SlideShare uma empresa Scribd logo
1- Atravessar 1º portão e recordar as coincidências

Mais importante que as palavras é a forma de ouvir, abra o seu coração e ouça.

Vamos saborear juntos e devagar o aroma subtil deste texto:

“ Existe una diferencia entre oír hablar de este nuevo enfoque de la vida y tener las percepciones
necesarias para adoptarlo. No es real para ninguno de nosotros hasta que no lo descubrimos
individualmente y lo diagramamos en nuestros propios términos. “

      –   não aceitemos nada, provemos e mastiguemos devagar, desfrutemos das nossas dúvidas e
          perguntas necessárias e caso encontremos algo de útil para a nossa vida, então só nessa altura
          asimilemos e incorporemos o ensinamento dentro do nosso coração e nas tarefas diárias. Não
          damos conselhos teóricos mas exemplos práticos pela nossa forma de agir consciente e
          responsável. Só damos o que temos em exceso.

Explorar o 1º Portão e as coincidências
O nosso potencial não é genético, a genética contribui apenas 10%, o resto
depende directamente das nossas escolhas diárias. A vida é tudo o que ocorre
enquanto fazemos outros planos para construir mais um castelo nas nuvens.

Cada momento é especial e pode ser usado para praticar. Abrir uma casca de noz
verde é quase impossível, mas quando estiver madura basta um pequeno empurrão.

A vida é um oceano de possibilidades, mas a nossa linha de pensamento é prática.
Não existe tristeza, medo ou clareza absolutos. Apenas momentos passageiros.
Existem diferenças entre controlar e ter a capacidade de influenciar as
circustâncias. Só somos responsáveis pelo que conseguimos controlar, e até hoje
nenhum de nós tem controle sobre as coisas mais simples como o brilho do sol ou
a queda da chuva. Controlar é bastar desejar para que aconteça certo fenómeno. É
mais uma ilusão que criámos para ofoscar o nosso potencia. Se não conseguimos
controlar, termos essa responsabilidade é mais um erro que uma ilusão a
compreender.

Existem muitas causas de infelicidade e poucas de felicidade, por isso temos de
recordá-las diariamente.

É importante a forma de desenvolvermos as nossas relações e emoções, meditação
para tranquilizar a mente, tonificar a energia do corpo, ...

1 portão: Descobrir o nosso valor verdadeiro

Por mais qualidades que tenhamos as muitas oportunidades da vida estão
bloqueadas pela nossa capacidade de auto-sabotagem, em vez de oferecer a nós
mesmos a mesma compaixão e respeito que oferecemos a todos os outros.

A vida está cheia de momentos de oportunidade, temos de perceber a diferença
sobre auto-apreciação e auto-estima. A auto-estima é consciente, pode ser
observada a qualquer momento do dia. É relacionada com confiança e a forma como
nos sentimos. A auto-apreciação é inconsciente, normalmente não a observamos mas
limita a nossa vida. Até que ponto merecemos uma vida melhor é uma questão que
nos devia interessar bastante. Algumas linhas de pensamento referem ser a única
e verdadeira questão que tem potencial para mudar a nossa vida.

Exercício 1.
Imaginemos um nº de 1 a 100 que reflecte o nosso nível de relaxamento e bem-
estar. Faça agora uma pausa, já está a ler este texto que começa a tornar-se
aborrecido. Estique o corpo, vá ao wc, passe o rosto por água. Respire de forma
profunda e consciente. Analise agora o resultado:
- 1 = vive num Inferno privado e não quer sair dele
– abaixo de 50, está a drogar-se a nível físico, a fugir de si mesmo
– de 50 a 70,sobrevive bem mas não se preocupa em melhorar
–   como está a ler este texto o seu nível é acima destes, perceba isso agora.
Em todas as culturas desde pequenos aprendemos que alguns actos são
recompensados e outros penalizados, normalmente essa forma errada de pensar é
transmitida primeiro pelos familiares e depois pela sociedade. Mas mesmo quando
ninguém nos está a controlar somos restringidos por nós mesmos. Olhemos para os
olhos de um bebé e vejamos até que ponto esse comportamento afectou a nossa
energia.

Quantas vezes repetimos que se estamos bem não vai durar, dar é melhor que
receber, a vida parece estar cheia de problemas, o dinheiro é insuficiente, o
trabalho é desanimador, que normalmente não somos apreciados e qundo somos não
sabemos lidar com a situação, ...

A vida tem altos e baixos mas está sempre a evoluir a cada momento.

