SlideShare uma empresa Scribd logo
NUCLEO DE
EDUCAÇÃO
PERMANENTE
HCCS
ENFª Flávia C. R. Santos
Políticas Públicas
O artigo 200, da Constituição Federal de 1988, em seu inciso III,
atribui ao SUS a competência de ordenar a formação na área da
Saúde. Admite-se que as questões da educação na saúde fazem parte
do rolamento de atribuições finalísticas deste sistema.
O Ministério da Saúde tem desenvolvido várias estratégias e políticas
voltadas para a adequação da formação e qualificação de seus
trabalhadores pautados nas necessidades de saúde da população e
do trabalhadores.
Primeiro vamos
aos conceitos
Tá! Mas espera um
pouco...
Por que educação
permanente e não
educação
continuada?
A Educação
Continuada É uma ferramenta de aprimoramento
profissional que usa alternativas
educacionais centradas no desenvolvimento
de grupos ou categorias profissionais.
Geralmente utiliza metodologia tradicional e
tem duração definida.
Educação
Permanente
É uma estratégia de reestruturação dos serviços
pensadas para a equipes de trabalho. Utiliza-se
da aprendizagem significativa com enfoque
problematizador e o profissional é centro do
processo ensino- aprendizagem e a aquisição
das competências determina o fim da
intervenção.
Educação Continuada TRABALHA:
Alternativas educacionais centradas no
desenvolvimento de grupos/categorias
profissionais; - utiliza metodologia tradicional e
tem, portanto, duração definida ; - ferramentas:
atividades de ensino após a graduação
(atualização) como cursos de caráter seriado,
estudo de publicações específicas de um
determinado campo de conhecimento (etc...)
Educação Permanente VISA:
Estratégia de reestruturação dos serviços pensadas para a equipes
de trabalho; Utiliza-se da aprendizagem significativa com
enfoque problematizador; o profissional é centro do processo
ensino-aprendizagem e a aquisição das competências determina o
fim da intervenção; ferramenta: determinantes sociais e
econômicos regionais/necessidade de saúde da população +
valores e conceitos dos profissionais orientado a busca de novos
saberes para a solução da situação vigente. Esquematicamente
Portaria MS/GM nº 1.996, de 20 de agosto
de 2007Portaria MS/GM nº 1.996, de 20 de
agosto de 2007
A Política Nacional de Educação Permanente em Saúde explicita a
relação da proposta com princípios e diretrizes do SUS. Uma cadeia
de cuidados progressivos à saúde supõe a ruptura com o conceito de
sistema verticalizado para trabalhar com a ideia de rede. Um conjunto
articulado de serviços básicos, ambulatórios de especialidades e
hospitais gerais e especializados em que todas as ações e serviços de
saúde sejam prestadas.
Diretrizes Educação Permanente em
Saúde
É aprendizagem no trabalho, onde o aprender e o ensinar se
incorporam ao cotidiano das organizações e ao trabalho; - Baseia-
se na aprendizagem significativa e em sua possibilidade de
transformação; Leva em consideração os conhecimentos e as
experiências prévios dos envolvidos. Propõe que os processos de
educação dos trabalhadores da saúde se façam a partir da
problematização do processo de trabalho.
Conceito pedagógico,
