetos;
 Logística.
 Organização militar
 Criação de um exército assalariado;
 Construção de fortes com celeiros para abastecimento
em caso de falta de alimentos – centro de
suprimentos.
15
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
BABILÔNIA E ASSÍRIA
 2.000 a.C. – sumérios entram em decadência –
domínio pela Babilônia.
 Rei babilônico Hamurábi escreveu o primeiro Código
de leis com 282 regras.
 Uso de cores para controlar a produção e o estoque
nas fábricas de tecidos e nos celeiros.
 Fio para uma semana de produção – Cor Azul;
 Para a semana seguinte – Cor Vermelha;
 Cereais marcados conforme o ano da colheita.
 Instalação de um sistema de incentivos salariais – por
produtividade individual. 16
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
BABILÔNIA E ASSÍRIA
 Século XIV a.C. – império assírio controla a região da
babilônia.
 Avanços na Organização militar. Século VIII a.C.
evolução no exército com características até hoje
utilizadas.
 Logística:
 Depósito de suprimentos,
 Transporte,
 Companhias para construção de pontes e estradas –
configurou o exército como de “longo alcance”, até 500
quilômetros de suas bases.
17
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
CHINA – SUN TZU
 Autor que escreveu sobre estratégia militar – “A arte
da Guerra” em IV a.C.
 Princípios fundamentais sobre planejamento,
comando e doutrina.
 Evitar a batalha;
 Intimidar psicologicamente o
inimigo;
 Usar o tempo ao invés da
força;
 Ataque “surpresa”.
18
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
CHINA – CONFÚCIO E MÊNCIO
 Confúcio (551-479 a.C.) tinha como princípio o
“mérito” – capacidade e excelência moral.
 O imperador da época (Shih Huang-Ti) pautou-se
deste princípio para moldar seu governo.
 Ingresso no serviço público pelo mérito.
 Mêncio (371-289 a.C.) foi um discípulo de Confúcio.
 Defensor da meritocracia e da democracia.
 A partir deles o recrutamento e seleção para se
trabalhar para o governo chinês era feito a partir de
exames – próximo ao que hoje se tem, os concursos
públicos.
19
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
GRÉCIA
 Século V a.C. – início de um período de produção de
ideias e soluções influenciadoras para a
administração.
 Democracia;
 Estratégia;
 Igualdade de todos perante a lei;
 Ética na administração pública;
 Planejamento urbano;
 Universalidade da administração;
 Raciocínio metódico; e
 Qualidade.
20
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
ROMA
 Império entre os séculos VIII a.C. e IV d.C.
 Princípios e técnicas de administração construíram e
mantiveram o império pelos 12 séculos. E a má
administração contribuíram para destruir Roma.
 Primeiro império multinacional do mundo. Desafios:
 Controle das províncias;
 Recolhimento de impostos;
 Manutenção de funcionários (militares e civis);
 Construção de estradas e outros serviços públicos.
21
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
ROMA
 Solução: criação de diferentes tipos de executivos –
reis, imperadores, césares, cônsules, magistrados e
outros.
 Lema: “dividir para governar”.
 Exército romano – referência para os próximos
milênios.
 Alistamento de profissionais;
 Regulamentação;
 Burocratização;
 Planos de carreira e organização.
22
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
PERÍODO MEDIEVAL – IGREJA CATÓLICA
 Decadência do Império Romano e ascensão da Igreja
Católica.
 A instituição herdou as tradições administrativas do
império.
 Administração do território (dioceses, províncias e
vigários);
 Administração central com diversas assessorias
responsáveis pela propagação da fé, preservação da
doutrina e formação de sacerdotes.
23
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
PERÍODO MEDIEVAL – SISTEMA FEUDAL E
ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO
 Organização geográfica dos romanos → Feudos.
 Auto suficiência e proteção contra as dificuldades da
época.
 Associação de artesãos (guildas) – controlavam a
produção e distribuição de bens.