Uma nova consciência está a ser observada na nossa vida e cresce em nós a
sensação de que a vida avança por um caminho. Aceitamos as coisas que acontecem
com sendo no seu momento certo, e todos os que nos rodeiam são as pessoas
certas. Todo este texto é uma oferenda (puja) a essa nova compreensão da
realidade. Se sentir-se tocado, se conseguir cristalizar algo que tenha
compreendido na vida, não transmita a outrem. Não damos conselhos damos exemplos
de outra forma de agir. É     exactamente assim que se está expandindo a nova
maneira aceitar a realidade.

Após escalar a montanha e realizarmos um pouco de harmonia na nossa vida está na
hora de descer para partilhar o modo como agimos e aprender com todos os que
ainda não compreendemos, esses serão os nossos maiores professores. Podemos
conversar sobre generalidades mas a pergunta sempre surge:

–   O que é que se passa realmente comigo ? Tenho trabalhado demasiado.

Cada uma destas peças não é uma chave e muito menos um guia, encaremos pelo que
é. Uma forma diferente de ver. Vamos observar sem esforço que vem sempre à
superfície, sem que o notemos, um profundo sentimento de inquietação.

    Temos momentos em que as nossas vidas parecem, de algum modo, diferentes,
    mais intensas e inspiradas. Mas não sabemos de que experiência se trata nem
    como fazer com que ela dure, como dar-lhe forma, e quando ela se esvai deixa-
    nos um sentimento de frustração e de inquietude, com a vida a tornar-se, mais
    uma vez, banal. Andamos à procura de mais realização nas nossas vidas e
    desvalorizamos tudo o que parece torná-las medíocres. É esta procura inquieta
    que alimenta a atitude que nos leva a pôr o nosso eu acima de tudo, o eu
    antes de mais típico que tem caracterizado as décadas mais recentes e isso
    toca a todos, de Wall Street aos bandos de rua. E quando esta atitude atinge
    as nossas relações íntimas, tornamo-nos tão exigentes que elas se tornam
    quase impossíveis. Quando duas pessoas se tornam demasiado exigentes na sua
    relação, quando cada uma delas espera que a outra viva no seu mundo,

(“ Tudo o que eu sonhei, tu serás.” – Pedro Abrunhosa)

 esteja sempre lá, que a acompanhe nas suas actividades, então desenvolve-se
inevitavelmente uma guerra de personalidades. Nunca aconteceu, depois,
encontrares de repente alguém, ou ler alguma coisa, ou ir a um lado qualquer que
conduziu exactamente a essa oportunidade que tinha imaginado?

–   A protecção exagerada, disfuncional, leva à procura do forçar da intuição.
–   Espiritual, do L spiritus, respiração consciente, não é uma realidade
    diferente. O todo está em tudo
O Que significa coincidencia?
É uma chave que nos guia sem esforço ap tesouro da oportunidade que buscamos avidamente. São a
base das longas narrativas e aventuras que marcaram de forma sgnificativa a nossavida e
partilhamos calorosamente com aqueles em quem temos confiança.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Boletim informativo março 2015
Boletim informativo março 2015Boletim informativo março 2015
Boletim informativo março 2015
fespiritacrista
 
Aos pés do mestre - Jiddu krishnamurti
Aos pés do mestre - Jiddu krishnamurtiAos pés do mestre - Jiddu krishnamurti
Aos pés do mestre - Jiddu krishnamurti
Fabio Pedrazzi
 
Chutando o pau_da_barraca_c
Chutando o pau_da_barraca_cChutando o pau_da_barraca_c
Chutando o pau_da_barraca_c
diegogradil
 
Chutando O Pau Da Barraca C
Chutando O Pau Da Barraca CChutando O Pau Da Barraca C
Chutando O Pau Da Barraca C
cab3032
 
Vol 6
Vol 6Vol 6
Desapego - Liberdade para Evoluir
Desapego - Liberdade para EvoluirDesapego - Liberdade para Evoluir
Desapego - Liberdade para Evoluir
Ricardo Azevedo
 
Pedagogia da virtude
Pedagogia da virtudePedagogia da virtude
Pedagogia da virtude
Daniane Bornea Friedl
 
Por que tenho medo de lhe dizer quem sou? - John Powell
Por que tenho medo de lhe dizer quem sou? - John PowellPor que tenho medo de lhe dizer quem sou? - John Powell
Por que tenho medo de lhe dizer quem sou? - John Powell
Carlos Junior
 
O vôo da águia - J. Krishanamurti
O vôo da águia - J. KrishanamurtiO vôo da águia - J. Krishanamurti
O vôo da águia - J. Krishanamurti
Fabio Pedrazzi
 
Nona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemindNona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemind
Nucleo Nacional
 
Desafio mental
Desafio mentalDesafio mental
Desafio mental
SGC
 
Solidão não é a falta de gente para conversar
Solidão não é a falta de gente para conversarSolidão não é a falta de gente para conversar
Solidão não é a falta de gente para conversar
Nombre Apellidos
 