Educação Permanente em Educação Permanente em Saúde, está
atrelado à efetivação de relações orgânicas entre:
2 SITUAÇÃO = SITUAÇÃO 1 MODIFICADA MOMENTO 2
Resolução dos problemas diagnosticados - Melhoria dos
indicadores de saúde das pessoas e populações SITUAÇÃO 1
MOMENTO 1 Problemas Cotidianos - necessidades de saúde das
pessoas e populações SITUAÇÃO 1 MOMENTO 1 Problemas
Cotidianos - necessidades de saúde das pessoas e populações
Conhecimento prévio dos profissionais Conhecimento prévio
dos profissionais Necessidades de formação e desenvolvimento
Necessidades de formação e desenvolvimento
Proposta inicial: Plano de Ação do NEP do
HCCS
O NEP_HCCS servirá de norteador para as
atividades das Comissões de Integração
Ensino Serviço na construção e
implementação de ações e intervenções na
área de educação na saúde em resposta às
necessidades do serviço. Metodologia
Vivencial e Ferramentas de TRABALHO AOS
“Líderes”, Treinamento e capacitação ao
O desafio do NEP
É estimular o desenvolvimento da consciência nos
profissionais sobre o seu contexto, pela sua responsabilidade
em seu processo permanente de capacitação. Assim, é
necessário que os serviços de saúde revejam os métodos
utilizados em educação permanente, de forma que esta seja
um processo participativo para todos. Ela tem como cenário o
próprio espaço de trabalho, no qual o pensar e o fazer são
insumos fundamentais do aprender e do trabalhar. Essa seria
uma educação muito mais voltada para a transformação social
do que para a transmissão cultural
Programação das
Atividades e Ações 2023
1º Semestre
Janeiro Branco 18 e 19
a de conversa com Psicólogo e Psiquiatra
opraxia, Auriculoterapia
cícios Respiratório
Fevereiro ROXO e LARANJA 22 e 23
ra sobre Alzheimer passos do paciente seguro;
ra com Terapeuta Ocupacional;
ra Leucemia e emergência
cêutico Ações medicamentosas no lúpus e
ialgia
rço Azul Marinho e Lilás dias 13 a 16 e 22 a 24
ernacional da Mulher
com Endócrino Dr. Rafael
com Médica Esteticista
Educador físico
com nutricionista
Abril azul e verde de 10 a 15 e de 25 a 26
om Enf. Flávia
om Bombeiro;
om Enf. CCIH e Tec Segurança do trabalho
om Emergencista: Quando a vítima de Trauma é
scente ou criança autista
a, Vermelho e Amarelo dias 3 e 4; 10 a 12; 29 e 30
m Cirurgião Dentista
Enfermagem;
Novembro Azul e Diabetes de 6 a 17
Palestra com Urologista
Outubro Rosa e Verde de 17 a 20
Palestra com Psicólogo
Atividade Respiratória
Palestra com Ginecologista
Palestra com Enfermeira
Palestra com Emergencista
Setembro Vermelho e Amarelo de 4 a 15 e de 26 a 27
Pesquisa de Campo
Palestra com Farmacêutico
Treinamento Básico de ECG
Palestra com Emergencista
Mesa redonda Enfermeiras intra e extra hospitalar
Palestra com Enf. V.E sobre SINAN
Palestra com psicólogo
Palestra Com Psiquiatra
Agosto Dourado e Lilás de 1 a 2 e 16 a 17
Palestra com Médico Obstetra
Palestra com Enf. Obstetra
Palestra com Enf. Neonatologista
Palestra com psicólogo
Julho Amarelo e Verde 18 a 21
Palestra com Enf. Oncologia
Palestra com infectologista
Palestra Enf. do CEMIN
Lavagem das mãos
2º Semestre
SEMANAS INSTITUCIONAIS DO HOSPITAL COSTA SUL
PROPOSTA E DESCRIÇÃO

