SlideShare uma empresa Scribd logo
1ª abordagem reflexiva sobre o módulo 1 e a ferramenta escolhida
Neste primeiro módulo decidimos constituir um grupo de trabalho: Manuel e Márcia. Após
exploração das várias ferramentas e de trocas de impressão, pois quase todas elas nos
pareceram bastante aliciantes, optamos por iniciar este módulo, utilizando a ferramenta
Powtoon. Escolhemos esta ferramenta de um conjunto de três, seguindo a proposta dada de
um Think-Tac-Toe, as outras serão apresentadas nos próximos módulos. A escolha da
ferramenta recaiu também e, sobretudo pensando na utilização que iriamos fazer dela no
imediato. Estamos ambos a trabalhar em unidades, onde as problemáticas dos alunos são
muito distintas e complexas. Daí que o nosso tópico seja a comunicação: uma linguagem para
todos. No processo de comunicação tudo o que seja visual, auxilia na compreensão de
determinado conceito - aprendizagem, no desenvolvimento e promove a interação com o
meio.
Muitas pessoas e alguns alunos integrados nas nossas escolas, possuem graves problemas
motores, em que o aparelho fonador se encontra gravemente afetado, pelo que correm o risco
de se sentirem excluídas de todo o processo social, por não conseguirem comunicar
normalmente.
Assim, a utilização de sistemas de comunicação (alternativos e aumentativos) permite-lhes,
para além do “desenvolvimento da capacidade de comunicação”, “de uma maior compreensão
do que acontece à sua volta” e a capacidade de “expressarem as suas próprias necessidades e
o acesso a atividades mais complexas”, dá-lhes a possibilidade de “melhorar a sua qualidade
de vida, proporcionando-lhes um maior controle sobre a sua vida e maior auto-estima, dando-
lhes oportunidade de sentirem maior igualdade social.” (Tetzchner & Martinsen, 2000, p.17).
Estes sistemas devem ser escolhidos tendo em atenção as características da pessoa, deve ter
um carácter alargado, melhorando o dia – a – dia da pessoa, levando-a a desenvolver a sua
autonomia e tornar-se mais apta a enfrentar os problemas da vida (Tetzchner & Martinsen,
2000).
Para algumas pessoas, a comunicação aumentativa e alternativa pode ser o único meio que
possuem para comunicar, pelo que, tendo como referência os autores Tetzchner & Martinsen
(2000).
“Comunicação Aumentativa significa comunicação complementar ou de apoio. A palavra
aumentativa sublinha o facto de o ensino das formas de comunicação ter um duplo objetivo:
promover e apoiar a fala e garantir uma forma de comunicação alternativa se a pessoa não
aprender a falar.”
A Comunicação Alternativa é qualquer forma de comunicação diferente da fala usada por um
indivíduo em contextos de comunicação frente a frente. Os signos gestuais e gráficos, o código
Morse, a escrita, etc., são formas alternativas de comunicação para indivíduos que carecem de
capacidade de falar.
A 1ª tentativa de fazer algo no Powtoon não correu como esperávamos, houve bloqueios,
cortes de informação introduzida, mas nada que não fosse ultrapassado. Como todos sabemos
é importante que qualquer criança tenha perceção, ou pelo menos alguma noção de tempo e,
que existem determinadas sequências (rotinas): Dia-manhã/ tarde; Dias da semana e Meses
que se dividem pelas quatro estações do ano…
No geral gostamos das potencialidades da ferramenta selecionada. Possibilita a exploração de
um tema, de uma forma bastante divertida e simplificada (se for o caso), associando vários
meios de comunicação (símbolo, imagem ou escrita). É de fácil maneio, intuitiva, permite
facilmente a inserção de imagens, vídeos ou músicas.
Deste primeiro módulo concluímos que a tarefa a que nos propusemos constitui uma forma
simples de abordar uma noção, temos consciência que há mais a explorar nesta ferramenta,
que depois de a colocarmos em prática e do impacto que tiver, poderá ser uma mais valia no
dia a dia na nossa atividade docente.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Entrevista gerentes 2015
Entrevista gerentes 2015Entrevista gerentes 2015
Entrevista gerentes 2015
Ufac Florestal Júnior
 