Jóias literárias
Jóias literáriasJóias literárias
Jóias literárias
Joaquim Fontes
 

Mais procurados (13)

Boletim informativo março 2015
Boletim informativo março 2015Boletim informativo março 2015
Boletim informativo março 2015
 
Aos pés do mestre - Jiddu krishnamurti
Aos pés do mestre - Jiddu krishnamurtiAos pés do mestre - Jiddu krishnamurti
Aos pés do mestre - Jiddu krishnamurti
 
Chutando o pau_da_barraca_c
Chutando o pau_da_barraca_cChutando o pau_da_barraca_c
Chutando o pau_da_barraca_c
 
Chutando O Pau Da Barraca C
Chutando O Pau Da Barraca CChutando O Pau Da Barraca C
Chutando O Pau Da Barraca C
 
Vol 6
Vol 6Vol 6
Vol 6
 
Desapego - Liberdade para Evoluir
Desapego - Liberdade para EvoluirDesapego - Liberdade para Evoluir
Desapego - Liberdade para Evoluir
 
Pedagogia da virtude
Pedagogia da virtudePedagogia da virtude
Pedagogia da virtude
 
Por que tenho medo de lhe dizer quem sou? - John Powell
Por que tenho medo de lhe dizer quem sou? - John PowellPor que tenho medo de lhe dizer quem sou? - John Powell
Por que tenho medo de lhe dizer quem sou? - John Powell
 
O vôo da águia - J. Krishanamurti
O vôo da águia - J. KrishanamurtiO vôo da águia - J. Krishanamurti
O vôo da águia - J. Krishanamurti
 
Nona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemindNona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemind
 
Desafio mental
Desafio mentalDesafio mental
Desafio mental
 
Solidão não é a falta de gente para conversar
Solidão não é a falta de gente para conversarSolidão não é a falta de gente para conversar
Solidão não é a falta de gente para conversar
 
Jóias literárias
Jóias literáriasJóias literárias
Jóias literárias
 

Destaque

Boulevard rebouças - www.InvestImoveisCuritiba.com
Boulevard rebouças - www.InvestImoveisCuritiba.comBoulevard rebouças - www.InvestImoveisCuritiba.com
Boulevard rebouças - www.InvestImoveisCuritiba.com
Invest ImoveisCtba
 
Promoção Compre e Ganhe da Cirilo Cabos
Promoção Compre e Ganhe da Cirilo CabosPromoção Compre e Ganhe da Cirilo Cabos
Promoção Compre e Ganhe da Cirilo Cabos
Cirilo Cabos
 
M 6 ad_a04
M 6 ad_a04M 6 ad_a04
M 6 ad_a04
Angelo Yasui
 
M1 t1 presentacion_fase 5_def
M1 t1 presentacion_fase 5_defM1 t1 presentacion_fase 5_def
M1 t1 presentacion_fase 5_def
pitagoras1957
 
Aguilera malta demetrio el cholo del cuerito de venado
Aguilera malta demetrio el cholo del cuerito de venadoAguilera malta demetrio el cholo del cuerito de venado
Aguilera malta demetrio el cholo del cuerito de venado
Antonio Jarpa Jaramillo
 
Mídia Online Movel Manual
Mídia Online Movel ManualMídia Online Movel Manual
Mídia Online Movel Manual
guest8b1f13
 
Insider17
Insider17Insider17
Insider17
PressaPorter
 
Estado social de derecho
Estado social de derechoEstado social de derecho
Estado social de derecho
Ana lucia More Davis
 
Marcas Famosas E Suas Origens 2009
Marcas Famosas E Suas Origens  2009Marcas Famosas E Suas Origens  2009
Marcas Famosas E Suas Origens 2009
luizvision
 
Forum Social
Forum SocialForum Social
Forum Social
herciliamoret
 
Archivo general de la nación t.r
Archivo general de la nación t.rArchivo general de la nación t.r
Archivo general de la nación t.r
lorenita1994
 
Agenda maio 2010
Agenda maio 2010Agenda maio 2010
Agenda maio 2010
Maria Da Graça Oliveira
 
Diario Resumen 20141017
Diario Resumen 20141017Diario Resumen 20141017
Diario Resumen 20141017
Diario Resumen
 
Seminario 16
Seminario 16Seminario 16
Seminario 16
Viviana Quiroz López
 
Letter of Recommendation Wison E.
Letter of Recommendation Wison E.Letter of Recommendation Wison E.
Letter of Recommendation Wison E.
Alexander Bidrogo
 
The Hill Club
The Hill Club The Hill Club
The Hill Club
Gary Fage
 
Cabos Vga
Cabos VgaCabos Vga
Cabos Vga
Cirilo Cabos
 

Destaque (20)