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 1º Apresentação do NUCLEO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE do HCCS.pptx

A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
PROIDDBahiana
 
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
PROIDDBahiana
 
Educação permanente e a aprendizagem significativa
Educação permanente e a aprendizagem significativaEducação permanente e a aprendizagem significativa
Educação permanente e a aprendizagem significativa
Monica Oscalices
 
PDF M1U1 - A identidade do preceptor no processo formativo da educação em saú...
PDF M1U1 - A identidade do preceptor no processo formativo da educação em saú...PDF M1U1 - A identidade do preceptor no processo formativo da educação em saú...
PDF M1U1 - A identidade do preceptor no processo formativo da educação em saú...
ssuser43ee6d2
 
Equipe multiprofissional de saúde
Equipe multiprofissional de saúdeEquipe multiprofissional de saúde
Equipe multiprofissional de saúde
naiellyrodrigues
 
SAUDE DIREITO DE TODOS.pdf
SAUDE DIREITO DE TODOS.pdfSAUDE DIREITO DE TODOS.pdf
SAUDE DIREITO DE TODOS.pdf
NorivalRaulinoSilva
 
HumanizaSUS
HumanizaSUSHumanizaSUS
HumanizaSUS
Lene So
 
Humaniza sus prof. Carlos
Humaniza sus   prof. CarlosHumaniza sus   prof. Carlos
Humaniza sus prof. Carlos
Aprova Saúde
 
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdfCurso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
anaadreis
 
aula 1 PDF.pdf
aula 1 PDF.pdfaula 1 PDF.pdf
aula 1 PDF.pdf
CarolMendona13
 
Cola
ColaCola
Publication
PublicationPublication
Publication
Inaiara Bragante
 
O quadrilátero da formação para a saúde ensino, gestão, atenção e controle s...
O quadrilátero da formação para a saúde  ensino, gestão, atenção e controle s...O quadrilátero da formação para a saúde  ensino, gestão, atenção e controle s...
O quadrilátero da formação para a saúde ensino, gestão, atenção e controle s...
Rosane Domingues
 
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à SaúdeBanners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
EDUCAÇÃO EM SAÚDE
EDUCAÇÃO EM SAÚDEEDUCAÇÃO EM SAÚDE
EDUCAÇÃO EM SAÚDE
Centro Universitário Ages
 
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grossemanDesenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
PROIDDBahiana
 
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grossemanDesenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
PROIDDBahiana
 
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Rebeca Mairã
 
Tecnología y educación
Tecnología y educaciónTecnología y educación
Tecnología y educación
Rebeca Mairã
 
Uso de tecnologias de informação
Uso de tecnologias de informaçãoUso de tecnologias de informação
Uso de tecnologias de informação
Rebeca Mairã
 

Semelhante a 1º Apresentação do NUCLEO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE do HCCS.pptx (20)

A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
 
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
A formacao-de-profissionais-da-saude-aprendizagem-significativa-a-luz-da-prom...
 
Educação permanente e a aprendizagem significativa
Educação permanente e a aprendizagem significativaEducação permanente e a aprendizagem significativa
Educação permanente e a aprendizagem significativa
 
PDF M1U1 - A identidade do preceptor no processo formativo da educação em saú...
PDF M1U1 - A identidade do preceptor no processo formativo da educação em saú...PDF M1U1 - A identidade do preceptor no processo formativo da educação em saú...
PDF M1U1 - A identidade do preceptor no processo formativo da educação em saú...
 
Equipe multiprofissional de saúde
Equipe multiprofissional de saúdeEquipe multiprofissional de saúde
Equipe multiprofissional de saúde
 
SAUDE DIREITO DE TODOS.pdf
SAUDE DIREITO DE TODOS.pdfSAUDE DIREITO DE TODOS.pdf
SAUDE DIREITO DE TODOS.pdf
 
HumanizaSUS
HumanizaSUSHumanizaSUS
HumanizaSUS
 
Humaniza sus prof. Carlos
Humaniza sus   prof. CarlosHumaniza sus   prof. Carlos
Humaniza sus prof. Carlos
 
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdfCurso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
Curso4_Vol1_Aula02_Final 2.pdf
 
aula 1 PDF.pdf
aula 1 PDF.pdfaula 1 PDF.pdf
aula 1 PDF.pdf
 
Cola
ColaCola
Cola
 
Publication
PublicationPublication
Publication
 
O quadrilátero da formação para a saúde ensino, gestão, atenção e controle s...
O quadrilátero da formação para a saúde  ensino, gestão, atenção e controle s...O quadrilátero da formação para a saúde  ensino, gestão, atenção e controle s...
O quadrilátero da formação para a saúde ensino, gestão, atenção e controle s...
 