 Produção para auto subsistência.
 Relações de troca de mercadorias (escambo).
24
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
RENASCIMENTO
 Avanço nas técnicas de produção artesanais →
aumento da produção e geração de excedentes →
necessidade de escoar os excedentes → comércio –
relação monetária.
 Auto suficiência → Acumulação de excedentes, posse
do dinheiro para se ter mais dinheiro → Nascente
capitalismo.
 Crescimento das cidades – necessidade de aprimorar
as estruturas e técnicas administrativas.
25
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
CAPITALISMO MERCANTIL
 Ascensão e consolidação do sistema capitalista –
Século XV.
 Burgueses do período medieval → poderosas famílias
de comerciantes e banqueiros.
 Substituição das oficinas artesanais locais para
grandes empresas.
 Surgimento dos fornecedores e intermediários de
matérias-primas e mão de obra.
 Negócios em rede – comércio em larga escala, através
de fronteiras e oceanos.
 Capitalista: figura que entende e domina a produção e
comercialização de bens. 26
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
VENEZA E O CAPITALISMO
 Século XV – A cidade tinha uma grande concentração
de homens de negócios e também guerreiros.
 Criação do Arsenal – maior fábrica do mundo – 1.000
a 2.000 operários.
 Construção de 100 navios em 2 meses.
 Método de produção similar aos de uma fábrica de
automóveis do século XX.
 Necessidade de controle e documentação –
contadores.
27
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
MAQUIAVEL E A LIDERANÇA
 Idealizador da época renascentista, Maquiavel escreveu “O
Príncipe”.
 O pensador faz recomendações sobre como um governante
deve se comportar perante seus subordinados.
 Uma espécie de “manual de
liderança” para os governantes
da época da ascensão do novo
sistema social e econômico
instituído – o capitalismo.
 “A primeira opinião sobre o
príncipe baseia-se na observação
dos homens que o cercam”.
 “Os fins justificam os meios”.
28
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
A REFORMA PROTESTANTE – SÉC. XVI
 Grande impulso às motivações do capitalismo –
Modificação dos valores da cultura empresarial.
 Espírito Individualista e Empreendedor;
 Responsabilidade Individual;
 Ênfase no trabalho duro como forma de melhorar a
situação pessoal e beneficiar a comunidade.
 Prosperidade no presente X Salvação no futuro –
Igreja Católica.
29
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
A REFORMA PROTESTANTE – SÉC. XVI
 Protestantes emigram para os Estados Unidos.
Definição dos princípios do desenvolvimento
industrial e a filosofia gerencial.
 Lutero e o novo modelo de administração:
 Abolição da hierarquia;
 Descentralização da tomada de decisões,
 Estrutura administrativa mínima.
30
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL – SÉCULO XVIII
 Impulsionada por dois eventos: o surgimento das
fábricas e a invenção da máquina a vapor.
 Empresa industrial.
 Substituição do artesão pelo operário especializado.
 Sistema de fabricação para fora (putting-out system) –
famílias trabalhavam em casa e recebiam por peça
produzida.
 Produção em galpões para maior controle da
produção. Regime de trabalho de 14 horas, inclusive
para crianças.
 Surgimento dos sindicatos.
31
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL – SÉCULO XVIII
 Não havia controle de qualidade.
 Preocupação com a eficiência.
 Especialização de tarefas em busca de uma maior
velocidade e eficiência na produção.
 Abrem-se as portas para os primeiros pensamentos
administrativos que viriam a formar a administração
científica:
 Cronometragem e estudo de tempos e movimentos;
 Pagamento de incentivos salariais proporcionais à
produção de peças;
 Planejamento e controle da produção...
32
TeoriaGeraldaAdministração-CAD103-
MaterialelaboradoporIsabellaReis
THAT’S ALL FOLKS!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slides aula 3 barley
Slides aula 3 barleySlides aula 3 barley
Slides aula 3 barley
Rita De Cassia Zuccolotto
 