Boulevard rebouças - www.InvestImoveisCuritiba.com
Boulevard rebouças - www.InvestImoveisCuritiba.comBoulevard rebouças - www.InvestImoveisCuritiba.com
Boulevard rebouças - www.InvestImoveisCuritiba.com
 
Promoção Compre e Ganhe da Cirilo Cabos
Promoção Compre e Ganhe da Cirilo CabosPromoção Compre e Ganhe da Cirilo Cabos
Promoção Compre e Ganhe da Cirilo Cabos
 
Fotos
FotosFotos
Fotos
 
M 6 ad_a04
M 6 ad_a04M 6 ad_a04
M 6 ad_a04
 
A. Calder: Stabile-mobile
A. Calder: Stabile-mobileA. Calder: Stabile-mobile
A. Calder: Stabile-mobile
 
M1 t1 presentacion_fase 5_def
M1 t1 presentacion_fase 5_defM1 t1 presentacion_fase 5_def
M1 t1 presentacion_fase 5_def
 
Aguilera malta demetrio el cholo del cuerito de venado
Aguilera malta demetrio el cholo del cuerito de venadoAguilera malta demetrio el cholo del cuerito de venado
Aguilera malta demetrio el cholo del cuerito de venado
 
Mídia Online Movel Manual
Mídia Online Movel ManualMídia Online Movel Manual
Mídia Online Movel Manual
 
Insider17
Insider17Insider17
Insider17
 
Estado social de derecho
Estado social de derechoEstado social de derecho
Estado social de derecho
 
fotos
fotosfotos
fotos
 
Marcas Famosas E Suas Origens 2009
Marcas Famosas E Suas Origens  2009Marcas Famosas E Suas Origens  2009
Marcas Famosas E Suas Origens 2009
 
Forum Social
Forum SocialForum Social
Forum Social
 
Archivo general de la nación t.r
Archivo general de la nación t.rArchivo general de la nación t.r
Archivo general de la nación t.r
 
Agenda maio 2010
Agenda maio 2010Agenda maio 2010
Agenda maio 2010
 
Diario Resumen 20141017
Diario Resumen 20141017Diario Resumen 20141017
Diario Resumen 20141017
 
Seminario 16
Seminario 16Seminario 16
Seminario 16
 
Letter of Recommendation Wison E.
Letter of Recommendation Wison E.Letter of Recommendation Wison E.
Letter of Recommendation Wison E.
 
The Hill Club
The Hill Club The Hill Club
The Hill Club
 
Cabos Vga
Cabos VgaCabos Vga
Cabos Vga
 

Semelhante a 1 Abrir Se Ao PróPrio Valor E àS CoincidêNcias

5 espiritismo e psicologia
5 espiritismo e psicologia5 espiritismo e psicologia
5 espiritismo e psicologia
sidneyjorge
 
Familia um rol de expectativas
Familia   um rol de expectativas Familia   um rol de expectativas
Familia um rol de expectativas
Rubens de Mello
 
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
SergioFerre2
 
Só mais uma percepção diforente da vida
Só mais uma percepção diforente da vidaSó mais uma percepção diforente da vida
Só mais uma percepção diforente da vida
Mario Maco
 
Só Mais Uma PercepçãO D I F Orente Da V I D A
Só Mais Uma PercepçãO  D I F Orente Da  V I D ASó Mais Uma PercepçãO  D I F Orente Da  V I D A
Só Mais Uma PercepçãO D I F Orente Da V I D A
Mario Maco
 
Escute o Seu Corpo - Lise Bourbeau.pdf
Escute o Seu Corpo - Lise Bourbeau.pdfEscute o Seu Corpo - Lise Bourbeau.pdf
Escute o Seu Corpo - Lise Bourbeau.pdf
grazielly9
 
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdfJiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
HubertoRohden2
 
#Você pode Curar a Sua Vida - Louise L Hay.pdf
#Você pode Curar a Sua Vida - Louise L Hay.pdf#Você pode Curar a Sua Vida - Louise L Hay.pdf
#Você pode Curar a Sua Vida - Louise L Hay.pdf
Unifacs
 
Estudo do livro Roteiro lição 26
Estudo do livro Roteiro lição 26Estudo do livro Roteiro lição 26
Estudo do livro Roteiro lição 26
Candice Gunther
 
Roteiro lição 31
Roteiro lição 31Roteiro lição 31
Roteiro lição 31
Candice Gunther
 
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaAs 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
Joseni Carvalho Ramos
 
Pub jornal 2012_c1
Pub jornal 2012_c1Pub jornal 2012_c1
Pub jornal 2012_c1
becresforte
 