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à SaúdeBanners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
 
EDUCAÇÃO EM SAÚDE
EDUCAÇÃO EM SAÚDEEDUCAÇÃO EM SAÚDE
EDUCAÇÃO EM SAÚDE
 
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grossemanDesenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
 
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grossemanDesenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
Desenvolvimento curricular cbc-bollela-amaral-grosseman
 
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
 
Tecnología y educación
Tecnología y educaciónTecnología y educación
Tecnología y educación
 
Uso de tecnologias de informação
Uso de tecnologias de informaçãoUso de tecnologias de informação
Uso de tecnologias de informação
 

Último

DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptxDESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
Klaisn
 
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
AmaroAlmeidaChimbala
 
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdfHistória da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
JandersonGeorgeGuima
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
marjoguedes1
 
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
CatieleAlmeida1
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
sula31
 
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
Luiz Henrique Pimentel Novais Silva
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Último (8)

DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptxDESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
 
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
 
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdfHistória da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
 
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
 
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 

1º Apresentação do NUCLEO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE do HCCS.pptx

  • 2. Políticas Públicas O artigo 200, da Constituição Federal de 1988, em seu inciso III, atribui ao SUS a competência de ordenar a formação na área da Saúde. Admite-se que as questões da educação na saúde fazem parte do rolamento de atribuições finalísticas deste sistema. O Ministério da Saúde tem desenvolvido várias estratégias e políticas voltadas para a adequação da formação e qualificação de seus trabalhadores pautados nas necessidades de saúde da população e do trabalhadores.
  • 3. Primeiro vamos aos conceitos Tá! Mas espera um pouco... Por que educação permanente e não educação continuada?
  • 4. A Educação Continuada É uma ferramenta de aprimoramento profissional que usa alternativas educacionais centradas no desenvolvimento de grupos ou categorias profissionais. Geralmente utiliza metodologia tradicional e tem duração definida.
  • 5. Educação Permanente É uma estratégia de reestruturação dos serviços pensadas para a equipes de trabalho. Utiliza-se da aprendizagem significativa com enfoque problematizador e o profissional é centro do processo ensino- aprendizagem e a aquisição das competências determina o fim da intervenção.
  • 6. Educação Continuada TRABALHA: Alternativas educacionais centradas no desenvolvimento de grupos/categorias profissionais; - utiliza metodologia tradicional e tem, portanto, duração definida ; - ferramentas: atividades de ensino após a graduação (atualização) como cursos de caráter seriado, estudo de publicações específicas de um determinado campo de conhecimento (etc...)
  • 7. Educação Permanente VISA: Estratégia de reestruturação dos serviços pensadas para a equipes de trabalho; Utiliza-se da aprendizagem significativa com enfoque problematizador; o profissional é centro do processo ensino-aprendizagem e a aquisição das competências determina o fim da intervenção; ferramenta: determinantes sociais e econômicos regionais/necessidade de saúde da população + valores e conceitos dos profissionais orientado a busca de novos saberes para a solução da situação vigente. Esquematicamente