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
Alexandre Cavalcanti
 
Primordios da administração apresentação
Primordios da administração apresentaçãoPrimordios da administração apresentação
Primordios da administração apresentação
calinesa
 
Fases evolutivas pp
Fases evolutivas  ppFases evolutivas  pp
Fases evolutivas pp
ClaudiaSiola
 
Apostila adm tga
Apostila adm   tgaApostila adm   tga
Apostila adm tga
apostilacontabil
 
Noções de tga 1º ano 2013 parte i
Noções de tga 1º ano 2013   parte iNoções de tga 1º ano 2013   parte i
Noções de tga 1º ano 2013 parte i
Nathan Felix Raposo
 
Apt02
Apt02Apt02
Ebook princípios de administração
Ebook princípios de administraçãoEbook princípios de administração
Ebook princípios de administração
Marta Figueiredo
 

Mais procurados (8)

Slides aula 3 barley
Slides aula 3 barleySlides aula 3 barley
Slides aula 3 barley
 
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
2 estrategia de_gestão - Ramón Jr.
 
Primordios da administração apresentação
Primordios da administração apresentaçãoPrimordios da administração apresentação
Primordios da administração apresentação
 
Fases evolutivas pp
Fases evolutivas  ppFases evolutivas  pp
Fases evolutivas pp
 
Apostila adm tga
Apostila adm   tgaApostila adm   tga
Apostila adm tga
 
Noções de tga 1º ano 2013 parte i
Noções de tga 1º ano 2013   parte iNoções de tga 1º ano 2013   parte i
Noções de tga 1º ano 2013 parte i
 
Apt02
Apt02Apt02
Apt02
 
Ebook princípios de administração
Ebook princípios de administraçãoEbook princípios de administração
Ebook princípios de administração
 

Destaque

Maquiavel e Descartes
Maquiavel e DescartesMaquiavel e Descartes
Maquiavel e Descartes
Helena Morita
 
3 da escola classica ao sistema toyota
3   da escola classica ao sistema toyota3   da escola classica ao sistema toyota
3 da escola classica ao sistema toyota
Isabella Couto Reis
 
7 topicos especiais em administracao
7   topicos especiais em administracao7   topicos especiais em administracao
7 topicos especiais em administracao
Isabella Couto Reis
 
6 abordagem sistemica e contingencial
6   abordagem sistemica e contingencial6   abordagem sistemica e contingencial
6 abordagem sistemica e contingencial
Isabella Couto Reis
 
5 abordagem comportamental
5   abordagem comportamental5   abordagem comportamental
5 abordagem comportamental
Isabella Couto Reis
 
2 escola classica da administracao
2   escola classica da administracao2   escola classica da administracao
2 escola classica da administracao
Isabella Couto Reis
 
Aula 1 final ucam 2012.2 - evolucao pensamento administrativo
Aula 1 final   ucam 2012.2 - evolucao pensamento administrativoAula 1 final   ucam 2012.2 - evolucao pensamento administrativo
Aula 1 final ucam 2012.2 - evolucao pensamento administrativo
Angelo Peres
 
Evolução do-pensamento-administrativo-e-a-enfermagem
Evolução do-pensamento-administrativo-e-a-enfermagemEvolução do-pensamento-administrativo-e-a-enfermagem
Evolução do-pensamento-administrativo-e-a-enfermagem
willmt
 
4 escola de relacoes humanas
4   escola de relacoes humanas4   escola de relacoes humanas
4 escola de relacoes humanas
Isabella Couto Reis
 
resumo maximiano
resumo maximianoresumo maximiano
resumo maximiano
Pedro Mondini
 
ADM - Evolução do pensamento em administração
ADM - Evolução do pensamento em administraçãoADM - Evolução do pensamento em administração
ADM - Evolução do pensamento em administração
Gabriel Faustino
 

Destaque (11)

Maquiavel e Descartes
Maquiavel e DescartesMaquiavel e Descartes
Maquiavel e Descartes
 
3 da escola classica ao sistema toyota
3   da escola classica ao sistema toyota3   da escola classica ao sistema toyota
3 da escola classica ao sistema toyota
 
7 topicos especiais em administracao
7   topicos especiais em administracao7   topicos especiais em administracao
7 topicos especiais em administracao
 
6 abordagem sistemica e contingencial
6   abordagem sistemica e contingencial6   abordagem sistemica e contingencial
6 abordagem sistemica e contingencial
 