( Psicologia) helen palmer - o eneagrama # compreendendo-se a si mesmo e ao...
( Psicologia)   helen palmer - o eneagrama # compreendendo-se a si mesmo e ao...( Psicologia)   helen palmer - o eneagrama # compreendendo-se a si mesmo e ao...
( Psicologia) helen palmer - o eneagrama # compreendendo-se a si mesmo e ao...
Sonival Nery Teixeira
 
Como-Educar-a-Imaginacao-Matheus-Araujo-PDF
Como-Educar-a-Imaginacao-Matheus-Araujo-PDFComo-Educar-a-Imaginacao-Matheus-Araujo-PDF
Como-Educar-a-Imaginacao-Matheus-Araujo-PDF
FernandoFrancoSerpa
 
371 an 20_março_2012.ok
371 an 20_março_2012.ok371 an 20_março_2012.ok
371 an 20_março_2012.ok
Roberto Rabat Chame
 
A missao de ser voce mesma
A missao de ser voce mesmaA missao de ser voce mesma
A missao de ser voce mesma
Rose Oliveira
 
Joana
JoanaJoana
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
MatildePaulo1
 
Manual de instruções para esta vida
Manual de instruções para esta vidaManual de instruções para esta vida
Manual de instruções para esta vida
Carlos Fontes
 
Conversando com os espiritos james van praagh
Conversando com os espiritos   james van praaghConversando com os espiritos   james van praagh
Conversando com os espiritos james van praagh
Adri Nzambi
 

Semelhante a 1 Abrir Se Ao PróPrio Valor E àS CoincidêNcias (20)

5 espiritismo e psicologia
5 espiritismo e psicologia5 espiritismo e psicologia
5 espiritismo e psicologia
 
Familia um rol de expectativas
Familia   um rol de expectativas Familia   um rol de expectativas
Familia um rol de expectativas
 
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
10 Atitudes Espartanas para transformar obstaculo em oportunidades
 
Só mais uma percepção diforente da vida
Só mais uma percepção diforente da vidaSó mais uma percepção diforente da vida
Só mais uma percepção diforente da vida
 
Só Mais Uma PercepçãO D I F Orente Da V I D A
Só Mais Uma PercepçãO  D I F Orente Da  V I D ASó Mais Uma PercepçãO  D I F Orente Da  V I D A
Só Mais Uma PercepçãO D I F Orente Da V I D A
 
Escute o Seu Corpo - Lise Bourbeau.pdf
Escute o Seu Corpo - Lise Bourbeau.pdfEscute o Seu Corpo - Lise Bourbeau.pdf
Escute o Seu Corpo - Lise Bourbeau.pdf
 
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdfJiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
Jiddu Krishnamurti - A Luz Que Não se Apaga.pdf
 
#Você pode Curar a Sua Vida - Louise L Hay.pdf
#Você pode Curar a Sua Vida - Louise L Hay.pdf#Você pode Curar a Sua Vida - Louise L Hay.pdf
#Você pode Curar a Sua Vida - Louise L Hay.pdf
 
Estudo do livro Roteiro lição 26
Estudo do livro Roteiro lição 26Estudo do livro Roteiro lição 26
Estudo do livro Roteiro lição 26
 
Roteiro lição 31
Roteiro lição 31Roteiro lição 31
Roteiro lição 31
 
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vidaAs 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
As 7-armadilhas-que-travam-a-sua-vida
 
Pub jornal 2012_c1
Pub jornal 2012_c1Pub jornal 2012_c1
Pub jornal 2012_c1
 
( Psicologia) helen palmer - o eneagrama # compreendendo-se a si mesmo e ao...
( Psicologia)   helen palmer - o eneagrama # compreendendo-se a si mesmo e ao...( Psicologia)   helen palmer - o eneagrama # compreendendo-se a si mesmo e ao...
( Psicologia) helen palmer - o eneagrama # compreendendo-se a si mesmo e ao...
 
Como-Educar-a-Imaginacao-Matheus-Araujo-PDF
Como-Educar-a-Imaginacao-Matheus-Araujo-PDFComo-Educar-a-Imaginacao-Matheus-Araujo-PDF
Como-Educar-a-Imaginacao-Matheus-Araujo-PDF
 
371 an 20_março_2012.ok
371 an 20_março_2012.ok371 an 20_março_2012.ok
371 an 20_março_2012.ok
 
A missao de ser voce mesma
A missao de ser voce mesmaA missao de ser voce mesma
A missao de ser voce mesma
 
Joana
JoanaJoana
Joana
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
 
Manual de instruções para esta vida
Manual de instruções para esta vidaManual de instruções para esta vida
Manual de instruções para esta vida
 