Graficas
GraficasGraficas
Graficas
Deisy Yojanna
 
Ranking bad masc xan 2015
Ranking bad masc xan  2015Ranking bad masc xan  2015
Ranking bad masc xan 2015
iesoteropedrayoef
 
64b044753a7af5c02360986a34755da2
64b044753a7af5c02360986a34755da264b044753a7af5c02360986a34755da2
64b044753a7af5c02360986a34755da2
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
A pedra
A pedraA pedra
Fisica iii halliday vol 3 ed 8 cap 27 - 61
Fisica iii halliday vol 3 ed 8   cap 27 - 61Fisica iii halliday vol 3 ed 8   cap 27 - 61
Fisica iii halliday vol 3 ed 8 cap 27 - 61
Selmo Batista Taveira
 
Promo conta
Promo contaPromo conta
TRABALHO.
TRABALHO.TRABALHO.
TRABALHO.
Gilson Soares
 
7ª Sessão Ordinária 05/05/2014
7ª Sessão Ordinária 05/05/20147ª Sessão Ordinária 05/05/2014
7ª Sessão Ordinária 05/05/2014
Helio Rodrigues Ribeiro
 
Comunicado av2 e av3 online
Comunicado av2 e av3  onlineComunicado av2 e av3  online
Comunicado av2 e av3 online
katiagomide
 
Planta de Biodigestao da Palha da Cana
Planta de Biodigestao da Palha da CanaPlanta de Biodigestao da Palha da Cana
Planta de Biodigestao da Palha da Cana
Marcos Abreu
 
Portal de Busca Integrada USP
Portal de Busca Integrada USPPortal de Busca Integrada USP
Portal de Busca Integrada USP
Anderson Santana
 
05 evangélicos em 1780
05 evangélicos em 178005 evangélicos em 1780
05 evangélicos em 1780
radioverdadegospel
 
Marketing #fail #somostodosbananas
Marketing #fail #somostodosbananasMarketing #fail #somostodosbananas
Marketing #fail #somostodosbananas
Isabelle Facina
 
Ficha de trabalho relicario do séc. xii e xiii
Ficha de trabalho  relicario do séc. xii e xiiiFicha de trabalho  relicario do séc. xii e xiii
Ficha de trabalho relicario do séc. xii e xiii
becasfonseca
 
Folderrrr
FolderrrrFolderrrr
Folderrrr
JoiceKroetz
 

Destaque (19)

Entrevista gerentes 2015
Entrevista gerentes 2015Entrevista gerentes 2015
Entrevista gerentes 2015
 
Graficas
GraficasGraficas
Graficas
 
Ranking bad masc xan 2015
Ranking bad masc xan  2015Ranking bad masc xan  2015
Ranking bad masc xan 2015
 
64b044753a7af5c02360986a34755da2
64b044753a7af5c02360986a34755da264b044753a7af5c02360986a34755da2
64b044753a7af5c02360986a34755da2
 
VAR ESTERNI-Model
VAR ESTERNI-ModelVAR ESTERNI-Model
VAR ESTERNI-Model
 
OKC1
OKC1OKC1
OKC1
 
A pedra
A pedraA pedra
A pedra
 
Fisica iii halliday vol 3 ed 8 cap 27 - 61
Fisica iii halliday vol 3 ed 8   cap 27 - 61Fisica iii halliday vol 3 ed 8   cap 27 - 61
Fisica iii halliday vol 3 ed 8 cap 27 - 61
 
Promo conta
Promo contaPromo conta
Promo conta
 
TRABALHO.
TRABALHO.TRABALHO.
TRABALHO.
 