5 abordagem comportamental
5   abordagem comportamental5   abordagem comportamental
5 abordagem comportamental
 
2 escola classica da administracao
2   escola classica da administracao2   escola classica da administracao
2 escola classica da administracao
 
Aula 1 final ucam 2012.2 - evolucao pensamento administrativo
Aula 1 final   ucam 2012.2 - evolucao pensamento administrativoAula 1 final   ucam 2012.2 - evolucao pensamento administrativo
Aula 1 final ucam 2012.2 - evolucao pensamento administrativo
 
Evolução do-pensamento-administrativo-e-a-enfermagem
Evolução do-pensamento-administrativo-e-a-enfermagemEvolução do-pensamento-administrativo-e-a-enfermagem
Evolução do-pensamento-administrativo-e-a-enfermagem
 
4 escola de relacoes humanas
4   escola de relacoes humanas4   escola de relacoes humanas
4 escola de relacoes humanas
 
resumo maximiano
resumo maximianoresumo maximiano
resumo maximiano
 
ADM - Evolução do pensamento em administração
ADM - Evolução do pensamento em administraçãoADM - Evolução do pensamento em administração
ADM - Evolução do pensamento em administração
 

Semelhante a 1 introducao ao estudo da administracao

Origem da administração
Origem da administraçãoOrigem da administração
Origem da administração
Ricardo_Roque
 
Processos organizacionais 01
Processos organizacionais 01Processos organizacionais 01
Processos organizacionais 01
José Claudemiro Oliveira
 
ENCONTRO 01 - introducao a administracao I CESSI - FRECHEIRINHA.pptx
ENCONTRO 01 - introducao a administracao I CESSI - FRECHEIRINHA.pptxENCONTRO 01 - introducao a administracao I CESSI - FRECHEIRINHA.pptx
ENCONTRO 01 - introducao a administracao I CESSI - FRECHEIRINHA.pptx
PauloVictorSouzaRodr1
 
CONCEITOS E EVOLUÇÃO HISTORICA DA ADMINISTRAÇÃO.pptx
CONCEITOS E EVOLUÇÃO HISTORICA DA ADMINISTRAÇÃO.pptxCONCEITOS E EVOLUÇÃO HISTORICA DA ADMINISTRAÇÃO.pptx
CONCEITOS E EVOLUÇÃO HISTORICA DA ADMINISTRAÇÃO.pptx
jhordana1
 
Fundamentos Da Administração
Fundamentos Da AdministraçãoFundamentos Da Administração
Fundamentos Da Administração
Dheymia de Lima
 
Apostila adm tga
Apostila adm   tgaApostila adm   tga
Apostila adm tga
apostilacontabil
 
Apostila adm tga
Apostila adm   tgaApostila adm   tga
Apostila adm tga
admcontabil
 
Administração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoAdministração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evolução
Lemos1960
 
Aula 1 - Introdução.pdf
Aula 1 - Introdução.pdfAula 1 - Introdução.pdf
Aula 1 - Introdução.pdf
Julio Iacia
 
Aula 1.pptfasdf as teste jaiuah fua suf uan
Aula 1.pptfasdf as teste jaiuah fua suf uanAula 1.pptfasdf as teste jaiuah fua suf uan
Aula 1.pptfasdf as teste jaiuah fua suf uan
AntonioGuimaresNeto
 
Apostila gestao empresarial parte 1
Apostila gestao empresarial parte 1Apostila gestao empresarial parte 1
Apostila gestao empresarial parte 1
Ricardo Conceicao
 
Aula 1 fundamentos de adm
Aula 1 fundamentos de admAula 1 fundamentos de adm
Aula 1 fundamentos de adm
Edi Mary Monteiro
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Introdução à administração
Introdução à administraçãoIntrodução à administração
Introdução à administração
MaryIvany1
 
aulasintrodtga2017-1-170531004946.pptx
aulasintrodtga2017-1-170531004946.pptxaulasintrodtga2017-1-170531004946.pptx
aulasintrodtga2017-1-170531004946.pptx
JooMendes537360
 
apostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnicoapostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnico
camaradeManoelVitori
 
aula2_TGA história.ppt
aula2_TGA história.pptaula2_TGA história.ppt
aula2_TGA história.ppt
ProfessorMaickLopes
 