Conversando com os espiritos james van praagh
Conversando com os espiritos   james van praaghConversando com os espiritos   james van praagh
Conversando com os espiritos james van praagh
 

Mais de Abdul Jussub

MS_stress_oxidativo_1_intro_powerpoint.pptx
MS_stress_oxidativo_1_intro_powerpoint.pptxMS_stress_oxidativo_1_intro_powerpoint.pptx
MS_stress_oxidativo_1_intro_powerpoint.pptx
Abdul Jussub
 
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta_pimenta
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta_pimenta1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta_pimenta
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta_pimenta
Abdul Jussub
 
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta
Abdul Jussub
 
1 aromaterapia ansiedade_vetiver
1 aromaterapia ansiedade_vetiver1 aromaterapia ansiedade_vetiver
1 aromaterapia ansiedade_vetiver
Abdul Jussub
 
Ytt 1 - O que é yoga ?
Ytt 1 - O que é yoga ?Ytt 1 - O que é yoga ?
Ytt 1 - O que é yoga ?
Abdul Jussub
 
Introdução ao estudo dos aromas - Limão
Introdução ao estudo dos aromas - LimãoIntrodução ao estudo dos aromas - Limão
Introdução ao estudo dos aromas - Limão
Abdul Jussub
 
Como esvaziar os hospitais - Leite alergias
Como esvaziar os hospitais - Leite alergiasComo esvaziar os hospitais - Leite alergias
Como esvaziar os hospitais - Leite alergias
Abdul Jussub
 
Como esvaziar os hospitais: Primavera e alergias
Como esvaziar os hospitais: Primavera e alergiasComo esvaziar os hospitais: Primavera e alergias
Como esvaziar os hospitais: Primavera e alergias
Abdul Jussub
 
Como desintoxicar o pulmao
Como desintoxicar o pulmaoComo desintoxicar o pulmao
Como desintoxicar o pulmao
Abdul Jussub
 
Como desintoxicar o pulmao
Como desintoxicar o pulmaoComo desintoxicar o pulmao
Como desintoxicar o pulmao
Abdul Jussub
 
Ap hipocrates - Conceitos de Saúde e Nutrição
Ap hipocrates - Conceitos de Saúde e NutriçãoAp hipocrates - Conceitos de Saúde e Nutrição
Ap hipocrates - Conceitos de Saúde e Nutrição
Abdul Jussub
 
Alzheimer, existe cura ?
Alzheimer, existe cura ? Alzheimer, existe cura ?
Alzheimer, existe cura ?
Abdul Jussub
 
Reflex1 sn resp
Reflex1 sn respReflex1 sn resp
Reflex1 sn resp
Abdul Jussub
 
Ap hipocrates
Ap hipocratesAp hipocrates
Ap hipocrates
Abdul Jussub
 
Auto-Cura pela Alimentação Natural no Doente Auto-Imune
Auto-Cura pela Alimentação Natural no Doente Auto-ImuneAuto-Cura pela Alimentação Natural no Doente Auto-Imune
Auto-Cura pela Alimentação Natural no Doente Auto-Imune
Abdul Jussub
 
Gestão de Stress
Gestão de StressGestão de Stress
Gestão de Stress
Abdul Jussub
 
Stress ap
Stress apStress ap
Stress ap
Abdul Jussub
 
Introdução auto cura
Introdução auto curaIntrodução auto cura
Introdução auto cura
Abdul Jussub
 
Casos de sucesso em oncologia
Casos de sucesso em oncologiaCasos de sucesso em oncologia
Casos de sucesso em oncologia
Abdul Jussub
 
29demaio sos acu
29demaio sos acu29demaio sos acu
29demaio sos acu
Abdul Jussub
 

Mais de Abdul Jussub (20)

MS_stress_oxidativo_1_intro_powerpoint.pptx
MS_stress_oxidativo_1_intro_powerpoint.pptxMS_stress_oxidativo_1_intro_powerpoint.pptx
MS_stress_oxidativo_1_intro_powerpoint.pptx
 
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta_pimenta
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta_pimenta1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta_pimenta
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta_pimenta
 
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta
1 aromaterapia ansiedade_vetiver_menta
 
1 aromaterapia ansiedade_vetiver
1 aromaterapia ansiedade_vetiver1 aromaterapia ansiedade_vetiver
1 aromaterapia ansiedade_vetiver
 
Ytt 1 - O que é yoga ?
Ytt 1 - O que é yoga ?Ytt 1 - O que é yoga ?
Ytt 1 - O que é yoga ?
 