  • 8. Portaria MS/GM nº 1.996, de 20 de agosto de 2007Portaria MS/GM nº 1.996, de 20 de agosto de 2007 A Política Nacional de Educação Permanente em Saúde explicita a relação da proposta com princípios e diretrizes do SUS. Uma cadeia de cuidados progressivos à saúde supõe a ruptura com o conceito de sistema verticalizado para trabalhar com a ideia de rede. Um conjunto articulado de serviços básicos, ambulatórios de especialidades e hospitais gerais e especializados em que todas as ações e serviços de saúde sejam prestadas.
  • 9. Diretrizes Educação Permanente em Saúde É aprendizagem no trabalho, onde o aprender e o ensinar se incorporam ao cotidiano das organizações e ao trabalho; - Baseia- se na aprendizagem significativa e em sua possibilidade de transformação; Leva em consideração os conhecimentos e as experiências prévios dos envolvidos. Propõe que os processos de educação dos trabalhadores da saúde se façam a partir da problematização do processo de trabalho.
  • 10. Conceito pedagógico, Educação Permanente em Educação Permanente em Saúde, está atrelado à efetivação de relações orgânicas entre: 2 SITUAÇÃO = SITUAÇÃO 1 MODIFICADA MOMENTO 2 Resolução dos problemas diagnosticados - Melhoria dos indicadores de saúde das pessoas e populações SITUAÇÃO 1 MOMENTO 1 Problemas Cotidianos - necessidades de saúde das pessoas e populações SITUAÇÃO 1 MOMENTO 1 Problemas Cotidianos - necessidades de saúde das pessoas e populações Conhecimento prévio dos profissionais Conhecimento prévio dos profissionais Necessidades de formação e desenvolvimento Necessidades de formação e desenvolvimento
  • 11. Proposta inicial: Plano de Ação do NEP do HCCS O NEP_HCCS servirá de norteador para as atividades das Comissões de Integração Ensino Serviço na construção e implementação de ações e intervenções na área de educação na saúde em resposta às necessidades do serviço. Metodologia Vivencial e Ferramentas de TRABALHO AOS “Líderes”, Treinamento e capacitação ao
  • 12. O desafio do NEP É estimular o desenvolvimento da consciência nos profissionais sobre o seu contexto, pela sua responsabilidade em seu processo permanente de capacitação. Assim, é necessário que os serviços de saúde revejam os métodos utilizados em educação permanente, de forma que esta seja um processo participativo para todos. Ela tem como cenário o próprio espaço de trabalho, no qual o pensar e o fazer são insumos fundamentais do aprender e do trabalhar. Essa seria uma educação muito mais voltada para a transformação social do que para a transmissão cultural
  • 13.
  • 14. Programação das Atividades e Ações 2023 1º Semestre Janeiro Branco 18 e 19 a de conversa com Psicólogo e Psiquiatra opraxia, Auriculoterapia cícios Respiratório Fevereiro ROXO e LARANJA 22 e 23 ra sobre Alzheimer passos do paciente seguro; ra com Terapeuta Ocupacional; ra Leucemia e emergência cêutico Ações medicamentosas no lúpus e ialgia rço Azul Marinho e Lilás dias 13 a 16 e 22 a 24 ernacional da Mulher com Endócrino Dr. Rafael com Médica Esteticista Educador físico com nutricionista Abril azul e verde de 10 a 15 e de 25 a 26 om Enf. Flávia om Bombeiro; om Enf. CCIH e Tec Segurança do trabalho om Emergencista: Quando a vítima de Trauma é scente ou criança autista a, Vermelho e Amarelo dias 3 e 4; 10 a 12; 29 e 30 m Cirurgião Dentista Enfermagem; Novembro Azul e Diabetes de 6 a 17 Palestra com Urologista Outubro Rosa e Verde de 17 a 20 Palestra com Psicólogo Atividade Respiratória Palestra com Ginecologista Palestra com Enfermeira Palestra com Emergencista Setembro Vermelho e Amarelo de 4 a 15 e de 26 a 27 Pesquisa de Campo Palestra com Farmacêutico Treinamento Básico de ECG Palestra com Emergencista Mesa redonda Enfermeiras intra e extra hospitalar Palestra com Enf. V.E sobre SINAN Palestra com psicólogo Palestra Com Psiquiatra Agosto Dourado e Lilás de 1 a 2 e 16 a 17 Palestra com Médico Obstetra Palestra com Enf. Obstetra Palestra com Enf. Neonatologista Palestra com psicólogo Julho Amarelo e Verde 18 a 21 Palestra com Enf. Oncologia Palestra com infectologista Palestra Enf. do CEMIN Lavagem das mãos 2º Semestre SEMANAS INSTITUCIONAIS DO HOSPITAL COSTA SUL PROPOSTA E DESCRIÇÃO