Taylor admcientifica
Taylor admcientificaTaylor admcientifica
Taylor admcientifica
carlomitro
 
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalhoRevisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
R Gómez
 
Aula 18 - Comparativo entre as Teorias de Administração.ppt
Aula 18 - Comparativo entre as Teorias de Administração.pptAula 18 - Comparativo entre as Teorias de Administração.ppt
Aula 18 - Comparativo entre as Teorias de Administração.ppt
AntonioCarlosMarques20
 

Semelhante a 1 introducao ao estudo da administracao (20)

Origem da administração
Origem da administraçãoOrigem da administração
Origem da administração
 
Processos organizacionais 01
Processos organizacionais 01Processos organizacionais 01
Processos organizacionais 01
 
ENCONTRO 01 - introducao a administracao I CESSI - FRECHEIRINHA.pptx
ENCONTRO 01 - introducao a administracao I CESSI - FRECHEIRINHA.pptxENCONTRO 01 - introducao a administracao I CESSI - FRECHEIRINHA.pptx
ENCONTRO 01 - introducao a administracao I CESSI - FRECHEIRINHA.pptx
 
CONCEITOS E EVOLUÇÃO HISTORICA DA ADMINISTRAÇÃO.pptx
CONCEITOS E EVOLUÇÃO HISTORICA DA ADMINISTRAÇÃO.pptxCONCEITOS E EVOLUÇÃO HISTORICA DA ADMINISTRAÇÃO.pptx
CONCEITOS E EVOLUÇÃO HISTORICA DA ADMINISTRAÇÃO.pptx
 
Fundamentos Da Administração
Fundamentos Da AdministraçãoFundamentos Da Administração
Fundamentos Da Administração
 
Apostila adm tga
Apostila adm   tgaApostila adm   tga
Apostila adm tga
 
Apostila adm tga
Apostila adm   tgaApostila adm   tga
Apostila adm tga
 
Administração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoAdministração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evolução
 
Aula 1 - Introdução.pdf
Aula 1 - Introdução.pdfAula 1 - Introdução.pdf
Aula 1 - Introdução.pdf
 
Aula 1.pptfasdf as teste jaiuah fua suf uan
Aula 1.pptfasdf as teste jaiuah fua suf uanAula 1.pptfasdf as teste jaiuah fua suf uan
Aula 1.pptfasdf as teste jaiuah fua suf uan
 
Apostila gestao empresarial parte 1
Apostila gestao empresarial parte 1Apostila gestao empresarial parte 1
Apostila gestao empresarial parte 1
 
Aula 1 fundamentos de adm
Aula 1 fundamentos de admAula 1 fundamentos de adm
Aula 1 fundamentos de adm
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Introdução à administração
Introdução à administraçãoIntrodução à administração
Introdução à administração
 
aulasintrodtga2017-1-170531004946.pptx
aulasintrodtga2017-1-170531004946.pptxaulasintrodtga2017-1-170531004946.pptx
aulasintrodtga2017-1-170531004946.pptx
 
apostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnicoapostilha economia e mercado para técnico
apostilha economia e mercado para técnico
 
aula2_TGA história.ppt
aula2_TGA história.pptaula2_TGA história.ppt
aula2_TGA história.ppt
 
Taylor admcientifica
Taylor admcientificaTaylor admcientifica
Taylor admcientifica
 
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalhoRevisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
Revisão de conteudo administração aplicada em saúde e segurança no trabalho
 
Aula 18 - Comparativo entre as Teorias de Administração.ppt
Aula 18 - Comparativo entre as Teorias de Administração.pptAula 18 - Comparativo entre as Teorias de Administração.ppt
Aula 18 - Comparativo entre as Teorias de Administração.ppt
 