Introdução ao estudo dos aromas - Limão
Introdução ao estudo dos aromas - LimãoIntrodução ao estudo dos aromas - Limão
Introdução ao estudo dos aromas - Limão
 
Como esvaziar os hospitais - Leite alergias
Como esvaziar os hospitais - Leite alergiasComo esvaziar os hospitais - Leite alergias
Como esvaziar os hospitais - Leite alergias
 
Como esvaziar os hospitais: Primavera e alergias
Como esvaziar os hospitais: Primavera e alergiasComo esvaziar os hospitais: Primavera e alergias
Como esvaziar os hospitais: Primavera e alergias
 
Como desintoxicar o pulmao
Como desintoxicar o pulmaoComo desintoxicar o pulmao
Como desintoxicar o pulmao
 
Como desintoxicar o pulmao
Como desintoxicar o pulmaoComo desintoxicar o pulmao
Como desintoxicar o pulmao
 
Ap hipocrates - Conceitos de Saúde e Nutrição
Ap hipocrates - Conceitos de Saúde e NutriçãoAp hipocrates - Conceitos de Saúde e Nutrição
Ap hipocrates - Conceitos de Saúde e Nutrição
 
Alzheimer, existe cura ?
Alzheimer, existe cura ? Alzheimer, existe cura ?
Alzheimer, existe cura ?
 
Reflex1 sn resp
Reflex1 sn respReflex1 sn resp
Reflex1 sn resp
 
Ap hipocrates
Ap hipocratesAp hipocrates
Ap hipocrates
 
Auto-Cura pela Alimentação Natural no Doente Auto-Imune
Auto-Cura pela Alimentação Natural no Doente Auto-ImuneAuto-Cura pela Alimentação Natural no Doente Auto-Imune
Auto-Cura pela Alimentação Natural no Doente Auto-Imune
 
Gestão de Stress
Gestão de StressGestão de Stress
Gestão de Stress
 
Stress ap
Stress apStress ap
Stress ap
 
Introdução auto cura
Introdução auto curaIntrodução auto cura
Introdução auto cura
 
Casos de sucesso em oncologia
Casos de sucesso em oncologiaCasos de sucesso em oncologia
Casos de sucesso em oncologia
 