7ª Sessão Ordinária 05/05/2014
7ª Sessão Ordinária 05/05/20147ª Sessão Ordinária 05/05/2014
7ª Sessão Ordinária 05/05/2014
 
Comunicado av2 e av3 online
Comunicado av2 e av3  onlineComunicado av2 e av3  online
Comunicado av2 e av3 online
 
Planta de Biodigestao da Palha da Cana
Planta de Biodigestao da Palha da CanaPlanta de Biodigestao da Palha da Cana
Planta de Biodigestao da Palha da Cana
 
Portal de Busca Integrada USP
Portal de Busca Integrada USPPortal de Busca Integrada USP
Portal de Busca Integrada USP
 
05 evangélicos em 1780
05 evangélicos em 178005 evangélicos em 1780
05 evangélicos em 1780
 
Marketing #fail #somostodosbananas
Marketing #fail #somostodosbananasMarketing #fail #somostodosbananas
Marketing #fail #somostodosbananas
 
Ficha de trabalho relicario do séc. xii e xiii
Ficha de trabalho  relicario do séc. xii e xiiiFicha de trabalho  relicario do séc. xii e xiii
Ficha de trabalho relicario do séc. xii e xiii
 
Jorgito
JorgitoJorgito
Jorgito
 
Folderrrr
FolderrrrFolderrrr
Folderrrr
 

Semelhante a 1ª abordagem reflexiva sobre o módulo 1 e a ferramenta escolhida

Módulo 2
Módulo 2Módulo 2
Módulo 2
Manuel Sequeira
 
Módulo 2 blendspace
Módulo 2 blendspaceMódulo 2 blendspace
Módulo 2 blendspace
Manuel Sequeira
 
Comunicação como ferramenta de trabalho
Comunicação como ferramenta de trabalhoComunicação como ferramenta de trabalho
Comunicação como ferramenta de trabalho
Celso Frederico Lago
 
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade IDireito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Romeu Godoi
 
Simone aguiar
Simone aguiarSimone aguiar
Simone aguiar
equipetics
 
Relexão crítica ao trabalho do módulo 2
Relexão crítica ao trabalho do módulo 2Relexão crítica ao trabalho do módulo 2
Relexão crítica ao trabalho do módulo 2
Manuel Sequeira
 
A evolução da comunicação ao longo dos tempos
A evolução da comunicação ao longo dos temposA evolução da comunicação ao longo dos tempos
A evolução da comunicação ao longo dos tempos
Flavia Belem
 
Fundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaDFundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaD
Rafael Delmonego
 
Inclusão módulo 1
Inclusão módulo 1Inclusão módulo 1
Inclusão módulo 1
mirtakehler
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
mirtakehler
 
Paralisia Cerebral
Paralisia CerebralParalisia Cerebral
Paralisia Cerebral
Vanda Oo
 
Actividade 4 escolha de media
Actividade 4   escolha de mediaActividade 4   escolha de media
Actividade 4 escolha de media
Susana Alentejano
 
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC'sO PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
Sueli Dib
 
ARTICO CIENTÍFICO-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA- DISCUTINDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA E ...
ARTICO CIENTÍFICO-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA- DISCUTINDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA E ...ARTICO CIENTÍFICO-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA- DISCUTINDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA E ...
ARTICO CIENTÍFICO-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA- DISCUTINDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA E ...
marcos oliveira
 
Second Life
Second LifeSecond Life
Second Life
Milena Jorge
 
Produção coletiva de rádio na perspectiva da Educomunicação
Produção coletiva de rádio na perspectiva da EducomunicaçãoProdução coletiva de rádio na perspectiva da Educomunicação
Produção coletiva de rádio na perspectiva da Educomunicação
Grácia Lopes Lima
 
Presença social, interação e aprendizagem online
Presença social, interação e aprendizagem onlinePresença social, interação e aprendizagem online
Presença social, interação e aprendizagem online
Juliana Antunes
 
Navegar é Preciso
Navegar é PrecisoNavegar é Preciso
Navegar é Preciso
Eliane Oliveira
 
Jogo teatral - profª Angela
Jogo teatral - profª AngelaJogo teatral - profª Angela
Jogo teatral - profª Angela
Maestrovillalobos
 
05_Areas_de_Linguagens_e_Matematica.pdf
05_Areas_de_Linguagens_e_Matematica.pdf05_Areas_de_Linguagens_e_Matematica.pdf
05_Areas_de_Linguagens_e_Matematica.pdf
Renata Duarte
 

Semelhante a 1ª abordagem reflexiva sobre o módulo 1 e a ferramenta escolhida (20)