Último

Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 

1 introducao ao estudo da administracao

  • 1. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO Teoria Geral da Administração – CAD 103 Isabella Reis Fev/2014 Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Ciências Econômicas – FACE
  • 2. ORGANIZAÇÕES E A SOCIEDADE  A sociedade humana é formada por organizações que fornecem os meios para o atendimento de necessidades das pessoas. 2 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis Saúde Água e Energia Segurança Pública Alimentação Diversão Educação
  • 3. ORGANIZAÇÕES E A SOCIEDADE  Uma organização é um sistema de recursos que procura realizar algum tipo de objetivo (ou conjunto de objetivos). 3 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis Pessoas Informação Conhecimento Espaço Tempo Dinheiro Instalações Organização Objetivos
  • 4. ORGANIZAÇÕES E A SOCIEDADE  Organizações → Meios para subsistência de muitas pessoas (sistema de remuneração: salários, abonos, lucros distribuídos) → Possibilidade de aquisição de bens e serviços.  E assim se forma a dinâmica do sistema social e econômico que vivemos!  Importância das organizações e do seu desempenho para a sociedade – vivemos em uma sociedade organizacional! 4 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 5. ORGANIZAÇÕES E SUA ADMINISTRAÇÃO  Necessidade de uma boa Administração, pois é ela que proporcionará à organização a capacidade de utilizar corretamente seus recursos e atingir seus objetivos, ou seja, de ter um bom desempenho.  Os conceitos de Eficácia e Eficiência para indicar o desempenho de uma organização... 5 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 6. ORGANIZAÇÕES E SUA ADMINISTRAÇÃO  Eficácia  Palavra usada para indicar que a organização realiza seus objetivos (índice de vendas, nível de produção, etc).  Quanto mais alto o grau de realização dos objetivos, mais a organização é eficaz.  Eficiência  Palavra usada para indicar que a organização utiliza produtivamente, ou de maneira econômica, seus recursos (matéria-prima, tempo, etc).  Quanto mais alto o grau de produtividade ou economia na utilização dos recursos, mais eficiente a organização é. 6 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 7. ADMINISTRAÇÃO: CONCEITO E PROCESSO  Administração é processo de tomar decisões sobre objetivos e utilização de recursos.  O processo administrativo abrange cinco tipos principais de decisões, chamados também de funções ou processos:  Planejamento;  Organização;  Liderança;  Execução;  Controle. 7 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 9. TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO  Importância social das organizações.  Importância dos gestores destas organizações.  Justificativa para o desenvolvimento e estudo da Teoria Geral da Administração. 9 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 10. TERMOS DE ESTUDO  Teorias são explicações, interpretações ou proposições sobre a administração e as organizações.  Ex: Teoria das Relações Humanas.  Enfoque é um pensamento, abordagem ou perspectiva, ou seja, é um aspecto particular das organizações ou uma forma de estudá-las.  Ex: Enfoque comportamental.  Escola é uma linha de pensamento ou conjunto de autores que usaram o mesmo enfoque e raciocínio para analisar a administração e as organizações.  Ex: Escola de Relações Humanas. 10 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 11. TERMOS DE ESTUDO  Modelo de gestão/administração é um conjunto de doutrinas e técnicas para se administrar relacionado à uma cultura específica.  Ex: Modelo japonês de administração (associado à qualidade).  Modelo de organização é um conjunto de características que definem organizações e a forma como são administradas.  Ex: modelo mecanicista de organização.  Doutrina (preceito) é um princípio de conduta administrativa com regras e valores.  Ex: Administração científica e a doutrina de eficiência.  Técnicas são soluções para problemas administrativos.  Ex: Sistemas de controle, Organogramas, Manuais de procedimentos. 11 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 12. DA REVOLUÇÃO URBANA À REVOLUÇÃO INDUSTRIAL As primeiras formas de administração que se ouviu falar...