29demaio sos acu
29demaio sos acu29demaio sos acu
29demaio sos acu
 

1 Abrir Se Ao PróPrio Valor E àS CoincidêNcias

  • 1. 1- Atravessar 1º portão e recordar as coincidências Mais importante que as palavras é a forma de ouvir, abra o seu coração e ouça. Vamos saborear juntos e devagar o aroma subtil deste texto: “ Existe una diferencia entre oír hablar de este nuevo enfoque de la vida y tener las percepciones necesarias para adoptarlo. No es real para ninguno de nosotros hasta que no lo descubrimos individualmente y lo diagramamos en nuestros propios términos. “ – não aceitemos nada, provemos e mastiguemos devagar, desfrutemos das nossas dúvidas e perguntas necessárias e caso encontremos algo de útil para a nossa vida, então só nessa altura asimilemos e incorporemos o ensinamento dentro do nosso coração e nas tarefas diárias. Não damos conselhos teóricos mas exemplos práticos pela nossa forma de agir consciente e responsável. Só damos o que temos em exceso. Explorar o 1º Portão e as coincidências O nosso potencial não é genético, a genética contribui apenas 10%, o resto depende directamente das nossas escolhas diárias. A vida é tudo o que ocorre enquanto fazemos outros planos para construir mais um castelo nas nuvens. Cada momento é especial e pode ser usado para praticar. Abrir uma casca de noz verde é quase impossível, mas quando estiver madura basta um pequeno empurrão. A vida é um oceano de possibilidades, mas a nossa linha de pensamento é prática. Não existe tristeza, medo ou clareza absolutos. Apenas momentos passageiros. Existem diferenças entre controlar e ter a capacidade de influenciar as circustâncias. Só somos responsáveis pelo que conseguimos controlar, e até hoje nenhum de nós tem controle sobre as coisas mais simples como o brilho do sol ou a queda da chuva. Controlar é bastar desejar para que aconteça certo fenómeno. É mais uma ilusão que criámos para ofoscar o nosso potencia. Se não conseguimos controlar, termos essa responsabilidade é mais um erro que uma ilusão a compreender. Existem muitas causas de infelicidade e poucas de felicidade, por isso temos de recordá-las diariamente. É importante a forma de desenvolvermos as nossas relações e emoções, meditação para tranquilizar a mente, tonificar a energia do corpo, ... 1 portão: Descobrir o nosso valor verdadeiro Por mais qualidades que tenhamos as muitas oportunidades da vida estão bloqueadas pela nossa capacidade de auto-sabotagem, em vez de oferecer a nós mesmos a mesma compaixão e respeito que oferecemos a todos os outros. A vida está cheia de momentos de oportunidade, temos de perceber a diferença sobre auto-apreciação e auto-estima. A auto-estima é consciente, pode ser observada a qualquer momento do dia. É relacionada com confiança e a forma como nos sentimos. A auto-apreciação é inconsciente, normalmente não a observamos mas limita a nossa vida. Até que ponto merecemos uma vida melhor é uma questão que nos devia interessar bastante. Algumas linhas de pensamento referem ser a única e verdadeira questão que tem potencial para mudar a nossa vida. Exercício 1. Imaginemos um nº de 1 a 100 que reflecte o nosso nível de relaxamento e bem- estar. Faça agora uma pausa, já está a ler este texto que começa a tornar-se aborrecido. Estique o corpo, vá ao wc, passe o rosto por água. Respire de forma profunda e consciente. Analise agora o resultado:
  • 2. - 1 = vive num Inferno privado e não quer sair dele – abaixo de 50, está a drogar-se a nível físico, a fugir de si mesmo – de 50 a 70,sobrevive bem mas não se preocupa em melhorar – como está a ler este texto o seu nível é acima destes, perceba isso agora. Em todas as culturas desde pequenos aprendemos que alguns actos são recompensados e outros penalizados, normalmente essa forma errada de pensar é transmitida primeiro pelos familiares e depois pela sociedade. Mas mesmo quando ninguém nos está a controlar somos restringidos por nós mesmos. Olhemos para os olhos de um bebé e vejamos até que ponto esse comportamento afectou a nossa energia. Quantas vezes repetimos que se estamos bem não vai durar, dar é melhor que receber, a vida parece estar cheia de problemas, o dinheiro é insuficiente, o trabalho é desanimador, que normalmente não somos apreciados e qundo somos não sabemos lidar com a situação, ... A vida tem altos e baixos mas está sempre a evoluir a cada momento. Uma nova consciência está a ser observada na nossa vida e cresce em nós a sensação de que a vida avança por um caminho. Aceitamos as coisas que acontecem com sendo no seu momento certo, e todos os que nos rodeiam são as pessoas certas. Todo este texto é uma oferenda (puja) a essa nova compreensão da realidade. Se sentir-se tocado, se conseguir cristalizar algo que tenha compreendido na vida, não transmita a outrem. Não damos conselhos damos exemplos de outra forma de agir. É exactamente assim que se está expandindo a nova maneira aceitar a realidade. Após escalar a montanha e realizarmos um pouco de harmonia na nossa vida está na hora de descer para partilhar o modo como agimos e aprender com todos os que ainda não compreendemos, esses serão os nossos maiores professores. Podemos conversar sobre generalidades mas a pergunta sempre surge: – O que é que se passa realmente comigo ? Tenho trabalhado demasiado. Cada uma destas peças não é uma chave e muito menos um guia, encaremos pelo que é. Uma forma diferente de ver. Vamos observar sem esforço que vem sempre à superfície, sem que o notemos, um profundo sentimento de inquietação. Temos momentos em que as nossas vidas parecem, de algum modo, diferentes, mais intensas e inspiradas. Mas não sabemos de que experiência se trata nem como fazer com que ela dure, como dar-lhe forma, e quando ela se esvai deixa- nos um sentimento de frustração e de inquietude, com a vida a tornar-se, mais uma vez, banal. Andamos à procura de mais realização nas nossas vidas e desvalorizamos tudo o que parece torná-las medíocres. É esta procura inquieta que alimenta a atitude que nos leva a pôr o nosso eu acima de tudo, o eu antes de mais típico que tem caracterizado as décadas mais recentes e isso toca a todos, de Wall Street aos bandos de rua. E quando esta atitude atinge as nossas relações íntimas, tornamo-nos tão exigentes que elas se tornam quase impossíveis. Quando duas pessoas se tornam demasiado exigentes na sua relação, quando cada uma delas espera que a outra viva no seu mundo, (“ Tudo o que eu sonhei, tu serás.” – Pedro Abrunhosa) esteja sempre lá, que a acompanhe nas suas actividades, então desenvolve-se inevitavelmente uma guerra de personalidades. Nunca aconteceu, depois, encontrares de repente alguém, ou ler alguma coisa, ou ir a um lado qualquer que conduziu exactamente a essa oportunidade que tinha imaginado? – A protecção exagerada, disfuncional, leva à procura do forçar da intuição. – Espiritual, do L spiritus, respiração consciente, não é uma realidade diferente. O todo está em tudo
  • 3. O Que significa coincidencia? É uma chave que nos guia sem esforço ap tesouro da oportunidade que buscamos avidamente. São a base das longas narrativas e aventuras que marcaram de forma sgnificativa a nossavida e partilhamos calorosamente com aqueles em quem temos confiança.