Módulo 2
Módulo 2Módulo 2
Módulo 2
 
Módulo 2 blendspace
Módulo 2 blendspaceMódulo 2 blendspace
Módulo 2 blendspace
 
Comunicação como ferramenta de trabalho
Comunicação como ferramenta de trabalhoComunicação como ferramenta de trabalho
Comunicação como ferramenta de trabalho
 
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade IDireito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
 
Simone aguiar
Simone aguiarSimone aguiar
Simone aguiar
 
Relexão crítica ao trabalho do módulo 2
Relexão crítica ao trabalho do módulo 2Relexão crítica ao trabalho do módulo 2
Relexão crítica ao trabalho do módulo 2
 
A evolução da comunicação ao longo dos tempos
A evolução da comunicação ao longo dos temposA evolução da comunicação ao longo dos tempos
A evolução da comunicação ao longo dos tempos
 
Fundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaDFundamentos e Práticas na EaD
Fundamentos e Práticas na EaD
 
Inclusão módulo 1
Inclusão módulo 1Inclusão módulo 1
Inclusão módulo 1
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
 
Paralisia Cerebral
Paralisia CerebralParalisia Cerebral
Paralisia Cerebral
 
Actividade 4 escolha de media
Actividade 4   escolha de mediaActividade 4   escolha de media
Actividade 4 escolha de media
 
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC'sO PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
 
ARTICO CIENTÍFICO-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA- DISCUTINDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA E ...
ARTICO CIENTÍFICO-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA- DISCUTINDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA E ...ARTICO CIENTÍFICO-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA- DISCUTINDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA E ...
ARTICO CIENTÍFICO-COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA- DISCUTINDO A PRÁTICA PEDAGÓGICA E ...
 
Second Life
Second LifeSecond Life
Second Life
 
Produção coletiva de rádio na perspectiva da Educomunicação
Produção coletiva de rádio na perspectiva da EducomunicaçãoProdução coletiva de rádio na perspectiva da Educomunicação
Produção coletiva de rádio na perspectiva da Educomunicação
 
Presença social, interação e aprendizagem online
Presença social, interação e aprendizagem onlinePresença social, interação e aprendizagem online
Presença social, interação e aprendizagem online
 
Navegar é Preciso
Navegar é PrecisoNavegar é Preciso
Navegar é Preciso
 
Jogo teatral - profª Angela
Jogo teatral - profª AngelaJogo teatral - profª Angela
Jogo teatral - profª Angela
 
05_Areas_de_Linguagens_e_Matematica.pdf
05_Areas_de_Linguagens_e_Matematica.pdf05_Areas_de_Linguagens_e_Matematica.pdf
05_Areas_de_Linguagens_e_Matematica.pdf
 

Mais de Manuel Sequeira

Relatório final reflexão critica
Relatório final reflexão criticaRelatório final reflexão critica
Relatório final reflexão critica
Manuel Sequeira
 
Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3
Manuel Sequeira
 
Reflex%c3%a3o%20cr%c3%a dtica%20m%c3%b3dulo%203
Reflex%c3%a3o%20cr%c3%a dtica%20m%c3%b3dulo%203Reflex%c3%a3o%20cr%c3%a dtica%20m%c3%b3dulo%203
Reflex%c3%a3o%20cr%c3%a dtica%20m%c3%b3dulo%203
Manuel Sequeira
 
Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3
Manuel Sequeira
 
Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3
Manuel Sequeira
 
Questionário vark
Questionário varkQuestionário vark
Questionário vark
Manuel Sequeira
 

Mais de Manuel Sequeira (6)

Relatório final reflexão critica
Relatório final reflexão criticaRelatório final reflexão critica
Relatório final reflexão critica
 
Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3
 
Reflex%c3%a3o%20cr%c3%a dtica%20m%c3%b3dulo%203
Reflex%c3%a3o%20cr%c3%a dtica%20m%c3%b3dulo%203Reflex%c3%a3o%20cr%c3%a dtica%20m%c3%b3dulo%203
Reflex%c3%a3o%20cr%c3%a dtica%20m%c3%b3dulo%203
 
Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3
 
Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3Reflexão crítica módulo 3
Reflexão crítica módulo 3
 
Questionário vark
Questionário varkQuestionário vark
Questionário vark
 

1ª abordagem reflexiva sobre o módulo 1 e a ferramenta escolhida

  • 1. 1ª abordagem reflexiva sobre o módulo 1 e a ferramenta escolhida Neste primeiro módulo decidimos constituir um grupo de trabalho: Manuel e Márcia. Após exploração das várias ferramentas e de trocas de impressão, pois quase todas elas nos pareceram bastante aliciantes, optamos por iniciar este módulo, utilizando a ferramenta Powtoon. Escolhemos esta ferramenta de um conjunto de três, seguindo a proposta dada de um Think-Tac-Toe, as outras serão apresentadas nos próximos módulos. A escolha da ferramenta recaiu também e, sobretudo pensando na utilização que iriamos fazer dela no imediato. Estamos ambos a trabalhar em unidades, onde as problemáticas dos alunos são muito distintas e complexas. Daí que o nosso tópico seja a comunicação: uma linguagem para todos. No processo de comunicação tudo o que seja visual, auxilia na compreensão de determinado conceito - aprendizagem, no desenvolvimento e promove a interação com o meio. Muitas pessoas e alguns alunos integrados nas nossas escolas, possuem graves problemas motores, em que o aparelho fonador se encontra gravemente afetado, pelo que correm o risco de se sentirem excluídas de todo o processo social, por não conseguirem comunicar normalmente. Assim, a utilização de sistemas de comunicação (alternativos e aumentativos) permite-lhes, para além do “desenvolvimento da capacidade de comunicação”, “de uma maior compreensão do que acontece à sua volta” e a capacidade de “expressarem as suas próprias necessidades e o acesso a atividades mais complexas”, dá-lhes a possibilidade de “melhorar a sua qualidade de vida, proporcionando-lhes um maior controle sobre a sua vida e maior auto-estima, dando- lhes oportunidade de sentirem maior igualdade social.” (Tetzchner & Martinsen, 2000, p.17). Estes sistemas devem ser escolhidos tendo em atenção as características da pessoa, deve ter um carácter alargado, melhorando o dia – a – dia da pessoa, levando-a a desenvolver a sua autonomia e tornar-se mais apta a enfrentar os problemas da vida (Tetzchner & Martinsen, 2000). Para algumas pessoas, a comunicação aumentativa e alternativa pode ser o único meio que possuem para comunicar, pelo que, tendo como referência os autores Tetzchner & Martinsen (2000). “Comunicação Aumentativa significa comunicação complementar ou de apoio. A palavra aumentativa sublinha o facto de o ensino das formas de comunicação ter um duplo objetivo: promover e apoiar a fala e garantir uma forma de comunicação alternativa se a pessoa não aprender a falar.” A Comunicação Alternativa é qualquer forma de comunicação diferente da fala usada por um indivíduo em contextos de comunicação frente a frente. Os signos gestuais e gráficos, o código Morse, a escrita, etc., são formas alternativas de comunicação para indivíduos que carecem de capacidade de falar. A 1ª tentativa de fazer algo no Powtoon não correu como esperávamos, houve bloqueios, cortes de informação introduzida, mas nada que não fosse ultrapassado. Como todos sabemos é importante que qualquer criança tenha perceção, ou pelo menos alguma noção de tempo e, que existem determinadas sequências (rotinas): Dia-manhã/ tarde; Dias da semana e Meses que se dividem pelas quatro estações do ano… No geral gostamos das potencialidades da ferramenta selecionada. Possibilita a exploração de um tema, de uma forma bastante divertida e simplificada (se for o caso), associando vários
  • 2. meios de comunicação (símbolo, imagem ou escrita). É de fácil maneio, intuitiva, permite facilmente a inserção de imagens, vídeos ou músicas. Deste primeiro módulo concluímos que a tarefa a que nos propusemos constitui uma forma simples de abordar uma noção, temos consciência que há mais a explorar nesta ferramenta, que depois de a colocarmos em prática e do impacto que tiver, poderá ser uma mais valia no dia a dia na nossa atividade docente.