  • 13. REVOLUÇÃO URBANA  4.000 a.C. – região do Oriente Médio atual: surgimento das primeiras cidades e estados.  Criação de práticas administrativas que se estabilizaram e evoluíram nos séculos seguintes. Algumas contribuições:  Formação de uma classe de dirigentes profissionais, os sacerdotes-reis;  Formação de uma classe de funcionários públicos;  Invenção de uma contabilidade primitiva;  Legislação;  Estrutura de colaboração e coordenação entre cidades- estados;  Planejamento de longo prazo;  Administração de grandes projetos de construção;  Exércitos profissionais especializados. 13 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 14. AS PRIMEIRAS ORGANIZAÇÕES E SEUS ADMINISTRADORES  3.000 a.C. – civilização suméria na região do atual Iraque.  Abundância de água na região – “sociedade de irrigação” – pequenas comunidades auto suficientes interligadas.  Construção de templos administrativos – funcionários de contabilidade primitiva; uso de placas de argila onde registravam o recebimento, armazenagem e desembolso de produtos.  Criação da administração pública. 14 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 15. EGITO  Principais símbolos de aptidões técnicas e administrativas – pirâmides  Problemas com administração de mão de obra;  Coordenação de arquitetos;  Logística.  Organização militar  Criação de um exército assalariado;  Construção de fortes com celeiros para abastecimento em caso de falta de alimentos – centro de suprimentos. 15 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 16. BABILÔNIA E ASSÍRIA  2.000 a.C. – sumérios entram em decadência – domínio pela Babilônia.  Rei babilônico Hamurábi escreveu o primeiro Código de leis com 282 regras.  Uso de cores para controlar a produção e o estoque nas fábricas de tecidos e nos celeiros.  Fio para uma semana de produção – Cor Azul;  Para a semana seguinte – Cor Vermelha;  Cereais marcados conforme o ano da colheita.  Instalação de um sistema de incentivos salariais – por produtividade individual. 16 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 17. BABILÔNIA E ASSÍRIA  Século XIV a.C. – império assírio controla a região da babilônia.  Avanços na Organização militar. Século VIII a.C. evolução no exército com características até hoje utilizadas.  Logística:  Depósito de suprimentos,  Transporte,  Companhias para construção de pontes e estradas – configurou o exército como de “longo alcance”, até 500 quilômetros de suas bases. 17 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 18. CHINA – SUN TZU  Autor que escreveu sobre estratégia militar – “A arte da Guerra” em IV a.C.  Princípios fundamentais sobre planejamento, comando e doutrina.  Evitar a batalha;  Intimidar psicologicamente o inimigo;  Usar o tempo ao invés da força;  Ataque “surpresa”. 18 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 19. CHINA – CONFÚCIO E MÊNCIO  Confúcio (551-479 a.C.) tinha como princípio o “mérito” – capacidade e excelência moral.  O imperador da época (Shih Huang-Ti) pautou-se deste princípio para moldar seu governo.  Ingresso no serviço público pelo mérito.  Mêncio (371-289 a.C.) foi um discípulo de Confúcio.  Defensor da meritocracia e da democracia.  A partir deles o recrutamento e seleção para se trabalhar para o governo chinês era feito a partir de exames – próximo ao que hoje se tem, os concursos públicos. 19 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 20. GRÉCIA  Século V a.C. – início de um período de produção de ideias e soluções influenciadoras para a administração.  Democracia;  Estratégia;  Igualdade de todos perante a lei;  Ética na administração pública;  Planejamento urbano;  Universalidade da administração;  Raciocínio metódico; e  Qualidade. 20 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 21. ROMA  Império entre os séculos VIII a.C. e IV d.C.  Princípios e técnicas de administração construíram e mantiveram o império pelos 12 séculos. E a má administração contribuíram para destruir Roma.  Primeiro império multinacional do mundo. Desafios:  Controle das províncias;  Recolhimento de impostos;  Manutenção de funcionários (militares e civis);  Construção de estradas e outros serviços públicos. 21 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 22. ROMA  Solução: criação de diferentes tipos de executivos – reis, imperadores, césares, cônsules, magistrados e outros.  Lema: “dividir para governar”.  Exército romano – referência para os próximos milênios.  Alistamento de profissionais;  Regulamentação;  Burocratização;  Planos de carreira e organização. 22 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 23. PERÍODO MEDIEVAL – IGREJA CATÓLICA  Decadência do Império Romano e ascensão da Igreja Católica.  A instituição herdou as tradições administrativas do império.  Administração do território (dioceses, províncias e vigários);  Administração central com diversas assessorias responsáveis pela propagação da fé, preservação da doutrina e formação de sacerdotes. 23 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 24. PERÍODO MEDIEVAL – SISTEMA FEUDAL E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO  Organização geográfica dos romanos → Feudos.  Auto suficiência e proteção contra as dificuldades da época.  Associação de artesãos (guildas) – controlavam a produção e distribuição de bens.  Produção para auto subsistência.  Relações de troca de mercadorias (escambo). 24 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 25. RENASCIMENTO  Avanço nas técnicas de produção artesanais → aumento da produção e geração de excedentes → necessidade de escoar os excedentes → comércio – relação monetária.  Auto suficiência → Acumulação de excedentes, posse do dinheiro para se ter mais dinheiro → Nascente capitalismo.  Crescimento das cidades – necessidade de aprimorar as estruturas e técnicas administrativas. 25 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 26. CAPITALISMO MERCANTIL  Ascensão e consolidação do sistema capitalista – Século XV.  Burgueses do período medieval → poderosas famílias de comerciantes e banqueiros.  Substituição das oficinas artesanais locais para grandes empresas.  Surgimento dos fornecedores e intermediários de matérias-primas e mão de obra.  Negócios em rede – comércio em larga escala, através de fronteiras e oceanos.  Capitalista: figura que entende e domina a produção e comercialização de bens. 26 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 27. VENEZA E O CAPITALISMO  Século XV – A cidade tinha uma grande concentração de homens de negócios e também guerreiros.  Criação do Arsenal – maior fábrica do mundo – 1.000 a 2.000 operários.  Construção de 100 navios em 2 meses.  Método de produção similar aos de uma fábrica de automóveis do século XX.  Necessidade de controle e documentação – contadores. 27 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 28. MAQUIAVEL E A LIDERANÇA  Idealizador da época renascentista, Maquiavel escreveu “O Príncipe”.  O pensador faz recomendações sobre como um governante deve se comportar perante seus subordinados.  Uma espécie de “manual de liderança” para os governantes da época da ascensão do novo sistema social e econômico instituído – o capitalismo.  “A primeira opinião sobre o príncipe baseia-se na observação dos homens que o cercam”.  “Os fins justificam os meios”. 28 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 29. A REFORMA PROTESTANTE – SÉC. XVI  Grande impulso às motivações do capitalismo – Modificação dos valores da cultura empresarial.  Espírito Individualista e Empreendedor;  Responsabilidade Individual;  Ênfase no trabalho duro como forma de melhorar a situação pessoal e beneficiar a comunidade.  Prosperidade no presente X Salvação no futuro – Igreja Católica. 29 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 30. A REFORMA PROTESTANTE – SÉC. XVI  Protestantes emigram para os Estados Unidos. Definição dos princípios do desenvolvimento industrial e a filosofia gerencial.  Lutero e o novo modelo de administração:  Abolição da hierarquia;  Descentralização da tomada de decisões,  Estrutura administrativa mínima. 30 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 31. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL – SÉCULO XVIII  Impulsionada por dois eventos: o surgimento das fábricas e a invenção da máquina a vapor.  Empresa industrial.  Substituição do artesão pelo operário especializado.  Sistema de fabricação para fora (putting-out system) – famílias trabalhavam em casa e recebiam por peça produzida.  Produção em galpões para maior controle da produção. Regime de trabalho de 14 horas, inclusive para crianças.  Surgimento dos sindicatos. 31 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis
  • 32. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL – SÉCULO XVIII  Não havia controle de qualidade.  Preocupação com a eficiência.  Especialização de tarefas em busca de uma maior velocidade e eficiência na produção.  Abrem-se as portas para os primeiros pensamentos administrativos que viriam a formar a administração científica:  Cronometragem e estudo de tempos e movimentos;  Pagamento de incentivos salariais proporcionais à produção de peças;  Planejamento e controle da produção... 32 TeoriaGeraldaAdministração-CAD103- MaterialelaboradoporIsabellaReis